Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Vídeos curtos: veja como apostar no novo formato que é tendência no digital

Eles estão por toda parte: seja nos takes rápidos de tutoriais no TikTok, em trends nos Reels e nos cada vez mais famosos Shorts no YouTube, os vídeos curtos são os novos favoritos do meio digital.

Já falei um pouquinho aqui sobre tendências de marketing digital para o ano de 2024 e, como o mercado evolui e se atualiza constantemente, não teria como deixar de fora essa prática que conquista cada vez mais os consumidores.

E não só em nichos específicos, viu?

Os vídeos curtos podem ser aplicados nos mais variados formatos e segmentos empresariais — a sua marca só precisa acertar na comunicação dela por meio dessa modalidade.

A popularização de conteúdos assim ganha cada vez mais preferência por proporcionar um consumo dinâmico e ágil, que abre espaço para cativar um público que busca por informações em um ritmo veloz e compartilha com a mesma intensidade.

Quando a gente para pra pensar, já faz um bom tempo que os conteúdos mais curtos pavimentam o caminho do marketing digital da forma como vivenciamos atualmente.

Lembra como foi original quando, lá em 2011, o Snapchat surgiu com uma proposta de conteúdo que durava só 24 horas?

Depois disso, gigantes como o Instagram e o WhatsApp aderiram ao formato que agora é um dos principais veículos de divulgação (e consolidação) de marcas, produtos e serviços.

Ainda, a acessibilidade às ferramentas diversas de captação e edição de imagens e vídeos democratiza a publicação de conteúdos mais curtos.

Os recursos são amplos — e a sua marca só fica de fora dessa se quiser.

Se o que falta é um guia para auxiliar o seu negócio a entrar de vez no mundo dos vídeos curtos, você acabou de encontrar.

Preparei aqui um conteúdo simples, mas com informações essenciais, para descomplicar te ajudar a entender como está sendo aplicada essa modalidade de comunicação, além de algumas ideias para conteúdos nesse formato.

Ah, mas antes disso, quero te falar que eu e meu time separamos um material que vai ajudar o seu negócio a definir a melhor estratégia de marketing de conteúdo: descomplicado e gratuito, clique aqui para baixar!

Por que vídeos curtos fazem tanto sucesso?

Uma das principais razões pelas quais os vídeos mais curtos têm se destacado tanto no marketing digital é o seu potencial de engajamento instantâneo.

Até porque a proposta deles é justamente essa: capturar a atenção do espectador em apenas alguns segundos e transmitir a sua mensagem de forma concisa e objetiva — mas, claro, sem deixar de lado a autenticidade.

Outro fator que faz dos vídeos mais curtos tão fortes no meio digital é a perfeita adaptação deles para dispositivos móveis.

Com mais pessoas acessando conteúdos por smartphones e tablets, é fundamental que eles estejam otimizados para telas diversas, principalmente os gadgets mais compactos, que levam informação para todo lugar.

Os vídeos curtos se encaixam facilmente nesse contexto, garantindo uma experiência visual envolvente e fácil de consumir.

O formato está se tornando tão relevante que não tem nenhuma marca deixando esses vídeos de lado: li recentemente na Época Negócios que o LinkedIn está testando recursos na mesma linha que os outros grandes nomes das redes sociais.

Quem sabe muito em breve a famosa plataforma do mundo business comece a atrair cada vez mais o público jovem?

Vantagens dos vídeos curtos no marketing digital

Se consolidando cada vez mais como uma ferramenta digital poderosa, os vídeos curtos podem ser o que falta para tornar completa a estratégia de marketing de conteúdo do seu negócio.

Para fortalecer essa ideia, dê uma olhadas nos benefícios que os vídeos com menor tempo de duração podem garantir:

Compartilhamento fácil

Já aconteceu de você estar assistindo um vídeo e pensar em enviar para alguém, mas, na hora que percebeu que o conteúdo durava mais de 10 minutos, hesitou um pouquinho antes de apertar em compartilhar, certo?

Isso porque a maioria das pessoas não tem mais tempo para vídeos tão longos.

Vídeos curtos têm maior potencial de serem compartilhados em plataformas de mídia social, essencialmente pela sua duração.

A natureza envolvente deles os tornam “fáceis de digerir”; inclusive, os posiciona como potenciais virais, alcançando um público muito maior.

Engajamento elevado

Esses vídeos também captam a atenção do público de forma eficaz e rápida, otimizados inclusive para o consumo considerado instantâneo.

Conteúdos assim são mais propensos a serem assistidos até o final, o que potencializa as chances de transmitir a sua imagem com maior assertividade.

Ainda, eles possuem um apelo universal de acessibilidade, ajudando as marcas a alcançarem um público diversificado e multicultural.

Baixo custo de produção

Em comparação com vídeos mais longos (e consequentemente mais elaborados), os conteúdos curtos demandam menos recursos e tempo de produção.

Lembra que citei democratização de conteúdo? Os vídeos curtos são campeões nisso; empresas de todos os tamanhos podem investir nesse material.

E, melhor ainda: sem comprometer a qualidade.

Criatividade e inovação

O formato mais curto de vídeos também é um belo incentivo para a autenticidade do conteúdo do seu negócio.

Independentemente de qual seja o seu nicho de atuação, certamente terá um concorrente se atualizando e buscando maneiras originais de transmitir conteúdo.

Por meio dos vídeos de poucos minutos, as marcas conseguem experimentar diferentes estilos, narrativas e elementos visuais justamente por mirar no destaque em meio à concorrência.

Isso atrai não só a atenção do público, mas também fortalece a identidade da marca e constrói relacionamentos mais significativos com os consumidores.

Como criar um vídeo curto? 4 dicas

A premissa é simples: a sua marca precisa transmitir uma mensagem nítida e descomplicada em materiais de 15 a 60 segundos — no máximo, 3 minutos.

Para isso, mais do que ter em mente uma estratégia de comunicação, é fundamental contar com uma produção eficiente.

Roteirizar um vídeo que seja bem aceito pelo seu público-alvo demanda algumas boas práticas, e eu separei aqui as principais delas (que você pode adaptar de acordo com a identidade da sua marca):

Conte uma história

O storytelling é o melhor amigo do marketing de conteúdo!

É por meio dessa abordagem que as marcas conseguem desenvolver histórias de forma a se conectar intimamente com o consumidor do vídeo.

E são com práticas como o storytelling, inclusive, que conteúdos ficam mais acessíveis.

Li uma matéria da Universidade de Nevada que destaca a importância do storytelling para a compreensão de conteúdos científicos por pessoas que não possuem tanto domínio do assunto.

Mas é preciso se voltar sempre para a característica principal desses vídeos: eles são curtos, logo, você tem poucos segundos para cativar o espectador.

Aqui, as histórias são o caminho mais eficaz para isso — excelentes quando o assunto é gerar empatia e identificação.

Otimize para mobile

Um dado mais do que relevante: a Meio & Mensagem destacou um estudo do The Global Media Intelligence Report que aborda o comportamento dos latinos quanto ao uso de telas: diariamente, eles gastam mais de 5 horas apenas nos dispositivos móveis.

É justamente em celulares e tablets que o seu conteúdo em vídeo deve estar; se ele não for otimizado para mobile, o seu negócio perde uma robusta fatia de público.

Um vídeo que não se adapta à tela do smartphone, ou que apresenta problemas de reprodução, pode frustrar o usuário e levá-lo a abandonar o conteúdo.

A otimização para mobile garante uma experiência de visualização fluida e agradável, o que aumenta a retenção e o engajamento.

Chame para a ação

Mais do que informar, o seu conteúdo em vídeo também terá como objetivo a conversão na maioria das vezes: é onde entra a call to action, estratégia bem conhecida do marketing de conteúdo.

Você com certeza já a usou em artigos de blog, landing pages e outros formatos de conteúdo digital.

A chamada para ação é mais do que um simples convite.

Ela fornece ao espectador um objetivo e o direciona para a próxima etapa, aumentando a chance de conversão. 

Sem uma CTA clara, seu espectador pode se perder em um mar de opções e acabar não tomando nenhuma ação.

Seja ela se inscrever no seu canal, visitar seu site, comprar seu produto ou simplesmente compartilhar o vídeo com outras pessoas — a chamada para ação é fundamental.

Mantenha a simplicidade

Por mais que os elementos elaborados chamem a atenção, a simplicidade ainda é o que cativa o público — e eu não falo de equipamentos, produção ou edição, ok?

A mensagem deve ser simples, uma vez que a clareza na narrativa e no visual do vídeo aumenta o impacto dele, além de torná-lo mais fácil de compreender.

Lembre-se de que estamos falando de conteúdos de 30 segundos, onde o tempo é precioso e você não vai querer que o seu espectador se distraia com elementos desnecessários.

Ideias de conteúdos para vídeos curtos

Um direcionamento de estilo de conteúdo é o start para que  seu vídeo curto dê certo e garanta bons resultados.

Para isso, é importante estar antenado com os principais tipos de conteúdo consumidos pelo seu público nas redes sociais, de acordo com a proposta da sua marca.

São algumas boas ideias para vídeos curtos:

Tutoriais

Os queridinhos do TikTok e dos Reels: os tutoriais são uma excelente estratégia para gerar no público a identificação com o seu conteúdo.

A depender do seu nicho, o seu perfil pode ensinar o passo a passo de fazer algo, como uma receita, um exercício físico, usar um software, etc.

Também vale investir em vídeos com dicas úteis — você mesmo já deve ter compartilhado com alguém um conteúdo de 20 segundos sobre dicas de organização, hacks de ferramentas digitais e outros tutoriais afins.

Se você consome esse tipo de conteúdo, seu público provavelmente também fará o mesmo.

Perguntas e respostas rápidas

Aqui, é como se você levasse o FAQ do seu site para um formato ainda mais dinâmico sobre o seu produto ou serviço.

Responda a perguntas dos clientes sobre determinado lançamento, ou sobre o uso de algum recurso, sempre com uma linguagem acessível e objetiva para esclarecer dúvidas.

Além de ser muito informativo, também ajuda a construir a confiança com o público.

Trends

A forma mais fácil de viralizar um conteúdo é por meio das trends: as tendências são uma oportunidade valiosa de alcançar novos públicos, aumentar o engajamento e impulsionar o crescimento da sua marca.

Elas são verdadeiras ondas que varrem as plataformas, e conquistam a atenção de milhões de usuários.

As trends também refletem os interesses e conversas do momento; ao utilizá-las em seus vídeos, você demonstra que está conectado com o seu público e que entende o que ele está buscando.

Principais ferramentas para vídeos curtos

Se várias ideias para conteúdos curtos já estão surgindo em sua mente, ter em mãos boas ferramentas para editar os vídeos é o que vai torná-las realidade — e refletir a qualidade da sua produção.

Listei abaixo alguns bons recursos:

Capcut

Essa é uma das ferramentas gratuitas mais utilizadas no mercado.

O CapCut possui recursos avançados de edição, como transições, efeitos, legendas e vídeos.

Ele é ideal para iniciantes e também para criadores mais experientes.

Adobe Premiere Rush

Essa versão do Premiere é um formato simplificado do Adobe Premiere Pro, e é otimizado para dispositivos móveis.

Possui ferramentas intuitivas para edição e adição de efeitos — com a qualidade Adobe que é referência no mercado.

InShot

O InShot é outro popular software de edição de vídeos, e é ideal para conteúdos mais curtos.

Ele edita fotos e vídeos com diversos recursos como cortes, transições, filtros e música, além de ter uma interface amigável e simples de usar.

Conclusão

Esse artigo nos mostrou que os vídeos curtos se tornaram uma ferramenta indispensável no arsenal de marketing digital de qualquer marca. 

Eles possuem a capacidade de engajar, se adaptar a dispositivos móveis, facilitar a produção e distribuição, estimular a criatividade e oferecer métricas claras de desempenho.

Ainda, eles representam uma maneira eficaz de alcançar e conectar-se com o público-alvo de forma relevante e memorável.

E então, pronto para usar conteúdos mais curtos e aumentar a visibilidade do seu negócio?

Me conta aqui e até a próxima!

Perguntas frequentes

Por que vídeos curtos fazem tanto sucesso?

Esse tipo de conteúdo digital conquistou o mundo por entregar informações rápidas e dinâmicas, serem acessíveis em dispositivos diversos e possuírem uma natureza interativa que aumenta o engajamento.

Quais são as vantagens dos vídeos curtos para a estratégia de marketing?

As vantagens incluem o aumento do alcance e visibilidade, crescimento da conversão de vendas, maior engajamento do público e baixo custo de produção.

Como criar um vídeo curto?

No passo a passo de criar um vídeo curto, as etapas abrangem a definição de objetivos, escolha do tema, planejamento do conteúdo, gravação, edição e publicação, sempre mantendo o foco na mensagem e o uso de imagens de alta qualidade.

Quais são as ferramentas para editar vídeos curtos?

Destaquei aqui como boas ferramentas de edição o CapCut, o Adobe Premiere Rush e o InShot, além do PowerDirector e o KineMaster.

NP Digital Brasil

Você quer resultados imediatos?

Minha agência pode fazer todo o trabalho pra você. Somos especialistas em:

  • SEO - Colocamos seu site no topo das pesquisas do Google
  • Mídia Paga - Fazemos seu negócio alcançar quem importa no momento certo
  • Data & Conversion Intelligence - Desbloqueamos as conversões do seu site e criamos dashboards para melhores análises

Fale com um especialista

Consultoria com Neil Patel

Compartilhe