Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

8 Ps do Marketing Digital: Veja Quais São e Quando Usar Esse Método

mesa informal de reunião de profissional do marketing digital

Os 8 Ps do marketing são preço, praça, promoção, produto, pessoas, processos, posicionamento e performance. Trata-se de uma abordagem que considera os oito tópicos centrais de uma estratégia de marketing – uma evolução dos 4 Ps de marketing e, portanto, mais focada em atender aos desejos e necessidades do cliente.

Os 8 Ps do marketing tem tudo ver com o cenário atual.

Com as mudanças que o mundo vem passando e a alta competitividade das empresas na era digital, nada mais justo do que reciclar teorias antigas.

Afinal, hoje os desafios são outros e até mesmo métodos como o tradicional 4 Ps do marketing precisaram ser reinventados.

Se você já tinha ouvido falar do conceito original, não se assuste: ele não morreu.

Como a metamorfose de uma pequena e frágil lagarta que nasce de um casulo e vira borboleta, ele apenas se transformou.

O que aconteceu, na verdade, foi que ele ganhou novos “Ps” para atender a um público consumidor cada vez mais conectado e exigente.

E, cá entre nós, isso não é legal?

Pense comigo: não somos só nós que precisamos nos adaptar aos novos desafios da era digital, mas os métodos também.

Assim como acontece com o profissional de hoje em dia, eles precisam se adaptar para lidar com o novo.

Fascinante, não?

Então, para garantir um plano de marketing mais completo e integrado, toda empresa ou profissional que atua na área precisa conhecer os 8 Ps do marketing digital.

É o que proponho a você neste artigo.

Preparei um material completo para que possa entender a origem e quais são os 8 Ps do marketing digital.

A partir de agora, você vai poder rever os antigos Ps do marketing tradicional e também conhecer o que mudou da antiga teoria para a atual.

Se assim desejar, salve este artigo em seus favoritos para poder ter sempre em mãos a definição de cada um deles e, assim, rechear a sua estratégia digital.

Boa leitura!

Os 4 Ps originais do marketing

profissional executivo assinalando representação luminosa dos 4ps originais do markeitng digital

Antes de te apresentar os novos 8 Ps do marketing, vamos refrescar a memória, relembrando os 4 Ps originais?

Se ainda não os conhecia, agora, é o momento de entender cada um e identificar a sua importância estratégica.

Criado originalmente pelo professor Jerome McCarthy, os 4 Ps do marketing tradicional foram difundidos por ninguém mais e ninguém menos do que o pai do marketing moderno.

Já sabe quem é ele? Se pensou em Philip Kotler, ponto para você!

Também chamados de mix de marketing ou composto de marketing, eles foram pensados para explicar por que algumas empresas se destacam mais do que outras.

Afinal, se vendem o mesmo produto para o mesmo perfil de consumidor, o que explicaria as diferenças encontradas no número de vendas?

Talvez se promovam melhor, certo?

McCarthy descobriu que isso acontecia quando era empregada uma sequência de ações que valorizavam quatro aspectos principais.

São os Ps do marketing.

E o método fez tanto sucesso que se transformou na base de qualquer estratégia de marketing.

Confira o significado de cada um deles.

1. Produto

mini caixas de produto em cima de laptop

Seja um produto físico ou um serviço, o produto é o ponto de partida de qualquer estratégia de marketing.

É o que vai definir o sucesso ou fracasso do negócio.

Entretanto, precisa ter um nome, um conceito, funções, atributos, diferenciais e um ciclo de vida próprio.

Para que não seja facilmente esquecido pelo público, também deve atender à necessidade de alguém. Isto é, resolver um problema.

Na prática, o que acontece?

Em sua estratégia de marketing, você deve mostrar que o consumidor realmente precisa do seu produto, definindo com exatidão qual ele é para transmitir em suas comunicações ao público.

2. Preço

mão masculina segurando tablet com títulos dos 4ps principais do marketing digital

Por mais óbvio que pareça, preço é o quanto a empresa vai cobrar do cliente pelo produto ou serviço a ser adquirido pelo consumidor.

Mas, atenção: não diz respeito apenas a valores monetários, mas também ao valor agregado. Ou seja, inclui o custo de produção, entrega e venda.

Para ser definido, deve envolver ainda outros aspectos, como a média cobrada pelos concorrentes e a renda do público-alvo.

Ou seja, diz respeito não só a quanto um item custa, mas o valor percebido nele pelo cliente.

Não por acaso, é um P fundamental para atrair clientes, cobrir os custos do negócio e lucrar ainda mais.

3. Praça

ilustração sobre local de vendas

Muitas pessoas se perguntam sobre o que é praça de marketing, porque imaginam que tenha algo a ver com espaços públicos.

Posso dizer que tem e não tem. Afinal, não deixa de se referir a um “espaço”.

Mas vamos à definição de acordo com o método dos 4 Ps do marketing.

A praça indica como produtos ou serviços se inserem no mercado e sobre como o cliente chega até eles.

Então, precisam entrar aqui estudos comportamentais e demográficos sobre o seu público.

Para aumentar as chances de compra, você tem o compromisso de saber onde ele mora, quais são seus hábitos de consumo, estabelecimentos que frequenta, entre outros fatores.

Saber qual é a sua praça traz mais assertividade para o processo de vendas.

Afinal, se o seu cliente em potencial gosta de comprar pelo Mercado Livre, por exemplo, pode não fazer sentido investir pesadamente em uma loja virtual própria e encarar de frente grandes varejistas.

Ou, se a preferência dele é por ir até o seu estabelecimento, talvez investir em um televendas seja desperdício de dinheiro, sem retorno algum.

Entende o que quero dizer?

Então, responda: onde o seu produto ou serviço será oferecido? Onde ele estará à venda?

4. Promoção

título Promoçaõ de um dos 0s do marketing digital e termos relacionados

Aqui está o P que mais causa e gera confusão: promoção!

O problema surge porque estamos acostumados a relacionar o conceito com liquidação, ofertas ou concessão de desconto.

Mas, no método dos 4 Ps do marketing, o significado é outro.

Não tem o sentido de ofertar, mas de promover.

Assim, se refere aos próprios esforços de marketing para que uma marca, produto ou serviço seja promovido e se torne conhecido.

É na promoção que se encaixam ações de marketing, como anúncios, outdoors e publicações em redes sociais.

Ou seja, tudo aquilo que você faz para que os potenciais clientes saibam que você existe e qual o valor da sua oferta.

A tal promoção no sentido de liquidação até pode ser uma estratégia de marketing, uma maneira de promover seu negócio.

Mas, para estabelecer o que este quarto P de McCarthy propõe, é preciso ir um pouco além do que oferecer descontos.

Entendido?

Por que ir além dos 4 Ps?

visão de cima de mesa de profissionais de marketing

Considerando os novos cenários de consumo, o que se sabe é que o marketing tradicional não é mais o todo poderoso da vez.

Claro que continua funcionando muito bem para cumprir certas estratégias e atingir determinados objetivos, como aumentar a visibilidade da marca, por exemplo.

Tenha você um produto novo no mercado ou já antigo, seguir as diretrizes clássicas, como as propostas nos 4 Ps do marketing, é infinitamente melhor do que não fazer nada.

Porque os consumidores precisam saber de você, do que oferce, de como resolve as necessidades deles.

Porém, com um público mais conectado, exigente e imediatista, é preciso pensar além.

É por isso que surgiram os novos Ps.

Quer uma ótima razão para continuar a desbravar esta leitura e descobrir agora mesmo quais são os 8 Ps do marketing digital?

A metodologia é a mais usada hoje no Brasil, além de ser reconhecida internacionalmente.

Então, vamos a ela!

O que são os 8 Ps do marketing digital?

título marketing mix com 7 dos 8ps do marketing

Os 8 Ps do marketing digital vieram para mudar o que estava no centro da estratégia de marketing até então.

Antes focado no produto, agora, o esforço é concentrado em atender aos desejos e necessidades do cliente.

Toda essa mudança começou porque as organizações perceberam, com o tempo, que não adianta investir altas quantias de dinheiro para criar um produto se não se tem certeza se ele vai ser consumido.

Há uma inversão de lógica, portanto.

Em vez de desenvolver a solução (ou abrir a empresa) para depois passar a divulgá-la, primeiro, é necessário estudar o mercado, o público e os concorrentes para entender como essa solução se encaixa no que já existe e como pode despertar atenção e interesse.

Antes, a maior preocupação das empresas era desenvolver produtos excelentes, agora, é garantir que vão chegar ao público-alvo e entregar as exigências dele.

E, convenhamos que, isso vai bem mais além e é bem mais interessante do que falar apenas de praça, promoção, preço e produto.

Abre, inclusive, mais oportunidades para o planejamento e execução de ações de marketing mais inteligentes e criativas. Concorda?

Então, que rufem os tambores!

Chegou a hora de conhecer os novos 4 Ps, que dão origem aos 8 Ps do marketing:

Os 4 Ps novos do marketing

pessoa segurando smartphone ilustrações de símbolos sobre tecnologia

Para que fique mais fácil de entender, os 8 Ps do marketing incluem tanto os 4 Ps citados anteriormente quanto outros 4 Ps novos.

Então, um método não exclui o outro.

Tenha em mente que eles apenas se complementam.

Descubra a seguir o que significa cada um dos novos 4 Ps:

1. Pessoas

pessoas conectadas aos seus smartphones

O primeiro P do novo marketing é sobre a importância de ter uma boa equipe com você e de estudar o comportamento dos consumidores.

Portanto, se refere a colaboradores qualificados e à definição de quem é sua persona e como ela se comporta na internet.

A persona representa o seu perfil ideal de cliente. Como o nome sugere, uma personificação dele.

Por isso, este novo P diz respeito a quem você quer impactar com seus produtos ou serviços, mas também considera os recursos humanos do seu negócio, como, por exemplo, colaboradores e vendedores.

Afinal, não faz sentido garantir um plano de marketing digital supereficiente se a sua empresa não consegue atender bem prospects e clientes.

Para um negócio ter sucesso, ele precisa ter boas pessoas dentro dele e também se preocupar com aquelas que estão fora.

Nenhuma pode ficar de fora, combinado?

2. Processos

processos dentro do marketing digital

Devem ser entendidos como processos todos os fluxos de trabalho, metodologias, operações e procedimentos de uma empresa.

São eles que ajudam o negócio a padronizar entregas internas e externas, a otimizar o trabalho e a direcionar a equipe sobre o que deve ser feito.

Na era digital, um exemplo importante de processos são os processos de vendas mais avançados como Customer Success (Sucesso do Cliente).

Funcionam como meios de pensar em soluções não apenas para vender, mas para melhorar a vida do consumidor.

Mais do que nunca, é preciso garantir processos que possam encantar clientes e oferecer a eles as melhores experiências possíveis.

Lembre-se: o jogo virou e agora é o cliente que deve estar no centro da estratégia.

Foco total nele!

3. Posicionamento

Posicionamento é sobre gerar palpabilidade para o consumidor.

Significa ser notado, percebido, enaltecer valores, ter um propósito, criar identificação.

Então, se refere ao modo com o qual a empresa vai interagir com ele.

De forma bem resumida: é tudo o que influencia diretamente a percepção do cliente, incluindo seu posicionamento estratégico.

Envolve tanto o comportamento dos vendedores quanto a aparência das instalações de uma empresa que recebe clientes, sua fachada ou o layout do site, por exemplo.

É algo bem importante, principalmente, para lojas virtuais que precisam contornar a falta de contato que os consumidores têm com seus produtos para convencê-los à compra.

Lembre também que um conceito em alta é o da experiência do usuário, do inglês User Experience (UX).

O posicionamento serve para mostrar que você realmente se preocupa com o consumidor e a relação dele com sua empresa, marca, produtos e serviços.

4. Performance

ilustração sobre KPI e métricas de performance

Como você já deve estar imaginando, performance é um dos 8 Ps do marketing que fala sobre o sucesso ou fracasso de uma empresa.

Está diretamente relacionado com a produtividade que o negócio alcança e com a qualidade das experiências, produtos ou serviços que entrega.

Ainda não faz ideia de como descobrir se a sua empresa faz sucesso?

Fique tranquilo, que eu te explico.

Para mensurar isso, a primeira coisa que você deve fazer é definir Indicadores-chave de Desempenho (KPIs).

São métricas que vão ajudar você e a sua equipe a entender quais foram os resultados obtidos a cada período analisado.

Para tanto, você só precisa se concentrar em definir quais são eles e em mensurar o desempenho do seu negócio durante o tempo escolhido.

Pode ser diário, semanal, mensal ou como preferir.

Ter esses indicadores definidos é o primeiro passo para descobrir se a empresa está conquistando os seus objetivos.

Ajuda, inclusive, a perceber se está tendo êxito ao executar todos os 8 Ps do marketing que vimos até aqui.

Se o resultados não estiverem tão bons assim, a experiência serve como oportunidade para ver o que fazer, o que mudar ou para onde ir.

Quando e onde usar os 8 Ps do marketing digital?

documentos com dados em mesa e mão de pessoa junta de smartphone

Direto ao ponto: o principal benefício dos 8 Ps do marketing é poder planejar melhor o seu negócio.

Como você já deve ter percebido, o método se parece em partes com o plano de negócios que toda empresa precisa ter.

E, assim como ele, contribui diretamente para o sucesso de qualquer empreendimento.

Isso porque parte do princípio de que o produto que você vende é a razão do seu negócio existir.

Mas que, sem entender se ele realmente gera interesse e atende às necessidades do cliente, as chances de vendas tendem a ser baixas.

Então, posso dizer que o método traz mais assertividade e inteligência para o marketing digital.

Ajuda a garantir resultados melhores e maior lucratividade para as empresas que fazem uso dele.

E sabe o que é melhor de tudo?

Pode ser usado para otimizar qualquer tipo de estratégia de marketing digital!

O que isso significa?

Que os 8 Ps do marketing de conteúdo, por exemplo, serão os mesmos 8 Ps do marketing de serviços. E assim por diante.

Você pode usar quando e onde quiser.

Conclusão

Para concluir meu raciocínio e dar outro bom motivo para que se atente aos 8 Ps do marketing digital, gostaria de reforçar dois dados.

Por trás de cada um, podemos ver perspectivas digitais para lá de otimistas.

Um deles é que praticamente 7 a cada 10 brasileiros são usuários de internet.

Outro, que o celular é usado por 97% dos usuários conectados.

Os dados foram revelados pelo IBGE em dezembro de 2018.

Ok, entendo que essas podem não ser grandes novidades para você.

Mas o que quero exemplificar com elas é que o marketing digital ganha cada vez mais espaço e oportunidades, como a partir de uma estratégia segmentada em dispositivos móveis: o marketing mobile.

É um campo de atuação fértil para empresas que querem aumentar a lucratividade.

Quer saber como sair na frente dos concorrentes, diante desse novo contexto?

Procure não limitar seu plano de marketing a produto, preço, praça e promoção. Adicione a ele também pessoas, processos, posicionamento e performance.

A internet pode ser uma ferramenta bastante eficiente para alavancar os negócios, mas você precisa das estratégias corretas para conquistar os resultados que deseja.

E aí, preparado para incrementar o mix de marketing do seu negócio? Você já utiliza alguns desses pilares em sua estratégia ou ainda quer inseri-los a ela?

Espero que faça bom uso dos 8 Ps do marketing digital e que eles ajudem sua empresa a conquistar muito sucesso.

Compartilhe