Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Inbound marketing: o guia completo sobre a estratégia e as inovações para 2024

inbound marketing

Você está pronto para disparar o sucesso da sua empresa? Se sim, você precisa concentrar seus esforços em inbound marketing. Em vez de transmitir para o cliente, como o marketing tradicional faz, o inbound se concentra em criar razões para o cliente vir até você.

De acordo com o HubSpot, que cunhou o termo “inbound marketing” em 2006, a estratégia consiste em quatro estágios.

Primeiro, você trabalha para atrair um visitante usando um conteúdo convincente e que apareça nos resultados de busca.

Em seguida, você converte esse visitante em um lead. Então, você fecha um negócio e cria um cliente.

Finalmente, você faz esse cliente feliz com conteúdo estelar.

É um sistema comprovado que funciona para as melhores empresas do mundo e lançou dezenas de empresas às alturas.

Neste artigo, você aprenderá as dezenas estratégias de inbound marketing que eu recomendo que você use para expandir sua empresa, de forma descomplicada e inovadora. Vamos começar?

Antes de continuar, um recadinho: eu e meu time passamos os últimos meses escrevendo um material essencial para você, nosso guia de melhores estratégias de marketing digital. Que tal baixar e dar um confere? É gratuito!

O que é inbound marketing?

Inbound Marketing é uma estratégia que atrai clientes por meio de conteúdo relevante e interações autênticas. Ele transforma pessoas que nem conheciam suas soluções em defensores da marca. É essencial para empresas que desejam crescer de forma sustentável e construir relações duradouras.

Na prática, a estratégia contempla as ações de compartilhamento de conteúdo específico para um segmento, em diferentes etapas da jornada do consumidor.

Oferecer conteúdo e respostas para os problemas do seu público faz com que a sua marca ganhe permissão para se comunicar diretamente com esse público sobre seus produtos.

Além disso, cria um laço duradouro com seus potenciais clientes, aumenta seu reconhecimento de marca, sua reputação e melhora os seus resultados.

Se você publica o conteúdo certo no lugar certo, você atrai seus potenciais clientes e se torna útil para eles.

Por isso, o Inbound Marketing consegue captar leads mais qualificados, melhorando a sua taxa de conversão e tempo de fechamento de um negócio.

Significado de inbound marketing

Inbound Marketing pode ser traduzido como Marketing de Entrada. Suas ações visam atrair seu público para os seus canais de conversão, ou seja, fazer crescer o número de entradas de usuário no seu site, e-commerce, blog, etc.

Embora seja uma tradução correta, o termo Novo Marketing também pode ser aplicado, pois é baseado em conceitos contrários ao Outbound Marketing, ou Velho Marketing.

Enquanto este último visa “correr atrás” do público, forçando uma aproximação, o primeiro age de maneira inversa, de forma que o público vai, naturalmente, atrás da sua empresa.

O marketing de entrada, novo marketing — ou simplesmente “inbound” — é a estratégia mais eficaz de atração e conversão de leads no ambiente digital. Mas, mais importante que entender o seu significado, é saber como fazer.

Por isso, vamos entender qual o processo e como usar Inbound Marketing.

Como funciona o inbound marketing?

O Inbound Marketing permite converter estranhos em clientes, e clientes em divulgadores.

Ele é construído através de conteúdo, considerando o contexto do seu usuário, das plataformas, do momento de mercado, etc.

São três itens que fazem do Inbound um tipo de marketing que as pessoas adoram:

  • Lugar
  • Tempo
  • Conteúdo

Se você consegue entregar o conteúdo adequado, no momento que o usuário precisa e no local certo, você se torna relevante.

A metodologia do Inbound Marketing é como um funil.

Você consegue tráfego, através de conteúdos otimizados e compartilhados em mídias sociais.

Com botões de chamadas para ação, como preenchimento de um formulário, você obtém leads.

Você trabalha esses leads com estratégias de nutrição, como réguas automatizadas de e-mail, e converte os leads em clientes.

Então, você analisa todas as métricas para determinar o que funcionou e o que precisa de melhorias, aprimorando a sua estratégia.

O que são inbound sales?

Inbound Sales é uma estrutura comercial moderna e lucrativa, que aproveita a tecnologia para personalizar os argumentos de vendas e as abordagens.

É o processo de venda que acontece prioritariamente com uso dos leads captados pelas estratégias de marketing digital e inbound marketing.

Diferenças entre inbound marketing e outbound marketing

Quer a resposta mais rápida? Veja só esse infográfico que mostra as principais diferenças entre o inbound e outbound marketing:

diferenças entre inbound marketing e outbound marketing

Quer se aprofundar? É só continuar a leitura:

A premissa do Inbound Marketing é atingir as pessoas com um conteúdo que elas precisam, que as interessam naquele momento.

Não é invasivo, mas é relevante, aumentando suas chances de conversão.

Já o Outbound espalha sua mensagem aos quatro ventos.

Embora possa atingir um número maior de pessoas, também é mais facilmente ignorado, pois não tem uma mensagem personalizada para um segmento específico.

Os custos também têm uma diferença gritante!

O Inbound costuma ter um custo por lead 62% menor que o Outbound, especialmente quando consideramos as mídias tradicionais, como a TV.

Além disso, o retorno sobre o investimento é maior.

É melhor investir pouco em um público pequeno, mas que tem interesse no seu produto e já possui uma intenção de compra, do que gastar muito dinheiro para atingir a grande massa e rezar para que alguém se interesse por sua empresa.

E, claro, como eu não me canso de dizer: analise os resultados.

No Outbound é praticamente impossível medir a eficácia de sua campanha. Você até pode observar algum aumento nas vendas, mas como saber qual peça ou canal gerou melhores resultados?

As métricas são vitais para um aprimoramento constante das suas estratégias de marketing, permitindo que você invista cada vez mais onde dá certo e descarte ou otimize o que não está atingindo as expectativas.

Etapas do inbound marketing

A metodologia do Inbound Marketing segue uma sequência de etapas. Lembra do funil?

etapas do inbound marketing

Essas etapas orientam o usuário por um caminho que tem como fim a conversão. São complementares e, para uma estratégia de sucesso, todas elas precisam ser bem trabalhadas.

Se você prestar atenção nessa parte, tenho certeza que será capaz de melhorar muito os seus resultados.

Atrair

A matemática é simples: para aumentar seu número de clientes, você precisa gerar leads. Para gerar leads, você precisa aumentar o seu tráfego.

Isso significa que você precisa ter um volume maior de pessoas acessando o seu site ou blog, para então ser capaz de converter mais leads.

É bem como um funil: quanto maior a “boca” do funil, maior também serão as pessoas que passarão para os outros estágios, certo?

Persona

Claro que só atrair pessoas aleatoriamente não vai resolver. Elas precisam ter a ver com o seu produto, ter algum interesse no que você tem a oferecer.

Caso contrário, você aumentará o seu número de visitantes, mas aumentará também a sua taxa de rejeição.

É nesse contexto que a criação de uma persona é essencial. É ela que vai lhe orientar em relação às estratégias mais adequadas para atender suas necessidades, seja de conteúdo, seja de contexto.

Comece estudando a sua base de clientes:

  • Qual o perfil dos tomadores de decisão?
  • Qual o perfil dos profissionais que, efetivamente, trabalham na área que você pode atender?
  • Quais são os problemas mais comuns enfrentados por eles? Do que eles gostam, onde vivem, do que se alimentam?

Entender o que eles querem, onde eles estão e os motivos que os fariam clicar em qualquer conteúdo seu é primordial para uma atração qualificada.

Blog

O blog é a principal ferramenta para o Marketing de Conteúdo, um dos pilares do Inbound Marketing.

Apesar do que possa parecer, criar e manter um blog não é trabalho simples. Não basta publicar textos aleatórios. É preciso muito planejamento — acredite, eu sei disso!

Os seus posts devem trazer conteúdo de qualidade, que atendam às necessidades dos seus usuários, independente da etapa da jornada de compra em que se encontram.

É, também, uma excelente maneira de criar um relacionamento, abordando assuntos relevantes de uma forma menos engessada do que o seu site institucional.

Aproveite para tornar-se referência no seu segmento, criando uma aproximação com os seus potenciais clientes.

Que tal aprender isso tudo em detalhes? Descubra como criar um blog do zero e gerar muito tráfego orgânico.

Mídias Sociais

As redes sociais são fontes muito ricas para o Inbound Marketing: até 2027, estima-se que 3 a cada 4 pessoas no mundo esteja presente em alguma rede social.

Vi esse dado em um post da Oberlo e fiquei impressionado.

Mas é por isso mesmo que não faz sentido descartar esse canal na sua estratégia.

Você pode utilizar as redes sociais para divulgação das postagens do seu blog e outros conteúdos qualificados. A facilidade de compartilhamento gera um enorme potencial de expansão do seu material.

Além disso, participe de fóruns e grupos específicos, demonstrando toda sua expertise no seu segmento.

A participação pessoal — e até informal — de uma empresa é vista com bons olhos, pois os usuários esperam ter algum tipo de interação próxima com as empresas. Aproveite a oportunidade para estreitar os laços com o seu público.

Além disso, as redes sociais têm muita informação! Isso significa que você pode construir suas personas facilmente, apenas observando o comportamento dos seus clientes.

Acompanhe o tipo de conteúdo com o qual eles costumam se engajar, quais passam despercebidos ou são vistos negativamente, e crie suas estratégias em cima disso!

Se você quiser saber mais sobre esse poderoso canal de marketing, leia o meu Guia Completo sobre Redes Sociais.

SEO/Palavras-chave

Se você acompanha o meu blog, nem preciso dizer que um bom trabalho de SEO é absolutamente indispensável para atrair público, certo?

Não existe a menor possibilidade de você aumentar o seu tráfego se o seu site não aparecer nas primeiras posições dos resultados do Google. Simples assim.

Você precisa ter um bom planejamento de palavras-chave (e isso está diretamente ligado à uma excelente construção da persona), para entender os termos mais buscados pelo seu usuário e trabalhar conteúdo para eles.

Aprenda tudo sobre SEO On page e Off-page e aplique esses conhecimentos para otimizar o seu site, e-commerce, blog, canal do Youtube e tudo o que puder!

Lembre-se: se a sua empresa não está na primeira página do Google, ela não existe.

Converter

Bom, agora que você atraiu um bom número de novos visitantes, você precisa aproveitar a visita para capturar informações dos contatos. Faz sentido, certo?

O visitante precisa virar um lead, para então poder continuar no seu processo de compra (mesmo que ele ainda não saiba disso).

Então, se você criou um conteúdo valioso, você precisa “cobrar” algo por ele.

Essa é uma forma de conseguir os dados do seu visitante: solicite para que ele preencha um formulário simples, para, então, fazer o download do seu material, por exemplo.

Existem diversas formas de gerar uma conversão, e falarei sobre elas agora.

Call to Action

Call to Action, ou chamada para a ação, é o uso de palavras que causem certa urgência para que o leitor ou o usuário tome uma decisão imediata.

Exemplos de call to action podem ser “clique aqui”, “baixe agora”, “teste gratuito”, e muitos outros.

São os CTAs que vão sugerir o que o seu usuário deve fazer na sua página. Por onde você quer que ele vá? Onde você deseja que ele clique?

Escrever um call to action que realmente gere conversões não é uma tarefa fácil, embora você possa achar que sim.

A verdade é que a grande maioria das empresas não usam CTAs – ou não os usam da melhor maneira.

Você pode aprender como escrever um call to action poderoso pondo em prática 8 táticas, que já listei aqui no meu blog.

Landing Pages

Landing Pages são as páginas de entrada, ou seja, as páginas pelas quais o seu usuário entra no seu site.

Ter uma landing page para cada oferta ou campanha divulgada é essencial para uma boa taxa de conversão.

Isso porque a comunicação vai fazer sentido: você divulga um determinado assunto, em uma determinada linguagem visual e, ao clicar, a pessoa entra numa página totalmente voltada para este assunto e parecida com o que viu no anúncio ou no post.

É trabalhoso, mas vale a pena. Uma boa landing page é o alicerce para o sucesso de uma estratégia de marketing digital.

Criar uma landing page convertedora aumenta muito as chances de você conseguir excelentes resultados. Você pode aprender como planejar sua Landing Page neste artigo em meu blog.

Formulários

Embora muitos profissionais — especialmente os que estão fora do Brasil — já estejam abandonando a ideia de conteúdos fechados, eu acredito que esta ainda é uma boa estratégia para geração de leads.

Os conteúdos fechados são aqueles conteúdos completos e qualificados, que você “esconde” atrás de um formulário. O usuário só consegue acessá-los depois que deixar algumas informações de contato.

O formulário é uma boa estratégia de conversão, pois a pessoa que está disposta a preenchê-lo demonstra interesse.

É uma forma de qualificar o seu lead, sem precisar falar individualmente com um a um.

Depois, com as informações em mãos, você poderá nutri-los com mais conteúdos, até que, eventualmente, eles comprem algo da sua empresa.

Veja como você pode aumentar a sua conversão, com essas 7 dicas para trabalhar com Formulários.

Fechamento

Como já falei, o Inbound Marketing trabalha com os potenciais clientes em diferentes momentos da sua jornada de compras.

Isso significa que nem todos que convertem estão em momento de compra. A sua empresa precisa saber respeitar cada fase, trabalhando cada tipo de usuário com conteúdos e argumentos específicos para o seu momento da jornada.

Vender

Chet Holmes, autor do livro The Ultimate Sales Machine, criou uma pirâmide para ilustrar a proporção de usuários em cada etapa. A imagem que peguei emprestada de seu site é simples, mas mostra bem cada etapa. Veja:

etapas do inbound marketing

Tendo isso em mente, entramos na terceira fase do Inbound Marketing: as estratégias para fazer o seu lead avançar no caminho da compra, acelerando o processo.

De que forma? Através do entendimento de cada etapa e das necessidades envolvidas nelas.

Com uma boa segmentação na sua base de leads, você será capaz de direcionar novos conteúdos conforme o comportamento de cada grupo, trabalhando uma das coisas mais importantes do Inbound: a personalização.

E-mail

O e-mail marketing não é novidade. Acredito que este seja um dos canais mais antigos — e ainda eficaz — do marketing digital.

Isso porque o planejamento de e-mails evoluiu muito. Com a segmentação da sua base de clientes, você pode direcionar assuntos e ofertas realmente relevantes para cada grupo.

Se você tem um vídeo de “faça você mesmo” para uma mesa de escritório, por exemplo, você sabe qual o interesse do público que o assistiu.

Você pode enviar novos e-mails com ofertas de material para a construção da mesa, ou novos conteúdos de “faça você mesmo” que você sabe que eles podem agradar.

Inclua um CTA para sua loja online de materiais de construção ou sugira produtos decorativos para escritório, e você poderá ter um bom retorno.

O e-mail marketing é um canal com um excelente ROI, quando comparado às outras mídias. O custo é muito baixo e tudo que você precisa para ter ótimos resultados é um bom sistema de segmentação e envio de e-mails, e títulos de e-mail incríveis.

Existem dois tipos de e-mails, e é importante que você trabalhe cada um: o promocional e a newsletter.

O promocional é o e-mail de oferta de algum produto, algo específico, em que geralmente você terá apenas um call to action, evitando dispersar cliques.

A newsletter é um e-mail informativo, pode reunir vários artigos novos, por exemplo, e serve para que o seu usuário se mantenha atualizado sobre o que sua empresa vem fazendo. É uma espécie de “assessoria de imprensa” com o seu lead.

Automação de Marketing

A automação de marketing é a evolução do e-mail marketing, e é um dos principais canais de comunicação para empresas B2B.

Com um sistema de automação, é possível criar uma nutrição dos seus leads, com conteúdos complementares e evolutivos, baseados também na segmentação, de forma automática.

Basicamente, você irá programar uma régua de e-mails, tendo como base o comportamento do seu usuário. Ele clicou no seu e-mail e finalizou a compra? Então, ele mudará de etapa no funil e o conteúdo será outro.

Ele não clicou no e-mail? Então ele receberá outro e-mail semelhante, com um título mais atraente e uma oferta melhor, quem sabe.

Além do relacionamento, a automação é muito importante para o seu time de vendas, que pode trabalhar a gestão de funil de forma automatizada, aumentando a produtividade.

Alguns benefícios da automação de marketing são:

  • Aumentar seus resultados de vendas e, consequentemente, sua receita;
  • Reduzir o custo de aquisição de clientes;
  • Melhorar a retenção/fidelização de clientes;
  • Melhorar a taxa de recompra ou upgrade de clientes.

Se você quiser saber como aplicar essa estratégia e ter sucesso, eu ensino tudo sobre Automação de Marketing no meu Guia Completo.

Fidelizar

Então, você atraiu consumidores para o seu site; converteu os visitantes em leads, através de landing pages e call to actions; encaminhou o lead no caminho da compra, fazendo-o tornar-se cliente. E agora?

Agora você precisa mantê-lo, certo?

Aproveite que o seu cliente já está íntimo, já se relaciona com sua empresa, conhece seus conteúdos e gosta deles. Trabalhe de forma que ele se sinta especial, tornando-o um embaixador da sua marca.

Um cliente recorrente é importante para os seus resultados! Por isso, todo o seu esforço anterior terá sido em vão se o seu lead comprar uma vez e for embora para nunca mais voltar.

São muitas estratégias envolvidas durante essa jornada de compra. Portanto, quanto maior o tempo de vida de um cliente no seu negócio, melhor!

Personalização do seu site

Você já sabe o que seu cliente gosta, o que ele comprou e pelo que ele se interessa.

Você pode trabalhar com personalizações no seu site, de forma a organizar informações ou apresentar ofertas que tenham tudo a ver com o cliente.

Ao usar personalização, você irá aumentar rendimentos e lucros.

É crucial que você utilize todos os dados que você coleta sobre cada um dos seus clientes.

De fato, conforme vi em um material da MarketingProfs, 68% das empresas têm tratado experiências personalizadas como uma prioridade do negócio.

Não é uma tarefa simples, mas também não é difícil.

É claro que exige que você tenha pessoas para isso. Investir em equipe para cuidar do seu marketing digital é vital para que se consiga fazer um bom trabalho.

São muitos detalhes e inovações aos quais precisamos ficar atentos. De qualquer forma, você sempre poderá contar comigo. No meu blog, eu trago todas as informações importantes para você se manter atualizado.

E sobre este assunto não é diferente. Veja o artigo que escrevi, dando o caminho das pedras para que você aumente suas vendas usando a personalização de sites.

Mídias Sociais

Quando falamos em relacionar e fidelizar, as mídias sociais parecem óbvias, não é mesmo?

Os consumidores esperam manter um vínculo com as empresas através das redes sociais. Por isso, sua empresa em alguma rede social é de extrema importância!

Mas, estar de “marca presente” apenas, não basta. Precisa ter alguém gerenciando, interagindo, compartilhando conteúdo, respondendo às dúvidas, elogios e reclamações.

É natural que, uma vez presente na mídia social, as pessoas tentem entrar em contato por ali. É fácil e cômodo, mas você precisa estar pronto para atendê-las com agilidade.

Participe de grupos e fóruns, crie promoções e provoque discussões relevantes para aumentar o engajamento do seu público. Aqui, o trabalho de um bom Social Media é crucial.

E-mail Marketing e Automação

Já falei sobre o assunto na etapa anterior, e não devo me estender muito mais agora.

A automação de marketing e o e-mail marketing continuam sendo poderosas ferramentas de vendas para fidelização e recompra.

No entanto, é muito importante que você continue trabalhando uma boa segmentação de clientes, analisando seu comportamento e interesses para direcionar os conteúdos relevantes para ele.

Não basta colocar o nome {{{NOME}}} no assunto para que se tenha um e-mail personalizado. O seu cliente precisa ler o e-mail e ter a sensação de que você escreveu aquilo especialmente para ele.

Lembra que comentei da personalização dos sites? São esforços que podem ser trabalhados de forma conjunta, garantindo excelentes resultados!

Qual é a relação entre o funil de vendas e a jornada do cliente no inbound marketing?

o funil de vendas e a jornada do cliente no inbound marketing

Quando falamos do inbound como uma abordagem revolucionária, não podemos deixar de lado dois conceitos cruciais: o funil de vendas e a jornada do cliente.

Ambos são elementos-chave para entender como atraímos, engajamos e, finalmente, convertemos nossos potenciais clientes em clientes leais e defensores da marca.

Atração: O Início de Tudo

Na primeira etapa do nosso funil, o foco está em atrair.

É aqui que começamos a contar a nossa história, a mostrar para o nosso público que entendemos suas dores e necessidades.

O analista de inbound precisa pensar como um pescador, preparando a isca perfeita para o tipo certo de peixe.

Para uma empresa de software, por exemplo, isso pode significar criar conteúdo educativo que resolva um problema específico do seu público.

Pode ser um blogpost sobre “as 10 melhores práticas para aumentar a segurança dos seus dados”, ou um vídeo tutorial explicando um processo complexo.

O objetivo aqui é ser visto, gerar tráfego e mostrar expertise.

Conversão: Onde as Coisas Esquentam

Após atrair os visitantes certos, olhamos para a etapa de conversão.

Esse é o momento onde transformamos esses visitantes em leads, coletando informações essenciais para continuar nutrindo esse relacionamento.

O analista de inbound deve ser um mestre em criar ofertas irresistíveis, seja um e-book, um webinar ou uma ferramenta gratuita.

Essas ofertas devem ser apresentadas por meio de CTAs estrategicamente posicionados, formulários e landing pages otimizadas.

A ideia é criar um caminho claro e, de certa forma, irresistível para o visitante, guiando-o para a próxima etapa do funil.

Venda: A Arte de Fechar Negócios

Na etapa de venda, é hora de transformar esses leads qualificados em clientes.

E para isso, a abordagem do inbound marketing se mostra fundamental.

O analista deve trabalhar lado a lado com a equipe de vendas, fornecendo todas as informações e ferramentas necessárias para fechar o negócio.

Isso pode incluir o desenvolvimento de materiais de vendas personalizados, estudos de caso e demonstrações de como o produto ou serviço pode resolver os problemas específicos do cliente.

O segredo aqui está na personalização e na demonstração clara do valor.

Fidelização: Onde o Relacionamento se Fortalece

Finalmente, chegamos à etapa de fidelização.

Mas engana-se quem pensa que o trabalho do analista de inbound termina com a venda. É nesse momento que nos esforçamos para transformar clientes em defensores da marca.

É algo que envolve continuar fornecendo valor, por meio de conteúdo de pós-venda, suporte excepcional e programas de fidelidade.

A ideia é manter o cliente engajado, mostrando que a sua empresa se importa e continua presente, mesmo após a venda.

O analista de inbound deve agir como um cuidador, garantindo que a experiência do cliente com a marca seja positiva e contínua.

Isso não só aumenta as chances de recompra, mas também transforma clientes em verdadeiros embaixadores da marca, gerando novas oportunidades de negócio.

Benefícios do inbound marketing

Quando mergulhamos no universo do inbound marketing, logo percebemos que seus benefícios vão muito além do que ele oferece ao departamento de marketing.

A verdade é que essa estratégia, quando bem implementada, tem o poder de transformar toda a empresa, gerando um impacto monumental em diversos aspectos do negócio.

Confira alguns desses cenários:

Diminuição de custos

Vamos começar pelo aspecto financeiro.

A diminuição de custos associada ao inbound marketing é, sem dúvida, um de seus atrativos mais significativos.

Ao contrário do marketing tradicional, que muitas vezes envolve despesas significativas com publicidade paga e outras estratégias de alcance massivo, o inbound privilegia técnicas mais orgânicas e de custo eficiente.

Isso não quer dizer que seja uma estratégia gratuita — requer investimento em conteúdo de qualidade, ferramentas de automação e talento humano.

No entanto, quando bem executada, oferece um retorno sobre o investimento significativamente mais alto.

Por que isso importaria para alguém na posição de tomadora de decisão? É que lhe dá margem para defender seu budget e mostrar resultados tangíveis para seus líderes.

Aproximação com clientes

A aproximação com os clientes é outro ponto onde o inbound brilha.

Essa estratégia é, por natureza, mais pessoal, direcionada e permite criar uma conexão genuína com o público.

Na prática, isso se traduz em um entendimento mais profundo das suas necessidades, desejos e comportamentos.

Como resultado, sua empresa não está apenas vendendo um produto ou serviço, mas construindo relacionamentos, estabelecendo confiança e se posicionando como uma autoridade no assunto.

É algo que se traduz em clientes mais satisfeitos, leais e propensos a recomendar sua marca para outros. Um verdadeiro ciclo virtuoso.

Alcance do público certo

Graças às técnicas avançadas de segmentação e análise de dados, é possível direcionar suas mensagens e conteúdos de forma precisa.

Aqui, falo sobre maximizar o impacto e a eficácia de suas ações.

Ou seja, pode dizer “adeus!” aos tiros no escuro e às estratégias genéricas.

Com o inbound marketing, cada peça de conteúdo, cada campanha, cada interação é uma oportunidade de se conectar com aqueles que realmente importam para o seu negócio.

E isso, em um mundo saturado de mensagens e informações, vale ouro, amigos e amigas.

Ciclo mais curto de vendas

No turbilhão do mundo corporativo, tempo é dinheiro, e acelerar o processo de conversão de leads em clientes é um benefício incrível.

Com a nutrição de leads e criação de conteúdo altamente relevante, o inbound cria um terreno fértil para que os prospects avancem mais rapidamente pelo funil de vendas.

Aqui, não falo somente de economia de tempo, mas também de um aumento da eficiência geral do processo, resultando em um ciclo de vendas mais enxuto e dinâmico.

Ticket médio maior

Aproximando-se agora do aspecto financeiro, uma das vantagens mais atraentes do inbound marketing é sua capacidade de inflar o ticket médio das transações.

Como?

Com a criação de uma percepção de valor inigualável em torno dos seus produtos ou serviços.

Clientes bem nutridos e educados tendem a compreender melhor o valor agregado do que estão adquirindo, tornando-se mais propensos a investir em soluções mais completas ou premium.

Na prática, falo de um aumento significativo no ticket médio, o que impulsiona a rentabilidade do negócio.

Maior poder de persuasão

Vamos tocar agora em um ponto crítico: o poder de persuasão.

O inbound marketing, ao contrário de estratégias mais invasivas, não empurra produtos ou serviços goela abaixo do consumidor.

Em vez disso, ele seduz, educa e conquista. É uma estratégia suave, não-invasiva e que tenta flertar o cliente.

Por meio de conteúdo altamente direcionado e personalizado, o inbound cria uma narrativa envolvente que fala diretamente aos desejos e necessidades do seu público-alvo.

É algo que não só fortalece a relação marca-cliente, mas também potencializa o poder de persuasão da sua mensagem, transformando potenciais consumidores em embaixadores da sua marca.

Mensuração de resultados em tempo real

Veja bem: vivemos na era dos dados, e ter a capacidade de rastrear, analisar e ajustar suas estratégias em tempo real é uma vantagem competitiva e tanto, concorda?

Com uma gama de ferramentas e plataformas à disposição, os profissionais de marketing agora podem medir o desempenho de suas campanhas com precisão cirúrgica, ganhando insights valiosos que guiam decisões mais informadas e estratégicas.

Para você, com um pé firme no território digital e um olhar aguçado para resultados, isso se traduz em uma gestão mais eficiente e uma demonstração clara do impacto direto do seu trabalho no crescimento do negócio.

Como fazer inbound marketing?

É hora de arregaçar as mangas e mergulhar fundo na parte tática por trás do inbound marketing. Vamos lá?

Atração

como fazer inbound marketing

Primeiramente, você precisa ser um farol para chamar a atenção da sua audiência.

Imagine um blogpost matador, recheado de boas práticas de SEO e que transborda valor.

É exatamente isso que vai fazer o lead tropeçar no seu conteúdo enquanto navega pela web em busca de soluções.

Mas não para por aí!

Redes sociais ativas, vídeos envolventes e infográficos cheios de conteúdo — tudo isso é incluído aqui.

O que você está fazendo? Construindo um ecossistema de conteúdo tão irresistível que seria quase um crime o lead não clicar para saber mais.

Conversão

Agora que você tem a atenção dele, é hora de transformar esse visitante curioso em um lead propriamente dito.

Como?

Oferecendo algo de valor em troca das informações dele. Pode ser um e-book irresistível, um webinar que é puro ouro ou um template que vai salvar a vida dele.

Landing pages otimizadas e CTAs afiados são seus melhores amigos nesta fase.

Lembre-se, você não está pedindo o número de telefone desse lead em um bar, mas construindo um relacionamento. Seja persuasivo, não invasivo.

Venda

Você já tem o lead na palma da sua mão.

Agora, é hora de nutrir esse relacionamento com um fluxo constante de conteúdo relevante e personalizado.

E-mails escritos sob medida, artigos que respondem às perguntas dele antes mesmo de ele fazê-las, e estudos de caso que mostram o quão incrível sua empresa é.

Tudo isso serve.

Neste ponto, você está construindo confiança e estabelecendo sua empresa como a solução perfeita para os problemas dele.

E quando finalmente chegar a hora de fazer a oferta, ela será tão irresistível e bem posicionada que dizer “não” seria quase impossível.

Encantamento

Parabéns, você converteu o lead em cliente!

Mas calma lá, o jogo ainda não acabou. Agora, você precisa transformar esse cliente feliz em um evangelista da sua marca.

Como?

Superando expectativas e entregando valor contínuo.

Programas de fidelidade, suporte de primeira e conteúdo pós-venda que continua a educá-lo e envolvê-lo são essenciais.

Mostre a ele que a jornada não termina com a compra, ela apenas evolui.

Dicas para uma estratégia de inbound marketing de sucesso

E aí, ficou interessado(a) em aplicar o inbound e outras estratégias de marketing de conteúdo em seu negócio? Então confira minha seleção de dicas:

Crie uma persona-alvo

A primeira e mais crítica parte na criação de um conteúdo convincente é compreender profundamente o que os seus clientes-alvo desejam aprender.

Hoje, a janela para tomar decisões é cada vez menor. Por isso, ter um conhecimento aprofundado do seu mercado para que você possa reagir rapidamente é essencial.

Mas como fazer isso? Confira as próximas dicas.

Pesquise seus clientes atuais e leads

A primeira e mais fácil maneira de conhecer seu mercado-alvo é através de uma pesquisa.

Isso não precisa ser complicado. Se você já possui uma lista de email, pode simplesmente enviar um formulário de pesquisa através do SurveyMonkey.

Para fazer isso funcionar, você só precisa fazer uma pergunta: “Qual a sua maior dificuldade?

Sua meta é entender os problemas que o seu público enfrenta para que você possa criar um conteúdo eficaz que atenda os seus interesses mais profundos.

Conduza pesquisas em profundidade

Depois de entender os sentimentos gerais do seu mercado-alvo, é uma boa ideia começar a procurar pessoas que você possa contatar para obter informações mais detalhadas.

Eu recomendo procurar alguns clientes que você já conquistou.

Pergunte-lhes se você poderia conversar pelo telefone ou uma chamada de vídeo de 10 minutos sobre as suas dificuldades atuais. Ofereça algum conselho, se puder.

(Normalmente, clientes ficam entusiasmados com a ideia. É como uma consultoria grátis para eles.)

Quando ligar para eles, tente descobrir exatamente quais as suas maiores dificuldades. Peça que lhe descreva essas dificuldades do modo mais claro possível.

Chegue exatamente no que os frustra e quais soluções eles tentaram antes, mas não foram bem sucedidos.

Você usará esses dados para produzir conteúdo.

Produza conteúdos incríveis

A qualidade do conteúdo que você cria é a característica mais importante da sua estratégia de inbound marketing.

Se você criar artigos e vídeos genéricos, egoístas, nunca verá o sucesso.

Não importa o quão difícil seja promover esse conteúdo, ou como você o criou para rankear bem nos mecanismos de busca, você está lutando para encontrar novos consumidores e clientes.

Os melhores profissionais de marketing de conteúdo trabalham incansavelmente para adaptar seus conteúdos ao público-alvo que desejam atrair — e para estar na jornada do cliente.

Compreender a jornada do cliente e suas necessidades é fundamental para fazer um ótimo conteúdo, mas não é a única estratégia que você precisará criar para obter novos clientes e leads.

Veja como você pode fazer o seu conteúdo se destacar dos milhões de conteúdos que os seus clientes estão ignorando atualmente.

Ah, e vale também falar não somente sobre o que você posta em seu blog ou redes sociais, mas o que envia por e-mail.

Depois vou me alongar no tema do e-mail marketing, mas quero falar especificamente sobre o conteúdo que você envia.

Antes de mais nada, você precisa ser útil para os seus assinantes. Quando alguém se inscreve no seu site, você precisa dar um motivo para essa pessoa permanecer na sua lista de e-mail.

Se você envia spam ou conteúdo sem valor constantemente, eles cancelarão suas inscrições e provavelmente nunca mais voltarão.

Em vez disso, envie emails com informação valiosa e que eles não podem obter em outro lugar.

O Buzzsumo fez um grande trabalho assim com seus artigos e emails. Sua atualização semanal de 2017 incluiu um relatório sobre o engajamento no Facebook, com base em 880 milhões de posts.

conteúdo de inbound marketing

Isso é um conteúdo altamente valioso e que eu quero ler.

Mais importante que isso, eu quero continuar inscrito na newsletter e continuarei ansioso pelos seus emails.

Este é o tipo de relação que você tem que construir com os seus assinantes. Se eles ficam ansiosos pelo seu marketing, você está fazendo certo.

Comece com um ótimo título

A parte mais importante do conteúdo que você cria é o título. É ele que vai impulsionar o maior número de cliques e atrair um novo público.

Você deve passar muito tempo criando um título que atraia seus clientes mais direcionados.

E uma das melhores maneiras de fazer isso é usando um pouco de negatividade, de acordo com dados da WordStream.

gráfico de inbound marketing

É claro que você nem sempre deve ter títulos negativos.

Mas se você tem uma lista de erros, ou você fala sobre as piores estratégias que podem prejudicar seu cliente, esta pode ser uma maneira eficaz de gerar tráfego.

De acordo com a SevenAtoms, empresas com blogs recebem 97% mais direcionamento para os seus sites do que as empresas que não os têm.

Se você estiver produzindo esse conteúdo, precisa garantir que ele funcione com a melhor habilidade possível.

Inclua outras formas de mídia no seu conteúdo

Humanos são atraídos por imagens e outros tipos de mídias visuais.

Para o seu conteúdo apelar para os seus leitores ideais, certifique-se de que haja mais do que grandes blocos de texto.

Incluir muitas imagens, gráficos e tabelas é uma técnica que eu uso para tornar o meu conteúdo mais atraente.

Você também pode incluir vídeos, calculadoras ou outros recursos que tornam o conteúdo envolvente e interativo.

Um exemplo de blog americano — além do meu, é claro — que faz isso é a CoSchedule.

Eles desempenham um grande trabalho ao incluir muitas imagens em seus artigos, e isso é uma das razões pelas quais eles se tornaram tão bem sucedidos com seu marketing de conteúdo.

Em vez de fornecer conteúdo raso, o blog é cheio de guias detalhados e de instruções passo-a-passo para realizar tarefas importantes para o seu público-alvo.

Escreva artigos ricos e baseados em dados

Produza conteúdo rico, que se destaque pelo nível de informação que apresenta.

É o básico que posso te explicar sobre as diretrizes E.E.A.T., que são os fatores de ranqueamento que o Google leva em conta.

Antigamente, o ditado popular — e que funcionava! — era simplesmente: “Escreva conteúdos bons e… Longos!”.

Bom, quem trabalha com SEO pode atestar que já não funciona mais assim. Afinal, o algoritmo do Google analisa fatores como expertise, experiência, autoridade e confiança — tanto do artigo em si, quanto do domínio que o hospeda.

E veja bem, não estou tirando isso da cartola: de acordo com um artigo do Search Engine Journal, que analisou a questão da contagem de palavras ideal para um conteúdo online, esse não é um fator essencial para ranquear na SERP.

Porém, ainda é importante — não abandone seus artigos de 3, 4 ou 5 mil palavras!

O consenso aqui sempre foi: artigos grandes, baseados em muitos dados confiáveis e lapidados para sua audiência.

E faz sentido, já que conteúdos grandes normalmente “abraçam” a intenção de busca com mais facilidade. É mais provável que eu encontre uma resposta em um artigo de 10 mil palavras do que em um com 1 mil, concorda?

A questão é: não se trata (apenas) de tamanho, mas de… backlinks.

Um estudo da Yoast de 2022 viu que páginas mais informacionais costumam ter, sim, o maior número de palavras (cerca de 900 em média). Mas, por conta disso, o que as destaca é geralmente seu número de backlinks.

Portanto, minha dica é: crie conteúdos ricos, que respondam ao E.E.A.T. e que possuam valor o suficiente para angariar a maior quantidade de links possíveis!

Sobre os dados, é uma questão de bom senso.

Isso não é só melhor para seu rankeamento de SEO, mas é mais útil para os seus clientes.

Quanto melhor o seu conteúdo, mais provável será que seus leitores o compartilhem com os amigos, recomendem seu site a outras pessoas e realmente implantem o que você diz.

Inclua histórias

Só porque você baseia seu conteúdo em dados e análises, não significa que ele precisa ser seco e acadêmico.

Na verdade, você deve trabalhar para produzir o tipo oposto de conteúdo. Crie artigos que contem uma história de maneira conversacional.

Conteúdos que contam uma história e artigos com um enredo são a melhor maneira para que os seus leitores aprendam sobre você. Pesquisas mostram que 80% dos tomadores de decisão preferem isso para a publicidade.

gráfico de conteúdos de inbound marketing

Para fazer isso de forma mais eficaz, procure por histórias onde você possa falar sobre seu produto ou empresa.

Isso vai atrair mais pessoas para o seu funil de vendas e ajudar a expandir a sua empresa através do inbound marketing.

Comece a publicar guest posts

Quando você olha os dados, descobre que um blogueiro convidado é uma das melhores estratégias de inbound marketing.

Isso porque ele fornece backlinks, autoridade no ramo e relacionamentos com influenciadores-chave.

Mas a maioria das pessoas aborda o caminho do jeito errado.

Se você não usa estratégias inteligentes para divulgar sua mensagem através do post de convidados em outros blogs, é melhor você nem fazê-lo.

Veja como fazer isso funcionar para você.

Faça contribuições como convidado

Primeiro, e mais importante, você deve escrever consistentemente.

É assim que os proprietários das empresas mais bem sucedidas fizeram com que os blogs de convidados funcionassem bem para eles. Em vez de alguns posts, eles escrevem em quantidade e ganharam espaço rapidamente

Se você fizer uma busca no Google por guest posts por Danny Iny, encontrará dezenas de conteúdos pela internet.

estratégia de inbound marketing

Essa estratégia massiva consistente permitiu que o seu negócio, a Mirasee se tornasse a potência que é hoje.

Em sua homepage, ela mostra uma enorme lista de todos os sites em que ele publicou como convidado.

exemplo de estratégia de inbound marketing

Dedique um pouco do seu tempo à criação de conteúdo convincente para outros blogs para alcançar o maior número possível de clientes.

Publique em blogs com leitores engajados

Outro problema que eu vejo com empresários que desejam usar os posts de convidados como uma estratégia de inbound marketing é que eles não procuram sites que realmente lhes proporcione muito ROI.

A verdade é que cada postagem de um convidado exige trabalho, e esse é o trabalho que precisa dar-lhe um benefício distinto em visitantes ou leads.

Se você postar em um blog que tem uma audiência morta, não receberá nenhum benefício e perderá muito do seu tempo.

Eu gosto de ver os comentários em diferentes sites. Esse artigo no blog do WordStream tem muitos comentários relevantes.

engajamento do público nos conteúdos de inbound marketing

Sabe qual insight isso me traz?

Que os leitores estão envolvidos, e uma postagem minha nesse blog pode resultar em leitores clicando no site da minha empresa e comprando de mim.

Otimize palavras-chave em cada página

Para começar, você precisa se certificar de que cada parte do seu conteúdo está preparada para fazer o melhor uso que os mecanismos de pesquisa de tráfego podem lhe enviar.

Embora existam muitas estratégias que ajudarão a melhorar os resultados dos seus mecanismos de busca, recomendo começar com uma otimização de palavras-chave.

Para fazer isso, você precisará encontrar palavras-chave específicas que você gostaria de usar para segmentar seu conteúdo.

Use-as na página de forma natural, sem parecer muito intencional eu que está “preenchendo” o seu artigo.

Mas há uma outra chave para um SEO bem sucedido.

Promova o que você escreve para produzir backlinks

Talvez os backlinks sejam o fator mais importante para os seus resultados de busca — lembra do que mencionei antes, quando falei sobre o tamanho dos artigos?

De um jeito bem simples, backlinks são outros sites que linkam para o seu site. Existem várias maneiras de aumentar o número de backlinks para o seu conteúdo.

Ao promover o seu conteúdo para outros influenciadores relevantes, você pode aumentar o número de pessoas que o linkam de volta.

O número exato de backlinks que você precisa para ser bem sucedido nos mecanismos de busca varia de acordo com a palavra-chave, o tópico e os sites concorrentes que estão bem classificados agora.

Com uma indicação cuidadosa e forte, você pode facilmente ultrapassar páginas em sites maciços com facilidade.

Crie um relatório gratuito para obter leads

Se sua empresa está no ramo do B2B, ou se você deseja apelar para clientes que desejam uma análise mais profunda antes de comprar, você pode fazer uma isca digital eficaz a partir de um relatório.

Esta é uma ótima maneira de obter leads porque a abrangência do seu trabalho parece um ótimo negócio para um endereço de email.

Em meio à lista de estatísticas de marketing do HubSpot há um espaço para o relatório “Estado de Inbound”. Este é um guia detalhado com grandes quantidades de dados.

relatório de leads no inbound marketing

Mas você não ganha simplesmente esse relatório. Para recebê-lo, você precisa fornecer uma quantidade detalhada de informação, que o HubSpot usará para lhe manter informado a respeito dos seus produtos.

exemplo de relatório para leads de inbound marketing

Esta é uma maneira eficaz de conduzir seus visitantes ao funil de vendas e alcançá-los eficientemente.

Faça um webinar

Uma das minhas técnicas favoritas é oferecer um webinar ou uma sessão de treinamento que incentive um cliente a aprender em tempo real.

Isso é ótimo, porque permite que eles vejam seu rosto e compreendam a sua personalidade. Além disso, é normal que as pessoas baixem um guia e nunca leiam.

Mas quando alguém se inscreve para um webinar, pode perceber que eles realmente assistem tudo.

Eu uso esse tipo de treinamento em minha homepage. Eu só não chamo de webinar. Eu prefiro o termo “treinamento”.

webinars são estratégias de inbound marketing

Essa é uma ótima maneira de aumentar os seus leads, e funciona muito bem para mim. Os visitantes devem inserir o seu primeiro nome e seu e-mail para obter acesso ao treinamento que eu ofereço.

webinar como estratégia de inbound marketing

Como esta é uma peça valiosa de ensino, as pessoas que vêm ao meu site ficam felizes em fornecer os seus email para aprender SEO melhor.

Lance um curso por e-mail

Existe outra forma de conteúdo que você pode criar, que irá gerar novos clientes.

Melhor ainda, não vai exigir a pesquisa extensa de um relatório, ou o complicado software de backend necessário para um webinar.

A estratégia é criar um curso por email.

Esta é uma maneira simples de fornecer valor sem gastar toneladas de tempo criando algo com elementos de design ou vídeo.

Um grande exemplo é um dos cursos do Backlinko. Porque é um curso, torna o conteúdo mais valioso.

cursos por e-mail como estratégia de inbound marketing

Se você está oferecendo um e-book para sua empresa e descobriu que não está convertendo bem, considere dividir o conteúdo em seções.

Em seguida, use cada seção como seu próprio email. Você pode descobrir que um curso de e-mail converte ainda melhor do que um e-book.

Encontre as autoridades relevantes

Quer fazer marketing de influência? Primeiro e mais importante, você precisa se assegurar de que está atraindo os influenciadores certos.

Isso é fácil de se errar, já que as pessoas que você considera atraentes podem não ser realmente persuasivas para o seu público-alvo.

A pesquisa que você fez sobre o seu público deve ser um excelente ponto de partida para entender a quem eles realmente prestam atenção, mas talvez seja necessário mergulhar mais fundo.

De acordo com o estudo Influencer Marketing, 54% das empresas afirmam buscar manualmente os influenciadores ao invés de usar ferramentas de identificação.

Se você quer encontrar influenciadores com uma ferramenta, use uma como a Buzzsumo para entender quem está compartilhando conteúdo que atrai o seu público-alvo.

Crie relações com influenciadores

Uma vez  que você sabe quais são os melhores influenciadores para a sua marca, você precisa começar a segmentá-los especificamente.

Pode não ser muito eficaz se você começar a enviar solicitações para que eles compartilhem o conteúdo que você criou.

Você pode irritá-los e arruinar a relação.

Em vez disso, você precisa começar a construir um relacionamento de forma lenta e gradual com os influenciadores que você gostaria que ajudassem a promover o seu produto.

Uma das melhores maneiras de alcançar os influenciadores é através de uma comunicação específica nas redes sociais. Você pode deixar que eles saibam quando eles lhe inspiraram a escrever.

inbound marketing e influenciadores

Você também deve fazer tudo o que puder para ajudar esses influenciadores, fornecendo comunicação focada sempre em suas necessidades.

Embora pareça frustrante concentrar-se sempre neles, você eventualmente começará a criar um relacionamento que lhe permita fazer um pequeno pedido.

Se você construiu grandes relacionamentos desde o começo, eles ficarão felizes em ajudar.

Pense no e-mail marketing de longo prazo

Você precisa estar no jogo do email de longo prazo.

Se você não for consistente em entregar bom conteúdo com o seu inbound marketing, ficará frustrado.

Ao invés de oferecer imediatamente o seu produto para alguém que acabou de se inscrever na sua lista de email, envie uma sequência de emails de boas vindas, que os introduza gradualmente no que você tem a oferecer.

De acordo com a Invesp, o custo médio de um lead cai cerca de 80% após cinco meses de um inbound marketing consistente.

Se você quer economizar muito dinheiro em suas estratégias de marketing, precisa se preparar para trabalhar um pouco em cada cliente em potencial.

Seja paciente, e o resultado será gratificante.

Assegure-se de que o seu site é acessível para celular

A primeira e mais importante maneira de garantir que você está obtendo as conversões que você merece é otimizando seu site para mobile.

As buscas por mobile estão numa proporção cada vez maior.

Se o site da sua empresa não é responsivo, você terá que lutar muito para converter o tráfego.

Assim, em vez de converter seus visitantes, você perde um tráfego valioso.

Não deixe que isso aconteça com você. Assegure-se de seu site seja responsivo e funcione bem em mobile.

Instale o Hello Bar

Se você quer obter mais conversões do tráfego que você está enviando para o seu site, você deve considerar instalar o Hello Bar.

hello bar e inbound marketing

É uma ferramenta simples que permite adicionar um formulário de inscrição na parte superior do seu site. Como não é intrusivo, não irá distrair a experiência do usuário.

Mas como está sempre no topo do seu site, ele irá gerar conversões maciças.

É um grande jeito de conseguir novos leads todos os dias.

Gere conversões com atualizações de conteúdo

Se você quiser disparar as suas conversões obtidas pelo conteúdo do seu site, você não precisa de mais do que uma atualização de conteúdo.

Diferente de uma isca digital tradicional, uma atualização de conteúdo é especificamente projetada para otimizar as suas peças de conteúdo de maior conversão.

Um bom exemplo é o “700+ Power Word Cheatsheet” usado no artigo sobre o assunto no OptinMonster.

atualizações de conteúdo e inbound marketing

Essa é uma ótima maneira de encorajar as pessoas a escrever, porque elas se interessam em descobrir mais sobre as palavras que podem tornar a sua escrita mais eficaz.

Você pode fazer o mesmo. Para fazer isso funcionar, encontre um artigo popular, crie um bônus personalizado e adicione ao conteúdo que você já escreveu.

Coloque o link no artigo e veja os novos leads chegando ao seu conteúdo inicial.

Teste e refine suas estratégias

Não é segredo que eu acho que testes são a única maneira de melhorar todos os tipos de marketing.

Isso se aplica ao inbound marketing que você está usando para a sua empresa também.

Você precisa monitorar seus resultados e fazer melhorias graduais em diferentes componentes da sua campanha.

Se elas não funcionarem como o esperado, você deve refinar as suas estratégias e tentar algo novo. Mas, mesmo que funcionem para você, recomendo que volte e faça melhorias.

Manter um teste A/B rodando o tempo todo é uma ótima maneira de fazer pequenas mudanças e garantir que tudo esteja funcionando no seu melhor.

Exemplos de inbound marketing

Uma prova de que o inbound marketing funciona é que empresas de diferentes portes utilizam suas estratégias e conseguem atingir ótimos resultados.

É o caso destes cinco cases de sucesso que separei para vocês conferirem:

WIER

Talvez você nunca tenha ouvido falar de uma empresa chamada WIER, mas se pesquisar sobre “geradores de ozônio” no Google, o primeiro resultado orgânico e os principais anúncios serão dela.

Eu sei que você deve estar pensando que estamos falando de uma palavra-chave bem específica, mas essa é mais uma razão para ter um bom ranqueamento.

Pense comigo: o usuário que procura esse tipo de produto já tem um interesse no tema, então, a empresa precisa aparecer em destaque para superar a concorrência.

Sabendo disso, a WIER começou a investir em inbound marketing e contratou os serviços de uma agência especializada.

O resultado?

Em seis meses, o site da empresa teve um aumento de tráfego de 300%.

Entre as ações desenvolvidas estão:

  • Criação de artigos semanais para o blog
  • Desenvolvimento de uma landing page, contendo as principais informações do produto carro-chefe da empresa
  • Conteúdo otimizado
  • Colocação do link no menu principal do site
  • Produção de campanhas pagas, focadas em palavras-chave importantes para o negócio.

Magalu

A empresa focada na fabricação de geradores de ozônio pode ter sido uma novidade para você, mas é impossível não ter ouvido falar da Magalu.

A maior plataforma digital de varejo multicanal brasileira também investe pesado em inbound marketing, o que mostra ser uma estratégia adequada para empresas de qualquer porte.

Quando o trabalho é bem feito, os resultados aparecem.

Uma das principais estratégias do setor, apontado como a grande tendência para o futuro por muitos especialistas, é a produção de conteúdos em vídeo.

Pois a Magalu possui o maior brandchannel do varejo no mundo, com mais de 2,75 milhões de inscritos no Canal da Lu no YouTube.

Aliás, a Lu, assistente virtual do Magazine Luiza, também é um case de sucesso por si só.

Mas quero focar no canal do YouTube e nas ações que se deram a partir dele.

No início, o canal era visto como um meio de inclusão digital e também para responder às críticas pontuais no CAS.

A Lu explicava sobre os produtos, interagia com inscritos e descomplicava termos técnicos.

No entanto, com o passar do tempo, o canal conquistou uma relevância muito grande.

As pessoas seguiam as dicas da Lu, mas a empresa via que tinha oportunidade de explorar a marca ainda mais.

Foi então que o canal também passou a se tornar um publisher, um balcão de anúncios.

Quando se achava que a Magalu não tinha mais para onde correr, ela inovou em uma ação no Dia dos Namorados no principal app de relacionamentos, o Tinder.

Para resumir, a Lu deu match em mais de 150 mil perfis e todos os pretendentes ganharam cupons de desconto.

A campanha foi um sucesso não só para a Magalu como também para o Tinder, que teve uma taxa de cliques cinco vezes maior e um engajamento duas vezes maior também.

VivaReal 

Quando uma empresa conhece o seu público-alvo, fica muito mais fácil utilizar as estratégias de inbound marketing de maneira assertiva, pois é possível entregar um conteúdo especializado para cada persona.

E esse é o caso da VivaReal, uma plataforma online para venda e aluguel de imóveis, que tem dois tipos de clientes bem específicos: os corretores e imobiliárias; e os inquilinos, locatários e vendedores.

O que a VivaReal fez?

Criou o VivaCorretor, um blog com artigos, vídeos, podcasts e outros conteúdos, com dicas sobre o mercado imobiliário e como se destacar na profissão, e um segundo blog exclusivo para o seu outro público, falando de decoração e táticas de negociação, por exemplo. 

Destacam-se também os ebooks e demais infoprodutos produzidos, além da página no Pinterest, que traz imagens de design e decoração de interiores de diferentes cômodos.

Colgate

Não é à toa que a Colgate é a marca número 1 em recomendação dos dentistas, com a propaganda não se cansa de repetir.

Afinal, além do produto em si, a empresa realiza um trabalho social muito importante, produzindo conteúdos em diferentes mídias e canais, falando sobre cuidados com a saúde e a higiene bucal.

Ao entrar no site da Colgate, você vai dar de cara com um popup em formato de landing page, pedindo para você informar o seu e-mail para receber dicas de profissionais para cuidar dos seus dentes e gengivas.

Além disso, há uma série de artigos e vídeos úteis para ajudar o cliente a tomar conta do seu sorriso e o de sua família durante todas as fases da vida.

Parece uma iniciativa boba e simples, mas faz a diferença.

Existem cremes dentais, escovas de dente e outros produtos para higiene bucal de diferentes marcas, algumas tão conceituadas quanto a Colgate.

Então, como optar pela melhor, se o preço e a qualidade são semelhantes?

Aquela que parece se preocupar mais com a minha saúde, pode ser a resposta do cliente.

Conta Azul

Um dos maiores objetivos do inbound marketing é gerar novos leads e nutrir aqueles que já possuem conteúdos de qualidade.

Por conteúdo de qualidade, leia-se material que seja criado pensando nas necessidades da audiência, trazendo soluções para ela.

A Conta Azul, uma empresa que desenvolve softwares de controle de gestão para negócios de pequeno porte, faz isso com maestria.

O grande diferencial deste case em relação aos outros, para mim, é a diversidade de materiais produzidos

São artigos, planilhas, infográficos, ebooks, cases de clientes e, mais recentemente, a Universidade Conta Azul, totalmente dedicada ao empreendedor, que pode acessar conteúdos relevantes variados, separados por categorias. 

Ou seja, é uma empresa que se dedica ao máximo a atender às dores do seu cliente e apresentar soluções.

Ferramentas de inbound marketing

Mais do que a inspiração que esses cases de sucesso podem trazer, você vai precisar de ferramentas para implementar suas estratégias de inbound.

Pensando nisso, listei as melhores para você considerar:

Ferramentas de SEO

Sobre as melhores ferramentas de SEO, separei três, duas para a otimização em si e uma terceira exclusiva para a pesquisa de palavras-chave:

  • SEMrush: é a ferramenta mais completa para otimização de SEO, em que você pode medir o tráfego mensal, analisar a concorrência e até medir o envolvimento do público com os seus posts nas redes sociais
  • Ahrefs: tem como grande diferencial em relação ao SEMrush uma análise de backlinks mais completa, trazendo relatórios bem detalhados
  • Ubersuggest: é a melhor e mais simples plataforma para pesquisa de palavras-chave, pois basta digitar o termo e pronto, os resultados aparecem.

Ferramentas de análise de resultados

Para verificar se a sua estratégia está funcionando, precisa lançar mão de ferramentas de análise de resultados.

Nesse sentido, o Google Analytics é a solução mais completa, mas o Google Search Console também funciona como um ótimo complemento.

Para quem utiliza o Bing, o Bing Webmasters Tool é a plataforma mais indicada.

Agora, se você trabalha com conteúdos em vídeo, é muito importante usar o YouTube Studio.

Ferramentas de Social Media

Agora, as minhas três ferramentas de social media favoritas:

  • Postcron: solução para gerenciar diversas redes sociais ao mesmo tempo, permite agendar suas postagens no Instagram, Twitter, LinkedIn, Facebook, Pinterest e Google+ em até 100 contas, dependendo do seu plano
  • Buffer: possui funções semelhantes ao postcron, mas é um pouco mais completa e ainda conta com a vantagem de ter um plano gratuito para uma rede social de sua escolha
  • Buzzsumo: uma excelente ferramenta para pesquisar quais temas estão em alta e também para verificar quais conteúdos seus tiveram mais interações, permitindo investir mais naquelas que receberam mais audiência.

Ferramentas de email marketing e automação

Aqui estão as três ferramentas de email marketing e automação que considero as melhores para esses fins:

  • Mailchimp: é a plataforma de email marketing mais completa e também a mais simples de se usar, na qual você pode gerenciar toda a sua estratégia de graça, pois a versão sem custos é bem completa
  • RD Station: ferramenta brasileira que permite que você crie fluxos de e-mail, desenvolva landing pages, faça testes A/B e muito mais, além de contar com o lead scoring, um sistema de pontuação para qualificar seus leads
  • HubSpot: ferramenta que rivaliza com a RD Station quando o assunto é automação de marketing, pois ambas são bem completas e intuitivas, deixando a escolha por uma questão de gosto.

Como mensurar os resultados de inbound marketing?

métricas de inbound marketing

Quando você se lança no mundo das práticas de inbound marketing, medir os resultados não é apenas um passatempo, mas uma necessidade crucial.

Mas quais os mais importantes? Compilei alguns que acho necessários, veja só:

ROI

O Retorno sobre o Investimento (ROI) é o Bruce Wayne do seu arsenal de KPIs: rico, poderoso e indispensável.

Calcule-o dividindo o lucro obtido com o inbound pelo investimento feito nele.

Se esse número é positivo, parabéns, você está no caminho certo! Se não, bem, temos trabalho a fazer.

Conversão do funil

A conversão do funil é como uma bússola apontando para o sucesso.

Ela rastreia a jornada do lead do primeiro clique até se tornar um cliente feliz. Quer uma dica de ouro?

Quebre-o em etapas e meça as taxas de conversão em cada uma delas. Isso vai te mostrar onde você está brilhando e onde precisa polir um pouco mais.

Taxa de conversão

A taxa de conversão é o termômetro que mede a saúde do seu inbound marketing. Seja uma landing page ou um formulário de inscrição, essa métrica mostra a porcentagem de visitantes que deram o próximo passo crucial.

Lembre-se, uma boa taxa de conversão é sinônimo de uma mensagem clara e uma oferta irresistível.

NPS

O Net Promoter Score (NPS) reflete a satisfação do seu cliente.

Através de uma simples pergunta: “De 0 a 10, o quanto você recomendaria nossa empresa a um amigo?”, você ganha uma visão clara de quantos dos seus clientes são promotores fervorosos e quantos são detratores silenciosos.

Use essas informações para transformar os neutros em fãs e os detratores em oportunidades de melhoria.

Proporção entre CLV e CAC

A relação entre o Customer Lifetime Value (CLV) e o Custo de Aquisição do Cliente (CAC) é o seu equilíbrio financeiro no inbound marketing.

Você está gastando muito para adquirir um cliente, ou está ganhando o suficiente com ele ao longo do tempo?

Mantenha essa proporção saudável, e você terá um negócio próspero nas mãos.

Onde aprender mais sobre inbound marketing?

Conhecimento nunca é demais, principalmente quando estamos diante de um tema tão fascinante quanto o inbound marketing, repleto de tendências e que necessita de atualização constante.

Confira a seguir minhas sugestões de blogs, livros, cursos, vídeos e webinars para você aprender mais sobre o tema e suas estratégias.

Blogs

Livros

Cursos de inbound marketing

Vídeos e webinars

Conclusão

Se você está lançando uma empresa, deve querer se assegurar de que está implementando as melhores práticas para um crescimento extremamente rápido.

Até aqui, você sabe que o inbound marketing é uma das maneiras mais eficazes de aumentar seus visitantes, leads e compradores.

Você precisará atrair clientes ao entender suas necessidades, aspirações e dificuldades mais profundas. Usando esses dados, crie um conteúdo épico que os puxa como um ímã.

Amplie seu alcance para outros sites, apresente seu conteúdo para web, adquira novos clientes e crie sua influência e autoridade.

Você precisará incluir as melhores práticas de SEO para que os clientes possam encontrá-lo através dos mecanismos de pesquisa também.

Quando tiver tráfego, trabalhe para converter esses visitantes com conteúdo gratuito e marketing de influenciadores que atrai leads.

Com uma campanha de email convincente e um site de alta conversão, você pode garantir o crescimento da sua empresa como nunca antes.

Quais estratégias de inbound marketing você usará para fazer a sua empresa crescer?

Perguntas frequentes sobre inbound marketing

O que é Inbound Marketing?

O inbound marketing cria um laço duradouro com seus potenciais clientes, aumenta seu reconhecimento de marca, sua reputação e melhora os seus resultados.

Como Funciona o Inbound Marketing?

O Inbound Marketing atinge as pessoas com um conteúdo que elas precisam, que as interessam naquele momento. Não é invasivo, mas é relevante, aumentando suas chances de conversão.

O que são Inbound Sales?

É o processo de venda que acontece prioritariamente com uso dos leads captados pelas estratégias de marketing digital e inbound marketing.

Quais são os princípios do Inbound?

O inbound marketing visa atrair, converter, vender e fidelizar clientes através do marketing de conteúdo. O conteúdo pode ser criado tanto para sites quanto para as redes sociais, sendo necessário utilizar estratégias de marketing para conquistar tais objetivos. 

Por que usar inbound marketing?

O inbound marketing é um dos grandes responsáveis pela diminuição do CAC (Custo de Aquisição de Clientes), otimizar processos de vendas e ajudar em todas as etapas do funil, fazendo com que conquistar e levar leads através do funil de vendas.

Onde aplicar o inbound marketing?

O inbound marketing pode ser aplicado em basicamente qualquer lugar onde seja possível produzir conteúdo. Ou seja, no site ou blog da empresa, nas redes sociais, e-mail marketing, landing pages e webinars. Desde que seja possível trabalhar o conteúdo, é possível aplicar o inbound marketing. 

NP Digital Brasil

Você quer resultados imediatos?

Minha agência pode fazer todo o trabalho pra você. Somos especialistas em:

  • SEO - Colocamos seu site no topo das pesquisas do Google
  • Mídia Paga - Fazemos seu negócio alcançar quem importa no momento certo
  • Data & Conversion Intelligence - Desbloqueamos as conversões do seu site e criamos dashboards para melhores análises

Fale com um especialista

Consultoria com Neil Patel

Compartilhe