Passo a Passo de Como Escrever um Email Perfeito Em 2020 [+Bônus]

mao feminina segurando tablet com icones de email

Você quer aprender como escrever um email bem estruturado e usar todo esse potencial para o seu negócio decolar?

Então, está no lugar certo, pois tenho várias dicas para você construir um email perfeito.

E há ótimas razões para fazer isso.

Os correios eletrônicos foram uma revolução desde seu nascimento, em 1970.

Isso mesmo, os emails são mais antigos que a própria internet e foram peças fundamentais para toda a construção da mesma.

Ray Tomlinson é considerado um dos inventores do email, quando, em 1971, colocou o “@” para separar o nome do usuário do endereço do correio eletrônico.

Quase meio século após (que loucura!), estamos aqui neste artigo.

Os emails são a chave para tudo o que é preciso fazer na internet, e nem estou falando sobre marketing ainda.

Qualquer que seja o seu desejo aqui na rede, seja um perfil em redes sociais ou assinar um canal com notícias que interessem, o email é exigido.

E como falei em marketing digital, o email é amplamente utilizado quando o assunto é fidelizar clientes e mostrar os novos produtos e ofertas.

Isso porque uma pessoa que informa seu email para uma empresa tem real interesse em conhecer mais – e é aí que entram as estratégias.

Para saber tudo sobre o assunto, este é o artigo para você.

Caderninho de anotações nas mãos e boa leitura!

Antes de produzir o próximo conteúdo para seu site, você precisa definir uma estratégia de marketing de conteúdo que vá trazer resultados para o seu negócio. Então clique aqui e veja o Guia Passo a Passo do Marketing de Conteúdo.

Guia Passo a Passo do Marketing de Conteúdo

Importância de Escrever um Bom Email

laptop em site de email em mesa ao lado de xicara de cafe e smartphone

Acredito que seja impossível calcular a quantidade de informações que viajam pelo mundo a cada minuto.

Vivemos em uma época em que a informação está em todo lugar!

Ninguém mais adquire um produto às cegas. Todos buscam informações.

Eu poderia escrever um longo ensaio apenas sobre comunicação, desde os desenhos do Egito Antigo até as mensagens super abreviadas e a linguagem coloquial das mídias sociais.

Mas o foco aqui não é esse.

Diferente das redes sociais, que têm sua própria maneira de comunicação, no trabalho, a linguagem precisa ser bem estruturada.

Claro que a forma de se comunicar vai variar de público para público.

Não adianta se comunicar utilizando a norma culta do português com um público composto de jovens que querem consumir informação rapidamente.

Assim como de nada adianta usar termos técnicos para explicar o funcionamento de determinado produto para um público que não é formado na área.

É preciso saber trabalhar o marketing nas mídias sociais.

No entanto, independente da linguagem utilizada, é preciso escrever corretamente e saber tornar sua escrita atrativa.

Assim é na vida social, assim é no marketing digital como um todo. E deve ser assim com os emails.

Eu já levei um susto achando que um amigo havia falecido pela falta de uma vírgula na mensagem que me mandaram.

Por essas e outras, preste muita atenção na escrita.

Você precisa saber escrever bem um email porque é através dele que vai levar as informações para as pessoas.

A escrita fria da internet, isto é, a falta de expressões e gestos que existem com a presença física, torna ainda mais difícil se fazer entender.

Uma brincadeira que eu faça pode ser interpretada por outra pessoa que está lendo como ofensiva. E se estivesse me olhando pessoalmente, saberia que estou fazendo uma piada.

Quantas vezes você já foi mal interpretado?

Justamente por isso, é muito importante saber passar as informações de maneira correta.

Passo a Passo de Como Criar um Email Bem Estruturado

mulher em frente a laptop em pagina inicial de email

Você certamente já notou o quanto os emails são utilizados no meio corporativo.

Eles são empregados para a comunicação interna da empresa (assuntos pertinentes entre colegas), na comunicação entre empresas e na comunicação entre empresa e público.

Aliás, muitas vezes, o email é a principal forma de comunicação de uma marca.

Um email mal estruturado pode comprometer toda a imagem dela, então, nada mais importante do que dar esse passo da maneira correta.

O email marketing funciona assim: sabe a carta de apresentação para a empresa quando busca o primeiro emprego?

É a mesma coisa, só que no caminho inverso.

É a empresa enviando sua “carta de apresentação” para o público, na expectativa de que ele consuma sua marca.

Então, já que concordamos sobre a importância da boa escrita e do email bem estruturado, vou ensinar o passo a passo para criar um email matador.

Vamos lá?

#1 Como Criar um Email Com o AIDA

ilustraçao da palavra aida com seu significado

AIDA é um acrônimo, e surgiu das palavras “atenção”, “interesse.”, “desejo” e “ação

Esse modelo de trabalho é bastante utilizado no marketing como um processo a ser seguido a partir do momento em que o consumidor toma conhecimento da marca.

Todas as etapas almejam o mesmo objetivo: vender.

E como as vendas são uma consequência da publicidade, o modelo AIDA é implementado e adaptado à realidade de cada empresa.

Para simplificar, ele é utilizado para o desenvolvimento de um percurso que faça com que o cliente veja positivamente na hora da tomada da decisão.

Isto é, um guia para a empresa orientar seu cliente desde o conhecimento da marca até a ação que, neste caso, é a compra.

Na realidade, esse é um modelo antigo também.

É comum acharmos que tudo surgiu recentemente, porém ele já se fez conhecido no final do século XIX.

Claro que, com o passar dos praticamente 100 anos de lá até então, a técnica foi refinada, otimizada e permitiu que variantes fossem utilizadas.

E como sugere o título desse tópico, é possível trabalhar essa técnica no email marketing.

Vamos entender melhor como fazer isso?

Atenção

A ideia aqui é chamar a atenção mesmo.

O público precisa tomar conhecimento da marca, saber que ela está disponível no mercado.

Existem diversas formas de atrair essa atenção, mas vamos focar em como utilizar a técnica na hora de enviar um email.

Você precisa encontrar uma forma de chamar a atenção de imediato. Isto é, o assunto do email precisa chamar a atenção do leitor de alguma forma.

A pessoa deve encontrar uma justificativa para abrir seu email ao invés de enviá-lo para a lixeira sem nem ao menos olhar.

Se conseguir fazer com que o possível cliente abra o email, terá que conseguir fazer também com que ele leia para entender do que se trata.

Trabalhe seu conteúdo e deixe-o o mais interessante possível.

Interesse

Você passou pela primeira etapa e conseguiu chamar a atenção.

Aqui na letra “I” do acrônimo, você terá que despertar o interesse da pessoa.

Ela aceitou abrir o email para saber do que se trata, então, tenha a certeza de estar oferecendo o melhor conteúdo possível.

Normalmente, neste momento, muita gente perde o interesse e fecha a página.

Meu conselho é que mostre claramente o que está oferecendo e qual o percurso que a pessoa deve seguir para adquirir o que está sendo oferecido.

Também, de forma resumida, mostre os benefícios conquistados com a compra do produto oferecido.

Trabalhe com o conteúdo e com o visual. As pessoas prestam mais atenção quando o corpo da mensagem conta com imagens.

Desejo

Você conseguiu fazer com que a pessoa chegasse até aqui? Ótimo!

Nesse momento, é preciso despertar na pessoa o desejo de consumir a sua marca, pois ele é que vai influenciar a decisão final e permitir que a empresa “eduque o cliente”.

O conteúdo deve ser explicativo, ou seja, carregado de informações pertinentes, ao mesmo tempo em que deve ser resumido.

Ninguém abre um email para ler um texto gigante. A menos, é claro, que seja um amigo contando alguma história.

Mas não é esse o nosso caso.

Seja específico quanto ao que o produto está oferecendo.

Ação

Finalmente, a última etapa.

Mas não é por ser a última etapa que tudo está definido. Muitas pessoas chegam até aqui e desistem de finalizar a ação.

Você já conseguiu atrair a atenção, despertar o interesse e ainda fazer com que a pessoa deseje seu produto.

Agora é hora de concluir todo o processo, e uma boa maneira de finalizar essa etapa é colocando um call-to-action convincente.

O email marketing pode, por exemplo, mostrar como o preço está atrativo e fazer com que a pessoa que o recebeu sinta-se valorizada.

É fundamental – para um bom relacionamento – que seu cliente sinta-se importante para a empresa, e que é justamente por esse último motivo que você enviou um email para ele.

Modelo AIDA Para Criação de Emails

Tudo começa no assunto. Ele é peça-chave para a pessoa abrir ou não o email.

E como criar um email com o modelo AIDA? Simples.

Na realidade, essa técnica facilita muito a estratégia pois a equipe de marketing já tem todo um guia, evitando perda de tempo com conteúdo desnecessário.

O assunto deve mostrar exatamente o que o produto faz, deve deixar uma promessa subentendida e cumprir o que prometeu.

Se tem dificuldades em arranjar um bom assunto para colocar no email, trabalhe primeiro o conteúdo, para, então, encontrar as palavras certas para o assunto.

Se, por acaso, a dificuldade é de trabalhar o conteúdo, coloque o assunto primeiro e desenvolva o conteúdo em cima do assunto.

Na verdade, tudo vai depender do público. O que funciona para uma empresa pode não funcionar para outra.

Assuntos que mostram um desconto ou uma proposta irrecusável costumam surtir mais efeito.

Após o assunto, é hora de se preocupar com o conteúdo.

Particularmente, acho que um bom email deve trazer muita informação e, de preferência, de forma bem resumida.

Informe diretamente do que se trata.

Trabalhe seu conteúdo de maneira que qualquer pessoa que abra o email não tenha dificuldades em entender.

Sempre inclua imagens. Elas chamam atenção e tornam o texto mais interessante.

Coloque uma chamada para ação, de preferência uma que leve o cliente diretamente para efetuar a compra.

E nunca esqueça de que boa parte das pessoas utiliza smartphones, inclusive no Brasil, onde quase 70% dos acessos à internet são feitos através de um aparelho móvel.

Por essa informação, quero dizer que se preocupe com o preheader, que nada mais é que aquele pequeno texto abaixo do assunto.

captura de tela com lista de emails

O preheader deve ser trabalhado como um complemento do assunto e é um ótimo aliado para atrair a atenção do possível cliente e despertar o interesse.

Lembrando que seu preheader vai aparecer na parte superior do email, então,preste atenção para que o texto seja uma continuação.

E sempre envie uma cópia para você mesmo antes de enviar para o público.

Isso vai dar a certeza de que todas as informações foram colocadas de maneira correta e permitir uma última avaliação para observar se o email ficou atrativo.

#2 Você Deve Considerar Isso ao Criar um Email!

mulher pensativa anotando em bloco de notas em frente a laptop

A primeira coisa a considerar é que todo mundo tem email.

Nem todos possuem um perfil em redes sociais, mas email todo usuário tem.

Se trata de uma ferramenta muito prática, com um custo baixo (ou nulo) e de fácil mensuração (dá para acompanhar com maior precisão os números alcançados com uma campanha).

Outra vantagem é a de que todos os modelos de trabalho podem utilizá-lo com facilidade, mantendo seu público muito bem informado e atualizado quanto à marca.

Mas diferente do mundo cor-de-rosa da Barbie, existem algumas regrinhas que precisam ser seguidas para que seu email marketing não seja um grande fracasso.

Todo investimento feito, seja ele de dinheiro ou de tempo, almeja buscar resultados positivos, então, imagine a frustração de investir no envio de centenas de emails para nada.

Para não correr esse risco, esse tópico é um resumo passo a passo para você saber exatamente como trabalhar seu email para que obtenha resultados.

Vamos lá.

Conheça a Sua Persona

ilustraçao representando lupa e simbolo de perfil

Que tipo de pessoa vai usufruir da melhor maneira o seu produto ou serviço?

Sabendo responder a essa pergunta, você já terá em mente quem é a sua persona. Para saber quem ela é, algumas características precisam ser levadas em consideração.

Vou sugerir as duas observações mais importantes:

  • Perfil demográfico: Idade, localidade e gênero. Você precisa entender para quem está vendendo para saber qual linguagem e abordagem utilizar
  • Perfil comportamental: Estude o comportamento da persona, pois, dessa maneira, saberá que tipo de conteúdo ela busca e costuma ficar mais tempo lendo.

Muitas outras questões podem ser levadas em consideração, mas essas duas já vão estruturar bem a sua persona.

Com o tempo e com a criação de campanhas, realize testes A/B para saber qual conteúdo foi mais aceito ou qual obteve melhores resultados.

E sempre se coloque no lugar da sua persona: faça perguntas para você mesmo, responda e adapte a campanha às respostas.

Fale Apenas Para uma Pessoa

Como você deve saber, todas essas informações que coletar servirão para a estruturação de uma única pessoa.

Você vai precisar construir, aos poucos, uma relação com o seu público, e isso vai ser possível graças às informações que disponibilizar.

No entanto, apontar para diversas pessoas e sair atirando informações vai fazer com que sua campanha se torne supérflua.

Falar para uma pessoa só permite um contato mais direto com o seu público, por isso, a importância de sempre conversar com a sua persona.

A “conversa” deve se dar de maneira direta e franca. Deve explicar para ela todo o processo e se colocar no lugar dela para imaginar uma possível objeção.

Essa conversa direta vai fazer com que cada pessoa que tenha contato com suas informações se sinta mais íntima da marca.

E isso, meu amigo, rende excelentes frutos, acredite!

Determine o Objetivo do Seu email

Já aconteceu de você começar a acompanhar um artigo, independente do canal pelo qual chegou até ele, e sentiu que estava dando voltas e não chegaria a resultado algum?

Pois é. Isso é muito comum hoje em dia.

Ainda mais que existe essa briga por espaço, por ranqueamento, e o tamanho dos textos pode ser um fator determinante.

Achou isso muito chato e se sentiu frustrado?

Pois saiba que não poderia se sentir de outra maneira mesmo.

Você entra querendo encontrar uma simples resposta e encontra um ensaio de 100 páginas, se perde entre tanta informação e acaba esquecendo até mesmo o que queria saber.

É exatamente por saber como isso é chato que eu digo: seja específico.

O objetivo é fazer com que a pessoa assine suas newsletters? Deixe isso claro.

Quer destacar as promoções da empresa? Mostre.

Quer segmentar o público através de informações? Informe.

Trabalhe Apenas um Objetivo Por Email

Sobre os exemplos que citei acima, determine qual é o objetivo do email que vai enviar ao público e trabalhe nisso.

Ficar dando voltas vai fazer com que perca seu público, ainda mais se for um público jovem ou jovem adulto, que normalmente são pessoas que buscam informações instantâneas.

Para dar uma mãozinha, vou falar sobre algumas opções:

  • Newsletters: Newsletters são boletins informativos e devem ser enviados periodicamente para todos que demonstrarem interesse
  • Emails promocionais: Diferente da primeira opção que citei, esses devem visar as conversões através da ação determinada
  • Segmentação do público: Esses são os emails que visam fidelizar os clientes, então, devem ser materiais ricos, interessantes e instrutivos.

Também existem os emails de transação, que informarão o processo – pagamento efetuado, por exemplo -, os emails sazonais e muitos outros que a empresa decidir que são relevantes.

O importante é sempre deixar bem claro qual é a intenção do email enviado para que a pessoa que recebê-lo não tenha dúvidas.

Insira um CTA

Pegando o gancho do ponto que acabei o tópico acima: não deixe que existam dúvidas.

Normalmente, uma pessoa que abre uma página, um site, um blog, um email ou qualquer outro canal de informação e se sinta perdida, vai procurar outro mais específico.

Não adianta encher de “faça isso” ou “clique aqui” e não ter a informação passada de maneira clara.

Assim como de nada adianta enviar o email perfeito, cheio de informações, mas que não tenha uma orientação.

As pessoas precisam saber o que exatamente precisa ser feito para que possam usufruir daquilo que o email está oferecendo.

Como um conselho profissional, eu digo que sempre deixe uma conexão entre o email e o destino esperado, ou seja, aquilo que você quer que seu cliente faça.

Essa ideia de enviar a pessoa para uma página onde ela vai ter que procurar onde clicar para ir até o destino faz com que muitos desistam.

O Assunto do Email Tem Influência Direta na Taxa de Abertura

Há alguns dias, eu abri minha caixa de emails para começar mais um dia de trabalho e havia um email com o seguinte assunto: “Socorro, Neil. Preciso da sua ajuda”.

Confesso que mesmo trabalhando todos os dias com marketing digital e sabendo como tudo funciona, o meu impulso foi de abrir porque eu tinha certeza que era algo direcionado.

Claro que essa impressão durou poucos segundos, pois logo acima havia o remetente – uma empresa que coleta assinaturas para questões ambientais.

Não diria que essa é a melhor maneira de atrair a atenção do seu público, mas certamente funciona.

Despertar a curiosidade ou deixar evidente uma promoção imperdível certamente fará com que as pessoas que receberem o email o abram.

Então, mostre o ponto forte do seu produto ou serviço já de cara, ou aposte em um assunto que gere cliques.

Use e Abuse dos Gatilhos Mentais

Os gatilhos mentais são amplamente utilizados no marketing digital porque causam urgência.

A pessoa precisa sentir que, se ela não fizer o que o email pede naquele momento, ela vai perder uma grande oportunidade.

Vou dar alguns exemplos de gatilhos mentais que podem ser utilizados:

  • Razão: Ainda que a emoção seja peça fundamental, precisa existir um apelo para a razão, como dizer para o cliente o que ele vai conquistar se consumir a marca
  • Autoridade: As pessoas sempre vão preferir a marca mais conhecida, então, se esforce para ser uma autoridade no nicho que sua empresa trabalha
  • Escassez: As pessoas detestam perder oportunidades, então, nada mais atrativo do que dizer a elas que restam apenas algumas unidades ou vagas
  • Curiosidade: Como aquele exemplo que citei acima – o pedido de socorro – crie um assunto que, quando lido, seja impossível de ser ignorado
  • Novidade: Não existem dúvidas de que pessoas gostam de novidades e de ter o que é diferente, então, invista em assuntos que mostrem que sua marca é única.

Claro que esses são apenas alguns exemplos.

Todo assunto que cause urgência pode (e deve) ser utilizado.

guia completo de automação de marketing

#3 Exemplo de um Email Bem Estruturado

mulher escrevendo email em laptop

Embora um email informal seja muito mais rápido de ser enviado, um email formal pode conquistar resultados muito melhores e fazer com que a taxa de abertura seja otimizada.

Vamos entender melhor?

Analise: O Que Deve Conter em Cada Parágrafo?

É preciso ter em mente que a estrutura de um email formal sempre deve ser a mesma, isto é, seguir um padrão que será adaptado.

Além do “assunto”, existe todo o resto que precisa ser bem pensado.

Saudação Apropriada

Os emails informais não costumam contar com essa etapa, mas os formais têm obrigação de ter uma boa saudação.

Normalmente, a saudação vai orientar a pessoa ou grupo para o qual envia o email sobre o tema abordado e, possivelmente, conquistar uma interação.

Imagine que um professor precisa enviar um email para seus alunos. Por se tratar de um grupo, pode muito bem começar assim:

Queridos alunos”.

Se o email é para um colega de trabalho, é de bom tom inserir – junto com a saudação – o nome da pessoa:

Caro Professor Eduardo”.

Caso não saiba o nome da pessoa para quem deve mandar um email (aconselho que faça o possível para descobrir), uma solução é:

Caro Diretor de Recursos Humanos”.

E se, em um último caso, não souber o nome da pessoa, nem o cargo que ela ocupa:

A quem possa interessar”.

Para se ter uma ideia entre a diferença entre um email formal e um informal quando enviado para um grupo, veja esse exemplo de email informal para os alunos:

Olá, Turma”.

Ou para uma pessoa:

Oi, Gabi”.

Escolha sempre a maneira correta de se comunicar para conquistar os melhores resultados.

Introdução

A abertura de um email formal normalmente exige uma apresentação.

Já os informais não precisam conter tal informação.

Vamos imaginar a abertura do email formal do professor:

Meu nome é Antonio Carlos e sou professor de Literatura na Universidade de São Paulo – USP.

Esta mensagem é para todos os alunos que vão acompanhar minhas aulas durante esse semestre”.

Corpo

Em um email informal, não existe a necessidade de um corpo muito elaborado. Fala-se o que é necessário.

E como criar um email formal, ou melhor, o corpo do email formal?

A pessoa que está lendo não tem familiaridade com o que está falando ou sobre o produto ou serviço que está oferecendo.

Dessa maneira, seja o mais claro possível, desenvolvendo um corpo informativo e não muito extenso.

Passe as informações que julgar necessárias e não se estenda além disso.

Como Finalizar um Email

Lembre-se de que o encerramento do email é a última visualização que a pessoa terá sobre sua empresa, então, trabalhe para que essa sensação seja duradoura e positiva.

Também é o momento de fazer com que a pessoa que recebeu seu email guarde seu nome.

O meu conselho é o de que tenha uma assinatura profissional, pois geram um impacto mais positivo.

Existem ferramentas para isso e muito mais.

Para os emails que enviar para pessoas próximas e que não tenham a ver com assuntos profissionais, nem sequer existe essa necessidade.

Já para os emails formais, o ideal é que sempre seja finalizado com “atenciosamente”.

Por exemplo:

Atenciosamente,

Antonio Carlos

Professor de Literatura da Universidade de São Paulo – USP

[email protected]

(11)9.9999 – 9999”.

#4 Como Usar o email Para Aumentar as Suas Vendas

ilustraçao demonstrando laptop e icones de email e moedas

O email marketing costuma ter uma abordagem promocional e comercial, mas a verdade é que ele vai além dessas características.

Quando uma pessoa permite que você envie emails para ela, ela também está abrindo uma parte de sua vida pessoal, já que parentes e amigos têm esse costume.

Da mesma maneira, está concedendo a possibilidade de manter um contato direto com a marca, ou seja, construir uma relação com ele.

Benefícios das Estratégias de Email marketing

Como dizia acima, um dos maiores benefícios do email marketing é manter um relacionamento com o possível cliente.

Esse contato direto pode estimular a confiança, o que, certamente, é um dos sentimentos que as empresas mais tentam conquistar de seus clientes.

Uma pessoa que confie na sua marca volta sempre que necessário e ainda faz uma excelente propaganda para as pessoas de seu círculo social.

Vamos analisar mais alguns dos benefícios de quando se aprende exatamente como criar um email.

Engajar os Leads

Pensa comigo.

Se uma pessoa informa seu email, ela espera que você a mantenha informada sobre a marca, concorda?

Dessa maneira, não faça como muitas empresas que esquecem de seus clientes e procure manter contato com sua base de emails de clientes.

Logo, utilize esse tipo de marketing para engajar seus leads para que não esqueçam a marca, aumentando as chances de se tornarem clientes.

Promover Seus Conteúdos

Todas as pessoas que utilizam um blog sabem da importância de promover o conteúdo para atingir o sucesso.

Com o email marketing, não é diferente.

Além de saber como escrever um email, procure encontrar maneiras de promover seu conteúdo através dele.

Enviar newsletters, por exemplo, pode ser uma ótima maneira de promover seu conteúdo, fazendo com que a marca ganhe maior visibilidade.

Nutrir e Educar Seus Leads

Nutrir leads é uma das maneiras mais eficientes de transformar visitante em lead, lead em cliente, e cliente em cliente fiel.

Por esse motivo, estreite o relacionamento e eduque o público sobre sua marca.

O email é a melhor maneira de nutrir e educar leads, pois ele permite o envio de mensagens personalizadas.

Ferramentas de automação de email marketing podem ser a melhor maneira para nutrir e educar seu público.

Vender um Determinado Produto ou Serviço

Certamente, você já recebeu ofertas de produtos ou serviços em seu email.

Empresas B2C costumam utilizar com bastante frequência esse tipo de serviço, por se tratar de um contato direto com o consumidor.

O ideal é sempre procurar oferecer o produto ou serviço com apenas um clique dentro da mensagem de email.

A comodidade é muito atrativa.

Se Relacionar Com Consumidores e Clientes

Mesmo após a conversão, procure se manter “próximo” do cliente.

Todo bom gestor sabe da importância de contar com uma carteira de clientes satisfeitos, pois os mesmos trazem diversos benefícios para a empresa.

Procure enviar conteúdos relevantes para sua base de email de clientes e, sempre que possível, promoções e novidades.

#5 Exemplos de Emails Que Você Precisa Enviar Para Vender Mais

Todo mundo espera receber um email de você em algum momento, então, não há razão para não enviá-lo.

E, para a maioria, o engajamento de email é relativamente alto comparado às outras formas de comunicação. A média de acesso é de 21,73%.

Email é o melhor equalizador no marketing.

medidas em porcentagem sobre o marketing das empresas por email

Então, alguém em algum lugar vai ler o que você enviar.

Mas a questão real ainda permanece: os inscritos no email irão converter?

Email tem uma média de ROI de 122%, mas nem todo email que você envia conta com esse retorno.

Alguns emails simplesmente funcionam melhor que outros quando se trata de conversões e vendas.

O que eu quero dizer exatamente?

Aqui estão alguns exemplos de emails que você deveria enviar se realmente quer ver aquele ROI significativo.

O Email de Estudo de Caso

Estudos de caso são um dos tipos de conteúdo mais efetivos. Ao menos para 88% dos profissionais de marketing.

A razão pela qual elas funcionam tão bem para as vendas é que elas constroem confiança.

Elas são a prova social.

As pessoas podem ver que você obteve resultados mensuráveis com outros clientes em seu segmento, e elas irão querer também.

Mas o problema com estudos de caso é que as pessoas nem sempre procuram por eles.

O brasileiro gasta, em média, 4 minutos em um site. Se suas taxas de rejeição forem maiores que isso por algum motivo, esse tempo poderia ser menor.

Alguns sites colocam estudos de caso em suas landing pages, o que pode ser ótimo para as conversões no site.

HubSpot, por exemplo, lista estudos de caso em um submenu na seção “Software”.

captura de tela do site HubSpot

Porém, se você estava apenas navegando na homepage sem olhar os submenus, poderia passar despercebido.

Ao enviá-los em um email, no entanto, terá muito menos chances de perdê-los. Você está colocando sua melhor prova social da forma mais destacada.

Se quer um conselho profissional, utilize o estudo de caso em suas campanhas. Eles não precisam ser longos e complexos, mas precisam ser bem feitos.

Um email de depoimento funciona tão bem quanto um estudo completo em alguns casos.

Você pode pegar um estudo de caso existente e enviar um email com um link ou colocar o estudo completo no próprio email.

Tente reunir seus estudos de caso ou depoimentos entre formulários longos e curtos, vídeos, textos, imagens e outras formas de mídias.

Mas lembre de linkar para algo aplicável, para que haja conversão real.

Inclua um forte CTA que link para seu site ou inclua uma oferta de algum tipo.

Quanto mais aplicável for, melhor será para vendas.

O Email Q&A (Perguntas e Respostas)

Clientes sempre terão perguntas.

Não dar a importância necessária a esse fato poderá ser prejudicial para sua marca.

Por isso, eu recomendo enviar emails Q&A. Não importa o quão detalhada a sua oferta de serviço esteja em seu site, as pessoas sempre irão querer saber mais.

Agora, eu sei o que você deve estar pensando.

Neil, nós já respondemos a maioria das perguntas de nossos clientes em nosso site. Por que precisamos enviar outro email?

O problema tem a ver com o que eu disse anteriormente – as pessoas não gastam tanto tempo navegando em seu site quanto você pensa.

Mesmo que você tenha um fórum de FAQs (perguntas frequentes), a maioria das pessoas não gastaria seu tempo procurando pelas respostas que elas desejam.

Eles provavelmente iriam enviar um email diretamente a você ou usar um site de busca, porque é mais rápido.

O empresário Marcus Sheridan explicou isso bem em sua entrevista com o New York Times sobre porque ele envia emails Q&A:

O problema no meu segmento, e em um muitos outros, é que você não obtém melhores resultados de pesquisa porque a maioria das empresas não quer dar respostas, elas querem falar sobre sua empresa”.

Ele percebeu que responder às perguntas dos clientes diretamente em um email o ajudou a provar o valor de seu negócio sem ter que se gabar.

Há algumas maneiras de abordar o email Q&A.

Você pode até mesmo abordar as mais diversas questões, como o Google faz:

captura de tela de central de ajuda do google analytics

Aqui, o exemplo mostra questões sobre o Google Analytics, porém, todo assunto que envolva a marca é trabalhado dessa forma.

Ou simplesmente peça às pessoas para responderem seu email com algumas perguntas, como Canva faz:

captura de tela do site canva

Este tipo de email não somente mostra sua especialidade, mas também é útil de fato.

Se você linká-lo para seu site, também pode gerar mais tráfego e (com sorte) mais engajamento.

No fim das contas, as pessoas estão tendo suas perguntas respondidas sobre sua marca.

É isso que realmente importante a longo prazo.

O Email “Como Fazer”

Emails de boas-vindas são ótimos. Você provavelmente os recebe o tempo todo.

É uma forma de dizer “Ei, nós vimos você! Obrigado por se cadastrar.”

captura de tela do site kate spade

É um gesto amigável e é um email que você definitivamente deve enviar.

Você pode ir além de uma conversão, fornecendo um CTA mais forte.

É aí que entra a parte do “como fazer”.

Em vez de apenas dizer “oi”, por que não mostrá-los exatamente como eles importam para você?

Entre em detalhes sobre como eles podem configurar uma conta, o que eles devem fazer a seguir ou como encontrar a empresa nas mídias sociais.

Poderia ser algo curto e sutil, como este email de boas-vindas do Sincerely:

captura de tela do site sincerely

Ou algo mais robusto, como este email de inicialização do Airbnb:

email de inicialização do Airbnb

O objetivo é criar algo mais prático para o cliente.

Uma outra forma que você pode usar o email “como fazer” é incluir vídeos explicativos (ou artigos).

Um vídeo em um email irá aumentar a taxa de clique em 96%. Somente 4% das pessoas não clicam!

Wistia, por exemplo, usa vídeos de instruções para destacar novas funcionalidades.

site wistia, video de instruçao

Isso pode ser útil se você tem uma demonstração de um produto específico.

Também para mostrar novas funcionalidades que desejar, seja em um email de boas-vindas ou em uma campanha separada.

O ponto é dar algum valor adicional para as pessoas que lêem seu email.

Se eles sabem que você lhes dá informações úteis, eles provavelmente irão abrir seus emails quando os receberem e irão aceitar as suas ofertas.

O Email de Mídias Sociais

Email e landing pages não são as únicas formas de vender para seus clientes.

Mídias sociais têm melhorado as vendas e isso todo o mundo sabe.

Pinterest e Instagram têm até botões de compra para leads que estão no fundo do funil.

Na verdade, 93% dos usuários do Pinterest usam a plataforma para planejar ou fazer compras, e a plataforma leva 25% de todas as vendas no varejo em todo o mundo.

Em março de 2017, mais de 120 dos cadastrados no Instagram usaram a plataforma para se relacionar com empresas de alguma forma.

O que isso quer dizer?

Seus emails não têm que apontar somente para seu site.

Você pode apontá-los para suas páginas nas redes sociais também.

email de midias sociais

Enviar emails de mídias sociais também conta com o benefício de gerar notoriedade da marca para aqueles que ainda não se inscreveram.

92% dos clientes confiam nas indicações de amigos nas redes sociais e são 4 vezes mais propensos a comprar de uma marca que é indicada nas redes sociais.

Aqui está outro ótimo exemplo da Bed, Bath and Beyond:

exemplo de bed bath & beyond

Eu gosto do humor.

É interessante. É engraçado. Isso dá certo.

Você também pode criar algo curto e sutil como este do HotelsPro:

exemplo de HotelsPro

Ele tem um design clean que realmente faz querer clicar nas imagens.

Também gosto da forma como ele inclui os botões de compartilhamento social.

Embora pareça excessivo ter ambos, isso dá às pessoas mais chances para se conectarem.

A maioria das soluções de email marketing têm ferramentas e integração para facilitar a inclusão de botões de compartilhamento.

Você também pode adicionar contadores de compartilhamentos nas redes sociais, reviews e classificações com plugin.

Porém, o envio de um email separado que destaca as mídias sociais pode melhorar o engajamento e, finalmente, as vendas.

Eles também são emails automatizados bem fáceis de serem criados.

Portanto, é um ganho duplo para todos os envolvidos.

O Email de Oferta Gratuita

Muitas marcas irão lhe enviar descontos se você se inscrever nos emails deles.

Ofertas funcionam tanto para o engajamento quanto para as vendas.

site J. Crew Factory

Mas você sabe o que as pessoas adoram mais do que um desconto?

Elas adoram coisas gratuitas.

Claro que existem diversas maneiras de atrair clientes.

Embora isso possa parecer contraditório, oferecer algo gratuitamente pode gerar um aumento na sua receita.

Uma oferta gratuita poderia incluir uma amostra de um produto ou um teste gratuito.

Mas isso não é uma regra, pois nem sempre você tem que oferecer um teste gratuito se não quiser.

Existem outras formas de você dar algo por baixo custo e ainda gerar vendas.

Veja este exemplo do Slides:

exemplo de slides

Eles oferecem um pacote gratuito de recursos de design ao invés de um teste gratuito.

Isso funciona mais como uma isca digital e é inteligente pois mostra o que você pode fazer com o serviço deles sem compromisso.

Se você gostar, você pode comprar mais posteriormente.

Se você não gostar, ainda tem um recurso valioso dessa empresa que você pode recomendar.

Eles também fazem um bom trabalho adicionando sutis botões de compartilhamento apenas no caso de você realmente achar que recomendá-los para seus amigos é uma boa ideia.

Aqui está outro exemplo de uma oferta gratuito do Zapier:

email de oferta Zapier

Esta é uma sessão de treinamento gratuita para monitoramento automatizado da marca usando os serviços do Zapier.

Dependendo da apresentação de venda que eles usam durante o webinar, eles poderiam potencialmente obter muitos cadastros a partir dessa oferta.

Embora seja “gratuito”, há um valor nisso que vai além do que o preço em dólar.

Há engajamento e participação.

Eles conseguem ver o Zapier em ação, o que é mais que um motivo para consumir a marca.

Você também pode combinar essa ideia de uma oferta gratuita com um email social ou algum tipo de programa de indicação.

Veja este exemplo do AirBound:

exemplo de oferta AirBound

Dois meses grátis? Onde eu me cadastro?

Há prova social, uma oferta gratuita e incentivo para criar uma conta no AirBound. É muita motivação para se cadastrar!

Ele combina o melhor dos dois mundos (ambos os mundos são compartilhamento social e ofertas gratuitas) para criar algo realmente atraente.

É uma excelente estratégia para profissionais de marketing que querem dar algo gratuito mas ainda estão preocupados com o número de vendas.

O Email de Conteúdos Selecionados

Toda semana, meu amigo Hiten Shah envia uma seleção de seus posts favoritos para os inscritos.

Ele entrega um monte de conteúdos bem selecionados com temas como marketing e vendas.

Seleção de conteúdo ajuda seu marketing em várias maneiras.

Ela pode aumentar a visibilidade e o engajamento de sua marca, criar um impacto positivo no seu SEO, estabilizar confiança e construir relacionamentos com seus clientes.

A seleção é parte de uma estratégia de marketing que a PublishThis chama de “Big Content”.

exemplo de marketing de PublishThis, Big Content

A ideia é que, embora email marketing personalizado possa ajudar com conversões, conteúdo bem selecionado pode tornar sua marca um líder de opinião no segmento.

A curadoria de conteúdo pode gerar um excelente engajamento.

Veja este exemplo da marca de engajamento social Sprout Social:

 exemplo da marca de engajamento social Sprout Social

Eles enviam insights regularmente sobre o segmento.

Também sobre como profissionais de marketing podem usar mídias sociais para seus negócios crescerem e, ainda, como a Sprout Social se encaixa nesse cenário.

Fazendo isso, eles estão se tornando uma referência em mídias sociais para seus seguidores.

Com a seleção de conteúdo, você não está apenas construindo uma lista de inscritos. Você está criando inscritos “pré-qualificados”.

Basicamente, eles aprendem sobre seu produto através de um fluxo de conhecimento, não por uma apresentação de vendas.

Eles são mais propensos a comprar quando o momento decisivo chega porque eles conhecem o valor de sua marca.

Dê uma olhada neste exemplo do profissional Jay Baer:

 exemplo do profissional Jay Baer

Se você fala inglês, já entendeu o que quero dizer.

Se não fala, eu explico.

O email conta com riqueza de informações. O conteúdo selecionado dele é altamente informativo e aplicável.

Emails com conteúdos selecionados são uma ótima maneira de construir seguidores leais e melhorar o engajamento ao mesmo tempo em que qualifica a sua reputação no segmento.

Você se torna uma marca da qual realmente vale a pena comprar.

Existem várias ferramentas que podem ajudar a criar conteúdos selecionados do seu blog ou da web.

Pocket é uma delas, se você já tem o hábito de selecionar conteúdos e guardá-los para mais tarde.

Mas se eu quiser pegar coisas da web e eu não tenho tempo para navegar, vou usar outras ferramentas de seleção de conteúdo.

Você pode usar algo como Scoop.it, por exemplo, que funciona como uma ligação de conteúdos.

Você começa com um assunto e o Scoop.it irá gerar artigos relevantes em um formato como do Pinterest.

Isso vai ajudar você a encontrar conteúdos relevantes sem ter de gastar todo o dia procurando por artigos no Google.

O Email de Reengajamento

Nós todos sabemos que email marketing pode ter um impacto positivo nas vendas.

Porém, o que acontece quando seus inscritos no email começam a cancelar a inscrição?

Você tem de reengajá-los de alguma forma.

Ainda bem que há uma campanha de email para isso.

Uma campanha de reengajamento, para ser específico.

Veja este exemplo perfeito de um email de reengajamento do Dropbox:

email de reengajamento do Dropbox

É curto e direto ao ponto: Nós queremos você de volta.

Esse tipo de email é disparado baseado no comportamento do usuário, ou neste caso, uma falta do comportamento dele.

E funciona. Vou citar um exemplo.

A campanha de reengajamento da Precision Marketing Group conseguiu engajar 12% dos contatos segmentados, e sua CTR geral aumentou em 50%.

Alguns dos emails de reengajamento mais efetivos tendem a ser aqueles com inteligência e humor, como este exemplo de uma coruja com coração partido do Duolingo:

exemplo de marketing duolingo

Ela está muito triste porque você foi embora. Volte!

É um lembrete fofo sem precisar forçar a barra ou ser mandão, e isso vem com um ótimo CTA.

Eu também gosto deste email para carrinho de compras abandonado do House of Holland:

email para carrinho de compras abandonado do House of Holland

Ele prende sua atenção e te dá um pequeno empurrão de volta para comprar sem ser autoritário ou arrogante.

Se você realmente quiser promover um grande impacto com um email de reengajamento, tente fazer uma oferta de desconto ou de bônus para caso eles voltem.

Como este exemplo do Missguided:

exemplo de email Missguided

Eu gosto porque oferece um desconto e também aproveita para adicionar compartilhamento social.

Dá aos inscritos algumas maneiras de reconectar enquanto ainda incentivam seu retorno.

Bônus: Configurando o Email Profissional em 4 Etapas

mao feminina em laptop com smartphone, caneta e copo ao lado

Apesar de existirem pessoas dizendo que o email marketing morreu, eu acredito muito nesse tipo de abordagem.

Vejo um número crescente de pessoas falando em assinar newsletter, receber curadoria de marcas por email ou aguardando receber as próximas promoções de determinada empresa.

O que mudou de alguns anos para cá é que as pessoas têm ficado cada vez mais seletivas.

Mas o email marketing está vivo, sim.

Mais do que nunca, inclusive.

Escolhendo a Sua Conta

Para entender como criar um email e começar a usufruir de todas as suas funcionalidades, é necessário escolher o domínio.

Vou falar sobre alguns deles.

Como Criar Email no Gmail

Para se inscrever no Gmail, você deve criar uma conta do Google, então, o nome de usuário e a senha poderão ser utilizados para acessar o Gmail.

A grande vantagem dessa opção é que a conta poderá ser usada em todo tipo de acesso, como YouTube, Google Drive, Google Play, entre outras opções.

Basta seguir esses três passos:

Qualquer dúvida pode ser esclarecida direto com a empresa. As respostas costumam ser rápidas.

Como Criar Email no Yahoo

O Yahoo! É outra marca bastante forte e, certamente, você já teve contato.

Para criar sua conta no Yahoo!, siga este passo a passo:

A empresa também presta um bom trabalho de atendimento aos seus usuários e qualquer dúvida poderá ser sanada com eles.

Como Criar email no Hotmail – Outlook

Essa é mais uma opção de email gratuito de excelente qualidade.

Para criar seu email Hotmail – Outlook, dá uma olhada nas etapas:

Qualquer dúvida poderá ser tirada diretamente com a empresa.

Definindo o Formato do Email

Para falar de forma direta: sempre que for enviar um email formal, tenha a certeza de estar enviando um email perfeito.

Tanto para as ofertas quanto os emails de boas-vindas.

Você não quer perder uma oportunidade por causa da escrita ou de erros primários, não é verdade?

Independente se é uma carta de apresentação, uma carta de agradecimento, uma carta de demissão, solicitação de carta de recomendação ou escrito por outros motivos não pessoais.

O mais importante é você sempre ter a certeza de que seu email está organizado e profissional.

Dessa maneira, envie emails formais quando o assunto envolver qualquer questão do trabalho, e envie emails informais quando apenas quiser contar ou mostrar algo para pessoas próximas.

Assinatura Digital

A assinatura digital permite que empresas e pessoas utilizem a internet com segurança para transações financeiras ou troca de informações sigilosas, por exemplo.

Ela comprova a idoneidade da pessoa que está acessando as informações.

Assim como as assinaturas tradicionais, a assinatura digital também precisa atestar a legitimidade em cartório.

Toda pessoa ou empresa que utilizar a assinatura digital, pode ter a certeza de estar em um ambiente seguro para fazer suas transações e negociações.

Para fazer a sua assinatura, basta seguir esse passo a passo:

  • Acesse o leitor de PDF (normalmente, a opção é o Adobe Reader)
  • No menu, clique em “Ferramentas”
  • Acesse a opção “Assinar” e depois “Assinar documento”
  • Siga as etapas que serão informadas
  • Adicione uma imagem na sua assinatura.

Atenção Com a Fonte e o Tamanho

Você não está lá pessoalmente para que a pessoa que está recebendo seu email saiba exatamente como se comunica, então, é necessária uma boa apresentação.

Evite fontes consideradas divertidas, muito ornamentadas ou coloridas. Além de levar a pessoa à distração, não vai passar credibilidade alguma.

Também evite as opções “negrito” e “itálico”. Isso vai deixar o email confuso.

E tome cuidado para não enviar tudo em letras maiúsculas, pois a ideia transmitida será a de que está exaltado.

Isso nunca é bom.

Como Criar um Email do Celular

A criação de email pelo celular segue todos os mesmos passos necessários na criação através de um computador.

Basta acessar sua página de navegador do celular e “dar um Google”. Essa é a maneira mais rápida para isso.

Independente do domínio, você pode escrever no Google e ele já vai mostrar a opção para a criação da sua conta.

Então, é só seguir aquele passo a passo que falei um pouco acima.

guia completo de marketing digital

Dicas Que Você Deve Seguir Para Escrever Um Email Profissional

mulher pensativa em frente a laptop

Manter o profissionalismo é o mínimo que se espera em todo tipo de negociação empresarial.

É preciso saber manter o tom correto.

Um certo equilíbrio entre a seriedade e a simpatia.

Complicado, eu sei, mas vou falar a respeito.

Certifique-se Que a Sua Mensagem Está Completa

Eu sei que parece óbvio, mas, muitas vezes, a pressa faz com que nem sequer exista uma revisão da mensagem antes de ser enviada.

Uma opção é enviar para você mesmo, antes de fazer isso para outra pessoa ou empresa.

É um cuidado que vai permitir que faça uma avaliação.

Nesse momento, analise se o campo do assunto está preenchido, se o email está bem escrito e se possui assinatura.

Essa assinatura – como citei aqui no artigo naquele exemplo do professor – deve contar com seu nome, cargo e informações de contato, como email e telefone, por exemplo.

Preste bastante atenção no caso dos emails que exigem anexo, como imagens ou documentos.

É bastante comum esquecer de anexar o arquivo.

Após toda essa avaliação, já pode enviar seu email.

E para ter certeza absoluta de como seu email foi recebido (caso não queira enviar um para si mesmo antes), utilize a opção Cco, de cópia oculta.

Você vai enviar o email para a pessoa de destino e para você mesmo, e essa informação não vai aparecer para a pessoa que receber a mensagem.

Verifique a Grafia da Sua Mensagem

Por favor, não esqueça de verificar cuidadosamente a gramática, as concordâncias e se a ideia está clara e de fácil compreensão.

Vivemos em uma época que opções como “descadastrar” e “deletar” são decisões imediatas, então, tome cuidado para não estar entre essas opções.

Um email confuso ou mal escrito será descartado imediatamente.

Aliás, não esqueça de observar a escrita, independente do canal utilizado para se comunicar.

Envie um Email de Teste

Como eu falei ali acima, envie uma mensagem de teste antes de enviar seu email.

Faça isso para testar que a formatação está correta.

Se tudo estiver bem, reenvie à empresa ou ao indivíduo ao qual você está escrevendo.

Testar nunca é demais.

Envie uma Cópia Para Você Mesmo

Vale reforçar para que não esqueça que existe essa opção.

Você pode enviar uma cópia para você mesmo na opção Cco, para ter certeza de que o email chegou da maneira correta.

Essa cópia não será visível para a pessoa que receber o email.

Você pode enviar para o próprio email de remetente no caso da Cco ou mandar para algum outro email que possua.

Cheque o Seu Email Regularmente

ilustraçao demonstrando boneco enviando email

Verifique seu email regularmente.

Ele é seu meio de comunicação com toda a internet, com as outras empresas e com os clientes.

Não demore a enviar respostas para não perder oportunidades.

Todo as pessoas do mundo tem pressa.

Se não tem tempo para verificar diversas vezes ao dia, verifique ao menos pela manhã e no começo da tarde.

Ou também opte por terceirizar o trabalho, contratando alguém de confiança para que verifique com frequência a sua caixa de emails.

Conclusão

Emails são uma excelente maneira de gerar vendas, mas você tem que saber que tipo de email enviar.

Dependendo do público que você está tentando engajar, alguns irão funcionar melhor que outros.

Portanto, veja quais são seus objetivos.

Você quer mais inscritos? Você quer mais conversões?

Você está tentando melhorar seu funil de vendas de mídias sociais?

Ou você quer ser uma referência no seu segmento?

Cada tipo de email funciona melhor em diferentes situações, então, escolha com cuidado.

Lembre-se de que você pode combinar esses emails, dependendo de seu público.

Apenas certifique-se de que você está lhes enviando algo.

Envie os emails nos dias e horários certos, isso pode fazer toda a diferença.

Um email enviado irá sempre obter melhores resultados que um email não enviado.

Nunca deixe de revisar os email enviados. O profissionalismo está diretamente ligado ao tipo de mensagem que irá mandar para seus clientes.

Mantenha o tom sério sem parecer arrogante. Sugira ações sem parecer autoritário. As pessoas não gostam disso.

E por fim, comunique-se!

Já se você está buscando informações sobre email marketing, recomendo a leitura destes artigos também:

Agora, conte aqui nos comentários:

Que tipo de email funciona melhor para seu público quando o assunto é impulsionar vendas?

Guia Passo a Passo do Marketing de Conteúdo

Compartilhe