Como Aumentar as Vendas do E-commerce Usando o Google Analytics

google analytics for ecommerce sales

Se você está gerenciando uma loja de vendas e-commerce, deveria estar usando o Google Analytics. Poucas ferramentas são tão importantes quanto ele.

Desde sua introdução em 2005, o Google Analytics vem fornecendo dados concretos para sites de todas as indústrias. Desde negócios até viagens, sites de todo tipo utilizam o Analytics como ferramenta principal.

Mas para lojas de vendas e-commerce, o Analytics é de uso obrigatório.

Por quÊ? Porque o e-commerce sobrevive à base de dados.

Na indústria e-commerce, dados precisos podem ajudar sua loja a crescer para novos níveis.

Mas o oposto também é verdadeiro: dados mal interpretados acabam com a sua loja.

Dados mal interpretados podem ser a diferença entre converter um lead ou perdê-lo. E para uma startup ou loja de vendas e-commerce que está tentando expandir, cada venda conta.

Nas mãos do usuário certo, o Google Analytics é uma ferramenta poderosa para analisar o sucesso da sua loja de vendas e-commerce e desenvolver novas estratégias para ajudar você a continuar gerando lucro.

Mas uma ferramenta só é útil se você souber como usá-la. E o Google Analytics não é exceção.

Na verdade, se não souber como usá-lo apropriadamente, pode acabar tomando grandes decisões baseadas em dados incorretos.

Então como você pode evitar essas enrascadas e aproveitar o Google Analytics ao máximo?

Vamos descobrir. Aqui estão dez passos para ajudar você a usar o Google Analytics para gerar vendas e experienciar o sucesso para a sua loja de vendas e-commerce.

Vamos começar.

1. Otimize conteúdo com busca on-site

O que diferencia empresas bem sucedidas das fracassadas?

Duas palavras: otimização de conteúdo. Negócios de sucesso são aqueles fornecendo valor aos seus clientes.

Mas como você sabe o que os seus clientes querem?

O Google Analytics possui um relatório de Termo de Busca embutido que permite que você veja o que os seus visitantes estão buscando em seu site.

Não há necessidade para questionários ou longas conversas. Apenas acesse e veja as exatas palavras, produtos e conteúdos que seus visitantes querem ver.

Se você ainda não descobriu esse relatório, provavelmente está deixando de aproveitar dados valiosos.

São os tipos de dados que podem facilmente disparar seus rankings de mecanismo de busca.

pasted image 0 370

Uma plataforma e-commerce só é capaz de fornecer um certo tanto de informação.

Mas o Google Analytics te oferece a habilidade de ir além do que pensava que poderia fazer.

Com o relatório de termos de busca, você tem um vislumbre do que está faltando no seu site da perspectiva de seu visitante.

E no cenário digital atual, o visitante comum de um site é capaz de ser bastante específico em sua busca.

Conheça as palavras-chave exatas que os seus visitantes estão buscando e crie seu conteúdo com base no que os dados dizem que mais importa.

 

2. Familiarize-se com a jornada de compra do seu comprador

O seu comprador passa por um processo passo-a-passo antes de ele ou ela finalmente decidir comprar de você.

A jornada de compra para cada negócio é um pouco diferente. Então não sei te dizer exatamente como é a sua.

Mas eu posso te ajudar a descobrir como seus leads se transformam em vendas reais.

Começa com serviço ao cliente personalizado.

E enquanto a duração da jornada de um comprador facilmente se diferencia da de outro, todas seguem um certo caminho.

Em cada parte de sua jornada, eles desenvolvem pontos de dificuldade – suas pesquisas mudam – e você precisa abordar isso.

Seguir um guia estruturado irá manter você ciente de quais são esses pontos de dificuldade e como resolvê-los.

pasted image 0 377

O melhor serviço ao cliente é quando seus leads sentem que você está com eles em cada passo do caminho.

Então onde entra o Google Analytics nesse caso?

A plataforma do Analytics te ajuda a descobrir o ponto exato onde seus clientes param de se engajar com o seu site.

É em uma landing page, checkout ou um blog? Existem maneiras de você fazer eles voltarem desses pontos de saída?

É onde entra o relatório de Fluxo de Comportamento.

 pasted image 0 374

Neste relatório, você pode ver exatamente onde a jornada de engajamento termina.

behavior flow

Você também pode filtrar por Fonte/Meio para determinar a jornada de compra com base no canal.

Apenas navegue até o Fluxo de Comportamento e altere o menu suspenso na primeira coluna para ajustar o resultados que aparecem.

Então, veja a coluna de “Páginas iniciais” e “1ª Interação”. Elas vão te dar uma ideia de em qual estágio da jornada de compra esses visitantes estavam.

Analise esse relatório para focar em pontos de dificuldade com o maior número de abandono. Isso irá melhorar o engajamento e aumentar as conversões.

Crie seu conteúdo com base na jornada de compra a partir de qual canal aparece e encontre seus clientes onde eles estiverem.

3.  Entenda os interesses de seus clientes

Cada cliente tem seu próprio motivo para visitar sua plataforma.

O Google Analytics fornece detalhes dos interesses de seus clientes com seu relatório de Categorias de Afinidade.

A plataforma distingue esses interesses por demográfico.

pasted image 0 373

Saber o que cada cliente quer e no que está interessado é a chave para fazer a venda.

Os dados que você encontra aqui facilitam o processo de alinhar sua marca com o que realmente importa para a sua audiência.

affinity category

Então você pode usar esses interesses para criar conteúdo melhor e personalizar o marketing com base nos interesses deles.

4.  Meça a duração em que seus leads convertem

Agora é hora de dar uma olhada em como a mente do seu visitante funciona.

Qual o número ideal de interações com sua marca?

Boa notícia: Você não precisa ser clarividente.

O Google Analytics permite que você veja – sem o aspecto supernatural.

O relatório de Duração da Jornada mostra exatamente quantas interações são necessárias antes da compra.

pasted image 0 376

Você também pode ver o valor de conversão de cada caminho percorrido.

Isso irá te ajudar a determinar se campanhas de marketing mais longas valem a pena ou se você deveria concentrar seus esforços em outro lugar.

Intensifique seus esforços – e paciência – levando seus leads continuamente pela jornada do comprador até que eles convertam.

5. Anote tudo para um melhor gerenciamento de SEO

Manter um site de vendas e-commerce é difícil. E conseguir acompanhar o que funcionou ou não pode ser ainda pior.

Mas o Google Analytics permite que você se mantenha organizado e informado através de suas anotações.

Acompanhe o que acontece para que você saiba o que está causando as mudanças positivas ou negativas em seu site.

Qualquer coisa desde uma campanha de marketing, redesign de um site, notícias gerais até a previsão do tempo podem ser acompanhados. É tão fácil quanto clicar no botão de ‘Criar nova anotação’.

6. Mapeie o engajamento on-site

Suas landing pages podem facilmente te dizer como seus leads se engajam com o seu site.

pasted image 0 369

O relatório de Landing Page te mostra uma visão estatística do período de atenção dos seus visitantes.

landing pages report in google analytics

Você pode ver as taxas de duração e de rejeição de cada página para ver quais páginas possuem mais engajamento e quais não estão fornecendo valor aos visitantes.

Uma vez que a taxa de rejeição influencia o seu ranking nos SERPs, você deve prestar atenção nesse tópico.

Utilize esse relatório para melhorar suas landing pages, aumentar o engajamento e rankings.

7.  Entenda o valor do cliente

Apenas no ano passado, o Google Analytics introduziu uma nova arma ao seu arsenal: relatórios de Lifetime Value.

Todos os negócios bem sucedidos sabem que um cliente que retorna é digno de investimento. Mas você sabe qual é o verdadeiro valor dos seus clientes?

O relatório de Lifetime Value diz a você o valor de cada cliente através de sua jornada com sua empresa ou marca.

lifetime value report

Você pode ver o lifetime value através de canais sociais, email, busca paga etc.

Utilize esse relatório para determinar o valor dos usuários adquiridos através de canais diferentes e foque seus esforços naqueles que trazem mais lucro.

8.  Decifre estatísticas ambíguas para melhor analisar dados

O Google Analytics pode produzir alguns dados secretos.

O que você faz com eles? Você precisa de um profissional para decifrá-los?

Alguns você teria que descartar, mas outros você precisa entender mais profundamente.

Estou aqui para te ajudar a determinar a quais dados você deve dar menos atenção e quais focar.

Dark traffic

Você fez tudo no guia do Google Analytics para melhorar seus esforços de marketing?

Ainda não está conseguindo os resultados que deseja?

Você pode estar fazendo do jeito certo, mas simplesmente não está vendo os resultados verdadeiros.

Dark traffic é o tráfego que se esconde nas sombras do que os seus relatórios projetam.

pasted image 0 372

Para abordar esse problema, primeiro você precisa saber se realmente possui dark traffic.

Se você tem números suspeitosamente baixos refletidos em seus relatórios do Google Analytics, tente fazer isso:

Utilize segmentação avançada bem definida.

Foque no dark traffic de um canal criando múltiplos filtros no processo de segmentação.

Leva algumas tentativas até que você consiga distinguir completamente o dark traffic do seu canal.

pasted image 0 371

Pesquise marcos de referência para ter uma ideia de como seu dark traffic deve ser. Então, segmente seus canais até que possa ver tudo com mais clareza.

Links de spam ghost e crawler

Até o Google Analytics, como suas contas de Gmail, recebe uma quantidade de spam.

Esse spam vem em “tipos”. Existem dois, para ser exato: ghosts e crawlers.

Spam do tipo ghost é a versão mais conhecida. Ele tem esse nome por causa do modo com o qual ele chega em seu site sem nem sequer acessá-lo.

pasted image 0 367

Spam do tipo crawler não é tão discreto.

Esse tipo de spam confunde os usuários do Google Analytics com os dados aparentemente verdadeiros que ele projeta.

O spam crawler tem um modo de se distinguir para que pareça com visitas reais de visitantes humanos. E isso poderia potencialmente impedir que você interprete os dados corretamente.

Alguns spam crawlers são relativamente fáceis de encontrar.

csm Spam Referral Examples2 135394d561

Então, como você se previne desses dados falsos?

Assim como com dark traffic, é importante que você filtre seu spam.

Atribuição final

Ok, suas estatísticas de atribuição final não são necessariamente dados falsos. Mas muito foco nesse aspecto pode impedir que você veja números mais valiosos.

Essa é fácil de prevenir.

Simplesmente pare de focar apenas no valor e perceba que o processo completo de vendas é composto de múltiplos pontos de contato.

Focar no valor de atribuição final é como começar ganhando e perder por besteira.

A atribuição final pode te fornecer algumas estatísticas importantes, mas também pode impedir que você reconheça o desempenho dos seus outros canais. .

pasted image 0 368

Uma estratégia de marketing de vários pontos é composta de canais igualmente desenvolvidos. Essas estratégias atendem às audiências nativas que prosperam em suas respectivas áreas.

Você deve planejar cuidadosamente cada ponto para gerar resultados.

Preste atenção a cada um dos modelos de atribuição quando avaliar suas estatísticas e criar seu próximo plano de marketing.

9. Descubra quanto tempo os visitantes estão dispostos a ficar em certa página

Ao menos nos EUA, um grupo mais jovem – aqueles entre 18 até 24 – é o que mais possui usuários de mídias sociais.

A maioria dos indivíduos que pertencem ao grupo, ou aqueles a quem nos referimos como geração X, possuem um período de atenção curto.

pasted image 0 375

Não importa quão bom for um conteúdo, o leitor não irá ler se não tiver a paciência necessária.

O Google Analytics possui a solução perfeita para que seus esforços de marketing de conteúdo não sejam desperdiçados: Tempo Médio em Página.

time on page

Tendo conhecimento do tempo médio em página dos seus clientes, você pode determinar o comprimento ideal para o seu conteúdo.

Muito curto pode não ser o suficiente para informar.

Mas um post de longo formato pode conter informações demais e haverá rejeição antes mesmo de chegar em seu CTA.

Com a estatística de ‘Tempo Médio em Página’, você pode encontrar o comprimento ideal de conteúdo para os seus leitores.

Isso irá te ajudar a desenvolver conteúdo que oferece detalhes o suficiente para aliviar pontos de dificuldade desnecessários enquanto o mantém curto o suficiente para evitar sobrecarregar seus leitores.

10. Avalie dados voltados a sites de vendas e-commerce

O e-commerce é uma das maiores indústrias no cenário digital, e o Google Analytics sabe disso.

Ele possui um recurso especializado voltado às necessidades de dados de cada site de vendas e-commerce.

Esse recurso fornece um relatório completo do que você precisa saber para desenvolver esforços de marketing e estratégias de vendas eficientes com base em seus produtos.

Apenas clicar em E-commerce na barra lateral do seu Google Analytics te dá acesso a diversos dados.

pasted image 0 378

Você pode ver informações sobre os hábitos de gasto dos seus clientes, suas faixas de preço preferidas, quais produtos eles mais compram, etc.

E você pode até filtrar desempenho por SKUs se for mais fácil.

Esse recurso irá acabar com a adivinhação com relação aos seus produtos.

Conclusão

A atração do Google Analytics com certeza não acabou.

Sempre fui fã de seus recursos. Não apenas é gratuito, mas também te fornece dados que ajudam o seu site de vendas e-commerce entregar resultados.

O conteúdo é uma grande influência para garantir o sucesso do seu negócio online. Se não souber trabalhar com ele irá perder oportunidades.

Trabalhe duro para otimizar conteúdo e verá um aumento inegável em seus números.

Entender bem a jornada de compra de seus clientes irá te ajudar a dar uma melhor assistência a eles e a abordar melhor seus pontos de dificuldade.

Por mais que eles operem de maneira diferente, é importante entender suas necessidades e fornecer a cada um deles um ótimo serviço ao consumidor em seu caminho.

Perceber que cada comprador possui seu próprio interesse único é essencial para adequar os canais de marketing do seu site.

Não importa quão bom for o seu produto, você simplesmente não pode garantir que as pessoas irão comprá-lo.

Se você está mostrando fotos de gatos a quem gosta de cães, seu marketing simplesmente não será tão eficiente.

E mantenha em mente o caminho ideal até a compra. Os leads compram de modos diferentes, e analisar o comprimento do caminho de cada um é sua arma secreta para influenciar eles a fazer sua primeira compra.

Torne a ação de anotar um hábito para todos envolvidos no processo.

Atualizar o Analytics com quaisquer modificações alinha todo o processo para que você possa analisar o que está funcionando ou não.

Então analise suas landing pages. Elas te dão uma visão compreensiva de como seus visitantes se engajam com seu site.

Melhorar esses links para que as pessoas permaneçam no site pode te ajudar a chegar até o topo dos mecanismos de busca.

Depois, monitore o lifetime value dos clientes para determinar quais canais estão trazendo os melhores clientes. Então, nutra esses canais.

E descubra seu tempo médio de página para saber qual comprimento cada conteúdo do seu site deve ter para melhor engajar suas audiência e mantê-los engajados.

Assim como todas as ferramentas digitais, o Google Analytics pode não ser tão refinado às vezes.

Coisas como dark traffic, links de spam ghost ou crawler e atribuição final podem desviar sua atenção dos dados que você realmente precisa.

Siga as soluções de prevenção e evite o estresse com dados falsos que você pode facilmente corrigir.

Por último, não esqueça da riqueza de dados fornecidos especificamente a sites de vendas e-commerce. É aqui que você pode mergulhar de cabeça e otimizar sua loja analisando tendências de produto e compra para melhorar suas vendas online.

O Google Analytics é lotado de relatórios e informações prontamente disponíveis para fornecer dados a você. Se souber onde procurar.

Seja para refinar seus processos de marketing ou vendas, depende de você usufruir desses relatórios e números. Do contrário, eles são apenas números sem valor.

Como você tira proveito do Google Analytics para as vendas do seu site e-commerce?

Compartilhe