Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Como Aumentar Suas Vendas em 49% Usando o Youtube

youtube channel

Você sabia que profissionais de marketing que fazem vendas no YouTube aumentam a renda deles 49% mais rápido (texto em inglês) do que aqueles que não utilizam?

Mais e mais pessoas querem assistir vídeos ao invés de ler textos, como aponta a Global Media Insight (também em inglês), informando que a audiência mensal do YouTube é de 2,6 bilhões de pessoas.

Contra fatos não há argumentos, então, quem pensa em vender pela internet não pode abrir mão do YouTube para ter bons resultados.

Eu mesmo percebi uma diferença depois que passei a publicar vídeos no meu canal, que hoje conta com mais de 1 milhão de inscritos.

Você também pode alcançar marcas expressivas na segunda rede social com mais usuários ativos do mundo.

Prossiga na leitura e aprenda a fazer do seu canal no YouTube uma máquina de gerar leads e vendas.

É possível vender pelo YouTube?

Não só é possível como recomendado.

Só nos últimos quatro meses de 2021, o YouTube gerou mais de US$ 8,6 bilhões (em inglês) em receitas para as marcas anunciantes.

Além disso, as estatísticas mostram que as receitas geradas vêm aumentando na razão de 25% ano após ano (também em inglês) nessa rede social.

Não dá para desprezar uma plataforma com um potencial desses, certo?

Isso sem falar das receitas geradas pelo próprio YouTube para quem produz conteúdo.

Afinal, os YouTubers mais bem pagos do mundo conseguem gerar dezenas de milhões de dólares por ano, como mostra o ranking da Forbes (em inglês).

Como divulgar um produto no YouTube?

Existem mil maneiras de lucrar com vendas no YouTube.

Uma que eu particularmente gosto muito é o chamado unboxing, em que o YouTuber recebe um produto novo e tira da caixa na hora para uma avaliação.

Outra possibilidade nesse sentido são as resenhas, ou reviews, uma espécie de raio-x sobre um produto, em que você mostra em detalhes suas funcionalidades, preços e outros aspectos de interesse do consumidor.

Uma terceira estratégia de divulgação é dar dicas sobre um assunto que possa gerar audiência, apresentando um certo produto como solução.

Há ainda outras maneiras de divulgar tão eficientes quanto essas.

Se tiver interesse, acesse o artigo em que mostro 20 ideias de vídeos criativos para vender no YouTube.

Quais são as vantagens de vender pelo YouTube?

Segundo o próprio Google (em inglês), 70% das pessoas compram depois de assistir um vídeo de uma marca no YouTube.

Já pensou se a cada 10 pessoas que acessassem seu canal, 7 fizessem uma compra?

Pois é isso que pode acontecer ao vender nessa plataforma.

Porém, não é um resultado garantido.

Para chegar a esse nível, você precisa antes saber como explorar as possibilidades que ela oferece.

Não basta apenas abrir um canal e sair fazendo vídeos de qualquer jeito.

Marcas e YouTubers investem cada vez mais pesado na qualidade da produção, aumentando a competitividade.

Veja então a seguir quais os caminhos podem levar ao aumento nas receitas e que vantagens diretas e indiretas a utilização do YouTube gera para as vendas.

Visibilidade do seu produto

A frase é batida, mas sempre verdadeira: uma imagem vale mais do que mil palavras.

Se a imagem estiver em movimento, então, o impacto será ainda maior.

Nada melhor para isso do que desenvolver conteúdos audiovisuais com uma pegada comercial.

Lembrando novamente que o YouTube é a segunda maior rede social do mundo, com uma audiência colossal também no Brasil, onde conta com mais de 98 milhões de usuários.

Tenha certeza que, se você fizer direitinho o dever de casa, sua audiência no YouTube tende a sempre aumentar, tanto por meios orgânicos quanto pelos anúncios.

Destaque nas buscas

Vale destacar que o YouTube é também um motor de busca.

Você pode explorar todo o potencial do SEO para fazer seu canal aparecer.

Nesse caso, você precisa entender como explorar as técnicas de otimização específicas para vídeos na plataforma, que pertence ao Google.

E para que não restem dúvidas sobre a relevância do buscador do YouTube, uma pesquisa da MOZ (em inglês) aponta que ele é o terceiro mais usado, atrás apenas do Google e do Google Imagens.

Possibilidade de impulsionamento

Assim como nas redes sociais, você também pode turbinar a audiência dos seus vídeos por meio de impulsionamento.

Essa é uma forma de encurtar o caminho para uma audiência de peso que, a propósito, é uma condição para gerar vendas.

O YouTube determina, por exemplo, que um canal só é monetizável se bater a marca de 4 mil visualizações dentro de 12 meses.

Para quem começa, essa é uma audiência difícil de alcançar, então, nada melhor do que recorrer a uma força extra, impulsionando os vídeos para aparecer com destaque no feed. 

Nesse caso, você terá três alternativas:

  • Bumper Ads: anúncios curtos sem a opção de “pular vídeo”
  • True View In-Stream: tipo de anúncio que pode ser ignorado e que só gera custos se for visualizado na íntegra 
  • TrueView Video Discovery: opção que mostra seus vídeos na lista de conteúdos relacionados.

Leia depois este artigo que mostra como otimizar suas campanhas no YouTube Ads para ter resultados acima da média.

Espaço para educar o lead

Vídeos são o melhor canal para educar e, não por acaso, o ensino a distância é todo baseado em plataformas de streaming ou por demanda.

Nada melhor do que explicar em vídeos no YouTube sobre como um produto pode ser usado ou como solucionar problemas recorrendo aos produtos que você vende.

Como vimos, você pode usar para isso os reviews, como este, da GoPro 9, feito pelo YouTuber Daniel Cajal:

https://www.youtube.com/watch?v=-ODb5MX1oBs

Potencial de fidelização maior

Um canal no YouTube tem um recurso que boa parte dos sites não têm, que é o sistema de assinantes, ou inscritos.

Se uma pessoa assiste a um vídeo e gosta, são grandes as chances de ela assinar o canal.

Então, sempre que um vídeo novo for publicado, seus assinantes poderão receber notificações, desde que optem por isso.

É uma forma muito mais efetiva de gerar fidelização e usuários recorrentes, não só por ser mais prática, mas por ser mais facilmente controlável.

Portanto, a variação na quantidade de assinantes é também uma métrica de sucesso a ser avaliada periodicamente.

Por que você deveria utilizar o YouTube

Acho que a essa altura, você já deve estar convencido de que vale a pena explorar as vendas no YouTube.

Para que não restem mais dúvidas, aí vai mais um dado.

Segundo o YouTube, uma sessão na plataforma tem uma duração média de 40 minutos (conteúdo em inglês) em dispositivos móveis.

Nos Estados Unidos, 62% dos usuários do YouTube acessam a plataforma diariamente, o que já nos dá uma ideia da fidelidade da audiência também no Brasil.

E se considerarmos que Google e Google Imagens são a mesma coisa, o YouTube é de fato e de direito o segundo motor de busca mais usado do mundo.

Ou seja, motivos não faltam para você investir desde já em um canal nessa rede social.

Veja na sequência o que fazer para ter os melhores resultados.

Dica #1. Faça miniaturas personalizadas

Uma das primeiras coisas que eu descobri que ajuda a aumentar cliques, visitas e vendas foi a criação de miniaturas personalizadas.

Quando eu comecei no YouTube, eu cometi o erro de apenas utilizar um segmento do meu vídeo como minha miniatura.

Eu segui o caminho mais fácil, pensando que de forma nenhuma uma miniatura personalizada iria gerar mais engajamento.

Eu estava completamente errado.

Na verdade, ela pode aumentar o seu engajamento em 154%.

pasted image 0 1658

Apenas uma olhada em sites com estilo clickbait como o Buzzfeed pode te mostrar como essas táticas podem funcionar.

Eles utilizam títulos que chamam atenção e mais importante, miniaturas intrigantes para conseguir cliques:

pasted image 0 1695

Miniaturas são basicamente como seus títulos de meta description em uma SERP comum no Google.

E o YouTube é um mecanismo de pesquisa. Quando um usuário busca palavras-chaves, eles recebem os resultados baseados nessas consultas.

Então se aplicam as mesmas regras de SEO. Você não deveria se importar apenas com o ranking, mas também com a taxa de cliques.

Seu título, miniatura e sua curta descrição é o que fará com que as pessoas cliquem.

Aqui está um exemplo de quando você procura por “dicas de SEO”:

pasted image 0 1691

Nota todas essas palavras-chave nos títulos e na descrição?

pasted image 0 1661

É igual a sua meta description em um post de blog comum.

Você deve segmentar palavras-chave específicas para aparecerem.

Me distraí. De volta para as miniaturas personalizadas!

Você notou que quase todos os vídeos naquela página de resultados tinham uma imagem personalizada?

pasted image 0 1676

Nós somos naturalmente atraídos por imagens ao invés de textos.

Então utilizar uma miniatura atraente deve ser o seu primeiro passo quando está tentando gerar engajamento e vendas por meio dos vídeos no YouTube.

Na verdade, a Escola de Criadores do YouTube disse que 90% dos vídeos que performam melhor na plataforma deles tem uma miniatura personalizada.

Para criar uma miniatura personalizada, simplesmente comece a fazer upload do seu vídeo e escolha a opção “Miniatura personalizada” durante o estágio de upload:

pasted image 0 1689

Aqui está como deixar as suas miniaturas atraentes o suficiente para conseguir muitos cliques e aumentar o seu CTR.

Gere entusiasmo e crie expectativas. 

As melhores miniaturas do YouTube atraem atenção para o vídeo e mostram aos usuários o que eles podem esperar. Algumas vezes, as melhores miniaturas são clickbaits. Mas lembre-se: se sua miniatura é clickbait com nenhuma continuação no próprio vídeo, você pode esperar grandes declínios.

Aqui está um ótimo exemplo da iJustine sobre gerar entusiasmo e criar as expectativas corretas para os seus vídeos:

pasted image 0 1645

Ou esse aqui da Guess That Celebrity Tattoo que utiliza uma imagem no estilo de clickbait para aumentar o CTR deles:

pasted image 0 1705

O título é “Adivinhe a Tatuagem Daquela Celebridade” e a miniatura deles prepara a armadilha perfeitamente, quase forçando você a clicar.

Ela deixa você imaginando de quem é essa tatuagem, até mesmo se você não se importa.

Garanta que o seu branding é consistente. 

Um branding consistente é uma das melhores formas para criar uma miniatura personalizada.

Ele permite que você se destaque da multidão facilmente. E ajuda a sua audiência a reconhecer sua marca.

Agora, quando as pessoas estão procurando por vídeos, eles rapidamente irão reconhecer suas coisas entre o mar de outros conteúdos!

É uma ótima ferramenta que eu utilizei para conseguir mais cliques e gerar mais vendas.

Deixe-me dar um exemplo. Aqui está o meu site:

pasted image 0 1679

Eu mantenho cores consistentes laranjas, pretas e cinza pelo meu site.

Quando você navega para o meu canal do YouTube, é isso o que você vê:

pasted image 0 1685

As mesmas cores e branding consistentes. Até mesmo a mesma mensagem geral!

E então aqui está a consistência do branding e das cores que eu forneço nos meus vídeos.

Nota as cores laranja, preta e cinza?

pasted image 0 1650

Eu até mesmo mantenho as minhas roupas dentro desse esquema de cores para garantir que o branding é consistente. O resultado é que as pessoas que estão pesquisando irão reconhecer instantaneamente o meu conteúdo.

O famoso canal do YouTube Brave Wilderness faz a mesma coisa:

pasted image 0 1651

Ele mantém o branding dele consistente em todos os vídeos tornando mais fácil para as pessoas encontrarem o conteúdo dele rapidamente.

Também, ajuda com a recordação, o que significa que as pessoas irão instantaneamente ver aquela logo do branding e associá-la com os ótimos vídeos dele.

Utilize imagens em alta resolução nas suas miniaturas. 

Apenas qualquer imagem velha personalizada não irá funcionar. Elas precisam estar em alta resolução.

Você não postaria um tweet ou um post do Facebook com uma imagem borrada ou de má qualidade, certo?

Então você não deve fazer isso no YouTube, onde as miniaturas são o principal para gerar cliques.

De acordo com o Google, o tamanho de miniatura principal do YouTube é de 1280×720:

pasted image 0 1717

Isso é grande se você não está familiarizado com tamanhos de pixel.

Muitas vezes você terá que diminuir manualmente a maioria das imagens padrões de má qualidade. A qualidade de imagens deles na verdade fica pior.

Ao invés disso, você precisa começar com uma imagem que já é maior do que esses tamanhos. Dessa forma, se você tiver que cortar ou redimensionar qualquer coisa, você não perderá a qualidade da imagem no processo.

Muitas vezes as pessoas tem problemas em criar designs que são tão bons quanto os conteúdos mais populares do YouTube:

pasted image 0 1715

Você não tem 30 minutos para gastar criando uma miniatura para cada vídeo e provavelmente você não tem cinco anos de experiência nas Plataformas do Adobe Photoshop.

Mas, felizmente, o Canva existe.

E eles tem um criador dedicado de miniaturas do YouTube!

pasted image 0 1699

O editor de miniaturas irá acompanhar você pelo processo com um tutorial curto de 20 segundos se você não for hábil com design.

E eles tem vários temas predefinidos para a escolha:

pasted image 0 1649

É uma ferramenta fácil de utilizar que irá ajudá-lo a criar miniaturas muito melhores em minutos.

Dica #2. Mantenha o estilo do seu vídeo consistente

Manter as suas miniaturas personalizadas e o seu branding consistente é um bom começo.

Mas você deve ser consistente no horário de upload, no tamanho do vídeo e no seu nicho.

Consistência no geral irá ajudá-lo ainda mais a conseguir seus seguidores.

Ela deixa os usuários sabendo o que eles podem esperar de você. E esse trabalho é tão preciso e valioso quanto possível.

Se você fez upload de um vídeo nessa semana, cinco na outra e depois esperou outros dois meses para postar novamente, você irá lentamente começar a perder tração.

Você precisa continuar postando conteúdo para manter as pessoas interessadas e voltando para mais.

Se você é inconsistente, você pode esperar tráfego inconsistente.

Comece com os melhores horários e dias para fazer upload. 

Uma das melhores formas para manter consistência é fazer upload no mesmo horário, todas as vezes.

De acordo com a maioria dos principais estudos, os melhores horários para postar cada dia são:

pasted image 0 1652

Os melhores horários para postar são baseados em horários nobres de visualizações diárias.

Quando você pensa sobre a agenda típica das pessoas, esses horários fazem sentido.

Muitos saem do trabalho em torno de 17h ou saem da escola às 15h em dias de semana, então fazer upload logo antes disso irá ajudar a levar o seu vídeo diretamente para as pessoas que tem algum tempo livre para assistir.

Além dos melhores horários, os melhores dias para postar tendem a ser no final da semana:

pasted image 0 1688

Tente alinhar a sua agenda de conteúdo do YouTube com essas datas e horários se você quiser atrair tráfego e conseguir mais vendas.

Depois, preste atenção na “melhor” duração de vídeo. 

Duração de vídeo é outro fator significante em conseguir mais vendas com o YouTube.

Dependendo do seu nicho, você deverá manter os seus vídeos em torno da mesma duração.

Por exemplo, se você está focando em dicas e truques como o meu canal faz, você não deve postar vídeos com horas de duração.

Eles precisam ser curtos e simples para que as pessoas não percam o foco.

Note a consistência na duração dos meus vídeos:

pasted image 0 1665

Todos eles giram em torno da marca de 2-3 minutos.

Manter a mesma consistência, ajuda as pessoas a saberem que não irei adicionar nenhuma besteira aos meus vídeos e que eu respeito o tempo delas.

Ao invés de assistirem um vídeo de 10 minutos, eles recebem todo o conteúdo em apenas 2-3 minutos.

E isso não é algo que eu inventei: é apoiado por dados.

Os vídeos no YouTube que recebem a maioria das visualizações estão em torno desse intervalo de tempo:

pasted image 0 1646

Wistia também encontrou resultados similares.

Quanto maior o vídeo deles, mais o engajamento diminuiu:

pasted image 0 1713

O principal aqui, novamente, é manter as coisas consistentes. Se você está desenvolvendo vídeos que duram 2-3 minutos e está encontrando sucesso, continue fazendo isso!

Se os seus vídeos típicos são longos e as pessoas não estão ficando por perto, tente reduzir o tempo e remover qualquer preenchimento desnecessário.

Dica #3. Utilize CTAs em todos os vídeos

Uma das minhas táticas favoritas para aumentar vendas no YouTube é utilizar calls to action em todos os vídeos.

Você pode utilizar CTAs na tela final para levar as pessoas de volta para o seu site e para convertê-las em novos usuários.

É incrivelmente fácil e eles funcionam bem.

E se você esteve imerso na indústria de marketing por um tempo, você sabe o valor de ser explícito quando pede aos usuários para fazerem uma ação.

Se você quer que alguém curta o seu vídeo, você deve dizer isso.

Você não pode presumir que as pessoas irão fazer isso por conta própria ou até mesmo que elas irão lembrar que podem.

Eu esqueço de curtir vídeos o tempo todo no YouTube. A não ser que alguém diga.

Por que? Você está muito ocupado assistindo o vídeo para pensar sobre clicar no botão de curtir. Se alguém fala, isso ativa uma ação na sua mente.

Aqui está um exemplo do Brian Dean:

pasted image 0 1672

Ao invés de presumir que alguém irá curtir o seu vídeo, fale para eles fazerem isso!

Em um estudo de um canal do YouTube, a Internet Marketing Ninjas descobriu que utilizar um CTA de inscrição aumentou inscrições de um canal em 3.100%.

pasted image 0 1697

Sim, você leu corretamente. 3100%.

Você consegue gerar muito tráfego e vendas utilizando CTAs que levam para o seu site.

Aqui está como você mesmo pode configurá-los.

O YouTube recentemente mudou as capacidades dele para inserir anotações na Tela Final, ao invés de durante o próprio vídeo. Eles levam o usuário a olhar para outros vídeos da sua página ou para tomarem outras ações que você configurou.

Felizmente, esses são bem eficazes.

Aqui está um exemplo de como eles se parecem:

pasted image 0 1644

Para começar com os seus, vá para a sua conta do YouTube abaixo da seção “Gerenciador de Vídeos”:

pasted image 0 1702

Depois, clique no vídeo no qual você quer adicionar CTAs e anotações:

pasted image 0 1647

Clique na opção de “Tela Final e Anotações” no menu suspenso.

Depois, nesse vídeo, selecione Tela final:

pasted image 0 1648

Depois, escolha a opção de utilizar templates que o YouTube já está lhe dando:

pasted image 0 1683

Esses templates são todos grátis e podem rapidamente ajudá-lo a linkar de volta para o seu site, para um novo e-book ou para qualquer coisa que você queira levar tráfego e vendas.

pasted image 0 1657

O seu vídeo fala sobre algum produto em particular? Você pode facilmente linkar de volta para o seu site quando o vídeo acabar, levando muito tráfego relevante:

pasted image 0 1693

Outra forma de replicar as anotações antigas do YouTube é utilizando Cartões.

Esses cartões ajudam você a levar tráfego para o seu site, a incluir perguntas, enquetes interativas ou a simplesmente utilizar CTAs básicos que levam as pessoas a curtirem e a se inscreverem.

Eles também são bem fáceis de configurar. E podem ser perfeitos para levar muito tráfego e novos clientes.

Aqui está como começar.

Primeiro, navegue de volta para o “Gerenciador de Vídeos”:

pasted image 0 1643

Edite o vídeo da sua escolha e selecione “Cartões” do menu:

pasted image 0 1687

Depois, clique em “Adicionar cartões” e escolha o cartão que você quer utilizar:

pasted image 0 1663

Você pode linkar para os seus produtos, site ou blog, promover diferentes vídeos ou até mesmo encorajar os usuários a participarem em uma enquete.

Basta colocar o seu link e começar.

pasted image 0 1678

Se você precisa de uma ajuda extra com os seus Cartões, dê uma olhada nesse vídeo:

Dica #4. Defina o perfil do seu cliente

Eu não posso simplesmente escrever “o que der na telha” em meu blog.

Antes de desenvolver um conteúdo, eu preciso primeiro saber para quem estou me dirigindo, com base nas soluções que eu tenho para oferecer.

Mas eu não tenho como conhecer meus leads e clientes um por um.

Então, para facilitar o processo de criação de conteúdo, eu recorro a uma persona, um personagem fictício que resume as principais características do meu público-alvo.

No YouTube, o processo é o mesmo.

Ou seja, antes de produzir seus vídeos, você precisará antes definir para quem eles serão feitos.

Dica #5. Crie uma rotina de publicação

Como vimos, um canal só se torna monetizável no YouTube a partir de um certo número de visualizações.

Significa que, se eu publicar “uma vez na vida, outra na morte”, não terei como gerar receitas com os meus vídeos.

Por esse motivo, procure atualizar seu canal com uma frequência que garanta um fluxo de visualizações consistente.

Só assim você manterá a sua audiência fiel e o seu funil de vendas sempre congestionado.

Dica #6. Invista tempo e dinheiro

O marketing digital permite fazer muito com poucos recursos, no entanto, quando se trata de produção de vídeos, a coisa muda um pouco de figura.

Hoje, até mesmo os canais iniciantes já começam com produções muito próximas ou até melhores do que muitos profissionais de audiovisual.

Assim, não deixe de investir em todas as etapas de desenvolvimento dos seus conteúdos, ou seja, da pré até a pós-produção.

Veja abaixo o que cada uma delas significa, resumidamente:

  • Pré-produção: elaboração da estratégia, definição de público-alvo, das pautas e para captação de recursos
  • Produção: gravação dos vídeos, com base no que foi definido na pré-produção
  • Pós-produção: montagem, edição, correção de cor (se necessário) e sonoplastia.

Dica #7. Use palavras chaves

Apesar de hoje o Google ser capaz de identificar palavras-chave dentro dos vídeos, são os textos que os acompanham que os tornam indexáveis e rastreáveis.

A receita é simples: se publico um vídeo sobre SEO no YouTube, esse termo deverá estar no título e no texto descritivo logo abaixo.

Veja como fiz isso em um vídeo no meu canal:

Não tenho como mostrar o texto descritivo completo, mas se você clicar na imagem, vai poder acessar o vídeo para ler na íntegra.

Você vai perceber que se trata de um texto como os que publico aqui, ou seja, completo e construído conforme as melhores técnicas de SEO.

Dica #8. Preencha a descrição

Os textos descritivos dos vídeos no YouTube servem como meta descriptions.

Isso quer dizer que os robôs do Google e do próprio YouTube os utilizam como referência sobre o teor do conteúdo.

É como se uma palavra-chave apontasse a direção e a descrição dissesse o que será encontrado se seguir nessa direção.

Logo, esse é um elemento muito importante dos seus vídeos e que não pode ser negligenciado.

Dica #9. Use links

Nas descrições dos meus vídeos, sempre insiro links, seja redirecionando para páginas que tenham conteúdos complementares ou para landing pages.

Esses links podem ser parametrizados com encurtadores de URL ou não, se bem que eu prefiro, sempre que possível, manter o link original.

Com isso, sinalizo para os motores de busca que meu conteúdo é rico e que se preocupa em educar o leitor.

Porém, essa é uma técnica a ser utilizada com cuidado, já que não basta qualquer link.

Acima de tudo, certifique-se de que você está direcionando tráfego para sites com credibilidade e conteúdos que realmente agregam ao tema do vídeo.

Dica #10. Use chamadas de ação

Um vídeo sem CTA é um vídeo perdido.

Como revela uma pesquisa da agência Vye (em inglês), a taxa de cliques em conteúdos com CTAs é de 4,23%, o que pode ser considerado muito bom.

E se você quiser se aprofundar ainda mais no assunto, não deixe de ler o artigo em que mostro como criar CTAs que funcionam.

Dica #11. Faça parcerias

As pessoas adoram ver vídeos em parceria com outros canais e produtores de conteúdo.

Um ótimo exemplo disso são os videocasts dos bodybuilders Renato Cariani, Paulo Muzy e Julio Balestrin.

Embora os dois primeiros tenham cada um seus respectivos canais, eles turbinam ainda mais suas audiências desenvolvendo vídeos em parceria.

Dica #12. Use depoimentos

SEO para Youtube

Não tem vendedor melhor do que o próprio cliente.

Por isso, sempre que possível, busque saber das pessoas que compram seus produtos o que elas acham deles, não só com enquetes mas com opiniões por escrito.

Outra maneira de coletar opiniões é manter a caixa de comentários sempre habilitada, a não ser que o seu vídeo seja sobre um assunto polêmico demais para arriscar.

Dica #13. Crie playlists

Uma boa estratégia para fidelizar a audiência é criar listas de reprodução.

Nelas, você insere vídeos com temas relacionados, estimulando o usuário a permanecer por ainda mais tempo em seu canal.

Veja como criar uma playlist, como descrito pelo próprio YouTube:

  • Vá em Biblioteca, no menu à esquerda
  • Encontre um vídeo que queira adicionar à lista de reprodução
  • Abaixo do vídeo, clique em Guardar
  • Selecione uma lista de reprodução como “Ver mais tarde” ou uma lista de reprodução que já tenha criado, ou clique em “Criar nova lista de reprodução”
  • Adicione à lista de reprodução
  • Se criar uma nova lista de reprodução, escolha um nome, sempre usando uma palavra-chave.
  • Utilize a caixa para selecionar a definição de privacidade da sua lista de reprodução. Se for privada, a lista de reprodução só fica visível para você
  • Clique em Criar.

Dica #14. Use SEO

As vendas no YouTube, como vimos, não acontecem em um passe de mágica.

Para gerar resultados, você precisa investir seriamente em uma estratégia para explorar as possibilidades do SEO para o YouTube.

Essa otimização é que vai permitir que seus vídeos sejam encontrados pelas pessoas que fizerem buscas internas, no Google e em outros motores.

Em linhas gerais, um vídeo otimizado contém:

  • Uma palavra-chave principal no título e descrição
  • Links internos e externos na descrição
  • Hashtags relacionadas ao conteúdo
  • Texto descritivo completo, se possível como se fosse um artigo de blog.

Conclusão

A popularidade do vídeo marketing está crescendo imensamente.

Ele funcionou para mim. Eu comecei a fazer vídeos no YouTube e consegui gerar muito tráfego.

Vídeos me ajudaram a construir seguidores leais que se envolvem e interagem com os CTAs.

E eles funcionam.

As pessoas gostam de ver imagens e vídeos mais do que de ler textos. 4 vezes mais, na verdade.

Se você quer conseguir mais vendas, considere priorizar vídeos.

Existem muitas formas de fazer isso, mas quando se trata de visualizações diárias e de tempo gasto no site, o YouTube é incomparável.

Faça miniaturas personalizadas de alta qualidade, mantenha os seus vídeos consistentes e tenha certeza de sempre utilizar um CTA para levar tráfego de volta para o seu site e para converter esses leads.

Como você utilizou o YouTube ou outros vídeos para crescer o seu negócio? 

Compartilhe