Digital Influencer: O Que Fazer Para Se Tornar Um Em 2019

digital influencer com laptop em mesa de escritório

O digital influencer é um formador de opinião capaz de influenciar multidões de seguidores em mídias sociais, como YouTube, Facebook, Instagram e Twitter. Ele fecha parcerias com grandes marcas para criar conteúdo exclusivo, promover as ofertas e alavancar as vendas.

A carreira de digital influencer é o novo atalho para o sucesso na internet.

Hoje, você não precisa mais de grandes mídias para alcançar a fama: basta um canal no YouTube ou perfil no Instagram.

A maioria dos influenciadores digitais começou produzindo seus vídeos e posts sem muitas pretensões e agora atrai milhões de seguidores em suas mídias sociais.

Com certeza, você já assistiu a um vídeo do Whindersson Nunes ou do Felipe Neto ou se deparou com nomes como Gabriela Pugliesi e Hugo Gloss.

Essas pessoas saíram do anonimato e ganharam as multidões online, inspirando comportamentos, estilos de vida e hábitos de consumo.

E claro, chamaram a atenção das grandes marcas e reverteram sua influência em altos ganhos com publicidade.

Você pode seguir esse mesmo caminho: basta uma câmera, uma conexão à internet e ideias autênticas.

Então, será que você leva jeito para digital influencer?

Vamos descobrir juntos, mergulhando nesse universo de webcelebridades.

Até o final do texto, você saberá o suficiente para decidir.

O que é um digital influencer?

ilustraçao da plataforma youtube com profissional da area

Digital influencer é um formador de opinião digital que influencia milhares de seguidores por meio do conteúdo publicado em redes sociais.

Podemos dizer que o influenciador digital é uma evolução do conceito de “webcelebridade”, que representa indivíduos que saíram do anonimato e ganharam relevância e credibilidade na internet.

Mas o universo digital influencer é mais amplo, pois mesmo as pessoas que já são famosas na TV, cinema e outros meios podem se tornar influenciadoras digitais.

Essas pessoas têm perfis famosos no Facebook, YouTube e Instagram e são capazes de inspirar tendências, criar hábitos e ditar comportamentos para seu público.

Como consequência, conseguem monetizar essa influência e fechar parcerias com marcas que se alinham ao seu nicho de mercado.

Logo, o digital influencer não é apenas um produtor de conteúdo em busca de fama, mas também um empreendedor digital por excelência.

A opinião dos famosos sempre pesou no comportamento e hábitos de consumo do público, mas as mídias sociais elevaram esse poder a um novo patamar.

A ascensão dos influenciadores também alavancou o marketing de influência, que usa o poder dessas personalidades digitais para impactar a decisão de compra do público-alvo.

A tática é simples: as empresas passaram a engajar os digital influencers para compartilharem experiências e benefícios dos produtos e serviços com seus seguidores.

Assim, toda a confiança que o público tem no influenciador é transferida automaticamente para a marca, funcionando como um marketing de referência em massa.

E, como já sabemos muito bem, o marketing mais poderoso continua sendo a indicação de pessoas consideradas próximas.

Essa é a mágica do digital influencer: criar uma proximidade insuperável com seus seguidores, fazendo com que seus conselhos soem como o de um amigo ou familiar.

Não à toa, 70% dos jovens confiam muito mais nos influenciadores digitais do que nas celebridades tradicionais, segundo uma pesquisa do Google publicada em 2016.

Enquanto isso, a indústria do marketing de influenciadores deve superar os US$ 10 bilhões até 2020, de acordo com a previsão da AdWeek.

Digital influencer: o início do mercado

grande evento com presença de digital influencers

Antes da explosão das redes sociais, os influenciadores eram atores, atletas, músicos e outras celebridades das mídias tradicionais, como TV e cinema.

O marketing de influência é uma prática comum desde a década de 1920, quando a Coca-Cola passou a usar a figura do Papai Noel para vender refrigerantes.

Mas essa realidade começou a mudar na virada do milênio, quando surgiram redes sociais como Orkut, Fotolog e MySpace.

Essas redes extintas já tinham seus primeiros digital influencers, mas a plataforma que consagrou o modelo foi o YouTube, lançado em 2005.

O primeiro youtuber do Brasil foi Guilherme Zaiden, que publicou seu primeiro vídeo em 2006, quando o site tinha apenas 50 milhões de usuários (hoje são 1,8 bilhões).

Outro influenciador dos primórdios foi PC Siqueira, que postou seu primeiro vídeo em 2010 e hoje conta com 2,3 milhões de inscritos.

Assim, os anos 2010 marcaram o início da era dos influenciadores digitais, que ganharam ainda mais relevância promovendo produtos e serviços para grandes marcas.

Outras mídias

icones de redes sociais

Para além do YouTube, os digital influencers se espalharam por mídias sociais como Facebook, Twitter e Instagram.

Hoje, o Facebook é considerado a mídia social mais influente do mundo, com mais de 2 bilhões de usuários.

A plataforma é capaz de influenciar 62% das decisões de compra online e offiline de seus usuários, de acordo com dados do Influencer Marketing Hub, publicados em 2016.

Por essa razão, é um território fértil para os influenciadores digitais.

Um exemplo é o youtuber Whindersson Nunes, considerado o maior do Brasil, que conta com 5,5 milhões de curtidas em sua fanpage.

Mas, em termos de engajamento, o Instagram é imbatível.

Segundo o relatório Influencer Marketing in 2019, da Influencer DB, o Instagram é a plataforma preferida dos influenciadores, e já conta com mais de 500 mil perfis do tipo.

Dois grandes destaques do Instagram na categoria são a jovem apresentadora Maisa Silva (21 milhões de seguidores) e a influenciadora Kéfera (13 milhões de seguidores).

Na pesquisa de 2019 da MediaKix, esta é a ordem de preferência das mídias para os digital influencers:

  • Instagram (89%)
  • YouTube (70%)
  • Facebook (45%)
  • Blogs (44%)
  • Twitter (33%)
  • LinkedIn (19%)
  • Snapchat (3%).

Como vemos, os digital influencers já conquistaram todas as redes e sabem aproveitar o potencial de cada um de seus canais.

Vantagens de ser um digital influencer

digital influencer alegre segurando um smartphone

Se você pretende seguir carreira como digital influencer, essas vantagens vão impulsionar ainda mais seus planos.

Veja por que vale a pena se tornar um influenciador.

Mobilidade

homem na praia segurando um tablet

O influenciador digital pode trabalhar a qualquer hora e em qualquer lugar, fazendo seus próprios horários.

Basta uma câmera, um notebook e um smartphone para produzir conteúdos onde estiver, com total flexibilidade e liberdade.

Mas não pense que o trabalho não exige disciplina: para preservar sua influência, você terá que manter seus conteúdos sempre atualizados e com a frequência adequada.

Além disso, é importante seguir à risca seu padrão de qualidade, esteja trabalhando no escritório, na praia ou no chalé das montanhas.

Liberdade editorial

Como digital influencer, você tem absoluta liberdade para criar as pautas que quiser e planejar o conteúdo dos seus canais.

Naturalmente, você deverá escolher um tema que domine completamente, para agregar valor e se tornar referência no assunto.

Esse será o seu diferencial competitivo na internet – e também a sua moeda de troca para negociar parcerias com as marcas.

Acesso a experiências

O influenciador digital é um parceiro estratégico valioso para as empresas, e isso rende uma série de privilégios.

Já imaginou ganhar um cachê generoso para frequentar eventos, fazer viagens inesquecíveis e ter acesso aos últimos lançamentos do mercado em primeira mão?

Como digital influencer, você terá acesso a experiências exclusivas e será presenteado constantemente.

Afinal, as marcas querem seu engajamento a qualquer custo, e farão tudo o que puderem para usar seu poder de influência nas redes.

Agenda flexível

Na carreira de digital influencer, você é um empreendedor individual que pode organizar sua agenda da forma que preferir.

A ideia é conciliar a vida pessoal com os compromissos profissionais do modo mais conveniente e confortável possível.

Desvantagens de ser um digital influencer

garota com gestos de tristeza em frente a camera

Apesar de parecer a profissão dos sonhos, ser digital influencer também tem suas desvantagens.

Veja se você está disposto a enfrentar essas adversidades.

Falta de privacidade

Se você é um influenciador de sucesso, sofrerá da mesma falta de privacidade que as celebridades do show business.

Na internet, esse problema pode ser ainda mais grave, pois todos os seus movimentos poderão ser registrados e publicados instantaneamente.

Por isso, prepare-se para manter o controle emocional inabalável e preservar sua vida pessoal ao máximo, evitando qualquer exposição além do necessário.

Haters

mulher com expressao raivosa acessando smartphone

Outro problema para quem segue a profissão são os haters.

São pessoas ou perfis falsos que dedicam seu tempo a destilar comentários de ódio e perseguir influenciadores.

A recomendação é ignorá-los e banir seus comentários, pois eles se alimentam de visibilidade.

Se o conteúdo apresentar algum preconceito ou ameaça, é indicado procurar delegacias especializadas em combater crimes virtuais.

Como se tornar um digital influencer?

mulher falando ao ser filmada com smartphone

Agora que você já conhece as vantagens e as desvantagens da carreira, vale a pena conhecer os caminhos para se destacar no mercado.

Aqui vão algumas dicas importantes.

Identifique sua paixão e os temas que você domina

O que faz um digital influencer de sucesso é a capacidade de explorar temas diversos com paixão e agregar conteúdos diferenciados.

Antes de criar seus canais e perfis, pense nos temas que você domina e que fazem parte da sua vida.

Uma dica é perceber quais tópicos prendem a atenção das pessoas quando você fala – e também aqueles que já são automaticamente associados a você.

Quanto mais próximo você estiver do assunto, mais autêntico será o seu conteúdo.

Encontre seu nicho

Com tantos influenciadores ativos, não adianta escolher um assunto genérico para disputar a atenção dos seguidores.

Você precisa encontrar seu próprio nicho para se diferenciar da concorrência, segmentando seu público para construir sua autoridade no assunto.

Para isso, procure ser mais específico e encontrar sua especialidade.

Por exemplo, ao invés de criar mais um canal de moda feminina, você pode apostar no segmento plus size ou fashion fitness.

Trabalhe como se os seguidores fossem seus clientes

Os seguidores são seus clientes e você tem o dever de entregar valor para eles, solucionando problemas e oferecendo conteúdos relevantes.

É essa mentalidade empreendedora que diferencia o digital influencer, pois você só chegará ao topo com a aprovação e admiração do seu público.

Por isso, é tão importante conhecer suas personas e produzir conteúdo com base em suas dores, aspirações e necessidades.

Use imagens que falem por si só e tenha um estilo de fotos

mao masculina segurando smartphone tirando foto de uma xicara de cafe

Para ser um digital influencer de renome, você precisa apostar em imagens de impacto e criar uma identidade a partir delas.

Tirar fotos com excelente resolução e uma edição de qualidade é o mínimo, mas o que realmente diferencia o influenciador é seu estilo único.

No Instagram, principalmente, suas imagens devem ser reconhecidas imediatamente no feed e Stories.

Lembre-se: a construção da marca pessoal é a essência do digital influencer e merece uma identidade visual à altura.

Como ganhar dinheiro como digital influencer

digital influencer segurando notas de dinheiro em frente a um laptop

Não é novidade que os influenciadores digitais são muito bem pagos para divulgar produtos, serviços e marcas.

Só no Instagram, os profissionais de marketing investiram mais de US$ 5 bilhões no marketing de influência em 2018, segundo o relatório do Influencer DB.

Então, veja como essa carreira pode fazer bem para o seu bolso.

Post patrocinados

Conhecidos pela gíria online “jabá”, os posts patrocinados são a principal fonte de renda do digital influencer.

Basicamente, as empresas remuneram os influenciadores para divulgarem seus produtos e serviços, de modo que a indicação pareça o mais autêntica possível.

De fato, como influenciador, você precisa escolher muito bem as marcas que decide promover, e não pensar apenas no dinheiro.

Afinal, sua imagem é seu patrimônio, e só deve ser associada a empresas responsáveis que se alinham aos valores e comportamentos do seu público.

Além disso, todo o conteúdo pago deve ser sinalizado, para manter a credibilidade do canal e perfil.

Marketing de afiliados

Essa prática permite anunciar, em troca de comissões, produtos de outras pessoas em blogs e nas redes sociais.

Se algum seguidor comprar um item por meio de um anúncio postado por você, o dinheiro da comissão entrará automaticamente na sua conta.

Quanto mais pessoas clicarem, maiores serão os seus ganhos.

Cursos online, palestras e mentorias

homem segurando laptop assistndo a um curso online

O digital influencer de destaque é aquele que conquista autoridade no seu nicho e pode vender sua fórmula de sucesso para os outros.

Para isso, você deve promover cursos, palestras e mentorias para transmitir seu conhecimento, lucrar e ainda reforçar sua credibilidade.

Valem treinamentos para a carreira, programas de mentoria para iniciantes e palestras sobre seu tema principal.

Participação de eventos

homem em frente a um laptop dando uma palestra

Como as novas celebridades online, os digital influencers são convidados VIP em eventos de grandes empresas.

Seja para o lançamento de um novo produto, divulgação da marca ou inauguração de um espaço, vale a pena pagar pela presença do influenciador e aumentar a repercussão entre o público.

Muitas vezes, a agência que cuida da sua carreira é responsável por intermediar esse tipo de negócio.

O importante, mais uma vez, é selecionar eventos e marcas que contribuam com sua reputação.

As melhores formas de colaborar com marcas

digital influencer na area de beleza criando conteudo de video

Conforme o marketing de influência avança, surgem novas formas de colaborar com as marcas em parcerias de sucesso.

Segundo a pesquisa Influenciadores Digitais, da Qualibest, realizada em 2018, 86% dos seguidores já descobriram produtos por meio do influenciador e 55% pesquisam sua opinião antes de fazer uma compra importante.

Veja como você pode usar esse poder de venda com suas marcas parceiras.

Conteúdo patrocinado pela marca

Nesse modelo de anúncio, a empresa mostra como gostaria que um produto ou campanha fosse apresentado pelo influenciador.

Assim, você deve seguir regras para utilizar textos, imagens e hashtags que representem a marca.

Essa divulgação pode ocorrer por Stories, posts e vídeos, de acordo com as condições do contrato.

Produtos recebidos

digital influencer em frente a camera criando conteudo de video

O digital influencer é um dos primeiros a receber os novos produtos de suas marcas parceiras.

Nesse caso, você pode fazer uma resenha sobre os produtos recebidos e ganhar um extra pelas recomendações.

A regra é a mesma de qualquer post patrocinado: recomende apenas aquilo que você usaria de verdade, para manter a confiança dos seguidores intacta.

Takeover

No takeover, o influenciador é autorizado a acessar os Stories da própria marca para interagir com os seguidores.

Essa iniciativa permite que o digital influencer mostre cenas do seu cotidiano, destaque a participação em eventos e fale sobre a marca com muito mais proximidade.

Também serve para responder às dúvidas da audiência e relatar experiências positivas com a empresa e seus produtos.

Participação em eventos

Como já mencionei, a participação em eventos é uma excelente forma de marcar presença no mundo offline e somar com as empresas.

Você pode apresentar uma palestra, mediar uma conversa ou simplesmente circular pelo ambiente interagindo com os fãs.

Como se tornar um digital influencer em 5 passos

ilustraçao representando digital influencer em plataforma movel

Agora que você se animou com a carreira de digital influencer, tenho mais algumas dicas para ajudar nesse projeto.

Confira os passos fundamentais dessa jornada.

Seja você mesmo

Parece clichê, mas a autenticidade é a sua proposta de valor enquanto digital influencer.

Ser você mesmo, nesse caso, é seu compromisso em entregar conteúdo exclusivo e trazer um ponto de vista único para seu público.

Como influenciador digital, você estará muito exposto, e qualquer deslize pode custar sua reputação.

Por isso, faça da sinceridade um princípio e não tenha receio de mostrar sua personalidade.

Escolha um nicho alinhado com suas habilidades

Não adianta procurar um tema em alta ou querer embarcar em qualquer tendência: você precisa se focar naquilo em que é bom.

Pense nas suas habilidades e assuntos que domina, identifique seu público-alvo e só então comece a produzir conteúdo.

Assim, você mira no nicho certo e aumenta suas chances de se posicionar muito bem no mercado.

Escolha os canais certos

mão feminina acessando youtube em smartphone e laptop

Pense em uma pessoa que cozinha maravilhosamente bem e está querendo ser uma digital influencer.

Com certeza, a publicação de vídeos de receitas e imagens dos pratos no Instagram e Facebook são a melhor opção para cativar a audiência.

Para um influenciador do campo político, o Twitter pode ser uma opção mais interessante para disparar frases certeiras em tempo real.

Já um influenciador da tecnologia pode preferir o YouTube para apresentar suas resenhas e tutoriais.

Logo, o canal ideal depende do seu conteúdo, público e estratégia.

Não compre seguidores

A aparente vantagem de comprar seguidores não vale o prejuízo à sua reputação.

Por isso, priorize a ética e tenha respeito pelo seu público acima de tudo, evitando essas práticas fraudulentas.

Entre em contato com marcas locais

conversa entre garotas

Desenvolver habilidades comerciais também faz parte da rotina de um influenciador digital.

Como um bom negociador, você deve começar pelas marcas locais, propondo parcerias para aumentar sua visibilidade e vendas.

Com o tempo, seu portfólio vai crescer, os seguidores vão se multiplicar e as grandes marcas serão uma realidade.

Quanto ganha um digital influencer

recipiente com moedas em cima de um laptop

Você tem ideia de quanto um digital influencer pode ganhar?

Aqui vão alguns dados surpreendentes – e encorajadores – sobre os lucros da carreira.

YouTube

laptop na plataforma youtube

Segundo os dados da Forbes publicados na Revista Época Negócios, um digital influencer renomado pode receber de R$ 50 mil a R$ 150 mil por campanha no YouTube.

A revista norte-americana apontou que os influenciadores com canais de menor expressão podem ganhar até R$ 5 mil.

Instagram

mao feminina segurando um smartphone em frente a um laptop no aplicativo instagram

Nessa rede, o pagamento é negociado por CPM (custo por mil impressões).

Caso um influenciador tenha mais de 100 mil seguidores, ele pode ganhar de R$ 5 mil a R$ 10 mil por anúncio patrocinado.

Facebook e Twitter

laptop com smartphone ao lado no aplicativo facebook

De acordo com pesquisa da Bloglovin, agência de publicidade de Nova York, 90% dos influenciadores norte-americanos cobram menos de US$ 250,00 por post no Facebook, ou seja, menos de R$ 1 mil.

No Twitter, foi constatado que 96% dos influenciadores nos EUA cobram um valor inferior a US$ 100,00 por post, aproximadamente R$ 400,00.

Blog

laptop em mesa de escritorio acessando a um blog online

O site Dummies verificou que os blogueiros e influenciadores digitais podem receber de US$ 175,00 a US$ 5 mil por postagem patrocinada.

Vale destacar que os valores citados para blogs e redes sociais variam para cima ou para baixo, de acordo com a audiência.

De que maneira uma empresa avalia um influenciador?

digital influencer com expressao feliz

As empresas precisam escolher seus influenciadores com cuidado, pois sua marca será diretamente associada ao anunciante.

Estes são alguns critérios fundamentais para a decisão:

  • Identificação com a marca
  • Grau de influência sobre o público-alvo da empresa
  • Carisma
  • Autenticidade
  • Capacidade de transmitir uma mensagem com clareza.

Conclusão

Viu como é possível influenciar multidões com as mídias sociais que você usa todos os dias?

Das carreiras que a internet criou, o digital influencer é uma das mais promissoras, e nada impede você de se aventurar nessa oportunidade.

Mas, como vimos, a fama online também exige muito trabalho, visão estratégica e talento empreendedor.

Para superar a concorrência, você terá que criar uma identidade totalmente original e mirar no nicho certo, além de produzir conteúdo de qualidade.

Afinal, o digital influencer é, sim, um profissional da comunicação, e não apenas um heavy user de mídias sociais.

Então, este é o momento de decidir: você pretende seguir a carreira de influenciador?

Não me deixe curioso: compartilhe suas ideias nos comentários abaixo 😉

Compartilhe