Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Como usar os infográficos a seu favor? Veja dicas

Infográfico é uma peça visual muito utilizada para apresentar informações, dados e conceitos de maneira facilitada, ajudando na compreensão do leitor quando um conteúdo é de maior complexidade. Costumam conter ilustrações, textos, gráficos, ícones e outros formatos de mídia.

Você gostaria de aprender a criar um infográfico poderoso para melhorar os seus resultados?

O infográfico é um dos formatos que mais fazem sucesso entre os usuários.

Se você quer melhorar o seu posicionamento de SEO, engajar seu público e ganhar visibilidade, então você precisa ler este guia.

65% das pessoas aprendem por meio do visual. Então, por que não criar infográficos?

Você pode achar que este é um assunto muito complexo para você, mas não se subestime: você não precisa, necessariamente, de um designer gráfico para isso.

Existem inúmeras ferramentas que podem auxiliá-lo neste desafio. Acredite em mim, você não vai querer deixar esta estratégia de lado.

Eu mesmo comecei a criar infográficos nos meus blogs ainda antes de 2014. Posso dizer com segurança que a publicação de infográficos tem sido uma das minhas estratégias de marketing mais poderosas.

Por exemplo, quando eu comecei a criar infográficos para o blog KISSmetrics, em 2010, eles nos ajudaram a gerar 2.512.596 visitantes e 41.142 backlinks.

Parece promissor, não é mesmo?

Então, abre aí seu caderno de anotações e segue comigo para descobrir algumas dicas inovadores e que, sem dúvidas, vão descomplicar o assunto!

E falando em descomplicação, o ebook do meu time também vai ajudar você a desenvolver as principais estratégias de marketing digital para impulsionar seu negócio. É gratuito!

O que é um infográfico? 

Infográfico é uma forma visual de apresentar informações e dados – geralmente complexos -, auxiliando na compreensão do leitor.

É elaborado por meio de imagens (ilustrações, gráficos, ícones) e textos.

Essa mistura estimula os dois lados do cérebro. 

O lado direito é o responsável por interpretar figuras, enquanto o esquerdo é voltado à lógica e à escrita.

Esse estímulo de ambos os lados, simultaneamente, melhora o entendimento do usuário, que consegue absorver com mais rapidez a informação que está sendo transmitida.

As representações gráficas já eram usadas para explicar ideias, conceitos e processos desde os tempos pré-históricos. Da forma como são conhecidos hoje, porém, começaram a partir do século XVI.

Leonardo da Vinci, por exemplo, utilizava infográficos para explicar seus estudos e teorias.

Talvez não seja bem assim que você imagina um infográfico, não é mesmo?

É verdade que o conceito de infográfico evoluiu muito, especialmente por permitir a personalização de acordo com a identidade visual da empresa e o perfil do público. Mas ele, desde sempre, foi usado a fim de simplificar uma explicação complexa através de imagens, símbolos e anotações.

Falando em benefícios, vamos para o próximo tópico.

Você já sabe por que um infográfico pode ser tão eficaz para sua empresa?

O que significa “info” em infográfico?

Em um infográfico, as figuras e as artes são importantes, mas o mais crucial está no prefixo “info”, ou seja, a informação.

As imagens só fazem sentido se forem acompanhadas de dados estatísticos e conteúdos valiosos.

Aliás, a representação visual serve para ilustrar essa informação.

Afinal, um infográfico, conforme já foi dito e eu falarei muito ainda, é uma maneira mais didática de expor informações complexas.

Sem o casamento perfeito entre texto e imagem, o infográfico perde o seu propósito.

Por que devo usar Infográficos?

De acordo com WebDAM, o cérebro humano processa dados visuais 60.000 vezes mais rápido do que texto. E tem mais: 65% de seu público aprende por meio do visual.

De acordo com Unbounce, a demanda para criar infográficos aumentou 800% desde 2012.

Considerando que 94% dos posts com elementos visuais têm maior engajamento, fica fácil entender o porquê.

As principais vantagens dos infográficos, então, podem ser resumidas em:

  • Facilitam a compreensão da mensagem pelo usuário;
  • Têm mais interação dos usuários e mais chances de viralizar;
  • São simples de serem feitos (embora não pareça, mas vou ensinar todas os segredos!);
  • Têm grande potencial de geração de leads;
  • São democráticos: funcionam bem para empresas B2B ou B2C, independente do segmento de atuação;
  • O interesse por eles é crescente, como colocado pelo Unbounce;
  • Com mais engajamento e tráfego, melhora o posicionamento do seu site ou blog nas ferramentas de busca;
  • Os infográficos têm potencial para aumentar o tráfego de seu site em cerca de 12%;
  • As buscas no Google por infográficos aumentaram 25 vezes;
  • Conteúdos visuais têm 40 vezes mais chances de ser compartilhado nas redes sociais que os outros formatos.

Já está convencido?

Não tenho dúvidas que você já entendeu o potencial dessa estratégia para o seu negócio. Então, vamos para a parte prática.

Vou ensinar todos os elementos essenciais para um infográfico de sucesso, além de ferramentas que vão facilitar muito a criação deles.

Lembre-se que os bons resultados não dependem somente da criação. Você deve ter certeza que o conteúdo está em sincronia com o seu negócio, além de divulgá-lo massivamente para que você possa obter um tráfego de qualidade consistente e gerar inbound links.

Se você deseja criar infográficos com o potencial de levar visitantes qualificados ao seu site a cada ano, leia este post do início ao fim.

Qual é a função do infográfico?

Então, para que serve um infográfico? 

Para sistematizar e organizar informações.

Com o uso de recursos visuais, ele não apenas estabelece uma hierarquia que torna o conteúdo mais facilmente compreendido.

Dessa forma, ele também dá às informações um caráter muito mais atrativo.

Vamos combinar que blocos de texto, há muito tempo, não mais mantêm o usuário conectado com a mensagem que se deseja passar.

E é justamente nesse sentido, de tornar a experiência do usuário mais agradável, que reside a principal função de um infográfico.

Agora, falando especificamente quanto ao uso dele, você pode usá-lo em diferentes estratégias.

Mais à frente, trarei mais detalhes sobre elas, mas já posso adiantar que a peça é útil para capturar leads, nutri-los com conteúdo relevante e fazer deles seus futuros clientes.

Parece uma receita de sucesso, concorda?

E realmente é.

Resta saber, então, o que não pode faltar em um bom infográfico.

Use o infográfico para gerar leads

O infográfico é um formato com muito potencial de atração de tráfego para o seu site. Além disso, ele também é capaz de gerar leads sozinho.

Você pode disponibilizar um infográfico simples em baixa resolução – ou somente uma parte dele –, e oferecer o completo, em alta resolução, em troca das informações de contato do usuário.

Você também pode criar uma landing page sobre o assunto que trata o seu infográfico, e oferecê-lo através do preenchimento de um formulário na própria landing, ou uma popup, ou, ainda, criar um kit de materiais, onde o infográfico estará dentre eles.

A questão é que nem só de e-books vive a geração de leads. Você pode (e deve) aproveitar outros formatos para capturar informações estratégicas para o seu trabalho de Inbound Marketing.

Mas, não vamos complicar! Comece criando infográficos, divulgando o seu conteúdo e atraindo tráfego.

Então, vá tentando novas estratégias para o uso desse material, e escolha as que lhe deixam mais confortável.

Use o Infográfico para se relacionar com os leads

O infográfico é muito útil para atração de público de topo de funil, além de ser eficaz no relacionamento dos leads – aqueles usuários que já estão percorrendo a jornada de compra com a sua empresa.

Além de gerar valor, pois você está nutrindo seu lead com informações relevantes em formatos atrativos, você pode ajudá-lo a percorrer o funil de vendas mais rapidamente.

Como? Essa é fácil!

Adicione call-to-actions no seu infográfico que tenham tudo a ver com o assunto, e ofereça materiais ou cursos complementares (ou seus produtos e serviços, claro!).

Assim, o leitor verá cada vez mais valor nos materiais que você oferece, fortalecendo a sua relação.

O que torna um infográfico eficaz?

Quando estamos falando de infográfico e eficiência, o que queremos?

Algo que chame sua atenção, certo? 

Então, primeiro de tudo, um bom infográfico precisa ser bonito de se olhar. Isso não significa que você precisa de um festival de cores e formas, mas sim de um design limpo, uma paleta de cores harmoniosa e elementos gráficos que ajudem, em vez de distrair. 

A história que você está contando é também crucial. Os dados podem ser interessantes por si só, mas sem uma linha narrativa que os una, eles podem acabar parecendo desconexos. 

Seu objetivo é levar o leitor em uma jornada de entendimento, começando com a introdução, passando pelo desenvolvimento, até chegar a uma conclusão satisfatória.

A arte de simplificar sem simplificar demais é o que traz eficiência. Você quer que seu público compreenda os pontos principais sem se perder em detalhes desnecessários, então, é um desafio — como explicar um conceito complexo para um amigo sem usar jargão técnico.

Um pouco de personalidade pode ajudar a tornar o infográfico mais memorável. Isso não significa transformá-lo em uma tirinha de humor, mas uma pitada de originalidade ou uma escolha de design única pode fazer toda a diferença em torná-lo destacável, ok?

Finalmente, não esqueça que seu infográfico deve ser acessível a todos. Isso inclui considerações sobre contrastes de cores, tamanhos de fonte e descrições alternativas para elementos visuais.

Torná-lo acessível não é apenas uma questão de inclusão, mas também amplia seu alcance!

Os infográficos são indicados para quem?

Os infográficos podem ser utilizados para diversas finalidades e direcionados a diferentes públicos.

Separei alguns perfis que podem se beneficiar desse tipo de peça visual.

Confira:

Consultores e freelancers

Consultores e freelancers podem usar os infográficos para apresentar seus projetos aos clientes de maneira mais didática e simplificada, destacando pontos cruciais e diferenciais do seu trabalho.

Além disso, é uma maneira de chamar atenção e fortalecer pontos de vista na hora de mostrar suas propostas.

Assim, os consumidores conseguem visualizar o conteúdo com mais facilidade, comparar com outros tipos de fornecedores e avaliar aquele que oferece o melhor custo-benefício.

Uma vez contratados, consultores e freelancers também podem fazer uso dos infográficos para demonstrar os resultados das ações desenvolvidas.

É possível combinar com um cliente uma periodicidade fixa para a apresentação de um relatório visual com o progresso conquistado até então.

Da mesma forma, estabelecer quais são os próximos passos previstos no cronograma de atividades.

Empreendedores

Empreendedores de diversos ramos podem se beneficiar da produção de infográficos para divulgar a sua marca e apresentar os benefícios do produto ou serviço que está oferecendo.

Nesses casos, a peça visual funciona quase como um anúncio publicitário, que também tem o objetivo de conquistar novos clientes.

Além disso, desenvolver infográficos pode ajudar na criação de uma identidade visual do negócio.

Afinal, é possível criar um template padrão que, sempre que for visto, será associado à empresa.

Em termos práticos, essas peças podem ser usadas para a criação de manuais, para destacar cases de sucesso, para a divulgação em redes sociais ou para contar histórias, como a do nascimento da empresa, entre outros conteúdos.

Pequenas empresas

Assim como os empreendedores mais estabelecidos podem se valer dos infográficos para captar novos clientes, as pequenas empresas devem utilizar essa estratégia para aumentar a visibilidade e se tornarem mais conhecidas.

Em um contexto em que as pessoas cada vez mais buscam se identificar com os valores e os ideais de um negócio, pode ser interessante demonstrar com peças visuais quais são os princípios norteadores do empreendimento e divulgar tudo isso nas redes sociais.

Outras estratégias citadas acima também podem funcionar, como o storytelling, por exemplo.

Um infográfico bem criativo contando os bastidores do funcionamento da empresa pode ser uma boa sacada.

ONGs

As organizações não governamentais são um dos públicos que mais podem se beneficiar da produção de infográficos, afinal, trata-se de uma maneira de gerar engajamento.

Por meio das peças visuais, as pessoas têm mais noção da dimensão e da importância das ações desenvolvidas.

É uma maneira de impactar a população sobre temas importantes, trazendo dados estatísticos, e também de promover seus eventos.

Muitas ONGs tratam de assuntos complexos, e os infográficos podem ser úteis para facilitar a compreensão das informações.

De maneira mais prática, essas peças gráficas podem ser usadas em campanhas para angariar fundos, como páginas de doações, servir de apoio para conteúdos como e-books educativos, newsletters, relatórios de impacto, comunicados de crise, entre outros.

Quais são os principais componentes de um Infográfico?

O infográfico, como já vimos, é formado de texto, imagens e gráficos.

Você pode personalizar o seu conforme a identidade visual da sua empresa, e com os elementos que melhor explicam o seu assunto.

O importante, aqui, é esquematizar e resumir o máximo possível, transformando informações complexas em itens, ícones e formas que simplificam a compreensão do usuário.

Vou falar agora dos principais elementos que formam um infográfico, para você ter em mente na hora de planejar o seu.

Vamos lá?

Adicione gráficos e formatos

Se você tem dados, como os de uma pesquisa, considere adicionar um gráfico. Pode ser de barras, linhas, pizza… o que fizer mais sentido para explicar ou fortalecer a mensagem que você está passando.

Existem ferramentas que já vêm com templates prontos, e algumas que até importam seus dados da planilha Excel. Eu vou falar sobre elas mais adiante.

A verdade é que gráfico é muito simples de ser feito, e você pode criá-lo, inclusive, dentro do próprio Excel.

Lembre-se de padronizar as cores conforme a paleta da sua empresa, para gerar maior identificação com a marca.

Outros formatos também podem ser utilizados, como círculos, linhas, pontilhados, molduras. Elas enriquecem o visual do seu material.

Texto no infográfico

O infográfico precisa de textos, mas você não precisa se preocupar em escrever nada longo ou muito complicado.

Lembre-se que o infográfico deve ser simples de ser compreendido. O grande potencial dele, inclusive, é facilitar a compreensão ao ativar os dois lados do cérebro.

Por isso, a quantidade de texto e de imagens (ou formatos, ou ícones) deve ser proporcional.

Ao incluir o conteúdo que você planejou, podem sobrar alguns espaços. Não se fixe nisso neste momento. Finalize os outros elementos e, então, reorganize as informações de forma a deixar o layout do seu material mais amistoso.

Procure trabalhar os textos em frases e parágrafos curtos. Utilize listas, itens e outros recursos que dividam melhor os tópicos, ajudando na leitura rápida.

E, claro, sempre busque vincular os tópicos do seu infográfico com alguma imagem, ícone ou outro recurso visual.

Modifique as fontes

As fontes têm extrema importância no infográfico. Eu recomendo que você use duas fontes diferentes, marcando as seções. É interessante, também, trabalhar contraste, tanto de tamanho, quanto de forma.

Uma fonte manuscrita para títulos e outra sem serifa para o conteúdo, por exemplo, pode dar um efeito lindo.

Fique atento, porém, na legibilidade do seu material!

Procure fontes que permitam uma fácil leitura, e que possuam todos os caracteres especiais (como ç e acentos), para você não se complicar depois.

As ferramentas gratuitas oferecem, normalmente, uma vasta opção de tipografia.

Verifique se as fontes estabelecidas no seu Guia de Marca constam na lista. Procure usar, sempre, fontes que estejam de acordo com a sua identidade visual, para garantir uma uniformidade nos seus materiais.

Importância das cores

As cores têm papel fundamental no infográfico. Elas orientam a ordem de leitura, facilitam a compreensão, garantem a leitura e despertam sentimentos no usuário.

80% das pessoas acreditam que as cores aumentam o reconhecimento de uma marca.

Por isso, busque utilizar a paleta de cores da sua empresa, conforme o seu Guia de Marca. Com isso, você fortalece a sua imagem e cria uma ligação entre o seu material e a sua marca.

O Henrique Carvalho, do Viver de Blog, criou um infográfico muito interessante sobre a Psicologia das Cores.

Nele, ele apresenta as sensações despertadas pelas cores primárias e secundárias, além de apresentar muitas curiosidades. Vale a pena dar uma olhada para escolher a paleta e as combinações ideais para o seu material.

Caso você não tenha uma paleta de cores definida para sua marca, você pode usar algumas ferramentas gratuitas para auxiliá-lo, como o Adobe CC.

Imagem nos infográficos

As imagens trabalham em conjunto com os textos para melhor compreensão do leitor. É a interpretação das duas que faz com que o usuário “pesque” com mais facilidade o conteúdo, e melhore a retenção da informação.

Por isso, você não pode deixar isso de lado.

A escolha das imagens vai depender muito do estilo escolhido para o seu infográfico.

Para algo mais clean, por exemplo, os ícones fazem uma grande diferença. Além de permitir valorizar suas cores e formas, criam um layout harmonioso, onde não roubam tanto a atenção.

É importante que você busque trabalhar sempre com o mesmo estilo de ícone ou imagem. Por exemplo, escolha uma família de ícones e siga nela até o final, a fim de manter os aspectos do traço e do estilo.

Se você não tem o hábito de usar ícones, nem conta com um profissional para criá-los para você, deixo aqui uma dica. Existem sites gratuitos para pesquisa e download de iconografia, como o Flaticons.net.

No caso de imagens, cuide da formatação de tamanhos e pesos, das cores predominantes e do estilo de imagem (ilustração, foto, etc.).

Dessa forma, você terá um material rico em design, simpático aos olhos e fácil de ser lido.

Objetivo

Não adianta: você não consegue fazer nada se não tiver um objetivo claro.

Não tem como planejar, escolher suas melhores opções e nem medir o retorno da sua ação, se você não sabe o que você pretende com ela.

Por isso, o objetivo é o primeiro passo, antes de começar qualquer coisa.

Se pergunte o que você espera atingir com o seu infográfico. Ele será orientado para um público de topo de funil? É para auxiliar os seus leads a seguirem em frente na sua jornada de compras? Ou você espera aumentar o número de visitantes do seu site?

Com isso em mente, fica muito mais fácil decidir a melhor forma de criar um infográfico criativo, e planejar toda a sua divulgação.

É, também, a partir do objetivo, que você será capaz de definir os seus KPI’s da estratégia, permitindo que você calcule o ROI da ação.

Como fazer um infográfico?

Bom, já falei sobre todos os elementos essenciais de um infográfico, e algumas dicas que devem ser consideradas na hora de executar o seu projeto.

Agora, vamos para mais alguns lembretes importantes para que você consiga fazer um infográfico incrível, capaz de gerar excelentes resultados!

Defina seus objetivos

Tudo começa com um porquê. 

Você está tentando aumentar a consciência sobre um tema específico?

Quer explicar como algo funciona de uma forma que até sua avó entenderia? 

Ou talvez você esteja apresentando os resultados de uma pesquisa bombástica? 

Definir seus objetivos é como escolher o destino antes de ligar o GPS. 

Isso vai influenciar cada decisão que você tomar daqui para frente, desde o tipo de dados que você coleta até como você vai espalhar a palavra sobre o seu infográfico!

Colete dados

Agora é a hora de buscar dados. Isso pode significar mergulhar em relatórios anuais chatos, vasculhar pesquisas ou até mesmo criar suas próprias enquetes. 

A ideia é compilar informações que não apenas sustentem seu objetivo, mas que também sejam sólidas, confiáveis e super interessantes. 

Lembre-se: os dados são os “heróis” da sua história em infográfico, então escolha-os sabiamente.

Mantenha sua identidade visual

Consistência é a palavra-chave aqui. Seu infográfico é uma extensão da sua marca, então ele deve parecer algo intuitivamente dela. 

Isso significa abraçar as cores, tipos de letra e estilos visuais que representam você. É como garantir que ele se destaque na multidão, mas ainda assim seja reconhecível como seu.

Crie backgrounds

O fundo do seu infográfico não é apenas um pano de fundo; é uma oportunidade para adicionar profundidade e contexto. Pense no background como o palco onde seus dados vão brilhar. 

Você pode optar por algo simples para não distrair, ou algo mais elaborado que complemente sua história. É uma chance de ser criativo, mas lembre-se, o objetivo é realçar, não ofuscar.

Coloque um CTA em seu infográfico

Imagine seu infográfico como um guia turístico: ele mostrou as vistas, contou as histórias, e agora? 

O que seus leitores devem fazer com todas essas informações? 

Aqui entra o seu call-to-action (CTA). 

Pode ser um convite para aprender mais em seu site, compartilhar o infográfico nas redes sociais, ou qualquer outra ação que você deseja que eles realizem. 

Um bom CTA é como um aperto de mão no final de uma reunião: ele deixa uma impressão duradoura.

Gere tráfego e leads

Agora que você criou seu infográfico, é hora de colocá-lo para trabalhar. Compartilhe seu infográfico em todas as suas plataformas de mídia social, incorpore-o em posts relevantes no blog, e talvez até faça parcerias com outros sites para expandir seu alcance. 

Cada visualização é uma oportunidade de atrair um visitante para o seu site, e cada compartilhamento é uma chance de capturar um lead!

Cada uma dessas etapas é uma peça do quebra-cabeça para criar um infográfico eficaz e atraente. Dedicando a atenção adequada a cada uma, você não apenas informará e envolverá seu público, mas também fortalecerá sua marca e potencialmente aumentará seu alcance e influência. Vamos lá, dê vida aos seus dados!

Melhores ferramentas para criar infográficos

Se você já está apavorado, achando que é muito difícil criar infográficos, fique tranquilo.

Eu listei aqui algumas ferramentas incríveis que vão facilitar muito a sua vida. Muitas são gratuitas e já vêm com diversos templates, ícones e fontes que vão permitir você criar infográficos lindos e sem necessitar de um grande conhecimento em design (embora bom senso seja fundamental).

Confira todas as possibilidades e escolha a que você melhor se adaptar.

Visme

O Visme oferece templates prontos para você utilizar na versão gratuita. Você pode modificar os itens para montar o seu infográfico, conforme a sua necessidade.

A ferramenta oferece uma boa quantidade de fontes, imagens, estilo e ícones para enriquecer ainda mais o seu material.

Para entender melhor como criar um infográfico utilizando o Visme, vou fazer um passo a passo utilizando uma conta gratuita que criei agora, especialmente para que você veja como é simples.

Crie uma conta gratuita

Neste passo, você deve criar uma conta e preencher alguns itens sobre você e a sua empresa, incluindo o seu objetivo com o uso da ferramenta. Dentre as opções, estão a de gerar buzz, informar ou educar a audiência, divulgar um produto ou serviço, explicar um conteúdo complexo, entre outras.

Uma vez concluída esta etapa, vamos escolher o tipo de material que desejamos criar.

Escolher o modelo

Na barra superior, selecione a opção “Infográfico”.

Logo abaixo, irão aparecer diversas opções de modelos de infográficos, divididos por estilo.

Dentre as opções estão Featured, Processo, Timeline, Relatórios, Informativo, Hierárquico, Como fazer, Anatomia, Negócios, Vendas e Marketing, Causas Sociais, Saúde e Medicina, Educação, Currículos, Ciência e Tecnologia.

Em cada setor, são oferecidos diversos templates, mas alguns estão identificados como “premium”, que só são liberados nos cadastros pagos.

Você ainda pode pesquisar o seu template por alguma palavra-chave, no campo de busca.

Vamos escolher um template e seguir para o próximo passo.

Edite o seu infográfico

Após selecionar o seu modelo, você poderá editar as cores, formas e textos.

Você pode excluir o que você não precisa, substituindo por outros elementos do menu.

Comece editando o conteúdo: adicione os títulos e textos que você planejou no seu esboço. Então, altere as formas, inclua ícones e edite as cores, conforme a sua preferência.

Para exemplificar, vamos ver algumas telas de edição:

  • Cores
  • Fontes
  • Formas e elementos
Inclua os links de compartilhamento

O template escolhido já vêm com algumas redes sociais sugeridas, mas você pode excluir ou incluir as que você desejar.

Com os ícones ali, é preciso colocar os links, para que sejam clicáveis e permitam o compartilhamento.

Publique o seu infográfico

Uma vez concluído o seu infográfico, é hora de publicar.

Clique em “Publish” e preencha as opções.

Antes de publicar, você também pode ver um preview do seu material, para ter certeza de que está tudo conforme o seu desejo.

Importante lembrar que, na versão gratuita, o infográfico é publicado com o logo da ferramenta.

E pronto!

Você tem um infográfico lindo para ser compartilhado no seu blog, suas redes sociais e onde mais você tiver planejado para divulgação.

Canva

O Canva é, provavelmente, a ferramenta mais popular para criação de infográficos. Se você já leu sobre o assunto em outros sites, verá muitos e muitos profissionais indicando o uso dela.

Não é para menos: o Canva oferece inúmeras ferramentas para manipulação de imagens. Além dos infográficos, ainda permite criar arquivos para compartilhar nas redes sociais.

Vale a pena passar um tempo conhecendo todas as possibilidades desta ferramenta incrível.

Para ajudar, montei um passo a passo para você entender direitinho como isso funciona.

Para criar um infográfico usando o Canva, você precisa começar criando sua conta gratuita.

Crie uma conta

Para criar sua conta gratuita, acesse a tela de registro e preencha as informações solicitadas.

Escolha o seu modelo de material

O Canva tem diversas opções de materiais para você criar. Na listagem, escolha a opção “Infográfico”, pois é o assunto que estamos abordando neste artigo.

Mas deixo a dica: dê uma olhada em tudo que a ferramenta oferece. Existem inúmeros modelos que podem ser úteis para você.

Brinque de designer ou escolha o seu template

O Canva tem alguns templates prontos, que você pode utilizar.

Mas, se você preferir, você pode criar o seu próprio infográfico do zero.

Com o menu lateral, o Canva oferece diversas opções de formas e elementos para ajudá-lo.

  • Elementos
  • Textos
  • Background
  • Adicione imagens do seu computador

Para simplificar, vamos seguir utilizando um template sugerido.

Edite o conteúdo

Uma vez escolhido o template, você pode trocar as cores, ícones e o texto do material.

Não se preocupe em manter a aparência do template original.

Inclua os textos que você havia previsto, e depois reorganize o que for necessário.

Você ainda pode utilizar todo o menu lateral para trocar os ícones e os elementos.

Baixe ou compartilhe seu infográfico

Você pode fazer download da sua criação em formato PNG para depois divulgá-lo, conforme o seu planejamento.

Se preferir, você também pode compartilhar diretamente através da ferramenta – seja para as redes sociais, colaboradores da sua empresa, etc. Essa pode ser uma forma útil de otimizar o seu tempo e integrar a sua equipe.

Viu como é simples?

Não é à toa que o Canva é a ferramenta mais conhecida para criação de materiais digitais.

Vale muito a pena criar sua conta gratuita o quanto antes e descobrir todas as possibilidades que o Canva oferece.

Mesmo tendo alguns recursos exclusivos para os planos pagos, o gratuito tem opções suficientes para você começar a investir seu tempo na criação destes formatos diferenciados de conteúdos, e conquistar excelentes resultados!

Piktochart

Esta ferramenta, além dos infográficos, ainda permite criar apresentações e printables.

Ele disponibiliza gratuitamente 11 modelos de infográficos personalizáveis. Você pode adicionar ou remover os itens que deseja, alterar as cores, incluir suas imagens, e manipular totalmente os arquivos.

A vantagem de ter modelos prontos é que servem de inspiração para embasar suas criações.

Easel.ly

O Easel.ly é um site completo que oferece 15 temas personalizáveis. É muito fácil de mexer, bastando clicar, arrastar e editar os textos conforme sua necessidade. Você pode, inclusive, trocar o fundo, incluir imagens do seu computador, entre outras funções avançadas.

Basta soltar a imaginação para criar infográficos incríveis.

Infogram

O Infogr.am permite que você importe uma planilha de Excel com todos os dados tabulados. Então, ele organiza tudo em um lindo gráfico, no formato que você desejar!

Você pode se registrar com uma conta social, como a do Facebook.

O plano free oferece seis templates para sua escolha.

VENNGAGE

Faça infográficos que as pessoas vão amar. Esse é o slogan do Venngage, que oferece inúmeros templates com gráficos e imagens, e permite personalização de cores e fontes, deixando o seu infográfico único e com a cara da sua empresa.

Conta com suporte de atendimento online, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além da equipe, a empresa oferece uma comunidade privada de profissionais e empresários, como você, para troca de ideias e experiências.

Embora a maior parte das funcionalidades estejam disponíveis nos planos pagos, você pode se registrar gratuitamente e testar o plano free para conhecer a ferramenta.

Genial.ly

O Genial.ly é uma plataforma online que permite a criação de infográficos interativos e animados de maneira fácil e gratuita. 

Seus recursos intuitivos e sua ampla biblioteca de templates personalizáveis o tornam ideal para iniciantes e profissionais experientes.

Animações, pop-ups, links e até mesmo vídeos podem entrar no seu infográfico.

Há também uma interface democrática: ferramentas de arrastar e soltar facilitam a criação de infográficos, mesmo para quem não tem experiência em design.

A plataforma oferece também uma ampla biblioteca de templates personalizáveis para diversos tipos de infográficos, como gráficos, mapas, fluxogramas e muito mais.

Dá para, inclusive, compartilhar infográficos online ou incorporá-los em seu site ou blog. O Genial.ly também oferece recursos de colaboração para que você possa trabalhar em seus infográficos com outras pessoas.

Benefícios de apostar no infográfico

Além dos públicos específicos que mencionei como indicados para a produção de infográficos, é importante lembrar que qualquer pessoa pode se beneficiar dessa prática.

Agora que você já sabe como desenvolver essas peças visuais em diferentes plataformas e tudo que não pode faltar em um infográfico perfeito, chegou a hora de listar tudo o que poderá ganhar com esse recurso:

  • Apresentar informações complexas, como dados estatísticos, de uma maneira mais leve, o que facilita a compreensão
  • Dar o destaque merecido para um dado relevante, chamando atenção do leitor
  • Reforçar a identidade da sua marca, uma vez que pode funcionar como uma ferramenta de branding
  • Trazer mais tráfego para o seu site, pois trata-se de um conteúdo mais inclusivo e que, por ser facilmente compartilhável, pode se tornar viral
  • Ajudar na sua estratégia de marketing de conteúdo, pois infográficos também podem se valer das técnicas de SEO.

9 tipos de modelos de infográficos e quando usá-los

Você pode criar infográficos que serão virais, se você entender a psicologia por trás de um conteúdo viral.

Entretanto, se você quer construir um negócio online de sucesso, você precisa de dicas práticas.

É por isso que, agora, vou falar sobre os tipos de infográficos mais comuns e o que podemos aprender com eles.

1. Infográficos estatísticos

Este modelo se vale de dados estatísticos retirados de levantamentos, pesquisas e estudos diversos, seja para reforçar um conhecimento ou contar uma história e agregar valor ao conteúdo.

O destaque, portanto, vai para as informações que ele traz.

É algo que se repete no nosso próximo modelo de infográfico.

2. Infográficos informativos

Privilegiando a informação, este tipo de peça visual se diferencia do anterior por oferecer conteúdo, mas não estatísticas.

Apesar disso, números são bem-vindos, especialmente no título.

Seria o caso, por exemplo, se eu apresentasse a você uma criação com “9 tipos de infográfico”, trazendo ícones para ilustrar cada um deles, em vez de usar uma lista, como faço agora.

3. Infográficos de cronograma

Este modelo é ideal para contar uma história, com início, meio e fim.

Ele se aplica especialmente quando há uma sequência cronológica linear, destacando fatos importantes para a compreensão do contexto.

Cada período destacado deve vir acompanhado de um elemento visual e uma breve descrição.

4. Infográficos de processo

Sabe quando você quer explicar o funcionamento de algo? Pode ser de uma máquina, um sistema ou um processo qualquer.

Imagino que você pense na descrição de um passo a passo, certo?

Pois é justamente isso que este tipo de infográfico faz.

Ele apresenta uma sequência de etapas para chegar a um resultado – todas elas numeradas, o que facilita a compreensão.

5. Infográficos geográficos

A principal característica deste modelo de infográfico é a presença de mapas.

Imagine, por exemplo, um mapa da dengue no Brasil, que mostre o avanço da doença nas diferentes regiões do país, trazendo número de casos e as áreas de maior incidência em cores marcantes.

Pronto: você visualizou mentalmente a representação perfeita do que é um infográfico geográfico.

A diferença de cores é também chamada de mapa de calor, justamente para destacar as áreas do mapa onde a informação central da peça se destaca.

6. Infográficos de comparação

Não tem segredo: esta peça é exatamente o que ela sugere.

O infográfico de comparação apresenta um comparativo entre dois itens, que podem ser dois produtos de mesma função, mas fabricantes diferentes.

Colocar dois smartphones de marcas diferentes lado a lado e destacar cada um dos seus principais componentes é um bom exemplo desse tipo de peça.

Mas poderia ser usado para comparar aspectos físicos e de desempenho de Messi e Cristiano Ronaldo, por exemplo.

Visualmente, é um infográfico tradicionalmente dividido ao meio, o que facilita o seu objetivo.

7. Infográficos hierárquicos

Você lembra da chamada pirâmide alimentar?

Ou de outra pirâmide famosa, a de Maslow, que aborda a teoria das necessidades humanas?

Ambas são exemplos de infográficos hierárquicos.

Ou seja, que apresenta as informações de forma a deixar clara uma ordem de importância e grandeza.

É uma estratégia de organização de conteúdo também bastante comum em organogramas de empresas.

8. Infográficos de lista

O infográfico em lista poderia se encaixar na categoria dos informativos, que citei antes.

Afinal, tem características parecidas, como o uso de números para identificar cada item da lista, podendo se valer ainda de ícones e ilustrações para facilitar o entendimento e tornar a peça mais atrativa.

Mas para fugir do lugar comum, pode ser uma boa ideia experimentar layouts diferentes, mas sem fugir da sua característica principal.

9. Infográficos de currículo

Para terminar, veja que bacana o template abaixo do site Resumes.

Trata-se de uma versão moderna do tradicional currículo.

Dependendo da empresa para a qual você quer se apresentar, parece bem mais atrativo usar essa abordagem, concorda?

Por que é importante o infográfico ter um design atraente?

Quando eu falo que um infográfico eficaz precisa ter um design atraente, não significa dizer que ele precisa ser bonitinho, até porque o conceito de beleza é relativo.

O cérebro humano tem uma maneira de funcionar, buscando padrões visuais que devem ser estimulados para que a mensagem seja compreendida mais facilmente.

Confira algumas práticas que podem ajudar você nessa missão:

Linhas, bordas e formas

Mesmo elementos tão básicos como linhas, bordas e formas ajudam a tornar o design do seu infográfico mais atraente e compreensível.

Eles ajudam, por exemplo, na hora de agrupar informações semelhantes. 

Quando alguém lê uma lista de palavras separada de outra por qualquer um desses componentes, ela automaticamente faz a associação de que são grupos distintos.

Da mesma forma, infográficos que apresentam organogramas e fluxogramas têm a sua leitura conduzida por linhas ou setas, que conectam uma informação à outra.

Cores contrastantes

As cores são elementos comunicativos muito importantes e também ajudam a transmitir informações.

Cada cor passa um tipo de ideia.

O vermelho, por exemplo, dá a sensação de urgência e seriedade.

Usar tons contrastantes cumpre o mesmo propósito das linhas, bordas e formas, que é o de agrupar informações, só que de uma maneira um pouco mais discreta. 

Talvez a função mais importante das cores seja a de destacar o conteúdo mais relevante.

Quando você usa o amarelo em um fundo azul, por exemplo, está dando destaque, através da diferença entre os tons, para o que considera mais importante.

Estilo de fonte

A combinação de diferentes estilos de fontes é outro ponto importante no design de um infográfico, uma vez que ajuda a criar uma hierarquia no texto.

A dica aqui é combinar no máximo três tipos de fonte para não gerar muita confusão e ter certeza de causar o impacto desejado.

Você pode, por exemplo, utilizar uma letra mais estilizada para o cabeçalho principal, uma menos chamativa para as diferentes seções e outra totalmente sóbria para o corpo do texto.

Elementos visuais

As imagens, de forma geral, são elementos que ajudam a fixar as informações no seu infográfico, então, para que isso aconteça, elas precisam fazer sentido.

Devem combinar com o conteúdo textual.

Por exemplo, se o seu infográfico é sobre acidentes de trânsito, trazer figuras de carro e outros componentes que remetem ao tema podem ajudar na transmissão da mensagem.

Para não dizer que não avisei, pela segunda vez, vou lembrar você do ebook que meu time preparou com as melhores estratégias de marketing digital. Só clicar e baixar!

Conclusão

Agora você já sabe o que é um infográfico, para que serve e como criar o seu.

Infográfico é uma estratégia muito eficaz para aumentar a sua autoridade, conseguir engajamento dos usuários e gerar leads qualificados.

Eu mesmo tenho aproveitado para criar infográficos e gerar mais de 300 mil leitores para o blog do KISSmetrics todos os meses.

Este tipo de formato de conteúdo não é mais uma opção, é uma necessidade para todo negócio que pretende ter algum sucesso com marketing digital.

E você viu que não é difícil! Existem ferramentas gratuitas que podem lhe ajudar a dar o primeiro passo.

Com o tempo, você vai aprendendo o que melhor funciona para você, podendo até arriscar na criação de infográficos sem a necessidade de templates.

Comece pelo começo e estipule um objetivo para o seu material. Então, defina a sua persona e descubra sua necessidade.

Com isso em mente, você será capaz de oferecer as respostas pelas quais seus usuários estão sedentos. Tendo um conteúdo útil, eles ficarão felizes em divulgá-lo.

Lembre-se, também, que você deve planejar uma boa estratégia de distribuição do seu material nas redes sociais. E, claro, não deixe de fazer isso sem que seu infográfico tenha um call-to-action para aproveitar o tráfego e gerar leads.

Espero que tenha gostado do conteúdo.

Agora, quero saber: sobre que assunto você pretende criar o seu primeiro infográfico? 

Perguntas frequentes sobre infográficos

Aproveite para tirar todas suas dúvidas sobre infográficos com estes questionamentos que recebo frequentemente nos meus canais:

Qual é o melhor tamanho para um infográfico?

Não existe tamanho ideal para um infográfico. O recomendado é que ele não seja nem grande demais, de forma que acabe ficando maçante, nem muito pequeno, para evitar que haja concentração grande de informações.

Que elementos compõem o infográfico?

Diversos elementos fazem parte de um infográfico. Entre os principais estão:

  • Elementos visuais: ícones, imagens, símbolos, gráficos e ilustrações
  • Elementos textuais: fontes, letras, palavras, estilos tipográficos (negrito, sublinhado e itálico)
  • Elementos básicos: linhas, bordas e formas geométricas

Elementos cromáticos: cores e contrastes.

Por que é importante o infográfico ter um design atraente?

Um design atraente em um infográfico captura a atenção, facilita a compreensão dos dados e mantém o público engajado. É a diferença entre ser notado ou ignorado em um mar de informações.

Quais são as melhores ferramentas para fazer um infográfico?

Para fazer um infográfico, algumas das melhores ferramentas incluem Canva, por sua simplicidade e vasta biblioteca de templates; Adobe Spark, que oferece flexibilidade e recursos profissionais; e Piktochart, ideal para quem busca uma ferramenta intuitiva com opções de personalização avançadas.

NP Digital Brasil

Você quer resultados imediatos?

Minha agência pode fazer todo o trabalho pra você. Somos especialistas em:

  • SEO - Colocamos seu site no topo das pesquisas do Google
  • Mídia Paga - Fazemos seu negócio alcançar quem importa no momento certo
  • Data & Conversion Intelligence - Desbloqueamos as conversões do seu site e criamos dashboards para melhores análises

Fale com um especialista

Consultoria com Neil Patel

Compartilhe