Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Tipos de email: Modelos Matadores Para Potencializar a Sua Estratégia

modelos de email tipos e exemplos

Quer saber como criar e-mails matadores, e incríveis? Então você está no lugar certo. Vou compartilhar os melhores tipos, exemplos, e modelos de email para você utilizar na sua estratégia.

Você é o tipo de pessoa que está disposta a fazer mais de 50 telefonemas por dia em uma tentativa de adicionar clientes qualificados para o seu pipeline de vendas?

As “cold callings” sempre terão um lugar no mundo dos negócios, mas não são a única estratégia que vale a pena se considerar.

Com um número crescente de compradores interessados em uma experiência digital, chegou a hora de focar o seu tempo e atenção aos cold emails. Combinando-os com as cold calls, temos o melhor dos dois mundos.

Em tradução livre, cold call e cold email são a chamada fria e o email frio. Por exemplo, você ou alguém da área comercial liga ou manda um email “do nada” para uma pessoa que esteja dentro do perfil de cliente da sua empresa.

Se o email marketing é considerado a estratégia de marketing mais eficaz, não faz sentido implementar isso em seu mix de plano de vendas também?

Este é o local onde os cold emails entram em jogo.

Da mesma forma como uma cold call, você vai entrar em contato com os prospects sem aviso prévio. A única diferença é que irá utilizar alguns dos tipos de email como o seu método de contato, não o telefone.

Embora você possa estar preocupado com a taxa de abertura e resposta fraca, os tipos de email certos podem impulsionar seus números e levá-lo em direção ao seu objetivo de fazer uma venda.

Aqui estão 11 tipos de emails, juntamente com um exemplo de cada um, que qualquer vendedor pode implementar:

Uma técnica fundamental para a conversão de leads em clientes é a nutrição. A forma mais eficiente de fazer isso é com a automação de marketing. Para aprender como melhorar a sua nutrição de leads, clique e receba o Guia Completo de Automação de Marketing.

Guia Completo de Automação de Marketing

Quais são os principais tipos de email?

O e-mail marketing pode ser uma excelente estratégia para você melhorar o relacionamento com o seus clientes e atingir outros objetivos, como aumentar a conversão de vendas, por exemplo.

É importante lembrar que existem diferentes maneiras de se comunicar com o seu público-alvo por e-mail.

Agora mesmo, se você acessar a sua caixa de entrada pessoal, vai notar que existem tipos de e-mails corporativos distintos, com formatos e funções igualmente variados.

Uma newsletter de uma determinada marca é diferente de uma mensagem de confirmação de uma compra realizada em um e-commerce, mas ambos os modelos são considerados e-mail marketing.

Basicamente, existem três categorias principais de e-mail marketing: os relacionais, os promocionais e os transacionais.

A seguir, falo um pouco sobre cada uma delas, seu objetivo e a sua importância dentro de uma estratégia digital.

Confira:

Emails relacionais (Newsletters)

tipos de email newsletter

Os e-mails relacionais são aqueles que têm como meta gerar engajamento e criar um relacionamento mais próximo com o público-alvo, a partir de um conteúdo educativo e valioso.

Para acertar nessa estratégia, a empresa deve conhecer o seu perfil de cliente e, principalmente, saber em que etapa do funil de vendas se encontra o destinatário do e-mail.

Assim, é possível ser mais assertivo, pois você consegue produzir materiais adequados à realidade de cada cliente, seguindo o modelo AIDA (atenção, interesse, desejo e ação) de copywriting.

Por exemplo, se estiver nas fases preliminares, o conteúdo deve ser voltado para chamar atenção e atrair o prospect.

Caso o estágio seja mais avançado no momento, a dica é persuadir o cliente para realizar uma ação mais efetiva.

Para conquistá-lo, independentemente da fase do funil em que esteja, a criatividade e a variedade são elementos essenciais.

Embora a newsletter seja o exemplo mais comum de e-mail relacional, existem outros modelos, como os seguintes:

  • E-mails de boas-vindas, de agradecimento ao assinantes ou de feliz aniversário
  • Pesquisas de opinião
  • Artigos do blog
  • Novidades em primeira mão
  • Conteúdos exclusivos
  • Cursos e e-books.

Emails promocionais

Ao contrário do que o nome pode induzir a pensar, os e-mails promocionais não têm como objetivo único gerar uma venda direta.

Eles também podem incentivar outros tipos de ações, como a oferta de upgrade de um plano de assinatura, o envio de um período de teste gratuito de determinado produto ou serviço, e assim por diante.

Por isso, é muito importante ter uma segmentação variada desse tipo de mensagem, para atingir o público mais variado possível.

Um cuidado importante aqui é não abusar do número de e-mails promocionais.

O disparo indiscriminado pode gerar um efeito inverso ao previsto, resultando em assinaturas canceladas e mensagens caindo diretamente na caixa de spam.

Afinal, ninguém gosta de receber uma série de ofertas pelas quais não possui qualquer interesse.

E-mails promocionais devem ser enviados em menor número que os relacionais.

Esse pode ser um bom parâmetro para definir uma ordem de prioridades.

Entre os principais exemplos dessa categoria de mensagens, estão:

  • Divulgação de lançamentos de produtos, conteúdos e serviços
  • Ofertas de upgrade e condições exclusivas
  • Períodos de testes gratuitos
  • Atualização de informações.

Emails transacionais

tipos de email transacional

Chamamos e-mails transacionais aquelas mensagens que detalham as transações realizadas entre a empresa e o cliente.

Elas funcionam como documentos, que atestam e comprovam a concretização de um negócio, e também como uma maneira de acompanhar o passo a passo da venda.

Quando uma compra é realizada em uma loja virtual, o cliente recebe uma série de e-mails transacionais, confirmando a aquisição, a aprovação do pagamento, o envio da nota fiscal, a separação para entrega e assim por diante.

Além das mensagens que detalham transações financeiras, há outras que se encaixam nessa categoria.

Ao trocar uma senha ou acessar uma conta por um dispositivo novo, por exemplo, empresas também costumam notificar o cliente com esse tipo de mensagem para evitar golpes.

Portanto, são exemplos de e-mails transacionais:

  • Recibos
  • Confirmação de compra
  • Aprovação de método de pagamento
  • Código de rastreio da encomenda
  • Ticket de suporte, em casos de atendimento virtual
  • Recuperação de senha.

Tipos de Email #1: O Email Introdutório

Tal como o nome sugere, esse email se baseia na premissa de introduzir-se ao receptor.

Você pode ser tentado a vender o seu produto ou serviço. Apesar de ser fácil trabalhar em um “soft sell” (explicaremos melhor adiante), não é o seu objetivo. Resista à tentação.

Vejamos um exemplo:

Olá John,

Eu espero que este email chegue até você. Eu sei que você está ocupado, por isso não vou ocupar muito do seu tempo. O objetivo desse email é de me apresentar, pois eu gosto de me conectar com as pessoas que trabalham no mesmo segmento que eu.

Minha empresa, XYZ Corporation, é especializada na produção de ferramentas. Eu sou uma grande apoiadora da sua empresa e acompanho de perto todas as suas últimas novidades.

Se você tiver a oportunidade, não hesite em me conectar via email. Claro, você também pode se conectar comigo via Twitter, Facebook e LinkedIn.

Obrigada por tirar um tempo tempo para ler o meu email. Espero cruzar o seu caminho no futuro!

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Esse é um tipo de email de construção de relacionamento. Você não está “indo para matar” agora. O objetivo é simplesmente se apresentar, dizer a pessoa mais sobre quem você é e dar o primeiro passo para se tornar colegas de negócios.

Se tudo correr como planejado, como um email de retorno ou conexão de mídia social, você pode continuar a desenvolver o relacionamento e lança-lo para a próxima etapa, como planejado.

Modelo de Email #2: O Email “Hard Sell”

Você pode não ser do tipo “hard sell”, por telefone ou em pessoa, mas o uso do email pode te ajudar, dando-lhe a coragem de que necessita.

Uma venda “hard sell” refere-se a uma única coisa: fazer com que a pessoa compre em curto prazo. Você não envia esse tipo de email para construir um relacionamento ao longo do tempo. Você o envia porque você quer fazer uma venda mais cedo ou mais tarde.

Uma venda “hard sell” por email pode acontecer de duas maneiras:

    • Você pega a pessoa certa, no momento certo, intrigada o suficiente para marcar uma reunião ou solicitar mais informações.
    • O seu estilo “direto ao ponto” a assusta e você provavelmente nunca ouvirá falar dessa pessoa novamente.

    Você nunca vai experimentar uma taxa de sucesso de 100 % com uma estratégia de venda por email “hard sell”, mas há algumas coisas que você pode dizer para melhorar suas chances.

    Tente isto:

Olá John,

Você está procurando uma maneira de gerar mais negócios através de seu site? Com uma presença on-line desenvolvida profissionalmente, você pode levar suas vendas on-line para um novo nível.

Apesar do seu site ter muitos pontos positivos – como um design adaptado para dispositivos móveis – existem alguns passos que você pode seguir para melhorar ainda mais a sua aparência e potencial de conversão.

Meu objetivo é simples: redesenhar seu site como um meio para ajudá-lo a gerar mais receita.

Se você entender a importância de um site bem concebido e se você quiser ter mais sucesso on-line no futuro, tome um tempo para responder a esse email. O histórico do meu trabalho, juntamente com centenas de comentários positivos, não mentem.

É agora o momento de redesenhar seu site? A resposta pode ser sim.

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Muito duro? Muito direto? Alguns dizem que sim, outros dizem que não. Você conhece seu público melhor do que ninguém. Pode ser o tipo de email ao qual o público-alvo responde.

Para reiterar, uma venda de email “hard sell” não dará a todos um sentimento positivo. Ela, na verdade, irá assustar algumas pessoas.

Mesmo assim, quando feito da maneira correta e de forma consistente, pode gerar uma resposta positiva e vendas rápidas.

Tipos de Email #3: O Email “Soft Sell” 

Nem todo mundo se sente confortável com a abordagem “hard sell”. Ela faz com que algumas pessoas se sintam desconfortáveis, quase como um vendedor de carros usados conversador.

No modelo soft sell, a atenção está voltada para entregar ao cliente algo que ele necessita e consiga alcançar benefícios com a compra. Esse modelo valoriza mais o médio e longo prazo no relacionamento com o cliente.

Se um “hard sell” é demais, mas você ainda quer oferecer novos negócios, é hora de experimentar uma abordagem mais suave.

Aqui está o exemplo de e-mail soft sell para você ver o que quero dizer:

Olá John,

Como gerente de marketing da empresa XYZ, é o meu trabalho entrar em contato as pessoas do segmento que podem fornecer-nos conhecimento de alta qualidade e feedback sobre os nossos serviços.

Nem sempre é fácil encontrar profissionais experientes que conhecem a indústria, mas tenho esperança de que você possa me ajudar.

Nossos serviços primários consistem em X, Y e Z, tudo o que eu tenho certeza que você está familiarizado com a sua posição atual.

Você tem necessidade de algum desses serviços? Existe alguma coisa em particular que iria melhorar a probabilidade de trabalhar com a nossa empresa?

Eu sei que você está ocupado, então vou parar por aqui. Se você tiver algum tempo livre, eu gostaria de ouvir seus pensamentos. Obrigada pela atenção.

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Quando você assiste a uma conferência ou fala com alguém no telefone, você imediatamente oferece o seu produto ou serviço?

Provavelmente não. Mesmo achando que você poderia fazer uma venda, isso iria dar uma má impressão.

Em vez disso, você começa com uma introdução de si mesmo e, em seguida, dá um passo suave em direção ao que você e sua empresa fazem.

O email é diferente do que uma conversa presencial ou por telefone, mas mesmo assim, muitas vezes faz mais sentido, para evitar uma abordagem “hard sell” e ficar com algo mais informativo.

Se você encontrar um tipo de email “soft sell” que funciona, você pode utilizá-lo para iniciar a conversa. Isso acabará por levá-lo a situação em que você estará mais confortável na hora de oferecer a venda.

Modelo de Email #4: O Email “Mídia Social”

Quando você reunir o melhor das mídias sociais e do email, os resultados podem ser surpreendentes.

Independentemente da sua plataforma favorita de mídia social, há oportunidades para implementar esse exemplo de email em sua estratégia de cold emails.

Aqui está um trecho do blog da Business 2 Community, que examina o alcance das mídias sociais nos negócios:

O Twitter é o lugar para se envolver com empresas: enquanto apenas 20 das empresas Fortune 500 realmente se envolvem com seus clientes no Facebook, 83% têm uma presença no Twitter, assim como 76% da NASDAQ 100, 100% das empresas Dow Jones, e 92% do S & P 500. Para alcançar os altos executivos, porém, o LinkedIn é o lugar certo. Embora apenas 32% dos CEOs Fortune 500 tenham uma presença em qualquer rede social importante, a maioria das pessoas (25% do total) estão no LinkedIn. E 59% dos executivos preferem conteúdo de vídeo em comparação ao texto.

Você pode se comunicar diretamente com seus prospects através da mídia social. Também é possível trabalhar isso em um cold email. Aqui está como:

Olá John,

Como alguém que gosta muito de mídia social, estou sempre procurando expandir minha rede. Depois de encontrar o seu nome no LinkedIn, enviei-lhe um pedido de conexão.

Se tiver a chance, eu ficaria honrado se você aceitasse o meu pedido. Você também pode me encontrar no Twitter e no Facebook.

Nem sempre é fácil de se comunicar via email no mundo dos negócios de hoje, mas sinta-se livre para manter as minhas informações arquivadas. Eu sei que há momentos em que se conectar através das mídias sociais nem sempre faz sentido.

De qualquer forma, estou feliz que tenha me deparado com o seu perfil do LinkedIn. Vamos manter o contato!

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Há dois fins em relação a esse email:

  • Apresentar-se na sequência de um pedido de mídia social.
  • Garantir que a pessoa tenha o seu endereço de email, pois isso pode acelerar o processo de agendar uma ligação ou uma reunião futura.

Não é viável acompanhar cada solicitação de mídia social com um email. Isso não é algo que você provavelmente vai fazer o tempo todo, mas é uma estratégia para se empregar quando você realmente deseja construir um relacionamento com uma pessoa.

Tipos de Email #5: O Email “Post do Blog” 

De acordo com a HubSpot, “as empresas que publicam mais de 16 posts no blog por mês têm quase 3,5 vezes mais tráfego do que as empresas que publicam entre 0 – 4 blogs mensais.”

Com essa estatística para te direcionar, podemos dizer que faz sentido escrever posts no blog de qualidade tanto quanto possível.

O que isso tem a ver com os cold emails? Você pode usar esses posts do blog como um ponto de discussão. Veja como:

Olá John,

Após a publicação de nosso mais recente post “título aqui”, eu imediatamente pensei em você e sua empresa.

O post examina vários aspectos do marketing de mídia social, completo com citações de líderes do pensamento e uma variedade de pontos de vista.

Eu adoraria ouvir suas considerações sobre o post, incluindo qualquer feedback que poderia usar no futuro para fornecer ao nosso público conteúdos ainda melhores.

Claro, não hesite em compartilhar alguns de seus lugares favoritos do blog. Estou sempre interessada em ler o que outros profissionais do segmento têm a dizer.

Obrigada pelo seu tempo.

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Em muitos aspectos, semelhante a um email introdutório, há muitos benefícios nesse formato de email:

  • Fornece uma razão para o envio.
  • Mostra que você está interessado no compartilhamento de informação, e não apenas em fazer uma venda.
  • Prova os seus conhecimentos sobre um determinado assunto.

Se você escreve regularmente, nunca haverá uma escassez de posts para compartilhar via email.

Modelo de Email #6: O Email “estou na área” 

Você lembra de um episódio de Seinfeld, quando o grupo conversa sobre “pop-in?”. Essa é uma boa lição para quem está interessado em um cold email seguido por uma reunião presencial.

Não apareça na porta de seu prospect sem aviso prévio, esperando que eles o recebam. Em vez disso, use esse script de email para quebrar o gelo:

Olá John,

Eu sei que você está ocupado, então eu vou ser rápida. Tenho vários clientes em sua área local e passarei para visitar alguns deles na próxima semana.

Se você tiver tempo, eu gostaria de passar aí e compartilhar algumas informações sobre nossos produtos e serviços. Meu horário é flexível, então qualquer horário que seja bom para você provavelmente será bom para mim.

Você pode estar certo de que eu serei bem rápida. Eu só quero passar aí por alguns minutos, me apresentar e deixar alguns recursos com você.

Você tem algum tempo na próxima semana? Talvez quarta-feira ou quinta-feira entre uma e duas horas da tarde? Não deixe de me avisar!

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Há vários componentes nesse email:

  • Uma explicação do porquê você vai estar na área para uma reunião com outros clientes e a prova social (você tem outros clientes).
  • Os detalhes sobre por que você quer visitar.
  • A garantia de que você não vai ocupar muito tempo da pessoa.

É possível visitar um prospect sem aviso prévio, mas você pode não gostar do resultado final. É melhor primeiro definir alguma coisa. Esse email irá melhorar sua chance de estabelecer um compromisso.

Tipos de Email #7: O Email “Nome Conhecido” 

Você conhece alguém que conhece alguém? Sua rede pode proporcionar muitos benefícios na prospecção de novos negócios.

Alguns consideram a técnica “nome conhecido” matadora, outros pensam que é de mau gosto.  Se você estiver disposto a dar uma chance, o cold email é o jeito certo.

Aqui está um exemplo de email “nome conhecido”:

Olá John,

Estou escrevendo esta nota, pois soube recentemente que vocês são conhecidos de negócios de um amigo meu, o Sr. Jack Smith.

Em uma conversa recente com Jack, ele mencionou que você poderia estar interessado em um novo serviço que estamos lançando.

Por acaso você tem alguns minutos na próxima semana para um telefonema ou um almoço? Eu gostaria dessa oportunidade para compartilhar mais sobre o serviço e, ao mesmo tempo, para que possamos nos conhecer um pouco mais.

Espero que esteja tudo bem por eu estar te enviando esse email. Como Jack me explicou com detalhes qual é o tipo de negócio em que você atua, eu percebi imediatamente que você seria a pessoa perfeita para conversar.

Obrigada pelo seu tempo, e espero que você me responda em breve.

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

A verdade da questão é que o “nome conhecido” reforça a sua credibilidade. A pessoa confia em você, porque eles sabem que você é alguém da rede deles. Além disso, a pessoa fica mais inclinada a responder seu email por causa de quem você conhece.

De uma perspectiva de taxa de resposta, esse tipo de email pode realmente dar um impulso à sua estratégia de cold email.

Modelo de Email #8: O Email para pedir conselhos

Você é muito orgulhoso para pedir conselhos?

Até mesmo as maiores mentes de negócios do mundo pedem ajuda aos outros. Eles conhecem os seus pontos fracos e não têm medo de recorrer aos serviços de outros.

Pedir conselhos em um email pode ajudar a estabelecer um relacionamento. A pessoa que lhe estendeu a mão para ajudar pode se sentir lisonjeada . Isso lhe dá um terreno sólido para empurrar a conversa para a frente.

Tente este modelo de email:

Olá John,

Como por muitos anos sou uma grande fã de vocês, eu queria lhe enviar um email para pedir um pouco de aconselhamento.

Eu estou no processo de escrever um livro, e com base em seu sucesso anterior nessa área, estava esperando que você pudesse responder algumas perguntas para mim:

– Qual o processo que você seguiu para encontrar o seu agente (se você usou um)?

– Você pode compartilhar algum conselho para se lançar diretamente aos editores?

Eu sei que há muito a ser dito sobre ambos os assuntos, mas qualquer conselho que você possa me fornecer será extremamente útil.

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Esse email, em particular, é curto, doce e ao ponto. Você faz duas perguntas diretas na esperança de receber duas respostas diretas.

Se você tiver sorte, a pessoa irá fornecer-lhe conselhos úteis. E, se você realmente tiver sorte, eles podem até mesmo oferecerem-se para dar um telefonema, fornecer um feedback detalhado ou até mesmo dar-lhe ajuda pessoal como um mentor.

No contexto desse email, a resposta ideal seria algo ao longo das linhas de “você pode me enviar sua proposta e / ou manuscrito para revisão?” Mesmo que isso não aconteça, qualquer resposta coloca o seu pé na porta.

Tipos de Email #9: O Email de Aconselhamento Gratuito

Se você está prospectando através de cold emails, é seguro assumir que você se considera um especialista em um determinado assunto. Usando sua experiência, você pode oferecer perspectivas de aconselhamento gratuito.

Eu sei que você está ocupado. Eu sei que você tem trabalho que precisa ser feito. Mas, fornecendo aconselhamento gratuito agora pode levar a um negócio lucrativo no futuro.

Elaborar esse tipo de email é simples. Você precisa incluir os seguintes elementos:

  • Introdução explicando os seus conhecimentos.
  • O tipo de aconselhamento gratuito que você está oferecendo.
  • Um método para entregar o aconselhamento.

Aqui é um modelo que você pode personalizar:

Olá John,

Como uma especialista no mundo do marketing de mídia social, eu tenho muito orgulho em ajudar os clientes a aumentar o tráfego e as receitas através do Twitter, Facebook, LinkedIn e outras plataformas sociais notáveis.

Eu estava revendo seus perfis sociais e amo o que sua empresa está fazendo. Há algumas outras coisas que você poderia fazer para levar a sua estratégia para o próximo nível, tais como o uso de ferramentas que lhe permitem direcionar melhor o seu público com base na data e hora.

Você tem tempo para um telefonema e discutir algumas dessas táticas básicas? Você gostaria que eu lhe enviasse um relatório sobre minhas descobertas? De qualquer maneira, é sem custos. Eu simplesmente quero conversar mais um pouco, dar alguns conselhos e aprender mais sobre o seu negócio.

Se isso parece bom para você, me mande uma resposta rápida. Obrigada pelo seu tempo!

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Isso é algo entre um “hard sell” e um “soft sell.” Em algum nível, é óbvio que você deseja fornecer aconselhamento gratuito em uma tentativa de vender um produto ou serviço no futuro. Mas, contanto que você não force muito e fique firme ao dizer que o aconselhamento é gratuito, o destinatário não irá se sentir pressionado.

Em poucas palavras, se você está bem informado sobre o assunto, você pode usar isso a seu favor quando enviar cold emails.

Modelo de Email #10: O Email “Conheça meu amigo”

Isso soa como uma cantada ruim, mas é tudo, menos isso.

Semelhante a um email de aconselhamento gratuito, você se oferece para conectar essa pessoa com alguém que pode ajudar no seu negócio.

Isso não irá te ajudar imediatamente, mas assentará as bases para o seu relacionamento crescer.

Se você quiser fazer isso direito, chegue ao ponto de uma forma clara e concisa. Tente isto:

Olá John,

Depois de aprender mais sobre você e sua empresa, eu queria apresentá-lo a um amigo meu.

Jack Smith é um especialista na área de otimização de taxa de conversão e, a julgar pelos seus posts recentes do blog, isso é algo que você está interessado.

Eu mandei para Jack uma cópia deste email, pois eu realmente acredito que vocês dois terão muito o que falar. Não se sinta obrigado a estender sua resposta para ele, mas se você tiver algum tempo, se apresente. Ele pode ser capaz de responder a algumas das suas perguntas sobre CRO e outros assuntos relacionados.

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Então, o que você ganha com isso? Não é Jack o cara que se beneficia com esse email? Seu objetivo é ajudar os outros, não a si mesmo. Com esse tipo de email, você está fazendo exatamente isso.

As chances de que a pessoa responda a seu amigo são boas, e eles vão mantê-lo informado. Esse é o primeiro passo na construção de um relacionamento no qual você poderá se beneficiar no futuro.

Depois de algumas semanas, uma vez que você sabe sobre o que as duas partes conversaram, verifique novamente com a pessoa. Um passo de cada vez, você vai fortalecer o seu relacionamento, na esperança de, eventualmente, fazer uma venda de sua própria solução.

Tipos de Email #11: O Email “Acredito que a gente já se conheça

Se você vai aos eventos de networking, conferências e seminários, você irá encontrar milhares de pessoas. Embora networking em conferências seja importante, não há tantas assim por aí afora.

Você se lembra de conhecer algum em sua última conferência? Você quer se conectar com essa pessoa novamente? Mesmo se você não tem certeza se eles se lembram de você, vale a pena um cold email para iniciar uma conversa.

E aqui está o ponto inicial: mesmo que a pessoa não se lembre de você, eles ainda vão se sentir inclinados a responder, pois não querem ser rudes. Afinal, na mente dele, vocês dois tiveram uma conversa significativa há alguns meses (ou anos) atrás.

Use este modelo:

Olá John,

Eu espero que você leia este email. Não tenho certeza se você se lembra de mim, mas nos conhecemos há alguns meses na “Conferência XYZ.” Gostei da nossa conversa e até mesmo implementei algumas das estratégias que você compartilhou comigo.

Estamos em processo de alavancar nossos esforços de marketing e eu lembro de você mencionar a necessidade de um serviço semelhante ao que nós fornecemos. Isso ainda é o caso? Você já encontrou o que você estava procurando?

Mesmo se não tivermos a oportunidade de trabalhar juntos, eu espero que você me responda. Eu realmente valorizo o conselho que você me proporcionou.

Mais uma vez obrigada por ter me concedido uma parte do seu tempo!

Atenciosamente,

Jane Doe

Empresa XYZ

Esse tipo de email é uma faca de dois gumes:

  • Você tem a oportunidade de reintroduzir-se, relembrando sua última conversa.
  • Você pode trabalhar em um arremesso de vendas com base no que a pessoa compartilhou com você no passado.

Se uma grande quantidade de tempo se passou desde a última vez que falou com um prospect, isso não significa que o relacionamento está morto. Um email como esse pode trazê-lo de volta à vida.

guia completo de marketing digital

Como definir qual é o melhor tipo de email para o meu negócio?

Conhecer bem cada um dos diferentes tipos de e-mail marketing e entender as opções disponíveis é um excelente começo para tornar a sua estratégia de conversão e fidelização de clientes ainda mais otimizada.

O grande lance não é escolher um formato ideal e usá-lo em todas as circunstâncias, mas entender qual o modelo mais indicado para cada mensagem que você quer mandar, em cada momento.

Por isso, a minha dica é apostar na diversificação.

Conhecendo o seu público-alvo, você vai encontrar as oportunidades para desenvolver os conteúdos mais adequados.

Se tiver que priorizar um, opte pelo relacional, evidentemente, pois é a maneira mais eficaz de manter um contato mais próximo com os seus clientes.

Mas, se possível, as mensagens promocionais e as transacionais também não devem ser deixadas de lado.

Afinal, quem não gosta de receber boas ofertas em primeira mão ou ter transações transparentes, que possam ser acompanhadas em tempo real?

Se você estiver em dúvida entre qual modelo utilizar, fique de olho nos números, pois eles nunca mentem.

Mais adiante, vou entrar em maiores detalhes sobre as métricas de e-mail para monitorar.

Fique ligado!

Não se esqueça do assunto do email

Se o seu email é ignorado ou excluído antes de ser aberto, não importa qual o tipo de abordagem que você utiliza ou o que você tem a dizer. Por isso o assunto do email é tão importante.

Com uma taxa de abertura 33 por cento com base linha de assunto sozinho, esse é um detalhe que você não pode se dar ao luxo de ignorar.

MailChimp, um fornecedor líder de email marketing, compartilhou algumas das melhores práticas para as linhas de assunto do email. O conselho da empresa baseia-se na análise de emails enviados por seus milhões de usuários, com um olho para aqueles com a melhor taxa de abertura.

Como regra geral, as melhores linhas de assunto são descritivas, curtas e fornecem uma razão para ler o email. Aqui estão algumas das melhores práticas compartilhadas pela MailChimp:

    • Personalização. Isso deve incluir o nome ou sobrenome do destinatário, e um nome de cidade, se possível.
    • Mantenha-o compacto. A maioria das pessoas faz um scan das linhas de assunto, para tomar uma decisão imediata sobre a possibilidade de abrir, passar ou apagar. Assuntos de 50 caracteres ou menos têm uma maior taxa de abertura.
    • Teste, teste e teste novamente. Crie várias linhas de assunto e teste cada uma. Ao rastrear os resultados, você pode ver o que funciona melhor para o seu público.

Somando tudo, o seu primeiro objetivo deve ser que a grande maioria dos destinatários abra o seu email. De lá, você quer que seu email gere uma resposta positiva. Se você não usar o seu tempo para testar as linhas de assunto, você estará perdendo a oportunidade de atingir mais pessoas.

Métricas de email para se atentar

metricas de email

Uma das maneiras mais eficazes de analisar se a sua estratégia de e-mail marketing está funcionando é ficar atento aos números.

Separei as principais métricas para você cuidar, confira:

Taxa de abertura

Como o nome já diz, a taxa de abertura mostra quantas pessoas de fato abriram o e-mail enviado.

Um excelente indicador de quanta atenção a mensagem chamou.

Na prática, as ferramentas que analisam essa métrica calculam a relação entre o número de e-mails enviados e a quantidade de mensagens abertas.

Segundo relatório (em inglês) da Campaign Monitor, essa média fica em 17,8%, mas existem maneiras de melhorar esses números.

Uma delas é segmentar a sua lista de contatos.

Afinal, 39% das empresas que utilizam essa estratégia tiveram melhorias em suas taxas de abertura, de acordo com o Lyris Annual E-mail Optimizer Report (também em inglês).

Mesmo uma iniciativa que parece boba, como colocar um emoji no assunto dos e-mails, por exemplo, pode trazer bons resultados, conforme mostrou um estudo (em inglês) da Forbes.

Taxa de conversão

A taxa de conversão, ou “conversion rate”, vai além da simples abertura do e-mail, analisando quantas pessoas concluíram a ação pretendida com aquele disparo.

Digamos que na sua mensagem havia um CTA direcionado para um determinado produto.

Todas as pessoas que seguiram esses passos e chegaram até o produto contaram de forma positiva na taxa de conversão.

No entanto, para que ela seja um indicador confiável, é bom usar uma ferramenta de suporte, como o Google Analytics, para se certificar que as conversões vieram mesmo do e-mail marketing ou de outro canal.

A boa notícia é que o e-mail costuma ser a estratégia mais eficaz quando o assunto é venda direta a partir de uma mensagem de marketing.

Se você investir de maneira assertiva nesse canal, suas chances de ter uma taxa de conversão maior aumentam muito.

As conversões do e-mail marketing são em média 69% maiores do que as das redes sociais e das mídias offline, segundo relatório (em inglês) do Data & Marketing Association (DMA).

Clickthrough Rate (CTR)

A taxa de cliques, ou clickthrough rate (CTR), calcula o número de interações que os destinatários estabelecem com as mensagens enviadas.

Ou seja, ela mede o nível de engajamento dos seus clientes com o conteúdo produzido.

Não se trata apenas de entender o resultado da estratégia, mas mensurar a qualidade da sua base de dados e o real interesse do público em relação ao material entregue.

Não à toa, é uma das métricas mais importantes de serem analisadas.

Na prática, funciona assim: a ferramenta divide o total de cliques, inclusive os múltiplos cliques de uma mesma pessoa, pelo número de mensagens enviadas.

Aqui, é interessante ter um acompanhamento diário, pois nem sempre o e-mail é visto no dia em que foi entregue.

Para aumentar a sua CTR, é interessante investir em e-mails personalizados e em redirecionamentos para redes sociais.

Somente o fato de incluir o nome do destinatário no assunto da mensagem já aumenta a taxa de cliques, segundo dados (em inglês) do HubSpot.

Já incluir botões de compartilhamento em redes sociais nos e-mails pode fazer crescer o CTR em 158%, de acordo com levantamento (em inglês) do Get Response.

Taxa de bounce

A taxa de rejeição, ou bounce rate, conta aqueles e-mails que não chegaram ao destinatário.

Diversas razões podem impedir que suas mensagens sejam recebidas, como conta desativada, erro na digitação do endereço eletrônico e até uma caixa de entrada lotada.

Você precisa identificar rapidamente a razão para essas falhas para corrigir a tempo de não perder leads importantes.

Taxa de spam

tipos de email taxa de spam

Você sabia que 45% dos e-mails enviados são spam e que, todos os dias, 14,5 bilhões de mensagens caem no lixo eletrônico?

Os dados (em inglês) da Spam Laws mostram a importância de monitorar essa variável.

Saber quantos e-mails da sua empresa vão para o spam em vez de irem para a caixa de entrada é fundamental.

Isso pode ajudar a definir uma estratégia para tentar driblar esse mecanismo que é cada vez mais utilizado por provedores para “penalizar” mensagens automáticas.

Além disso, o próprio usuário pode filtrar o endereço da sua empresa e defini-lo como um spam, algo que você não quer que aconteça.

O que fazer se os resultados estiverem ruins?

Caso as métricas de e-mail marketing demonstrem que a estratégia da sua empresa não está atingindo os resultados desejados, está na hora de realizar algumas mudanças.

Separei algumas dicas que podem ser muito úteis nesse sentido.

  • Cuidado com a quantidade de e-mails enviados, para menos e especialmente para mais
  • Preste atenção nos horários de envios dos e-mails: em determinados momentos do dia, as chances de ter uma taxa de abertura maior e mais cliques crescem
  • Revise a sua base de contatos, sobretudo se a taxa de rejeição estiver alta
  • Crie conteúdos personalizados, interessantes e, de preferência, criativos, voltados para o seu público-alvo.

Conclusão

Junto com as cold calls, os cold emails são uma poderosa forma de atingir clientes potenciais e começar um relacionamento.

Os vendedores que não apresentam resultados provavelmente não estão seguindo os modelos acima.

Não há maneira certa ou errada para enviar um cold email, mas existem passos que você pode tomar para melhorar sua taxa de resposta.

Se você quiser gerar mais vendas através de cold emails, experimente com uma variedade de modelos. Sempre que você gerar uma resposta positiva, anote o que você fez para dar certo.

Você tem alcançado sucesso com esses ou outros tipos de email?

Guia Completo de Automação de Marketing

Compartilhe