Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Tudo que Você Precisa Saber Sobre Criar Video Marketing

video

O vídeo está dominando o mundo.

Estou falando sério.

As pessoas adoram assistir vídeos. Veja o quanto do tráfego da Internet o vídeo representa:

pasted image 0 1119

E com telas nas nossas paredes, nossas mesas e nossos bolsos o tempo todo, hoje nós podemos consumir vídeos em qualquer lugar.

Assim, os números estão ficando cada vez mais impressionantes:

Logicamente, a produção de vídeos também está acelerando. E as empresas estão investindo pesado nisso.

As razões que justificam a adoção do video marketing digital como parte da sua estratégia são muito claras. Segundo a Animoto, 4 vezes mais consumidores preferem ver um vídeo sobre um produto do que ler sobre ele.

Na verdade, em uma pesquisa recente do HubSpot, 43% das pessoas queriam ver mais conteúdo em vídeo feito por especialistas em marketing.

Você provavelmente já sabe o que eu vou dizer agora.

Você vai precisar de um video marketing excelente se quiser concorrer no mercado.

Eu criei aqui um guia detalhado sobre como fazer video marketing com sucesso. E incluí também algumas coisas a fazer e a evitar na criação de video marketing para que você já comece no caminho certo!

Como fazer video marketing de qualidade

1º passo: Defina o objetivo

Para fazer video marketing com sucesso, você precisa ter uma proposta de valor clara.

“Nós fazemos janelas” não é uma proposta de valor real. Apenas informa às pessoas que você faz janelas.

“Fazemos janelas que resistem até a tornados”.

Isso sim é uma mensagem que as pessoas vão lembrar. Porque ela cria uma imagem forte em suas mentes. Informa às pessoas que você não só faz janelas, mas que suas janelas são muito resistentes.

Da próxima vez que vier uma tempestade e uma janela estiver instável, as pessoas vão conectar essa experiência à mensagem do seu vídeo.

A pior armadilha para o video marketing é tentar forçar uma mensagem no espectador.

A tentação para fazer uma proposta de venda completa é grande: qualidade, conveniência, serviço, preços competitivos. Mas será que você precisa colocar tudo isso no vídeo?

Talvez você tente adicionar todos esses elementos como parte da sua proposta de vendas, esquecendo que esse é o primeiro contato que as pessoas terão com você.

Elas não conhecem você ou o seu produto. Você tem uma pequena oportunidade para levar uma mensagem até elas.

O importante é que seu produto e serviço sejam mostrados claramente.

Não adicione coisas extras que vão se colocar entre sua mensagem e seu espectador.

Se o contexto for uma demonstração do seu produto, o vídeo deve explicar exatamente o que o produto faz e qual é o valor que ele oferece.

Veja esse exemplo da Priava, uma plataforma de gestão de eventos em nuvem. O vídeo explica porque o produto é necessário, porque as soluções atuais não resolvem tudo, e mostra a interface do produto.

Se você não é gerente de eventos, provavelmente vai achar esse vídeo bem chato. Mas tudo bem, porque você não é o consumidor alvo da Priava.

Um gerente de eventos provavelmente vai se identificar com os problemas apresentados no início do vídeo. Ele ou ela vão querer ver como a solução da Priava lida com essas questões.

Esse é o formato clássico de problema-solução, muito utilizado no video marketing digital:

  • Você tem um problema.
  • Isso é péssimo!
  • Felizmente, temos uma solução para você.
  • Ela funciona assim.
  • Não é incrível?
  • Venha nos conhecer!

Para serviços destinados a públicos maiores, veja o exemplo clássico da startup Dollar Shave Club — que recentemente foi adquirida pela Unilever por um bilhão de dólares.

No vídeo viral, o fundador explica porque os barbeadores básicos que eles vendem são exatamente o que você precisa ter – e nada mais. Ele explica diretamente o serviço, os barbeadores, e porque o Dollar Shave Club vai economizar dinheiro para você.

Tenha em mente que existe um equilíbrio importante entre o quanto seu vídeo foca no produto versus o quanto ele foca na mensagem.

Se seu produto já for bem conhecido, você pode utilizar uma mensagem emocional para alcançar mais pessoas.

Veja só esse exemplo do Android. São só clipes de animais bonitinhos brincando juntos. A mensagem vem no final e diz literalmente o que os vídeos estavam mostrando.

https://youtu.be/vnVuqfXohxc

Seu produto ou empresa provavelmente não são tão famosos quando o Google e seu sistema operacional móvel.

Assim, você não pode simplesmente colocar animais fofos no seu vídeo para gerar reconhecimento do seu produto ou marca.

Seu vídeo vai ter que mostrar seu produto e como ele funciona.

2º passo: Mostre em vez de dizer.

O vídeo é um formato imersivo.

Um panfleto pode mostrar uma lista de itens e benefícios.

Um vídeo deve ir bem mais longe.

Um dos exemplos mais famosos disso vem da Blendtec. Eles fazem liquidificadores que funcionam com qualquer produto.

Mas ao invés de dizer que os liquidificadores deles são ótimos, eles mostram isso.

Eles criaram uma série de vídeos completa chamada “Will It Blend?” Em cada vídeo, o fundador da empresa, Tom Dickson, coloca vários produtos domésticos dentro do liquidificador para demonstrar o poder dele.

Ele destrói iPhones, o Apple Watch e até action figures do Justin Bieber:

Após ver o liquidificador Blendtec em ação, é difícil imaginar que ele não seja uma ótima opção para fazer seu smoothie de banana e morango.

O que você precisa fazer é determinar o benefício (ou solução) que está tentando vender e mostrar como ela pode melhorar a vida das pessoas.

Veja por exemplo o Unroll.Me, um serviço que te remove automaticamente de listas de email das quais você não quer mais fazer parte.

Eles abrem o vídeo mostrando pessoas frustradas com suas caixas de entrada. Se você recebe emails demais, se identifica imediatamente com elas. Esse é o problema.

Depois o vídeo mostra a solução, o Unroll.Me, e como ele funciona. É só deslizar para cancelar.

Finalmente, o vídeo mostra o benefício: pessoas felizes que recuperaram seu tempo livre.

Ao invés de desenvolver uma demonstração de produto que mostra como o Unroll.Me funciona, eles criaram o vídeo ao redor do efeito que o problema e a solução têm nas nossas vidas.

3º passo: Defina a abordagem do vídeo

Após definir o objetivo, você precisa decidir que tipo de vídeo vai criar.

Outra forma de pensar nesse passo é: o que o vídeo vai mostrar?

  • Uma demonstração de um serviço online?
  • Uma demonstração de um produto físico?
  • Um vídeo de branding, mostrando personalidade e objetivos da marca?
  • Um vídeo engraçado para construir sua marca?
  • Um vídeo para potenciais parceiros de negócios e investidores?

Cada tipo de vídeo terá uma abordagem diferente.

O vídeo de demonstração de um serviço web pode ser apenas uma sequência animada de capturas de tela, mostrando como o produto funciona.

Aqui está um exemplo do PandaDoc, uma solução para gestão de documentos de vendas.

Eles abrem com uma sequência animada explicando o problema: o tempo perdido recriando documentos para suas ações de venda com cada cliente novo.

Depois eles mostram uma versão simplificada do software e como ele funciona.

Muitas das funcionalidades mostradas nesse vídeo provavelmente só são relevantes para profissionais de vendas. Mas essa solução pode ser exatamente o que esses profissionais estão procurando.

Você pode tentar criar uma demo de software sozinho. Mas os melhores resultados envolvem um parceiro de animação, que pode te ajudar a criar alguma coisa muito mais harmoniosa.

Além disso, você precisa pensar na narração. Talvez o melhor seja contratar um locutor para narrar a sequência, para que o resultado fique mais profissional.

A Yum Yum Videos criou um vídeo sobre os diferentes tipos de vídeos animados. Eles são um estúdio que pode te ajudar a criar seus vídeos.

Ou seja, estão fazendo exatamente o que defendem!

Se você estiver vendendo um produto físico, vai precisar filmar. Isso abre muito mais possibilidades para o seu vídeo.

A criação de video marketing com filmagens envolve níveis extras de complexidade. Você precisa de um local para a filmagem, câmeras, iluminação, atores, um roteiro, equipamento de som…

A lista continua.

Você precisa também adicionar valor ao seu produto. Ele não pode simplesmente aparecer em cima de uma mesa. É preciso iluminar o produto corretamente, em um ambiente limpo, muitas vezes com uma cor de fundo diferente, para gerar contraste.

Além disso, seu vídeo não deve ficar parecendo um daqueles infomerciais que passam de madrugada (a não ser que isso seja parte do seu objetivo!) Você vai ter que filmar de ângulos diferentes, provavelmente com movimento.

O fato é que fazer um vídeo é bastante complicado. E é por isso que o próximo passo é tão importante.

4º passo. Use um profissional.

A diferença entre vídeos profissionais e amadores é grande.

As pessoas muitas vezes cometem o erro de achar que, como a maioria dos espectadores vai ver um vídeo em seu smartphone, não vai perceber diferenças na qualidade de produção.

Isso é um mito. A qualidade das telas pequenas está avançando tanto que até diferenças sutis são perceptíveis.

Mas a diferença não está só na qualidade ou na filmagem em 4K. Iluminação apropriada, ângulos de câmera e som são habilidades que os profissionais levam anos para dominar.

Por exemplo, profissionais não usam zoom. Usar zoom deixa seu vídeo parecendo aqueles vídeos caseiros de festa de aniversário.

E eles utilizam os materiais apropriados para adicionar a profundidade de foco correta para que o objeto em primeiro plano tenha um contraste apropriado com o plano de fundo. A diferença é enorme.

pasted image 0 1107

Além disso, produzir vídeos é um processo com múltiplas fases que muitas vezes envolve passos que você pode esquecer.

pasted image 0 1122

Não se arrisque a sacrificar o potencial do seu video marketing fazendo tudo sozinho.

Graças à proliferação atual da tecnologia, você pode encontrar vários níveis diferentes de produção de vídeo, de estúdios de animação a produtores independentes e cameramen profissionais.

A chave é criar um vídeo com o máximo de qualidade possível dentro do seu orçamento.

5º passo: Defina o orçamento de produção.

Muitas pessoas acham que o ROI de um vídeo vem de mensurar o dinheiro gasto na divulgação dele comparado ao dinheiro gerado por ele.

Isso é verdade pelo ponto de vista da compra de mídia.

Mas vídeos de qualidade têm uma produção cara.

Esse custo precisa ser considerado em seu ROI.

pasted image 0 1108

A primeira coisa a fazer é determinar a quantia que você está disposto a investir na criação de video marketing. Como há uma grande variedade de serviços disponíveis, isso vai te ajudar a ver se você pode pagar um estudo de produção ou se deve selecionar alguns produtores independentes.

O orçamento vai determinar também qual tipo de vídeo você pode fazer.

  • Você pode contratar atores ou modelos?
  • Você pode alugar um espaço ou fechar parte de uma rua para filmar em um ambiente controlado?
  • Você pode contratar um estúdio de animação para fazer algumas coisas interessantes em 3D?

Tudo isso pode deixar seu vídeo incrível. Mas não são elementos necessários.

Se seu orçamento for baixo, tudo bem. Ainda existem várias opções e soluções para criar um vídeo de qualidade e muito eficaz.

O importante é gerenciar suas expectativas. Se você não tiver centenas de milhares de dólares, não vai poder contratar uma equipe de filmagem e ir para o deserto por alguns dias.

Dica profissional: não vá a uma agência de produção de vídeo se for manter seu orçamento em segredo. Você vai desperdiçar o tempo deles e o seu.

Explique desde o início o que você deseja e qual é o orçamento disponível. Eles provavelmente vão dizer “Você não vai conseguir fazer um vídeo com essa quantia. Você precisa de mais dinheiro.”

Explique pacientemente que esse é o seu limite e pergunte se eles conseguem pensar em soluções. Eles vão no mínimo te indicar outra pessoa que pode ajudar, ou talvez até te oferecer uma solução personalizada.

6º passo: Obtenha feedback externo antes de filmar.

Você ficaria impressionado se soubesse quantos negócios não consultam ninguém fora dos seus círculos quando se trata da criação de video marketing.

E você ficaria impressionado também se visse como muitas pessoas recebem feedback, com respostas como “Você não entende disso” ou “Você não é o público-alvo”.

Apesar de ser verdade que nem todo feedback deve ser seguido – e alguns devem ser ignorados – seu video marketing tem como destino outras pessoas, que não conhecem seu negócio.

Verifique seu roteiro e veja se sua mensagem está clara.

  • Será que as pessoas vão entender?
  • Que partes geraram dificuldades?
  • Há alguma coisa que não faça sentido?

É especialmente importante obter feedback antes de filmar, porque depois que o vídeo estiver pronto, você terá opções bem limitadas para fazer ajustes.

Existem muitas ferramentas que podem te ajudar a criar o storyboard do seu filme. Você pode simplesmente fazer desenhos e mostrá-los às pessoas, para que seja o mais fácil possível imaginar como seu vídeo vai funcionar.

pasted image 0 1130

7º passo: Prenda a atenção do espectador nos 3 primeiros segundos.

Os espectadores tendem a perder o interesse rapidamente.

Isso faz sentido. As pessoas estão sempre navegando entre vários tipos de conteúdo hoje em dia. A tendência é continuar navegando.

Para interromper esse movimento, um vídeo precisa saltar da tela.

Veja só esse vídeo hilário da loja de móveis IKEA que faz uma paródia dos anúncios típicos da Apple:

Ele é eficaz porque deixa claro desde o início que vai fazer uma paródia da Apple.

E tudo isso nos leva a uma questão: Quão bom é seu vídeo se ninguém o assiste?

O YouTube é um pouco menos exigente, já que o site é um destino focado em vídeos. Ainda assim, é muito importante prender a atenção do espectador logo no início, particularmente ao usar o TruView, onde as pessoas podem pular um anúncio após 5 segundos.

A extensão do vídeo também é essencial. Os melhores formatos para uma taxa de conclusão alta são os mais curtos. Veja aqui como a extensão do vídeo está relacionada à porcentagem de conclusão:

wistia length of video

60% das pessoas vão assistir até o fim um vídeo com menos de um minuto de duração.

E claro, como sempre é o caso na hora de criar títulos, o título do seu vídeo também precisa ser atraente.

8º passo: Planeje formatos diferentes.

Todos os aspectos visuais de um vídeo são importantes.

O que aparece na tela pode adicionar mais à emoção e à mensagem geral.

As pessoas precisam ser visíveis.

O logo também precisa aparecer.

E então, o que acontece quando seu vídeo perfeito precisa ser adaptado para um formato vertical 9:16 para o Instagram Stories ou o Snapchat?

Toda aquela cinematografia será desperdiçada, e você será forçado a aceitar o que for possível.

No mundo atual, você precisa pensar no vídeo vertical desde o início.

Afinal, seu video marketing provavelmente não será exibido no cinema.

Ele será consumido em dispositivos móveis. Em 2017, 60% das visualizações de vídeos digitais virão do mobile.

Veja como o consumo de vídeos em dispositivos móveis está crescendo e deve continuar crescendo:

pasted image 0 1113

Você precisa também planejar onde o vídeo será usado. Existem muitos destinos diferentes para o video marketing.

pasted image 0 1115

Para planejar para formatos diferentes, você precisa repensar a forma como enquadra suas imagens.

Uma forma de fazer isso é antecipar outros formatos como parte do enquadramento geral.

pasted image 0 1127

Isso facilita muito a preparação, e pode ser feito com softwares de edição básicos.

A alternativa é examinar cada tomada e tentar cortar seu vídeo. Isso leva bastante tempo, e você inevitavelmente vai perder partes importantes das suas imagens.

9º passo: Integre o texto.

Muitas pessoas vão encontrar seu vídeo em um ambiente em que o som está desligado.

As pessoas podem navegar no Facebook durante uma reunião ou ver o Instagram antes de dormir.

Nessas situações, elas teriam que ligar o som para ouvir seu vídeo.

Vamos ser sinceros, eles provavelmente não vão fazer isso para ver um vídeo de marketing qualquer.

Veja só esses vídeos do Insider, que estão ficando muito popular. Eles adicionam textos que aparecem na tela para narrar o vídeo para que as pessoas possam acompanhar.

Eles usam frases simples com textos grandes, para que sejam visíveis e legíveis.

Isso tem o benefício adicional de te forçar a ser mais conciso em sua mensagem, já que o espaço na tela é limitado.

Eu gosto de usar cada tática da forma mais eficaz possível. Vídeos são uma mídia excelente para apresentar o máximo de informação possível.

Usar texto é essencial para elevar a qualidade dos seus vídeos.

Nesse mesmo assunto, quero falar um pouco sobre legendas.

Se o seu vídeo tiver diálogo, você definitivamente deve considerar adicionar legendas. Isso elimina a barreira do som desligado e garante que sua mensagem não será perdida.

As legendas também são boas para a taxa de conclusão. Adicionar legendas aumentaou o tempo de visualização de vídeos em 12%, em média, segundo o Facebook.

E por sinal, o uso do som é uma oportunidade inexplorada, porque grande parte do conteúdo da Internet é consumido com o som desligado.

Veja aqui como utilizar o som na criação de video marketing.

O que fazer (e não fazer) no video marketing

Entrevistas são muito chatas

A não ser que você seja Gary Vee ou outra pessoa muito carismática,  entrevistas são uma forma rápida de fazer as pessoas dormirem.

O problema é o formato. Ver alguém falando com um entrevistador só é interessante para pessoas que querem ouvir aquela pessoa específica.

Isso significa que os espectadores precisam conhecer o entrevistado. Veja por exemplo o vídeo da Vogue, “73 Questions”, com a cantora Selena Gomez.

Já é uma vantagem ser a Vogue e entrevistar a pessoa mais seguida no Instagram.

Seu video marketing serve para apresentar sua empresa ou produto à pessoas que não te conhecem.

Poucas pessoas sabem o que seu gerente de vendas tem a dizer. Ninguém vai assistir um vídeo com várias perguntas em que ele ou ela estão sentados em uma cadeira tentando convencer o público a comprar.

E o próximo vídeo no feed social deles pode ser o de uma baleia jubarte pulando para fora da água.

Quanto tempo vai ser preciso para que o espectador pule para esse vídeo?

Videos precisam prender a atenção. E poucas coisas fazem isso pior do que um vídeo com uma pessoa desconhecida sentada.

Usar o humor é mais difícil do que parece

Comediantes merecem muito crédito.

Fazer as pessoas rirem é difícil.

No domínio do video marketing, as tentativas de usar o humor muitas vezes se transformam em momentos que só são engraçados para as pessoas que te conhecem.

Para as pessoas que não te conhecem, isso vai prejudicar a impressão que as pessoas têm do seu produto e da sua empresa.

O exemplo do Dollar Shave Club funciona por causa do carisma do fundador, dos extras e de um roteiro inteligente. Cada momento é muito bem planejado.

Screen Shot 2017 08 15 at 3.40.53 PM

Seu iPhone tem uma boa câmera, mas resista à vontade de usá-la

Como eu disse anteriormente, a não ser que você realmente esteja fazendo vídeos improvisados, vai precisar trabalhar com um profissional.

É simplesmente difícil demais produzir alguma coisa que valha a pena usando um iPhone.

Você precisa de muita qualidade visual. Mas alguns smartphones filmam em 4K agora. Do que mais você precisaria?

Equipamento de iluminação. Estabilização. Som e microfones. Fundos. Algum talento para a filmagem…

E a lista continua.

As pessoas vão te julgar segundo a execução do seu vídeo. Se o vídeo estiver tremendo e não for possível ouvir nada por causa do vento, elas vão assumir que o seu produto ou serviço também não é de qualidade.

Atuar é difícil.

Todos nós julgamos o caráter dos outros naturalmente.

Foi assim que desenvolvemos sociedades baseadas em confiança mútua.

Quando vemos alguma coisa falsa, identificamos isso imediatamente.

Nada é pior em um vídeo do que ver os olhos de alguém se movendo para ler um texto por trás das câmeras.

Da próxima vez que estiver assistindo um filme ou série de TV, observe os olhos dos atores. Eles não piscam. Nunca.

Isso pode parecer trivial, mas é o padrão a que nós estamos acostumados.

Se você vai colocar alguém em seus vídeos, use atores profissionais.

Conclusão

Eu não quero ser pessimista demais aqui.

Mas também não quero que seus vídeos sejam destinados ao fracasso.

É preciso investir tempo, organização e recursos para fazer um bom video marketing.

Mas quando você fizer isso bem, um video marketing poderoso vai fazer uma diferença enorme para o seu negócio.

Que tipos de experiências você já teve com a criação de video marketing?

Compartilhe