Brainstorming: O Que É, Como Fazer (Passo a Passo)

equipe em processo de brainstorming

Brainstorming é uma técnica utilizada para propor soluções a um problema específico. Consiste em uma reunião também chamada de tempestade de ideias, na qual os participantes devem ter liberdade de expor suas sugestões e debater sobre as contribuições dos colegas.

Você gostaria de explorar toda a capacidade intelectual e criativa de sua equipe para alcançar novos patamares?

Brainstorming é uma palavra da língua inglesa que pode ser traduzida como “tempestade de ideias”.

Essa é uma técnica que pode ser aplicada de diversas formas. Desde o desenvolvimento de produtos até problemas que possam estar acontecendo na entrega, por exemplo.

Ela foi criada em 1948 pelo publicitário Alex Osborn e continua atual.

O mais importante é que você saiba que o brainstorming pode ser o up que está faltando em sua empresa para que ela alcance o sucesso de vez.

“Duas cabeças pensam melhor que uma” já ouviu esse ditado, certo? A ideia aqui é justamente essa: Uma tempestade de perspectivas para chegar ao melhor resultado.

E por falar em resultados, se quer conhecer ainda mais técnicas para estabelecer melhor os objetivos, leia estes artigos:

Então, agora te convido a ler com bastante atenção este artigo e absorver todas as informações. Tais como:

  • O Que é Brainstorming? Conceito
  • Importância e Benefícios de Um Brainstorming.
  • Onde o Brainstorming Pode Ser Utilizado?
  • Etapas do Brainstorming.
  • Afinal, Como Fazer Um Brainstorming?
  • Composição do Grupo.
  • Princípios e Regras.
  • Principais Técnicas de Brainstorming.
  • Exemplos Práticos de Brainstorming.
  • Dicas Para o Brainstorming Fluir Bem.
  • O Que Fazer Depois da Reunião – Hora de Agir!

Boa leitura!

O Que é Brainstorming? Conceito

Brainstorming conceito

Lembro-me quando eram formados grupos de alunos para desenvolver um trabalho escolar.

Todos apresentavam suas opções e dali extraíam as melhores ideias para montar a estrutura do trabalho na esperança de ganhar uma nota 10.

Mal sabia eu que já estava iniciando minha carreira de profissional do marketing naquela época.

O brainstorming é justamente isso.

Mais do que uma técnica, é uma atividade – desenvolvida individualmente ou em grupo – que visa explorar toda a capacidade criativa e intelectual.

Essa tempestade de ideias acontece com objetivos já bem definidos.

A ideia é dar espaço para a diversidade de pensamentos e experiências e extrair as melhores ideias, buscando a inovação, o diferencial, o surpreendente e o sucesso.

O que vier à mente pode ser jogado na mesa. Após as ideias, visões e possibilidades, cabe ao gestor e sua equipe encontrar o denominador comum.

Onde o Brainstorming Pode Ser Utilizado?

Brainstorming onde utilizar

Como eu disse um pouco acima, o brainstorming pode ser usado em todos os setores, mas para citar alguns exemplos:

  • Desenvolvimento de artigos
  • Reestruturação da logística
  • Otimização de ideias ou aplicação de novas, entre muitas outras opções.

Você pode utilizar o brainstorming para encontrar as melhores palavras-chave, para melhorar o desempenho de determinados setores da empresa ou em qualquer outra situação que achar que existe a necessidade.

Existe apenas um ponto crucial que precisa ter em mente para utilizar o brainstorming: é preciso identificar o problema antes de qualquer passo.

A partir disso, pode-se começar a chuva de ideias para solucionar o problema.

Etapas do Brainstorming

Brainstorming etapas

Como tudo o que precisa ser implementado, o brainstorming também conta com etapas que precisam ser seguidas para que ele seja o mais eficiente possível. Confira abaixo quais são:

Preparação Prévia

Segundo o professor Ralph Keeney, em seu aprimoramento da técnica, o ideal é apresentar o problema ao grupo e passar algumas diretrizes antes da brainstorming ganhar vida.

Eu concordo com o professor.

Se o grupo estiver ciente do problema, as ideias surgirão de maneira mais focada. Pode existir um desperdício de energia quando ideias são lançadas de maneira aleatória.

Disponibilize um material de introdução ao assunto para a equipe e deixe que cada um faça sua avaliação.

Reunião

Antes de tudo, lembre-se que os participantes da reunião são pessoas.

Alguns podem ficar tímidos ao expor sobre suas ideias, talvez seja insegurança, medo de reprovação, etc.

Então, prepare o ambiente para isso. A ideia aqui é fazer com que as pessoas sintam-se à vontade para falar aquilo que elas têm em mente.

E mesmo quando todos estiverem sentados para começar o brainstorming, ofereça um tempo para que as ideias sejam colocadas no lugar antes de começar.

Dê a devida atenção a todas as ideias. Certamente todos se esforçaram para encontrar as melhores antes de apresentar ao grupo.

Deixe que todos tenham seu momento para falar.

Para que ninguém se sinta prejudicado, disponibilize o mesmo tempo para a apresentação das ideias para a campanha. Algo em torno de 10 minutos podem ser o suficiente.

Quem se sentir à vontade para passar a ideia em um tempo menor que esse, ótimo.

Chuva de Ideias

Procure anotar todas as soluções que estão surgindo em um local visível para o grupo.

É importante que todos sintam que suas ideias estão mesmo sendo levadas a sério. De outra forma, não faria sentido algum fazer um brainstorming.

Acumule o máximo de ideias possíveis.

Você pode expandir a mente para compreender a visão de cada pessoa e em hipótese alguma julgue ou diminua alguma das ideias. Isso pode cortar o fluxo e causar insegurança aos demais.

E para evitar que uma ou duas pessoas acabem liderando a reunião, faça uma espécie de “roleta” se ficar à vontade com isso.

Ouça um, depois outro, e outro e vá rodando até voltar ao primeiro onde recomeçam as ideias.

Seleção

Se decidir que a seleção seja feita ali mesmo em frente ao grupo, comece descartando as ideias duplicadas (uma delas, é claro).

Análise uma a uma e as ideias que julgar medianas ou ruins, explique de maneira gentil porque elas podem não dar certo e ouça a pessoa que falou sobre ela caso queira dar mais explicações.

Dessa maneira, será possível chegar a um número – determinado por você – de ideias que apresentem um bom potencial para a resolução do problema.

Diga o quanto o brainstorming foi produtivo e agradeça a todos.

Definição

Soluções medianas e ruins foram descartadas.

Mostre a todos do grupo quais ideias se destacaram e explique exatamente o porque estas são as escolhidas para ampliar o alcance da marca, se caso essa seja a solução que está buscando.

Mas qualquer outra solução seguirá o mesmo percurso.

Agora é o momento de se aprofundar um pouco mais nas ideias selecionadas. Não é necessário manter toda a equipe para participar deste momento. Três pessoas podem ser o suficiente.

Afinal, Como Fazer Um Brainstorming?

Brainstorming como fazer

Eu posso resumir a ideia.

Quanto mais simplificada a explicação, melhor:

  • Identifique o que precisa ser otimizado ou corrigido.
  • Permita a tempestade de ideias.
  • Separe as melhores soluções.

Os grupos devem conter de seis a dez pessoas.

Dessa maneira, evita-se possíveis tumultos.

Composição do Grupo

Brainstorming grupo

A maioria dos grupos de brainstorming são compostas por três elementos: líder, membros e secretários.

Selecione pessoas que tenham maior familiaridade com o problema que será apresentado e respeite a hierarquia para separar os subgrupos.

Vou falar de cada um deles.

Papel do Líder

A pessoa escolhida como líder deve fazer parte do primeiro escalão de funcionários da empresa e ter um bom conhecimento de como levar o brainstorming.

É importante que essa pessoa seja calma e consiga manter o equilíbrio em possíveis confrontos entre ideias.

Papel dos Membros

Os membros devem ser pessoas que tenham facilidade nos trabalhos em equipe, visto que a função de cada um deles é sugerir soluções, ouvir as soluções dos outros e poder ter as suas “rejeitadas”.

Eles devem apresentar suas ideias, respeitar o momento de cada um e entender que se sua ideia for descartada, certamente não deverá ser levado como algo pessoal.

Papel do Secretário

O secretário deve ter uma escrita rápida, afinal, terá que anotar uma infinidade de ideias sem perder os detalhes principais.

Não terá que escrever tudo exatamente da maneira que foi dito e deve também evitar ligar as ideias aos seus idealizadores, visto que o anonimato encoraja.

Princípios e Regras

Brainstorming princípios e regras

Vamos falar primeiramente dos princípios:

Atraso do julgamento – Todas as ideias devem ser vistas (ouvidas) como iguais. Evite julgar qualquer uma antes de ouvir todas. Uma boa ideia pode ser ignorada por causa de uma má apresentação.

Criatividade em quantidade e qualidade – Quanto mais ideias, maiores as chances de uma ou mais ideias serem geradas. Até porque uma ideia boa pode surgir de uma não tão boa assim. Uma coisa leva à outra.

Tudo depende da maneira que as ideias serão projetadas. Toda apresentação pode ser feita da melhor maneira possível se levado em consideração algumas técnicas.

E quanto às regras:

  • Evite as críticas: Essa é a principal regra. Lembre-se que está fazendo um brainstorming e não uma conferência convencional. Resultados surgirão de pessoas que se sentem livres para falar.
  • Abra as portas para a criatividade: Encoraje os membros a falar tudo aquilo que vier à mente. Uma ideia que a princípio não gera muita consistência, com debates poderá se tornar uma solução.
  • A quantidade precisa existir: A quantidade gera qualidade. Dê espaço para todas que surgirem, pois quanto mais ideias, maiores são as chances das soluções aparecerem.
  • Combinação e aperfeiçoamento: Através do incentivo, deixe que os membros percebam que ideias citadas podem ser discutidas entre todos. A reconstrução de ideias é positiva.

Principais Tipos de Brainstorming

Brainstorming principais técnicas

Existem técnicas que tornam o brainstorming mais eficaz. Vem comigo para conhecê-las!

Técnica do Brainwriting

Também conhecida por método 6-3-5 e desenvolvida pelo professor alemão Bernd Rohrbach, a técnica do brainwriting tem como objetivo encontrar 108 ideias em apenas meia hora.

Para que ela seja feita, ideias devem ser registradas por escrito com o propósito de definir um objetivo específico e a qualidade das sugestões.

Originalmente, seriam 6 pessoas escrevendo três ideias no papel em cinco minutos. Após seis rodadas – 30 minutos – 108 novas ideias estarão disponíveis.

A quantidade de ideias e o tempo necessário, assim como o número de pessoas, podem variar de acordo com a realidade da empresa.

O mais importante é fazer com que as pessoas percebam que todos serão tratados com igualdade, e suas ideias, respeitadas.

Técnica do Post-it

Esses papéis autocolantes dão maior destaque às ideias, agilizando o processo do brainstorming.

Eles também inspiram a equipe, que passa a participar mais efetivamente da modalidade.

Entregue um bloquinho e caneta para cada participante e peça que escrevam suas ideias. Em seguida, que colem em um mural, dividindo o espaço com todos os outros participantes.

Incentive a criatividade mostrando que desenhos também podem ser feitos de maneira a passar melhor suas ideias.

Essa técnica vai permitir uma privilegiada visão de como está a sintonia da equipe. Além de ser o pontapé inicial para a ideia que será eleita.

A técnica de brainstorming “oposto”

Imagine que ao invés de trazer soluções, as pessoas da equipe trabalhem mais o problema, ampliando-o e citando possíveis caminhos se ele continuar.

“Mas Neil, eu quero resolver o problema, e não deixá-lo maior ainda”.

Sim, eu sei. É justamente por isso que ela é chamada de “oposta”.

Trabalhar a ideia ao contrário pode ser um bom caminho para encontrar a resolução.

Vou dar um exemplo.

Imagine que a questão em pauta seja “como agilizar o processo de entrega do e-commerce aos clientes”. No brainstorming oposto, você vai perguntar: “Como retardar o processo de entrega do e-commerce aos clientes”.

As respostas à essa última questão irão mostrar o que não se deve fazer.

Além disso, pontos negativos que possam estar passando despercebidos poderão vir à tona.

Trabalhar a questão minuciosamente e observar o foco por vários ângulos diferentes podem trazer questões que não poderiam ser analisadas de outra forma.

Se Coloque no Lugar de Alguém Que Você Admira

Imaginar o que alguém a quem admiramos faria naquela situação pode ser uma ótima ideia.

Muitos cristãos utilizam uma espécie de bússola para a vida, tendo como filosofia “o que Jesus faria?”.

Essa ideia serve como termômetro para eles, ajudando-os a saber que passo dar para a resolução de determinada situação.

Em todas as ocasiões da vida podemos aplicar essa ideia, imaginando o que alguém a quem admiramos faria na circunstância em que nos encontramos.

Para trabalhar sua posição dentro do brainstorming, alinhando ao tema que orienta a técnica, imagine o que aquela pessoa que tanto admira faria. E faça isso.

Mapa mental – Mind Mapping

Imagine se pudesse dar uma resumida no problema em questão.

Pois a ideia do mind mapping é justamente isso, resumir a questão que está sendo abordada em apenas três palavras.

Identifique três termos que expressem a ideia de forma clara e deixe que a equipe trabalhe a partir delas.

Para isso, basta colocar as três palavras em uma folha, e cada integrante vai escrevendo palavras que sejam relacionadas de alguma forma àquelas iniciais. É interessante conectá-las por linhas.

Após esgotar as ideias, faça o mesmo com as palavras derivadas das iniciais e vá trabalhando dessa forma até esgotarem as ideias.

Ou até surgir uma boa ideia!

Brainstorming tangível

Sempre que posso mostrar exemplos para vocês, que acompanham meu trabalho, eu mostro.

Essa é a melhor maneira para comprovar que todas essas técnicas que estou ensinando dão resultado!

Não é apenas uma maneira de corroborar o que estou dizendo. É uma maneira de mostrar que realmente existem empresas que trabalham de determinada maneira e conseguem atingir suas metas.

Isso estimula os sentidos, a saber e ver aquilo que é “palpável”.

Sempre que possível, leve para sua equipe objetos que tenham a ver com o que está sendo trabalhado.

Por exemplo: você está reunindo sua equipe para encontrar maneiras de otimizar o rótulo de um shake para pessoas que gostariam de perder peso.

Leve o produto para a mesa. Deixe que todos vejam, segurem com as mãos.

Você pode levar também outros possíveis rótulos.

E até mesmo pode dar um toque fitness à reunião, levando alguns objetos ou imagens para o local onde vai acontecer o brainstorming.

Levar a equipe para a realidade do público-alvo, por meio de cenários ou objetos, cria empatia, e cada pessoa consegue se colocar no lugar do cliente.

Imaginar suas expectativas, necessidades e dificuldades tornarão o brainstorming mais eficiente e proporcionarão a chance de fidelizar o cliente.

Técnica Chuva de Ideias Rápidas

Brainstorming ideias rápidas

Há duas formas de essa técnica ser realizada. Na primeira, você pode colocar um cronômetro no centro da mesa.

Todas as ideias devem ser trabalhadas dentro do tempo estabelecido. O foco não é deixar os integrantes da equipe ansiosos ou pressionados, mas sim limitar o tempo do brainstorming.

Não cabem perguntas como “será que isso realmente vai funcionar?”. Todas as ideias devem ser ditas pelos integrantes da equipe e anotadas pela pessoa designada para tal tarefa.

As divergências também podem perder espaço, visto que o tempo é apenas para “despejar” as ideias na mesa.

Outra forma é falar apenas uma palavra e, a partir dela, todos começarem a dizer palavras relacionadas.

Como a criatividade é utilizada para expressar ideias e não como um conceito, a velocidade do brainstorming aumenta.

Após o fim dessa etapa, basta encontrar maneiras de combinar essas palavras para encontrar possíveis soluções.

É uma forma divertida de fazer um brainstorming.

Técnica do Mural de imagens

Segundo informações coletadas pelo Carreira Solo, o cérebro registra imagens 60.000 vezes mais rápido do que textos.

Essa é uma informação já sabida há muito tempo no marketing, por isso tanta preocupação com as cores, fontes e logotipos.

E seu brainstorming pode se valer dessa informação, utilizando imagens para estimular o cérebro dos integrantes da equipe.

Crie um mural com imagens relacionadas ao tema, uma coletânea de imagens que estejam relacionadas.

As imagens podem ser retiradas de onde o coordenador da reunião achar melhor.

Trabalhar utilizando o visual pode dar a chance ao profissional de se “transportar” até o problema e, dessa maneira, conseguir enxergar mais nitidamente a solução.

O visual vai expandir as linhas de raciocínio, aumentando as chances da solução ideal surgir.

Jogos de Improviso

A improvisação é algo natural para todos nós.

Quantas vezes você precisou inventar uma resposta rápida para fugir de ter que dar maiores explicações sobre um tema ou para não prolongar uma conversa?

O fato é que a improvisação aumenta o fluxo criativo e evita bloqueios.

Trabalhar sempre no mesmo ambiente, com as mesmas imagens, faz com que o cérebro se acostume e deixe de trabalhar na sua alta performance.

Por isso eu afirmo que quanto mais relaxado for o ambiente, mais os membros da equipe se sentirão à vontade para falar sem timidez ou insegurança.

O CEO da RoundTable Companies, Corey Blake, falou ao Huffington Post sobre quando ele e sua equipe de executivos começavam o brainstorming com uma série de jogos de improvisação.

“Essa experiência abria nossa cabeça e preparava a equipe para o trabalho antes de mergulhar em um brainstorm mais tradicional.

O resultado era um mergulho mais profundo em nossa exploração e mais risadas e diversão, o que aumentava nossa aptidão para criatividade”.

Encontrar a solução para um problema – ou otimizar algum setor como sites, por exemplo – pode ser muito estressante.

Se existe uma maneira de tornar isso mais leve, por que não fazê-lo?

Técnica das Soluções Impossíveis Para o Problema

As ideias da equipe não precisam ficar entre os “parâmetros”.

Incentive as ideias diferentes, novas e inovadoras, por mais que essas não sejam soluções que pareçam possíveis.

Retire as restrições e permita que a equipe trabalhe livremente, sem se prender às questões que limitem o desenvolvimento.

Permita que todos transfiram suas ideias e não julgue ou critique nenhuma delas. É possível que a solução apareça mesmo nas ideias mais diferentes.

Pode parecer que esse tipo de técnica não seja produtiva, mas pode acreditar quando digo que é sim.

Peça para que os integrantes falem as mais inusitadas soluções e anote todas.

Após a finalização desta etapa, é hora de começar a procurar maneiras de tornar tais ideias possíveis.

Incentive a equipe a encontrar maneiras para fazer com que essas ideias “absurdas” se tornem palpáveis e é exatamente nesse momento que pode surgir uma solução.

Técnica Recursos Infinitos

Imagine poder desenvolver uma ideia sem ter que se preocupar com os recursos físicos.

E não falo apenas do financeiro, mas também sobre tempo, pessoas, esgotar todas as possibilidades, etc.

Esse é o conceito trabalhado aqui.

Dessa maneira, incentive a equipe a pensar em novas soluções, observar sob outras perspectivas e não critique qualquer ideia que possa surgir.

A solução pode aparecer, ainda que não seja possível em um primeiro momento implementá-la na empresa.

Brainstorming Individual

Apesar de em todos os momentos eu citar o brainstorming em grupo, é possível que um brainstorming individual seja necessário.

Da mesma maneira que é trabalhada no grupo, essa técnica quando trabalhada individualmente pode instigar a criatividade.

Quando feita de maneira individual, a técnica pode ser realizada em qualquer altura ou quantas vezes forem necessárias.

A vantagem é que não precisará organizar uma reunião para várias pessoas, que é algo que exige tempo e dinheiro (algumas vezes).

E para ser sincero, muitas vezes as pessoas conseguem trabalhar sua criatividade muito melhor sozinhas do que em grupo.

Essa acaba sendo a técnica escolhida por algumas pessoas por permitir a liberdade de escolher quando e como fazer.

Algumas ocasiões em que o brainstorming individual é necessário:

  • Quando trabalha sozinho
  • Quando é autônomo
  • Não existe a possibilidade de fazer sessões em grupo
  • Os funcionários não se adaptam ao brainstorming
  • Os envolvidos no brainstorming não conseguem evitar discussões
  • O brainstorming em grupo exige muito tempo e investimento para que seja possível
  • O problema não é algo tão grande que compense um deslocamento de profissionais.

Exemplos de Brainstorming (Práticos)

Brainstorming exemplos

Vou citar exemplos de empresas que podem (e devem) utilizar o brainstorming para solucionar alguns problemas, independentemente se são novas ou veteranas.

Uma clínica que não atende a 20% das ligações recebidas, gerando “buracos” na agenda médica.

O problema está claro.

Todos os setores farão críticas que certamente cairão sobre o responsável pelo call center.

Pode ser esse o momento exato para o brainstorming. Reúna sua equipe e faça perguntas como:

  • Qual o período em que mais ligações são perdidas?
  • Por que se perdem tantas ligações justamente nesse período?
  • Os profissionais envolvidos no setor durante esse período sabem exatamente suas funções?

Partindo daí, é possível encontrar falhas e discutir correções.

Uma outra empresa não consegue entregar, no tempo estipulado, os produtos que são adquiridos em sua página na internet.

Está claro: essa companhia tem dificuldades em respeitar os dias pedidos para a entrega. Assim, os problemas estão na comunicação entre a plataforma e a empresa que faz a entrega.

  • Qual a média do tempo de atraso?
  • Quanto tempo leva entre a compra feita e a comunicação com a empresa?
  • A empresa responsável pela entrega conta com frota para cobrir todos os pedidos?

O concorrente, que vende exatamente o mesmo produto, leva uma fatia muito maior do bolo.

Mesmo os produtos sendo muito parecidos, o concorrente está levando boa parte do público.

  • Quais canais aproximam mais a marca do público-alvo?
  • Que cores as campanhas e anúncios utilizam?
  • Como é a experiência do usuário em sua página e quais são os pontos fortes?

Dicas Para o Brainstorming Fluir Bem

Brainstorming fluir equipe

Como eu sempre digo nas técnicas que ensino: não existe apenas uma receita.

Toda empresa deve estudar as técnicas e adaptá-las à sua realidade.

Mas assim como não existe receita, existem alguns passos que podem ser seguidos como modelo em qualquer situação, apenas para ter de onde partir.

Vamos conhecer quais são?

Limite a Quantidade de Pessoas

Na teoria, um maior número de pessoas significa um maior número de ideias, porém na prática a coisa é um pouco mais complicada.

Colocar um grande número de pessoas para apresentar ideias pode causar conflitos ou falta de foco.

Porém, é bastante interessante trabalhar para ter um grupo heterogêneo – que conte com homens, mulheres e em alguns casos, até mesmo clientes – para ter vários pontos de vista do problema e da possível solução.

Mas é fundamental chamar pessoas que estejam a par de toda a situação. Especulações não ajudarão em nada.

Se for pra dizer um número de pessoas, eu diria que algo entre 6 e 12 pessoas.

Se optar por menos de 6 pessoas, pode acontecer uma escassez de ideias, e um número acima de 12, um excesso de ideias.

Encontrar o equilíbrio é de suma importância.

Acredito que cada membro que integra o grupo, independente de este conter 6 ou 12 pessoas, deve lembrar que ideia alguma deve ser criticada ou comentada e também evitar os desentendimentos.

A ideia aqui é chegar a uma solução para determinado problema e não virar uma reunião onde só aconteçam discussões.

Foque em Quantidade em vez de Qualidade

Soa um pouco estranho toda vez que se lê “em vez de qualidade”, já que tudo o que fazemos precisa ter a melhor qualidade possível.

De qualquer maneira, nessa altura é possível entender a ideia do brainstorming, não é verdade?

O termo “tempestade de ideias” fala justamente da quantidade de ideias que devem surgir em pouco tempo, ou seja, tudo o que vier à mente – que tenha relação com o tema – deve ser colocado no mural.

E justamente por essa característica que não devem existir julgamentos, críticas ou utilizá-las como portas de entrada para uma discussão.

Incentive os integrantes da equipe designada para o brainstorming a falar tudo o que vier à mente, por mais que a ideia pareça absurda.

Criatividade e iniciativa ganham bastante destaque. Procure observar quais pessoas têm essas características.

E sempre peça para a pessoa responsável pelas anotações para não perder nenhuma ideia.

Em meio a tantas ideias você vai conseguir garimpar algumas (ou muitas) soluções interessantes, por isso a importância da quantidade.

Aqui, quanto mais, melhor.

Utilize Músicas Para Estimular a Criatividade

Como você deve imaginar, não estou falando para colocar qualquer estilo musical no brainstorming.

Isso poderia colocar uma equipe em conflito (por gostos diferentes) e gerar impulsos que não tenham a ver com o momento.

O ideal é a música clássica.

Esse estilo musical ativa os genes associados à função cerebral e estimula a memória, o aprendizado e, consequentemente, a criatividade.

Coloque compositores eruditos como Beethoven, Bach, Mozart ou Verdi, por exemplo, mas a lista é extensa.

Fica a critério do gestor.

A altura da música deve ser baixa, apenas para um som de fundo. O foco é a troca de ideias, e isso pode se tornar algo irritante se tiver que ficar gritando.

Reúna Pessoas Com Perfis Diferentes

Brainstorming perfis diversidade

Perfis diferentes podem trazer ideias diferentes.

Procure deixar sua equipe com o máximo número de perfis que conseguir, como homens, mulheres, pessoas maduras, jovens, recém chegados e veteranos, entre outras características que achar interessante.

Se por acaso for difícil alternar dessa maneira, você pode utilizar a técnica dos chapéus do pensamento.

“Neil, vou ter que colocar chapéu nos integrantes?”

Não, é apenas uma representação.

Mas levando em conta que todo tipo de estímulo deve ser utilizado, acredito que os chapéus propriamente ditos podem ser uma excelente ideia.

Você vai separá-los por 6 cores, uma para cada.

No caso da equipe contar com 12 pessoas, basta apenas duplicar as cores, deixando cada dupla de pessoas com a mesma cor.

  • Chapéu Branco: O portador (ou portadores) desse chapéu devem focar nos dados e informações disponíveis. Analisar o que já se tem, procurar falhas existentes e propor soluções. Também vale analisar tendências.
  • Chapéu Vermelho: Analisar os problemas utilizando a intuição, a emoção e a reação instintiva. Também é importante antecipar a reação emocional das outras pessoas.
  • Chapéu Preto: Observar os pontos negativos das sugestões e soluções. Na hora de selecionar as ideias, aponte todas as possíveis falhas e caminhos errados que a solução poderá abrir à empresa.
  • Chapéu Amarelo: Ao contrário da opção acima, o portador do chapéu amarelo deverá apontar os pontos positivos, ou seja, aqueles pontos fortes que podem fazer toda a diferença e quais valores serão agregados.
  • Chapéu Verde: Ofereça esse chapéu aos criativos. As ideias e soluções devem ser inovadoras e fugir do “tradicional”. As ideias aqui não fluem com tamanha agilidade porém podem ser únicas.
  • Chapéu Azul: Esse chapéu é da pessoa que preside a reunião e ela pode direcionar as ideias para outros chapéus, de acordo com a necessidade.

Planos de contingência podem ser passados para o chapéu preto, por exemplo.

Preparação Pré-Reunião

Sempre foque em criar um ambiente confortável para o brainstorming. Essa é a melhor maneira de deixar todos à vontade para falar.

Opte por lugares bem iluminados e que tenham espaço o suficiente para receber todas as pessoas e todos os objetos que podem ser utilizados como lousa, papel, caneta, entre outros.

Locais adequados para água, café ou chá para a equipe.

Deixe a equipe debater de maneira genérica o assunto do brainstorming para que todos se familiarizem, evitando sempre os excessos. Esses podem limitar as ideias.

A técnica – ou as técnicas – que será utilizada na reunião já deve estar definida pelo mediador.

Se notar que as pessoas estão perdidas ou não estão conseguindo se encaixar no brainstorming, proponha algum tipo de dinâmica para deixar todos mais relaxados.

Quando notar que todos estão mais tranquilos, é hora de começar o brainstorming.

Explique a técnica para as pessoas se por acaso é a primeira vez. Se não, já pode dar início à sua tempestade de ideias.

Saiba Responder a Ideias Ruins

Como já falei algumas vezes aqui no artigo, uma das principais características do brainstorming é não existir o julgamento, a crítica ou a autocrítica.

Vamos falar sobre cada um deles.

  • Julgamento: Quando acontecer, a pessoa se sentirá constrangida para apresentar mais soluções. Deixe que todos falem e lembre-se que o julgamento não vem apenas através das palavras. Controle as expressões faciais.
  • Crítica: Além de criar um clima constrangedor, é possível que uma discussão aconteça. É preciso deixar claro que todos devem falar sem medo de censura ou críticas. Isso vai garantir que todas as técnicas sejam possíveis.
  • Autocrítica: Você precisa fazer com que todos estejam à vontade para que isso não aconteça. A autocrítica vai criar barreiras e isso é uma das piores coisas que podem acontecer no brainstorming.

Após o término da sessão, você poderá descartar as ideias ruins ou medianas sem que ninguém saiba quais foram.

Todos devem contribuir!

Se for para selecionar pessoas que não vão trabalhar em sua alta performance, faça um brainstorming individual.

Parece rude dizer isso, mas é a verdade.

De nada adianta selecionar uma equipe que não vai agregar nenhum valor às reuniões.

Então, escolha bem quem será a pessoa a presidir o brainstorming, quem ficará responsável por escrever e/ou organizar as ideias e quem serão as pessoas responsáveis pela chuva de ideias.

Lembre-se sempre de evitar a mistura de hierarquia (todos devem estar no mesmo nível) selecionando pessoas que estejam em condições parecidas dentro da empresa.

Ferramentas para Brainstorm online

planta baixa com laptop

Depois dessa aula sobre brainstorming, imaginei que você poderia gostar de conhecer alguns programas online para começar a dar os primeiros passos. Acertei?

A vantagem dessas ferramentas é a praticidade de poder trabalhar com sua equipe sem precisar sair de casa ou de uma estrutura para realizar reuniões.

Além disso, elas quebram um super galho na hora de organizar as ideias, deixando tudo mais fácil de entender.

Portanto, não deixe de conferir essas dicas que trago a seguir.

1. MindMeister

Com mais de 10 milhões de usuários, o MindMeister é considerado como a melhor ferramenta online em termos de mapeamento mental.

Ele funciona para a criação e edição de brainstorming, anotações, planejamento de projetos e várias outras tarefas criativas, como:

  • Sincronização contínua de mapas e pastas em sua conta online grátis
  • Compartilhamento de mapas diretamente no seu dispositivo
  • Adição de ícones, cores, estilos, limites e temas de mapas
  • Edição e visualização de notas, links e tarefas sobre ideias.

Com ele, você pode adicionar ideias e criar elementos visuais a partir de palavras-chave e deixar a criatividade rolar solta.

Outra função bacana do MindMeister é que ele permite que você trabalhe em equipe, podendo compartilhar suas ideias em tempo real com seus amigos ou colegas de trabalho.

Assim, cada um pode fazer suas alterações, incluir novas ideias e se comunicar por meio de um chat.

Para isso, basta que todos estejam online no mesmo mapa.

Com versões pagas e gratuitas (esta, com funções limitadas), a ferramenta funciona direto pelo navegador ou em dispositivos Android.

2. Stormboard

Disponível para os sistemas Android e iOS, o Stormboard também pode ser acessado pelo navegador do seu computador.

A proposta dessa ferramenta é servir como uma mesa de reunião online para que os participantes organizem suas ideais.

Para tornar os brainstorming mais interativos, a ferramenta também permite a escolha de diferentes layouts para as mesas de discussão de acordo com o tema debatido.

Embora esteja disponível somente na versão em inglês, o Stormboard é altamente intuitivo e fácil de mexer. Não é à toa que ele já é sucesso em 181 países.

É como a própria plataforma descreve: você leva apenas um minuto para aprender a usar e cinco minutos para dominá-la.

Você também pode convidar até cinco pessoas para suas reuniões online na versão gratuita do programa.

3. GroupMap

Sabe aquelas reuniões de trabalho em que algumas pessoas sempre dominam as conversas enquanto outras mal conseguem ser ouvidas?

Pois o GroupMap foi criado justamente para acabar com esse problema.

Funciona assim: primeiro, cada membro vai expor sua ideia em modo privado sobre determinado tema.

Depois, quando a ferramenta identificar que todo mundo já concluiu essa tarefa, é que ela vai tornar públicas as respostas do grupo.

Assim, todos conhecem as ideias dos colegas em tempo real e ninguém fica para trás.

O GroupMap oferece um período de experimentação gratuita.

4. bubbl.us

O bubbl.us permite organizar as ideias de maneira hierárquica em mapas visuais online.

Com a estrutura em forma de organograma, a ferramenta ajuda o usuário a construir um mapa mental de maneira rápida, simples e divertida.

Você pode construir até três mapas mentais sem pagar nada.

5. Miro

Essa é uma plataforma online colaborativa para você e seus amigos trabalharem como se estivessem dentro da empresa.

Isso porque ela é super elaborada e oferece múltiplas funções, como compartilhamento de ideias em tempo real por meio documentos, fotos e até videoconferências.

A ferramenta pode ser usada online e também está disponível para iOS e Android, caso queira baixá-la.

Dois milhões de usuários estão ativos na plataforma atualmente.

O Que Fazer Depois da Reunião: Hora de Agir!

Brainstorming agir

Fuja da comodidade de que apenas as ideias adequadas à realidade da empresa devem ser selecionadas.

É necessário expandir a mente e escolher todas aquelas soluções que te agradam, sem que para isso acesse tanto o lado racional. Ficar procurando a maneira de realizar tais ideias pode prejudicar a seleção.

Você pode escolher as ideias que inspirem o grupo a construir protótipos, realizar trabalhos em equipe ou qualquer outras que vão de encontro com aquilo que procura para sua empresa.

Não cometa erros na escolha dessa equipe.

Se não quer fazer isso sozinho, peça para que o grupo selecione uma ou duas ideias para cada uma das categorias abordadas no brainstorming, como a mais ousada ou a mais prática, entre tantas outras.

Vá fazendo um funil com essas ideias e, dessa maneira, conseguirá chegar a uma solução já pronta ou poderá agregar as ideias que mais gostar e chegar a um denominador.

A implementação da ideia deve acontecer de maneira natural, respeitando a forma como a empresa trabalha e também os funcionários.

E tenha sempre em mente que é necessário ter paciência. Toda implementação leva um tempo!

Conclusão

Um brainstorming bem elaborado e ministrado poderá lançar uma solução inovadora e radical para o problema da sua empresa.

Assim como pode sugerir uma solução simples que fará toda a diferença.

As pessoas que estruturam a empresa vão se sentir mais integradas, se comprometendo em trabalhar da melhor maneira possível para que o brainstorming surta o efeito desejado. Afinal, elas fizeram parte do processo.

Lembre-se de que julgamentos e críticas não servirão de nada e que quantidade é melhor que qualidade (neste caso).

Selecione qual técnica se encaixaria melhor à sua empresa e à sua equipe e comece hoje mesmo a elaborar sua tempestade de ideias!

A propósito, você já fez brainstorming? Utiliza técnicas diferentes das que citei aqui? Fale sobre isso nos comentários! Será um prazer conhecer novas ideias!

Compartilhe