Marketing e Publicidade: Entenda as Diferenças Entre as Duas Áreas

ilustraçao representando laptop com megafone em tela e diferentes simbolos em sua volta simbolizando marketing e publicidade

Responda rápido: qual a diferença entre marketing e publicidade?

Pois é, nós falamos constantemente dessas duas áreas, mas ainda é difícil definir os limites entre elas.

Afinal, ambas envolvem mercado, público-alvo, vendas e estratégias de comunicação.

Se você quer tirar suas dúvidas sobre o assunto de uma vez por todas, este artigo foi escrito sob medida.

Com certeza, você sabe o que diferencia o marketing da publicidade – só não tem essa resposta pronta e organizada na sua mente.

Quer apostar?

Então siga a leitura e teste seus conhecimentos sobre essas ciências do mercado.

O que é marketing?

ilustraçao representando area de trabalho marketing com mulher usando megafone em frente a laptop e diferentes simbolos representando o marketing

Para entender a diferença entre marketing e publicidade, vamos começar pela definição de marketing: um conjunto de estratégias que tem como objetivo criar valor para um público-alvo. Para isso, envolve atividades relacionadas à comercialização, comunicação, promoção e distribuição, conectando a empresa aos clientes e ao mercado.

Basicamente, o marketing existe para identificar e satisfazer necessidades humanas, fazendo com que as empresas cumpram sua missão e entreguem valor às pessoas.

Para isso, essa área funciona como uma central de inteligência mercadológica, traçando objetivos e estratégias para atingir o público-alvo e conquistar uma posição de destaque no mercado.

É mais fácil entender seu escopo ao analisar seus principais componentes, representados pelos 5 Ps do marketing:

  • Produto: abrange a compreensão da oferta da empresa e criação de produtos estratégicos, que satisfazem as necessidades e aliviam as dores dos consumidores
  • Preço: é a precificação do produto a partir da percepção de valor do público-alvo e suas particularidades, buscando um preço justo, que garanta o lucro da empresa e a atratividade ao consumidor
  • Praça: é a variável de localização da empresa, que inclui novos conceitos de geolocalização, marketing de busca e omnichannel para determinar os melhores canais de venda dos produtos
  • Promoção: é a forma como a marca e seus produtos e serviços são promovidos, envolvendo as ações promocionais, publicidade e propaganda
  • Pessoas: é o novo pilar acrescentado ao mix de marketing, que chama atenção para a necessidade de gerenciar as pessoas envolvidas na criação e divulgação dos produtos, além do público externo.

Ou seja: o marketing envolve todos os aspectos e processos que adequam as ofertas da empresa ao mercado, da escolha do portfólio de produtos até a fidelização dos clientes.

Se você leu com atenção, deve ter percebido que a publicidade está no P de Promoção.

Siga para o próximo tópico para descobrir o motivo.

O que é publicidade?

palavra publicity com ilustraçao representando lampada e objetos de trabalho em mesa de escritorio com laptop, prancheta e blcoc de notas

Publicidade é toda estratégia de divulgação paga que promove produtos, serviços e marcas em diferentes meios de comunicação. Sua função é propagar mensagens para atender aos objetivos estratégicos do marketing, atingindo o público-alvo por meio de anúncios e campanhas capazes de alavancar as vendas.

Isso significa que a publicidade é uma ferramenta do marketing, e não o contrário.

Se você quer entender a diferença entre marketing e publicidade, pense no primeiro como uma célula estratégica, e no segundo como uma célula criativa.

Primeiro, vêm as estratégias de marketing, que definem o que a empresa pretende alcançar com suas táticas de comunicação e qual mensagem deve ser transmitida ao público-alvo.

Depois, a publicidade entra em ação para cumprir os objetivos de vender produtos, divulgar ideias ou atrair mais visibilidade para a marca, por exemplo.

Para isso, a publicidade elabora um plano de comunicação e seleciona as melhores mídias para veicular a campanha, que é colocada em prática pela criação e produção.

Ou seja: por trás de todo anúncio genial, há um plano de marketing bem definido.

Qual a diferença entre marketing e publicidade?

ilustraçao representando carrinho de compras em fundo amarelo

A diferença entre marketing e publicidade já deve estar um pouco mais clara na sua mente.

Para facilitar a compreensão, pense que as agências de publicidade são contratadas pelas empresas e interagem diretamente com o departamento de marketing.

Logo, os profissionais de marketing transmitem os objetivos e estratégias para que a equipe de publicitários crie uma campanha certeira.

Entendeu a dinâmica?

Então confira as diferenças em cada aspecto, para não ter mais dúvidas.

1. Objetivos

mao masculina segurando smartphone com carrinho de compras e palavra online shopping em tela

Os objetivos de marketing são bem diferentes dos objetivos de publicidade, embora ambos tenham que convergir para o sucesso da empresa.

No marketing, o propósito é mais amplo e está relacionado ao desempenho dos produtos e serviços no mercado, utilizando métricas que priorizam o ROI das campanhas e resultados financeiros para a empresa, por exemplo.

Obviamente, um dos principais objetivos do marketing é vender mais e melhor, além de fidelizar clientes, aumentar a visibilidade da marca, estreitar o relacionamento com os consumidores, etc.

Na publicidade, esses objetivos são bem mais específicos e estão relacionados à divulgação de ideias, valores e soluções.

Por exemplo, se o objetivo de marketing é atingir um determinado volume de vendas para uma linha de produtos, a publicidade deverá criar uma campanha com foco nesse produto, ressaltando seus diferenciais nas mídias certas.

É aí que entra a magia da publicidade, pois o consumidor deverá ser influenciado a comprar por meio de recursos criativos como imagens inspiradoras, figuras de linguagem e slogans irresistíveis.

Por isso, o objetivo publicitário está na adequação da mensagem ao público-alvo, de modo a atingir as metas do marketing e trazer resultados para a empresa.

Logo, ele se parece mais com “ampliar o público-alvo do produto X” do que “aumentar em 20% as vendas do produto X”.

Captou a diferença?

No final das contas, ambas as áreas vão trabalhar juntas para garantir o aumento das vendas, mas por caminhos diferentes.

2. Atividades

profissionais discutindo estrategias de trabalho em escritorio

As atividades do marketing e da publicidade deixam suas diferenças ainda mais evidentes.

Basta pensar que o publicitário é um especialista em criar campanhas, anúncios e peças de comunicação.

Já o profissional de marketing realiza pesquisas de mercado, estuda a concorrência, define o público-alvo e personas, analisa o mix de produtos, cria estratégias, entre outras tarefas.

Também cabe à área de marketing criar os KPIs para mensurar o desempenho e sucesso das ações, acompanhando de perto os relatórios do setor.

No entanto, essas atividades se cruzam no momento em que o marketing necessita de uma campanha ou anúncio para atingir seus objetivos.

Por exemplo, o analista de marketing pode identificar uma oportunidade de atingir um novo público-alvo, mas não saberá exatamente como abordar esse grupo com a mensagem certa e linguagem adequada, além de escolher a mídia correta.

É aí que entra o publicitário, que saberá elaborar estratégias de campanha para chegar até o público-alvo selecionado, adequando desde o estilo da criação até o plano de mídia.

Além disso, a publicidade se encarrega de negociar os espaços nos veículos, cuidar de toda a produção e desenvolver todas as peças de comunicação necessárias, do mais simples folder até um comercial no horário nobre da TV.

Outras atividades publicitárias incluem a organização de eventos, ações de live marketing, campanhas de incentivo para colaboradores, ações de trade marketing, criação de promoções e concursos, etc.

Com a era digital, esse cenário ficou ainda mais complexo, pois temos o marketing digital em ascensão nas empresas.

Com isso, muitas agências de publicidade tradicionais optaram por abrir um braço digital ou criar uma nova empresa focada no ambiente online.

Ao mesmo tempo, muitas empresas passaram a contratar profissionais dedicados ao marketing digital, que cuidam do processo de ponta a ponta.

3. Perfil profissional

profissional na area de marketing sorrindo ao segurar papeis em frente a colegas de trabalho

Quando o assunto é marketing e publicidade, o perfil profissional pode variar muito conforme o cargo e suas atribuições.

Um analista de marketing, por exemplo, precisa ter um perfil analítico por excelência, com uma lógica altamente racional e capacidade de lidar com números, estatísticas, previsões e gráficos.

Esse profissional precisa ter foco em resultados e entender profundamente do mercado, mantendo-se sempre atualizado sobre as tendências do segmento e movimentos da economia.

Também é importante que ele tenha uma inteligência emocional bem desenvolvida, para compreender as necessidades do público-alvo e se colocar no lugar das pessoas que pretende atingir com suas estratégias.

E claro, a comunicação interpessoal é indispensável, já que o marketing exige um trabalho colaborativo frequente.

Logo, ao mesmo tempo em que o marketing exige um pensamento sistêmico e estratégico, o profissional tem que desenvolver seu lado humano para lidar com as variáveis do público.

Imagine que esse profissional precisa ser capaz de analisar um relatório complexo sobre os resultados comerciais da empresa, mas também precisa ter imaginação para criar uma persona com vários detalhes sobre sua história, cotidiano e aspirações.

Por isso, o perfil ideal do marketing deve combinar habilidades de humanas e exatas, com um bom conhecimento em gestão e negócios.

Se for um gestor de marketing, somam-se as competências de liderança, trabalho em equipe e delegação de tarefas.

Por outro lado, a palavra “publicidade” já remete automaticamente à criatividade.

Logo, é óbvio que os publicitários devem ser criativos e possuir um amplo repertório, em uma profissão que depende das tendências para cumprir seu objetivo.

Mas é preciso considerar que existem várias áreas de atuação dentro da publicidade: atendimento, planejamento, mídia, criação, produção, tráfego, etc.

Quando pensamos em profissionais criativos, estamos falando de planners, diretores de arte, redatores, ilustradores, videomakers, artefinalistas, diretores de criação, entre outros cargos da área de planejamento e criação.

Para essas áreas, de fato, o profissional precisa ter ótimas ideias, raciocínio rápido, conhecimento da cultura pop e uma capacidade de persuasão acima da média, além do talento artístico e percepção estética.

Porém, não podemos nos esquecer dos perfis mais estratégicos da publicidade, como é o caso do analista de mídia e produtor, que são mais práticos, organizados e orientados a negócios.

Logo, aquele estereótipo do publicitário descolado, que vive tendo sacadas geniais em reuniões de brainstorming, nem sempre corresponde à realidade da profissão.

4. Formação

homem de terno indicando com caneta graficos em papel em frente a computador em mesa com materiais de escritorio

Há várias possibilidades de formação para profissionais de marketing e publicidade.

Na área de marketing, existem os cursos de graduação e tecnólogos específicos do campo, mas muitas pessoas vêm de outras áreas e optam pela pós-graduação.

É muito comum, por exemplo, encontrar profissionais que se formaram em Administração, Economia, Comunicação e outros cursos, mas acabaram migrando para o marketing depois de um MBA ou especialização.

Estas são algumas disciplinas essenciais das formações em marketing:

  • Economia empresarial
  • Princípios de gestão
  • Comunicação integrada
  • Cultura empreendedora
  • Comportamento organizacional
  • Matemática para negócios
  • Antropologia do consumo
  • Desenvolvimento de produtos e marcas
  • Estatística e probabilidade
  • Marketing digital e mídias sociais
  • Gestão estratégica de marketing
  • Previsão de demanda e formação de preços
  • Pesquisa de marketing
  • Marketing e gestão de serviços
  • Neurociência aplicada ao marketing
  • Planejamento e gestão de vendas
  • Planejamento estratégico em marketing
  • Técnicas de vendas e negociação
  • Gestão de marca (branding)
  • Inteligência de mercado
  • Canais de distribuição.

Na publicidade, há o tradicional curso de Publicidade e Propaganda ou os cursos de Comunicação Social que oferecem habilitação em jornalismo, publicidade, rádio e TV ou relações públicas.

Veja alguns exemplos de disciplinas de uma matriz curricular de publicidade:

  • Ciências sociais (Antropologia, Política, Filosofia e Sociologia)
  • Língua portuguesa
  • Teoria da comunicação
  • Responsabilidade social e cidadania
  • Fundamentos da Propaganda e Marketing
  • História e teoria da publicidade
  • Economia
  • História contemporânea
  • História da arte
  • Administração em Publicidade
  • Redação publicitária
  • Realidade socioeconômica e política brasileira
  • Atendimento e planejamento de campanha publicitária
  • Direção de arte
  • Pesquisa e análise de dados quantitativos
  • Produção publicitária audiovisual
  • Marketing promocional & Merchandising
  • Ética e legislação publicitária
  • Criação publicitária
  • Design gráfico
  • Gestão de mídia
  • Gestão de produtos e marcas
  • Metodologia de pesquisa em propaganda.

Só pelas disciplinas, é fácil entender como o marketing e publicidade se relacionam, não é mesmo?

Como você pode ver, a publicidade tem um caráter mais “mão na massa”, por estar na ponta do processo, enquanto o marketing é a fonte de toda a análise e planejamento.

5. Mercado de trabalho

lupa ampliando frase job market em jornais

No mercado de trabalho, existem basicamente dois caminhos clássicos para o marketing e publicidade: departamento de marketing das empresas e agências de publicidade.

No modelo tradicional, o analista de marketing da empresa faz a interface com o atendimento publicitário da agência.

Mas essa dinâmica mudou muito nos últimos anos, criando um cenário muito mais complexo.

Para começar, muitas empresas também têm suas células de publicidade internas, conhecidas como agências in-house, onde podem alocar uma equipe completa de planejamento, mídia, criação e produção para desenvolver suas campanhas.

Da mesma forma, agências podem incluir especialistas em marketing nas equipes para um serviço mais completo.

Nas empresas menores, é comum que analistas de marketing também sejam responsáveis pela criação de peças de comunicação.

No cargo de analista de marketing digital, especialmente, é comum que o profissional cuide de toda a parte estratégica, conceitual e criativa das ações online.

Como vimos, uma agência de publicidade tem inúmeros cargos e áreas de atuação possíveis, desde o atendimento de contas até o produtor RTV.

6. Habilidades

Por fim, as habilidades necessárias para atuar na área de marketing e publicidade variam muito, como você deve imaginar.

Você deve ter notado que alguns cargos são mais estratégicos e outros mais criativos, misturando as competências técnicas e comportamentais.

No entanto, essas são as habilidades imprescindíveis para os dois campos:

  • Excelente habilidade de comunicação
  • Resiliência, iniciativa e dinamismo
  • Capacidade de gestão de recursos, tempo e pessoas
  • Pensamento estratégico e analítico
  • Criatividade e capacidade de transformar ideias em negócios
  • Amplo repertório cultural com atualização constante
  • Empatia e inteligência emocional para compreender a visão do outro.

Conclusão

Então, já sabe explicar qual a diferença entre marketing e publicidade?

Tenho certeza de que já tem suas próprias palavras para isso, depois de revisar todos os conceitos das áreas.

Agora, se você me perguntar qual a diferença entre publicidade e marketing digital, minha resposta será diferente.

Isso porque o marketing digital combina um pouco dos dois mundos, usando as estratégias de marketing e o apelo da publicidade para atingir o público-alvo online.

Mas isso é assunto para um próximo post.

Agora, que tal me contar nos comentários como é a sua relação com esse universo?

Está pensando em ingressar nessa área?

Ou planejando profissionalizar o marketing da sua empresa?

Aguardo sua participação e seus insights sobre o tema.

Compartilhe