Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Geomarketing: O Que É e Como Usar Com Estas 7 Ferramentas

título de geomarketing em teclado de laptop

Com o geomarketing, você descobre as coordenadas geográficas do sucesso.

Não é apenas uma frase de efeito, mas uma constatação sobre essa metodologia inovadora que usa a localização para promover seu negócio.

A lógica é simples: quando você sabe onde seus clientes estão e como se comportam em cada local, suas estratégias de marketing funcionam melhor.

Isso porque você pode segmentar suas campanhas e anúncios de acordo com os dados geográficos, mirando nas pessoas certas, no lugar certo e na hora certa.

Agora imagine o potencial do geomarketing na era do smartphone, com bilhões de pessoas conectadas e com GPS ativo em tempo real.

Parece promissor, não é mesmo?

Então, preste atenção ao conceito e às ferramentas deste artigo.

Depois da leitura, você terá plenas condições para usar o geomarketing a favor do seu negócio.

O que é geomarketing?

ilustração sobre geomarketing

Geomarketing, ou marketing geográfico, é uma metodologia que se baseia em dados de localização para atingir o público-alvo com a mensagem certa e criar novas oportunidades de negócio. Com ela, você sabe exatamente onde seu cliente está e como se comporta. Assim, pode criar estratégias certeiras para alcançá-lo a qualquer hora e lugar.

Também chamada de “inteligência geográfica de mercado”, essa abordagem é usada desde a década de 1950 para mapear as unidades das empresas e definir mercados por localização.

Na clássica teoria dos 5 Ps do Marketing, do professor Jerome McCarthy, o geomarketing estaria relacionado ao “P” de Praça, mas de um modo muito mais complexo.

Afinal, estamos falando de um momento em que as compras são feitas pelo celular e as pessoas buscam produtos por proximidade em tempo real.

Se antes as organizações usavam o geomarketing para definir onde abrir o ponto de venda, hoje as possibilidades são infinitamente maiores.

Basta pensar que 2,5 bilhões de pessoas, ou quase um terço da população mundial, já possui um smartphone com GPS conectado à internet, segundo o Statista.

Graças aos serviços de localização desses dispositivos, o marketing pode, pela primeira vez, acompanhar a mobilidade dos consumidores.

Por isso, há uma diferença entre o geomarketing offline de antigamente e o revolucionário geomarketing online, como você vai descobrir agora.

Geomarketing offline

planeta terra com ligações representando comunicação

O geomarketing offline consiste em um conjunto de estratégias de segmentação geográfica, que partem da divisão do mercado por localização (de países até endereços pessoais).

Essa abordagem surgiu por volta de 1950, com o objetivo de otimizar a escolha dos locais para abertura de negócios e filiais.

Ao observar e estudar os mapas, as empresas conseguem tomar decisões melhores sobre o mix ideal de produtos, estrutura, preços e estratégias de marketing e vendas para cada território.

Isso porque cada região possui um padrão de consumo, e o geomarketing é usado para entender essas diferenças e detectar oportunidades.

Com um simples mapa, você consegue avaliar a distribuição de unidades em relação aos endereços dos clientes, a distância percorrida até os PDVs e os pontos de interesse em cada região, por exemplo.

Tudo isso somente no mundo offline, sem os incontáveis dados que a internet oferece.

Apesar da era digital ter mudado o destino do geomarketing para melhor, os princípios do método original permanecem em uso.

Geomarketing online

mão segurando smartphone acessando Google Maps

No mundo digital, o geomarketing evoluiu para a versão online e ganhou muito mais força no marketing.

Um dos principais propulsores dessa tendência é o serviço de geolocalização dos celulares, como provam os estudos da área.

Um estudo conduzido pela Pew Research Center, em 2015, nos EUA, mostra que impressionantes 90% dos norte-americanos liberam sua localização para os apps.

Ou seja: o geomarketing online permite que as empresas acompanhem cada passo de seus clientes, onde quer que eles estejam.

Essa abordagem está nos sites que adaptam os conteúdos ao seu endereço, nos anúncios da loja próxima que surgem quando você está por perto e nos resultados personalizados do Google Maps.

Graças às tecnologias de Big Data e inteligência artificial, as empresas conseguem processar uma enorme quantidade de dados, incluindo as informações de localização, para tomar decisões certeiras no marketing.

Logo, o geomarketing online não revela apenas onde seu cliente está, mas o que faz em cada lugar, em que momento e de que forma.

E claro que é muito mais fácil criar conteúdos e estratégias para cada público conhecendo profundamente seus hábitos e comportamentos.

Entendeu por que o geomarketing online é tão poderoso?

Quem deve usar geomarketing?

ilustração de mão marcando locais em mapa

Qualquer empresa que queira acrescentar a dimensão da localização às suas estratégias deve usar o geomarketing.

Isso inclui pequenas, médias e grandes empresas, de todos os segmentos e modelos de negócio.

Internamente, as áreas de vendas e marketing são as que mais se beneficiam da metodologia, especialmente no que diz respeito à inteligência de mercado.

Além disso, o geomarketing também é útil para embasar a tomada de decisão no que se refere ao planejamento estratégico da empresa.

Lembrando que as ferramentas de geomarketing utilizam os dados dos sistemas de gestão e inteligência da empresa, exigindo fontes confiáveis de informações para funcionarem corretamente.

As 7 principais vantagens de usar o geomarketing

mulher fazendo compras na rua represetnado geomarketing

As empresas que apostam no geomarketing ganham vantagens competitivas importantes, principalmente em relação ao planejamento, marketing e vendas.

Confira alguns dos principais benefícios dessa abordagem.

Alto poder de segmentação

Uma das principais vantagens do geomarketing é sua capacidade de segmentar o público-alvo nos mínimos detalhes, mapeando seu comportamento a partir das coordenadas geográficas.

Com a aplicação das ferramentas de inteligência geográfica, você pode determinar a localização exata e pontos de circulação e interesse dos clientes.

Além disso, pode combinar essas informações espaciais com outros dados para criar personas muito mais assertivas.

Aumento do ROI no marketing

mão segurando caneta com gráfico e ilustração sobre ROI

Ao direcionar suas estratégias, campanhas e anúncios com base na localização, você pode alcançar um ROI superior.

É o que comprova a pesquisa da Kiss Metrics, na qual 60% dos profissionais de marketing afirmam que os anúncios geo-segmentados têm um retorno muito superior às outras formas de publicidade online.

Melhora na geração de leads

ilustração com titulo lead generation e mão segurando giz

Quando você consegue direcionar seus conteúdos com base na localização do usuário, as chances de gerar leads também aumentam consideravelmente.

A tendência é personalizar ainda mais a comunicação e oferecer informações de fato relevantes para cada público.

Por exemplo, você pode oferecer um material específico para download de acordo com a localização do usuário, detectada pelo site.

Aumento das taxas de conversão

peões de xadrez sob termos em relação a leads

Naturalmente, uma comunicação mais bem direcionada e ultrassegmentada aumenta seu potencial de conversão.

Com o geomarketing, você consegue atingir os consumidores na hora e lugar certos, aproveitando oportunidades inéditas.

Melhora na gestão do relacionamento com os clientes

A gestão do relacionamento com os clientes também só tem a ganhar com o geomarketing.

Ao saber onde está seu cliente e como ele se comporta em cada local, você pode enviar e-mails e mensagens mais convenientes.

Assim, é mais fácil estreitar o relacionamento com os consumidores e entender suas intenções.

Apoio à gestão comercial

O geomarketing pode ser utilizado pela gestão comercial para otimizar sua rede de distribuição, alinhar a força de vendas e ajustar o mix de produtos de cada unidade, por exemplo.

Com os dados de localização, a inteligência comercial da empresa pode calcular as melhores rotas, definir metas coerentes e detectar novas oportunidades de negócio por território.

Maior integração omnichannel

A integração omnichannel também entra na lista de vantagens do geomarketing, pois a metodologia ajuda a mapear todos os canais de venda da empresa.

Essa estratégia converge todos os pontos de contato e distribuição do negócio, online e offline, para que o cliente tenha a mesma experiência e qualidade em qualquer canal.

Com o geomarketing, é muito mais fácil planejar a integração entre lojas físicas e meios digitais, levando em conta a mobilidade e hábitos do cliente.

Como fazer: 7 ferramentas de geomarketing

ilustração de comércio e smartphone sobre geomarketing

Você já entendeu o potencial do geomarketing.

Agora a pergunta é como fazer essa estratégia funcionar para o seu negócio.

Para as empresas, geomarketing é uma nova dimensão de possibilidades, que vão desde a divulgação espontânea dos check-ins até a tecnologia avançada do geofencing.

Veja quantas alternativas você tem para promover sua marca.

Geotargeting

ilustração sobre geotargetting

Geotargeting é uma das ferramentas mais conhecidas do geomarketing, que consiste em segmentar públicos de acordo com seus dados de localização.

Também conhecida como geo-segmentação, essa estratégia permite que você ajuste os esforços de marketing para atingir públicos específicos, a partir de um país, estado, cidade, bairro ou qualquer região que deseje.

Muitas ferramentas do tipo oferecem recursos de localização mais avançados, que permitem selecionar um raio de distância específico para a visualização de um anúncio ou campanha.

A maioria das plataformas de mídia paga que utilizamos já incluem o geotargeting em suas opções de segmentação, como o Facebook Ads e Google Ads.

Desse modo, você pode escolher seus públicos a partir de critérios como o endereço de casa, endereço do trabalho, locais visitados recentemente e outras possibilidades.

Além disso, o geotargeting também pode ser utilizado para personalizar um conteúdo de acordo com a localização do usuário.

É o caso dos sites que adaptam conteúdos ao detectar a origem do IP do visitante, ajustando automaticamente o idioma e as informações.

Check-ins

mulher executiva fazendo checkin em smartphone e segurando copo de café

Os check-ins são marcações de presença que os usuários publicam nas mídias sociais, que podem ajudar muito na visibilidade do seu negócio.

Basicamente, é uma ferramenta de geomarketing que funciona como uma divulgação espontânea do seu estabelecimento.

Além de ser gratuita, serve como marketing de referência, indicando sua empresa para o círculo social do cliente.

Embora a ação dependa do cliente, você pode incentivá-la liberando o Wi-Fi gratuito para quem fizer check-in no Facebook, por exemplo.

Para os mais criativos, também vale oferecer um brinde, serviço adicional ou desconto.

Site personalizado

O site personalizado solicita a localização do cliente para oferecer conteúdo sob medida, aprimorando a experiência do usuário.

Para isso, basta incluir uma aplicação de geolocalização no sistema, o que qualquer desenvolvedor pode resolver rapidamente.

Essa ferramenta de geomarketing é especialmente útil quando seu negócio tem ofertas exclusivas para cada região, modelos de distribuição diferenciados e mesmo conteúdos direcionados a públicos regionais.

Porém, vale lembrar que o usuário deve aceitar a solicitação para compartilhar sua localização.

Alguns sites exigem a seleção da cidade para permitir o acesso, como no caso das gigantes de telecomunicações.

Geofencing

ilustração de ferramenta de geomarketing geofencing

O geofencing pode ser considerado a ferramenta mais poderosa do geomarketing, pois é capaz de monitorar cada passo dos consumidores.

Em resumo, a tecnologia utiliza coordenadas precisas para disparar notificações assim que você se aproxima de um local predeterminado.

O termo não possui uma tradução para o português, mas seria algo como “cerca geográfica”, pois parte de uma área delimitada para executar as ações programadas.

Sabe aquelas notificações do Google informando sobre as condições de trânsito locais, ou solicitando avaliações sobre estabelecimentos que você acabou de visitar?

São exemplos clássicos de geofencing, que permitem às empresas enviar mensagens, promoções, lembretes e alertas aos consumidores no momento em que adentram o perímetro configurado.

Não surpreende que, em termos de geomarketing, Google seja uma referência absoluta, com seu revolucionário Google Maps.

Outro exemplo são os anúncios nas mídias sociais, que também podem ser programados a partir de um geofence.

Mas o geofencing não se limita ao geomarketing, pois a ferramenta também é uma importante estratégia de segurança.

Com ela, é possível restringir o acesso a dispositivos e aplicativos quando o usuário está fora de uma área definida, permitindo que as empresas controlem a movimentação de pessoas em determinados locais.

Vale lembrar que o geofencing deve ser utilizado com cuidado, especialmente no marketing, pois a privacidade dos dados de localização do consumidor deve ser respeitada.

Para não errar na implementação, considere sempre estas três perguntas no seu projeto:

  • Como o usuário pode se informar sobre o serviço?
  • Como o usuário ativa o serviço?
  • Como o usuário desativa o serviço?

Assim, você garante que só poderá monitorar a localização dos clientes se eles autorizarem, e que todos estão bem-informados sobre as condições do serviço.

Geotagging

símbolo de localização em escritório

O geotagging, ou geomarcação, é uma ferramenta amplamente utilizada nas mídias sociais para marcar a localização em fotos, vídeos, feeds, QR codes e outros formatos.

Toda vez que você adiciona um local a uma publicação do Facebook ou Instagram, por exemplo, está utilizando esse recurso.

Os usuários costumam marcar os locais que visitam, os restaurantes em que almoçam e lojas em que fizeram compras, e essas são formas valiosas de publicidade online.

Inclusive, se você incentivar seus clientes a marcar seu estabelecimento em posts, estará aproveitando o geomarketing gratuito para divulgar seu negócio.

Você também pode marcar a localização de conteúdos nas mídias sociais da empresa, mirando nos públicos que estiverem próximos aos locais escolhidos.

Por exemplo, se você possui uma rede de lojas de moda e quer atingir o público que está participando de um desfile, basta publicar uma promoção atrativa e marcar a localização da unidade mais próxima ao local do evento.

Esse tipo de estratégia costuma ser bem-recebida pelos clientes, que valorizam a conveniência e o timing das ofertas, em suas rotinas cada vez mais corridas.

Geofiltros

tablet com geofiltros

Os geofiltros são filtros geográficos personalizados criados pelo Snapchat, que se tornaram febre na rede social dos snaps.

A tendência começou com os filtros comunitários, que permitem ao usuário criar um filtro especial para sua cidade, faculdade ou ponto turístico.

Depois, os geofiltros passaram a aceitar marcas, cobrando um valor pela divulgação que varia conforme a área alcançada pelo filtro no mapa e tempo de duração do recurso.

Para as empresas, é uma ótima oportunidade de atingir usuários em uma localização específica com um formato altamente dinâmico de conteúdo, em uma rede social reconhecida pela presença do público jovem.

Para criar uma campanha com várias opções de design, períodos e áreas de cobertura, basta acessar a ferramenta de criação de geofiltros do Snapchat.

SEO local

ilustração sobre SEO e gráficos

O SEO local é a união do SEO com o geomarketing para impulsionar seu marketing de busca.

Com essa ferramenta, você pode otimizar seus conteúdos de acordo com a localização dos usuários, ganhando destaque nas buscas próximas ao seu negócio.

Ou seja: quando um usuário próximo pesquisar por uma palavra-chave relacionada à sua empresa, o Google vai mostrar seu estabelecimento no topo dos resultados.

É o que acontece quando digitamos “restaurante” no Google e encontramos todas as opções da região em primeiro lugar.

Segundo dados da pesquisa Near Me Shopping Report, realizada pela Uberall e publicada no Search Engine Land, 82% dos usuários entrevistados pesquisam por estabelecimentos por meio do recurso “próximos a mim” do celular.

Além disso, 90% afirmam que costumam clicar nos primeiros resultados da busca.

Então, se você quer ser encontrado facilmente pelos seus clientes, é melhor investir no SEO local.

Além de otimizar seu site a partir das boas práticas de SEO, não se esqueça de criar seu perfil no Google Meu Negócio para interagir gratuitamente com seus clientes no Google Maps.

Conclusão

Viu como a localização é uma informação poderosa para o marketing?

Agora você pode explorar seu próprio mapa de oportunidades, usando o geomarketing para planejar suas vendas, formular estratégias de marketing e criar campanhas certeiras.

A tendência é que fique cada vez mais fácil localizar seus clientes e interagir com eles a qualquer hora e lugar, entregando valor da forma mais conveniente possível.

Mal posso esperar para ver aonde o geomarketing vai nos levar.

E você?

Está preparado para colocar essas estratégias em prática?

Escreva um comentário contando o que pretende fazer para aplicar o marketing geográfico na sua organização.

Aguardo seus insights.

NP Digital Brasil

Você quer resultados imediatos?

Minha agência pode fazer todo o trabalho pra você. Somos especialistas em:

  • SEO - Colocamos seu site no topo das pesquisas do Google
  • Mídia Paga - Fazemos seu negócio alcançar quem importa no momento certo
  • Data & Conversion Intelligence - Desbloqueamos as conversões do seu site e criamos dashboards para melhores análises

Fale com um especialista

Consultoria com Neil Patel

Compartilhe

Neil Patel

source: https://neilpatel.com/br/blog/geomarketing-o-que-e/