O Melhor Guia de Conteúdo Visual que Você Precisa Ler

visual content guide

Uma imagem vale mais do que 1000 palavras.

E isso é bom porque as palavras sozinhas não dão mais conta.

E elas certamente não manterão seu público interessado por muito tempo.

Na verdade, uma pesquisa da Microsoft descobriu que, agora, temos períodos de atenção mais curtos do que um goldfish.

O período médio de atenção em 2000 foi de apenas 12 segundos. Mas o estudo descobriu que o alcance de atenção média agora caiu para 8 segundos.

Isso significa que nossos empregos como profissionais de marketing estão cada vez mais difíceis.

Não é surpreendente que 73% dos criadores de conteúdo digam que sua principal prioridade é criar conteúdo mais engajador.

b2c content priorities.pngt1505021643887width550nameb2c content priorities

Nós precisamos chamar a atenção das pessoas rapidamente e depois mantê-las engajadas tempo suficiente para desenvolver um relacionamento com elas.

Uma ótima maneira de fazer isso? Use conteúdo visual.

Nossos cérebros processam o conteúdo visual mais rápido do que o texto – 60.000 vezes mais rápido, na verdade.

Isso não é um erro de digitação. 60,000 vezes mais rápido.

E se isso não for suficiente, as pessoas mantêm a informação melhor com a ajuda do conteúdo visual, também.

Quando as pessoas ouvem informações, é provável que elas se lembrem de apenas 10% disso três dias depois.

No entanto, se uma imagem relevante for mostrada com essa mesma informação, as pessoas guardam 65% da informação três dias depois.

Essa é uma enorme diferença!

É por isso que eu sempre tento preencher meus posts do blog com imagens e conteúdo visual.

Mas 71% dos profissionais de marketing gastam menos de cinco horas por semana fazendo marketing visual.

Portanto, parece que muitos profissionais de marketing ainda não aproveitam o potencial do conteúdo visual.

Ainda assim, o conteúdo visual está começando a chamar a atenção dos profissionais de marketing que merecem.

De acordo com o Social Media Examiner, os profissionais de marketing classificam o conteúdo visual como o segundo tipo de conteúdo mais importante depois do blog.

Screen Shot 2017 09 10 at 16.21.50

O conteúdo mais importante para os profissionais de marketing foi o blog com 38%.

Mas houve uma queda significativa desde 2015, quando o número era 45%. O marketing visual ficou um pouco atrás com 37% e antes com 34%, em 2015.

Portanto, os profissionais de marketing enxergam o marketing visual como algo cada vez mais importante.

O relatório Social Media Examiner 2016 também descobriu que 74% dos profissionais de marketing usam ativos visuais em seu marketing nas redes sociais, contra 71% em 2015.

Screen Shot 2017 09 10 at 16.19.34

E 31,7% dos profissionais de marketing disseram que o conteúdo visual é uma parte integrante da estratégia de marketing de 2017.

Adicione a isso, os 35,5% que estimaram que gastariam mais do que um terço de todo o seu orçamento em conteúdo visual.

O conteúdo visual é o futuro. E é hora de você entrar nesse barco.

Então, vamos mergulhar em algumas dicas sobre como usar conteúdo visual em sua estratégia de marketing.

Evite imagens genéricas

Primeiro, o básico. Evite imagens genéricas sempre que possível.

É claro, todos nós as usamos de vez em quando. Mas, elas devem ser a pitada de sal – não o molho do macarrão.

Alguns negócios continuam usando imagens genéricas como o ingrediente principal: quando perguntado sobre o tipo de imagens que utilizavam mais, 35% dos profissionais de marketing disseram usar banco de imagens.

Se você confia em banco de imagens, corre o risco de entediar seu público.

Dito isto, as imagens de bancos podem ser úteis quando aplicadas adequadamente.

Como regra geral, não use uma imagem apenas por usar.

E se você usar uma imagem de banco, certifique-se de que existe um contexto.

Por exemplo, Rob Howard usou essa foto de uma mulher caminhando na floresta em seu artigo sobre como os gênios criativos que fazem caminhadas.

Screen Shot 2017 09 12 at 19.37.44

A imagem faz sentido e acrescenta valor ao artigo incluindo o o leitor nele.

Pixabay é um bom lugar para encontrar imagens de qualidade e livres de licença comercial.

Screen Shot 2017 09 12 at 19.44.43

Depois de pesquisar na biblioteca de Pixabay e encontrar uma imagem de que você gosta, verifique as informações de licenciamento.

Isso está localizado no lado direito da janela da imagem.

Screen Shot 2017 09 12 at 19 45 17 1

Outro ótimo lugar para encontrar imagens de qualidade é Unsplash.

Screen Shot 2017 09 12 at 19.49.08

Todas as imagens no Unsplash são gratuitas para uso comercial sem necessidade de atribuir crédito, embora o Unsplash incentive a atribuição, se possível.

Então, adicione a imagem de banco à sua estratégia de conteúdo para melhorar a experiência do leitor.

Apenas tenha certeza de que a imagem está la por algum motivo.

Crie suas próprias imagens

No mundo ideal, você quer criar suas próprias imagens sempre que puder.

Pode parecer que você precisa de conhecimentos especializados ou uma série de programas complicados, como o Photoshop e o Adobe InDesign, para criar conteúdo visual de alta qualidade.

Obviamente, essas coisas ajudam, mas existem formas mais fáceis de criar conteúdo visual básico que ainda parece profissional.

É aqui que o Canva entra.

Screen Shot 2017 09 12 at 20.26.17

O Canva é uma ferramenta de design gráfico online gratuita. São toneladas de modelos para cada tipo de conteúdo visual que você precisa criar, de folhetos e capas de CD a currículos e cartões postais.

Existe também uma vasta biblioteca de imagens armazenadas e filtros de imagem.

A melhor coisa, além disso tudo? É simples de usar.

Vamos entender como criar um gráfico no Canva.

Comece com o objetivo final em mente.

É sempre bom obter alguma inspiração de outros gráficos relacionados ao seu nicho.

Eu recomendo usar o Pinterest para encontrar algumas imagens semelhantes às que você gostaria de criar.

Aqui, procurei por “cartazes de moda vintage”.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 37 29

Obtenha algumas ideias sobre o que deseja criar. Em seguida, vá até o Canva e procure pelos templates.

No lado esquerdo, você verá uma longa lista de todos os templates disponíveis, mas se você não encontrar uma boa combinação, tente pesquisar.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 25 23

Uma vez que você encontrou um template que parece se encaixar bem, clique nele e você será levado para a página do template.

Se for o modelo ideal para você, vá em frente e clique em “Editar o template”.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 25 32

Em seguida, use a busca de imagens para encontrar uma imagem boa para seu design.

Aqui, procurei “modelo vintage” e simplesmente inseri uma das imagens que encontrei.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 29 50

Se você quiser ajustar a aparência da imagem, basta usar um dos filtros incorporados do Canva.

Basta clicar em “Filtro”, encontrar o que quiser e depois ajustar a intensidade.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 30 27

Em seguida, você precisará escolher uma fonte apropriada.

Destaque o texto que deseja alterar e clique no menu de fonte suspensa e, em seguida, encontre sua fonte.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 30 00

Você pode continuar a alterar e editar todos os elementos do seu design clicando em cada um.

E, se você quiser melhorar suas habilidades de design, o Canva oferece muitos recursos gratuitos para ajudá-lo.

Vá até a Escola de Design para completar um dos cursos interativos que a ferramenta oferece.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 41 08

Outra alternativa é você criar seu próprio estúdio fotográfico profissional com muito pouco dinheiro.

O BigCommerce fez o seu próprio photobooth por US $ 50 usando uma placa de cartaz branco, um recipiente de plástico transparente, duas luzes, dois grampos de luz e um pequeno pedaço de plexiglass.

budget product photo setup

Criar suas próprias imagens dá a você a oportunidade de adaptar o seu conteúdo visual às necessidades do seu público.

Também oferece a oportunidade de desenvolver a identidade visual da sua marca.

Crie infográficos

É difícil de não amar um bom infográfico.

Eles também eram a tática de marketing de conteúdo B2B com o maior aumento de uso de 2015 a 2016, de 50% para 58%.

E 41,5% dos profissionais de marketing disseram que infográficos tiveram o maior engajamento.

Não se sinta oprimido pelos infográficos. Você não precisa de um diploma de quatro anos em design para criar um.

O Canva está aí para te ajudar mais uma vez.

Ao criar seu infográfico, certifique-se de usar muito espaço em branco.

E o espaço em branco não precisa ser branco. É apenas o nome dado ao espaço livre em torno do conteúdo.

O motivo do espaço em branco é simples: dar descansos aos olhos de quem está olhando, facilitando o consumo do conteúdo.

Neste exemplo, escrevi o infográfico para mostrar como quase metade dele foi deixada como espaço em branco.

Screen Shot 2017 09 12 at 20 50 37

A ideia principal de um infográfico é traduzir e simplificar conceitos difíceis ou montanhas de dados.

Então, tente transmitir o máximo de informações possível visualmente.

Você também pode usar pistas visuais para tornar mais fácil para o leitor absorver a informação.

Por exemplo, quando menciona outra empresa, você pode usar as cores da marca.

Screen Shot 2017 09 10 at 18.17.33

Para começar a criar seu infográfico, abra o Canva novamente e navegue nos templates de infográficos.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 43 32

Quando você encontrar um que gosta, clique nele e clique em “Editar o template”.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 44 06

Você sempre pode alterar seu modelo de infográfico no editor Canva se não for o certo para você.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 44 36

Em seguida, clique no elemento de design que deseja editar.

Neste exemplo, cliquei no elemento gráfico e mostrei controles para atualizar o gráfico com minhas informações.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 45 31

Se você precisar de um elemento diferente, clique no ícone “Elementos” no lado esquerdo.

O Canva mostrará nove diferentes tipos de elementos, desde formas e molduras até ícones e gráficos.

Adicione o elemento que você precisa e clique nele para começar a editar.

Screen Shot 2017 09 12 at 13 45 58

Infográficos permitem transmitir uma grande quantidade de informações muito rapidamente.

Então tente criar um para o seu público, para melhorar sua estratégia de conteúdo visual e seus tipos de conteúdo visual pra sua campanha de marketing.

Inclua capturas de tela no conteúdo do seu blog

OK, talvez você já tenha percebido: eu sou um grande adepto de capturas de telas.

As capturas de tela são uma ótima maneira de dividir blocos de texto grandes que causam sono e também ajudam seus leitores a entender melhor o que você está tentando explicar. 

Se você é um leitor regular deste blog, já sabe disso.

E você pode ter ouvido a expressão antiga: “Mostre, não conte”.

Nos posts do blog, gosto de fazer as duas coisas.

Então, se houver algo que você possa mostrar visualmente, faça isso.

Os seus leitores agradecerão por isso.

Para tirar uma captura de tela em tela cheia em um Mac, basta pressionar as teclas Command, Shift e número 3 ao mesmo tempo.

MLA22LL 1

Para tirar a captura de apenas um parte da tela, aperte as teclas Command, Shift e número 4 ao mesmo tempo.

Em seguida, basta selecionar a parte da tela que deseja capturar com o mouse ou touchpad e soltar.

MLA22LL 2

Em ambos os casos, você deve ouvir um som de câmera-obturador e as capturas de tela devem aparecer em sua área de trabalho.

Para tirar uma captura de tela em tela cheia no Windows, toque as teclas do Windows e da tela de impressão ao mesmo tempo.

 

71sqgqH2O7L SL1500

Por outro lado, para capturar apenas uma das janelas que você abriu, clique na janela escolhida e, em seguida, pressione as teclas Alt e Print Screen ao mesmo tempo.

71sqgqH2O7L SL1500 1

No Windows, não há um indicador para informá-lo se a captura de tela foi tirada, mas você pode verificar se está na sua pasta Imagens.

Se a pasta Captura de tela ainda não existir, o Windows criará uma para você.

Outra opção é tirar capturas de tela usando o Skitch.

O Skitch é um aplicativo de captura de tela e anotação criado para usar com o Evernote.

É o aplicativo que uso para capturar e anotar todas as imagens neste blog.

Vá ao ao site e faça o download.

Screen Shot 2017 09 12 at 14.07.16

Uma vez instalado, você deve ver um pequeno ícone aparecer na sua barra superior.

Você pode clicar nele para ver várias opções de captura de tela.

Clique em “Crosshair Snapshot” para tirar uma captura de tela.

Screen Shot 2017 09 12 at 14 16 17

Isso trará um pequeno “X” no ponteiro do mouse.

Clique no lado superior esquerdo da área em que deseja capturar a tela e arraste para destacar a seção da tela que deseja capturar.

Screen Shot 2017 09 12 at 14 18 19

Uma vez destacado, solte o clique do mouse e a área será capturada e aberta no aplicativo Skitch.

Aqui é onde a diversão começa.

Clique duas vezes em sua imagem para abrir o anotador de imagem.

Screen Shot 2017 09 12 at 14 14 11

Aqui, o Skitch possui algumas opções simples que permitem escrever na sua captura de tela.

No lado esquerdo, estão as opções de edição. A maioria deles deve ser familiar – a ferramenta de corte, a ferramenta de forma, o ponteiro de seta, adicionar texto, etc.

Tente destacar as partes da sua imagem que você deseja chamar a atenção.

Screen Shot 2017 09 12 at 14 12 01

No canto superior esquerdo, você pode clicar no ícone que mostra quatro quadrados para navegar de volta para sua biblioteca de imagens. E no canto superior direito, você pode excluir sua imagem se ela não for mais necessária.

Use capturas de telas para ilustrar os processos que você está tentando mostrar aos seus leitores.

Com isso, será muito mais fácil para eles acompanharem e agirem em relação ao que aprenderam.

Use memes

Agora, vamos para a seção que você estava esperando por: memes.

Wired disse, “O termo ‘meme’ foi inventado inicialmente por Richard Dawkins em 1976 para atribuir uma ideia à capacidade de se replicar em diferentes significados de pessoa para pessoa”.

Desde então, o termo foi usado pela Internet para descrever GIFs humorísticos e imagens com legendas.

Entretanto, vamos explicar com detalhes.

Um meme pode ser realmente qualquer coisa: uma imagem estática, um GIF, ou mesmo apenas uma frase que viraliza.

Aqui está um meme popular que viralizou dos filmes The Lord of The Rings. A linha original falada pelo ator Sean Bean é: “Ninguém simplesmente chega em Mordor”.

one does not simply find waldo

Desde então, a internet adicionou muitos dos seus próprios finais. Uma busca rápida online resultará em milhares de “Ninguém simplesmente … [insira uma observação engraçada aqui]”.

No entanto, um GIF é simplesmente uma animação em loop. Aqui está um exemplo de um GIF que não é um meme.

giphy 2

E aqui está um exemplo de um meme que também é um GIF.

giphy 1

Eu duvido que muitos profissionais de marketing imaginassem que os memes desempenhariam um papel tão importante no marketing quando apareceram pela primeira vez.

Mas os memes são uma forma peculiar de entretenimento popular.

E quando a média das pessoas passa mais de 100 minutos por dia nas mídias sociais, você pode ter certeza de vale a pena usar os memes em sua campanha de marketing.

As marcas inteligentes estão aproveitando a tendência do meme e usando para se relacionarem com os clientes.

Então, abandone os antigos anúncios agressivos e opte por entreter seus clientes com memes.

Neste exemplo destacado pelo HootSuite, Jimmy John’s usa um meme para defender seus sanduíches.

Screen Shot 2017 09 12 at 21.59.34

Para pesquisar memes e GIF existentes, use o Giphy.

Mas talvez seja interessante configurar um temporizador para que você não perca metade do seu dia tendo ataques de risos.

Screen Shot 2017 09 12 at 15.32.26

Se você quiser criar seu próprio meme, confira o Meme Generator. Eles têm toneladas de imagens divertidas prontas para legenda.

Ao criar e usar memes, não se leve a sério demais. Memes funcionam porque são bobos. Mostre seu lado humano aos seus clientes e divirta-se.

E não tente deixar seu meme atrativo para todos. Os memes segmentados para nichos podem viralizar rapidamente e ter um impacto maior.

Cuidado com a falta de autenticidade. Pode ser percebido rapidamente e muito provavelmente prejudicará sua marca.

Certifique-se de que quem cria o meme faz parte do próprio público-alvo.

Por fim, seja oportuno e aproveite as tendências. A cultura pop evolui rapidamente, então, tente atacar enquanto o ferro está quente.

Ao usar os memes de maneira eficiente, você poderá se conectar com seu público e desenvolver sua marca.

Mas mesmo que isso não aconteça, ainda é divertido.

giphy 3

Faça videos

Os maiores de 18 anos de idade assistem mais ao YouTube durante o horário nobre do que qualquer canal de TV a cabo.

E 50% dos assinantes do YouTube entre as idades de 18 e 34 colocariam tudo em espera para que eles pudessem assistir a um novo vídeo do seu melhor canal.

Portanto, é seguro dizer que o vídeo é importante.

Mas isso não é tudo.

De acordo com a Cisco Forecast, o vídeo representará 82% de todo o tráfego de Internet baseado no consumidor até 2021.

E 51% de todas as reproduções de vídeo estão em dispositivos móveis.

ooyala.pngt1505021643887width729nameooyala

Ainda assim, pessoas gostam de vídeos curtos.

Os vídeos com menos de cinco minutos de duração representam 55% do tempo total de vídeo-consumo em smartphones.

Como todo conteúdo, o tipo e o estilo variam de acordo com seus objetivos e público-alvo.

Mas o conteúdo do vídeo tem um potencial de alcance particularmente amplo, desde as estrelas que têm vlogs diários no YouTube vlogging, a vídeos como fazer com animações feitas por uma ferramenta SaaS.

Mesmo assim, vou compartilhar algumas ferramentas que você pode achar úteis ao começar a criar conteúdo de vídeo.

Se os recursos são limitados e você ainda não possui uma câmera, pode tentar usar um smartphone. A maioria das câmeras inteligentes é mais do que adequada nos dias de hoje.

Um dos melhores filmes no Sundance Film Festival em 2015 foi filmado usando um iPhone 5s.

Para edição, os usuários de Mac podem entrar diretamente no iMovie.

Os usuários do Windows podem usar o Windows Movie Maker ou o Shotcut, que o Tech Radar classifica como a melhor alternativa gratuita ao Windows Movie Maker.

Se você não quer criar seu próprio vídeo, procure criar (ou comissionar) um vídeo no quadro branco.

Você pode usar uma ferramenta como o VideoScribe para criar o seu próprio vídeo. Ou então, use sites como o Fiverr e Upwork, que são ótimos lugares para encontrar freelancers para fazer o seu quadro branco.

Bônus: Crie uma apresentação de slides

Criar apresentações para o SlideShare é uma ótima maneira para empresas B2B compartilharem conteúdo visual.

Essas plataformas são simples e têm um elemento interativo adicional, permitindo ao usuário clicar em seu próprio ritmo.

Aqui está um exemplo de um SlideShare que criei para um dos meus webinars.

Como gerar 195.013 visitantes por mês sem gastar um dólar em anúncios de Neil Patel

Para fazer um SlideShare, você pode usar o Windows PowerPoint ou o Google Slides (que é gratuito).

Vamos passar pelos conceitos básicos na hora de configurar sua apresentação do Slideshare.

Vá ao site do Google Slides e clique em “Ir para o Google Slides”.

Screen Shot 2017 09 12 at 15.35.53

Clique no grande “+” em vermelho, no canto inferior direito para abrir uma nova apresentação.

No lado direito da janela, existem diferentes temas que você pode escolher.

Selecione o mais adequado à sua imagem de marca.

Screen Shot 2017 09 12 at 15 38 34

Em seguida, você pode usar os ícones na barra superior para adicionar elementos aos seus slides. E o botão “+” no canto superior esquerdo da tela para adicionar novos slides.

Screen Shot 2017 09 12 at 15 39 39

Se você é uma empresa B2B, tente criar uma apresentação do Slideshare para envolver seu público-alvo.

Conclusão

Com os períodos de atenção diminuindo, você precisa usar todas as ferramentas disponíveis para aproveitar o interesse do seu público o tempo suficiente para construir um relacionamento.

E o conteúdo visual não é apenas absorvido mais rápido, mas também ajuda as pessoas a guardarem mais informações.

Então, faça seus posts de blog com imagens e saiba como elaborar um conteúdo visual de qualidade.

Primeiro, lembre-se de usar imagens com moderação. Seja criativo com as suas próprias usando uma ferramenta simples, como o Canva.

Em seguida, mostre ao seu público o que você quer dizer com capturas de telas e explique ainda melhor escrevendo em cima.

E não se esqueça dos memes para entreter seus leitores.

Explique conceitos difíceis com infográficos atrativos. Ou faça um vídeo.

Finalmente, não se esqueça das apresentações do SlideShare, que adicionam um elemento interativo ao seu conteúdo visual.

Combine estas dicas e não apenas seus leitores se engajarão mais com seu conteúdo, mas também se lembrarão mais.

Uma imagem realmente vale mais do que mil palavras.

Então boa sorte!

giphy

Como você usa imagens em seus esforços de marketing?

Compartilhe