Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

5 Mentiras nas Redes Sociais que os Influenciadores Dizem (e o que fazer)

lies

As redes sociais ainda são uma das melhores formas de desenvolver seu negócio.

Mas há muitas mentiras sobre as redes sociais.

Toda vez que palestro para um novo público, me fazem as mesmas perguntas.

“Devo usar o Instagram?”

“Anúncios no Facebook funcionam?”

“E o Snapchat?”

A verdade é que isso sempre depende.

Não há resposta simples. Todo canal de mídia social pode beneficiar você em um nível ou outro.

Isso significa que você deva usar todos eles?

Não, claro que não!

Essa mentira sobre as redes sociais é a origem da confusão.

As pessoas não têm certeza de quem devem ouvir. Não sabem ao certo por onde começar ou qual conselho conflitante seguir.

Bem, estou aqui para esclarecer as coisas.

Muitos gurus de redes sociais por aí não estão mentindo sobre as redes sociais intencionalmente.

No entanto, seguir maus conselhos ainda pode matar um negócio novinho antes mesmo que ele tenha tempo de decolar.

Você perderá tempo, energia e dinheiro demais com as coisas erradas.

Neste artigo, vou guiar você por alguns dos maiores equívocos que há por aí.

De modo que, até o final deste artigo, você saberá exatamente como se proteger.

E descobrirá o que deveria estar fazendo.

Vamos começar.

1ª Mentira. Você precisa estar em toda rede social popular

O Instagram, agora, conta com mais de 700 milhões de usuários.

O engajamento no Instagram também é, muitas vezes, melhor do que em outras plataformas como o Facebook.

Então, isso significa que você deveria usá-lo? Significa que o Instagram é um canal de marketing essencial para seu negócio?

Sim e não.

Depende de sua situação.

Por exemplo, um estudo de alguns anos atrás revelou que a típica grande empresa tinha 178 contas sociais diferentes. E isso foi antes do Snapchat e Instagram!

lies altimeter

A maioria dos negócios mal consegue gerenciar dois ou três canais de uma só vez, imagine centenas.

Há duas coisas a considerar antes de criar uma nova rede social.

A primeira é determinar como você irá gerenciá-la.

Você fará tudo sozinho? Vai contratar alguém? Ou vai tentar acrescentá-la à carga de trabalho existente de sua equipe?

Vamos aprofundar nisso depois, mas reconheça agora que as redes sociais não são gratuitas. Não importa a ilusão sobre as redes sociais que as pessoas tentem disseminar por aí.

Não faz qualquer sentido começar um novo canal de rede social, se você já está tendo dificuldade com os que tem atualmente.

Do contrário, por que acrescentar outra coisa à lista, se ela vai ficar ali simplesmente acumulando poeira?

A segunda coisa é entender onde seus clientes já estão passando tempo.

A chave para fazer as redes sociais trabalharem em prol de seu negócio é entender que a qualidade de seu público é mais importante do que a quantidade.

Isso significa que uma contagem alta de fãs ou seguidores é inútil isoladamente.

Qual o propósito de investir todo esse tempo e energia se nenhuma dessas pessoas será convertida no fim das contas?

Comece entendendo quais canais são melhores para você.

O Pew Research Center publicou um estudo sobre os dados demográficos típicos de cada canal, que pode ajudar você nessa análise.

Por exemplo, você tende a ver muitas pessoas novas e urbanas no Instagram.

pasted image 0 260

Você vende um produto de consumo de baixo preço? Você está no ramo da moda, varejo ou outros negócios visuais?

Se estiver, o Instagram é perfeito.

O mesmo não pode ser dito de uma plataforma como o LinkedIn, no entanto.

Por exemplo, o LinkedIn tende a atrair pessoas mais velhas nos dados demográficos, reunindo, em sua maioria, profissionais com educação superior.

pasted image 0 218

Obviamente, isso o torna ideal para o marketing de empresas B2B e executivos em crescimento.

Já está vendo as nuances que desbancam a ilusão das redes sociais?

Depois, temos o Twitter, que tende a atrair pessoas mais novas, de alta renda.
pasted image 0 266

Você pode ver uma intercessão de público entre alguns desses canais.

Por exemplo, uma empresa B2B que busque executivos jovens do ramo tecnológico provavelmente teria melhores resultados usando tanto o Twitter quanto o LinkedIn.

O Instagram, por outro lado, pode ser mais adequado para atingir públicos de consumidores jovens.

A questão é que você precisa ‘apostar todas as suas fichas em uma coisa só’, até certo ponto.

A maioria das empresas de pequeno e médio porte não têm dinheiro e pessoas suficientes para gerir tudo.

Então, não faz sentido aumentar ainda mais o que já é pouco. Os resultados que você verá não valerão o sacrifício no fim das contas.

Há um truque, no entanto, para ajudar você a contornar esse problema.

O cross-posting e o reaproveitamento de conteúdos em diferentes canais podem ajudar você a gerenciar múltiplas plataformas com esforço mínimo.

Isso funciona especialmente bem com concursos sociais ou promoções.

Pense da seguinte forma. Você pode fazer um único sorteio em seu site ou outro aplicativo de terceiros.

Então, você pode publicar diferentes mensagens em múltiplas contas sociais, direcionando as pessoas para a página de inscrição em seu concurso.

skitch 42 1

Sorteios frequentes assim podem tornar sua vida mais simples, porque dão a você conteúdos interessantes para postar, ajudam a orientar o engajamento da página e podem ser feitos em diversas contas ao mesmo tempo.

Em outras palavras, você está investindo todos os seus recursos em uma única campanha.

Então, você está alavancando, em nível expert, aquela única campanha para gerar retornos a partir de múltiplas contas.

2ª Mentira. As redes sociais não custam nada

Você devia estar tuitando uma média de cinco vezes ao dia. E isso inclui fins de semana também.

E no Instagram? Você pode subir essa média para dez ou vinte vezes ao dia!

Obviamente, você não quer publicar tudo isso de uma só vez.

Idealmente, essas publicações devem ser divididas ao longo do dia.

Então, pense sobre o que será necessário para cumprir com tudo isso de forma eficaz.

Primeiro, você precisará criar os vinte diferentes conteúdos diários. Isso resulta em 140 posts ao longo de uma semana!

Depois, você precisará agendá-los e reagir aos comentários, conforme surgirem.

Quem tem tempo para isso?!

Deseja contratar alguém para fazer isso? Sem problemas.

Mas isso vai custar a você ao menos $3,500, no mínimo, por um funcionário interno novo.

O valor pode chegar a até $15,000 mensais por uma empresa de conteúdos profissionais.

image 13

As pessoas acreditam na ilusão de que as redes sociais são gratuitas porque elas só tomam tempo e energia.

No entanto, a maioria dos donos de negócios já não tem tempo.

Você, provavelmente, não tem 20 horas extras toda semana para investir em criar conteúdos e gerir canais sociais.

Mas você também não tem $15 mil extras sobrando todo mês.

Infelizmente, esses custos não mostram sinais de redução.

Um estudo mostrou que, apesar do gasto com redes sociais continuar subindo, ele ainda está bem abaixo dos gastos totais projetados.

pasted image 0 212

Então, o que você deve fazer?

No último exemplo, eu disse que você devia investir em uma coisa que possa ser usada de diversas formas diferentes.

Essa mesma estratégia se aplica a vídeos.

Pode custar um pouco mais inicialmente, mas os resultados valerão a pena.

O algoritmo do Facebook, por exemplo, continua limitando o número de fãs que você consegue atingir.

Em suma, ele odeia você. O Facebook pode até mesmo impedir que você atinja qualquer um de seus fãs no futuro próximo.

A bandeira branca é o vídeo.

Essa mídia ainda tem o melhor alcance e engajamento. E anúncios em vídeo no Facebook são uma das melhores formas de atrair novos públicos.

O especialista em anúncios de Facebook Jon Loomer recomenda que você crie um público personalizado para acompanhar todo mundo que visualiza seus vídeos.

video views custom audience

Você pode gastar um pouco mais na produção do vídeo a curto prazo. Mas, depois, você recuperará o dinheiro, porque você irá gastar apenas alguns centavos para promover novas visualizações de cada vídeo.

Você também pode, depois, usar esses vídeos em outros canais de seu site.

E não precisa se preocupar com questões de conteúdo duplicado, como acontece com texto.

Por exemplo, o Panorama9 usa vídeos por trás de seus depoimentos para auxiliar na geração de leads.

Screen Shot 2017 08 04 at 8.36.43 PM

Wishpond roda um vídeo no fundo de sua página inicial para ajudar a explicar como sua ferramenta funciona e porquê você precisa dela.

Screen Shot 2017 08 04 at 8.38.45 PM

Você pode, até mesmo, conectar outras táticas, como funcionalidades de automação de marketing com o lead scoring do HubSpot para acompanhar quem está visualizando esses vídeos diferentes.

image 8

Por que você iria querer fazer isso?

Quatro vezes mais clientes querem assistir vídeos de produtos em vez de ler textos. O vídeo também foi mostrado como promotor de maiores conversões.

Então, os vídeos ajudam você a melhorar seus resultados nas redes sociais, mas eles também vão melhorar seu resultado financeiro.

Você pode verificar esse último ponto no relatório de funil da Kissmetrics.

Crie dois funis diferentes — um com um vídeo e um sem. Então, acompanhe os resultados ao longo do tempo para ver a verdade dados puros.image17

Por exemplo, digamos que a versão com vídeo aumentou sua taxa de conversão em 1%.

Isso pode não parecer muito, mas agrega bastante se você tiver milhares de compras.

Você também pode usar essas novas estatísticas de vendas para mostrar aos clientes e chefes o quanto o investimento deles em vídeos está dando resultado.

3ª Mentira. Seguidores são sua principal meta

Gastei centenas de milhares de dólares em fãs na página do Facebook.

Minha página ultrapassou 900.000 fãs!

Mas, quer saber?

Queria nunca ter feito isso pra começo de conversa.

Por exemplo, dê uma olhada nesse gráfico.

image 9

Ele mostra o tráfego de indicações a partir da minha página do Facebook.

Veja o quanto ele reduziu ao longo dos últimos meses!

Minha contagem de seguidores no Facebook apenas subiu desde então. O engajamento na página continua alto.

Ainda assim, o algoritmo continua reduzindo as pessoas que eu poderia atingir.

Isso vale para fãs e seguidores de seus outros canais de redes sociais também. É só uma questão de tempo até que vejamos o mesmo problema que o Facebook.

Você deve, no entanto, usar o Facebook Ads para obter resultados comerciais reais.

Quero dizer o seguinte.

Você ainda vai me ver compartilhando conteúdo em minha página do Facebook regularmente. Então, em um dia qualquer, você verá algo assim:

image 10

Por que eu continuo fazendo isso, apesar do número de cliques continuar reduzindo?

Porque estou pensando no longo prazo.

Quero elaborar públicos personalizados de pessoas que estejam engajando com meu conteúdo regularmente.

Screen Shot 2017 08 04 at 8.44.58 PM

Você pode ver quem ainda está interagindo com seus posts, comentando em sua página ou clicando em seus conteúdos para ser direcionado ao seu site.

Vou mostrar a você como essa estratégia funciona.

Comece usando conteúdos incríveis, como um infográfico ou vídeos, para atrair o máximo de atenção possível.

Veja um do AgoraPulse que usa um lindo infográfico para atrair seu olhar.

Screen Shot 2017 08 04 at 8.51.04 PM

Clicar nesse infográfico é o primeiro passo do funil de vendas do Facebook.

O truque é fazer o retarget dessas pessoas que acabaram de clicar.

O mesmo vale para pessoas que assistam um vídeo seu. Você captura todas elas em um público personalizado.

Então, você pode encaminhá-las para uma nova oferta com algum tipo de isca de clique.

Veja um exemplo perfeito do Steli e Close.io.

image 14

O motivo pelo qual esse anúncio aparece em meu feed de notícias é porque já visitei o site deles antes.

Eles estão fazendo um retargeting comigo com esse modelo de oferta, para tentar fazer com que eu me torne um lead.

Todo mundo que baixar essa oferta estará no meio de seu funil.

Você terá uma lista de endereços de email de todos esses novos leads.

Eles já fizeram alguns esforços de interação com sua marca até agora.

Isso serve como indicação de que podem estar prontos para ouvir sobre seus serviços.

Aqui está um ótimo exemplo do Work the System.

Screen Shot 2017 08 04 at 8.48.04 PM

Vê como essas dicas estão começando a fazer sentido?

O marketing de rede social parece básico, na superfície.

Mas é, na verdade, cheio de nuances, quando você começa a se aprofundar.

Esse último exemplo utiliza-se de um vídeo e de públicos customizados para acelerar as conversões.

Você precisa de conteúdos melhores. Não apenas de mais conteúdo.

4ª Mentira. Mais conteúdos trarão melhores resultados

Mais de 300 milhões de fotos são postadas no Facebook diariamente.

Pense nesse número por um momento.

A maioria dessas fotos é de amigos e familiares das pessoas.

Os consumidores não entram em suas redes sociais para comprar coisas. Eles entram para interagir com suas pessoas queridas.

Isso significa que você já está em desvantagem. A competição já é acirrada.

Claro, você precisa postar um monte de coisas para se destacar em meio ao resto.

Você deve criar o máximo de conteúdos perenes e extensos que puder. O mesmo aplica-se às redes sociais.

No entanto, você precisará de mais do que apenas um alto volume para se destacar dos amigos e família.

Minha técnica favorita é usar a narrativa.

Veja um anúncio super antigo que eu amo usar como o exemplo perfeito.

image03

Esse anúncio é famoso porque usa a narrativa para atrair o leitor.

Ele também promove um livreto gratuito para que você envie informações suas.

Já se passou quase um século desde a veiculação desse anúncio e ainda estamos usando os mesmos recursos!

A questão da narrativa nas redes sociais é que ela precisa ser visual.

image09

Mas, como você pode fazer com que imagens e vídeos contem uma história?

Você pode começar aprendendo com esse exemplo incrível da Dove.

Screen Shot 2017 08 04 at 9.05.39 PM

Esse exemplo mostra um pai com sua filha no dia de seu casamento.

O semblante dela diz tudo que você precisa saber sobre essa experiência compartilhada.

O truque aqui, como no anúncio antigo do século passado, não é destacar seu produto em si.

Em vez disso, você usa a narrativa para compartilhar uma experiência com a qual seus consumidores possam se identificar.

Então, você pode usar essa atenção para atrair as pessoas para seus produtos e serviços.

5ª Mentira. Você deve ser profissional e corporativo

Grandes marcas sofrem no Facebook.

Elas têm dezenas de membros na equipe trabalhando em cada conta.

E também têm equipes jurídicas inteiras aprovando cada detalhe antes da veiculação.

Então, já saem em desvantagem.

Já falamos do porquê. As pessoas acessam as redes sociais para interagir com os amigos e familiares.

Não entram lá para ver seus posts “oficiais”, com direito a terno e gravata.

Felizmente, algumas marcas estão começando a fazer um melhor trabalho de humanização de suas experiências sociais.

Por exemplo, é sempre complicado reagir a consumidores irritados na Internet.

Mas o Walmart fez um ótimo trabalho aqui ao expressar empatia.

Screen Shot 2017 08 04 at 9.42.24 PM

Parece que eles realmente querem ajudar.

A Leia também assinou seu nome ao final do comentário. Esse foi um toque pessoal legal para ajudar a derrubar a barreira entre o Walmart e seu cliente.

A PetSmart fez um bom trabalho de dissipar a tensão nesse próximo exemplo.

Screen Shot 2017 08 04 at 9.16.42 PM

Um de meus exemplos favoritos é da Wendy’s.

Nos últimos anos, a conta deles no Twitter tem sido brincalhona com os clientes. Olha, eles conseguem até fazer rap!

image 15

Por fim, deixando de lado todas as mentiras sobre as redes sociais, a única forma de aumentar as vendas a partir das redes sociais é fazer com que as pessoas se importem com você.

E isso é incrivelmente difícil se você não demonstrar personalidade.

É por isso que gosto de brincar e postar fotos engraçadas no Facebook.

Screen Shot 2017 08 04 at 9.49.18 PM

Quero criar uma comunidade de pessoas que gostem de interagir umas com as outras.

Mas você não precisa ser brincalhão assim para obter resultados.

Por exemplo, o Starbucks usa transmissões ao vivo de eventos para dar às pessoas a mesma sensação de comunidade.

Screen Shot 2017 08 04 at 9.54.02 PM

Conclusão

As redes sociais são complicadas porque não funcionam como os demais canais de marketing.

As pessoas não digitam qualquer coisa em um mecanismo de busca para encontrar seu produto, especificamente.

Em vez disso, estão tentando interagir com amigos e com a família.

Isso significa que você apenas fica no caminho quando cai em uma das mentiras e notícias falsas que circulam na internet sobre as redes sociais.

Ninguém, especificamente, quis criar essa ilusão sobre as redes sociais.

Mas isso também não muda o fato de que há muita desinformação por aí.

A boa notícia é que você, agora, entende melhor á respeito.

Qual ilusão das redes sociais você vivenciou que não funciona conforme divulgada?

Compartilhe