Por Que Você Não Deve Tentar Ranquear em Primeiro Lugar no Google

googleSabe qual é o pedido que eu mais recebo por email?

Vai, tenta adivinhar. Qual você acha que é?

Tá bom, é gente me pedindo dinheiro.

Mas você sabe qual é o segundo pedido mais comum que eu recebo por email?

Empresas me pedindo para ranqueá-las em primeiro lugar no Google para um termo específico.

E eu devo dizer que é uma grande perda de tempo focar sua energia para ranquear em primeiro lugar no Google para um termo específico ou mesmo uma meia dúzia de termos.

É só dar uma olhada no meu site… Veja meu tráfego no Google ao longo dos últimos 31 dias:

search traffic

Como você pode ver pelo gráfico, eu estou gerando 2.375.455 visitas orgânicas a partir de mecanismos de buscas mensalmente.

E adivinha quantas palavras-chave e estou monitorando quando o assunto são meus rankings?

Um ZERO bem redondo!

Eu não estou dizendo que eu não faço SEO, estou dizendo que eu não foco nos rankings.

Dá para aumentar seu tráfego de busca sem monitorar seus rankings?

A resposta curta é sim.

Como você viu no gráfico acima, venho obtendo mais de dois milhões de visitas por mês a partir da busca orgânica. Se você olhar de um ano para cá, eu vinha recebendo 970.459 visitantes por mês a partir de buscas.

2018 search traffic

Ou seja, eu consegui aumentar meu tráfego de busca orgânica em 144% em basicamente 12 meses. Nada mal considerando que eu não foco em uma palavra-chave em especial.

Então, por que eu não foco em palavras-chave específicas nem monitoro meus rankings?

Primeiro lugar não garante mais cliques

O Ahrefs fez recentemente uma pesquisa em que mostravam como ficar em primeiro lugar não garante o maior número de cliques.

ahrefs number 1

O resultado no primeiro lugar obtém a maior parte do tráfego apenas 49% do tempo. Não me entenda mal, eu prefiro estar na primeira posição do que na segunda, mas chegar lá não garante a maior quantidade de tráfego.

E só piora com o tempo.

Veja só como os resultados das SERP eram em 2014.

serp 2014

Agora vamos ver os resultados das SERP hoje em dia.

2019 serp listing

Quais são as maiores diferenças que se vê?

  1. Resultados pagos se misturando – resultados pagos não ficam tão claramente definidos como costumavam ficar. Ou seja, eles se misturam, o que ajuda os anúncios a gerarem um percentual mais alto de cliques.
  2. Resultados localizados podem ser anúncios – o primeiro resultado localizado também é pago.
  3. O lado direito não tem mais anúncios – a maioria dos elementos do lado direito, quando você clica neles, te levam a fazer uma nova busca no Google
  4. Menos resultados orgânicos – a página inicial só tem 9 resultados orgânicos se você excluir os resultados localizados.
  5. Resultados orgânicos diminuem – não só os resultados pagos e locais aparecem primeiro, mas os resultados de notícias também aparecem entre os resultados orgânicos. Isso faz com que o terceiro, quarto e quinto resultados orgânicos obtenham menos cliques.

A tendência comum é que as pessoas foquem mais nos anúncios pagos do que nos resultados orgânicos. E resultados orgânicos não são mais garantia de alcance tão alto quanto eles costumavam ter.

É só dar uma olhada nessa pesquisa de rastreamento ocular de um resultado das SERPs do Google.

eye tracking

Ela mostra claramente como os anúncios pagos recebem a maior parte da atenção.

Então isso significa que você deve desistir?

Não, eu não estou tentando pintar um quadro como você não deve tentar ranquear alto no Google ou que SEO é inútil. Apesar de o Google estar sempre ajustando o layout da página da SERP, eles continuam sendo o site mais popular do mundo.

google similarweb

Direcionar 57,34 bilhões de visitas por mês significa que… Você não tem escolha senão fazer SEO!

Você não deve perder seu tempo pensando em cada mudança que o Google faz porque isso está fora do seu controle.

Só veja quantas mudanças de algoritmo eles fizeram nos últimos 12 meses. É muito difícil ficar em dia com cada mudança ou prever o próximo passo do Google. É por isso que eu tenho uma abordagem diferente para estar um passo à frente das mudanças de algoritmo do Google que estão por vir.

Eu foco na experiência do usuário.

O que você deve fazer?

Você não vai conseguir controlar seus rankings para todas as suas palavras-chave… Principalmente se você estiver fazendo SEO do jeito certo.

A maior parte do seu tráfego deve vir de frases de cauda longa. É só ver meu blog, eu ranqueio para 477.000 palavras-chave.

São palavras-chave demais para monitorar regularmente.

Eu foco em 3 coisas:

  1. Criar uma experiência de usuário incrível – o Google não quer ranquear no topo os sites “melhor otimizados”. Eles querem ranquear no topo o site que os usuários mais gostam. Então foque em oferecer isso e, no longo prazo, você vai ranquear cada vez mais no topo.
  2. Crescimento geral do tráfego orgânico – palavras-chave têm tendências que variam em popularidade ao longo do tempo. Em vez de focar em algumas palavras-chave, ou até algumas centenas, eu só foco em aumentar meu tráfego orgânico. Desde que ele continue aumentando a cada trimestre, eu fico feliz.
  3. Taxa de conversão – mais tráfego não é garantia de mais vendas. Eu estou sempre otimizando minhas taxas de conversão para que cada visitante orgânico a mais que eu recebo tenha uma chance mais alta de converter em cliente.

Se eu fosse adicionar uma quarta, seria atualizar meu conteúdo antigo. Por mais que eu entenda bem de SEO, isso não garante que meu tráfego continue subindo e indo no caminho certo.

Do mesmo jeito que o seu, meu tráfego cai de vez em quando.

641 decline

É um saco quando seu tráfego cai 6,94% em uma semana e é assustador quando essa tendência continua. Mas quando isso acontece, siga isso e você vai conseguir reverter a tendência do seu tráfego decadente.

Qual estratégia você deve seguir?

Tem algumas estratégias de SEO que eu uso para conseguir mais tráfego e que funcionam bem até hoje. Se você segui-las, provavelmente vai conseguir mais tráfego com o tempo:

Existem milhares de outras táticas e estratégias que as pessoas usam, mas as quatro principais que eu mencionei acima ainda funcionam bem no cenário competitivo de busca de hoje em dia.

Conclusão

Sim, você quer estar sempre melhorando seu tráfego de busca com o tempo, mas ficar obcecado com se uma palavra-chave está ou não ranqueando em primeiro lugar não significa muita coisa.

SEO passou para uma estratégia de cauda longa. O objetivo não é ranquear para uma palavra-chave, ou até cem ou mil… O objetivo é ranquear para centenas ou milhares, senão milhões de palavras-chave ao longo do tempo.

E, contanto que essa tendência esteja subindo continuamente e para a direita, você se manterá bem.

Uma ótima maneira de verificar se as coisas estão indo na direção certa é através do Ubersuggest. Ao inserir o seu domínio, você verá um gráfico parecido com este aqui:

keyword rankings


O objetivo é fazer com que o número total de palavras-chave aumente de forma progressiva e que a pequena barra verde suba continuamente ao longo do tempo, pois isso significa que uma parte maior de suas publicações está subindo no Google.

E aí? Você vai continuar focando nos rankings?

Compartilhe