Sites De Vendas: Aprenda A Montar O Seu e Vender Online

mini caixas de compras em cima de laptop

Se você ainda não tem um site de vendas, está ignorando 7 em cada 10 consumidores brasileiros.

É o que diz a pesquisa da PwC publicada na Istoé, que aponta o recorde de 65% de e-shoppers no Brasil.

Desde que o brasileiro deixou a desconfiança para trás, comprar na internet se tornou um hábito frequente.

Para o empreendedor, são inúmeras vantagens: alcançar mais clientes, reduzir os custos com espaço e logística, e ainda ter a loja aberta 24/7/365.

Para facilitar ainda mais, as plataformas para criação de lojas online estão cada vez mais eficientes e práticas de usar.

É tão simples e seguro, que você pode montar um site de vendas sem pagar mensalidade e aderir ao plano pago somente depois de ter o retorno esperado.

Parece a oportunidade perfeita, não acha?

Continue lendo para descobrir como montar sua loja facilmente e começar a vender agora mesmo.

O passo a passo de como montar um site de vendas

um site de vendas em tablet

Montar um site de vendas e ter seu próprio negócio online é mais simples do você imagina.

Confira o passo a passo para entrar no mercado digital.

Estude o mercado

equipe de trabalho analisando dados em laptop

Antes de se aventurar nos negócios digitais, você precisa estudar muito bem o mercado e descobrir seu lugar ideal.

Esse processo pode ser mais simples se você já tiver uma loja física, mas começar do zero também é perfeitamente possível.

Inclusive, uma das grandes vantagens do site de vendas é a rapidez e praticidade para começar a vender, pois há muito menos burocracia e custos em comparação com o ponto de venda.

Um bom começo é dar uma olhada no panorama geral do mercado, partindo de estudos como o Webshoppers 2019, da Ebit Nielsen.

Segundo o relatório, o comércio eletrônico no Brasil cresceu 12% em 2018, alavancando o crescimento da América Latina.

Para 2019, a previsão é de um aumento de 15% no faturamento das lojas online, chegando a R$ 61,2 bilhões.

Já são 58 milhões de consumidores que fizeram pelo menos uma compra online no ano.

Ou seja: o público-alvo em potencial é mais amplo do que nunca.

Além disso, o ticket médio foi o maior já registrado: R$ 434.

Em relação às categorias de bens de consumo, as mais bem-sucedidas foram perfumaria, informática, alimentos e decoração.

Outro estudo famoso é o Perfil do E-commerce Brasileiro, feito pelo PayPal, que já está na sua 4ª edição.

De acordo com os resultados, já existem 675 mil lojas online no país, com adoção generalizada de sites responsivos para atender ao m-commerce (vendas em dispositivos móveis).

Esses dados já são suficientes para concluir que o mercado digital está em plena ascensão, à prova de qualquer crise.

Logo, o próximo passo é escolher o produto ou serviço que você vai vender, com base na sua experiência, know-how e mercado-alvo.

Para saber se existe procura para a sua oferta, experimente usar o Google Trends.

Essa ferramenta do Google mostra quais são os termos mais pesquisados no Brasil e no mundo.

Assim, você pode verificar como anda a popularidade das suas soluções na internet.

Também vale a pena estudar a fundo seu público-alvo, utilizando pesquisas do seu segmento ou mesmo vasculhando as redes sociais.

Outra dica importante é investigar a concorrência e se basear nas estratégias que funcionam melhor para construir a sua.

Chamamos isso de benchmarking, e no mundo digital é uma questão de sobrevivência.

Que tipo de site de vendas montar

pequeno carrinho de compras em cima de laptop

Se você já sabe o que vai vender e para quem, está na hora de decidir sobre o tipo de site que pretende montar.

Isso vai depender exclusivamente da solução que você está vendendo – e do seu orçamento.

Por exemplo, se você trabalha com serviços, pode optar por um site mais simples com um formulário de contato para orçamentos ou simulações de preços.

Agora, se comercializa produtos, terá que contar com uma plataforma robusta para incluir todas as funções do e-commerce, desde o fluxo de pedidos até recebimento dos pagamentos.

Nesse caso, você pode escolher uma loja virtual pronta, criar uma loja em um marketplace ou construir seu site do zero.

A opção da loja virtual

mulher acessando tablet em loja fisica

Ao optar pela loja virtual, você terá o seu próprio site de vendas na internet.

Ou seja: todos os trâmites serão realizados no meio digital, desde a divulgação dos produtos até a confirmação do pagamento.

Hoje, existem inúmeras opções de plataformas para montar sua loja online.

As mais simples não exigem conhecimentos em programação e podem ser facilmente personalizadas.

Mas se você contar com um desenvolvedor ou tiver essas habilidades, também vale muito a pena utilizar as opções de código aberto do mercado.

Como receber seus pagamentos online

mão feminina acessando laptop com cartão de crédito em mãos

Os modelos mais utilizados para pagamentos em lojas virtuais são os intermediadores e gateways.

O gateway é uma ferramenta que conecta a loja diretamente aos bancos e operadoras de cartão, permitindo negociações com as instituições financeiras.

Já o intermediador é uma plataforma que já oferece uma solução de pagamento pronta, com todas as opções de bandeiras e bancos.

Alguns exemplos clássicos de intermediadores são o PayPal, PagSeguro e Mercado Pago.

Para os empreendedores digitais iniciantes, o intermediador é a melhor opção, pois facilita todo o processo de pagamento.

Mas é interessante considerar o gateway no futuro, pois é vantajoso ter a liberdade de negociar taxas e valores, além de transmitir mais confiança ao usuário.

Melhores sites para vendas online

laptop acessando um site de vendas junto de acessórios de verão

Se você está em dúvida sobre qual plataforma escolher para iniciar seu negócio online, é melhor comparar com calma.

Confira a lista e decida.

Wix

imagem da página inicial da plataforma Wix

O Wix é uma plataforma para criação de sites que se destaca pela ferramenta intuitiva e personalizável.

Além do editor facílimo de usar, oferece uma inteligência artificial de design (ADI) que cria sites instantaneamente com base em algumas respostas do usuário.

Ao montar seu site de vendas, você pode adicionar vários meios de pagamento, além de contar com um sistema para gerenciamento dos pedidos e entregas.

Outra vantagem da plataforma é a otimização para dispositivos móveis, importantíssima em tempos de mobile commerce.

O plano gratuito exibe anúncios e não dá direito a um domínio próprio.

Nos planos pagos, há opções de R$ 9,50 mensais (básico) até R$ 57,29 mensais (VIP).

WordPress

lupa em detalhe da página web da plataforma WordPress

O WordPress está no topo da lista dos sistemas mais famosos do mundo, com sua ferramenta para criação de sites e plataforma de código aberto.

Por ser uma plataforma robusta, possui inúmeros plugins que enriquecem o site e facilitam a personalização da sua loja online.

Inclusive, o plugin WooCommerce é perfeito para criar uma loja virtual completa.

Nos planos premium, é possível montar uma loja online avançada e flexível por R$ 149 ao mês.

Loja 2

página inicial da plataforma Loja 2

A Loja 2 é uma plataforma que permite a criação da sua loja virtual em poucos minutos.

Seu sistema inclui hospedagem grátis com várias opções de layouts e funcionalidades.

O serviço completo se chama Conta Especial e elimina a publicidade do site de vendas, além de contar com recursos personalizados para acompanhamento de pedidos, atendimento e utilização de domínio próprio.

Além disso, a versão premium oferece um chat online integrado, suporte por e-mail e produtos ilimitados por R$ 19,90 ao mês.

BPG

página inicial da plataforma BPG

A BPG é uma plataforma de comércio eletrônico para criar lojas 100% customizáveis e sem custo.

É uma das poucas plataformas totalmente gratuitas, mas cobra uma taxa de 5,99% por transação.

Para começar a vender, é só criar a loja em poucos passos, inserir produtos e ativar a conta no PagSeguro para receber os pagamentos.

Você será notificado a cada venda e poderá acompanhar todas as etapas dos pedidos.

Além disso, a plataforma oferece um amplo catálogo de templates para personalizar o layout da loja.

Nuvem Shop

página inicial web da plataforma Nuvem Shop

A Nuvem Shop é uma plataforma mais profissional, com a proposta de ajudar empreendedores a prosperarem no mercado digital.

Para isso, a empresa oferece um sistema avançado para criação de lojas e uma exclusiva Universidade do E-commerce, com conteúdos educativos para lojistas de todos os segmentos.

Seu aplicativo para gerenciamento da loja pelo celular também é uma vantagem e tanto, além das opções de integração com redes sociais e automação do marketing digital.

A ferramenta pode ser testada gratuitamente por 15 dias e possui planos que vão de R$ 49,90 mensais a R$ 199,90 mensais.

Há ainda uma opção de plano empresarial com recursos avançados e mensalidade sob consulta.

Entre os recursos válidos para todos os planos, estão os layouts de alto desempenho, gerenciamento de pedidos, integração com meios de pagamento, checkout transparente e suporte por e-mail.

Loja Integrada

página inicial web da plataforma Loja Integrada

A Loja Integrada é mais uma plataforma que permite a criação gratuita de lojas virtuais sem conhecimento em design ou programação.

Seus diferenciais são o plano básico 100% gratuito, comissão zero nas transações e hospedagem em servidores da Amazon.

No plano grátis, você pode cadastrar até 50 produtos e escolher envio via Correios, transportadora, motoboy ou retirada pelo cliente.

Nas formas de pagamento, estão disponíveis o PagHiper e PayPal.

Outros recursos inclusos são o Certificado SSL, Google Analytics e domínio próprio.

Já nos planos pagos, há opções de R$ 49 até R$ 399 ao mês.

No plano mais completo, há recursos avançados como ERP integrado, usuários ilimitados e checkout transparente.

Mercado Livre

página inicial web da plataforma mercado livre

O Mercado Livre é um dos marketplaces mais conhecidos da internet, onde você pode começar a vender imediatamente.

Inicialmente, era possível apenas ter um perfil de vendedor dentro do site, mas já há opções para ter um endereço próprio.

Há empreendedores de sucesso que se consagraram com uma loja na própria plataforma, mas é sempre um diferencial ter seu ponto de venda independente online.

Com o Mercado Shops, você pode criar seu site de vendas personalizado e utilizar o mesmo sistema simplificado do Mercado Livre.

Não há custo de ativação ou manutenção da loja – apenas as mesmas taxas cobradas por venda na plataforma.

Como vantagens, o novo serviço inclui meios de pagamento eficientes, integrações com todas as ferramentas do ML e o sistema do Mercado Pontos.

OLX

Página inicial da plataforma OLX

A OLX também está na categoria de marketplace e é conhecida como uma das maiores empresas de classificados online.

Seu foco está nos produtos usados, como indica o slogan “Desapega”.

Além do plano grátis comum, há inúmeras opções de planos profissionais para otimizar as vendas.

Ao fazer o upgrade para OLX Pro, você tem acesso a uma plataforma ágil e intuitiva para acompanhar anúncios, aumentar o alcance e receber atendimento em um canal exclusivo.

Além disso, é possível compartilhar o link da loja em qualquer lugar.

Se você quer vender automóveis, por exemplo, há um plano específico para carros que divulga os anúncios em diversas plataformas e garante uma proposta em menos de 7 dias.

Há ainda planos profissionais para imóveis, motos, caminhões, barcos, aeronaves, serviços, autopeças e diversos outros produtos.

Os preços variam de R$ 99,99 ao mês para 5 anúncios de carros até R$ 1.059,00 ao mês para 60 anúncios de caminhões, tratores e máquinas.

Enjoei

página inicial web da plataforma Enjoei

O Enjoei começou como um brechó online e se tornou um dos maiores marketplaces de moda, acessórios e decoração do Brasil.

Para começar a vender pelo site, é só criar uma loja e cadastrar os produtos na plataforma.

O site cobra 18,5% de comissão + tarifa fixa para produtos até R$ 100 e 20% de comissão + tarifa fixa para produtos a partir de R$ 100.

Há também o serviço Enjoei Pro, que cuida de todos os trâmites da loja.

Se escolher esse plano, você só precisa enviar as peças para a empresa e aguardar a realização de uma triagem, precificação e divulgação das peças para venda.

Nessa modalidade, o site fica com 50% de comissão + tarifa fixa, mas não é preciso fazer nada além de enviar os produtos e esperar o dinheiro das vendas.

eBay

página inicial web da plataforma eBay

O eBay é o maior site de compra e venda do mundo, pioneiro no modelo de marketplace.

Seu funcionamento é muito semelhante ao do Mercado Livre, permitindo a criação de um perfil de vendedor para comercializar qualquer produto ou serviço.

Assim como o ML, o eBay criou seu próprio serviço profissional chamado Lojas eBay.

Nessa modalidade, você pode escolher entre 5 tipos de loja virtual: Inicial, Básica, Premium, Superloja e Megaloja.

Os preços vão de US$ 7,95 ao mês para o modelo mais básico até US$ 2.999,95 ao ano para o mais avançado.

A cada nível de loja, aumenta a disponibilidade de ferramentas que ajudam a gerenciar o negócio e melhorar o desempenho dos anúncios.

Amazon

página inicial web da plataforma Amazon

A Amazon dispensa apresentações, com sua liderança absoluta no comércio eletrônico global.

Para ter seu espaço no marketplace, existem duas opções de planos: o plano individual a R$ 2 por item + comissão e o plano profissional a R$ 19 por mês + comissão.

Com o plano individual, é possível adicionar novos produtos, acessar páginas de ajuda e receber o valor total das compras parceladas.

Já o plano profissional dá direito à utilização das ferramentas de publicação e relatórios, além de realizar vendas internacionais e definir taxas de envio dos produtos.

Shopify

página inicial web da plataforma Shopify

O Shopify é uma solução completa para e-commerce que facilita a criação de sites de vendas de vários tamanhos.

A plataforma oferece um teste grátis de 14 dias e planos que vão de US$ 29 até US$ 299 mensais.

Hoje, mais de 800 mil empresas já utilizam o Shopify e aproveitam diferenciais como integração com outros canais de venda, gateways internacionais e ferramentas de automação, recursos extras como checkout transparente e muito mais!

Bigcommerce

página inicial web da plataforma BigCommerce

A Bigcommerce é uma plataforma que promete experiências diferenciadas no comércio eletrônico.

Por enquanto, está disponível apenas em inglês.

O site é dividido entre a opção Enterprise, para lojas maiores, e Essentials, para negócios menores.

Os serviços também são classificados por modelo de negócio (B2B, B2C ou multicanal) ou indústria (moda, alimentos, cosméticos).

Seus principais diferenciais são o sistema de segurança robusto, APIs flexíveis e ferramentas inteligentes para automação e analytics.

Os preços vão de US$ 29,95 a US$ 249,95 ao mês.

Quanto custa criar o seu site de vendas?

mulher acessando loja virtual em laptop em mesa junto de smartphone

Depois de conhecer todas essas plataformas, fica claro que o custo do site de vendas varia muito.

Se for criar uma loja do zero, certamente você gastará mais de 4 dígitos com os serviços de desenvolvimento, design, hospedagem e domínio.

Para uma opção mais econômica, é possível começar pelos marketplaces, que oferecem preços justos e já garantem a exposição dos produtos a milhares de usuários.

O custo-benefício também é atrativo nas plataformas que oferecem templates prontos, onde é possível conectar um domínio personalizado.

Quando as limitações de configurações começarem a atrapalhar o negócio, é só migrar para uma solução mais robusta, que suporte transações ilimitadas e ofereça mais estabilidade.

Para todos os orçamentos e momentos do seu negócio, há uma solução perfeita para vender mais e melhor online.

Conclusão

Agora você não tem mais desculpa para adiar a criação do seu site de vendas.

Você não precisa entender de design, programação ou trâmites burocráticos – apenas ter disposição para vender seus produtos e atender seus clientes.

E mesmo que nunca tenha trabalhado com vendas online, as plataformas já trazem soluções prontas e ajudam você a cada passo do processo.

Assim fica fácil conquistar sua independência e se tornar um empreendedor digital de sucesso.

Já que apresentei todas essas plataformas para você, quero saber o veredito.

Qual você vai escolher para começar seu negócio online?

Deixe sua resposta para a minha pesquisa de opinião.

E, depois, uma atualização com a sua primeira venda 😉

Compartilhe