Newsletter: O Que é e Como Fazer Uma Incrível

newsletter

Você já imaginou aumentar os seus lucros apenas conversando com a sua audiência?

Newsletter é uma série de e-mails recorrentes que você envia para a sua audiência.

Porém, você não faz vendas por e-mail.

Isso parece contraditório, certo? Mas é verdade!

Quantas vezes você comprou alguma coisa diretamente em uma newsletter de e-mail?

É provável que nenhuma.

Em vez disso, o objetivo do seu e-mail é conseguir que alguém o abra e, com sorte, clique no que está dentro.

É isso!

Quer aprender a ganhar dinheiro com e-mails? Então, clique aqui e veja esse artigo completo que escrevi para você!

Os e-mails deixam as pessoas interessadas o suficiente para que cliquem em um link e, então, a página de destino é que faz a venda.

O problema é que existem mais de 269 bilhões de e-mails enviados diariamente. É muita competição por atenção.

Servidores de e-mail, como o Gmail, tentam ajudar seus usuários filtrando o ‘lixo’ antes mesmo de atingir a sua caixa de entrada (mesmo que ele não esteja tecnicamente rotulado como spam).

Isso significa que você enfrenta uma batalha árdua para ter seus e-mails abertos (e clicados).

Hoje vou mostrar uma tonelada de exemplos que conseguiram superar esses desafios.

E, no final deste artigo, você vai ser capaz de ajustar campanhas de e-mail para aumentar instantaneamente seus resultados.

Isso parece bom, não é mesmo?

Nesse artigo, você vai:

  1. Saber o que é uma Newsletter;
  2. Conhecer a importância de criar uma Newsletter para a sua empresa;
  3. Entender a diferença entre assinatura RSS e Newsletter;
  4. Aprender a fazer uma Newsletter incrível passo a passo;
  5. Conhecer as principais ferramentas de e-mail marketing;
  6. Aprender dicas para acompanhar a sua Newsletter;
  7. Saber quais são os benefícios de uma Newsletter para a sua empresa;
  8. Ver exemplos de e-mails com alta taxa de conversão.

Boa leitura!

O Que é Newsletter?

o que e newsletter

Uma newsletter é um e-mail que tem a finalidade de informar a sua audiência. O termo em inglês “newsletter” pode ser traduzido como “boletim informativo”.

Com isso, ela pode ser definida como sendo uma publicação fixa que uma determinada empresa produz para os seus clientes em potencial.

Uma newsletter tem que ser feita com uma periodicidade pré-determinada, além de possuir uma linha editorial e visual próprios.

Algumas vezes ela é confundida com o e-mail marketing. Porém, na maioria dos casos, uma newsletter é a porta de entrada para uma lista de e-mail marketing.

Seu foco é a produção de conteúdo e não especificamente vendas.

Seu objetivo é informar o seu público sobre assuntos relacionados ao seu nicho de atuação ou seu negócio. Com isso, ela pode abranger muito mais tópicos de interesse.

Como uma newsletter é enviada apenas para pessoas que se inscreveram em um formulário com esse objetivo, elas apresentam uma enorme vantagem em relação ao e-mail marketing.

Ela consegue atingir vários estágios do seu funil de vendas com o mesmo e-mail, fazendo com que todos os seus leitores se interessem pelos seus artigos e dicas.

E, como elas costumam reproduzir um mesmo padrão organizacional de conteúdo, podem ser feitas sem muitos problemas.

Se você conseguir manter uma ótima qualidade em seus e-mails enviados, com certeza conseguirá obter um ótimo retorno financeiro.

Importância de Criar Uma Newsletter Para a Sua Empresa

Importância de Criar Uma Newsletter Para a Sua Empresa

O principal motivo pelo qual você precisa providenciar uma newsletter para a sua empresa é a criação de uma ótima lista de e-mails!

Quando você oferece um serviço de informação para o seu público, ele demonstra interesse em adquiri-lo. Com isso, você acaba conseguindo capturar muito e-mails, a fim de aumentar sua lista de contatos.

Então, é de suma importância que você consiga esses e-mails que uma assinatura feed RSS não consegue, pois:

  • Essa é uma forma muito eficaz de comunicação com a sua audiência, aumentando cada vez mais a intimidade existente entre vocês. Normalmente, uma lista de newsletter possui apenas pessoas interessadas no seu negócio que querem receber novidades em seus e-mails;
  • Quando você monta uma boa lista de e-mails, você possui uma forma de se comunicar com a sua audiência. As redes sociais existentes podem acabar com o tempo, mas a sua lista não. Além disso, é muito raro pessoas mudarem seus e-mails, fazendo com que você sempre consiga se relacionar com o seu público;
  • Sua lista de e-mail é o maior ativo do seu negócio, ou seja, é nela que está o dinheiro.

Provavelmente, seu objetivo é ganhar dinheiro com a sua lista. Por conta disso, você precisa usá-la com bastante cuidado.

Se você focar apenas em obter lucro, você vai acabar perdendo a fidelização de seus clientes.

Dessa forma, esteja sempre focado em ajudar verdadeiramente o seu público. Sempre crie e nutra um relacionamento com ele.

Se você focar em sempre ajudar o seu público, com certeza o dinheiro virá.

Assinatura RSS X Newsletter

Assinatura RSS X Newsletter

Muitas pessoas não conhecem a diferença entre uma assinatura RSS e uma newsletter.

A assinatura RSS é um meio que facilita que o seu público acesse os artigos do seu blog através de uma assinatura, mas apenas os artigos. Com isso, eles sempre são notificados por e-mail.

Então, ela acaba sendo um lembrete para que a sua audiência leia o seu novo conteúdo, porém, ela não cria nem nutre um relacionamento com ela.

Uma assinatura RSS é ótima para quem quer acompanhar seus sites preferidos, mas não tem muito tempo para isso.

Já uma assinatura newsletter é uma maneira personalizada de ter acesso a um determinado conteúdo. Ela é voltada para atender necessidades específicas do seu público.

Com ela você pode enviar e-mails sempre que quiser. Uma newsletter é uma forma bastante íntima e pessoal de se relacionar com seus leitores.

Ela também pode ser usada para vendas, mas não de uma forma explícita e contínua.

Uma newsletter também é ótima quando o assunto é tráfego para o site da sua empresa.

Ela é uma ótima ferramenta de relacionamento com todos os seus leads e clientes.

Como Fazer Uma Newsletter Incrível Passo a Passo

Como Fazer Uma Newsletter Incrível

Sabendo da grande importância de uma newsletter, eu decidi mostrar a você o passo a passo da construção de uma newsletter de sucesso.

Tenho certeza de que elas vão melhorar a sua comunicação com a sua audiência, fidelizar seus clientes e transformar leads em clientes.

Uma newsletter precisa ser enviada com certa frequência para a sua lista de e-mail. É recomendado que você envie pelo menos um e-mail por mês para o seu público.

Essa periodicidade vai ajudar a melhorar a sua interação com a sua lista. Você também pode aumentar a frequência de envio, caso você perceba que seu público espera por isso.

Sempre que você criar novos conteúdos, adicione-os à sua newsletter também.

Mas lembre-se: o foco de uma newsletter sempre é compartilhar conteúdos informativos para que o seu público se mantenha sempre informado sobre a sua empresa, e sinta vontade de clicar em seus Call To Action.

#1 – Cuidados Que Devem Ser Tomados Com a Sua Lista de E-mails

cuidados com uma newsletter

Antes de pensar em começar a escrever qualquer e-mail para uma newsletter, você precisa ter alguns cuidados.

Existem passos que precisam ser seguidos fielmente para que você tenha sucesso com o envio de seus e-mails.

Foi pensando nisso que escrevi aqui para você os principais cuidados que você precisa ter ao escrever para a sua lista de contatos.

Otimizar e separar sua lista de e-mails

Antes de mais nada, você tem que separar a lista de e-mail que você já possui.

Faça essa segmentação em todos os grupos de e-mail que você tem. Isso serve para garantir que cada grupo receba o conteúdo mais pertinente para ele.

Jamais esqueça que uma newsletter precisa ser informativa. Então, nunca tente vender excessivamente para os seus contatos através dela.

Envie conteúdos novos e relevantes que façam a sua audiência se sentir grata por eles. Com isso, tenho certeza que ela vai acabar compartilhando seus posts com outras pessoas.

Separe seus contatos em grupos e os nomeie. Você pode separá-los de diversas formas, como em leads, potenciais clientes, clientes e informativo, por exemplo.

Você também pode aumentar a quantidade de detalhamento em cada um deles.

Você pode separá-los em histórico de transações, necessidades, medos, desejos ou qualquer outra modalidade que personalize ainda mais a sua lista.

Depois dessa segmentação, você precisa definir o que seus grupos esperam receber de você. Assim, você evitará de enviar uma newsletter errada para um determinado grupo.

A divisão dos seus contatos em listas separadas precisa ser baseada nas expectativas que eles possuem em relação a você e a sua empresa.

Entre essas expectativas podem estar:

  •  O motivo pelo qual seus clientes se inscreveram na sua newsletter;
  • A quantidade de e-mail que sua lista espera receber;
  • O dia em que seu público espera receber um e-mail seu;
  • O assunto que sua newsletter abordará;
  • O tipo de valor que você agregará a sua audiência.

Depois que você conseguir definir todas as expectativas do seu público, você estará no caminho certo.

É assim que você vai garantir que seus contatos não recebam algo pelo qual não se interessam.

Isso vai evitar, inclusive, cancelamentos indesejados de assinaturas na sua lista de contatos.

Respeite a privacidade dos seus contatos

Você precisa sempre respeitar a privacidade dos seus contatos com seus e-mail. Isso fará com que eles continuem sempre ativos na sua lista.

Jamais repasse as informações dos seus contatos para outras pessoas ou empresas. Quando uma pessoa entra na sua lista de contatos, ela está confiando em você. Então, nunca quebre essa confiança.

Para passar ainda mais a segurança para os seus assinantes, elabore um documento sobre a política de privacidade da sua empresa. Ela pode ser disponibilizada em seu próprio site no formato de uma página ou e-book, por exemplo.

Se um contato da sua lista quiser cancelar a assinatura em sua newsletter, faça-o em até 10 dias úteis. Com isso, você não manchará a sua imagem e estará cumprindo a lei CAN-SPAM.

Essa lei diz que você precisa adicionar o nome da sua empresa, endereço e um link em negrito em seu e-mail para que o leitor possa cancelar a assinatura da sua newsletter.

Além disso, a lei CAN-SPAM garante que qualquer pessoa possa cancelar sua assinatura em uma lista de e-mails.

Fazendo isso você também garante que a vontade do seu público seja respeitada.

#2 – Reúna Todo o Conteúdo Disponível

conteudo para newsletter

Se você quiser estruturar uma newsletter de sucesso, reúna todo o seu conteúdo disponível.

Faça uso de todo o conteúdo produzido por você, selecionando os temas mais interessantes e relevantes para a sua audiência. Porém, sempre estruture seus e-mails com base na sua estratégia de marketing.

Se você tem como objetivo vender o seu novo serviço ou produto, monte uma sequência de e-mail com conteúdos relacionados a ele. Com isso, o interesse de sua lista nascerá sem a necessidade de e-mails comerciais.

Você precisa focar em obter o maior número possível de leitores abrindo sua newsletter.

Então, envie sempre conteúdos relevantes e em formatos diferentes. Pode ser através de um blog post, um vídeo, um infográfico, um e-book, entre outros.

#3 – Determinando os Objetivos e Metas da Newsletter

objetivos de uma newsletter

Suas newsletter precisam ter objetivos claros e alinhados a sua estratégia de marketing. Você jamais deverá enviar e-mails aleatórios sem objetivos claros para o seu negócio.

Saiba sempre quais são os resultados esperados com os envios de uma newsletter. Com isso, você consegue ser mais eficaz em suas estratégias.

Sua meta pode ser o aumento do número de leads, a promoção de um produto ou serviço ou o aumento do número de acessos aos posts do seu blog, por exemplo.

Tendo isso bem definido, você conseguirá definir qual ação o seu público deverá realizar. Pode ser que você queira que seus contatos sejam direcionados para ou seu blog ou respondam um questionário.

Tudo vai depender da sua estratégia.

Informar a Sua Lista de E-mails Sobre os Últimos Posts

Um dos objetivos mais comuns de uma newsletter é informar a sua lista de contatos sobre os últimos posts do seu blog.

Se essa também for a sua meta, distribua o conteúdo no corpo da sua newsletter.

Ponha o que for mais importante na parte superior do seu e-mail. Depois, distribua o resto do seu conteúdo no corpo da mensagem, conforme a sua prioridade.

Com isso, tenho certeza de que você alcançará todos os objetivos que foram previamente planejados.

#4 – Defina o Remetente e o Formato

remetente e formato newsletter

Indico que você crie um modelo padrão para a sua newsletter. Assim, você vai conseguir definir sua identidade visual e utilizá-lo por bastante tempo.

Sempre mude o design dos seus e-mails. Indico que você faça isso pelo menos uma vez ao ano. Isso vai manter o seu público interessado por você e pela sua empresa.

Você também pode mudar as imagens e as cores utilizadas para que sua newsletter esteja sempre com uma cara nova.

Fique atento para não descaracterizar a sua identidade visual.

Aconselho que nunca mude todos os elementos de uma vez.

A sua empresa precisa estar sempre em foco durante a escolha de um design. E nunca esqueça que menos é sempre mais na elaboração de uma newsletter, ou seja, apresente poucas e importantes informações.

Também indico que você abuse dos espaços em branco. São eles que ajudam o sua audiência a encontrar de maneira mais fácil os conteúdos e as Call To Action presentes na sua newsletter.

Como Escolher o Remetente Ideal

O nome da sua empresa precisa estar presente no remetente dos e-mails da sua newsletter.

Isso faz com que o seu leitor confie mais no seu negócio e receba a sua mensagem de forma positiva.

A newsletter de um negócio reflete a sua postura e a forma com que ele se comunica com o seu público. Então, sempre coloque seu nome, o da sua empresa, ou os dois no seu remetente.

Você também pode configurar o seu remetente como sendo “Atualização mensal” ou “Atualização” mais o nome do seu negócio.

O nome da sua empresa também precisa ser combinado com o seu endereço de e-mail, como em newsletter@empresa.com.

E jamais utilize um e-mail padrão, como @naoresponda, @vendas, @marketing, por exemplo. Digo isso por dois motivos. O primeiro é que esse tipo de e-mail costuma sempre cair nas caixas de spam.

O segundo é que as pessoas costumam olhar de forma negativa para esse tipo de remetente. E você não quer afastar a sua audiência, não é mesmo?

Então, seja sempre o mais pessoal possível e mantenha uma conversa informal com a sua lista!

Texto Simples

Se você quiser atingir o máximo de pessoas possível com sua newsletter, crie duas versões para ela. Uma que contenha apenas seu texto e outra em HTML. Esta última vem com as imagens e o todo do layout do seu e-mail.

A versão que contém apenas textos serve para que leitores com conexões lentas de internet consigam acessá-lo sem problemas, ou para e-mails corporativos que não aceitam imagens, por exemplo.

Já a versão HTML poderá ser aberta por leitores com conexões mais rápidas.

Agindo assim, você vai garantir que sua newsletter seja entregue com bastante sucesso para toda a sua audiência.

#5 – Defina o Tipo de Conteúdo

tipo de conteudo de newsletter

Você precisa criar uma estratégia que seja relevante e atrativa para o seu público, o que inclui a forma como os assuntos da sua newsletter serão abordados.

Assim, você vai conseguir saber qual das opções selecionadas apresentam uma performance melhor com os seus leitores.

Crie uma linha editorial personalizada para todas as newsletters da sua empresa. Faça com que a sua audiência sempre saiba que o e-mail recebido é uma mensagem da newsletter do seu negócio.

Você também pode fazer uso de um assunto do momento (viral) para que o seu público se identifique assim que receber o seu e-mail.

Isso vai fazer com que você consiga definir todas as expectativas dos seus leitores.

E jamais esqueça que você precisa sempre educar o seu público. Envie newsletter educativas, com um conteúdo bastante relevante.

#6 – Corpo da Newsletter

corpo da newsletter

Todas as suas newsletter precisam possuir alguns elementos específicos, como:

  1. Links das suas redes sociais no rodapé do seu e-mail;
  2. Direcionamento do e-mail da sua newsletter para o site da sua empresa com um link na parte superior da sua mensagem. Algumas pessoas não aceitam cookies, fazendo com que esse elemento seja de suma importância;
  3. Tabelas com os conteúdos do seu blog na parte de cima do seu e-mail;
  4. Definição de um limite máximo de quantidade de conteúdo por e-mail. Uma mensagem de newsletter precisa ter no máximo 5 conteúdos diferentes.

Existem também alguns conteúdos que você pode abordar nas newsletter da sua empresa, como:

  • Promoções de seus produtos e serviços;
  • Datas dos próximos eventos;
  • Novos posts no blog;
  • Depoimentos do seu público;
  • Novidades da empresa;
  • Estudos de casos.

Você precisa sempre focar em redirecionar os leitores da sua newsletter para o seu site. Também prepare alguns Calls To Action nas páginas para onde eles foram redirecionados.

Seus conteúdos precisam ter Calls To Action diferentes e links que os redirecionem para o seu site.

Coloque uma quantidade pequena de conteúdos não educativos nos seus e-mails. Eles podem ficar na parte inferior ou na lateral da sua newsletter.

Linha de Assunto

Se o assunto do e-mail da sua newsletter não for atraente, sua taxa de abertura será muito baixa.

Então, dedique tempo à elaboração de um assunto bem chamativo. Você precisa ser bastante objetivo e relevante aos olhos do seu leitor.

Para isso, você pode escolher o mesmo título do post para onde você quer direcionar o seu leitor. Essa técnica normalmente faz com que os cliques nos links dos artigos presentes no seu e-mail aumentem.

Outra alternativa é criar um título chamativo e intrigante que faça com que seu leitor tenha vontade de abrir a sua mensagem.

Existem algumas palavras que sempre são pegas pelos filtros anti-spam dos provedores de e-mail, como:

  • Oferta;
  • Promoção;
  • Desconto;
  • Preço.

Então, evite inseri-las nos seus assuntos de e-mail para que sua mensagem não vá para a caixa de spam.

Fonte

Jamais use fontes que não são comuns, pois seu objetivo precisa ser que todos consigam ler sua newsletter em qualquer dispositivo eletrônico.

As fontes mais comuns e mais utilizadas na internet são:

  • Arial;
  • Tahoma;
  • Times New Roman;
  • Georgia.

Porém, se mesmo assim você quiser usar uma fonte diferente, recomendo que você a salve como imagem. Assim, ela nunca ficará desconfigurada nos seus e-mails.

Links

Quando uma newsletter possui um link logo em seu início, as chances de que o seu leitor clique nele são altíssimas.

Você também precisa criar uma tabela com os conteúdos existentes no e-mail da sua newsletter. Todos eles devem linkar para o seu blog.

A fim de aumentar sua taxa de cliques, coloque todos esses links em negrito.

Todos os links presentes nas suas mensagens precisam ter um identificador. Dessa forma, você conseguirá mensurar a quantidade de pessoas que clicaram em seus links.

Insira sempre links completos em suas newsletters e tente evitar o uso de hiperlinks. Digo isso, pois alguns provedores de e-mail costumam bloquear hiperlinks, fazendo com que sua campanha não obtenha sucesso.

Imagens

Quando um e-mail possui mais de dez imagens, normalmente ele vai parar na caixa de spam do seu leitor.

Além disso, quando uma mensagem possui muitas imagens, ela fica bastante lenta e não carrega facilmente. Isso pode acabar fazendo com que seu leitor desista de abri-la.

Se você quiser fazer uso de imagens mesmo assim, faça uma associação delas com um Call To Action. Assim, seus leitores poderão clicar em cima delas para serem direcionados para o seu site.

Inclua frases descritivas com textos alternativos (alt text) em suas imagens. Se o seu leitor não aceitar imagens, ele conseguirá saber o que ela quer dizer através do alt text.

Personalizar

Se você quer personalizar o seu e-mail e melhorar o seu relacionamento com a sua audiência, coloque o nome do seu leitor no início da sua newsletter. Assim, ele vai sentir que aquele e-mail foi escrito especialmente para ele.

Isso acaba fazendo com que o seu público se identifique com você e com a sua marca, além de aumentar o tempo que a pessoa passa lendo o seu e-mail e a taxa de cliques em sua newsletter.

Você também colocar o nome da sua marca no assunto da sua mensagem. Se a sua audiência estiver esperando por seu e-mail, será mais fácil que ela o encontre.

#7 – Testando sua Newsletter

testando sua newsletter

Envie seus e-mails para seus funcionários para saber se eles não estão sendo pegos pelo firewall de algum provedor. Se não tiver funcionários, envie para alguns amigos.

Se algo der errado, revise todo o conteúdo da sua mensagem e clique em todos os links existentes em sua newsletter.

Revise todo o seu conteúdo em busca de erros gramaticais e de concordância, por exemplo.

Envie seus e-mails para apenas 10% da sua lista. Depois, aguarde pela reação dos seus contatos e veja se está tudo correndo bem.

Após essa constatação, envie para os outros 90%. Isso é importante para que você saiba que seus e-mails não possuem links quebrados, imagens ausentes ou erros de concordância, por exemplo.

#8 – É Hora de Enviar

envio de newsletter

Depois de ter dado uma última conferida em todo o corpo do seu e-mail e de ter se certificado que a versão em texto e em HTML estão funcionando bem, chegou a hora de enviar a sua newsletter!

Se os seus testes tiverem tido um bom resultado, envie seus e-mails e espere pelos resultados.

#9 – Preste Atenção no Feedback

feedback de newsletter

Após o envio de sua newsletter para os seus contatos, você ainda tem trabalho a fazer!

Você precisa estar sempre focado em construir um bom relacionamento com a sua audiência. Preste sempre atenção na resposta dos seus leitores.

Nunca deixe o seu público sem respostas. Se você fizer isso, com certeza ele se sentirá mal e vai parar de dar atenção para você e para a sua empresa.

Seus leitores querem ser tratados de forma única e especial para que seu relacionamento com ele seja duradouro.

Não cometa o erro de não dar atenção para o seu público.

Esteja sempre pronto a tirar dúvidas e a ouvir sugestões, por exemplo. Nunca demore para responder qualquer tipo de questionamento que surja.

Seu cliente é o maior bem da sua empresa. Trate ele com carinho e atenção!

#10 – Métricas Importantes Para Acompanhar

métricas de uma newsletter

Depois de enviar sua newsletter, você precisa acompanhar os seus resultados. Com isso, você vai conseguir aprimorar suas estratégias de marketing e de relacionamento com a sua audiência.

Melhorar cada dia mais os seus resultados só depende de você. Colete os dados das suas interações com os seus leitores e os interprete de maneira correta.

As principais métricas que você precisa acompanhar são:

  • Números de cliques em um período pré-determinado;
  • Quantidade de seguidores;
  • Quantidade de cancelamentos de assinatura na sua newsletter;
  • Interação em suas mídias sociais;
  • Aumento de inscritos em suas redes sociais;
  • Aumento de tráfego no seu site;
  • Conteúdos mais acessados no seu site.

Porém, para ter acesso a esses dados, você vai precisar de uma ferramenta que os monitore para você.

Existem muitas ferramentas para esse fim. As mais usadas são:

Ao procurar por uma ferramenta para newsletter, veja se ela possui as funcionalidades principais para que a sua empresa consiga desenvolver uma ótima campanha de e-mail.

Tais ferramentas devem:

  • Ser fáceis de mexer;
  • Criar uma newsletter rapidamente;
  • Monitorar e gerenciar sua lista de contatos;
  • Enviar sua newsletter com sucesso;
  • Apresentar relatórios e gráficos para análises de resultados.

Assim, você e a sua empresa economizarão bastante tempo no momento da criação e da monitoração da sua newsletter.

#11 – Importância de Manter Uma Frequência

frequencia newsletter

Você não pode enviar um e-mail hoje e outro em dez semanas. Um bom relacionamento precisa ser baseado na frequência.

Então, envie newsletters de forma constante para a sua lista de contatos, a fim de sempre gerar valor para ela.

Faça uma programação e a siga, para que não haja nenhuma falha no envio da sua newsletter.

Selecione com antecedência o seu conteúdo, tenham um modelo padrão para o envio dos seus e-mails e mantenha seus envios em dia.

Principais Ferramentas de E-mail Marketing

e-mail marketing

Existem diversas ferramentas de e-mail marketing no mercado que certamente vão ajudar você e a sua empresa a obterem sucesso.

Por conta disso, eu listei as principais que você precisa conhecer para conseguir obter ótimos resultados com a sua newsletter.

MailChimp

A primeira ferramenta de e-mail marketing da lista é a plataforma gratuita mais conhecida do mercado.

O MailChimp é uma ferramenta completa para quem está começando no universo do e-mail marketing. Além disso, ela disponibiliza muitas outras ferramentas para quem já é um expert no assunto.

Com o MailChimp você pode personalizar as suas listas e criar campanhas segmentadas.

Independente de você saber fazer ou não como um ótimo design e realizar algum tipo de programação, saiba que com o MailChimp você conseguirá realizar os seus layouts sem grandes preocupações.

O site tem vários templates diferentes e um editor que permite que você apenas arraste e solte algo para montar os seus e-mails.

Essa ferramenta também é ótima para quem possui um e-commerce. Pois ela pode ser integrada ao Google Analytics, Woo Commerce, Shopify e Magento, por exemplo.

A versão gratuita do MailChimp possibilita o envio de no máximo 12 mil e-mails para até 2 mil contatos mensalmente.

Porém, se você precisar enviar ainda mais e-mails para a sua lista, saiba que as versões pagas não são caras. As opções começam a partir de 10 dólares por mês.

RD Station

Essa é a ferramenta mais completa do Brasil. Ela permite que você nutra o seu relacionamento com a sua lista de contatos de uma forma muito bem elaborada e estruturada.

Com a RD Station você pode criar ações que convertam seus leads e qualificá-los, monitorar e analisar todas as suas ações e resultados, integrar sua newsletter as suas mídias sociais, criar landing pages, enviar e-mails, otimizar seus conteúdos e muito mais.

Se você quer que a sua newsletter tenha sucesso, então uma ferramenta como a RD Station é fundamental para a sua empresa.

Infusion Soft

O Infusion Soft foi criado para aproximar os times de marketing e vendas de qualquer empresa. Além de automatizar suas vendas, realizar pagamentos e integrações, você também pode criar e monitorar todas as suas campanhas.

O Campaign Builder, umas das funcionalidades do site, permite que você crie campanhas, landing pages e e-mails de uma maneira simples e rápida.

Essa ferramenta também possibilita a integração com plataformas de e-commerce. Com isso, você pode monitorar todos os seus resultados e o comportamento do seu público no seu site.

Os planos do Infusion Soft estão disponíveis a partir de 199 dólares por mês.

LeadLovers

A LeadLovers é um site 100% brasileiro e vai ajudar você na gestão dos seus leads.

A plataforma lança novos formatos de captura de e-mail diariamente. Com eles você pode gerar leads, comentários em mídias sociais, anúncios pagos e landing pages, por exemplo.

Existe uma ferramenta dentro da plataforma que se chama Builder. Ela auxilia a criação de páginas personalizadas do zero ou a partir de templates existentes.

Se você souber um pouco de programação, poderá importar sites inteiros em HTML para o LeadLovers.

A plataforma disponibiliza vários gatilhos diferentes que podem ser usados no disparo da sua newsletter. Assim, você pode criar uma estratégia de relacionamento com o seu público e conhecer o seu comportamento.

O plano mais barato custa 154 reais mensais. Com ele você pode fazer uso de todas as funcionalidades do site.

Active Campaign

O foco desse site é criar fluxos de automação 100% eficientes.

O Active Campaign é um editor de e-mails completo. Com ele você vai poder desenvolver fluxos de nutrição com o auxílio de um editor. Além disso, vai poder gerenciar todos os seus leads de maneira fácil e rápida.

O CRM dessa plataforma também é bastante simples e prático.

O gerenciamento das suas listas de contato funciona em cards. Isso faz com que você consiga selecioná-los um a um, a fim de visualizar todos os seus detalhes.

Você também pode segmentar seus leads conforme suas interações com outras plataformas, como o Paypal, Dropbox, Shopify, Unbounce, entre outras.

O plano mais básico do site custa 9 dólares mensais para no máximo 500 contatos.

Visual Web Optimizer

O Visual Web Optimizer é uma ótima ferramenta para quem quer realizar testes A/B.

Nela você pode testar diversas métricas. Além disso, você também pode comparar o desempenho de suas campanhas, a fim de optar pelas que apresentam os melhores resultados.

Um ótimo ponto – e muito atraente – é o heat map. Com ele, você consegue descobrir onde os seus usuários mais clicam em seu site e o onde eles passam o ponteiro de seus mouses.

O legal disso, é que muitos leitores acompanham textos com o mouse. Assim, você consegue saber de forma simples onde estão os pontos mais chamativos de sua mensagem.

Você também pode acessar um ótimo editor no Visual Web Optimizer que vai ajudar na criação das mensagens de sua newsletter, na segmentação e na personalização dos seus testes.

O site também pode ser integrado a outros, como o WordPress e o Google Analytics.

Seu plano mais básico custa 49 dólares ao mês e pode ser usado para atingir até 10 mil visitantes do seu blog ou site.

Dicas Para Acompanhar a Sua Newsletter

acompanhamento newsletter

Sua newsletter precisa ser constantemente acompanhada. Assim, fica mais fácil saber em quais pontos você precisa melhorar e quais são um sucesso!

Para ajudar você nesse acompanhamento, listei abaixo as principais dicas que me ajudam em todos os meus negócios.

Como Não Se Tornar Spam?

Você precisa dedicar tempo à criação da sua newsletter se quiser manter um alto interesse dos seus leads em seus e-mails.

Para isso, sua newsletter precisa sempre apresentar novidades, possuir uma linguagem bastante objetiva e clara e apresentar uma leitura fácil e fluida.

Nunca esqueça que o principal objetivo de uma newsletter é criar um vínculo com o seu público. Toda relação duradoura é conquistada a longo prazo.

Com o uso de uma newsletter, o seu foco precisa estar baseado no longo prazo.

E se ela não oferecer nenhum conteúdo útil e relevante ao seu leitor, ela acabará indo para a caixa de spam sem apresentar nenhum tipo de resultado positivo.

Então, crie muitos conteúdos interessantes para a sua audiência. Sua newsletter precisa ser atrativa, criativa e dinâmica.

Você também pode criar conteúdos específicos para cada segmentação criada dentro da sua lista de contatos.

Por exemplo, se a sua empresa produz camisetas, você pode criar uma newsletter específica para quem adquire um percentual maior de blusas polos.

Para isso, não se esqueça que sua segmentação precisa ser muito bem feita para que essa estratégia traga resultados e não envie sua newsletter para a caixa de spam.

Como Saber Se a Estratégia Está Funcionando?

Você precisa analisar algumas métricas se quiser saber se a sua newsletter realmente está sendo bem recebida pelo seu público.

Normalmente, as plataformas de envio de e-mail já disponibilizam alguns números, como a quantidade de pessoas que efetivamente abriu os seus e-mails.

Se a taxa de rejeição da sua newsletter for alta, você precisa analisá-la e melhorá-la. Após os ajustes, você pode reenviá-la com as devidas modificações ou criar novas estratégias de marketing.

Você também pode analisar suas newsletters através do Google Analytics, por exemplo. Assim, fica mais fácil mensurar e comparar os resultados das suas campanhas.

Sempre inclua links de conteúdos recentemente postados no seu blog. Com isso, você também consegue saber quantos cliques foram originados em sua newsletter.

Como Se Destacar na Caixa de Entrada?

Um contato da sua lista dificilmente estará apenas na sua lista. Então, como se destacar em meio a tantos e-mails diferentes que ele recebe diariamente?

Ante de mais nada, você precisa focar na criação de um título que seja bastante atraente, criativo e objetivo.

O assunto do seu e-mail precisa mostrar o que o seu público encontrará dentro do e-mail. Você pode, inclusive, fazer uso de emoticons para chamar ainda mais atenção dependendo do seu nicho de mercado.

Trate sempre o seu leitor de forma única e especial, estruturando o seu conteúdo de forma personalizada. Uma forma simples e que gera resultados positivos é a utilização do nome do seu leitor no assunto do seu e-mail.

Outra maneira de personalizar a sua newsletter – e que eu também uso – é colocando o seu nome no remetente e na assinatura do seu e-mail.

As pessoas se sentem mais à vontade quando estão falando com alguém real e não com um e-mail padrão.

Qual a Periodicidade Ideal?

O objetivo de uma newsletter é criar um relacionamento a longo prazo com o seu público. Com isso, seus envios de e-mail não podem ser muito frequentes.

Se você enviar um e-mail novo por dia para a sua lista, com certeza suas mensagens vão acabar caindo na caixa de spam.

Por mais que uma pessoa tenha se inscrito na sua newsletter, saiba que ela não quer ser incomodada todo os dias com um e-mail seu.

Você precisa fazer esse envio cautelosamente, a fim de atingir os seus objetivos. Seus contatos precisam receber seus e-mails de forma positiva.

Uma newsletter semanal, quinzenal ou mensal gera resultados muito mais positivos do que a que possui uma frequência menor.

Uma loja de cosméticos, por exemplo, pode enviar uma newsletter mensal com todos os novos produtos do mês, além de sugerir sugestões para a sua audiência.

Isso vai fazer com que o seu público fique muito mais interessado do que com o recebimento de lembretes diários.

Uma newsletter só é uma boa estratégia quando bem utilizada.

Você precisa testar diferentes periodicidades e acompanhar suas taxas de cliques e de abertura, a fim de definir qual é a melhor frequência de envio para o seu negócio.

Benefícios da Newsletter Para a Sua Empresa

beneficios newsletter

Investir na criação e aprimoramento de uma newsletter requer tempo e dedicação. Porém, com ela, você poderá obter resultados extraordinários.

A maior vantagem que sua empresa pode ter com o uso de uma newsletter é a criação e a manutenção de um relacionamento com o seu público.

Tal relação visa gerar interesse e confiança em você e na sua marca, o que é ótimo para o seu negócio.

Compartilhar conteúdos relevantes, datas de novos eventos, premiações, novas aquisições, faz com que a sua audiência se sinta parte da sua empresa, aumentando, assim, o interesse pela sua marca.

Outra vantagem é o seu baixo custo. Uma newsletter é uma forma simples, prática e barata de divulgação da sua empresa.

Então, planeje suas ações e envios de e-mails com bastante cuidado e atenção. Tenha paciência e acompanhe todos os seus resultados para ter sucesso com essa estratégia.

Exemplos de E-mails Com Alta Taxa de Conversão

newsletter com alta conversao

Existem diversas formas que você pode utilizar para escrever seus e-mails. Porém, algumas delas podem proporcionar resultados incríveis para você e o seu negócio.

E foi pensando nisso que eu coloquei os melhores exemplos aqui para você:

WP Engine

Você quer ver um dos meus e-mails de vendas favorito de todos os tempos?

Aqui está como ele se parece:

newsletter wp engine

O quê?!

Como um simples e-mail de newsletter baseada apenas em texto e com uma linguagem seca, se torna um “bom e-mail de vendas”?

Não acredita em mim?

Confira o que o CEO da empresa tinha a dizer sobre isso:

“Fez uma diferença definitiva nos cadastramentos após apenas uma semana de trabalho.”

Viu?! Eu não estou mentindo. Há um truque aqui.

Não é que essa newsletter de e-mail específica seja incrível – obviamente não há imagens ou detalhes gráficos emocionantes –, e a redação é bastante simples também.

Não há hacks inteligentes ou truques dentro. Em vez disso, o que fez essa newsletter ter tido um desempenho tão bom foi o que aconteceu antes mesmo das pessoas a receberem.

Preparativos para uma newsletter

As pessoas que receberam essa newsletter originalmente se inscreveram para a Ferramenta de Velocidade do Motor WP.

Basicamente, você coloca a URL do seu site, e eles lhe dizem não só o quão rápido o seu site é, mas também o que precisa mudar ou melhorar para acelerá-lo.

resultado newsletter wp engine

O problema é que os usuários têm de fornecer seus nomes e endereços de e-mail para obter o relatório personalizado.

Então, ao longo do período de algumas semanas, e-mails de treinamento foram enviados para ajudar os usuários a implementarem todas as ações necessárias para acelerar os seus sites.

gráfico newsletter wp engine

Em cada e-mail da newsletter, o autor começou salientando os erros, e então disse ao leitor exatamente como corrigir cada um.

Isso construiu uma enorme credibilidade ao longo do tempo.

Assim, quando alguém finalmente recebia um e-mail da newsletter original, essa pessoa ficava muito mais inclinada a continuar a compra.

Robert Cialdini chama isso de “pré-suasão”.

Ela é baseada em um princípio psicológico chamado “priming”, que diz que as pessoas são mais propensas a comprar um produto depois de terem sido afetadas previamente por um conceito ou ideia.

Muito simples, certo? E, ainda assim, é incrivelmente poderoso quando feito corretamente.

Aqui está outro exemplo de uma empresa que usa um gatilho semelhante para levar você a agir.

Time Etc.

A maioria dos testes gratuitos nunca dá em nada.

As pessoas podem se inscrever para um teste, experimentá-lo por alguns minutos, e depois nunca mais voltar.

O truque é trazer as pessoas de volta de alguma forma.

Apenas dizer às pessoas para “voltarem” não seria, no entanto, muito persuasivo.

Em vez disso, você deve se concentrar nos valores específicos que os seus clientes em potencial podem vir a receber do seu serviço.

Isso é o que a Time Etc fez. Eles introduziram uma nova funcionalidade (tarefas repetidas), e mais importante, eles estão enfatizaram o que você pode obter com isso (como benefício ou resultado).

time etc newsletter

Aqui está um exemplo semelhante do Behave (anteriormente WhichTestWon).

A empresa comparou duas variações de um e-mail de uma newsletter que foi enviado para os investidores.

Uma destacou uma análise de investimento em profundidade (como o rendimento e as taxas de retorno), enquanto a outra simplesmente deu enfase às características principais da casa.

Adivinhe qual ganhou?

email teste newsletter time etc

Surpreendentemente, o com as características principais da casa conseguiu impressionantes 33,8% de aumento nas taxas de abertura por clique.

Em outras palavras, o foco foi sobre o valor de curto prazo em oposição aos benefícios do investimento a longo prazo.

Amazon

Clientes da Amazon Prime são valorizados mais do que o dobro em relação aos não-membros.

amazon crescimento membros newsletter

Membros Prime gastam acima de $1.200, em comparação a apenas $500 gastos pelos não-membros.

Isso não deveria ser surpreendente quando o segmento em geral é considerado.

Clientes fiéis estão propensos a gastar cinco vezes mais do que os compradores de primeira viagem, de acordo com a Adobe.

As implicações dessa estatística deveriam ser óbvias. Se você vai investir tempo e dinheiro para criar uma nova campanha de e-mail, a quem você deve direcioná-la?

Por exemplo, aqui está uma campanha da Amazon que promove recomendações personalizadas do seu site e usa e-mail retargeting com base no seu histórico de pesquisa para isso.

upsell amazon newsletter

E-mails automáticos como esses podem resultar em 20% mais oportunidades de vendas.

Note que esses números impressionantes não vêm de uma estratégia de e-mail excessivamente sofisticada ou tática criativa de marketing.

As pessoas estavam apenas olhando para esses produtos na Amazon, mas elas deixaram a página sem comprar.

Então, a Amazon está acompanhando as pesquisas relacionadas, e provavelmente até colocando um pequeno incentivo ou desconto nos preços para incentivar a compra.

O assunto do e-mail “Amazon.com: Câmeras Canon Mais Vendidas” não é especialmente inteligente ou interessante.

Mas é incrivelmente oportuno relevante para alguém que estava apenas pesquisando aquilo no site da Amazon.

Expedia

81% das pessoas que fazem pesquisas para uma viagem irão abandoná-la antes de fazer a sua reserva.

Portanto, isso não é muito diferente do que acontece quando alguém abandona um carrinho de compras numa loja de comércio eletrônico.

O truque é pegar essas pessoas no ato (ou, pelo menos, imediatamente depois) antes que elas pesquisem em outro lugar – como em seus concorrentes.

Aqui está um exemplo perfeito da Expedia:

expedia hotel newsletter

A linha de assunto com base em uma pergunta desperta a curiosidade do leitor (porque você estava, de fato, recém procurando ofertas de hotéis em Minneapolis).

Repare que o título do e-mail dessa newsletter, redação e o CTA repetem o mesmo local.

Mais de 30% dos profissionais de marketing concordam que a personalização terá o maior impacto ao longo dos próximos anos, quando o assunto é e-mail marketing.

Isso acontece principalmente porque 86% dos consumidores dizem que esse motivo influencia suas decisões de compra.

Portanto, não pense demais sobre isso.

Escreva um texto normal

O texto do e-mail da Expedia não é especial. A imagem de banco de fotos incluída no e-mail não fará ou freará uma venda. Muito pelo contrário, o e-mail dessa newsletter faz exatamente o que seus autores pretendem.

Ele não está vendendo nada particularmente bom. Mas está fazendo você prestar atenção, abrir o e-mail recebido e começar a considerar dar à Expedia outra chance de fazer uma venda.

Aqui está outro exemplo de como a Expedia combina algumas dessas abordagens que estamos analisando.

Você abre sua caixa de entrada de e-mail e começa a rolar as linhas de assunto para ver qual deles pode ser ignorado, quando a seguinte frase salta à vista: “Aumento de preço em 11 hotéis.”

Não!

Você estava apenas pesquisando hotéis naquela localização e agora percebe que você pode ter perdido a chance de fazer um bom negócio.

Então você clica e obtém rapidamente uma atualização de preços e disponibilidade em todas as pesquisas que você fez naquela localização.

preço expedia newsletter

Ufa, não houve nenhuma mudança no “The Ranch”.

Tudo bem, por enquanto.

Mas a implicação aqui, é que é melhor você ir em frente e reservar agora enquanto os preços ainda estão relativamente baixos, enquanto outras opções de hospedagem na região parecem estar ficando mais caras.

Audible

O Audible, subsidiário da Amazon, aprendeu alguns truques com a sua empresa mãe.

Por exemplo, a última coisa que o Audible pode permitir (como uma empresa baseada em assinaturas) é qualquer rotatividade de cliente seja maior do que alguns por cento.

Assim, quase todas os e-mails de sua newsletter são personalizadas de alguma forma, com base em ações de um usuário.

Aqui está o que eu quero dizer.

Algumas semanas atrás, eu tinha pelo menos três créditos parados na minha conta. Obviamente, isso faz parecer que eu não estou usando o serviço.

Então, o Audible me enviou um e-mail com uma promoção especial para a utilização de três créditos (que coincidência!).

newsletter creditos audible

Eles literalmente iam me dar US$10 para eu usar os créditos que eu já havia pago.

Use uma janela de tempo

Vamos ser honestos aqui por um segundo.

Será que o Audible realmente se importa se eu usar esses créditos que eu já havia pago? Não — eu estou sem dinheiro de qualquer maneira, e é pouco provável que eu obtenha um reembolso.

Ao invés disso, o Audible não quer me perder, pois isso é potencialmente mais prejudicial para a empresa.

Confira estas restrições na parte inferior do e-mail: “você deve usar 3 ou mais créditos entre 23 de junho e 26 de junho de 2017.”

Essa janela de tempo é muito curta. O Audible não está me dando muito tempo para tomar uma decisão.

E é por isso que funciona tão bem. A empresa está criando um prazo artificial para obter uma resposta de você.

Pense nisso como uma contagem regressiva que tem o poder de aumentar conversões instantaneamente em até 8% .

Aqui está outro exemplo recente, baseado no meu comportamento passado:

newsletter audible comportamento passado

Recentemente, fiz uma longa viagem e ouvi um livro escrito por Michael Connelly em meu aplicativo Audible.

Agora, eu não tenho certeza de qual é o nível de detalhe que o Audible considera para suas campanhas de e-mail marketing.

Talvez o Audible saiba que eu baixei livros do Connelly no passado, ou talvez o algoritmo apenas saiba que eu baixei um livro da mesma categoria.

De qualquer forma, a relevância do tema aqui praticamente garante que abra esse e-mail.

O Audible sabia o suficiente para me fazer abrir, clicar em “Adquira agora”, e baixar o próximo livro o mais rápido possível.

Ramit Sethi

A maioria dos e-mails que examinamos até agora são extremamente curtos.

Você os abre e descobre imediatamente que há apenas um par de coisas onde clicar para obter um benefício específico ou oferta.

É isso que faz com que este e-mail do Ramit Sethi se destaque.

 Ramit Sethi newsletter

Há algumas coisas para se notar aqui.

Em primeiro lugar, o e-mail inteiro é tão longo que eu não consegui fazer caber em um print! Ele continua, e continua, e continua…

Em segundo, não há um CTA. Não há nenhum link ou botão para clicar.

Em vez disso, tudo o que ele faz no final é solicitar que você se atente para um próximo e-mail.

O que está acontecendo aqui?

Você está olhando para um e-mail que está no meio de um longo e lento desenvolvimento.

Ele está armando a bomba, assim como no primeiro exemplo que vimos, para deixá-lo ansioso para quando a oferta de venda acontecer.

O Ramit está vendendo um produto complexo e grande.

Então, ele precisa desenvolver atenção e interesse suficientes para fazer o seu valor percebido justificar uma compra.

Dessa forma, quando estiver disponível para venda, ele sabe que haverá uma fila dobrando uma esquina metafórica.

Dollar Shave Club

“Nossas lâminas são do C******.”

Foi assim que o Dollar Shave Club se colocou na cena com um vídeo do YouTube que foi visto mais de vinte e quatro milhões de vezes!

Abandonos de carrinhos de compra no e-commerce (tais como abandono ou cancelamento de reserva) podem ser mortais.

Você trabalhou tão duro para levar as pessoas ao seu site que a última coisa com a qual você pode arcar é justamente perdê-las para sempre.

Táticas diferentes funcionam para diferentes empresas recuperarem esses abandonos.

Dollar Shave Club retornou ao que funcionou tão bem para eles no passado: humor peculiar.

dollar shave club newsletter

O e-mail aqui é tão bizarro que você não pode evitar dar uma olhada (e reagir).

Chuck (o urso que está cobrindo os olhos) “está muito triste” porque você não disse “Oi” (ou entrou no clube antes de abandonar a página).

Uma newsletter como essa seria um fracasso para a maioria das outras empresas.

Humor, desse tipo em especial, no entanto, é difícil de ser acertado. Especialmente se o mesmo tom não for condizente com a marca.

O Reddit provavelmente teria um dia difícil com este e-mail se fosse de qualquer outra empresa.

Mas para a Dollar Shave Club, de alguma forma funciona.

A outra opção menos arriscada para e-mails de reengajamento é oferecer um incentivo (como um desconto ou oferta de um produto grátis).

Não é exatamente excitante. Mas é simples e eficaz.

Pinkberry

A Pinkberry não é conhecida por seu humor extravagante ou personalidade (comparado ao último exemplo).

Então, em vez disso, ela fica com o que funciona na hora de trazer de volta um cliente não fidelizado: um iogurte grátis.

pinkcard remarketing

Isso funciona por conta de 2 motivos:

  1. Não lhes custa nada se as pessoas não resgatarem a oferta. Pior cenário possível: um cliente resgata a oferta (neste caso, só custa uns poucos trocados de custo à empresa).
  2. Há também uma data de validade curta de sete dias. Portanto, se os clientes estão remotamente interessados, eles precisam agir imediatamente (sob o risco dessa oferta gratuita expirar).

Esse último incentivo é especialmente poderoso, visto que o mínimo de urgência pode aumentar as conversões em 27% .

Você notou como este e-mail (e alguns anteriores) só tem um único botão ou CTA?

Há uma boa razão para isso.

Vários testes têm mostrado que e-mails com um único CTA aumentam os resultados (em comparação à e-mails com múltiplos CTA) em qualquer lugar de 17% para a HelpScout, até 42% para a Whirlpool.

Faz sentido quando você pensa a respeito. As pessoas estão muito ocupadas e fazendo várias coisas enquanto leem o e-mail.

A última coisa que você quer fazer é adicionar mais distração na equação, dando aos seus clientes em potencial mais do que uma coisa pra fazer.

Em vez disso, mantenha simples e deixe seus clientes focados na coisa que mais importa.

Agora, este próximo exemplo vai combinar esses dois elementos para chegar ao clique.

Mint

O medo é um dos motivadores mais poderosos que temos no marketing.

Mas o medo só funciona se você usá-lo corretamente.

Por exemplo, mensagens baseadas no medo podem sair pela culatra quando você está tentando vender algo para pessoas previamente “aquecidas”.

Não há melhor aposta quando você está tentando recuperar a atenção de pessoas que não estão engajadas.

Por exemplo, eu testei isso no passado com diferentes títulos. Qual destes dois abaixo você acha que resultou em melhores conversões?

medo vs fato

O primeiro me trouxe 65% mais conversões.

Acontece que os números podem ser intoxicantes. Eles são quase irresistíveis.

Por exemplo, um teste do AdWords comparou um cabeçalho com número (que destaca uma quantidade específica economizada) contra uma manchete genérica.

Sem nenhuma surpresa, o cabeçalho com número aumentou o CTR em 217% e conversões em 23%.

Em qual desses seria o mais provável de você clicar? É óbvio, certo?!

Esse número específico nos dá alguns dados concretos que não podemos ignorar.

Agora confira esta mensagem do Mint para notar a semelhança entre todos esses exemplos até agora:

mint newsletter

O título (“Gastos Incomuns em Compras”) prende imediatamente sua atenção porque ele soa quase como se algo estivesse errado.

Por um segundo, você pode até pensar que seu cartão de crédito está comprometido.

O corpo do e-mail dessa newsletter também é personalizado. Mas agora, ele está contrastando com o que você costuma gastar com este novo “alerta” para mostrar a discrepância existente.

Agora, você não se contém e clica no botão de “Login Now” para ver o que está errado.

Conclusão

Seu objetivo com uma newsletter não pode ser vender por ela.

Em vez disso, seu objetivo precisa ser manter as pessoas por perto. Você tem que querer mantê-las engajadas, abrindo seus e-mails para quando for hora de finalmente disparar uma nova venda ou promoção.

Nesse caso, tudo o que você está vendendo é o clique CTA.

Hoje, a maneira mais eficaz de conseguir fazer isso é através da personalização.

Você quer olhar para o que alguém acabou de fazer no seu site, o que eles têm na conta, ou o que estão procurando, e ajustar o tempo e a sua mensagem para capitalizar seu conhecimento privilegiado.

É assim que se consegue alguém que abra e clique no seu e-mail o mais rápido possível.

Com isso, o seu produto ou landing page podem realizar a venda quando chegar a hora (e quando o cliente estiver pronto).

Qual foi a melhor maneira que você usou para aumentar as vendas de e-mails?

Quer saber mais sobre um envio de e-mail eficaz? Então, confira os seguintes artigos:

Obrigado por ler até aqui!

Compartilhe