Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Monetização YouTube: Regras e Como Monetizar o Canal em 2022

monetização no youtube com notas ao fundo

A monetização no YouTube é assunto sério para quem busca viver do seu conteúdo.

De fato, é possível rentabilizar vídeos sobre qualquer tema, desde streaming de jogos a videoaulas de matemática.

O crescimento da plataforma e do formato no Brasil e no mundo inspira jovens e adultos a se empenharem na gravação e na edição de conteúdos para conquistar espectadores, assinantes e, claro, dinheiro.

Mas é importante deixar claro desde o início: a monetização no YouTube ainda é um desafio para a maior parte dos administradores dos canais.

Pensando nisso, decidi criar este texto para esclarecer todas as dúvidas relacionadas ao assunto.

Neste artigo, conheça as principais regras de monetização do YouTube em 2020 e prepare-se para ter bons resultados na plataforma.

Vamos nessa?

Você sabia que o site que ranqueia em primeiro lugar com a palavra-chave “monetização do Youtube” recebe aproximadamente 267 visitas orgânicas e possui uma pontuação de domínio de 100?

Quer saber mais? Veja o relatório completo aqui.

A monetização do YouTube

ilustraçao representano laptop em video do site youtube com a frase video monetization e moedas ao fundo

Em 2010, o jovem Felix abandonou a faculdade e começou a trabalhar em um carrinho de cachorro-quente para financiar seu sonho: sobreviver da criação de vídeos no YouTube.

Os pais, é claro, ficaram muito inseguros com a decisão.

O que para muitos é uma realidade hoje em dia, em 2010 era pura utopia.

No entanto, Lotta e Ulf, mãe e pai do rapaz, não tiveram muito tempo para se preocupar.

Três anos depois, seu canal se tornou o primeiro do mundo em número de inscritos.

Hoje Pewdiepie é uma celebridade global com um poder midiático maior do que gigantescas corporações do ramo.

O sucesso do sueco influenciou multidões de pessoas ao redor do mundo.

Todos com o sonho de se tornarem estrelas no maior serviço de vídeos de toda a internet.

No Brasil, surgiram Felipe Neto, Leon Oliveira, BRKSEdu, Felipe Castanhari e tantos outros.

E o círculo de candidatos a webcelebridades se renovou.

Segundo a ferramenta Social Blade, são mais de 23 milhões de canais existentes hoje em dia (dados de 2018 que levam em conta canais com um mínimo de 5 assinantes).

Com cada vez mais pessoas entrando nesse universo, uma dúvida surge.

Afinal, como ganhar dinheiro com o YouTube?

Essa resposta não é tão simples quanto parece.

Existem muitas variáveis, e as regras são modificadas com frequência.

Mas posso garantir que é possível sobreviver criando vídeos no YouTube.

E digo mais: trabalhando apenas com assuntos que você gosta.

Para isso, vamos conhecer os detalhes sobre a monetização do YouTube em 2020.

Antes de continuar, você gostaria de saber qual o tráfego ideal que seu site deveria ter hoje? Clique aqui e faça o teste para descobrir.

Qual deveria ser o tráfego ideal do seu site hoje?

Como funciona a monetização do YouTube?

camera profissional centralizando digital influencer de culinaria exercendoseu papel

Existem duas maneiras de se ganhar dinheiro com o YouTube.

A mais conhecida é a direta, que é por meio do Programa de Parcerias do YouTube.

A outra forma é a indireta, por meios externos, como anúncios nativos inseridos em meio aos vídeos.

Para gerar receita através da própria plataforma, é necessário utilizar a primeira.

Existem cinco formas diretas para monetizar um canal, sobre as quais falarei a seguir.

O que precisa para fazer parte do Programa de Parcerias do YouTube?

Não pense que, para fazer parte do Programa de Parcerias do YouTube, basta criar um canal.

Existem pré-requisitos para começar a receber dinheiro com os vídeos.

Essas informações variam de acordo com o modelo de arrecadação escolhido.

Em todo caso, vale lembrar que em qualquer um deles é necessário seguir as diretrizes de conteúdo adequado para publicidade.

Além disso, outras exigências básicas são:

  • Ser residente em um país ou região onde o PPY está disponível (o Brasil é um deles)
  • Ter mais de 4 mil horas de exibição pública nos últimos 12 meses
  • Ter mais de 1 mil inscritos
  • Ter uma conta do Google AdSense vinculada.

Ao completar essas condições, basta solicitar a inscrição no programa.

No entanto, há regras de monetização do YouTube específicas para diferentes métodos, como você verá a seguir.

Receita de anúncios

Aqui o administrador monetiza o vídeo por meio dos anúncios.

Existem diferentes formatos.

Os anúncios gráficos são exibidos à direita ou abaixo do vídeo que está sendo assistido.

Os anúncios de sobreposição aparecem em frente ao vídeo e são semitransparentes.

Os anúncios em vídeo são inseridos antes, durante ou depois do vídeo original.

Podem ser puláveis ou não.

Além disso, podem vir no formato bumper, que é quando o usuário assiste aos primeiros segundos de um vídeo não pulável.

Por fim, há os cartões patrocinados, que são cards sugeridos em vídeos relacionados.

Não há um número pré-requisitado de inscritos nesse formato.

Clubes dos canais

Os clubes são serviços de assinaturas oferecidos pelos youtubers para apoio recorrente dos espectadores.

Eles recebem benefícios como postagens exclusivas para membros, bate-papos com os criadores, emojis e selos personalizados.

Nesse caso, a arrecadação é mensal.

Para um canal se qualificar para esse formato são exigidas, no mínimo, 30 mil inscrições.

Estante de produtos

No formato de estante de produtos, o canal funciona como uma espécie de loja virtual.

Nela, as pessoas podem comprar produtos oficiais que são divulgados por meio das páginas.

Para ativar a estante, basta fazer o login no YouTube Studio, selecionar a opção “Geração de receita” e adicionar os produtos.

É preciso ter 10 mil inscritos para cadastrar-se nessa categoria.

Super Chat

O Super Chat é uma maneira de aquisição por meio de doações.

Mediante ao investimento, as mensagens dos fãs ficam em destaque no feed de conversa e podem aparecer em vídeos ao vivo.

Esse método é muito comum em lives de games, nas quais o streamer lê em voz alta o recado enviado por meio do Super Chat.

Receita do YouTube Premium

laptop em mesa de escritorio com a palavra premium em tela e camera profissional ao lado ,

O YouTube inaugurou os seus serviços premium e, com isso, aproximou os fãs dos criadores de conteúdo.

Nesse formato, o youtuber recebe uma parte da taxa paga pelo usuário quando ele assiste vídeos.

Como vantagens aos assinantes, são oferecidos conteúdos sem anúncios, downloads de vídeos para assistir offline, exibição em segundo plano e acesso a séries e filmes originais do YouTube.

guia passo a passo de marketing de conteúdo

Requisitos para ser monetizado no YouTube

Para você gerar receita com o seu canal do YouTube, é preciso seguir uma série de requisitos, que estão descritos na atualização mais recente das Políticas de Monetização da plataforma.

Separei um resumo com as informações mais relevantes para que você possa se tornar um membro do Programa de Parceiros e também receber bônus dos Fundos de Recompensas do YouTube Shorts:

  • Produzir conteúdos que não violem as diretrizes da comunidade, tal qual materiais com nudez, incitação ao suicídio, exploração sexual, fake news, spam, discursos de ódio e preconceito, assédio de todos os tipos, assim como vender armas de fogo ou drogas
  • Gerar conteúdos relevantes que não sejam plagiados, reutilizados de outros canais, sem qualquer tipo de contribuição crítica ou com violações da lei de direitos autorais, como a incidência da música de um artista sem a autorização prévia, por exemplo
  • Manter uma postura que proteja a comunidade do YouTube, não apenas na produção de conteúdos para a plataforma, como também fora dela, não participando de atos violentos, por exemplo
  • Morar em um país ou região em que o Programa de Parcerias do YouTube está ativo
  • Não ter avisos das diretrizes da comunidade ativos
  • Ter mais de 1 mil inscritos em seu canal para monetizar através dos clubes de canais ou mais de 10 mil assinantes para gerar receita por meio da estante de produtos.
  • Contar com pelo menos 4 mil horas de exibições públicas de conteúdo válidas no último ano
  • Possuir uma conta no Google AdSense, plataforma de publicidade do Google em que é realizado o pagamento
  • Ter pelo menos 18 anos completos ou um responsável legal maior de idade para gerenciar os pagamentos.

E como funciona o pagamento do YouTube?

monetização youtube como funciona o pagamento

Todos os pagamentos feitos pelo YouTube, independentemente da origem do recurso no Programa de Parcerias, se dão por meio do Google AdSense.

Portanto, você precisa criar uma conta na plataforma e vincular o perfil do seu canal a ela.

Vale lembrar que todo o repasse é feito em dólares.

Na hora de transferir esse dinheiro para uma conta bancária, você vai ter que arcar com algumas taxas para conversão da moeda original em real, o que é um procedimento padrão nesse tipo de operação.

Além disso, você só poderá fazer essa transferência quando tiver um saldo mínimo de US$ 100 na sua conta AdSense.

Quais são as políticas atuais do Google para monetizar um canal?

Atualmente, para você fazer parte do Programa de Parcerias e receber bônus dos Fundos de Recompensas do YouTube Shorts, é preciso seguir algumas políticas de monetização, como:

Caso qualquer um desses pré-requisitos não seja cumprido, você vai deixar de monetizar com o seu canal e estará sujeito às seguintes punições:

  • Suspensão da participação no Programa de Parcerias do YouTube
  • Desativação dos anúncios em seus conteúdos
  • Encerramento do canal.

Quando o YouTube começou a monetizar?

Criado em 2005 pelo trio Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim, o YouTube começou a sua trajetória de sucesso um ano mais tarde, quando foi adquirido pelo Google.

Foi em 2007 que a plataforma deu o seu maior salto e começou a gerar receita e também a ajudar seus colaboradores a ganharem dinheiro.

Então, nasceu o primeiro programa de parcerias, o Content ID, que pagava pelos direitos autorais e os anúncios que apareciam nos vídeos.

Com o passar do tempo, as formas de monetização foram sendo aprimoradas e ampliadas até que se chegasse ao modelo atual, que prevê até sete maneiras de ganhar dinheiro com o seu canal, incluindo o sistema de Recompensas do YouTube Shorts.

Como funcionava antes?

tela de smartphone indicando numero de inscritos nos ultimos dias do aplicativo youtube

Antes de 2018, o YouTube tinha regras diferentes para a monetização de canais.

Até aquele ponto, para gerar receita através do YouTube, eram necessárias 10 mil visualizações totais no canal.

Assim, o criador de conteúdo já poderia começar a arrecadar mediante à postagem de um único vídeo com uma quantidade relevante de acessos.

As mudanças que aconteceram a partir daquele ano foram consideradas prejudiciais por boa parte da comunidade aos youtubers menores.

O que mudou a partir de 2018?

site youtube indicando estatisticas de visualizaçoes dos ultimos meses

Em Janeiro de 2018, foram estabelecidas novas regras para participação no PPY (Programa de Parcerias do YouTube).

Desde então, há a necessidade de no mínimo 1 mil inscritos no canal e pelo menos 4 mil horas de exibição nos últimos 12 meses.

De acordo com o comunicado oficial da plataforma, o objetivo é trazer estabilidade aos criadores de conteúdo que compõem o ecossistema do YouTube.

Quais foram as alterações no Google Preferred?

O Google Preferred é um formato de ads especial.

Os anunciantes que optam por esse modelo são divulgados nos 5% de canais mais vistos, compartilhados e seguidos no YouTube.

Ou seja, é uma forma de monetização voltada somente à elite da plataforma.

As mudanças realizadas em 2018 não afetam muito essa parcela de youtubers.

Mas foi adicionado um moderador humano para avaliar se os vídeos postados podem ou não participar do processo de monetização.

Quanto é a monetização do YouTube?

Um dos modelos mais tradicionais de monetização no YouTube é o número de visualizações nos vídeos.

Atualmente, é feito um cálculo chamado de Custo por Mil Visualizações (CPM).

A cada 1 mil reproduções de propaganda, o produtor de conteúdo recebe uma parte do valor investido pelo anunciante.

Mas essa não é a única forma de ganhar dinheiro com a principal plataforma de vídeos do mundo.

Sobre isso, falarei mais à frente, ainda neste texto.

Como ativar a monetização no canal do YouTube?

ilustraçao de smartphone com logo do aplicativo youtube em tela e simbolos de moedas em sua volta

Agora que você já sabe como funcionam os processos para monetização de um canal do YouTube, é hora de começar a faturar.

Se o seu canal preenche todos os requisitos citados anteriormente, realize os seguintes passos manualmente.

Primeiro, faça a sua inscrição no Google AdSense.

Preencha os dados cadastrais, com o site e e-mail e aceite os termos de uso.

Não se esqueça de configurar as suas preferências de pagamento, para ter uma conta na qual receber pelo conteúdo monetizado.

Para ativar os anúncios em um vídeo, siga os seguintes passos:

  1. Faça login no YouTube
  2. Clique na imagem do canal ou usuário no canto superior direito
  3. Selecione a opção “Meu canal”
  4. Clique no botão YouTube Studio
  5. No menu à esquerda, selecione “outros recursos” e, a seguir, “geração de receita”
  6. Selecione “iniciar” para ler os termos de uso e começar o processo.

Ao alcançar os pré-requisitos básicos, listados anteriormente no texto, o seu canal será automaticamente avaliado pelo YouTube.

Se estiver tudo em ordem, um e-mail será enviado informando a sua participação no Programa de Parceiros do YouTube.

A partir disso, você poderá monetizar seus vídeos no momento do envio, selecionando a opção “gerar receita com meu vídeo”.

Também é possível monetizar vídeos já existentes no canal por meio do Gerenciador de Vídeos.

Quantos canais no YouTube eu posso monetizar?

monetização no youtube quantos canais posso monetizar

Desde que você cumpra todos os requisitos, diretrizes e políticas de monetização do YouTube, você pode gerar receitas em quantos canais quiser.

O cuidado que precisa ser tomado aqui é o de não fazer concorrência para si mesmo.

Por isso, a minha dica é criar canais com conteúdos bem diferentes para não gerar nenhum tipo de conflito e, muito menos, confundir os seus assinantes.

Outro detalhe importante é que você não precisa criar uma conta nova no AdSense para cada canal que deseja monetizar.

Aliás, o Google só permite um registro por CPF, portanto, uma só conta basta.

Como ativar os Clubes dos canais?

Para permitir que as pessoas se tornem assinantes do seu canal, siga os seguintes passos:

  1. Faça login em uma conta Google em um computador
  2. Vá até a área de personalização do canal
  3. Escolha o quadro “Clube dos canais”, ative-o e siga as instruções que aparecerão na tela.

Como ativar a estante de produtos?

computador e laptop em mesa executiva no site youtube

Para ativar a visualização de produtos no seu canal, siga os seguintes passos:

  1. Acesse o YouTube Studio
  2. Clique na guia “produtos” (opção disponível apenas para canais qualificados)
  3. Vincule a sua loja na Teespring, especializada em produtos personalizados, ao seu canal.

Como ativar o Super Chat?

Para ativar o Super Chat e receber mensagens patrocinadas, siga os seguintes passos:

  1. Acesse o menu de personalização do YouTube
  2. Vá até o quadro “Super Chat” e ative-o
  3. Siga as instruções que aparecerão na tela.

Como ativar o YouTube Premium?

mao masculina segurando smartphone com a palavra youtube premium em tela

Para ativar o YouTube Premium e receber pelas visualizações de usuários cadastrados, não é necessária nenhuma ação.

Sempre que um usuário assinante assistir a um de seus vídeos, você será bonificado automaticamente por isso.

Quais as vantagens extras ao se inscrever no PPY?

Ao se tornar um parceiro do YouTube, o criador de conteúdo recebe alguns benefícios em relação aos demais usuários da plataforma.

O primeiro deles é a possibilidade de monetização do canal em cinco diferentes formatos, como citado no tópico anterior.

Além disso, o youtuber ganha acesso ao serviço de Suporte ao Criador de Conteúdo, uma espécie de atendimento direto.

Esse recurso está disponível em português.

Outra vantagem é a Copyright Match Tool.

Ela vasculha vídeos no YouTube para encontrar envios idênticos aos seus.

Caso seja identificada uma violação dos direitos autorais, o administrador pode solicitar a remoção do material.

Quais os critérios para geração de receita com vídeos?

ilustraçao com diversos digital influencers em videos e simbolo da plataforma youtube ao meio

Ganhar dinheiro com vídeos no YouTube é o objetivo de grande parte dos criadores de conteúdo.

No entanto, é preciso seguir algumas normas para que os vídeos rendam frutos para o criador de conteúdo.

Alguns dos principais cuidados dizem respeito a:

  • Assuntos polêmicos e eventos delicados
  • Drogas e produtos ou substâncias perigosas
  • Linguagem imprópria
  • Violência
  • Conteúdo ofensivo ou degradante.

Você pode verificar por conta própria todas as recomendações através das diretrizes de conteúdo adequado para publicidade.

Quantos minutos o vídeo precisa para monetizar no YouTube?

Existe um mito na internet que diz que somente vídeos com mais de oito ou dez minutos são monetizáveis pelo YouTube.

Isso não é verdade.

O que acontece é que existem três possibilidades de inclusão de anúncios durante os vídeos: no início, no final e no meio.

Nas duas primeiras opções, qualquer canal monetizado pode adicionar propagandas, independentemente do tamanho de seus vídeos.

Ou seja, conteúdos de dois minutos, por exemplo, podem ter anúncios no início ou no final da exibição de seus vídeos.

A exceção fica por conta das propagandas durante os conteúdos.

Essas sim, só podem ser inseridas em vídeos maiores, a partir de oito minutos.

Essa foi uma política que o YouTube criou pensando na experiência do usuário.

Afinal, não seria nada divertido acessar um vídeo curto interrompido por propaganda.

Como incluir promoções pagas nos vídeos do YouTube?

ilustraçao representando laptop com megafone ao meio simbolizando promoçoes pagas no youtube

Há ainda uma alternativa para aqueles que gostariam de aumentar o recebimento com os vídeos do YouTube.

São os chamados anúncios nativos, ads inseridos em meio ao conteúdo.

Em outras palavras, parcerias externas.

Embora essa prática seja muito comum, o YouTube alerta para a necessidade da marcação da caixa “o vídeo contém promoções pagas”.

Com a declaração, o espectador recebe um aviso, o que garante que ele estará ciente da ação.

Para fazer isso, siga os seguintes passos:

  1. Vá ao Gerenciador de Vídeos
  2. Selecione o vídeo que contém a parceria e escolha a opção “configurações avançadas”
  3. Acesse “declaração de conteúdo” e marque a caixa com os dizeres “Este vídeo contém promoções pagas, como colocação paga de produto, patrocínio ou endosso”.

Vale lembrar que os anúncios nesses vídeos permanecerão sendo exibidos.

8 dicas de como monetizar vídeos no YouTube em 2020

ilustraçao de computador com simbolo da plataforma youtube ao meio e moedas em sua volta

O YouTube não para de crescer.

Junto com ele, crescem os anúncios e o faturamento dos grandes produtores de conteúdo.

Para acompanhar essa onda e monetizar seus vídeos em 2020, fique atento às dicas a seguir:

1. Aposte no conteúdo family friendly

O conteúdo amigável para toda família segue com uma forte presença na maior plataforma de vídeos do mundo.

As crianças representam uma parcela considerável do público.

E os vídeos que recebem restrições de idade podem ser desmonetizados.

Portanto, mantenha-se atento a esse detalhe para não perder o seu faturamento.

2. Estabeleça uma frequência de publicação

ilustraçao representando videos sendo publicados no site youtube

As pessoas se desprenderam dos horários fixados pela televisão tradicional.

No entanto, isso não significa que elas deixaram de aguardar ansiosamente por novos materiais.

Na verdade, essa exigência aumentou.

Hoje, ter uma frequência de publicação garante que o público se torne fiel e aumente os índices de engajamento dos vídeos.

3. Crie thumbnails envolventes

As thumbnails são as miniaturas congeladas que ilustram o vídeo antes da exibição.

Pode não parecer, mas elas são muito importantes.

Esse recurso é o primeiro contato que o usuário tem com o conteúdo.

Por isso, ele deve representar o que será tratado no vídeo, complementando o título.

Essa é a melhor maneira de chamar a atenção do público antes mesmo que ele assista.

4. Invista no SEO para YouTube

Compreender o mecanismo de buscas do YouTube é um dos elementos mais importantes para alcançar o sucesso na ferramenta.

Às técnicas que visam a levar seu conteúdo ao topo dos resultados de pesquisas, chamamos de SEO (Search Engine Optimization).

Existem diversos fatores que influenciam, como escolha de palavras-chave, título, descrição e tag.

Tente se colocar no lugar do usuário e descubra quais termos são valiosos para ele.

Assim, crie conteúdos que respondam às suas dúvidas e saciem seus desejos.

Essa é uma ótima maneira de atrair pessoas que ainda não conhecem o seu canal e angariar novos inscritos.

Métricas como o tempo assistido e total de visualizações também são extremamente relevantes para o algoritmo.

Portanto, quanto melhor a qualidade do vídeo, melhor sua colocação nos rankings dos motores de pesquisas.

5. Fidelize o seu público

maos segurando tablet com a logo do aplicativo youtube em tela

A fidelização do público é importante em qualquer estratégia de marketing digital.

No YouTube, não é diferente.

Incentive os espectadores a fazerem sua inscrição.

Assim, eles receberão avisos ao entrar no YouTube a cada nova publicação e poderão voltar facilmente ao seu canal.

Além disso, há outras técnicas que fidelizam usuários.

Ao clicar no sino e deixá-lo “barulhento”, por exemplo, as pessoas passam a receber notificações de novos vídeos direto no e-mail e no aplicativo.

As assinaturas do Clube também funcionam muito bem.

Mas, no geral, cada público reage de um modo.

É preciso se adaptar à sua audiência para que ela retorne ao canal.

6. Produza conteúdo original

Mais de 500 horas de vídeo são publicadas no YouTube a cada minuto em 2020.

Por isso, replicar informações que você encontrou em outras fontes não trará receita para o seu projeto.

Você precisa ir além, encontrar sua própria voz, pesquisar muito bem o assunto a ser tratado e buscar novidades que possam compensar a atenção dos espectadores.

7. Use o Google Trends

Para identificar assuntos quentes para o seu canal, utilize a plataforma Google Trends, um software do Google que identifica e monitora tendências de buscas dos usuários.

Com ela, você pode ficar por dentro dos tópicos que estão ganhando tração no Brasil e no mundo.

8. Explore o Ubersuggest

Indico a ferramenta Ubersuggest não apenas para quem vai criar conteúdo para blogs, mas também para os produtores de vídeos que desejam encontrar palavras-chave e temas.

Com o Ubersuggest, você tem um mapeamento do volume de buscas dos assuntos no Google.

Basta digitar a palavra ou expressão, e a ferramenta vai trazer várias sugestões relacionadas a essa busca, com a quantidade de pesquisas mensais, tamanho da concorrência e muito mais.

Há outras formas de fazer a monetização do YouTube?

monetização youtube ha outras formas de fazer

Como já mencionei, o Custo por Mil Visualizações (CMV) e os recursos do Programa de Parceria (receita de publicidade, clubes de canais, estante de produtos do canal, super chat/super sticker e receita do YouTube Premium) não são as únicas maneiras de monetizar no YouTube.

Também existe o Fundo de Recompensa do YouTube Shorts, uma iniciativa que distribui US$ 100 milhões entre os produtores de conteúdo responsáveis por entregarem vídeos de curta duração e de alta relevância para os clientes.

Todo mês, milhares de criadores são contatados e recebem bônus de diferentes valores.

Para você estar credenciado a receber esses prêmios em dinheiro, é preciso cumprir, entre outros requisitos, os seguintes:

  • Seguir todas as normas, diretrizes e políticas de monetização do YouTube
  • Residir em um dos países ou regiões que a iniciativa atende
  • Ter um vídeo curto qualificado em seu canal nos últimos 180 dias.

Vale destacar que, para se qualificar para este programa de vídeos curtos, o seu canal não precisa necessariamente estar gerando receita no momento.

Como ativar monetização no YouTube pelo celular

Desde que o YouTube passou a apostar mais na versão mobile, ainda em 2012, ativar a monetização pelo celular ficou muito mais fácil.

Tudo o que você precisa fazer é acessar um dos navegadores do seu celular e selecionar as opções (aquelas três bolinhas localizadas no canto superior direito) e marcar o campo “versão de computador”.

Feito isso, basta entrar no perfil do seu canal do YouTube e, no painel, acessar a alternativa “monetização”.

Pronto!

Agora, é só seguir os passos informados pela plataforma.

Caso você não tenha atingido os requisitos mínimos (1 mil inscritos e 4 mil horas de exibições públicas de conteúdo válidas), não será possível avançar até concluir essa etapa.

Se essa fase já tiver sido superada, parabéns!

Restam apenas mais três estágios para você começar a monetizar no YouTube, que são:

  • Ler e conhecer os termos do Programa de Parcerias
  • Inscrever-se e criar uma conta no Google AdSense
  • Passar pela análise do YouTube para aprovar o seu canal.

Dúvidas frequentes (Guia rápido)

Acabe com todas as suas dúvidas sobre monetização no YouTube com esse FAQ e comece agora mesmo a faturar com o seu canal.

Separei algumas das perguntas mais frequentes a respeito do tema para que você esclareça estas questões importantes.

Confira:

Quanto se ganha com a monetização de vídeos no YouTube?

É impossível precisar o quanto é possível faturar com a monetização de vídeos no YouTube, uma vez que existem diferentes formas de ganhar dinheiro na plataforma.

Diversos influencers conseguiram ganhar milhões com a publicação de conteúdo relevante e receita de publicidade em seus canais.

Por outro lado, há milhões de canais que não passam de alguns poucos reais por mês.

Vai depender de diversos fatores, mas o mais importante é ter um público qualificado e em grande quantidade.

Como funciona a monetização no YouTube?

A monetização no YouTube pode se dar de seis formas diferentes, mais uma que funciona como uma espécie de bônus, que é o Fundo de Recompensa do YouTube Shorts.

As seis primeiras são:

  • Anúncios nativos
  • Receita de publicidade
  • Clube de canais
  • Estante de produtos do canal
  • Super chat/Super stick
  • Receita do YouTube Premium.

O YouTube paga por visualização?

monetização youtube e paga por visualização

Sim, o pagamento por visualização é uma das formas de monetização do YouTube.

Atualmente, é feito um cálculo chamado de Custo por Mil Visualizações (CMV), em que o produtor de conteúdo recebe uma parte do valor pago pelo anunciante a cada 1 mil reproduções da propaganda.

Com quantos inscritos o YouTube começa a pagar?

Depende do método de monetização em questão.

Para o clube de canais, por exemplo, você precisa ter, pelo menos, 1 mil inscritos.

Já para a estante de produtos do canal, é necessário contar com mais de 10 mil.

Conclusão

Criar, divulgar e ganhar dinheiro com vídeos no YouTube já é uma atividade plausível.

A profissão de youtuber chegou para ficar, disso não tenho dúvidas.

Essa realidade representa o empoderamento do usuário.

Hoje pessoas comuns dividem o espaço com a mídia tradicional e batem recordes de interação.

Nessa nova era, destacam-se os donos de canais que se adequam às boas práticas da plataforma e inovam para manter a lealdade do público.

Quem sabe, no futuro, teremos novos Pewdiepies surgindo por aí.

E você, está preparado para mostrar o seu trabalho ao mundo e tornar-se uma celebridade digital?

Qual deveria ser o tráfego ideal do seu site hoje?

Compartilhe