Marketing de Guerrilha: Guia de Como Fazer Marketing de Guerrilha

Você sabia que é possível se tornar viral gastando quase nada para isso?

O marketing de guerrilha foi criado por Jay Conrad Levinson nos anos 1970 para que empresas pequenas, sem recursos, conseguissem se impor de forma criativa frente a grandes organizações.

Faixas de pedestres com as cores do arco-íris, bueiros que viram bocas que precisam de um enxaguante bucal, árvore com um garfo no lugar do tronco para parecerem brócolis.

Esses são alguns exemplos do resultado de algumas ótimas ações de um marketing de guerrilha.

O marketing massivo ainda está bastante inserido na nossa sociedade. Com isso, eu e você constantemente temos que lidar com anúncios e propagandas que não queremos.

Eles estão em todos os lugares: nos ônibus, na televisão, nas ruas e nas revistas, por exemplo.

Contudo, estar sempre em contato com esses anúncios não quer dizer que somos efetivamente afetados ou impactados por eles.

Provavelmente, a maior parte deles passou batido e você nem percebeu e sua existência.

Então, como é possível se diferenciar e ser notado em meio a tanta informação?

Uma ótima forma de se estabelecer no seu mercado de atuação é fazendo uso do marketing de guerrilha.

Ele se baseia em ações não tradicionais, onde você nem percebe que está sob influência de algum tipo de marketing.

Você quer conhecer 9 dicas para criar as melhores ações de marketing que trazem os melhores resultados? Clique aqui e conheça o guia completo que preparei para você!

Normalmente, essa estratégia envolve baixo investimento e alto impacto. Ela é baseada em ações que têm como objetivo atrair atenção espontânea e ficar na mente das pessoas.

O marketing de guerrilha pode ser adotado por qualquer tipo de empresa, independente do seu tamanho.

Porém, ele é ainda mais útil para pequenas empresas que possuem um orçamento não muito grande.

Nesse artigo você vai:

  1. Saber o que é marketing de guerrilha;
  2. Conhecer as razões pelas quais você precisa investir no marketing de guerrilha;
  3. Aprender quais são os tipos de marketing de guerrilha existentes;
  4. Conhecer alguns exemplos bem-sucedidos do marketing de guerrilha;
  5. Aprender dicas para desenvolver estratégias de marketing de guerrilha eficientes;
  6. Saber como realizar o marketing de guerrilha online.

Boa leitura!

O Que é Marketing de Guerrilha?

O marketing de guerrilha é muito mais agressivo e direto do que outras formas mais conhecidas de divulgação de conteúdo e de uma marca.

Esse termo foi inspirado na guerra do Vietnã e criado pelo publicitário americano Jay Conrad Levinson na década de 1970.

Durante a guerra, os vietnamitas possuíam um poder de fogo muito menor do que os americanos, mas, mesmo assim, conseguiram superar as suas limitações com o uso de táticas de guerrilha.

Esse acontecimento foi comparado com o marketing, quando o objetivo é aumentar o impacto das suas estratégias sobre a sua audiência com um baixo investimento.

Por conta disso, o marketing de guerrilha é associado a pequenas empresas que querem brigar de igual para igual com grandes empresas existentes no mercado.

Segundo Levinson, “pequenos negócios não são verões de um negócio grande. Por possuírem poucos recursos, empresas pequenas precisam fazer uso de diferentes tipos de estratégias e táticas de marketing”.

Com o passar dos anos, grandes marcas passaram a fazer uso marketing de guerrilha, a fim de se conectar com a sua audiência de formas cada vez mais criativas.

Levinson afirma que: “o marketing de guerrilha é uma estratégia capaz de atingir as metas convencionais, tais como lucros e alegria, com métodos não convencionais, como investir energia em vez de dinheiro”.

Com isso, ele se torna uma ótima alternativa para pequenas empresas sem muitos recursos e uma estratégia adicional para grandes empresas utilizarem em suas ações de marketing.

O resultado dessas ações costuma ser imediato, principalmente quando ele se torna viral.

Sucesso do Marketing de Guerrilha

O marketing de guerrilha virou uma obsessão em vários ramos de atuação, não só no da comunicação.

Existem várias iniciativas que são típicas desse tipo de marketing, como performances, flash mob, patrocínios, marketing viral, entre outros.

Um dos principais motivos para o sucesso do marketing de guerrilha é porque ele rompe com a forma tradicional de como uma marca se relaciona com a sua audiência.

Então, quanto mais inesperada for a sua ação, maiores serão as chances da sua empresa conquistar um ótimo e duradouro relacionamento com o seu público.

Esse tipo de campanha, em muitos casos, tem um retorno muito maior do que propagandas televisivas durante o intervalo de algum programa.

O impacto costuma ser enorme diante do baixo custo que precisa ser investido.

Por Que Investir no Marketing de Guerrilha?

O uso do marketing de guerrilha por parte de diversas empresas vem crescendo cada dia mais, já que com ele é possível realizar mais com muito menos.

Mas você pode estar pensando: “Neil, por que isso acontece? O que faz com que os resultados do marketing de guerrilha sejam tão expressivos assim?”

Tecnicamente, o marketing de guerrilha e o marketing tradicional não possuem muitas diferenças entre si.

Os dois são feitos através de anúncios que tem como objetivo chamar a atenção das pessoas para a sua marca, empresa, produtos ou serviços.

O que vai diferenciá-los efetivamente vai ser a abordagem.

Como já vimos, recebemos muita informação de todos os tipos diariamente em diferentes tipos de lugares, certo?

Então, é totalmente natural que isso acabe fazendo com que nos tornemos cada vez mais seletivos com o conteúdo que realmente merece a nossa atenção.

Por conta disso, os anúncios e propagandas convencionais acabam passando batido sem que você perceba.

Com a vida corrida como está, ninguém quer ser incomodado com coisas que não interessam.

Por outro lado, o marketing de guerrilha é feito de uma forma que chama bastante a atenção das pessoas. Ou seja, ele é praticamente impossível de ser ignorado.

Isso faz com que as pessoas carreguem aquela memória positiva por um longo tempo e a passem a diante.

O seu foco é provocar algum tipo de reação nas pessoas, fazendo-as realizar algum tipo de ação.

Essas ações podem ser uma mudança de hábitos ou prioridades, uma compra ou, simplesmente, provocar de uma forma sadia um dos seus concorrentes.

Baixo Investimento

Além de todos esses benefícios, o marketing de guerrilha pode ser feito com um baixo investimento.

Por ser uma forma criativa de se comunicar com o seu público, você provavelmente vai gastar pouco para isso ou nada.

Sim. Nada!

Uma ótima ação de marketing de guerrilha é o flash mob.

Criar uma ação espontânea, que é o significado literal do termo flash mob, é uma forma bastante utilizada por trabalhadores autônomos, pequenas e grandes empresas para chamar a atenção.

Tudo o que você precisa fazer é reunir algumas pessoas ensaiar uma coreografia que possibilite que outras pessoas a acompanhem facilmente, e escolher uma música condizente.

Pronto!

Um ótimo exemplo foi o flash mob realizado pelo Banco Sabadell em 2012 com a participação de mais de 100 pessoas! Veja:

https://www.youtube.com/watch?v=GBaHPND2QJg

Alta Interatividade e Possibilidade de Viralização

Essa mesma ação do Banco Sabadell rendeu à empresa mais de 75 milhões de views no Youtube e milhares de compartilhamentos em todas as redes sociais.

Ou seja, viralizou!

Esse tipo de ação possibilita que você interaja com o seu público durante e depois nas redes sociais.

Quando algo é criativo e chama a atenção, ele é compartilhado. E isso tudo pode acontecer de graça.

Então, foque nessa estratégia para alavancar o seu negócio de forma lucrativa e escalável.

Tipos de Marketing de Guerrilha

O marketing de guerrilha pode ser realizado de diversas formas e em diversos meios.

Tudo o que você precisa fazer é usar a criatividade para saber como e onde usar essa poderosa estratégia.

Não existe um jeito certo ou um errado. Então, abuse de toda a sua criatividade para chamar a atenção do seu público da forma mais positiva e assertiva possível.

Marketing de Guerrilha ao Ar Livre

Um dos tipos de marketing de guerrilha é o feito ao ar livre.

Essa forma é ótima para conseguir a atenção de um público que ainda não conhece a sua empresa ou que não presta muita atenção nela.

Você pode utilizá-lo em qualquer lugar aberto e de livre circulação.

Umas das formas de usar esse método é com flash mobs. Essa ação costuma fazer com que as pessoas parem – literalmente – para saber o que está acontecendo.

Você pode fazer uso dela de várias maneiras. Pode ser com um grande telão ao ar livre para que as pessoas sintam que são protagonistas de alguma história.

Pode colocar quadros pendurados em árvores como se eles fossem o fruto daquela planta.

Tudo vai depender do seu objetivo e do que você quer que as pessoas pensem sobre determinado assunto.

Marketing de Guerrilha em Lugares Fechados

O marketing de guerrilha também pode ser feito em lugares fechados, como em shoppings, salas de cinema e banheiros, por exemplo.

Aqui você precisa usar e abusar da criatividade, pois, apesar de não serem locais comuns para anunciar algo, são muito visitados.

Pense no que seria inusitado para aquele ambiente e que tipo de pessoa você gostaria de atingir.

Marketing de Guerrilha em Grandes Eventos

Em grandes eventos, a estratégia mais utilizada é o marketing invisível.

Ele nada mais é do que um marketing que não salta aos olhos. Ele também costuma acontecer bastante em novelas, por exemplo.

Quando um personagem está bebendo uma certa marca de refrigerante ou dirigindo determinado carro, você acaba assimilando aquela informação sem perceber.

Marketing de Guerrilha Interativo

Já o marketing de guerrilha interativo é aquele que possibilita que as pessoas interajam com ele.

Um ótimo exemplo foi uma campanha feita pela escola de idiomas Brasas para atrair novos alunos.

A escola montou um outdoor no Rio de Janeiro escrito “Bubbles”.

Ele era equipado com uma máquina que jogava, literalmente, bolhas de sabão em quem passasse por ele durante o dia inteiro.

Ante que você se questione sobre o uso do outdoor, ele realmente não é uma mídia usada no marketing de guerrilha. Pois ele faz parte do marketing tradicional.

Contudo, a atitude diferenciada do curso de idiomas foi uma atitude guerrilheira. Quando o tiro é certeiro, vale muito a pena fazer uso de mídias tradicionais também.

Marketing de Guerrilha: Exemplos Bem-Sucedidos desta Estratégia

Existem alguns ótimos exemplos de empresas que utilizaram o marketing de guerrilha para se destacar e ganhar mais consumidores.

Ou, simplesmente, para alfinetar o seu concorrente.

Como você já sabe, esse tipo de marketing foi criado para o uso de pequenas empresas com poucos recursos. Porém, todos podem fazer uso dela.

Pensando nisso, separei alguns exemplos de empresas renomadas que você já deve até ter visto, mas que não sabia que se tratava de marketing de guerrilha.

Exemplos de Marketing de Guerrilha ao Ar Livre

O marketing ao ar livre é uma ótima forma de chamar a atenção de todos os tipos de pessoas, independente do seu nicho de atuação.

Vamos ver alguns exemplos?

Burger King x Mc Donald’s

Que o Burguer King e o Mc Donald’s tem uma richa antiga, todo mundo sabe.

Porém, essa disputa tem ficado cada vez mais acirrada por conta do marketing de guerrilha.

O Mc Donald’s firmou recentemente uma parceria com o creme de avelã Nutella, para adicionar o doce em suas sobremesas e em seu café da manhã.

Então, a rede de fast food colocou vários banners nas ruas da cidade de São Paulo para anunciar a parceria ao público.

O Mc Donald’s tinha acabado de começar a sua divulgação quando o seu rival também começou a espalhar alguns banners bastante sugestivos pela cidade paulista.

O Burguer King respondeu se referindo a um dos memes mais comentados do ano de 2017 que era baseado na comparação de “nutella x raiz”.

Os banners do Burguer King foram colocados em locais próximos dos de seu concorrente, isso foi um sucesso, inclusive, nas redes sociais.

Case de Sucesso da Coca-Cola

A Coca-Cola é a maior empresa de refrigerantes do mundo e apostou em uma estratégia de divulgação baseada no marketing de guerrilha.

A empresa aproveitou o trânsito caótico de Bogotá na Colômbia e montou uma ação de rua bastante eficiente, a fim de apresentar para a população a sua nova garrafinha de 250 ml.

A Coca-Cola colocou um telão em uma posição estratégica e criou uma frequência de rádio para que os carros que estivessem passando por ali sintonizassem seus rádio com o telão.

Além disso, algumas pessoas estavam distribuindo pipoca e garrafinhas de Coca-Cola para os carros.

Com isso, a população recebeu de forma positiva a novidade e espalhou o ocorrido para toda a cidade.

O resultado dessa ação está nesse vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=DCykLwNdvIU

Case de Sucesso Netflix

Em setembro do ano de 2017, a Netflix espalhou placas por várias cidades dos Estados Unidos com a seguinte frase: “Netflix is a joke”. Em português: “A Netflix é uma piada”.

Com isso, diversos usuários do Twitter começaram a tentar adivinhar que empresa da concorrência estava por trás daquela ação.

No entanto, eles acabaram descobrindo que aquela tinha sido uma ação do próprio serviço de streaming.

O objetivo foi divulgar as novas parcerias que tinham sido feitas com alguns nomes importantes da comédia norte americana, como Ellen DeGeneres, Jerry Seinfeld e Chris Rock.

Outra ação da Netflix foi realizada em Paris para a divulgação da nova temporada da série “Orange is the new black”.

A empresa transformou a fachada de um prédio em uma prisão que é o cenário principal da série.

Algumas atrizes que vestiam laranja, cor do traje das prisioneiras, simulavam atividades comuns da detentas, como conversar, malhar, entre outras.

Essa ação chamou a atenção de diversas pessoas que passavam pela rua, sendo um extremo sucesso.

O marketing de guerrilha atacou novamente durante as eleições presidenciais dos Estados Unidos, na Carolina do Sul.

A empresa de entretenimento criou um comitê de campanha para Frank Underwood, o principal personal da série House of Cards.

O objetivo foi que a série fosse o tema do evento, sendo um link para a série.

Além disso, o local do debate foi bastante próximo de onde Frank nasceu, o que fez com que as pessoas se identificassem ainda mais com a ação.

Case de sucesso Kit Kat

A Nestlé foi responsável por uma ação de marketing de guerrilha muito simples e eficiente.

A empresa pintou alguns bancos de madeira com as cores de um dos seus chocolates, o Kit Kat. Assim, o banco ficou parecendo ser um grande chocolate saindo da embalagem.

O resultado da pintura foi ótimo, já que ela ficou bem fiel a imagem do chocolate.

Com certeza essa ação deixou muitas pessoas com vontade de comer o doce.

Case de sucesso Big Spills

A Procter & Gamble decidiu promover a sua linha de papel toalha Big Spills de forma bastante chamativa e criativa.

A organização derramou produtos gigantes pela rua. Um desses produtos foi um enorme copo de café de seis metros em uma rua de Nova York.

Além do imenso tamanho, o café derramado na calçada chamava a atenção das pessoas por conta do seu aroma de café feito na hora.

Em uma das ruas de Los Angeles, a Procter & Gamble “derramou” um picolé de 7 metros no chão.

Próximo aos produtos foi colocada uma placa que dizia: “esse é um pequeno trabalho para o Big Spills”.

Case de sucesso Unicef

A Unicef, um dos órgãos nas Nações Unidas, apostou no marketing de guerrilha para promover uma de suas nobres ações.

O objetivo da ação guerrilheira foi chamar a atenção das pessoas para os problemas existentes nos países onde não existe água potável.

Para isso, a organização colocou líquido sujo dentro de algumas garrafas e as ofereceu paras as pessoas que passavam pelas ruas de Nova York.

Ninguém bebeu a água suja, claro. Porém, muitas pessoas fizeram doações para a Unicef.

https://youtu.be/Ug5OdN3QpJI

Cases de Marketing de Guerrilha em Grandes Eventos

O marketing de guerrilha pode ser um grande sucesso quando bem feito em grandes eventos.

Porém, algumas vezes, você precisa estar atento às oportunidades e se agarrar a elas como diversas empresas já o fizeram e o fazem.

The Grammys

Na premiação do Grammy do ano de 2014, a cadeia de fast food Arby’s percebeu que o chapéu que o cantor Pharrell Williams usou um chapéu parecido com o logotipo da empresa em sua apresentação.

Com isso, no mesmo momento, a conta corporativa do Arby’s publicou no Twitter: “Alô, @Pharrell, você poderia devolver nosso chapéu? #GRAMMYs”.

Esse tweet foi compartilhado mais de 75 mil vezes e marcado como favorito por mais de 40 mil pessoas.

Por conta disso, o Arby’s foi ainda mais além e decidiu comprar o chapéu usado por Pharrell em sua apresentação.

O adereço custou 41 mil dólares em um leilão online e toda a renda foi destinada para instituições de caridade.

Essa ação acabou gerando uma enorme publicidade gratuita para a rede que poderia ter custado mais de 40 milhões de dólares, que é metade do valor que eles dispõe para anúncios.

Ou seja, o marketing de guerrilha de sucesso também é feito baseado em oportunidades.

Então, fique sempre atento a elas.

Exemplo de Marketing de Guerrilha Interativo

Ser interativo chama bastante a atenção das pessoas.

Algo novo que pode ser tocado, sentido ou visto de uma forma diferente costuma atrair muita atenção.

E é nisso que várias empresas têm apostado nos últimos tempos, como a Volkswagen.

Volkswagen

A Volkswagen instalou um imenso escorregador ao lado da escada de um metrô na Alemanha para tornar o acesso das pessoas mais rápido e para divulgar o seu novo carro.

Toda a ação foi filmada e prontamente postada nas redes sociais. Com isso, o público-alvo da montadora de carros foi alcançado com sucesso.

Além disso, o vídeo fez com que muitas pessoas fossem atraídas para o site e para a página no Facebook da VW.

https://www.youtube.com/watch?v=lXKHigzDoxs

Ikea

A Ikea é uma empresa de móveis e produtos de decoração que têm a fama de não serem tão resistentes.

A fim de provar que isso não era verdade, a Ikea decidiu mostrar a qualidade dos seus produtos em um metrô de Paris.

O local foi “invadido” por sofás e abajures que ficaram a disposição das pessoas que passavam por ali. Eles puderam ser testados por duas semanas.

Cases de Marketing de Guerrilha no Brasil

Várias empresas já realizaram e realizam estratégias do marketing de guerrilha no Brasil.

Existem inúmeros exemplos memoráveis que cativaram o público ao chamar a sua atenção de forma criativa e divertida.

O parque de diversões Hopi Hari apostou em uma campanha que colocava imagens de pessoas com as mãos para cima (lembrando alguém que está em uma montanha russa) em escadas rolantes.

Já o canal esportivo ESPN, apostou na colocação de um gol dentro de mictórios com a seguinte frase: “Futebol é bom em qualquer lugar. Mas é melhor ainda nos canais ESPN”.

A ideia era que quem fosse a um desses mictórios brincasse de acertar o gol e lembrasse do canal.

A pilha duracell também entrou na onda das escadas rolantes e colocou uma imagem de 2 pilhas na base das escadas.

Assim, a ideia de durabilidade e força da marca foi passada ao público de forma leve e inteligente.

Em maio do ano de 2013, o canal de televisão a cabo NatGeo decidiu recorrer ao marketing de guerrilha para apresentar a série Tabu America Latina.

Com isso, houve uma suspensão corporal do blogueiro Rafael Mendes em posição vertical por dois guinchos inseridos em seus ombros em plena Avenida Paulista, em São Paulo.

Rafael ficou suspenso por duas horas a 50 metros do chão.

Enquanto isso, a hashtag #tabu foi amplamente divulgada no Twitter.

Os usuários da rede social que fizeram menção ao perfil @NatGeo_BR foram representados por seus tweets em um telão onde a ação foi transmitida em um streaming de vídeo.

Erros no marketing de guerrilha

Algumas tentativas de realização do marketing de guerrilha falharam em sua execução.

Apesar da ideia ser boa, você precisa prestar bastante atenção em todos os detalhes.

No ano de 2004, a apresentadora Oprah Winfrey presenteou todas as pessoas da plateia do seu programa com um carro.

A mídia entrou em alvoroço com tamanha generosidade. Porém, a ideia dessa ação não foi dela.

A ideia foi a Pontiac, uma montadora de carros. Mas a marca quase não foi mencionada nas histórias das generosas doações.

Em 2007, o canal infantil Cartoon Network decidiu promover o desenho animado “Aqua Teen: O Esquadrão Força Total”.

Então, dezenas de dispositivos piscantes foram implantados em 10 cidade diferentes.

Porém, o resultado não foi muito positivo em Boston, quando um morador chamou a polícia achando que os dispositivos fossem, na verdade, explosivos.

Com isso, outros moradores passaram a temer um possível ataque terrorista, o que culminou no fechamento das pontes ao redor da cidade.

Você precisa sempre pensar em todas as possíveis variáveis para conseguir levar o crédito por aquela ação e para, principalmente, evitar mal-entendidos.

Também é imprescindível que você garanta que as pessoas associem determinada ação com a sua marca.

Dicas Eficientes Para Estratégias de Marketing de Guerrilha

Como você já sabe, o impacto que o marketing de guerrilha pode causar no seu público pode ser tanto bom quanto ruim.

Então, você precisa tomar alguns cuidados na hora de decidir qual ação realizar para que ela não cause um efeito contrário na sua audiência.

Pensando nisso, listei algumas dicas para você sair na frente da sua concorrência e chamar a atenção das pessoas de forma positiva.

Trabalhe Bem a Sua Persona

A primeira coisa que você precisa fazer para realizar uma ação acertada no marketing de guerrilha é conhecer muito bem quem você quer impactar.

Você precisa incluir nessa lista os clientes que você já possui e os que você quer atrair.

Então, é fundamental que você crie as personas do seu negócio antes de decidir que ação tomar.

Saber quem é o seu público é a melhor maneira de permitir que uma ótima ação acabe se tornando um fracasso.

Seja Criativo e Original

Para que a sua estratégia de marketing de guerrilha tenha sucesso, ela precisa ser original.

Dificilmente você se dará bem copiando algo que já foi feito e deu certo.

Não importa se algo que já foi feito se encaixa perfeitamente na proposta do seu negócio. Você precisa sempre ser original.

Isso não impede que você busque por inspiração em casos de sucesso, como os que vimos anteriormente.

Eles podem guiar você na direção certa, a fim de ter suas próprias ideias geniais.

Com isso, você pode aprender com o que já foi feito e não adquirir a fama de imitador.

Foque em Executar Bem a Sua Estratégia

Muitas ideias são maravilhosas no papel e tem uma excelente chance de darem certo. Porém, o problema muitas vezes está em sua execução.

Então, depois de decidir qual ação você irá tomar para chamar a atenção do seu público, você precisa definir cada detalhe para que a ideia seja um verdadeiro sucesso.

Caso não esteja fazendo isso sozinho, fale com os seus parceiros e divida tarefas. Pense também em tudo que pode acabar dando errado e esteja preparado.

Você pode criar um checklist para auxiliá-lo no momento da organização de cada passo da sua estratégia de marketing de guerrilha.

Cuidado Com as Emoções que Você Provoca

O maior objetivo das estratégias do marketing de guerrilha é provocar emoções. Porém, você tem que estar atento para não despertar emoções indesejadas.

Se o seu objetivo é divulgar a sua marca, o seu produto ou o seu serviço, aposte em ideias bastante descontraídas.

As pessoas precisam simpatizar com você e com a sua causa. Jamais permita que as pessoas associem a sua marca a sentimentos ruins por conta de uma ação mal pensada.

Então, foque em ser leve, engraçado, criativo. Faça com que as pessoas se sintam bem ao pensar no seu negócio.

Monitore os Resultados

Uma ação baseada no marketing de guerrilha podem ser 100% espontâneas, o que pode dificultar um pouco o momento de mensurar os resultados.

Você pode fazer uso das suas ferramentas de monitoramento preferidas para acompanhar o que os usuários estão dizendo sobre a sua campanha nas redes sociais.

Digo isso, pois esse é o ambiente mais propício para conseguir deslanchar qualquer tipo de campanha.

Google Analytics

Você também pode fazer uso das métricas que já utiliza no seu negócio. Se você ainda não faz uso do Google Analytics, indico fortemente que passe a utilizá-lo.

Para saber se a sua campanha deu resultado, isole o período em que ela aconteceu e o compare com o desempenho dos últimos meses.

Assim, fica mais fácil saber no que melhorar e no que repetir nas próximas ações de guerrilha.

Marketing de Guerrilha Online

Você não precisa focar o seu marketing de guerrilha em lugares físicos. Ele também pode ser feito de forma brilhante no mundo digital.

Não deixe as ótimas oportunidades que a internet oferece passarem batidas.

Porém, para aproveitá-las da melhor forma, você tem que seguir os seguintes passos:

Defina os Melhores Canais Para Alcançar Sua Persona

O grande objetivo do marketing de guerrilha é causar um grande impacto positivo nas pessoas.

Então, você precisa que muitas pessoas vejam as ações criadas por você e se sintam atraídas por elas.

Porém, você precisa definir quais são os melhores canais para alcançar a sua persona.

Saiba quais são os canais onde a sua audiência está mais concentrada e foque os seus esforços nessa mídia social.

Todas as ações de guerrilha bem sucedidas acertam no conteúdo transmitido, mas também no local e horário adequados para obterem sucesso.

Facebook

O Facebook é uma excelente rede social para a realização de ações de marketing de guerrilha.

Isso se dá, principalmente, porque ele possibilita que os seus usuários compartilhem conteúdos com os seus amigos. Assim, o alcance pode se tornar muito maior.

Além disso, antes de qualquer ação de guerrilha, ele permite que você crie anúncios segmentados. Isso permite que você engaje e se relacione com a sua audiência.

Essa mídia social possui mais de 1 bilhão de usuários com uma idade média entre 18 e 29 anos de idade.

Porém, se a sua persona está fora dessa faixa etária, não comece a arrancar os cabelos!

Com tantos usuários, fica fácil encontrar a sua persona no meio de toda essa gente que usa a rede social todos os dias.

Tráfego Orgânico x Tráfego Pago

Você pode gerar tráfego para os seus conteúdos de duas formas dentro do Facebook: de graça ou pagando por ele.

Os algoritmos dessa mídia social são frequentemente atualizados.

Porém, em 2011, uma atualização conseguiu entender o comportamentos de seus usuários, desde compartilhamentos, curtidas, cliques até os conteúdos que eles ignoram.

Assim, ele consegue “escolher” quem possivelmente vai ou não se interessar pelo seu conteúdo.

Se o seu objetivo for conseguir mais acessos orgânicos, você precisa focar em produzir conteúdos únicos e diferenciados. Ou seja, conteúdos de guerrilha.

Só assim, o seu público-alvo vai se interessar por eles.

O tráfego pago do Facebook também pode ser usado em ações de marketing de guerrilha. Porém, você precisa dispor de verba para isso.

A grande vantagem dessa opção é que os seus anúncios podem ser extremamente segmentados de acordo com a idade, idioma, geografia e gênero.

Eles podem ser usados para:

  • Impulsionar os seus conteúdos, a fim de ter mais curtidas e compartilhamentos;
  • Direcionar os seus fãs para o seu site;
  • Aumentar as conversões em links específicos;
  • Estimular que os seus usuários baixem o seu aplicativo;
  • Promover algum evento;
  • Promover uma oferta.

Ao lançar alguma campanha de guerrilha, analise as métricas de vaidade (compartilhamentos e curtidas) para saber como você está se saindo.

Instagram

O Instagram possui mais de 600 milhões de usuários ativos atualmente. Também não é para menos.

Essa rede social é muito fácil de ser utilizada. Você só precisa tirar uma foto ou montar uma imagem, postá-la e pronto.

Se você quiser ter sucesso no geral nessa mídia social, você precisa ter os seus objetivos bem definidos.

Sempre que publicar algo, pense bastante no seu público-alvo. Assim, você saberá que linguagem usar e o que postar para atrair essa audiência.

Realizar postagens constantemente também faz muita diferença. Além disso, é importante que você tente sair da mesmice. E é aí que entra o marketing de guerrilha.

Crie imagens ou poses diferentes e inusitadas, faça vídeos ao vivo com temas diferentes e curiosos, poste vídeos que chamem a atenção logo de cara.

Não seja apenas mais um perfil no seu nicho de mercado. Essa dica serve para ações de guerrilha e para a saúde do seu perfil no Instagram.

Tráfego orgânico X Tráfego pago

Também é possível gerar tráfego pago na plataforma.

Desde o ano de 2015, qualquer perfil pode fazer anúncios pagos no Instagram, a fim de divulgar as suas publicações.

Com isso, você precisa se destacar e é aí que entra o marketing de guerrilha.

Você pode sim divulgar outros tipos de conteúdos. Porém, ações de guerrilha com certeza vão diferenciar você dos seus concorrentes.

Esse tipo de ação também pode ser feita através de tráfego gratuito, mas para isso você precisa conquistar mais seguidores.

Pensando nisso, deixei algumas dicas aqui para você:

Conecte sua conta do Instagram a outras redes sociais.

Usuários de uma rede social, normalmente, também estão presentes em outras mídias.

Ser seguido em várias plataformas diferente acaba aumentando o engajamento de todas as marcas.

Por terem propostas diferentes, elas costumam se complementar, o que é ótimo para qualquer estratégia de marketing.

Use Hashtags

Depois de criar uma excelente imagem para a sua ação de marketing de guerrilha, pense em uma ótima legenda e abuse das hashtags.

Porém, antes de usar qualquer uma aleatoriamente, pesquise o que está em alta no seu mercado, quais são os melhores termos para usar e o que o seus concorrentes estão fazendo.

Assim fica mais fácil de se diferenciar.

Interaja constantemente

Engaje a sua audiência constantemente. Realize sorteios, faça perguntas, crie campanhas únicas e criativas.

E o mais importante: esteja presente para o seu público e sempre cumpra o que foi prometido em suas publicações.

Use fotos de pessoas

Fotos de pessoas costumam engajar mais as pessoas do que as fotos que não possuem ninguém.

Então, foque em criar imagens com pessoas para aumentar a sua interação com as pessoas.

Twitter

O Twitter tem a característica de ser uma rede social bastante rápida. Isso se dá por conta de suas publicações aceitarem apenas 140 caracteres.

Com isso, você consegue atualizar os seus seguidores de forma rápida e direta.

Hoje em dia, ela é bastante usada para a realização de comentários sobre assuntos do momento, como futebol, política e fofocas, por exemplo.

Por ser rápida e nem um pouco maçante, o Twitter permite que você interaja constantemente com os seus seguidores.

Já imaginou ter a possibilidade de falar para mais de 300 milhões de pessoas? É essa possibilidade que essa rede social oferece com o uso de hashtags.

Tráfego orgânico X Tráfego pago

Você vai conseguir criar anúncios pagos no Twitter através do Twitter Ads.

As publicações pagas por ter diversos formatos, como assuntos promovidos, contas promovidas ou tweets promovidos.

Um tweet promovido pode ser usado para divulgar promoções, trazer tráfego para algum link ou gerar leads, por exemplo.

Porém, se o seu objetivo for aumentar a quantidade dos seus seguidores de uma forma mais rápida, você precisa promover a sua conta.

E se você quiser surfar na onda dos assuntos mais falados na rede social durante um determinado período, use os assuntos promovidos.

Independente de usar tráfego gratuito ou pago, você precisa criar campanhas memoráveis, criativas e oportunas para cativar e ficar na mente dos seus seguidores.

Aumente o Alcance do Conteúdo

Quando você cria uma ação de marketing de guerrilha, existem chances muito altas do seu conteúdo viralizar.

Se a sua ação der certo, ou seja, se ela obter resultados positivos, você pode aumentar ainda mais o seu alcance.

Como?

Você pode escrever um e-book, um post para o seu blog ou realizar um webinário para contar como você obteve esse resultado. Com isso, você pode multiplicar as pessoas alcançadas.

Aproveite o pontapé que uma ação de marketing de guerrilha proporciona ao seu negócio. Esteja sempre ligado aos benefícios que isso vai trazer para você.

Aproveite os Assuntos do Momento

Esteja sempre atento às oportunidades que possam surgir. Às vezes tudo o que você precisa para ter sucesso em uma ação é saber o momento certo de agir.

Lembra do exemplo que vimos acima do fast food Arby’s?

O Pharrell Williams foi um ponto chave para o sucesso dessa campanha que poderia ter custado 40 milhões de dólares, mas saiu totalmente de graça.

Esse é um maravilhoso exemplo de que só se planejar não é a única forma de obter sucesso em suas ações.

Esteja sempre atento a todas as oportunidades que surjam no seu caminho e seja bastante rápido para respondê-los.

Utilize o Google Trends

O Google Trends é uma ferramenta que o Google oferece gratuitamente para os seus usuários. Ele mostra as tendências de pesquisa entre os seus usuários.

Com ela, você consegue identificar o que as pessoas estão pesquisando no Google de acordo com o período.

Você também consegue saber quais são as principais consultas e descobrir quais são as oportunidades que você pode aproveitar.

As consultas podem ser feitas baseadas em períodos de tempo, fontes de busca, categorias, fatores demográficos.

Pense no efeito a longo prazo

Você precisa pensar no resultado que a sua ação pode ter. Além disso, pense no legado que o seu marketing de guerrilha pode trazer para a sua empresa.

Isso é importante porque mesmo tendo um resultado positivo no presente, ela pode ter uma impressão negativa no futuro.

Jamais faça piadas de mau gosto em suas ações. Elas podem ter até um pouco de graça para alguns, mas elas realmente não valem a pena.

Aposte na Interatividade

A essência do marketing de guerrilha é a interatividade. Ou seja, ele pode ser perfeitamente aplicado o marketing digital.

Você pode até achar que não, mas as pessoas amam participar e se sentir parte de algo.

Dessa forma, elas se sentem motivadas a participar de qualquer campanha e de qualquer ação. E isso não aconteceria se elas fossem apenas espectadoras do que está acontecendo.

Aproveitar todos os recursos disponíveis para conseguir incluir e engajar a sua audiência é ótimo. Agindo assim, suas campanhas têm maiores chances de sucesso.

O marketing de guerrilha precisa sempre trazer mensagens fortes, criativas e diretas que façam a sua audiência tomar alguma ação.

Essa estratégia é ótima para o ambiente offline, mas também para o mundo online.

Quem se diferencia sempre sai na frente dos seus concorrentes e é isso que uma ação de guerrilha vai fazer pelo seu negócio.

Conclusão

Como vimos, o marketing de guerrilha é muito mais agressivo e direto do que o marketing tradicional.

Além disso, ele é ótimo para quem empresas que querem se auto divulgar ou promover algum evento, produto ou serviço, por exemplo.

Ele é baseado na criatividade e na interatividade com o público, independentemente de ser realizado offline ou online.

O marketing de guerrilha pode ser feito com um baixo investimento ou até de graça, como é o caso do flash mob.

Evite cometer erros bobos que podem acabar com a sua estratégia guerrilheira.

Antecipe todos os seus passos e possíveis resultados. Não tenha medo de criar e nem de corrigir alguma ação.

Para diminuir a possibilidade de erros, não esqueça de seguir esses passos:

  1. Trabalhar bem a sua persona;
  2. Ser muito criativo e atual;
  3. Focar na execução da sua estratégia;
  4. Tomar cuidado com as emoções que você provoca;
  5. Monitorar todos os seus resultados.

Use os melhores canais online para ter sucesso na sua estratégia. Pesquise onde a sua audiência está e não tenha medo de usar essa rede social.

Independente de qual você vá usar, crie uma ação exclusiva para ela. Uma que consiga ter um maior alcance em um menor período de tempo.

Lembre também que é possível usar o tráfego pago em todas as redes sociais para alavancar o seus resultados.

Aproveitar os assuntos do momento é uma ótima opção. Usar um tópico que está em alta engaja as pessoas de uma forma grandiosa.

Você usa o marketing de guerrilha no seu negócio? Conta para mim aqui nos comentários!

Quer saber mais sobre marketing e como ele pode impactar o seu público de forma positiva? Então, acesse:

Obrigado por ler até aqui!

Compartilhe