Como Eu Gerei 18.800 Visitantes do Google Sem SEO e Sem Anúncios

Se você quer obter tráfego pelo Google, o que você faz para conseguir?

É bem provável que você use SEO ou pague alguns anúncios.

Mas e se tivesse outro jeito de obter tráfego do Google? Um jeito que não demorasse tanto quanto SEO e não fosse caro como anúncios pagos. E, não, não estou falando do Google News… tem um jeito até mais fácil.

Ele é tão eficaz que me gerou 18.800 visitantes nos últimos 3 meses. Dá só uma olhada na captura de tela acima.

O que é, então?

Google Discover

Como os feeds do Facebook, do Instagram e do Twitter, você sabia que o Google também tem um feed pra você?

Ele se chama Google Discover.

Se você usa mais o Google no seu laptop ou desktop, é bem possível que você nunca o tenha visto. Mas se você tem o aplicativo do Google ou do Chrome para mobile, você já deve ter visto.

Ele é assim no iPhone:

Essa é a versão do Google de um feed de rede social.

Funciona da seguinte forma… Os resultados do Google Discover, que aparecem logo abaixo da barra de busca nos aplicativos do Google e do Chrome, mostram um resumo de páginas da web na forma de cartões. Esses cartões são uma lista de assuntos, praticamente um feed de rede social, pela qual você pode navegar nos seus dispositivos móveis.

Se você clicar em algum desses cartões, a busca do Google vai te mandar direto para a página em que você clicou.

E se você estiver se perguntando por que as matérias que aparecem para você não aparecem necessariamente para outras pessoas, é pelo fato de as recomendações se basearem no histórico de busca, interações com produtos do Google e quem você decide seguir diretamente pelo Google Discover.

Mas é aqui que começa a ficar interessante…

O Google Discover está em todo lugar, você só não sabe 

Resultados do Discover para alguns assuntos também aparecem nos resultados do mecanismo de busca na opção “Principais notícias.”

Se você clicar em alguma dessas matérias, você vai ser direcionado para aquela página, ou, se clicar em “mais sobre”, ao fim da lista de notícias, você vai ser levado a uma nova interface de usuário do Google Discover, através de qual você pode seguir aquele assunto, assuntos relacionados e explorar resultados relacionados no Discover.

Se o seu celular é um Pixel phone, você já viu bastante o Discover, talvez só não tenha percebido.

Se você só arrastar para a direita na página inicial do seu Pixel, você vai ver um feed personalizado e customizável, como na imagem acima.

Agora você deve estar se perguntando qual a diferença entre isso e o Google News. Porque eles têm um seção de principais notícias, que é como um feed, não é?

Bom, diferente dessas principais notícias, o Discover não limita os rankings ao que foi publicado mais recentemente.

Se o Google acha que um usuário vai achar um conteúdo interessante, pode ser o que o Discover o mostre. O Discover também tem vídeos, placares esportivos, atualizações de entretenimento, como um filme, preços de ações, informações de eventos como festivais de música, e muito mais.

O Google vem posicionando o Discover como uma centralização de todos os seus interesses, da mesma forma que o Facebook está fazendo no feed deles.

Ou seja, é uma versão do Google do seu feed do Facebook.

Mais ou menos como ao seguir uma hashtag no Instagram, você pode seguir um assunto do seu interesse no Discover. Além disso, de forma parecida com a página Explorer do Instagram, você não precisa seguir nada para ter conteúdo que pode te interessar. O objetivo do Discover é te mostrar conteúdo que pode te interessar antes mesmo de você saber que quer ver.

O mais importante aqui é “antes mesmo de você saber”. Do mesmo jeito que o Facebook e o Instagram fazem.

E por que prestar atenção no Google Discover?

Porque ele pode gerar bastante tráfego para você.

Dê uma olhada em um dos clientes da minha agência de publicidade, Neil Patel Digital. Veja o tráfego deles com o Discover.

Eles geraram 3,64 milhões de impressões nos últimos 28 dias e 79.000 cliques no site.

É bastante tráfego, além dessas impressões ajudarem com o branding.

Você pode não se importar com branding, mas, quanto maior for sua marca, mais fácil é ranquear no Google. O volume de busca de uma marca está mais ligado a rankings do que links ou autoridade de domínio.

E, como disse o ex-ceo do Google:

Marcas são a solução, não o problema. É através delas que se separa o joio do trigo.

Assim, todas essas impressões que você gera a partir do Discover são ótimas, porque elas te ajudam a divulgar sua marca. Ajuda com o conceito de Regra dos 7, segundo a qual, quando alguém vê ou interage com a sua marca sete vezes, tem bem mais chances de a pessoa se tornar um cliente fiel.

Também pode ajudar com as atualizações de algoritmo E-A-T do Google. Nesse caso, você deve desenvolver sua expertise e credibilidade como autor. O Discover é uma forma simples de te ajudar com isso.

Mas então, como conseguir mais tráfego com o Discover?

Como otimizar para o Google Discover

Felizmente, não é complicado como SEO e os resultados chegam bem mais rápido. Continuam não sendo instantâneos, mas, com o tempo, seu tráfego do Discover deve ir aumentando.

Veja três dicas simples que vão ajudar:

  1. Use imagens de alta qualidade. Todos os resultados do Discover mostram imagens, então é importante que elas sejam relevantes e de alta qualidade para acompanhar seu conteúdo. E, da mesma forma que você faz com seus títulos, procure escolher imagens que estimulem mais cliques. Imagens chocantes, que gerem curiosidade ou que sejam originais dão conta do recado.
  2. O conteúdo é o mais importante, mas se você não escrever as coisas certas, você não vai aparecer. Procure saber quais assuntos o Google sugere que você siga no Discover par ver se eles estão alinhados com o seu site. Se estiverem, é uma boa ideia usar os assuntos sugeridos como guia do que interessa às pessoas e escrever conteúdo semelhante. Claro que você não vai copiar outras pessoas, o que você deve fazer é superar seus concorrentes.Use a técnica arranha-céus do Brian Dean para fazer isso.
  3. O ideal é que, ao criar o conteúdo do seu site você já esteja dedicando algum tempo a pensar em como maximizá-lo. O que eu quero dizer com isso? Maximizar seu conteúdo significa pensar sobre seu site como uma API para o seu conteúdo. Então, sim, seu conteúdo mora no seu site, mas o ideal é que você o crie pensando em como ele pode ser postado ou promovido em outras áreas para garantir backlinks e atrair engajamento nas redes sociais através de outros canais relevantes. Para fazer isso, você deve focar em assuntos altamente compartilháveis, assuntos que estejam em alta, assuntos que vêm chamando atenção e também focar em usar títulos atraentes, que funcionem como uma isca de cliques. Lembre-se que o Google Discover é uma espécie de feed de rede social. Se você está criando um conteúdo que só funciona para você no seu site, você não o está aproveitando bem.
  4. Selecione as palavras-chave certas. Palavras-chave que têm muito tráfego de busca têm uma probabilidade maior de obter mais tráfego no Google Discover. Assim, não comece a escrever antes de ter uma lista de palavras-chave como guia. Com a ajuda do Ubersuggest, você pode avaliar o número médio de pesquisas mensais para suas palavras-chave, e também descobrir variações de cauda longa que podem te ajudar a direcionar tráfego adicional no Discover.

Depois de fazer um real esforço para conseguir tráfego pelo Discover, é hora de monitorar seu desempenho.

Analisando seu tráfego

É bem provável que você use o Google Analytics. Mas, para conferir seu desempenho no Discover, é mais fácil usar o Google Search Console.

Vá até o Search Console, faça login e vá até o seu site.

Do lado esquerdo, você vai ver um menu de navegação.

Quero que você clique em “Discover”.

Você vai ver um relatório como esse:

Em relação à captura de tela que eu mostrei no início, eu quase não obtive nenhum tráfego com o Discover.

Por quê? você me pergunta?

Você percebeu uma tendência no meu gráfico? Bom, eu tendo a publicar conteúdo toda terça-feira, que é o dia que eu obtenho tráfego do Discover.

De forma semelhante a qualquer outra rede social (e diferente do SEO tradicional), você consegue tráfego basicamente quando posta conteúdo novo. Não é um tráfego consistente de longo prazo, e sim rompantes de tráfego.

Eu só posto uma vez por semana, mas se eu escrever vários conteúdos por dia, meu tráfego com o Discover dispararia.

Conclusão

Não importa se você é ou não um fã do Discover. Como profissional de marketing, você precisa vê-lo como mais um canal.

Os dados já mostram que ele é popular, e, enquanto o Google continuar promovendo-o, as pessoas vão usá-lo.

Então por que não usá-lo a seu favor para gerar tráfego e vendas para o seu site.

Além disso, você nunca deve depender de um único canal, porque, assim que houver uma mudança de algoritmo, ela pode acabar com seu tráfego. É por isso que você precisa de uma abordagem multicanal e usar todos os canais relevantes que existem por aí.

E aí, o que você acha do Discover? Você o usa em seu celular? Já pensou em usá-lo para gerar tráfego para o seu site?

Compartilhe