Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Como Eu Subi nos Rankings Sem Criar Conteúdo ou Construir Links

seo hacks

Eu sei o que você está pensando e não, isso não é impossível.

Porque quanto mais conteúdo e mais links você tiver, mais alto você irá rankear.

Embora isso seja verdade, não significa que o marketing de conteúdo e o link building sejam as únicas maneiras de subir nos rankings.

Eu descobri que existem algumas técnicas que funcionam de forma consistente para aumentar seus rankings sem precisar criar mais conteúdo ou construir mais links, independentemente de qual atualização o Google lançar.

Está pronto para descobrir quais são elas?

O que o Google deseja rankear no topo?

Antes de falar sobre os “hacks” e táticas que podem te fazer disparar nos rankings, quero primeiro te ajudar a mudar a maneira como você vê o SEO.

Você acha que o Google realmente se importa com SEO on-page e link building?

Claro, isso é importante até certo ponto, mas essa não é a maior prioridade do Google.

O Google quer rankear os sites que as pessoas mais amam. Pense, se ele começar a rankear sites que não te agradam, você vai acabar parando de usá-lo.

E se as pessoas parassem de usar o Google, haveria menos gente clicando em seus anúncios, o que significa que ele ganharia menos dinheiro.

É por isso que o Google se importa com o que você pensa e deseja rankear os sites que você mais gosta.

Agora, vamos dar uma olhada em alguns hacks que farão as pessoas adorarem seu site, o que aumentará seus rankings.

E não se preocupe… não vou te encher de dicas superficiais. Eu tenho dados para embasar tudo. 😉

Hack 1: Otimize sua taxa de cliques (CTR)

Deixa eu te fazer uma pergunta:

Se 10.000 pessoas fizessem uma busca no Google pelo termo “SEO” e clicassem no segundo resultado que aparece em vez do primeiro, o que o Google entenderia com isso?

Bem, ele deduziria que o segundo resultado é mais relevante e que deveria ser movido para a primeira posição.

Rand Fishkin realizou um experimento interessante. Ele pediu a todos os seus seguidores no Twitter para buscar “melhor bife grelhado” no Google, clicar no primeiro resultado e, em seguida, voltar e clicar no quarto resultado.

best grilled steak

Em 70 minutos, o quarto resultado disparou para a primeira posição.

best grilled steak 1

E esse resultado inclusive foi parar no topo da primeira página a para o termo “bife grelhado”.

grilled steak

Depois, a classificação acabou caindo porque as pessoas acharam que o resultado não era tão bom em comparação com alguns outros.

Ou seja, a página só subiu porque o Rand tem seguidores leais e todos o ajudaram a enganar o Google para acreditar que era mais relevante (pelo menos no curto prazo).

Isso serve para mostrar que o Google de fato se importa com o que você pensa. Tanto é, que ele vai ajustando as classificações em tempo real, porque não quer exibir uma página que você acha irrelevante (não importa quantos backlinks essa página tenha ou o quão otimizado seja o seu SEO on-page).

E o Rand não foi o único a testar essa teoria. Isso foi feito por incontáveis vezes e os resultados foram sempre semelhantes.

O fato é que você quer que as pessoas cliquem no seu link em vez dos outros. Simples assim.

Se conseguir gerar mais cliques (de forma legítima) do que os resultados que estão acima do seu, você naturalmente subirá nos rankings sem ter que escrever mais conteúdo ou construir mais links.

E como conseguir mais cliques?

Bem, você precisa tornar sua title tag e meta description mais atraentes.

Sempre que você faz uma busca no Google, aparece uma lista de resultados. E cada resultado tem um título, uma URL e uma descrição:

title description

A parte do link é o título (também conhecido como title tag), depois vem a URL (que está em verde) e, por último, a descrição (a parte em preto, também conhecida como meta description).

Se você usa o WordPress, pode modificar facilmente sua title tag e meta description utilizando o plugin Yoast SEO.

Existem algumas maneiras de gerar mais cliques em seu link do que a concorrência:

  • Inclua palavras-chaveas pessoas tendem a clicar em resultados que incluem a palavra-chave ou frase que acabaram de buscar. Por isso, sempre use as palavras-chave corretas no título e na descrição (falarei mais disso daqui a pouco). Isso pode parecer básico, mas quando suas páginas são rankeadas para milhares de termos, qual deles você inclui em sua title tag de 60 caracteres?
  • Instigue a curiosidadetítulos super atraentes tendem a gerar cliques. Por exemplo, se a palavra-chave que você estava procurando fosse “chá verde”, um bom título seria “11 benefícios comprovados do chá verde (o nº 6 é de cair o queixo)”. Eu sei que pode parecer um pouco longo, mas funciona porque muitas pessoas ficarão curiosas para saber o número 6.
  • Copie as revistasse você reparar nas revistas, notará que elas têm títulos e manchetes atraentes na capa. Muitos de seus títulos contêm “como fazer” ou incluem uma lista. Use as revistas como inspiração.

Melhorar seus links nos resultados de busca não é ciência de foguetes. A maioria das pessoas erra porque escolhe as palavras-chave erradas ou não são boas em escrever a copy. Lembre-se de que as pessoas estão lendo sua title tag e meta description, portanto, elas precisam ser atraentes.

Se você está tendo dificuldades para escrever uma copy atraente, leia meu guia definitivo para copywriting.

Agora, vamos repassar exatamente os passos que você precisa seguir para obter mais cliques.

O primeiro passo é usar o Google Search Console.

Faça login, e em seguida clique em “Search Traffic” e em “Search Analytics”:

google nav

Você verá uma página semelhante a esta:

search console

Role para cima e clique na opção “páginas” e depois, em “CTR”:

pages nav

Você verá uma lista de resultados classificados por suas URLs mais populares e suas respectivas taxas de cliques (também conhecida como CTR):

search console ctr

Procure páginas com alto tráfego, mas com CTR inferior a 5%.

Clique em um dos links com uma CTR inferior a 5% e, depois, vá em “consultas”:

search console queries

Em seguida, você deve procurar as palavras-chave com a maior quantidade de “cliques” e a menor CTR.

low ctr

É nessas palavras-chave que você deve focar em sua title tag e meta description.

Lembre-se de que sua title tag é limitada a cerca de 60 caracteres, o que significa que você não deve usar mais que 2 ou 3 palavras-chave.

O ideal, é escolher as palavras-chave que têm mais cliques em geral. Elas também devem ter uma CTR baixa, porque você selecionou páginas com uma taxa de CTR inferior a 5%.

Ao ajustar sua title tag e meta description para incluir as palavras-chave certas e despertar a curiosidade, você já estará um passo a frente para aumentar seus cliques. Isso vai gerar mais tráfego de pesquisa no curto prazo e vai melhorar seus rankings com o tempo.

Aqui estão três testes que funcionaram bem para mim quando ajustei minha title tag:

marketing digital

Eu percebi que estava recebendo muito tráfego para o termo “marketing digital” de países fora da América do Norte em um dos meus posts.

Então, ajustei minha title tag de “digital marketing” para “marketing digital”, o que levou minha CTR de 3,36% para 4,45%. Isso também aumentou meu tráfego de pesquisa em 1.289 visitantes por mês.

social media marketing

Com a palavra-chave “marketing de mídias sociais”, ajustei minha title tag com base em uma ideia que tirei de uma revista. Minha CTR passou de 2,38% para 2,84%. No total, isso aumentou meu tráfego em 932 visitantes por mês.

Junto a essa title tag, resolvi adicionar a frase “guia passo a passo”.

Isso faz com que as pessoas saibam que é um post prático e que contém instruções. Também adicionei a palavra “mídias sociais” algumas vezes na meta description.

google adwords

Além disso, com a consulta “Google AdWords”, eu me dei conta de que o Google estava anunciando que mudaria o nome de sua plataforma de anúncios de Google AdWords para Google Ads. Eu resolvi fazer o oposto e foquei mais no termo “Google AdWords”, porque poucas pessoas sabiam sobre a mudança de nome.

Isso ajudou a gerar mais 1.355 visitantes por mês.

Mas também houve casos em que as alterações que fiz prejudicaram meu tráfego no Google.

Portanto, sempre que você ajustar sua title tag e meta description, marque essa data e analise os dados no Google Search Console após 30 dias ou mais para ver se ajudou ou prejudicou.

Se tiver prejudicado, reverta a ação e espere mais 30 dias. Lembrando que os seus rankings podem ser negativamente afetados se você testar continuamente. Portanto, quando houver uma variação desfavorável, aconteça o que acontecer, espere 30 dias, pois isso estabilizará seus rankings.

No entanto, se a mudança ajudar a aumentar sua CTR e seus rankings, você começou muito bem.

Agora que você otimizou sua taxa de cliques, é hora de otimizar a experiência do usuário.

Hack 2: Dê às pessoas o que elas querem, quando elas querem

Se você voltar ao experimento de Rand Fishkin que eu citei acima, notará que ele disse às pessoas para clicarem no botão “voltar”.

Você não vai querer que as pessoas acessem seu site e cliquem em voltar, pois isso prejudicará seus rankings.

As pessoas geralmente clicam em voltar quando não gostam do que veem. Se você otimizar seu site e proporcionar uma experiência do usuário excelente, as pessoas terão menos probabilidade de clicar em voltar.

Você pode fazer isso por meio de 2 passos simples:

O primeiro, é usar o Qualaroo para fazer uma pesquisa com as pessoas no exato momento em que elas estão no seu site. Ao fazer uma simples pergunta do tipo “como posso melhorar esta página?”, você receberá uma infinidade de ideias.

Inclusive, você pode usar o Qualaroo para descobrir por que as pessoas estão acessando o seu site, o que, mais uma vez, te ajudará a entender qual é o perfil dos seus visitantes. Isso permitirá que você adapte sua experiência a eles.

qualaroo

Fiz uma pesquisa do Qualaroo na página principal do meu blog. O maior feedback que recebi das pessoas foi que era difícil encontrar o conteúdo exato que elas estavam procurando.

E eu sei exatamente o motivo do feedback. É porque o meu conteúdo sobre marketing é muito abrangente. Eu trato desde ecommerce, até SEO e marketing de conteúdo.

A partir disso, decidi experimentar algo diferente. A ideia é que quando você chega na página do blog, pode selecionar o tipo de assunto que desperta seu interesse e, então, todo o conteúdo é adaptado às suas necessidades.

Junto a isso, eu também executei um teste no Crazy Egg para garantir que as pessoas gostariam da mudança que fiz. Com base no mapa de calor abaixo, você pode ver que foi um sucesso.

crazy egg heatmap

A taxa de rejeição na página do meu blog caiu em 21%. 🙂

Em seguida, analisei o mapa de rolagem do Crazy Egg para ver quais elementos/áreas da página têm mais atenção. Isso me ajudou a determinar onde devo colocar a opção de filtragem de conteúdo.

crazy egg scroll

O mapa de rolagem do meu blog mostrou que a opção de filtragem de conteúdo gera 70% da atenção da página.

Posicionar a filtragem em um local onde há muita atenção, garante que estou proporcionando às pessoas o que elas precisam em um local fácil de encontrar.

Após otimizar a experiência do usuário, você deve se concentrar em construir sua marca.

Recomendo que você analise as páginas do seu site que estão com altas taxas de rejeição e execute esse processo para melhorar a experiência do usuário. Lembre-se de escolher páginas que possuem um tráfego decente.

Hack 3: Construa uma marca

Se construir uma marca como Facebook, Amazon ou qualquer outro site popular, você vai rankear mais alto.

Eric Schmidt, ex-CEO do Google, uma vez disse:

As marcas são a solução, não o problema. É através delas que você separa o joio do trigo.

Eu fiz um experimento que ajudou a construir minha marca e fez meu tráfego de pesquisa disparar (involuntariamente).

Meu tráfego passou de 240.839 visitantes únicos por mês em junho de 2016:

june traffic

Para 454.382 visitantes únicos por mês em agosto de 2016:

august traffic

Assim que percebi o poder da marca, comecei um podcast chamado “Marketing School” e passei a publicar vídeos no YouTube, Facebook e LinkedIn várias vezes por semana.

Isso me levou a gerar mensalmente 40.412 buscas por marca:

search console brandsAgora, estou recebendo 3.806 buscas por marca por mês apenas no YouTube:

youtube searches

Mas, como você bem sabe, produzir um bom conteúdo não garante que sua marca crescerá.

Mesmo que você crie ferramentas como eu e as libere gratuitamente (como fiz com o Ubersuggest), ainda assim, não é uma garantia de sucesso.

A única coisa que eu aprendi que realmente funciona é a regra dos 7.

Quando uma pessoa ouve ou vê sua mensagem 7 vezes, é mais provável que ela se conecte e volte mais vezes.

Mas como fazer com que as pessoas voltem ao seu site?

A solução mais simples e efetiva que eu descobri é uma ferramenta gratuita chamada Subscribers.

Ela gera notificações no navegador para fazer com que as pessoas “se inscrevam” em seu site. Funciona melhor do que email porque fica no navegador, o que significa que as pessoas não precisam fornecer seus nomes ou endereços de email.

E toda vez que você quiser que as pessoas voltem ao seu site, basta enviar uma notificação.

Veja como consegui fazer mais de 42.316 pessoas voltarem ao meu site 174.281 vezes. Isso é cerca de 4 vezes por pessoa.

push traffic

Pela regra dos 7, eu só preciso fazê-las voltar mais 3 vezes. 😉

A forma como eu utilizo o Subscribers é enviando uma notificação cada vez que faço um blog post.

Essa notificação aparece assim:

neil test sub

E, instantaneamente, consigo levar as pessoas de volta ao meu site:

subscribe stats

Ao começar a usar o Subscribers, você não verá os resultados logo de imediato. Tenha em mente que leva um tempo para construir sua base de assinantes, mas isso acontece muito rápido.

Normalmente, você consegue gerar um assinante pela notificação do navegador três vezes mais rápido do que por email.

Conclusão

Se focar somente em coisas como SEO on-page, link building ou mesmo o blogging em si, você não vai conseguir dominar o Google.

Por quê?

Porque é isso que todo mundo está fazendo. Você tem que fazer mais, se quiser desbancar a concorrência.

Ao focar no que é melhor para o usuário, você estará se colocando a frente de todos os outros.

Basta olhar para mim, eu faço muito mais do que qualquer outro profissional de SEO. Às vezes, isso faz com que meu tráfego diminua no curto prazo, mas, no longo prazo, geralmente sobe.

traffic overview

Desde a criação de uma copy atraente para que as pessoas queiram clicar no seu link, até a otimização da experiência do usuário e a construção de uma marca, você tem que ir além do básico do SEO.

SEO vem se tornando cada vez mais competitivo. 5 anos atrás, era muito mais fácil conseguir rankear no topo do Google.

Se você usar os 3 hacks acima, veja quanto tempo em média vai levar para os resultados aparecerem.

  • Otimizar as title tagssupondo que você execute testes bem-sucedidos, verá pequenos resultados de 30 a 60 dias. Com o tempo, os resultados ficam ainda melhores.
  • Melhorar a experiência do usuário – fazer isso vai automaticamente impulsionar suas métricas, como taxa de rejeição, pageviews por visitante, tempo no site e taxa de conversão. Quanto aos rankings de pesquisa, ajuda, mas não de imediato. Normalmente, leva cerca de 4 a 6 meses para ver os resultados disso.
  • Construir a marcainfelizmente, isso leva anos. Claro, ferramentas como o Subscribers irão aumentar seu tráfego instantaneamente, mas isso não afetará seus rankings de pesquisa logo de cara. Você não tem escolha a não ser construir sua marca.

E aí… qual desses hacks você vai testar primeiro?

Compartilhe