Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Landing Page: Guia Completo para Criar Páginas que Convertem

caderno com anotações sobre landing page sob laptop em mesa junto de smartphone e xícara de café

Eu quero contar uma história que vai te ajudar a entender o que é landing page e para que serve.

Vamos supor que você quer atrair mais pessoas para o seu negócio, o que é um desejo legítimo e comum.

Então, você percebe que pode fazer isso através do inbound marketing, o chamado marketing de atração.

Uma das formas de fazer isso é produzindo conteúdo relevante para que as pessoas possam encontrar você na internet e se interessar pelas suas publicações.

De forma bem resumida, é assim que inicia boa parte das vendas, em especial aquelas de caráter mais consultivo, como no mercado B2B.

Ou seja, o potencial cliente conhece a sua empresa e o que ela oferece, se interessa, é convencido a comprar e, assim, avança pelo seu funil de vendas e se transforma em um cliente de fato.

Só que o desafio da persuasão depende de você estabelecer um contato com o visitante.

Não basta ele dar uma espiada no seu blog ou perfil em rede social e nunca mais voltar.

Ele precisa se tornar um lead. Precisa fornecer ao menos o seu nome e e-mail para dar início ao vínculo com a sua empresa.

E aí, surge a grande questão: como fazer isso? Como capturar o contato do visitante, fazer dele um lead e, quem sabe, dar o primeiro passo para conquistar um novo cliente?

A resposta remete ao tema deste artigo: o segredo está em uma landing page.

Essa é uma peça-chave para a sua estratégia.

Sem uma boa landing page, é provável que você perca valiosas oportunidades.

E aí, aqueles que visitam seu site ou blog serão apenas isso: visitantes e não clientes.

Quer virar esse jogo?

Continue a leitura para descobrir o que é landing page, para que serve e como criar a sua.

Antes de continuar, se você quer aumentar sua vendas e saber quais são as melhores estratégias para promover seu negócio online, clique aqui para receber o Guia Completo de Marketing Digital.

guia completo de marketing digital

O que é uma landing page?

landing page em ilustração de vários dispositivos móveis diferentes

Também conhecida como página de aterrissagem ou página de destino, uma landing page pode ter dois significados.

O primeiro se refere a qualquer página que você acessa para entrar em um site.

Uma definição que pode ser encontrada, inclusive, na versão em inglês do Google Analytics.

Já o segundo, que é no qual vou me ater neste post, é sobre sua aplicação no marketing digital.

Por esse viés, uma landing page é uma página que tem como objetivo gerar conversões. Seja de cliente, lead ou oportunidade.

É a peça utilizada, por exemplo, para trazer o formulário que dá acesso ao usuário a um material rico, como ebook ou infográfico.

Nesse formulário, o visitante preenche dados básicos, mas suficientes para se tornar um lead e iniciar uma relação com a empresa, como nome e endereço de e-mail.

Com poucos elementos, a landing page geralmente possui apenas um call to action (CTA) de destaque, que serve para indicar a ação que você espera do usuário.

Assim, evita que o visitante que chegou a ela se distraia ou a abandone antes da conversão.

Neste ponto, já estou avançando sobre o tema do próximo tópico, no qual vou explicar o objetivo de uma landing page.

Qual a diferença entre landing page e site?

landing page: qual a diferença entre landing page e site?

Antes de entrar em detalhes sobre a landing page propriamente dita, preciso mencionar essa diferença importante entre landing page e site.

Como destaquei no tópico anterior, toda página inicial, ou seja, aquela que um usuário acessa pela primeira vez ao entrar em um site, pode ser considerada uma landing page.

Por outro lado, uma landing page nem sempre faz parte de um site.

A diferença principal está no objetivo da sua construção.

Toda página elaborada visando à conversão é, por definição, uma página de aterrissagem.

Logo, um site pode ser uma landing page, mas nem sempre o contrário acontece.

Isso tudo vai ficar mais claro logo adiante, no tópico em que mostro a estrutura de uma página de destino clássica.

Para que serve a landing page?

mão assinalando ilustrações do título landing page e símbolos relacionados

Uma landing page pode cumprir diferentes objetivos dentro de uma estratégia de marketing digital.

Mas o principal deles é um só: gerar leads.

Leads são potenciais clientes, pessoas que têm contato com sua marca, produtos e serviços e que podem vir a ter interesse na compra, tornando-se clientes de fato.

Uma landing page, então, serve tanto para que um prospect se transformar em lead ao preencher um formulário em troca de um material rico, quanto para levá-lo a uma oferta especial.

Enquanto “página de destino”, leva o usuário à ação desejada (por ele e por você), que pode ser o download de um ebook, como exemplifiquei antes.

A verdade é que, quando bem feita, ela converte pessoas em oportunidades de negócio.

Assim, faz com que visitantes não sejam apenas visitantes, mas clientes, leads ou oportunidades.

Afinal, receber um grande número de visitantes no seu site é bom, mas vê-los avançar no funil de vendas é ainda melhor.

Quando você consegue informações de contato do seu potencial cliente, pode se relacionar com ele e entender se tem mesmo o perfil de cliente ideal.

E ainda, passar leads qualificados para o time de vendas.

Isto é, aqueles que já demonstraram que estão mais suscetíveis a fazer negócio com a sua empresa.

No fim das contas, tudo isso só traz ganhos em otimização de processos, estabelecimento de confiança e empatia.

A estrutura de uma landing page de sucesso

ilustração sobre estrutura de uma panding page

Criar uma landing page de sucesso pode parecer aquele tipo de esforço que dá um trabalhão e demanda o envolvimento de vários profissionais. Mas só parece.

Com novas soluções de marketing digital e de web design no mercado, ter acesso a ferramentas para criação de landing pages ficou muito mais fácil.

O trabalho não envolve mais a contratação de um designer e de um programador, por exemplo.

Nem demora dias para ficar pronto.

Basta escolher a ferramenta mais adequada à sua necessidade criativa e seguir a estrutura considerada ideal.

Sim, existe uma espécie de roteiro para uma landing page de sucesso.

E é sobre os seus elementos imprescindíveis que vou falar agora.

Confira tudo aquilo que não pode ficar de fora:

Título e subtítulo

Existem estudos que indicam que, a cada 10 pessoas que chegam a uma página, 8 leem seu cabeçalho, mas somente 20% dos visitantes vão conferir o resto da página.

Isso denota atenção seletiva.

Ou seja, o visitante não tem tempo a perder – e você precisa ir direto ao ponto para captar a sua atenção.

O que pode-se entender com isso é que o título e o subtítulo de uma landing page são mesmo seus principais elementos.

Devem transmitir a proposta de valor que o seu negócio deseja e atrair o visitante para querer saber mais a respeito.

Se o usuário chega à landing page para baixar um e-book ou se inscrever em um curso online, por exemplo, ele precisa ter essa solução imediatamente à vista.

Nada de enrolação.

A peça também deve transmitir o senso de urgência para que ele seja estimulado a agir mais rápido, sem dar margem para que mude de ideia.

Nesse sentido, um título de landing page poderia incluir algo como “baixe agora, só restam 5 minutos”, por exemplo.

Imagem

Tão importante quanto a escolha de um bom título e subtítulo, que transmitam com clareza sua proposta de valor, está escolher uma imagem de qualidade.

Se uma imagem vale mais do que mil palavras, que ela seja marcante e definitiva.

Talvez uma foto genérica de banco de imagem possa distrair o visitante do foco da conversão.

Quer criar uma imagem diferenciada, mas não sabe usar ferramentas de edição de imagem?

O Canva pode te ajudar.

Trata-se de uma ferramenta muito simples e intuitiva.

Com ela, você pode tem centenas de templates prontos, basta personalizar para usar.

Descrição da oferta

É o que vai ajudar a empresa a vender a sua ideia e a eliminar possíveis dúvidas da mente de seu visitante.

Para melhorar a experiência de leitura e a escaneabilidade do conteúdo da landing page, siga estas dicas:

  • Destaque em negrito ou cores alegres termos importantes, como botões de CTA, destacando esse tipo de conteúdo
  • Foque nos benefícios e não apenas em números ou funcionalidades
  • Procure fazer frases curtas e objetivas
  • Se preferir, use vídeos curtos e explicativos
  • Utilize bullet points para facilitar a leitura.

Para incrementar a landing page, aposte na inserção de evidências, como prova social.

Incluir depoimentos de pessoas que compraram, baixar ou encontraram valor na sua oferta vai ajudar seus visitantes a tomarem ação.

Eles funcionam como recomendações.

White space

Assim como toda página web, uma landing page deve ser arquitetada segundo os bons princípios de usabilidade.

Um deles diz respeito à experiência de leitura online, que é um pouco diferente da que acontece quando lemos em suporte físico.

A propósito, já até falei sobre esse tema por aqui, em um artigo no qual discuto o padrão de leitura em “F”.

Independentemente de como a pessoa lê, é fato que o ideal é evitar blocos grandes de texto quando se escreve para a web.

Por esse princípio, chegamos a um importante elemento de uma landing page: o white space.

Embora subestimado, o espaço em branco entre os elementos visuais é fundamental, pois ajuda a criar harmonia entre imagens e textos.

Sendo assim, ele é muito importante no sentido de criar conforto estético e também para facilitar a leitura.

Prova social

landing page: prova social

Nada melhor do que a indicação de alguém que já consumiu um produto ou serviço para se certificar de que vale a pena pagar por ele, certo?

Para reforçar a validade de uma oferta em uma landing page, é muito interessante inserir testemunhos de pessoas que testaram e aprovaram a marca.

Cabe aqui destacar o Trust Barometer 2020, que faz importantes revelações sobre o comportamento do consumidor.

De acordo com o estudo, 78% das pessoas afirmam que provavelmente defenderão suas marcas favoritas ou compartilharão seus conteúdos.

Isso significa que cada cliente conquistado pode ajudar a dar ainda mais autoridade a sua próxima landing page.

Formulário

Como é no formulário que acontece a grande mágica da landing page – a conversão – dedique uma atenção especial a ele.

Uma boa prática para montar seu formulário de conversão é focar apenas em informações que realmente precisa coletar dos leads.

Lembre que, quanto mais dados você pedir sobre ele ou a empresa dele, mais ele vai pensar em abandonar seu formulário sem dar qualquer satisfação.

Quais informações pedir no formulário?

Nas empresas em que marketing e vendas estão mais estruturados, as informações da landing page são decisivas para que o time de vendas faça a sua parte.

Lembre-se de que o objetivo de toda página de aterrissagem é a conversão, por isso, as informações que o lead repassar devem ajudar nesse sentido.

Cada caso é um caso, portanto, vale analisar bem a oferta em questão para definir que tipo de dados serão solicitados.

Em uma oferta de ebook voltado para profissionais da área médica, por exemplo, pode ser interessante pedir que o lead informe sua especialidade.

De forma básica, o formulário de uma landing page padrão deve ter campos para o usuário informar:

  • Email
  • Telefone
  • Nome
  • Regime profissional (CLT, freelancer, autônomo)
  • Empresa em que trabalha.

Call to Action

Já disse por aqui também que a maior parte das pessoas que acessarem sua landing page não serão convertidas imediatamente.

Também mencionei, citando estatísticas da Crazy Egg, que entre 70% e 90% das pessoas vão sair do seu site para nunca mais voltar.

Uma das maneiras de evitar que essa taxa permaneça elevada é criar um Call to Action (CTA) incisivo e irresistível.

Faça isso por meio de botões com efeitos especiais ou animações, desde que seja com bom senso e sem apelação.

O site da Joanna Wiebe traz um bom exemplo desse tipo de estratégia.

Quais as vantagens de criar uma landing page?

landing page: quais as vantagens de criar?

Uma pesquisa da Propmark revela que 70% das decisões de compra são tomadas no próprio ponto de venda.

Vale também destacar uma pesquisa da Aberje, segundo a qual 62% das pessoas disseram gostar de receber sugestões de ofertas em redes sociais e sites.

Uma landing page estrategicamente construída ajuda a aproveitar esses dois tipos de comportamento de consumo.

Além dessas, há outras vantagens que esse tipo de página de conversão pode proporcionar, considerando uma estratégia de marketing digital.

Três delas eu destaco a seguir, confira:

Segmentação de leads

Um dos principais desafios em fazer marketing pela web é segmentar leads com precisão.

Quem consegue fazer isso bem pode gerar ofertas irresistíveis, já que sabe exatamente em qual estágio do funil de conversão a pessoa se encontra.

A landing page é a sua melhor aliada para fazer esse mapeamento.

Digamos que você quer segmentar seus leads de meio de funil.

Para isso, uma landing page com uma oferta de ebook pode ser a melhor maneira de coletar emails de pessoas que estão nesse estágio da jornada de compra.

Lead scoring

Outra importante vantagem de uma landing page é permitir que seus leads sejam classificados de acordo com uma pontuação, chamada de lead scoring.

Basicamente, ela atribui a leads mais próximos da conversão pontuações mais altas, enquanto aqueles que estão mais longe têm notas mais baixas.

Nesse processo, os leads com melhores pontuações podem ser repassados para o time de vendas para fechar negócio.

Reduzir o custo de aquisição de clientes

landing page: reduzir o custo de aquisição de clientes

Como vimos, a landing page é uma forma de explorar o comportamento de consumo imediatista.

Ao fazer isso, sua empresa cria uma espécie de “atalho”, diminuindo sensivelmente o esforço de prospecção.

Portanto, ela poupa tempo e recursos que seriam usados para elaborar conteúdos de topo de funil para atrair visitantes e prospects.

Dessa forma, o custo de aquisição de clientes, o CAC, é também reduzido, abrindo espaço para que seu negócio invista mais em ações de fidelização.

Passo a passo: como criar uma landing page

páginas de landing page

Curioso para aprender a criar uma landing page para converter e gerar leads para o seu negócio?

Aqui vai um passo a passo simplificado sobre o que deve ser feito:

1. Crie o título da landing page

Aguce a curiosidade do visitante e procure demonstrar, logo de cara, qual benefício ele vai ter com a conversão.

2. Crie o subtítulo da landing page

O subtítulo deve funcionar como uma extensão do título, dando informações extras para ajudar a convencer o usuário à converter.

3. Escreva os textos da landing page

Focando nos benefícios e não apenas nas funcionalidades da sua oferta, escreva textos com frases curtas e vendedoras.

Revise quantas vezes for preciso para eliminar todas as dúvidas que possam surgir na cabeça do visitante.

4. Defina imagens para a landing page

Reflita sua proposta de valor e oferta na escolha das imagens para a landing page.

Para ter certeza de que fez a escolha certa, observe a imagem sem olhar antes para o título e subtítulo escolhidos.

Se realmente fizer sentido dentro do contexto em que está inserida, siga com ela.

5. Escolha um modelo de página em que o conteúdo planejado se adapte

Para que o visual da landing page fique mais limpo e agradável aos olhos, prefira um design que não deixe seu texto ou imagem tão pequenos ou tão grandes.

O modelo de página precisa se adaptar aos elementos definidos.

6. Adicione o conteúdo à página

Com a ajuda de um software de criação de landing page, você poupa bastante tempo para incluir o conteúdo à página de destino que acaba de criar.

7. Determine os campos do formulário

A definição das informações que você vai pedir para o visitante em seu formulário dependem de três fatores:

  1. O tipo da oferta que está oferecendo
  2. A persona que vai recebê-la
  3. O estágio do funil de vendas em que ela provavelmente se encontra.

8. Customize a identidade e imagens da página

Não adianta nada investir tempo para criar uma landing page incrível em termos de identidade visual se ela não se parece com a comunicação do seu negócio.

Procure usar a mesma paleta de cores e fontes da marca, seja a que está disponível no site ou em todas as suas peças.

Também prefira cores contrastantes nos CTAs.

Quanto custa criar uma landing page?

“Bacana, Neil! Mas esse negócio de landing page deve custar caro hein?”

Pode custar caro, se você decidir pela contratação dos melhores profissionais e utilizar as plataformas e recursos mais caros para criação de sites.

Mas deixa eu te contar um segredo: caso o orçamento esteja apertado ou sua empresa esteja dando os primeiros passos, não precisa ser assim. 

Aqui no blog mesmo, já destaquei 13 alternativas para criar landing pages a baixo custo ou de graça.

Acredite: nem sempre o melhor é o mais caro.

Por isso, se está em seus planos montar uma página de aterrissagem profissional, não deixe de conferir esse conteúdo depois da leitura.

Thank you page: o que são e como usar

exemplo de página de agradecimento

Você não leu errado, é thank you page mesmo.

Uma thank you page nada mais é do que uma página de agradecimento ou confirmação após a tomada de ação do lead.

E, convenhamos, nada mais justo do que agradecer a ele pelo tempo dispendido para preencher seu formulário.

Ou confirmar que terá acesso a uma oferta especial.

Para você, além do agradecimento, essa página tem por objetivo garantir que o lead siga navegando em seu site.

Por isso, uma boa prática é inserir um menu de navegação nela.

Outra opção é selecionar conteúdos que também acredita ser do interesse da persona e oferecer como tópicos relacionados.

É uma estratégia que visa enriquecer a experiência do visitante com a sua empresa.

2 exemplos de landing pages eficientes

apresentação de landing page em diferentes dispositivos

Um exemplo sempre ajuda na inspiração.

Dois, então, melhor ainda.

Confira estas duas ideias de landing pages:

1. Ebook sobre planejamento estratégico da Endeavor

Com cores que combinam com a identidade visual da Endeavor Brasil, ilustração da oferta, objetividade e frases curtas, a landing page pode ser acessada aqui.

tela de download de ebook sobre planejamento estratégico da Endeavor

2. Glossário cervejeiro do Lamas BrewShop

Com 82% de conversão na landing page informativa que oferece um ebook com um glossário cervejeiro, o Lamas BrewShop atrai não só cervejeiros como também curiosos.

formulário para download de glossário da empresa Lamas BrewShop

Como escolher uma ferramenta para criar landing page?

Para que você escolha uma ferramenta de criação de landing page para chamar de sua, ela precisa ter mais do que praticidade.

Precisa oferecer:

  • Boa variedade de templates
  • Conversão social
  • Estatísticas de acesso
  • Facilidade e flexibilidade para a edição
  • Formulários inteligentes
  • Plugins de SEO
  • Possibilidade de integrações com outros sistemas
  • Responsividade
  • Um site seguro com HTTPS.

As 5 melhores ferramentas para criar landing pages

ilustração de computador de mesa representando construção de landing pages

Se você ainda não conhece nenhuma ferramenta para criar landing pages, tenho algumas dicas para lhe passar.

De acordo com o relatório TechTrends 2018, conduzido pela Resultados Digitais e Rock Content, as 5 melhores ferramentas para criar landing pages são as seguintes:

1. RD Station Marketing

página inicial do site da ferramenta para criação de landing pages RD Station Marketing

Preferida por 46,3% dos participantes da pesquisa, é a primeira ferramenta de automação de marketing disponível no Brasil.

O RD Station Marketing oferece desde o gerenciamento de ações de email marketing até a edição de landing pages e gestão de leads.

2. HubSpot

página inicial do site da ferramenta para criação de landing pages Hubspot

Talvez seja a ferramenta de automação mais usada no mundo.

Fácil de ser utilizado, o HubSpot permite a integração com outras ferramentas e a gestão de contatos do funil de vendas.

Sua única desvantagem é que exige o pagamento em dólar.

Mas se você tem budget para investir nela, certamente, não vai se arrepender.

3. Contact Form 7

Com o diferencial de funcionar como um plugin do WordPress, o Contact Form 7 permite o gerenciamento de vários formulários de contato e a personalização deles e do conteúdo de emails.

Já é usado por mais de 5 milhões de pessoas em todo o mundo e possui quatro estrelas na classificação no site do WordPress – que vai até cinco.

4. OptimizePress

página inicial do site da ferramenta para criação de landing pages Optimize Press

O OptimizePress é aquela ferramenta que permite que você construa sua landing page tranquilamente mesmo sem ter tanto conhecimento técnico.

Você pode criar sua página de destino facilmente, usando recursos de arraste e solte e incluindo livremente blocos de conteúdo e os elementos que preferir.

5. Unbounce

página inicial do site da ferramenta para criação de landing pages Unbounce

Esbanjando criatividade em seus designs, a Unbounce oferece templates incríveis e responsivos.

É uma das mais famosas para a otimização de landing pages.

Mas, assim como a HubSpot, é uma das mais caras do mercado e também só permite pagamento em dólar.

8 dicas para tornar sua landing page ainda mais eficaz

Para concluir, vamos recordar as boas práticas para quem quer criar uma landing page de sucesso?

Comento brevemente cada uma delas:

1. Deixe a proposta clara

Para atrair o interesse do usuário e provocar nele uma primeira boa impressão.

2. Use um call to action atrativo

Para mostrar ao visitante o que ele pode fazer em sua página de destino.

3. Tenha um layout leve

Para que o usuário consiga navegar e encontrar informações com facilidade.

4. Seja objetivo

Para focar apenas nos pontos principais da sua oferta e não em transformar o conteúdo da landing page em um manual de instruções.

5. Use recursos visuais

Para atrair a atenção dos visitantes da sua página e guiar o olhar deles, naturalmente, para as informações mais relevantes.

6. Tenha títulos chamativos

Para entregar sua proposta de valor e fazer o usuário entender como vai beneficiá-lo com a sua oferta a ele.

7. Deixe o formulário simples

Para tornar a leitura mais fácil e agradável e fazer com que ele tome uma ação mais rapidamente.

8. Remova as distrações

Para que o visitante não perca tempo e abandone seu formulário antes mesmo de preenchê-lo.

Métricas das landing pages para acompanhar

landing page: métricas para acompanhar

Como em toda ação de marketing digital, a criação de uma landing page requer acompanhamento para confirmar se os resultados esperados estão sendo atingidos.

Também é uma maneira de se fazer correções, caso necessárias, ou de acrescentar algum detalhe que tenha escapado durante a construção.

Por isso, é de grande importância que você defina indicadores-chave de performance (KPIs) que o ajudem a medir o sucesso da página.

Conheça quatro dos mais relevantes a seguir.

Taxa de conversão

Já que o objetivo principal de uma página de destino é converter, nada mais natural que medir a sua taxa de conversão enquanto estiver no ar.

Basicamente, por essa taxa, a empresa busca saber em percentuais qual a proporção de leads está sendo efetivamente convertida, ou seja, fechando negócio ou aderindo a uma oferta.

Digamos que você quer saber sua taxa de conversão em uma página que converteu 1,5 mil visitantes em 200 leads.

Nesse caso, a conta fica assim:

200 / 1.500 * 100 = 13,3%

Taxa de cliques

Não é apenas dentro da landing page que os resultados podem ser medidos.

Uma das formas de avaliar se a oferta de uma página de conversão está de fato atraindo as pessoas certas é medir o Click Through Rate (CTR), ou taxa de cliques.

Consiste em saber quantas pessoas que visualizaram o link que leva à landing page clicaram nele.

Embora as plataformas de analytics forneçam essa métrica, vale conhecer como ela é calculada, até porque a fórmula é muito simples:

CTR = quantidade de cliques / quantidade de visualizações

Custo por lead

Embora uma landing page possa ser construída até sem custos, como já vimos, na maioria dos casos será necessário algum investimento.

Evidentemente, você espera que os leads gerados sejam em número e qualidade suficientes para compensar o valor gasto.

Para saber se esse objetivo está sendo atingido, a métrica a ser usada é a que calcula o custo por lead (CPL).

Seu cálculo também é bastante simples: basta dividir o valor gasto na campanha da landing page pelo número de leads gerados.

Então, se uma página que gerou 100 leads custou R$ 1 mil, seu CPL será de R$ 10,00.

Taxa de rejeição

A taxa de rejeição, ou bounce rate, consiste na proporção de pessoas que acessaram uma página e a abandonaram em seguida, sem realizar nenhuma interação.

É importante destacar que essa é uma métrica diferente da taxa de saída, na qual se busca saber quantas pessoas deixam um site a partir de uma certa página, tendo antes navegado pelo site.

Essa é mais uma métrica cujo cálculo é realizado automaticamente pelas ferramentas de analytics, tanto do Google quanto do Facebook.

Por isso, recomendo vivamente que você não deixe de acompanhá-la nos dashboards do Google Analytics vinculado à landing page.

Não deixe também de conferir 13 dicas para melhorar a taxa de rejeição do seu site ou página de conversão.

Perguntas Frequentes Sobre Landing pages

O que é uma landing page?

No viés do marketing digital, uma landing page é uma página que tem como objetivo gerar conversões. Seja de cliente, lead ou oportunidade.

Para que serve uma landing page?

Uma landing page pode cumprir diferentes objetivos dentro de uma estratégia de marketing digital.
Mas o principal objetivo é um só: gerar leads.

Qual a estrutura de uma landing page de sucesso?

Confira tudo aquilo que não pode ficar de fora de um landing page de sucesso:
-Título e subtítulo;
-Imagem;
-Descrição da oferta;
-Formulário de inscrição.

Como criar uma landing page?

-Crie o título da landing page;
-Crie o subtítulo da landing page;
-Escreva os textos da landing page;
-Defina imagens para a landing page;
-Escolha um modelo de página em que o conteúdo planejado se adapte;
-Adicione o conteúdo à página;
-Determine os campos do formulário;
-Customize a identidade e imagens da página.

Conclusão

Com oportunidades de sobra para otimizar sua estratégia de marketing, a landing page pode melhorar a percepção de clientes e prospects e gerar mais negócios.

Mas para que você perceba suas vantagens, a curto prazo, procure se atentar a todas as boas práticas e dicas que compartilhei por aqui.

Agora, ter sucesso na geração de leads, é com você!

Entenda bem a sua persona e como gerar valor para ela.

Cumprida essa missão, é só montar uma landing page e ver seus resultados decolarem.

Já teve alguma experiência com conversão de leads e quer dividir comigo e com outros leitores que desejam aprender mais sobre landing page?

Compartilhe aqui nos comentários!

guia completo de marketing digital

Compartilhe