Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Marketing Digital Para E-Commerce: Como Vender Mais em 2021

Investir no marketing digital para e-commerce é a estratégia que não pode faltar para quem deseja atingir um novo patamar de vendas em 2021.

Com a tendência de expansão do comércio eletrônico, não existe momento mais apropriado para focar no crescimento do seu negócio.

Só para você ter uma ideia do que estou falando, o setor atingiu o maior faturamento da história no primeiro semestre de 2020, batendo a casa dos R$ 38,8 bilhões – o que representa um aumento de 47% em relação ao mesmo período de 2019.

O número total de pedidos, o ticket médio e a quantidade de pessoas que passaram a realizar compras online também cresceu.

Diante de indicativos tão poderosos, o que você acha de seguir essa tendência e passar a vender mais com a ajuda do marketing digital?

Neste artigo, trago dicas que certamente vão auxiliar você nessa missão. Confira!

O que é marketing digital para e-commerce?

O marketing digital para e-commerce é um conjunto de técnicas utilizadas no ambiente virtual para atingir os mais variados objetivos, como conquistar novos mercados, aumentar o número de vendas, atrair e fidelizar clientes.

Ou seja, visa desenvolver a marca de um modo geral.

Entre as estratégias mais utilizadas para conquistar essas metas estão o marketing de conteúdo e o SEO, por exemplo.

Diferentemente do marketing tradicional, aqui existe uma capacidade aumentada e quase instantânea de gerar métricas confiáveis, que permitem acompanhar o planejamento de perto.

Isso faz com que seja possível compreender melhor o seu público, assim como seus hábitos e comportamentos, permitindo que os recursos sejam investidos de forma mais eficiente.

Como fazer o marketing de uma loja virtual?

Não sabe por onde começar?

Para iniciarmos, a minha dica é entender a importância de aplicar quatro etapas fundamentais do processo de criação de uma estratégia de marketing digital para e-commerce.

Elabore o seu composto de marketing

Quem tem uma certa familiaridade com o marketing já deve ter ouvido falar da teoria dos 4Ps: praça, produto, preço e promoção.

Esses elementos são essenciais para estabelecer o seu composto.

O primeiro P é referente aos canais de distribuição, que, no caso do e-commerce, são as lojas virtuais e eventuais parcerias com marketplaces.

O produto é a sua mercadoria, o que você vai oferecer ao consumidor.

Ele deve ter os seus diferenciais em relação à concorrência e atender a um problema real do cliente.

O preço é o que vai guiar a sua margem de lucro.

Escolher a política de precificação adequada para o momento da empresa é uma das fases mais delicadas de um negócio, porque é necessário se basear nos custos de produção sem destoar dos valores da concorrência.

Já a promoção diz respeito aos benefícios que você vai oferecer aos clientes, aliados às técnicas de venda, como upselling e cross-selling, por exemplo.

Segmente o seu público-alvo

Para que a sua estratégia tenha êxito, você precisa delimitar seu público-alvo.

Assim, as ações tendem a ser mais certeiras e eficientes.

Há diversas formas de realizar essa segmentação, mas entre as mais comuns estão: comportamental, geográfica, demográfica e socioeconômica.

Defina o seu posicionamento

É a hora de você estabelecer o seu branding.

Ou seja, analisar o mercado a sua volta e se questionar sobre quais valores a sua marca pretende agregar.

Esse será o seu diferencial e deve ser usado como um argumento de venda a ser explorado pelas estratégias de marketing.

Selecione os seus canais de comunicação

Como você gostaria de se comunicar com seus clientes?

Por ser um e-commerce, já existe essa inclusão no meio digital, mas nada impede que você marque presença nas redes sociais e até amplie o seu leque com peças de divulgação nas mídias tradicionais.

Dê uma olhada em meu artigo sobre canais de comunicação para se inspirar.

11 benefícios do marketing digital para e-commerce

Ainda com um pé atrás?

Saber implementar corretamente as estratégias de marketing digital para e-commerce traz muitos benefícios, como os que destaco a seguir.

1. Gera uma presença online

Quando os consumidores querem conhecer a identidade da empresa, a primeira atitude que tomam é procurar pelo site e pelos perfis nas redes sociais.

O seu negócio precisa ser visto na maior vitrine do mundo, que é a internet, e o marketing digital pode ser o seu parceiro ideal de divulgação.

2. Conquista autoridade de marca

Por meio de estratégias como o marketing de conteúdo, a sua marca pode se tornar uma referência do segmento.

Isso porque, ao criar um blog que aborda temas relacionados aos produtos e serviços oferecidos, você estará tirando dúvidas dos clientes e demonstrando que tem autoridade sobre o assunto.

3. Demonstra a jornada de compra

Entender em que momento do seu processo de decisão o consumidor está e como conduzi-lo até a conversão é o tipo de informação estratégica da qual você não pode abrir mão.

Com o marketing digital, mapear esse caminho fica muito mais fácil, o que permite também auxiliar o cliente, tirando dúvidas e influenciando as suas escolhas.

4. Ajuda a segmentar o público

Se, nas estratégias tradicionais de marketing, você costuma falar com um público amplo, o universo digital permite focar os seus esforços e garante que a sua mensagem chegue a quem realmente interessa.

5. Personaliza a comunicação

Quando você tem um público segmentado, é possível personalizar a sua comunicação.

Com um acesso amplo aos dados dos usuários, criar ofertas e conteúdos específicos para cada persona fica muito mais fácil.

6. Fideliza o cliente

Ferramentas como o e-mail marketing são ótimas formas de manter um relacionamento com o cliente no pós-venda, trazendo ofertas complementares às da sua última compra, por exemplo.

Um bom modo de fidelizar consumidores.

7. Facilita a mensuração de resultados

Você tem acesso a todos os passos, ações e interações do cliente.

Consegue saber, exatamente, quantos clicaram em cada anúncio e a parcela que finalizou a compra.

Ou seja, as métricas são bastante confiáveis e permitem analisar quais estratégias estão dando certo ou não.

8. Oferece ótimo custo-benefício

O marketing digital é muito mais barato do que o tradicional.

O preço de um anúncio televisivo no horário nobre é bem superior ao de impulsionar uma publicação nas redes sociais, só para citar um exemplo prático.

E, como já comentei, também é sobre focar no público certo e otimizar os recursos investidos.

9. Define o seu ciclo de vendas

Todas as etapas, da prospecção ao pós-venda, ficam mais claras com as ferramentas que o marketing digital dispõe.

Enquanto o marketing de conteúdo incentiva o cliente a consumir a partir da produção de matérias relevantes, o SEO técnico garante o máximo de eficiência para que você apareça no topo das buscas.

Combinadas, as estratégias podem ser ainda mais poderosas.

10. Personaliza a experiência de compra

Não é porque você tem um público segmentado que todos os clientes são iguais.

A experiência de cada compra é diferente e o marketing digital oferece a possibilidade de explorar ao máximo essa personalização.

11. Permite o engajamento com o público

Oferece uma via de mão dupla: da mesma forma que a empresa disponibiliza conteúdos relevantes, os consumidores interagem e passam feedbacks.

Isso faz com que se criem laços mais duradouros entre as partes.

Como fazer para levantar as vendas no e-commerce?

Conforme eu comentei, o marketing digital é composto por diversas estratégias, que podem ajudar a levantar as vendas do seu e-commerce de diferentes maneiras.

A seguir, mostro qual é o papel de cada uma delas.

SEO

O SEO é fundamental para otimizar as suas páginas, de modo que elas sejam mais facilmente rastreadas, indexadas e ranqueadas pelos buscadores.

Por meio de técnicas de SEO on e off page, é possível identificar erros que estão limitando o seu e-commerce e perceber oportunidades para aumentar o número de acessos e a taxa de conversão.

Tudo isso de forma orgânica.

Anúncios em mídias pagas

Eles dão ainda mais visibilidade ao seu e-commerce, permitindo que anúncios personalizados cheguem ao público certo.

Para garantir que isso aconteça, é preciso escolher a abordagem e os filtros certos, que realmente possam atingir os usuários pretendidos.

Google Ads

É a “paid search” mais utilizada do mundo e também aquela que tem o maior alcance.

Dotada de inteligência artificial e aprendizagem automática, a ferramenta pode fazer com que o seu anúncio seja visto e a sua marca esteja em destaque.

Só para se ter uma ideia, em termos de retorno do investimento, a cada dólar investido, a estimativa é de que você receba oito de volta.

Facebook/Instagram Ads

São as duas “paid social” mais usadas e também aquelas que oferecem os melhores retornos.

Ambas utilizam um algoritmo que possibilita identificar pessoas que têm interesses similares aos do seu público-alvo e, então, apresenta anúncios a elas.

Tanto o Facebook Ads quanto o Instagram Ads têm uma variada gama de recursos que permitem, entre outras funcionalidades, posts com hiperlinks que redirecionam ao seu e-commerce.

E-mail marketing

Uma das estratégias de fidelização e relacionamento com o cliente mais eficazes.

Com o e-mail marketing é possível enviar ofertas e conteúdos personalizados com base no histórico e nos hábitos dos consumidores.

Um dos maiores cuidados a serem tomados diz respeito à periodicidade das mensagens: se exagerar na dose, pode acabar cansando o cliente.

Redes sociais

Opções não faltam atualmente.

Por meio das redes sociais, você pode ter um contato mais direto com os consumidores, tirando dúvidas e divulgando conteúdos.

Aqui, o cuidado primário é para identificar em quais plataformas o seu público realmente está presente.

Principais desafios do marketing digital para e-commerce

reunião marketing digital para e-commerce

Digo com convicção que o marketing digital para e-commerce pode ser o seu maior aliado para superar ao menos três dos principais desafios que uma loja virtual passa.

Entenda!

Aumentar o número de visitantes

Para quem está começando a sua jornada no mundo digital, conseguir os primeiros consumidores é uma das tarefas mais complicadas.

Isso porque as suas redes sociais ainda não têm muitos seguidores e, provavelmente, as suas páginas não devem ter alcançado os primeiros lugares do Google.

Sendo assim, só há uma saída mais imediata: recorrer ao tráfego pago.

Tanto os “paid ads” quanto as “paid searchs” são indicadas nesse caso.

Com o tempo, o seu custo de aquisição de clientes (CAC), no entanto, pode ficar alto. Então, é importante trabalhar, de forma conjunta, o aumento do tráfego orgânico.

Aumentar a taxa de conversão

O primeiro passo foi dado: mais pessoas estão acessando o seu e-commerce.

Mas como fazer que esses visitantes se tornarem clientes?

Para aumentar a taxa de conversão, é preciso analisar os dados coletados desses usuários e traçar um plano de marketing digital, entendendo quais são os principais gargalos.

Será que o frete está muito alto, o que leva o visitante a abandonar a compra no carrinho? Ou ele sequer fica tempo suficiente no seu site?

Não deixe as respostas para perguntas como essas à sorte do acaso.

Outro ponto fundamental: crie uma base qualificada de leads e não apenas numerosa.

Aumentar o ticket médio

O seu e-commerce já conseguiu mais acessos e aumentou a taxa de conversão, mas o faturamento continua abaixo do esperado?

Chegou a hora de fazer crescer o valor do ticket médio.

Esse é o momento ideal para valorizar ainda mais a fidelidade dos clientes.

Promoções exclusivas, descontos progressivos, indicação de produtos complementares, sorteios em redes sociais, distribuição de brindes e frete grátis são algumas alternativas para se pensar e inserir como parte da estratégia de marketing digital.

Ferramentas de marketing digital para e-commerce

Todo suporte é bem-vindo na hora de implementar as suas estratégias de marketing digital para e-commerce.

Abaixo, criei uma lista rápida com as ferramentas que precisam estar no seu radar:

  • Google Analytics: monitoramento do desempenho do site
  • Ubersuggest: ferramenta de SEO
  • Zendesk: plataforma de comunicação e chats personalizados
  • Mailchimp: ferramenta de e-mail marketing
  • Etus: gestão de redes sociais
  • Buzzsumo: pesquisar tendências, sobretudo, nas redes sociais
  • Canva: criação de materiais gráficos
  • Unbounce: desenvolvimento de landing pages.

Bônus: como aumentar as vendas do seu e-commerce no final de ano?

apresentação

Assim como nas lojas físicas, datas comemorativas são excelentes oportunidades para as vendas dispararem em seu e-commerce.

Mas você sabe realmente aproveitar essas chances ao criar uma campanha de vendas?

Veja as dicas que separei!

Dia das Crianças

Se nas lojas físicas os próprios pequenos acabam escolhendo as compras, pelo e-commerce a tendência é que os pais tenham maior controle.

Ou seja, coloque os seus produtos com valores mais competitivos em destaque, de modo a causar boa impressão logo de cara.

O anúncio de brinde surpresa para as crianças também é um diferencial que pode funcionar.

Black Friday

Prepare o estoque e o sistema operacional da sua loja virtual para um grande volume de compras em um único dia.

Além disso, ofereça descontos realmente relevantes ou a estratégia pode ter o efeito oposto do esperado.

Cyber Monday

Atualize o seu catálogo.

É bem possível que, passada a Black Friday, boa parte dos seus produtos tenha esgotado.

Então, nada de fechar uma venda que não poderá ser entregue.

Natal

Fortaleça a sua cadeia logística, principalmente o serviço de entrega.

Afinal, você não quer deixar nenhuma criança sem presente para abrir na noite de Natal, não é mesmo?

Esse pode ser o fim do laço de confiança com a clientela.

Boxing Day

Diminua ao máximo a burocracia na sua política de trocas.

Por ser um dia depois do Natal, é possível que já exista uma demanda grande de devoluções, e criar uma infinidade de regras e protocolos para esse tipo de transação não vai ajudar em nada.

Conclusão

Mesmo com a economia mundial fragilizada pelos impactos da pandemia, 2021 tende a ser um ano de bons resultados para o comércio eletrônico, seguindo o exemplo de 2020.

Mas não dá para ignorar que a concorrência é cada vez maior, tanto em relação às grandes marcas quanto às lojas com caráter mais local.

Com o marketing digital, você dá ao seu e-commerce a chance de se desenvolver estrategicamente, com resultados que podem ser acompanhados de forma periódica.

E, então, como você pretende começar a montar ou aperfeiçoar o seu planejamento de vendas?

Compartilhe