Por que o Marketing de Conteúdo Funciona Para Mim e Não Para Você

neil patel content

Engraçado, sempre que eu conheço pessoas que estão trabalhando com marketing de conteúdo, elas me falam uma dessas duas coisas:

Elas não conseguem de jeito nenhum gerar tráfego (não importa quantos posts elas publiquem)…

OU

Elas conseguem gerar tráfego, mas esse tráfego não se converte em vendas ou novos clientes, e elas não conseguem entender o por quê.

E eu sei o que você está pensando… Tem tantas empresas que ganham milhões com marketing de conteúdo que deve ter um jeito da coisa dar certo. 

Mas o negócio é o seguinte. Por causa da minha agência de publicidade, eu consigo falar com milhares de empresas todo ano e fazer uma imersão no marketing delas. E, entre as que usam marketing de conteúdo, a maioria não consegue gerar uma venda sequer a partir desse canal.

Em outras palavras, não está funcionando para elas.

E não é porque o marketing de conteúdo tem algum problema. É porque a maioria das pessoas não entende muito bem como ele funciona. 

Por que o marketing de conteúdo não funciona para a maioria das empresas?

O que a maioria das pessoas não percebe é que nem todos os visitantes são iguais. E eu não estou falando de dados demográficos e renda, eu estou falando de intenção.

Quando você entra em uma página que ranqueia no Google por causa de marketing de conteúdo, suas ações são diferentes de quando você clica em um anúncio pago.

E não é porque um é pago e o outro é orgânico… O que eu quero dizer é o seguinte.

Quando você faz uma busca no Google pelo termo “seguro de carro”, você vai ver uma página de resultados mais ou menos assim:

google search

E aí você vai clicar em um resultado pago ou em um orgânico.

Veja como é um dos resultados pagos:

AAA

E agora um dos resultados orgânicos:

nationwide

Como você pode ver, o resultado orgânico tem bastante conteúdo… Inclusive informações sobre a cidade de onde eu fiz a busca, opções de seguro e por que eu deveria escolher a Nationwide.

Em certa medida, é educativo e comercial ao mesmo tempo, mas não está sendo vendido com a mesma agressividade do anúncio pago da AAA.

A landing page da AAA tem só 73 palavras-chave. Quer dizer… Meras 73 palavras-chave.

Em outras palavras, se você entrar na landing page da AAA, você vai clicar em uma das duas opções de seguro.

Por outro lado, se você entrar no site da Nationwide (que usa marketing de conteúdo), seus olhos vão ser direcionados ao texto em vez do preenchimento do formulário de lead de seguro de carro.

E é isso que eu quero dizer com intenção.

Apesar de eu ter feito a busca por “seguro de carro”, eu estou mais inclinado a comprar do site da AAA por ter uma landing page mais agressiva. O site da Nationwide me coloca em uma modo mais educativo, no qual eu vou ler e pesquisar, em vez de simplesmente conseguir um orçamento.

E a Nationwide não está fazendo isso porque eles querem ser educativos. Eles estão fazendo isso porque é muito difícil ranquear organicamente sem oferecer bastante conteúdo.

O Google adora conteúdo, por isso a média das páginas que ranqueiam na primeira página contêm 1.890 palavras.

content length

É por isso que a Wikipedia ranqueia para todas as coisas possíveis e imagináveis.

Se você vai usar marketing de conteúdo, você precisa ter em mente que, quando as pessoas entram no seu site, elas vão entrar no modo ler a aprender em vez do modo comprar.

Então isso quer dizer que marketing de conteúdo não funciona?

Marketing de conteúdo é incrível, e continua funcionando muito bem. Não produz tantas conversões quanto publicidade paga, mas dá para conseguir uma quantidade enorme de tráfego sem fazer um rombo no seu orçamento.

Vamos dar uma olhada no NeilPatel.com e em como eu uso o marketing de conteúdo.

Ao longo dos últimos 31 dias, esse blog gerou 2.510.893 visitas, das quais 1.609.314 eram únicas. E esses visitantes geraram 5.890.103 visualizações de página.

np traffic july

Não é nada mal, principalmente considerando que eu praticamente não estou usando anúncios pagos (além dos poucos posts que eu impulsiono de forma modesta no Facebook todo mês).

E, nesse período, nós geramos 1.942 leads nos EUA, dos quais 262 vieram de empresas que estavam gastando mais de $5.000 por mês com marketing.

july

A maior parte dos leads não se converte em vendas dentro de 30 dias, já que nosso ciclo de vendas é mais longo, mas até agora, esses leads geraram $972.860 em valor de contrato (nós ainda não recebemos todo esse dinheiro, mas isso vai ser feito nos próximos 12 meses).

O número que eu compartilhei acima é só a receita, não é o lucro. Esse número, claro, vai subir à medida que mais leads se converterem em contratos, mas, ao mesmo tempo, minhas despesas também vão subir.

E aí, você consegue adivinhar como eu gerei praticamente um milhão de dólares em novos contratos em apenas 30 dias?

Bom, primeiro, não fui eu… Eu tenho um time de vendas incrível, liderado por um cara chamado Nick Roshan. E nós temos um time de logística sensacional, que ajuda o time de vendas a fechar mais operações.

Mas a geração de leads é toda comigo… E isso veio do marketing de conteúdo.

Em outras palavras, marketing de conteúdo funciona… Desde que você pense nele do jeito certo.

Então como se deve pensar em marketing de conteúdo?

A primeira parte é o tráfego. Você precisa ter tráfego, antes de mais nada.

E como se gera tráfego a partir do marketing de conteúdo?

Bom, você precisa escrever posts para o seu blog. Eu não vou me aprofundar muito no assunto de como escrever posts para blogs, já que eu tenho um monte de posts sobre isso.

Se você vai seguir pelo caminho de contratar outros redatores, estabeleça para eles as seguintes regras:

  1. Você e Eu – use as palavras “você” e “eu” para que o post soe como uma conversa. Por exemplo “Você não odeia quando as pessoas te dizem que certas coisas não são possíveis? Eu, pelo menos, odeio.” Vê como parece uma conversa?
  2. 3 seções – um post deve se estruturar com 3 seções principais: introdução, corpo e conclusão. Quando você estrutura todos os seus posts da mesma forma, seus leitores vão saber o que esperar e vai ficar mais fácil para eles passarem o olho pelo seu conteúdo (a maior parte dos seus leitores vai só passar o olho, não ler).
  3. Conclusão – a conclusão deve ser intitulada “Conclusão”. A razão disso é que praticamente 8% dos seus leitores vão descer até o fim do seu post para ler a conclusão. Se eles gostarem da conclusão, eles vão voltar para o início e ler o resto (esse número de 8% é do NeilPatel.com. Não sei se vai ser exatamente esse percentual para o seu blog, mas eu usei o Crazy Egg para descobrir).
  4. Subtítulos – o corpo do texto deve conter subtítulos, assim fica mais fácil para as pessoas passarem o olho. Os subtítulos devem descrever do que trata a seção, e se você conseguir colocar palavras-chave de forma natural ao longo dela, ótimo. Só não force.
  5. Parágrafos curtos – tente manter os parágrafos com até 5 ou 6 linhas no máximo. É mais fácil para os olhos, principalmente quando se lê no celular.
  6. Fatos e dados – use métricas e dados para embasar seus argumentos. Fique à vontade para fazer referências a outros sites e linkar para eles. Isso vai validar seu conteúdo e te promover como uma autoridade ao longo do tempo.
  7. Imagens – use capturas de tela e fotos para transmitir melhor sua visão. Algumas pessoas aprendem de forma mais visual, então use imagens quando fizer sentido. Se você for usar imagens de outra pessoa, procure informações sobre direitos autorais e não deixe de citar suas fontes.
  8. 2.000 a 3.000 palavras – Isso varia de acordo com a área, mas, se você está num ramo competitivo, estabeleça a meta de 2.000 ou mais palavras por post. Eu mostrei no início desse post como o Google prefere conteúdo de pelo menos 1.890 para ranquear na primeira página. Se você não estiver em um ramo competitivo, você pode escrever menos de 1.000 palavras. Com o tempo, você pode voltar para os posts que ganharam mais tração e expandi-los.
  9. Títulos precisam ser incríveis 8 em cada 10 pessoas vão ler seu título, mas só 2 em cada 10 vão clicar e ler o resto do post. Antes de clicar “publicar”, dê uma olhada nessas métricas do Buzzsumo sobre títulos atraentes.
  10. Termine com uma pergunta – finalize sua conclusão com uma pergunta. As pessoas estarão mais inclinadas a deixar um comentário quando você faz uma pergunta. Não deixe de fazer isso para obter engajamento.

Agora que você já conhece o processo de escrita, é hora de ter ideias de assuntos. A maneira mais fácil de saber o que está em alta é digitar palavras-chave no seu espaço no Buzzsumo.

buzzsump

É só inserir uma palavra-chave que o Buzzsumo vai te mostrar todos os posts de mais audiência na internet relacionados àquela palavra-chave.

Ao fazer isso, você vai ver o que interessa às pessoas na sua área.Eu não estou dizendo que você tem que copiar esses artigos, e sim usá-los para ter ideias. A última coisa que você deve fazer é escrever sobre assuntos pelos quais as pessoas não se interessam.

Além de digitar uma palavra-chave, você também pode digitar uma URL no Buzzsumo. Por exemplo, eu digitei Hubspot.com e ele me mostrou os principais posts.

buzzsumo hubspot

Isso vai te dar uma ideia do que está funcionando para os seus concorrentes.

Agora que você já tem algumas ideias de assunto, chegou a hora de escrever o post (ou pagar alguém para escrever para você). Tenha em mente que seu conteúdo precisa ser melhor do que o dos seus concorrentes. Se não for melhor, vai ser difícil para você ter mais compartilhamentos ou superá-los nos rankings.

Quando eu posto no meu blog, eu gosto de me fazer as seguintes perguntas:

  1. Seu post é mais prático do que o dos seus concorrentes? (Se não, corrija-o).
  2. Você escreveu uma coisa original ou de uma perspectiva diferente dos seus concorrentes? (Se não, corrija).
  3. Você teria vergonha se um amigo ou colega de trabalho lesse seu post? (Nunca poste nada que você não queira que os outros leiam… Corrija seu conteúdo.)
  4. Você estaria disposto a pedir para outras pessoas compartilharem seu conteúdo nas redes sociais e colocar um link para ele? (Se não, melhore seu conteúdo).
  5. Você pensou em 10 títulos possíveis? (Não pare no primeiro título, tente pensar em outros melhores).

Presumindo que você tenha respondido “sim” a todas essas perguntas, chegou a hora de postar seu conteúdo e gerar tráfego.

E como eu gero tráfego?

Infelizmente, não existe um jeito rápido de aumentar seu tráfego. É uma batalha árdua, mas, com o tempo, seu tráfego vai subir.

Veja o tráfego do blog NeilPatel.com logo que eu comecei:

neil patel blog post

Como você pode ver, eu gerei 9.065 visitantes únicos no meu primeiro mês em agosto de 2014. Eu gerei esses visitantes usando as 4 estratégias que eu vou detalhar daqui a pouco (elas ainda funcionam).

E se você avançar para a marca de um ano, vai ver que eu consegui aumentar 10 vezes meu tráfego em agosto de 2015.

one year

Meu tráfego também vem subindo com o tempo, o que você pode ver se voltar ao início desse post (atualmente eu estou com 2.510.893 visitas mensais, eba!).

Então como gerar mais tráfego?

Bom, antes de mais nada, você precisa ser paciente. Não espere atingir os mesmos resultados que eu. Marketing é o que eu faço, e eu tenho disponibilidade para dedicar mais tempo e energia a isso do que a maioria das pessoas.

Então aqui vão as 4 estratégias que eu usei quando comecei o NeilPatel.com (e que eu ainda uso hoje em dia).

Tenha em mente que essas táticas funcionam para todos os tipos de site e eu estou presumindo que você não tem muitos seguidores nas redes sociais, então eu não vou te dar dicas básicas como “compartilhe seu post no LinkedIn”.

Estratégia nº 1: Impulsionar posts

Até hoje (no original está “Still to do this day”, precisa tirar o “do”) eu impulsiono meus posts no Facebook. Funcionava melhor ainda quando eu estava começando, mas ainda funciona muito bem hoje em dia, porque ajuda a criar tração.

boosted posts

Como você pode ver pela captura de tela acima, eu impulsionei meu post da semana passada. Eu costumo impulsionar todos os meus posts, o que chega a mais ou menos quatro vezes por mês.

Eu gasto $400 por post. Eu seleciono as regiões: Estados Unidos (no original está “United Stated States”), Canadá, Austrália e Reino Unido para impulsionar.

Você deve escolher as regiões onde está a maior parte dos seus clientes ideais (idealmente, eu deveria impulsionar só nos Estados Unidos) e fazer seu impulsionamento durar (no original está “lasts” e não “last”) 2 semanas, porque os cliques vão ser mais baratos do que se você gastá-los todos em um dia só.

Se você fizer isso de forma constante, seu tráfego vai aumentar com o tempo e você também vai conseguir mais tráfego orgânico no Facebook com o impulsionamento.

Se você não conseguir, isso significa que as pessoas não se interessaram pelo seu conteúdo… O que significa que você precisa voltar e ajustar seu conteúdo com as dicas que eu dei acima.

Estratégia nº 2: Mande emails para todo mundo que você linkou

Ao longo do seu post, você deve linkar para outros sites. Como eu mencionei acima, você precisa citar outras fontes e linkar para onde você achou os dados e métricas.

Sempre que eu coloco link para um site, eu vou até ele e tento achar o email do proprietário para dizer que fiz o link para eles.

Mas antes de te dar um modelo de email para enviar, tenha em mente que você vai precisar modificá-lo para o seu site. Isso é de extrema importância.

E eu sei que alguns de vocês não acham que emails funcionam porque vocês recebem um monte de pedidos de link building, mas, se não funcionasse, vocês não estariam recebendo todos esses emails 😉

Eu normalmente envio um email mais ou menos assim…

Oi John,

Obrigada por ter tido o trabalho de levantar os números sobre XYZ. Eu sei que é difícil, mas redatores como eu valorizamos muito isso. Eu usei alguns desses números no meu post mais recente, e claro que coloquei o link para você e dei o crédito.

[insira o link para o seu post]

Fique à vontade para dar uma olhada e me dizer o que achou.

Um abraço,

Neil Patel

PS: Se você gostar do post, fique à vontade para compartilhá-lo na rede social que você preferir.

PPS: Se você fizer alguma outra pesquisa legal, me fale. Eu posso querer incluir em um post futuro. 

Você precisa personalizar esse modelo de email, porque, quanto mais pessoal for, melhor vai ser o resultado.

Eu constatei que, se eu enviar esse email para 20 pessoas, normalmente 4 ou 5 vão me responder agradecendo.

Ao enviar emails para as pessoas, tenha em mente as regras de proteção de dados. Então talvez seja melhor você preencher formulários de contato dos sites do que simplesmente enviar um email frio.

Se você não sabe se está infringindo regras de proteção de dados, fale com um advogado, porque ele vai saber bem mais que eu.

Estratégia nº3: Principais compartilhadores

Uma das minhas funcionalidades preferidas do Buzzsumo é que ele mostra todas as pessoas que compartilharam o conteúdo dos seus concorrentes.

Você só precisa digitar a URL do seu concorrente e clicar em “view sharers”.

view sharers

Você vai ver uma lista de pessoas que compartilharam o conteúdo.

sharers

O que você deve fazer é ir até o perfil do Twitter de cada um deles ou procurar no Google para ver se você acha o email ou site dessas pessoas.

Como na estratégia anterior, você deve enviar um email mais ou menos assim:

Oi Amanda,

Espero que esteja tudo bem com você.

Eu vi que você tuitou [insira o título do post tuitado] escrito pelo [insira o nome do autor].

É um post legal, mas ele não aborda [insira o que está faltando no post].

Por isso, eu escrevi um post parecido, mas mais completo e atualizado.

Me diga se você tem interesse em ler.

Um abraço,

Neil Patel

Perceba que eu não mandei o link do meu post. Eu primeiro espero a resposta, porque eu vi que isso gera resultados melhores.

Normalmente, eles vão responder mais ou menos o seguinte:

Claro, deixa eu dar uma olhada.

E então você responde:

Segue:

[insira o link]

Fique à vontade para compartilhar se você gostar 🙂

Um abraço,

Neil

PS: Se você tiver algo que queira que eu compartilhe, é só falar.

Isso vai variar de acordo com a sua área, mas normalmente entre 9% e 30% das pessoas com quem você entra em contato vão compartilhar seu post também.

Se a sua porcentagem é menor do que essa, quer dizer que seu conteúdo não é tao bom ou que as pessoas para quem você está escrevendo tuitaram o post original há anos, e não agora (as pessoas esquecem o que elas tuitaram depois de um tempo).

Mais uma vez, não deixe de seguir as regras de proteção de dados nessa tática (se preferir, consulte um advogado). Você também sempre pode escrever para as pessoas pelo formulário de contato do site delas.

Estratégia nº 4: Implore por links

Mais uma coisa que eu gosto de fazer no Buzzsumo é ver quem linkou para os meus concorrentes. Você pode clicar em “ver backlinks” para ver quem linkou para posts parecidos dos seus concorrentes.

view backlinks

Depois disso, você vai ver uma lista de backlinks direcionando para seus concorrentes:

backlink list

E, exatamente como nas estratégias anteriores, você pode fazer um contato manual e enviar um email mais ou menos assim:

Oi John,

Espero que esteja tudo bem.

Eu estava lendo [insira a URL da página no site dele que está linkando para o seu concorrente] e vi que você mencionou o [nome do concorrente].

O problema com o link é que você está direcionando seus leitores para um post incompleto. Ele não aborda [diga por que o post do seu concorrente não é tão útil e detalhado].

Se você quiser melhorar isso, dê uma olhada no meu post abaixo, que fala de tudo que eu mencionei acima.

[insira um link para o seu post]

Um abraço,

Neil Patel

PS: Se você quiser oferecer mais valor para os seus leitores, fique à vontade para linkar para o meu post.

PPS: Se tiver alguma coisa que eu possa fazer por você, é só falar.

Esse modelo de email é um pouco genérico, mas se você modificá-lo, personalizá-lo e adaptá-lo ao seu negócio, você vai ter resultados satisfatórios.

Se você escrever para 100 pessoas, você deve receber pelo menos 4 ou 6 links.

Mais uma vez, não deixe de consultar um advogado sobre regras de proteção de dados para não ter problemas enviando emails frios para as pessoas erradas.

Você também pode enviar a mensagem através do formulário de contato do site da pessoa.

Agora que seu tráfego está aumentando, vamos focar em construir uma comunidade.

Como construir uma comunidade

Um blog sem uma base leal de seguidores é difícil de se monetizar. Sem isso, não vai dar certo. Essa é a principal razão pela qual a maioria das empresas com as quais eu converso não tem bons resultados com seu marketing de conteúdo.

Elas simplesmente não têm uma comunidade.

Isso não significa que você não vai conseguir monetizar se você não tiver uma comunidade, só significa que vai ser mais difícil.

Mas antes de eu entrar no assunto de como construir uma comunidade, você vai precisar usar redes sociais como o Facebook e o LinkedIn. Só tenha em mente que, conforme elas constantemente ajustam seus algoritmos, vai ser mais difícil de confiar nelas.

É por isso que eu gosto de focar nas táticas abaixo.

Tática nº 1: Assinantes

Alguns de vocês devem ter percebido que, sempre que eu publico um post novo, vocês recebem uma notificação no navegador dizendo isso.

Só através de notificações do navegador, também conhecidas como push, eu consigo gerar mais 42.316 visitantes por mês.

push traffic

Eu faço isso através de uma ferramenta gratuita chamada Subscribers.

Quando você se inscreve no Subscribers, ele te dá um plugin do JavaScript ou do WordPress para instalar. Toda vez que alguém entrar no seu site, ele vai receber uma notificação no navegador mais ou menos assim:

push optin

E, com o tempo, seu número de assinantes vai continuar subindo:

subscribers dashbaord

Conforme você envia as notificações de push, você vai ver que as pessoas vão cancelar a assinatura, como acontece com email, mas tudo bem. De qualquer forma, costuma ser a maneira mais eficaz de aumentar seu tráfego.

Você só precisa apertar o botão “enviar uma notificação” no seu painel do Subscribers e você vai ver uma tela mais ou menos como essa:

subscribers send

Você pode inclusive inserir códigos UTM, o que vai te gerar métricas no Google Analytics.

Você pode escolher a imagem que quiser para acompanhar a notificação (e ver um preview dela do lado esquerdo), e também agendar para que ela seja feita em outro dia ou horário.

Ao clicar em enviar, seus assinantes vão receber uma notificação como essa nos seus navegadores:

neil test sub

Independente de usar os UTMs, você sempre pode ver suas métricas para cada push no seu painel do Subscribers.

subscriber stats

Apesar de eu não falar muito sobre notificações push, elas são de fato o jeito mais fácil de construir uma comunidade e fazer com que as pessoas voltem para o seu site.

Só tem um problema em se usar ferramentas como o Subscribersvocê tem que ser paciente. Você não vei ter uma lista enorme de assinantes já no primeiro dia. Vai demorar alguns meses para você ter um resultado significativo.

É mais eficaz do que email marketing, e, o melhor de tudo, o Subscribers é gratuito.

Tática nº 2: Obtenha emails

De maneira semelhante à tática nº 1, muitos de vocês estão na minha lista de emails. Eu recebi 37.726 visitantes só enviando os posts que eu publiquei nos últimos 31 dias.

email stats

Por mais que esse número não pareça muito alto, emails geram uma das minhas listas mais fiéis. Se eu enviar um mailing vendendo um produto ou serviço, eu posso instantaneamente gerar $100.000 (sério).

E, de maneira parecida com o Subscribers, eu uso uma ferramenta gratuita chamada Hello Bar para obter emails e construir uma comunidade.

Você pode entrar, se cadastrar, adicionar seu site e instalar o plugin do WordPress ou JavaScript que eles oferecem.

Quando já estiver funcionando, eu criaria um popup de saída parecido com o que eu tenho no NeilPatel.com.

exitpopup

Eu sei que a maioria de vocês não gosta de popups de saída, mas eles são bem eficazes. Eu consigo mais de 1.000 emails por dia com o meu popup de saída.

Se você estiver fornecendo valor e oferecendo algo que as pessoas vão gostar, elas não vão se importar em dar o email delas.

Tem duas partes que eu gosto bastante da Hello Bar:

  1. Está de acordo com as normas de proteção de dados – eles têm configurações de GDPR.
  2. Tem configurações personalizadas de segmentação – você pode escolher quem vê seu formulário e quando. Por exemplo, o meu só aparece para as pessoas uma vez, e só quando elas estão saindo do site.

Quando você faz login na Hello Bar, você vê um editor mais ou menos assim:

hello bar wizard

Você pode escolher entre vários templates e designs. Você pode inclusive fazer upload de uma imagem de fundo personalizada, se quiser (agora eu escolhi o template mais básico só para mostrar para vocês como funciona).

wysiwyg

Depois de escolher um template que você goste, você pode facilmente modificar o design ou a imagem usando o editor WYSIWYG.

Se o seu tráfego vem de diferentes fontes, como o meu (mobile, tablet, desktop) você pode escolher um layout diferente para cada dispositivo.

Você também pode criar popups diferentes para regiões diferentes. Por exemplo, esse é o meu popup de saída da Hello Bar para o Brasil:

brazil popup

De todos os métodos de obtenção de emails que eu já testei, popups de saída é o que funciona melhor.

Mas se você não quiser usá-los de jeito nenhum, você pode criar sliders, barras e outras formas de coletar emails usando a Hello Bar que não sejam tão agressivas.

Agora que a sua lista de email está pronta, você deve enviar um mailing para a sua lista toda vez que você publicar um post (ou toda vez que você fizer um post incrível, se você posta com muita frequência – você não vai querer entulhar a caixa de entrada das pessoas).

Eu percebi que eu gero mais comentários e compartilhamentos com minhas notificações push e lista de emails do que com qualquer outro canal.

Para te dar uma ideia, ao longo dos últimos 31 dias, notificações push foram responsáveis por 38,5% dos comentários do meu blog, e o email, por 32.3%.

É uma loucura… Eles deixam todo os outros canais para trás.

E agora?

Bom, imaginando que você esteja aumentando seu tráfego, obtendo mais assinantes e emails… Você provavelmente já está desenvolvendo uma base sólida de usuários para monetizar.

Existem algumas maneiras diferentes de monetizar.

A primeira é simplesmente vender mais produtos. Um ótimo exemplo disso é a Legion Athletics. É um negócio com faturamento de oito dígitos, que começou com marketing de conteúdo.

Quando você visita o blog da Legion, você vai perceber que eles fazem algumas coisas…

Primeiro, eles tentam fazer com que você responda ao quiz deles, o que é uma ótima maneira de eles fazerem recomendações de produtos com base na sua necessidade.

legion quiz

Quando você começa o quiz, eles te fazem perguntas personalizadas para te direcionar aos suplementos certos para você.

quiz questions

É uma das melhores formas de converter leitores do blog em clientes. E, se você não sabe como criar um quiz, é só dar uma olhada no Lead Quizzes. É um software que os faz para você.

Ele funciona tão bem que eu até tenho um quiz no NeilPatel.com.

neil patel quiz

Em outras palavras, quizzes funcionam tanto para sites B2B quanto B2C. Não importa se você está vendendo um produto, um serviço ou produto informativo, quizzes funcionam.

Teve uma época em que eu consegui aumentar meu número de leads em 500% através de quizzes.

Agora, voltando à Legion, tem algumas outras coisas que eles fazem muito bem.

Eles te notificam toda vez que uma nova compra é feita no site deles. (O Timothy Sykes também faz isso muito bem).

buyer

E eles têm diferentes tipos de popup de saída, dependendo de onde você estiver no site.

Alguns deles vendem produtos:

product

E alguns focam em obter emails (eles fazem uma coisa inteligente, que é te fazer uma pergunta antes de pedir seu email… Normalmente funciona melhor):

exit email

Ao listar todos esses exemplos da Legion, eu estou tentando te mostrar que o marketing de conteúdo gera conversões se você focar nesse aspecto específico.

Lembra como, no início desse post, eu falei sobre como quando as pessoas entram em sites com conteúdo, elas estão ali para ler e aprender? Isso não significa que você não possa convertê-las em clientes. Você só precisa fazer um esforço um pouco maior do que só dizer a elas para comprarem seus produtos.

A Legion alcançou um faturamento de 8 dígitos por ano usando essas táticas, o que significa que elas funcionam. Claro, todo mundo sabe que eu consigo fazer isso, mas a equipe da Legion não é composta por profissionais de marketing, mas sim por fanáticos por malhação.

Mesmo o Timothy Sykes, ele gera 61% das vendas dele com marketing de conteúdo. E o negócio dele fatura na casa dos milhões todo mês.

Então qual é a minha receita secreta?

Eu mostrei como a Legion monetiza o blog deles, agora eu quero te mostrar como eu monetizo o meu blog.

Eu uso cinco grandes canais para converter meu tráfego de marketing de conteúdo em leads, e então meu time de vendas converte esses leads em receita.

Mas antes de eu passar para eles, tenha em mente que isso funciona se você tiver um blog pessoal ou corporativo. E vai funcionar se o seu negócio for B2B, B2C, venda de produtos, obtenção de leads ou venda de serviços. Em outras palavras, funciona para basicamente qualquer blog. 😉

Vamos analisar cada um deles…

Tática nº 1: Popups de saída

Eu te mostrei meu popup de saída acima, e é assim que eu obtenho a maior parte dos meus emails. Depois de obter um endereço, eu envio um email mais ou menos assim:

[insira primeiro nome], como prometido, aqui está o mini guia que explica como eu ranqueei na primeira página do Google para termos como “marketing digital” e “SEO”. (Espero que você goste… Eu passei bastante tempo desenvolvendo.)

Só como um alerta, o guia é avançado, mas, se você segui-lo, vai funcionar.

Ele mostra as táticas que eu pessoalmente uso e, ao longo das próximas semanas, eu vou compartilhar alguns truques de marketing que você não vai achar em nenhum outro lugar. 😉

Agora, se você precisar de mais ajuda, fique à vontade para conhecer minha agência de publicidade, Neil Patel Digital, onde a gente pode fazer tudo por você.

E, se você tiver alguma pergunta, é só clicar no botão de responder e perguntar. É o meu email pessoal, e eu estou aqui para te ajudar.

Sério, não precisa ter vergonha.

Um abraço,

Neil Patel.

Se você vir o email acima, você vai perceber que eu linkei para a minha agência de publicidade.

Esse email ajuda a trazer uma boa parte dos meus leads qualificados. Ele não traz a maioria, mas eu constatei que as pessoas na minha lista de emails têm 278% mais chances de se tornarem clientes.

Quando você conseguir os emails, não tenha medo de promover seu produto ou serviço. Não precisa ser no primeiro email, você pode fazer isso com o tempo.

Por exemplo, o Ramit do I Will Teach You to be Rich normalmente espera 30 dias para promover seus produtos. Você normalmente deve estar na lista de email dele por pelo menos 30 dias antes de receber qualquer promoção.

Tática #2: Funil de fluxo de leads

No NeilPatel.com, você pode ver que eu tenho algumas opções diferentes de URL.

Na minha homepage, eu peço a sua URL:

home page

E te levo até um analisador como esse:

analyzer

E aí eu obtenho um lead que é encaminhado para meu time de vendas:

lead form

Eu tenho um fluxo parecido em todas as páginas. Por exemplo, nos posts do blog, eu tenho uma barra no topo:

top bar

Eu também tenho barras na lateral dos meus posts:

blog sidebar

Esse simples analisador para o qual eu estou direcionando meu tráfego corresponde a 90% dos meus leads. Funciona muito bem. É só ver toda a receita que meu time de vendas conseguiu nos últimos 31 dias (eu compartilhei acima).

Você precisa ser criativo com o seu funil. Se você não sabe bem como criar um funil, dê uma olhada nesse post.

Tática nº3: Webinários

Quando você já estiver na minha lista de email, você terá a oportunidade de assistir ao meu webinário.

Nele, eu te falo sobre a minha agência. Se você está se perguntando como um funil de webinário funciona, você precisa ler esse post, no qual eu explico tudo.

Quando eu vendia produtos informativos, a cada 100 inscrições em webinários, eu gerava 3,6 vendas. Cada venda vale US$997. Depois dos reembolsos, as 3,6 vendas se transformam em $3.050.82.

Eu acabei abandonando o webinário de produtos informativos e focando em obter leads de consultoria.

Se você quer ver minha apresentação de webinário mais recente (fique à vontade para usar meus slides e adaptá-los para o seu negócio), você pode baixá-los aqui.

Tática nº 4: Páginas de agradecimento

Você já viu minha página de agradecimento?

Todo mundo que assina minha lista de email a vê. Eu falo da minha agência de publicidade em um vídeo curto e isso ajuda a gerar leads.

thank you

Tática nº 5: Menções no blog

A última tática que eu uso para gerar vendas a partir de marketing de conteúdo é simplesmente mencionar meu negócio ao longo do meu post.

Quantas vezes você acha que eu mencionei minha agência, Neil Patel Digital, nesse post?

Provavelmente o suficiente para gerar entre 500 e 1.000 visitantes extras para o site da minha agência.

analytics

Da última vez que eu fiz isso, a agência teve uma alta histórica de 970 visitantes em um dia só. Nada mal.

Às vezes isso gera leads qualificados, às vezes não. Mas é um jogo de números.

Conclusão

É muito mais fácil aumentar o tráfego de um blog do que monetizar. O marketing de conteúdo é eficaz, desde que você consiga gerar tráfego qualificado e converter esses visitantes em clientes.

Por exemplo, no NeilPatel.com eu tenho vários posts sobre o Instagram e como aumentar seu número de seguidores. Esse post do Instagram é um dos meus textos mais populares… Em várias línguas

instagram analytics

Esses visitantes nunca vão se converter em leads qualificados.

Antes de usar qualquer forma de marketing de conteúdo, garanta que o público que você está segmentando realmente vá comprar seus produtos e serviços.

Quando a segmentação estiver resolvida, comece a produzir conteúdo, promovê-lo e a criar uma comunidade.

Normalmente, resultados razoáveis no tráfego demoram por volta de um ano para aparecer. E eu recomendo que você evite monetizar nos primeiros 12 meses. Você pode até tentar monetizar antes, mas eu reparei que isso atrasa o aumento do tráfego.

Então eu prefiro investir apenas no aumento do tráfego ao longo do primeiro ano, e fazer uma transição lenta pra a monetização no segundo ano. E, para esclarecer, eu não desacelero o crescimento do tráfego ou o marketing, eu foco tanto em tráfego quando em conversões.

Entendeu por que o marketing de conteúdo funciona para mim, mas não para a maioria das pessoas? Então, o que você está esperando? Você vai colocar em prática o que você acabou de aprender? 

Compartilhe