Como Conseguir Mais Tráfego Orgânico Sem Fazer SEO (Sério)

Todos vocês sabem que o SEO é uma tática de longo prazo… pelo menos quando se trata do Google. E sim, quem não quer chegar ao topo dos resultados do Google para alguns dos termos mais concorridos? Mas a realidade é que nem todos nós temos o orçamento ou o tempo necessários. E então, o que você deve fazer? Bem, e se eu te contasse que existem formas simples de conseguir tráfego orgânico, e melhor ainda, você não precisa fazer nada de SEO? Sério. E então, que formas são essas? E como você pode conseguir mais tráfego orgânico? Bem, essa história vai ajudar a explicar…

Os velhos tempos

Quando eu comecei minha jornada como especialista em SEO, fiquei muito bom em uma coisa: Conseguir posições nos rankings! Agora, para ser justo, isso foi em 2003, quando não era tão difícil posicionar no Google (ou em qualquer outro motor de busca, aliás.) Era só colocar umas palavras-chave na página, suas meta tags, e fazer uns links com texto-âncora com spam de palavras-chave e pronto! Você literalmente via os resultados em menos de um mês. O SEO não era muito complicado na época. Tanto que eu até comecei uma agência de SEO e criei alguns sites.
Eu estaca começando a posicionar meus sites no topo dos resultados do Google, mas eles não geravam renda. Literalmente nada. De fato, eu perdia dinheiro com eles, porque tinha que pagar a despesa do registro de domínio e a hospedagem. Assim, um dia eu decidi que estava cansado de perder dinheiro e ia fazer alguma coisa sobre isso. Peguei as palavras-chave que eu posicionava e comecei a digitá-las no Google para ver quem estava pagando por anúncios para aqueles termos. Fui a cada um daqueles sites e tentei contatar o proprietário ou a pessoa responsável pelo marketing. Perguntei a eles quanto pagavam por anúncios e oferece exatamente o mesmo tráfego por um preço mais baixo. Eu pude fazer isso porque já tinha sites posicionados com aquelas palavras-chave. Em outras palavras, eu ofereci o aluguel do meu site por uma taxa mensal que era uma fração do que eles gastavam em publicidade paga. E em breve eu estava ganhando 5 cifras em cheques mensais e meus “inquilinos” estavam radiantes, porque estavam gerando vendas com uma fração dos custos em comparação ao que antes gastavam com anúncios pagos.

E então, qual é a estratégia?

É bem simples. Nos velhos tempos, eu alugava o meu site… o site todo. Hoje em dia eu sei monetizar meu próprio site e não preciso alugá-lo. Mas sabe o que mais: a maioria dos sites que posicionam no Google são sites de conteúdo. Mais de 56% do tráfego orgânico de um site tipicamente vai para o blog ou os artigos dele.
Assim, por que não alugar uma página no site de alguém? E a partir daí, modificar um pouco aquela página e divulgar seus produtos e serviços? Sei que isso parece loucura, mas funciona. Tenho uma pessoa só para contatar donos de sites perguntando se podemos alugar uma página deles. Fazemos isso para todas as indústrias e nichos… e quando eu examino o que nós gastamos contra a receita que geramos, é uma loucura. Aqui estão os números do mês passado: Taxas de aluguel: $24.592 Custos de outreach: $3.000 Custos legais: $580 Custos de copywriting e monetização: $1.500 Custo mensal total: $29.672  Agora adivinhe qual foi a minha receita mensal? $79.283,58. Nada mal. Seu custo com esse modelo não vai ser tão alto como o meu, porque você pode fazer seu próprio outreach, monetizar a página que está alugando sozinho, e você provavelmente não vai precisar de um advogado. E não se assuste com o quanto eu estou gastando em taxas de aluguel, pois você pode gastar 0 nos primeiros 30 dias, e eu vou te mostrar exatamente como fazer isso. Lembre-se, o importante não é o que você está gastando, são os lucros e o que você está ganhando. Se você não tiver nenhum custo nos primeiros 30 dias e conseguir gerar receita, seu risco é praticamente zero. Aqui estão os passos exatos a seguir:

1º passo: Encontre os termos que você quer posicionar

Se você já sabe que termos quer posicionar, ótimo, pode pular esse passo. Se não, quero que você vá ao Ubersuggest e insira as URLs de alguns dos seus concorrentes. Vamos começar com uma delas: 1º passo: Insira a URL do seu concorrente e clique em “Buscar” 2º passo: Clique em “Páginas Principais” na barra lateral esquerda 3º passo: Examine os resultados 4º Passo: Clique em “Ver Tudo” para ver uma lista das palavras-chave que cada página posiciona Quanto terminar o processo acima, clique na aba “Palavras-Chave” para ver uma lista das palavras-chave que seu concorrente posiciona. Isso fornece uma lista completa com cada palavra-chave que o site posiciona, e também:
  • Volume de busca mensal
  • Posição atual no Google
  • Estimativa de visitas por mês para a palavra-chave
  • Estimativa de concorrência na busca orgânica
Quero que você crie uma lista com todas as palavras-chave com volume de busca alto e CPC alto. Palavras-chave com um CPC alto geralmente convertem bem. Palavras-chave com um CPC baixo geralmente não convertem tão bem. Ao fazer uma lista de palavras-chave, você vai ter que garantir que tem um produto ou serviço relacionado a cada palavra-chave. Sem eles, você não vai poder monetizar o tráfego.

2º passo: Pesquise o termo

É hora de fazer algumas buscas no Google. Procure todas as páginas que aparecem nas 1o primeiras posições para o termo que você idealmente quer posicionar. Não perca seu tempo com a página 2. O que eu quero que você procure é:
  • Alguém que não seja seu concorrente. Seus concorrentes provavelmente não vão alugar uma página de seus sites para você.
  • Uma página que não seja monetizada, não venda um produto ou serviço. (Não se preocupe se a página tiver anúncios).
  • Um site de uma empresa pequena. Uma grande empresa listada na Bolsa provavelmente não vai fazer esse acordo. Uma empresa com venture capital provavelmente também não. (O Crunchbase te informa se uma empresa é venture capital.)

3º passo: Contate o site

Tipicamente, o email ou telefone está listado na página de contatos do site. Se houver um formulário de contato, você também pode usar isso para fazer contato. Se não conseguir encontrar os dados, você pode fazer uma pesquisa whois para ver se encontra o número de telefone. Você deve falar com eles por telefone. NÃO FAÇA SUA PROPOSTA POR EMAIL. Isso simplesmente não funciona tão bem com emails. Se não encontrar o telefone deles, envie um email com uma mensagem como essa…
Assunto: [nome do site] Caro [primeiro nome], Você tem tempo para um telefonema rápido essa semana? Estamos pesquisando seu negócio e gostaríamos de potencialmente te fazer uma oferta. Por favor me informe quando seria melhor para você. Atenciosamente, [seu nome] [sua empresa] [seu telefone]
Você deve fazer um email curto, pois constatei que isso tende a gerar mais ligações. Ao conseguir falar com eles ao telefone, você pode falar mais sobre si mesmo. E após fazer isso, diga que você percebeu que eles têm uma página ou várias páginas em seu site que são do seu interesse. Indique qual é a URL e conte que você está interessado em pagar a eles mensalmente para alugar a página, e não teria que mudar muito a página… mas você precisa de algumas informações antes de poder fazer essa oferta. Nesse ponto, você deve descobrir quanto tráfego a página gera e que palavras-chave ela posiciona. Eles devem ter uma ideia disso ao olhar o Google Analytics (você vai ver que a maioria desses sites não usa o Google Search Console). Após conseguir esses dados, diga que você vai fazer contato novamente nos próximos dias, após alguns cálculos. Volte ao site e tende descobrir quanto cada clique vale segundo uma taxa de conversão conservadora de 0,5%. Em outras palavras, se 0,5% do tráfego convertesse em consumidores, quanto o tráfego valeria para você após as despesas? Você deve usar um número conservador porque você não pode modificar a página demais ou vi perder posições. Quando já tiver uma ideia aproximada de quanto a página vale, volte a falar com o proprietário ao telefone e diga que você quer fazer testes durante 30 dias para ter uma ideia melhor do quanto pode pagar a ele, já que você quer fazer uma oferta justa. Geralmente a maioria das pessoas não tem um problema com isso, pois não estão ganhando dinheiro com a página.

4º passo: Monetize a página

Se você está vendendo um produto, a forma mais fácil de monetizar é adicionar links para os produtos que você está vendendo. Por exemplo, se você está vendendo um pequeno eletrodoméstico, como uma torradeira, pode adicionar links do artigo ao seu site. Assim como esse artigo. A forma mais fácil de monetizar um post é adicionar links a produtos ou serviços que você está vendendo.
Não apague muito conteúdo na página que você está modificando… adicionar não é muito problemático, mas quando você adiciona conteúdo, às vezes perde posições nos rankings. Já para um negócio de prestação de serviços, criar links para páginas em seu site onde as pessoas podem preencher seus dados de lead é ótimo. Ou você pode simplesmente adicionar captura de leads à página que está alugando. Mais ou menos como o Hubspot adiciona formulários de leads a seu site.
Eu constatei que na verdade eles convertem melhor do que simplesmente usar links para o seu site. Ao monetizar a página que você está alugando, tenha em mente que você vai precisar ter avisos para que as pessoas saibam que você está coletando informações, para propósitos de privacidade. Você deve divulgar também que está alugando a página e usar nofollow nos links. Após monetizar a página por algum tempo, você vai ter uma ideia aproximada do que ela vale e vai poder fazer uma oferta por ela. Eu recomendo fazer um contrato de 12 meses com cancelamento com 30 dias de antecedência. A razão pela qual eu sugiro um contrato de 12 meses é que assim você não tem que ficar renegociando. Também incluí o cancelamento com 30 dias de antecedência, para você poder sair caso a página perca posições nos rankings. E para a cláusula de cancelamento, eu deixo a possibilidade de cancelamento só para mim, e o proprietário da página está preso ao contrato por 12 meses.

Conclusão 

O SEO não é a única forma de conseguir mais tráfego orgânico. Ser criativo, fazendo coisas como alugar páginas que já estão posicionadas, é uma solução fácil. E o melhor, você pode ter resultados instantaneamente, e isso provavelmente é mais barato no longo prazo do que fazer SEO. O único problema com esse modelo é que ele é muito difícil de escalar. Se eu fosse você, faria ambos. Claro, eu faço SEO no meu próprio site, porque isso gera um grande ROI. E claro, se você quiser alugar as páginas de todo mundo que posiciona os termos que você quer posicionar, isso pode te trazer várias fontes de renda de SEO. O melhor desse modelo é que você pode ficar com mais de um resultado na página 1. Em teoria, você pode até ter todas as 10 primeiras posições, se convencer os proprietários a te alugarem as páginas. E então, o que você achou dessa ideia? Vai experimentar fazer isso?

Compartilhe