Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

SEO copywriting: o que é e como aplicar

imagem sobre redatora pensando sobre texto e seo copywriting.

Você sabia que SEO copywriting é um dos assuntos menos compreendidos na internet?

No dia a dia, o que mais vejo são gestores que acham que conteúdo não vale a pena porque não gera resultados.

Alguns inclusive acham que textos em blogs não servem para nada, já que, diferentemente dos anúncios, não geram vendas diretas.

Costumo dizer a quem pensa assim que marketing de conteúdo é como uma maratona, enquanto anúncios pagos são como provas de 100 metros rasos.

Portanto, para que o SEO copywriting funcione, é preciso pensar em longo prazo.

Avance na leitura deste texto para saber ainda mais sobre este assunto tão importante.

O que é o Copywriting?

Copywriting é a escrita direcionada para o cumprimento de algum objetivo de negócio.

Amplamente utilizada por profissionais de marketing e vendas, é uma maneira inteligente de gerar envolvimento e chamar a atenção de audiência qualificada.

Dessa forma, os textos nessa linha precisam seguir um certo padrão de formatação e um estilo próprio.

Não se pode achar que um texto vai gerar vendas só por ser bem escrito.

Antes de mais nada, ele precisa ser construído a partir de um objetivo.

Essa é a essência do copywriting, que, não por acaso, tem uma relação direta com o texto publicitário.

O que é Copywriting para SEO?

Você sabe o que acontece quando insere um termo em um motor de busca e pressiona “enter”: aparece uma lista de resultados que tenham relação com o seu termo de pesquisa.

Nesse caso, os primeiros resultados são sempre os mais desejados por quem quer ser visto.

É aqui que entra o SEO copywriting, já que é por meio dele que você poderá elaborar conteúdos que vão aparecer nas primeiras posições (SERP).

Consiste em um conjunto de boas práticas e regras para orientar a produção de conteúdo otimizado com o objetivo de gerar conversões.

Resumindo, poderia dizer que SEO é quando:

  • Você pesquisa palavras-chave
  • Seleciona uma palavra-chave específica
  • Usa aquela palavra-chave como ponto de partida para escrever conteúdo.

Marketing de Conteúdo e o SEO Copywriting

O SEO copywriting e o marketing de conteúdo andam de mãos dadas.

O primeiro trata das técnicas e ferramentas usadas para a escrita, enquanto o segundo diz respeito a todas as formas de marketing baseadas em algum tipo de conteúdo, não necessariamente escrito.

Artigos como este que você lê agora são uma forma de marketing de conteúdo, em cuja produção utilizei técnicas de SEO Copywriting.

Digo sempre que o copywriter ou redator é um profissional que escreve textos (copy) para anúncios, promoções e envolvimento do consumidor.

No mundo do marketing, eles muitas vezes são chamados de “criativos”, já que uma de suas funções é adaptar textos para gerar resultados online.

Diferença entre o copywriting e SEO Writing

Pode parecer a mesma coisa, mas existem diferenças sutis entre copywriting e SEO writing, ou seja, a escrita otimizada para motores de busca.

O copywriter é alguém que escreve pautado pelas preferências do seu público alvo.

Ele sabe do que as pessoas gostam e usa palavras que vão atraí-las para seus textos. 

Por isso, todos os elementos textuais, incluindo o título, palavras, frases e os parágrafos usados no conteúdo têm que ser persuasivos, fazendo com que os leitores realizem uma ação específica.

Um writer de SEO também faz isso, mas considerando sempre os critérios usados pelos motores de busca para destacar um conteúdo na primeira página.

Como aplicar o SEO Copywriting na sua estratégia?

Na imagem abaixo, extraída de uma pesquisa da SEOMoz (em inglês), estão os critérios usados pelo Google em seus algoritmos para posicionar conteúdos com destaque na SERP:

gráfico sobre algoritmo do Google para falar sobre seo copywriting

Isso significa que os resultados são influenciados por:

  • Autoridade do domínio (23,87%)
  • Popularidade da página ou conteúdo (22,33%)
  • Texto âncora dos links externos que direcionam para a página (20,26%)
  • Uso de palavras-chave dentro da página (15,04%)
  • Dados de registro da página (6,91%)
  • Dados de tráfego e taxa de cliques (CTR) (6,29%)
  • Compartilhamentos em redes sociais (5,3%).

Ou seja, um dos fatores mais importantes para a aplicação estratégica do SEO Copywriting é o sucesso que o seu conteúdo faz entre as pessoas – já que a popularidade está em segundo lugar, coladinha no primeiro.

Portanto, ao escrever, tenha em mente não os robôs do Google (falarei sobre isso mais à frente), mas o que as pessoas realmente gostariam de ler.

Dito isso, vamos ver então quais outras técnicas e fatores precisam ser considerados para um SEO Copywriting que gera resultados.

1) Velocidade do Site

A última atualização, Core Web Vitals, praticamente virou de cabeça para baixo os critérios até então usados para destacar conteúdos nas buscas do Google.

Vale destacar que, aqui, estamos tratando apenas dos resultados orgânicos, cujas regras são diferentes das que o Google usa para destacar conteúdos pagos.

Pois desde essa última modificação, além da qualidade do conteúdo, o Google passou a priorizar a experiência do usuário, inserindo três novas métricas:

  • Largest Contentful Paint (LCP): quanto tempo o conteúdo mais pesado da página leva para carregar
  • Cumulative Layout Shift (CLS): métrica usada para medir a estabilidade do aspecto da página, ou seja, se ela não muda de aparência bruscamente
  • First Input Delay (FID): mede o tempo que o site leva para processar e responder à primeira interação do usuário.

2) Título

Toda página ou site recebe o chamado SEO title, ou title tag, que nada mais é do que o nome pelo qual os motores de busca conseguem rastrear e indexar um conteúdo.

Esse será o primeiro elemento a ser lido pelos robôs dos motores de busca, portanto, é preciso escolher com muita sabedoria e critério as palavras que serão usadas nele.

Gosto de citar a frase do mestre David Ogilvy sobre os títulos para dar uma dimensão da sua importância:

“Em média, 5 vezes mais pessoas leem o título do que as que leem o corpo do texto. Quando você escreve seu título, já gastou 80 centavos de um dólar”.

Para isso, existem algumas técnicas fundamentais.

Uma das mais eficazes é usar números.

Como revela um artigo da Conversion (em inglês), títulos com dados numéricos são mais persuasivos.

Alguns exemplos nesse sentido são:

  • 7  Tendências de Pequenos Negócios que Vão Afetar Suas Vendas
  • Financiando um Pequeno Negócio: Como Levantar R$ 20.000 em 60 Dias
  • 10 Segredos Sobre Exercícios Para Mulheres Que Funcionam.

3) Conteúdo

“Conteúdo é rei”, diz a famosa frase usada pelos profissionais de marketing digital.

Para que cumpra com os seus objetivos de gerar tráfego, leads e conversões, o conteúdo precisa ser otimizado com as palavras-chave certas.

Um bom exemplo disso é Marcus Sheridan, CEO da River Pools.

Ele fez sua empresa ir de menos de 10 mil para 80 mil visitantes mensais dentro de 6 meses, publicando em seu blog de 2 a 3 vezes por semana, como mostra o gráfico abaixo:

gráfico sobre seo copywriting.

Para isso, ele usou nos conteúdos as chamadas keyword long tail, ou seja, palavras-chave com pelo menos três termos, de modo a atrair audiência qualificada.

Isso vai ao encontro dos critérios instituídos pela atualização Google Panda 4.1, que privilegia conteúdos mais ricos, penalizando os superficiais.

4) Meta Description

O título é como se fosse o “norte” da bússola, apontando para o Google para onde ele deve direcionar.

Saber para qual lado é o norte, porém, não é tudo.

Precisamos também saber o que vamos encontrar seguindo nessa direção.

Em SEO, essa informação pode ser encontrada na meta description, que consiste em um pequeno texto explicativo, detalhando um pouco mais o que será encontrado na página.

Na falta dele, o Google avança para o primeiro parágrafo do texto, no qual a palavra-chave principal deverá sempre constar logo na primeira frase.

5) Frequência de palavras-chave

No passado, quando os algoritmos do Google não eram tão avançados, era comum ver nas primeiras posições textos contendo repetições absurdas das palavras-chave.

Felizmente, isso mudou, e já há alguns anos, o que vale mais é onde as keywords estão e se existe uma proporção adequada entre o texto como um todo e a quantidade delas.

Veja o que Brian Clark diz a respeito disso:

“A única forma de saber se sua repetição de palavras-chave está ótima ou parece spam é comparar a frequência à extensão total do conteúdo. Uma densidade de palavras-chave acima de 5,5% pode ser considerada stuffing de palavras-chave, e assim sua página pode ser penalizada pelo Google.

6) Page Links

Para o Google “sempre existe mais informação em outro lugar”.

Dessa forma, é sempre desejável que um conteúdo tenha links que direcionam para outras páginas, tanto internas quanto externas, de modo a aprofundar a experiência de leitura.

Não existem regras rígidas sobre isso, mas é sempre recomendável que esses links sejam associados a palavras-chave que tenham a ver com o conteúdo a que direcionam.

Fazendo isso, você sinaliza para os robôs do Google que valoriza o que outras pessoas criam, e por isso, a tendência é que você seja recompensado com melhores posições SERP.

7) Aplique a escaneabilidade nos textos

A leitura de textos na internet segue uma dinâmica própria.

As pessoas não necessariamente leem frase por frase, mas tendem a varrer a tela como se estivessem escaneando.

Mapas de calor revelam isso, mostrando um padrão de leitura em forma de “F”.

Significa que, normalmente, as partes finais de um conteúdo são menos lidas.

Para maximizar a leitura, é preciso aplicar o princípio da escaneabilidade, fragmentando os parágrafos em frases curtas.

Outra forma de fazer isso é criar subtítulos (headings) hierarquizados, seguindo a ordem <h2>, <h3>, <h4> e assim sucessivamente.

8) Use CTAs

O call to action (CTA) é a parte do texto em que você diz a que veio.

De certa forma, é a contrapartida esperada em troca da informação útil que você acabou de levar ao visitante.

Normalmente, os CTAs são posicionados ao final do texto, mas nada impede que você insira CTAs no meio de seus conteúdos.

Desde que seja de forma coerente com o tema que estiver sendo abordado, essa é uma boa estratégia para potencializar conversões.

Veja abaixo um bom exemplo, extraído do site da Aquapresso:

exemplo de anúncio com seo copywriting

Erros que você deve evitar

Como toda estratégia de marketing digital, o SEO Copywriting pede atenção não só às boas práticas, mas também aos erros que precisam ser evitados.

Destaco alguns dos que mais vejo acontecer a seguir.

Escrever só para robôs

Ainda que todo texto para a internet precise ser otimizado conforme as regras dos algoritmos dos motores de busca, isso não quer dizer que eles devam ser escritos pensando unicamente nos robôs.

Vimos que o critério mais importante para um conteúdo se destacar é a popularidade, que só pode ser conquistada se ele dialogar com as pessoas.

Usar apenas palavras-chave head ou long tail

Palavras-chave de cauda longa ajudam, mas não são os únicos termos com que você deverá trabalhar.

Em seus conteúdos, procure mesclá-las com termos mais abrangentes, de maneira que você consiga volume de tráfego suficiente para gerar leads e conversões.

Encher linguiça

“Muitas pessoas acham que marketing de conteúdo é difícil… bla bla bla”.

Aqui entre nós, o que mais se vê por aí é artigo começando dessa forma, certo?

Além de não somar nada, a abordagem textual pobre espanta o leitor, sem contar que o Google detecta esse tipo de conteúdo raso.

Por isso, seja sempre direto, conciso e informativo em tudo que escrever.

Não confirmar as informações usadas

Outro erro grave que vejo acontecer com frequência é o uso de informações, principalmente dados estatísticos, sem informar ao leitor de onde elas foram extraídas – e garantir que são verdadeiras.

Evite essa prática, pois além de manchar sua reputação, pode induzir as pessoas ao erro e, com o tempo, minar a sua audiência.

Conclusão

SEO copywriting é uma arte, que, para ser dominada, requer tempo e dedicação.

Tenho certeza que, seguindo as orientações que foram passadas aqui, você logo estará redigindo textos otimizados e prontos para converter.

Como sempre, deixo agora o espaço para você dizer o que pensa.

Vamos lá, compartilhe comigo os seus conhecimentos e ideias!

Como espera que o SEO copywriting ajude você a atingir seus objetivos?

O que é SEO copywriting?

É um conjunto de boas práticas e regras para orientar a produção de conteúdo otimizado com o objetivo de gerar conversões

Qual é a diferença entre o SEO copywriting e o copywriting "tradicional"?

O copywriter é alguém que escreve pautado pelas preferências do seu público alvo. Um redator de SEO também faz isso, mas considerando sempre os critérios usados pelos motores de busca para destacar um conteúdo na primeira página.

NP Digital Brasil

Você quer resultados imediatos?

Minha agência pode fazer todo o trabalho pra você. Somos especialistas em:

  • SEO - Colocamos seu site no topo das pesquisas do Google
  • Mídia Paga - Fazemos seu negócio alcançar quem importa no momento certo
  • Data & Conversion Intelligence - Desbloqueamos as conversões do seu site e criamos dashboards para melhores análises

Fale com um especialista

Consultoria com Neil Patel

Ubersuggest

Desbloqueie milhares de palavras-chave com Ubersuggest

Quer superar a concorrência?

  • Encontre palavras-chave de cauda longa com alto ROI
  • Encontre centenas de palavras-chave
  • Transforme buscas em visitas e conversões

Ferramenta gratuita

Compartilhe