Publicidade: Conceito, Tipos e A Importância Nos Negócios

ilustração de megafone e pessoas em volta

A publicidade é uma forma de comunicação estratégica que promove produtos, serviços e marcas por meio de mídias físicas e digitais. Com seus slogans geniais e anúncios impactantes, ela é capaz de aumentar as vendas, eternizar marcas e ditar tendências.

Publicidade ainda é a alma do negócio e isso é fácil de provar.

Só em 2018, os investimentos na área chegaram a R$ 7,67 bilhões no Brasil, segundo dados do Cenp (entidade de agências e veículos de comunicação).

Mas nem precisamos falar de números: basta olhar em volta para reconhecer a publicidade em todos os lugares.

Desde a infância, crescemos tendo nossos comerciais favoritos e vendo anúncios em todos os formatos.

Assim, a publicidade ultrapassou seus fins comerciais e se tornou parte da nossa cultura.

E isso é ainda mais valioso para as marcas que querem ser reconhecidas e impactar seu público.

Por isso, vale a pena revisar o conceito e conhecer melhor sua importância nos negócios.

Se você quer explorar todas as oportunidades da publicidade, este texto é seu ponto de partida.

Continue lendo e comece a se inspirar para a próxima campanha.

Antes de continuar, se você quer aumentar sua vendas e saber quais são as melhores estratégias para promover seu negócio online, clique aqui para receber o Guia Completo de Marketing Digital.

guia completo de marketing digital

O que é publicidade

mesa de escritório de publicidade

Publicidade é uma estratégia de divulgação e marketing que promove produtos, serviços e marcas por meio da comunicação em diferentes plataformas.

Só com essa frase inicial, você já pode perceber que a publicidade é um instrumento do marketing, e não o contrário.

Sua função é propagar mensagens para atender aos objetivos estratégicos da empresa, atingindo o público-alvo e impulsionando as vendas.

A palavra vem do latim publicus, que se refere a “tornar público”.

Por isso, a palavra-chave da publicidade é comunicar: emitir uma mensagem e fazer com que ela chegue perfeitamente até o receptor.

Daí a importância de criar campanhas memoráveis e comprar espaço nas mídias certas, unindo a estratégia à criatividade para alcançar resultados.

Um bom resultado, nesse caso, pode ser um aumento das vendas do produto ou serviço, aumento da participação de mercado ou mais visibilidade para a marca.

Tudo depende do objetivo e tipo de publicidade que está sendo criada.

Em todos os casos, essa ferramenta de comunicação poderosa é capaz de impulsionar as pessoas em direção aos interesses da empresa.

Publicidade e Propaganda: Qual a diferença?

tipo de outdoor de rua

Essa é uma das questões mais enigmáticas do marketing, e a resposta não é tão simples.

Originalmente, a propaganda é uma atividade associada à ideologia, que busca promover ideias, posições políticas e modelos de comportamento.

Já a publicidade pode ser classificada como uma propaganda comercial, pois está totalmente ligada ao mercado e às mídias, com o intuito de divulgar empresas e suas soluções.

Vou usar um exemplo para facilitar:

O famoso cartaz do Tio Sam, criado em 1870 para recrutar soldados norte-americanos para a Primeira Guerra Mundial, é uma propaganda clássica.

Outro exemplo são as propagandas políticas durante o período eleitoral.

Governos, movimentos sociais, partidos e instituições sempre utilizaram a propaganda para persuadir e influenciar pessoas – daí seu cunho ideológico.

Embora a publicidade utilize as mesmas técnicas de comunicação social, seus objetivos estão relacionados ao consumo e vendas.

Mas, com o avanço do mercado de comunicação no Brasil, a confusão entre os termos só aumentou.

Isso porque, obviamente, nós temos elementos de propaganda na publicidade, que passou a incorporar os aspectos persuasivos da ideologia para influenciar seu público.

Afinal, vender ideias e valores ao invés de produtos é mais eficaz para a construção das marcas de sucesso.

Logo, podemos dizer que há pontos de intersecção entre as duas formas de comunicação, que se complementam.

Se tiver dúvidas, siga a regra: publicidade para fins comerciais e propaganda para casos em que não há compras envolvidas.

Anúncios que fizeram história

título mídia publicitária com ilustração de vários dispositivos e tipos de publidiade

Que tal se ambientar no universo da publicidade com alguns anúncios clássicos?

A seguir, uma seleção de campanhas que fizeram história.

“We can do it” – Westinghouse Electric

Você conhece a história do ícone feminista “We can do it!”?

A frase, que significa “Nós somos capazes!”, estampa o famoso cartaz da operária arregaçando as mangas com o bíceps à mostra.

A peça foi criada pelo publicitário J; Howard Miller em 1943, para a empresa Westinghouse Electric, com o objetivo de levantar o moral das trabalhadoras.

Na época, era preciso convocar as mulheres para as fábricas, já que os homens estavam lutando na Segunda Guerra Mundial.

E assim uma peça publicitária se transformou em símbolo cultural da força feminina.

ilustração we can do it

“1984” – Apple

O clássico comercial que lançou o Macintosh foi inspirado na distopia futurista do livro 1984 (Companhia da Letras, 2009), de George Orwell.

O vídeo de um minuto foi dirigido por Ridley Scott e veiculado no dia 22 de janeiro de 1984.

O comercial mostra um jovem destruindo a marretadas uma tela com o Grande Irmão (personagem que representa o ditador), seguido do letreiro que antecipava o lançamento.

Dois dias depois, Steve Jobs apresentou o Mac como um computador pessoal revolucionário (e ele estava certo).

“United Colors of Benetton” – Benetton

A campanha de Oliviero Toscani para a marca de moda Benetton é outro marco histórico da propaganda.

Por meio de imagens impactantes, o fotógrafo usou o tema do racismo para promover a marca sem uma única peça de roupa.

Uma das peças mais famosas traz um bebê branco e outro negro interagindo sentados em seus penicos, simbolizando a “união das cores” que o slogan sugeria.

A ideia era provocar o diálogo com questões polêmicas e fixar uma imagem provocativa no imaginário do consumidor.

imagem benetton duas crianças

“Bombril tem 1001 utilidades” – Bombril (agência DPZ)

Inaugurando a publicidade das grandes agências com a DPZ, não podemos deixar de mencionar a campanha “Bombril tem 1001 utilidades”.

Quem não lembra do comercial de TV com o Garoto Bombril e a versatilidade absurda da esponja de aço?

Não à toa, Carlos Moreno entrou para o Guinness como garoto-propaganda que ficou mais tempo no ar.

E até hoje a Bombril preserva seu slogan “1001 utilidades”.

“Pipoca e Guaraná” – Guaraná Antarctica (agência DM9DDB)

O jingle “Pipoca e Guaraná” grudou na mente dos telespectadores em 1991, quando a DM9DBB lançou a campanha do Guaraná Antárctica.

O apelo foi tão forte, que criou o hábito de combinar lanches e refrigerantes em frente à TV.

Até hoje, vez ou outra, a marca usa o hit para relembrar suas origens.

“Mamíferos” – Parmalat (agência DM9DDB)

Outro acerto fenomenal da DM9DDB foi a campanha “Mamíferos” da Parmalat, que trazia crianças com fantasias de filhotes de animais.

O comercial original é de 1996, criado por Erh Ray e Nizan Guanaes e vencedor de diversos prêmios da publicidade brasileira.

Como resultado da campanha, a Parmalat se tornou líder de mercado e vendeu mais de 15 milhões de bichinhos de pelúcia.

“Red Bull Stratos” – Red Bull

O Red Bull Stratos foi um projeto ambicioso da Redbull para quebrar recordes nunca antes imaginados, lançado em 2012.

No caso, a marca levou o paraquedista austríaco Felix Baumgartner a dar o primeiro salto da estratosfera, a uma altitude de 39 km.

A façanha resultou em mais de 8 milhões de visualizações para a Redbull no YouTube e uma exposição impressionante da marca.

Nada como um recorde espacial para justificar o “Redbull te dá asas”.

Cotonetes – Johnson & Johnson

A Johnson & Johnson foi responsável por um dos garotos-propaganda mais carismáticos da TV: o simpático homem azul do comercial de 1978.

A peça foi produzida pela Start Anima, a mesma empresa responsável pelo “Aquarela”, da Faber Castell.

A campanha ganhou vários prêmios e transformou o cotonete em sinônimo de categoria do produto.

Nike – Craques da Copa

A lendária campanha da Nike com os Craques da Copa, lançada em 2002, na verdade se chamava “The Secret Tournament”.

No Brasil, o comercial ficou conhecido como “A Jaula”, por conta da quadra suspensa onde os jogadores disputavam partidas emocionantes.

Nomes como Roberto Carlos, Ronaldo, Luis Enrique e Luís Figo faziam parte dos times.

O sucesso foi tão estrondoso, que a Nike chegou a produzir os torneios na vida real, bem no ano do pentacampeonato brasileiro.

Coca-Cola – Anúncios natalinos

De quantos comerciais natalinos da Coca-Cola você se lembra?

Todo ano, a líder absoluta de mercado lança suas campanhas repletas de magia e fantasia para celebrar o Natal.

O primeiro anúncio foi veiculado em 1931, com a ilustração de um Papai Noel simpático tirando o gorro para se refrescar com uma Coca-Cola.

Mais de meio século depois, surgiram os famosos ursos polares que marcaram os anos 1990 na TV brasileira.

Inclusive, eles voltaram em 2018, em seu aniversário de 25 anos.

Pepsi – Gladiadoras

Para finalizar, a campanha “Gladiadoras” da Pepsi ousou ao trazer as divas do pop em uma superprodução digna de Hollywood.

Britney Spears, Pink e Beyoncé apareciam cantando o hino “We will rock you”, do Queen, em uma arena do Coliseu, vestidas como legítimas gladiadoras.

Com Enrique Iglesias no papel de imperador, a peça foi lançada em 2004 e disparou a relevância da marca no mercado.

Tipos de publicidade: Conheça os diferentes tipos de publicidade que existem

várias abordagens de publicidade visual

Agora vamos conhecer os principais tipos de publicidade, de acordo com seus objetivos.

Podemos destacar seis categorias.

Publicidade de produto

equipe de fotografia de produto em estúdio

Naturalmente, a publicidade de produto tem como objetivo central promover um produto de uma empresa.

Existem inúmeras estratégias para apresentar esse produto como a melhor escolha do mercado, de acordo com seus diferenciais.

Por exemplo, você pode vender o produto pelas suas funcionalidades superiores, custo-benefício, status associado ou conceito.

Publicidade de serviços

laptop em mesa de reuniões com título na tela sobre publicidade de serviços

A publicidade de serviços segue a mesma lógica, mas promove serviços e soluções.

Empresas como bancos, operadoras de telefonia, seguradoras e corretoras são alguns exemplos.

Publicidade Comparativa

ilustração de pessoas comparando dois conteúdos

Esse tipo de publicidade usa a comparação com a concorrência para convencer o consumidor a optar pelo produto ou serviço da empresa.

Um exemplo típico é a campanha “Experimenta”, da Nova Schin, que buscou provar sua superioridade em relação à Brahma “roubando” o garoto-propaganda Zeca Pagodinho.

Publicidade de Promoção

ilustração de promoção de vendas

A publicidade de promoção é utilizada para impulsionar produtos, serviços e marcas, elevando seu status no mercado.

O termo remete a descontos, mas estou falando de promoção no geral.

Ou seja: o conceito engloba todas as ações promocionais e veiculações na televisão, internet, rádio e mídia impressa.

Publicidade enganosa e abusiva

ilustração sobre propaganda enganosa

O poder da publicidade para influenciar hábitos e comportamentos também pode ser usado de forma irresponsável.

É então que surge a publicidade enganosa e abusiva, que exagera as qualidades da oferta ou omite informações importantes para ludibriar o consumidor.

No Código de Defesa do Consumidor, está clara a proibição de qualquer atividade publicitária fraudulenta ou que induza o consumidor ao erro.

Além disso, a classe publicitária criou seu próprio conselho de autorregulamentação para fiscalizar a legalidade de suas práticas: o Conar.

Publicidade para crianças

criança fantasiada de palhaça

A publicidade para crianças está no centro do debate atual sobre a regulamentação publicitária.

Isso porque as crianças ainda não têm a capacidade de distinguir o real do imaginário, e precisam ser protegidas de certas práticas publicitárias.

Hoje, esse tipo de anúncio deve seguir algumas regras específicas, como não utilizar personagens animados, não menosprezar hábitos saudáveis e não desmerecer pais e educadores.

Como funciona uma agência de publicidade

dupla trabalhando em cooperação em agência

Quer saber como as agências de publicidade criam campanhas impactantes?

Veja como elas funcionam.

Atendimento

atendimento em escritório

O atendimento publicitário é a área responsável por fazer a ponte entre agência e cliente.

Suas funções são coletar o briefing, aprovar peças e orçamentos, organizar alterações e mediar o relacionamento entre as duas partes.

Planejamento

equipe de planejamento em escritório

O planejamento é a primeira parada do briefing, onde as informações são organizadas pelos planners e se transformam em campanhas e ações.

Essa área é integrada à pesquisa, que fornece informações como o perfil do público-alvo e do mercado de atuação.

É o momento da estratégia, que inclui a definição de objetivos e táticas, montagem do cronograma e sugestão de peças.

Redação

mão feminina digitando em laptop

Com o esqueleto da campanha montado pelos planners, chega o momento do redator publicitário entrar em cena.

Esse profissional é responsável por transformar o conceito em textos , chamadas, títulos e roteiros persuasivos.

Os famosos slogans e sacadas geniais costumam surgir nessa área.

Para isso, utiliza várias técnicas de copywriting que despertam a curiosidade, tocam no emocional e geram conversões.

Há ainda a figura do redator planner, que une a estratégia do planejamento à arte das palavras.

Criação

sobreposição de imagem de cumprimento entre executivos e ilustrações de simbolos de publicidade em volta do título

Geralmente, o departamento de criação é composto por duplas de redatores e diretores de arte, que juntos dão vida às campanhas.

Na arte, os conceitos se materializam em KVs (keyvisuals), imagens, vídeos, ilustrações e outras formas de design e comunicação visual.

Mídia

Já o profissional de mídia é aquele que se relaciona com os veículos e conhece os melhores canais para cada estratégia.

Ele costuma atuar junto ao planejamento para ajudar na seleção das mídias de acordo com o briefing e orçamento.

Além disso, sua orientação é fundamental na hora de definir os formatos das peças.

Outra função do mídia é negociar os valores e comprar os espaços, gerenciando a verba da campanha juntamente com a produção.

A web nas agências de publicidade

mesa de escritório com acessórios coloridos para criação

Nossa era digital exigiu que as agências de publicidade se adaptassem, trazendo a web para o foco dos negócios.

Assim, surgiram as agências digitais, que contam com profissionais de mídia online, web design, programação, SEO e BI, por exemplo.

Algumas agências também atuam em “full service”, atendendo tanto off quanto on em campanhas integradas.

4 Motivos para você investir em publicidade nos negócios

ilustração de gráficos e anotações junto de laptop

O impacto da publicidade já deve estar claro, mas tenho mais alguns motivos para você investir com retorno certo.

Veja o que você pode conquistar.

Formação da opinião do público

ilustração de pessoas formando simbolos positivos e egativos

A publicidade está em todo lugar, influenciando opiniões, despertando emoções e trazendo as marcas para o nosso dia a dia.

Com seu alcance amplo e conceitos poderosos, esse tipo de comunicação atinge nosso inconsciente e dita comportamentos, hábitos e valores.

Logo, a publicidade forma opinião e serve como referência cultural, para além de vender produtos.

Para as marcas, é a melhor estratégia possível para conquistar a mente e coração dos consumidores.

Publicidade de longo prazo

teclado de computador com chave e tecla nomeada Planejamento em longo prazo em inglês

Não basta ter resultados imediatos com ações pontuais: é preciso ter consistência e trabalhar sua reputação em longo prazo.

A publicidade é perfeita para isso, pois abrange campanhas contínuas de lançamento, sustentação e oportunidade.

Além disso, garante sua presença em várias mídias em momentos estratégicos, construindo uma marca sólida e uma relação duradoura com o público.

Mensuração e crescimento constante

ilustração de homem executivo subindo escada em sentido de alvo

A publicidade também permite que você mensure resultados continuamente, por meio de métricas como audiência, alcance, frequência e cliques.

No digital, os relatórios são altamente precisos e mostram o ROI das campanhas e seu desempenho nos mínimos detalhes.

Assim, você pode aprimorar continuamente suas estratégias e crescer cada vez mais.

Geração de vendas com comunicação e persuasão

moça sorridente com smartphone e cartão de crédito

A mensagem persuasiva da publicidade continua sendo decisiva para alavancar as vendas.

Uma pesquisa da Clutch, realizada em 2017, mostra que os norte-americanos são expostos a mais de 10 mil anúncios todos os dias.

Dos pesquisados, 60% decidem comprar produtos depois de assistir a um comercial na TV, 45% depois de ver um anúncio impresso e 42% depois de acessar anúncios nas mídias sociais.

Ou seja: na hora de impulsionar as vendas, todas as mídias têm seu espaço.

Conclusão

Agora você está por dentro do universo da publicidade e seus bastidores – e já pode explorar todas as suas possibilidades.

Se as campanhas já estavam por toda a parte, com a internet esse alcance foi ampliado para o nível global.

Dos comerciais históricos aos anúncios digitais, a publicidade não parou de evoluir e transformou marcas em verdadeiras entidades.

Hoje, está presente no on, off e omnichannel, convergindo mídias e criando tendências.

Seja qual for o objetivo do seu negócio, a publicidade pode ajudar a atingi-lo.

Gostou de conhecer essa área mais a fundo?

Fiquei curioso: em quais mídias você investiria sua verba hoje?

Aguardo sua resposta.

guia completo de marketing digital

Compartilhe