Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Como Eu Venci a Última Atualização do Google com Uma Solução Diferente

O Google lançou uma atualização importante. Eles não costumam anunciar essas atualizações, mas você sabe que, quando eles anunciam, é porque vai ser grande.

E foi isso que aconteceu com a última atualização que eles anunciaram.

Muita gente viu o tráfego cair. E, claro, ao mesmo tempo, teve gente que viu o tráfego aumentar, porque, quando um site cai nos rankings, outro site sobe para tomar seu lugar.

Você sabe dizer o que aconteceu com o meu tráfego?

Bom, com base no título desse post, você provavelmente vai dizer que subiu.

Então vamos ver o que aconteceu com meu tráfego de busca.

Meu tráfego geral já caiu aproximadamente 6%. Vendo meu tráfego orgânico, percebe-se que ele já caiu 13,39%.

Eu sei o que você o que você está pensando… Como você venceu a principal atualização do Google se o seu tráfego caiu?

E se eu te dissesse que eu sabia que isso ia acontecer, que eu encontrei uma solução e uma estratégia de contingência no caso de meu tráfego orgânico vir a cair?

Mas antes de eu entrar nesse assunto, quero primeiro explicar como isso tudo começou e depois eu vou falar de como eu venci a atualização do Google.

Uma nova tendência

Eu faço SEO há bastante tempo… Há quase 18 anos.

Quando eu comecei, as atualizações de algoritmo do Google ainda eram ruins, mas eram bem mais simples. Por exemplo, você era punido se construísse links de spam. Ou se seu conteúdo fosse muito superficial, você também não iria muito longe.

Ao longo dos anos, o algoritmo deles se tornou muito mais complexo. Agora, não se trata mais de quebrar ou não as regras e sim de otimizar para a experiência do usuário e fazer o que é melhor para os seus visitantes.

Mas isso, por si só, nunca é muito claro. Como saber se o que você está fazendo é melhor para um visitante do que os seus concorrentes?

Sinceramente, nunca dá para ter 100% de certeza. O único que realmente sabe é o Google. E é baseado em quem eles decidem que vai trabalhar no desenvolvimento e no ajuste do algoritmo deles.

Alguns anos atrás, eu comecei a notar uma nova tendência no meu tráfego de busca.

Dê uma olhada no gráfico acima, consegue ver a tendência?

E, não, meu tráfego não está permanentemente subindo. Tem várias quedas aí. Mas, claro, meus rankings passaram a subir continuamente porque eu entendi como me adaptar às atualizações de algoritmos.

Uma observação: se você não sabe bem como se adaptar à ultima atualização do algoritmo, leia isso aqui. Vai te ensinar a a recuperar seu tráfego, presumindo que você teve uma queda. Ou, se você precisar de uma ajudinha extra, dê uma olhada na minha agência de publicidade.

Em muitos casos, depois de uma atualização o Google continua ajustando o algoritmo. E, se você tiver tido uma queda que não deveria. Você vai começar a se recuperar.

Mas mesmo assim, houve um grande problema. Comparado a todos os anos anteriores, eu comecei a sentir que eu não tinha mais controle como profissional de SEO como eu tinha em 2017. Eu não conseguia mais garantir meu sucesso, mesmo fazendo tudo certo.

Eu não estou tentando culpar o Google… Eles não fizeram nada errado. O algoritmo deles, de uma forma geral, é muito bom e relevante. Se não fosse, nós não estaríamos usando.

E, como você e eu, o Google não é perfeito. Eles estão sempre ajustando e tentando melhorar. É por isso que eles fazem mais de 3.200 atualizações de algoritmo por ano.

Mas mesmo assim, apesar de eu adorar o Google, eu não gostei da sensação de impotência. Porque eu sabia que, se meu tráfego despencasse, eu ia perder muito dinheiro.

Eu preciso desse tráfego, não só para gerar mais receita, mas, ainda mais importante, para pagar os membros da minha equipe. A ideia de não poder pagar minha equipe em algum mês é assustadora, principalmente quando é você que banca seu negócio.

E o que eu fiz?

Eu arregacei as mangas

Por mais que eu adore SEO, e eu acho que eu sou bem razoável nisso, com base no meu tráfego e no meu histórico, eu sabia que eu tinha que encontrar outra solução para me trazer tráfego sustentável, que ainda pudesse gerar leads para o meu negócio.

Além disso, eu queria encontrar alguma coisa que não fosse “paga”, uma vez que eu estava bancando. Da mesma forma que o SEO estava começando a ter mais altos e baixos do que eu já tinha visto ao longo dos meus 18 anos de carreira, eu sabia que o custo de anúncios pagos continuaria aumentando.

É só ver a receita de anúncios do Google. Eles têm alguns altos e baixos a cada trimestre, mas a tendência é subir.

Ou seja, a publicidade vai ficar cada vez mais cara com o tempo.

E não é só o Google. Os anúncios do Facebook também estão ficando cada vez mais caros.

Eu não queria depender de um canal que ficaria mais caro ano que vem, e no ano seguinte, porque ficaria tão caro que eu provavelmente não conseguiria usá-lo de forma lucrativa.

Então, o que eu fiz?

Eu comecei a caçar uma forma de obter tráfego direto, orgânico e de referência que não dependesse de nenhuma atualização de algoritmo (eu vou explicar em um instante o que eu quero dizer com tráfego orgânico).

Eu embarquei em uma missão

Com a ajuda do meu amigo Andrew Dumont, eu comecei a buscar sites que se mantinham recebendo um bom tráfego mesmo depois de atualizações de algoritmo.

Eis os critérios que estávamos buscando:

  • Sites que não dependessem do tráfego do Google
  • Sites que não  precisassem estar sempre produzindo mais conteúdo para obter mais tráfego
  • Sites que não fossem populares por tráfego das redes sociais (nós dois vimos esse tipo de tráfego morrendo)
  • Sites que não tivessem usado ou não usassem anúncios pagos atualmente
  • Sites que não usassem marketing

Basicamente, estávamos procurando sites que fossem populares porque as pessoas gostavam deles naturalmente. Nossas intenções inicialmente não eram comprar nenhum desses sites. Eram mais tentar entender como naturalmente nos tornamos populares, para replicar essas características.

Sabe o que descobrimos?

Vou dar uma dica.

Pense da seguinte forma: o Google não obtém a maior parte do tráfego de SEO. E o Facebook não obtém seu tráfego porque eles ranqueiam em determinada posição no Google ou porque as pessoas compartilham Facebook.com nas redes sociais.

Você sabe como eles são naturalmente populares?

Tudo se resume a desenvolver um bom produto.

Esse foi meu momento eureca! Por que continuar tentando ser uma máquina de conteúdo, algo que não é escalável e é bem chato, uma vez que você precisa atualizar seu conteúdo antigo… Quando você poderia simplesmente construir um produto?

Foi aí que eu e o Andrew esbarramos com o Ubersuggest.

Mas o Ubersuggest que você vê hoje em dia não é a mesma coisa que em fevereiro de 2017, quando eu o comprei.

Era uma ferramenta simples que mostrava os resultados do Google Suggest com base em qualquer busca.

Antes de eu tomar o comando, ele gerava 117.425 visitantes únicos por mês e tinha 38.700 backlinks de 8.490 domínios de referência.

E tudo isso era natural. O fundador original não fez nada de marketing. Ele só desenvolveu um produto e ele naturalmente se espalhou.

A ferramenta, no entanto, teve 43% do seu tráfego vindo se busca orgânica. Sabe qual era essa palavra?

Era “Ubersuggest”.

Ou seja, o tráfego orgânico vinha principalmente da própria marca, o que não depende muito do SEO ou é afetado por atualizações de algoritmo do Google. É também o que eu quis dizer quando eu falei de tráfego orgânico que não dependesse do Google.

Desde então, eu dei uma ousada com o Ubersuggest e lancei várias funcionalidades, desde o monitoramento diário do ranking até uma análise de domínio e auditoria do site a relatórios de ideias de conteúdo e de backlinks.

Ou seja, eu venho fazendo dele uma ferramenta robusta de SEO que tem tudo que você precisa e é fácil de usar.

É tão eficiente que o tráfego do Ubersuggest foi de 117.425 para impressionantes 651.436 visitantes únicos, que geram 2.357.927 visitas e 13.582.999 visualizações de página por mês.

E o melhor de tudo, os usuários ficam, o que significa que a média dos usuários do Ubersuggest fica mais de 26 minutos por mês na aplicação. Isso quer dizer que eles são engajados e com grandes chances de se converter em clientes.

Conforme eu me torno mais agressivo com o meu funil do Ubersuggest e eu começo a obter leads a partir dele, eu espero receber muito mais emails do tipo.

E, ao longo dos anos, eu espero que o tráfego continue crescendo.

E o melhor de tudo, você sabe o que acontece com o tráfego do Ubersuggest quando meu site é afetado por uma atualização de algoritmo do Google ou quando meu conteúdo deixa de viralizar no Facebook?

Ele começa a subir.

E a não ser que você invista muito dinheiro para reproduzir o que eu estou fazendo com o Ubersuggest, mas no seu mercado, você não vai gerar os resultados que eu estou gerando.

Como minha mãe diz, eu sou meio doido…

Mas isso não significa que você não possa conseguir uma solução dentro do seu orçamento.

Em 2013, no meu antigo blog Quick Sprout, eu fiz um teste em que eu lancei uma ferramenta. Era uma ferramenta de SEO que nem era tão boa e, sinceramente, na qual eu provavelmente gastei muito dinheiro.

Veja as métricas para os primeiros 4 dias depois de lançar a ferramenta:

  • Dia 1: 8.462 pessoas inseriram 10.766 URLs
  • Dia 2: 5.685 pessoas inseriram 7.241 URLs
  • Dia 3: 1.758 pessoas inseriram 2.264 URLs
  • Dia 4: 1.842 pessoas inseriram 2.291 URLs

Mesmo depois que o tráfego do lançamento morreu, mais de 1000 pessoas por dia ainda usavam a ferramenta. E, com o tempo, foi até para mais de 2.000.

Eu estava em um ponto da minha carreira eu que eu percebi que as pessoas adoram ferramentas.

Mas eu sei o que você está pensando… Como fazer isso dentro do meu orçamento, Neil?

Como desenvolver ferramentas sem contratar desenvolvedores ou gastar rios de dinheiro 

Eu queria ter descoberto isso antes de desenvolver minha primeira ferramenta no Quick Sprout já existem ferramentas pra praticamente todos os mercados.

Você não precisa criar algo novo ou contratar desenvolvedores caros. Você pode simplesmente usar uma ferramenta que já existe no mercado.

E se você seguir o meu exemplo e ousar, você pode começar a adicionar várias ferramentas ao seu site… Como eu, que tenho uma calculadora de testes A/B.

E como adicionar ferramentas sem ficar no vermelho?

Comprando-as de sites como o Code Canyon. Entre US$2 e $50, você pode encontrar ferramentas sobre praticamente qualquer coisa. Por exemplo, se eu quisesse uma ferramenta de SEO, o Code Canyon oferece várias para eu escolher. Dê uma olhada nessa aqui:

Nada mal para uma ferramenta que você pode ter no seu site por apenas US$40. Você não precisa pagar mensalmente e nem precisa de um desenvolvedor… É bem fácil de instalar e não custa muito de uma perspectiva geral.

E o mais louco é que a ferramenta de SEO de US$40 tem mais funcionalidades do que a que eu desenvolvi para o Quick Sprout, um design geral melhor e custa 0,1% do valor.

Se eu soubesse disso antes de desenvolvê-la anos atrás. :/

Olha, existem ferramentas para todos os mercados. De calculadoras de hipoteca, contadores de calorias, localizadores de vaga (indústria automotiva) e até video games que você pode incluir no seu site.

Ou seja, você não precisa criar algo do zero. Existem ferramentas para qualquer mercado que já exista e você pode comprá-las por uma pechincha.

Conclusão

Eu adoro SEO e sempre vou adorar. Sério, apesar de muitos profissionais de SEO odiarem a forma pela qual o Google atualiza seus algoritmos, isso não me incomoda… Eu adoro o Google e eles desenvolveram um produto incrível.

Mas se você quiser continuar indo bem, você não pode depender de um único canal de marketing. Você precisa de uma abordagem multicanal e usar o máximo deles possível.

Assim, quando um está em baixa, você ainda está gerando tráfego.

Agora, se você realmente quer decolar, pense na maioria das empresas que existem. Você não cria um negócio bilionário a partir de SEO, anúncios pagos ou qualquer outra forma de marketing. Antes de mais nada, você precisa criar um produto ou serviço incríveis.

Então pense na ideia de adicionar ferramentas ao seu site. Os dados mostram que é mais eficaz e mais escalável do que marketing de conteúdo.

Claro que você provavelmente não vai alcançar os resultados que eu alcancei com o Ubersuggest, mas você pode alcançar os resultados que eu alcancei com o Quick Sprout ou alcançar resultados melhores do que os que você está obtendo atualmente com o marketing de conteúdo.

O que você acha? Você vai incluir ferramentas no seu site?

Compartilhe