Landing page grátis ou baixo custo: conheça 13 opções e preços

baixo custo em landing pages

Frequentemente, as pessoas me perguntam como criar uma landing page grátis.

Afinal, muitos reconhecem a importância do recurso, mas nem todos possuem orçamento ou capacidade de investimento necessária para utilizar ferramentas pagas.

A boa notícia é que existem, sim, plataformas gratuitas para a criação de ótimas páginas de conversão, além de outras de custo baixo, que se encaixam mesmo na realidade de pequenos negócios.

Elas são essenciais em estratégias de marketing digital, já que concentram todos os esforços em fazer com que o usuário realize uma ação desejada.

Como sabemos, as estratégias online são planejadas e estruturadas para seguir um fluxo.

É por isso que tal artifício é tão relevante para quem deseja ter sucesso nesse ramo.

Você, provavelmente, ficou curioso para saber quais são os principais métodos de construção de landing pages grátis ou de baixo custo, não é mesmo?

Então, chegou ao local certo.

Nas linhas a seguir, vou mostrar como é possível gerar páginas de captura, conversão e vendas – e economizar ao mesmo tempo.

Antes de continuar, se você quer aumentar sua vendas e saber quais são as melhores estratégias para promover seu negócio online, clique aqui para receber o Guia Completo de Marketing Digital.

guia completo de marketing digital

O que é uma Landing Page?

como ter uma landing page gratis

Antes de prosseguir, é preciso compreender a fundo o que é uma landing page.

Em uma tradução literal, significa “página de aterrissagem”.

Ou seja, é o local dentre as páginas da internet para o qual você deseja que o usuário vá.

Isso quer dizer que, de maneira geral, uma landing page pode ser qualquer página que você assim determina como tal.

Ou seja, a home page de um site, uma página de blog ou a página de produto de uma loja virtual.

No entanto, isso soa um tanto quanto genérico.

É por isso que, na maioria das vezes, são assim chamadas somente as páginas de extrema relevância para a estratégia.

Em outras palavras, páginas-chave para que o usuário chegue até elas e execute uma ação específica.

São tão importantes que é muito comum que ganhem uma página que estimula diretamente a atividade, sem outros elementos para compartilhar a atenção do leitor.

Em estratégias de inbound marketing, por exemplo, podemos utilizar uma landing page gerar leads.

Você, provavelmente, já “aterrissou” em um local que o estimulava a baixar um e-book.

Se parar para pensar, percebe que esse tipo de página costuma ter uma breve descrição, uma imagem e uma chamada para a ação.

Nada de menus, pop-ups, links, aplicações ou coisas do tipo.

Esse é um bom exemplo de página de captura, cuja função é fazer com que o usuário forneça o e-mail e prossiga em sua jornada dentro do funil de vendas.

É por essa razão que landing pages são relacionadas a objetivos específicos.

Converter visitantes em leads, realizar vendas ou convidar o internauta para se inscrever em um curso são apenas alguns exemplos.

Nas ações de marketing de entrada, temos os objetivos de atrair, converter e fechar um negócio.

Enquanto o SEO e as redes sociais são utilizados para o primeiro, as landing pages aparecem para otimizar as atividades dos dois últimos.

Apesar de existirem padrões, metodologias e momentos nos quais ela é normalmente utilizada, a verdade é que não existem limites para o uso desse recurso.

Qual a Diferença entre Landing Page e Homepage

diferenlça da landing page para a homepage

É muito comum que as pessoas confundam landing pages com homepages.

No entanto, elas são bem diferentes, muito embora uma homepage possa ser definida como uma landing page, se você assim desejar.

O fato é que uma homepage é sempre a página inicial de um site.

Enquanto a homepage é o portão de entrada para a sua fortaleza digital, as landing pages são os setores mais importantes, que incorporam a sua presença no ambiente online.

Nessa analogia, seriam os escritórios e salas de reunião onde são fechados negócios e parcerias.

No entanto, não se engane.

Existem muitas empresas que utilizam a recepção com objetivos de marketing.

É o que ocorre, por exemplo, quando há um botão chamativo convidando o visitante a entrar em contato com a empresa, realizar um teste gratuito do produto ou se inscrever em uma newsletter.

Você lembra que uma landing page tem um objetivo único, não é mesmo?

Pois é.

É comum encontrar páginas iniciais cuja função é fazer com que o usuário conheça o produto ou a empresa.

Por conta disso, há elementos descritivos sobre eles, cumprindo a sua finalidade.

O que uma landing page deve conter

funçoes de uma landing page

Como dito, uma landing page tem um objetivo único.

Com isso, quero dizer que essa página não deve ser poluída.

Ao contrário disso, deve ir direto ao ponto e preparar o terreno para que o usuário realize a ação desejada.

Ou seja, sem distrações.

Não se esqueça: elas são usadas em momentos cruciais em uma estratégia.

Por isso, você deve minimizar o risco de o leitor abandoná-la.

Em outras palavras, inserir somente o necessário.

A seguir, conheça quais são os elementos que regularmente são vistos em landing pages.

Objetivo

Toda landing page tem um propósito.

Por isso, deve ser otimizada para tal.

Um bom exemplo são as páginas de produto em um e-commerce.

Nesse caso, o objetivo é fazer com que o comprador coloque o item no carrinho.

Portanto, essa página contém a imagem, a descrição e outros atributos referentes ao elemento em questão.

Essa é sua função primária, muito embora há quem opte por oferecer também itens relacionados ou outras promoções.

Existem mais finalidades possíveis, como fazer com que o usuário baixe um ebook, se inscreva em um webinar ou solicite um orçamento.

Proposta de valor

Você já imaginou como seria difícil convencer alguém a realizar uma ação apenas com uma imagem?

Vamos pensar em uma página cuja função é fazer com que o usuário faça o download de um material em PDF de uma pesquisa de mercado.

Somente um botão com os dizeres “clique aqui para baixar” não parece muito atraente, não é mesmo?

É por isso que você precisa ter uma proposta de valor, uma explicação do porquê aquele material é valioso.

Nesse caso, um texto curto com observações relativas ao que será encontrado no documento vem a calhar.

Aqui, o foco reside nos benefícios gerados ao realizar a ação.

Lembre que a atividade exige um esforço do usuário, que terá que fornecer seu endereço eletrônico e outras informações para ter acesso ao conteúdo.

Se ele não se convencer das vantagens, provavelmente, abandonará a página, e não é isso que queremos.

A relação deve ser mutuamente benéfica, então, faça com que o leitor enxergue o lado positivo da coisa.

Call to Action

Não devemos menosprezar a força dos verbos imperativos.

Muitas vezes, um call to action é tudo que o usuário precisa para realizar o clique final.

As chamadas para a ação são o seu objetivo final, no fim das contas.

É por meio dela que o leitor finaliza a conversão.

“Clique aqui”, “baixe o e-book”, “inscreva-se na newsletter” são bons exemplos.

Naturalmente, o botão deve ser chamativo, convincente e inconfundível.

Também costumam ser utilizadas cores de destaque para que o leitor não tenha dúvidas sobre onde ele deve clicar para gerar o resultado esperado.

Se o sua CTA estiver mal posicionado, for discreto ou confuso, o próximo passo poderá ser o fechamento da página.

Depoimentos positivos

No mundo digital, as pessoas confiam umas nas outras.

Por conta disso, muitas vezes, os depoimentos de outros usuários são inseridos em páginas de conversão.

Os testemunhos de consumidores têm muito a agregar nessa estratégia.

Eles são a prova social dos ganhos, a confirmação dos benefícios gerados ao realizar a ação.

Diferentemente dos demais, esse recurso não é obrigatório, mas pode ser uma boa ideia para melhorar ainda mais os resultados.

Quanto custa fazer uma Landing Page?

custos de uma landing page

Ao chegar até aqui, você deve estar se perguntando quanto precisará investir para criar a sua própria landing page.

E também se consegue fazer uma landing page grátis.

Para esta segunda questão, eu tenho uma resposta: sim, você pode experimentar várias das ferramentas disponíveis por um período de testes, sem cobrança.

Mas também pode experimentar as versões pagas por baixo custo.

Existem diferentes plataformas no mercado, das simples às dinâmicas.

Por isso, é possível criar esse tipo de página desde o custo zero aos muitos cifrões.

Obviamente, as gratuitas possuem recursos limitados, ao passo em que as pagas oferecem infinitas possibilidades de personalização.

A seguir, vamos conhecer algumas das principais disponíveis no mercado.

1. Instapage

Valor: 149 dólares por mês ao assinar o plano anual.

Bônus: demonstração de software.

A ferramenta de edição de landing pages conhecida como Instapage é uma das soluções mais utilizadas no mercado.

Com um design simples, até mesmo editores iniciantes podem criar suas páginas de captura e conversão sem problemas.

Também se preocupa com a performance em dispositivos móveis.

site de landing pages instapage

2. Wishpond

Valor: 49 dólares por mês ao assinar o plano anual.

Bônus: teste grátis por 14 dias.

O software desenvolvido para múltiplas funcionalidades em marketing Wishpond é uma alternativa interessante.

Ele oferece uma grande diversidade de templates, facilitando o trabalho do criador.

Seu editor abre mão de códigos complicados, trazendo ao usuário uma amigável experiência por meio da tecnologia de arrasta-e-solta.

3. Optmizely

Valor: não informado.

Uma das mais populares ferramentas do mundo, a Optimizely é mais uma opção que agrada aos clientes.

Ela é integrada a soluções de análise de dados, o que abre várias portas para obtenção de insights.

Além disso, permite a realização de testes A/B automáticos, uma mão na roda para profissionais da área.

Entretanto, essa solução é voltada a empresas do segmento enterprise, o que, muitas vezes, inviabiliza seu uso para pequenos e médios negócios.

4. MailerLite

Valor: 10 dólares por mês no plano até 1.000 inscrições no mailing.

Bônus: plano gratuito para até 12 mil e-mails por mês.

Voltada à automação de marketing em geral, a MailerLite tem sua própria ferramenta de edição de landing pages.

De fácil uso, ela permite inserir divisores, ícones de contato e formulários sem que o responsável precise ter conhecimentos avançados.

5. MailChimp

Valor: 9,99 dólares por mês no plano essencial.

Bônus: Plano gratuito para até 7 canais de marketing.

Plataforma integrada de marketing, a MailChimp se destaca por ser all-in-one (tudo-em-um).

E-mail marketing, lead scoring, análise de dados e muito mais.

Especificamente em sua ferramenta para criação de landing pages, é possível variar os formatos, templates e objetivos.

6. Omnisend

Valor: 16 dólares por mês no plano standard.

Bônus: Plano gratuito até 15 mil e-mails por mês.

Plataforma com foco em comércio eletrônico, a Ominisend é perita em páginas de captura para aumento da base de leads.

As campanhas recolhem dados automaticamente, que podem ser integrados e compartilhados com a equipe em tempo real.

Para quem procura landing page grátis, vale considerar a opção.

7. Ontraport

Valor: 79 dólares por mês no plano básico.

Bônus: Teste grátis por 14 dias.

A Ontraport é mais uma ferramenta voltada à criação de landing pages que facilitam a navegação do usuário e otimiza os ganhos do investidor.

São milhares de templates, botões, ícones e formulários disponíveis, entre outros recursos muito interessantes.

8. Wix

Valor: 19 reais por mês no plano unlimited.

Opção muito utilizada no cenário brasileiro, o editor de sites Wix é mais um que proporciona a possibilidade de criar páginas de conversão com imensa facilidade.

Isso porque seu design é intuitivo e amigável, necessitando apenas arrastar e soltar as peças para que se encaixem como desejado.

9. Weebly

Valor: 5 dólares por mês ao assinar o plano anual.

Bônus: versão limitada gratuita.

A flexível plataforma Weebly funciona para sites, automação de marketing e lojas virtuais.

Sua ferramenta de criação de páginas de conversão é prática e eficiente.

10. Strikingly

Valor: grátis ou a partir de 7 dólares/mês no plano de 2 anos.

Bônus: versão gratuita.

Entre os criadores de sites, o Strikingly funciona bem como opção gratuita para landing pages.

Você pode testar os recursos da ferramenta sem pagar nada, embora o acesso seja restrito.

Há boa variedade de templates e, se você investigar bastante, vai achar opções de design muito legais.

11. Ucraft

Valor: grátis ou a partir de 10 dólares/mês.

Bônus: não há custos para conectar seu domínio.

No Ucraft, o diferencial talvez esteja em opções de design elegante, o que permite a você impactar os usuários com landing pages marcantes.

Na versão grátis, assim como acontece nas demais ferramentas, um pequeno anúncio é exibido na peça.

12. Webnode

Valor: partir de R$ 11,95/mês.

Bônus: pode ter seu dinheiro de volta em 15 dias, se não aprovar a ferramenta.

Um ponto positivo da Webnode está nos templates.

Este criador de sites não trabalha exclusivamente com landing pages, mas tem modelos que se adaptam muito bem a esse objetivo.

E tem disponibilidade em português, com cobrança em reais.

13. Carrd

Valor: partir de 9 dólares por ano.

Bônus: integração com outras ferramentas de marketing essenciais.

Por fim, temos a Carrd, uma das novatas da lista, mas que tem chamado a atenção por templates bonitos e responsivos – que se adaptam a todo o tipo de tela.

Tem plano grátis, mas com limitações.

Vale conhecer a versão paga, que está entre as mais baratas – apenas 9 dólares por ano.

Exemplo de uma landing page grátis

Como visto, várias das ferramentas citadas oferecem possibilidades gratuitas de criação de landing pages.

No entanto, uma das mais comuns é a Hello Bar, que não é exatamente uma ferramenta, mas um plugin de WordPress.

A própria home page da empresa é um bom exemplo de como ela funciona.

Observe:

Ela possui planos mais avançados, que oferecem uma nova gama de possibilidades.

No entanto, a versão de landing page grátis da ferramenta pode dar conta do recado.

Conclusão

Neste artigo, você viu que é possível criar landing pages grátis ou com baixo investimento.

Conferiu conceitos básicos sobre o que é esse recurso e qual é a diferença para uma home page.

Também soube o que uma página de conversão deve conter para otimizar os resultados do negócio.

Além disso, conheceu algumas das principais ferramentas do mercado para criar suas landing pages gratuitas ou a baixo custo.

Esse texto foi útil para você? Eu espero que sim.

Caso reste alguma dúvida ou tenha uma dica, deixe um comentário.

Qual das ferramentas de landing page grátis você já usou?

guia completo de marketing digital

Compartilhe