Metas SMART: O Que São, Como Definir, Exemplos e Muito Mais!

metas smart com perguntas

Alcançar o sucesso parece um tanto subjetivo, mas não quando você define metas SMART.

Esse é um atalho realmente poderoso para aproximar seus projetos daquilo que propôs para eles.

E uma das coisas mais legais é que suas aplicações são as mais variadas possíveis. Tem meta SMART pessoal, profissional e também corporativa, quando são os interesses da empresa que estão em jogo.

Tenho certeza de que, em algum momento, você já ficou em dúvida sobre o futuro.

Onde estarei daqui a 10 anos? No que invisto minhas economias? Qual deve ser a prioridade na carreira? Em qual setor o negócio deve concentrar esforços?

São dúvidas comuns, cuja resposta exige planejamento. Porque não dá para simplesmente estabelecer o caminho A ou B sem pesar prós e contras e a própria viabilidade da ideia, por exemplo.

É justamente aí que o método SMART de definição de metas entra.

Estou falando de uma metodologia, um conceito, uma ferramenta. Não é chute ou achismo.

Bem melhor para atingir resultados assim, concorda?

Neste guia, preparei para você tudo o que precisa saber a respeito.

Além de avançar sobre o significado de metas SMART, vou explicar de maneira simples como usar esse conhecimento a seu favor.

Você também vai conferir exemplos de objetivos e metas empresariais e pessoais, para colocar o aprendizado em prática hoje mesmo.

Então, vamos começar?

O que são metas SMART?

Metas SMART é o nome de uma metodologia que estabelece critérios para a definição de objetivos, sejam eles de ordem pessoal ou profissional, individuais ou coletivos – no caso de empresas.

O conceito é um acrônimo, ou seja, formado a partir da letra inicial de cada um dos seus atributos na língua inglesa, que são Specific (específico), Measurable (mensurável), Attainable (atingível), Relevant (relevante) e Time based (temporal).

Ao seguir tais diretrizes, é possível definir uma meta de maneira inteligente, que é justamente o significado em inglês da palavra smart.

Como você pode ver, a ideia por trás do método é bastante simples, assim como a sua aplicabilidade – o que vou destacar na sequência.

Sua proposição é atribuída a George Doran, então executivo da Washington Water Power, que em 1991 a apresentou no artigo “There’s a S.M.A.R.T. Way to Write Management’s Goals and Objectives” – Há um caminho inteligente para escrever os objetivos e metas da administração, em tradução livre.

Ou seja, originalmente, o conceito de metas SMART foi pensado para empresas.

Doran acreditava que gestores ficavam confusos ao descrever os resultados que desejavam alcançar e que isso acontecia pelo excesso de informações que buscavam para isso, prejudicando o foco na tarefa.

Assim, ao pensar apenas na sigla SMART e levar o conceito para cada objetivo corporativo, eles seriam mais facilmente alcançados.

A aceitação foi grande e muita gente avançou nos estudos sobre a metodologia, o que resultou no uso do modelo também em âmbito pessoal.

Vale dizer ainda que Doran sugeriu um caráter flexível às metas SMART, partindo da ideia de que nem todo objetivo terá os cinco atributos. Para ele, por exemplo, nem tudo que é relevante pode ser mensurado.

Mas o que a prática tem demonstrado é que, quanto mais o conceito é incorporado na íntegra, mais eficaz ele se revela.

S: Specific, ou específica

especifica

O primeiro passo para utilizar as metas SMART como ferramenta é definir um objetivo que seja específico.

Mas o que significa isso?

Que o resultado que se deseja alcançar precisa ser bastante direto, nada subjetivo.

Para ficar mais claro, vamos a um exemplo.

É errado definir “aumentar as vendas” como meta, mas é correto estipular “aumentar as vendas em 5% em dois meses”.

Da mesma forma, objetivos como “atrair mais clientes”, “elevar a satisfação do consumidor”, “reduzir gastos” ou “aumentar a produtividade” são muito genéricos.

Tenha em mente o seguinte: qual vai ser o marco a determinar que a meta foi alcançada?

No caso da atração de clientes, por exemplo, serão cinco novos parceiros? Ou em percentual, algo como 10% mais clientes?

Esse exercício dá a você e ao seu time (no caso da empresa) um objetivo pelo qual lutar.

Também permite que as ações para atingi-lo sejam mais facilmente planejadas. Ou seja, os caminhos até a concretização da meta.

Como definir uma meta específica

Como em todas as etapas da metodologia de metas SMART, a definição de um objetivo específico se vale de uma série de perguntas.

A ideia desse exercício é promover a reflexão sobre onde se deseja chegar.

Você pode fazer a análise de modo individual ou reunir a equipe para uma reunião do tipo brainstorming, a famosa tempestade de ideias.

Veja algumas questões que ajudam nessa definição:

  • O que se espera alcançar com essa meta?
  • Por que ela é importante?
  • Quem será responsável por ela?
  • Onde serão realizadas ações em prol da meta?
  • De que forma ela será alcançada?

Definição de meta específica na prática

Confira agora um exemplo prático da construção a partir das perguntas sugeridas.

O que se espera alcançar com essa meta?

Redução de 20% dos gastos com folha de pagamento.

Por que ela é importante?

Para equilibrar o caixa e permitir investimentos.

Quem será responsável por ela?

Setor de recursos humanos.

Onde serão realizadas ações em prol da meta?

Em setores diversos da empresa.

De que forma ela será alcançada?

Cada gerente deve apresentar sugestões de cortes, remanejamento de funcionários e possíveis terceirizações.

M: Measurable, ou mensurável

mensuravel

Definir uma meta mensurável significa ter a possibilidade de acompanhar o seu progresso e, ao final, identificar quando ela foi alcançada.

Porque de nada adianta você colocar em prática um plano de ação se não há como acompanhar se ele vem dando certo.

Quer um exemplo?

Imagine que o objetivo é posicionar a sua empresa como uma das dez mais importantes do país no segmento em que atua.

Essa é uma meta específica, certo? Mas talvez ela não seja mensurável.

Afinal, existe algum ranking idôneo que faça a análise de participação do mercado? E se não houver, como descobrir qual a sua posição atual e quem são os principais adversários nessa disputa?

No fim das contas, talvez você perceba que tal classificação é subjetiva para o seu ramo, o que inviabiliza a medição.

É muito diferente do que acontece ao determinar como meta o aumento nas vendas, por exemplo.

Esse é um indicador relativamente fácil de acompanhar – basta ter os registros de suas operações organizados.

Como definir uma meta mensurável

Basicamente, você precisa fazer apenas três perguntas para definir uma meta mensurável.

São elas:

  • Que resultado é esperado com a meta?
  • Como esse resultado pode ser mensurado?
  • Em quanto tempo ele deve ser alcançado?

Definição de meta mensurável na prática

Realizadas as perguntas, é só colocar em prática a sua meta mensurável. Veja um exemplo:

Que resultado é esperado com a meta?

Reduzir os gastos com folha de pagamento em 20%.

Como esse resultado pode ser mensurado?

Avaliando a evolução específica desse centro de custos.

Em quanto tempo ele deve ser alcançado?

Em até seis meses.

A: Attainable, ou atingível

atingivel

Agora, vem aquela que talvez seja a parte mais óbvia das metas SMART, mas nem por isso pode ser deixada em segundo plano.

Ao definir um objetivo atingível, você separa a fantasia da realidade. Ou seja, sua missão aqui é estabelecer algo viável, que pode ser alcançado.

E não falo de metas claramente impossíveis, como faturar mais que o Facebook ou ter mais unidades que o McDonald’s.

Seus esforços devem compreender objetivos que estejam ao alcance da sua equipe e empresa.

Ampliar a carteira de clientes em 10% pode parecer uma meta atingível – e de fato é para muitas empresas.

Mas e para o seu negócio? Essa é a avaliação que você precisa fazer com cautela.

Se errar na definição, em vez de resultados, vai colher insatisfação, frustração e desmotivação de funcionários que sabem que serão cobrados por algo que vai além das suas possibilidades.

Como definir uma meta atingível

Mais do que perguntas, a definição de uma meta atingível exige reflexão.

Olhe para dentro da empresa, analise seus pontos fortes e fracos e veja que recursos hoje são pouco explorados e podem potencializar suas ações para chegar onde deseja.

Nessa análise, considere os seguintes pontos:

Do ponto de vista financeiro, a meta parece realizável?

Em termos de estrutura, incluindo recursos humanos, é necessário e possível realizar investimentos em prol da meta?

O que pensam aqueles diretamente envolvidos no esforço exigido pela meta?

Algo semelhante já foi tentado anteriormente e com que resultados?

R: Relevant, ou relevante

relevante

Para explicar o que é uma meta relevante, vale voltar na definição da meta específica, mais exatamente nesta pergunta: por que ela é importante?

A relevância do objetivo traçado tem relação total com a motivação em alcançá-lo. E isso vale não apenas para o gestor, mas para todos os envolvidos, principalmente aqueles na linha de frente do processo.

Aumentar as vendas, sem dúvida, é muito importante para o crescimento sustentável do negócio, o que faz dessa proposta uma meta relevante.

E se a empresa vai bem de saúde financeira, os funcionários se sentem mais seguros e, quem sabe, valorizados.

Por outro lado, a forma como a meta é definida pode levar a um entendimento oposto.

Alcançar maior participação no mercado é um motivo justo aos olhos de todos, mas não espere a mesma receptividade ao transmitir à equipe que deseja ser mais famoso que determinado concorrente.

Como definir uma meta relevante

Propor objetivos igualmente relevantes para todos os envolvidos é uma das chaves para alcançar os resultados que deseja.

Então, na hora de definir uma meta relevante, considere as seguintes questões:

  • Como a empresa será impactada pela meta?
  • A meta é vista como relevante por todos os envolvidos?
  • O momento é oportuno para ir em busca da meta?
  • Há prioridades que podem ser prejudicadas por essa meta?

Definição de meta relevante na prática

Confira um exemplo de aplicação das perguntas para definir uma meta relevante.

Para ele, considere que a meta proposta é a de abrir a primeira filial da empresa.

Como a empresa será impactada pela meta?

Será aberto um novo mercado, com possibilidade de maior faturamento.

A meta é vista como relevante por todos os envolvidos?

Sim, pois sinaliza saúde e estabilidade financeira.

O momento é oportuno para ir em busca da meta?

Sim, pois assim foi indicado por uma pesquisa de mercado e pela projeção de fluxo de caixa.

Há prioridades que podem ser prejudicadas por essa meta?

Não, pois a meta atende ao previsto no planejamento estratégico da empresa.

T: Time based, ou temporal

temporal

Para cumprir com o último dos atributos das metas SMART, volte as atenções ao calendário e anote: uma meta sem prazo de realização oferece um atalho para a procrastinação.

O que acontece nesses casos?

Você tem o objetivo em mente, mas como não tem data para realizar, acaba adiando para amanhã – e esse amanhã nunca chega, não é verdade?

O melhor a fazer é definir um cronograma com uma previsão de datas para cada uma das tarefas que prever no plano de ação.

Sim, você precisa de um planejamento para realizar a meta, mas também depende de organização para tudo funcionar e chegar aos resultados desejados.

Não significa que esse cronograma seja engessado e não possa sofrer ajustes. Mas é importante tentar seguir exatamente da forma que foi estabelecido.

E na hora de fazer essa definição, foque novamente na realidade: assim como estabelecer um prazo inviável prejudica a meta, jogar muito para a frente impacta o comprometimento com a sua realização.

Se você prestou atenção, deve ter notado que já no primeiro exemplo essa questão temporal foi atendida.

Foi quando ilustrei com a proposta de “aumentar as vendas em 5% em dois meses”.

Nesse cenário, considere que o prazo de dois meses foi definido depois de uma análise criteriosa sobre o histórico da empresa e sua estrutura, incluindo recursos humanos e materiais.

Como definir uma meta temporal

A definição de uma meta temporal, basicamente, exige de você dois recursos: informação e uma planilha.

A primeira você obtém ao conversar com a sua equipe, ouvindo o que cada membro do time tem a dizer sobre datas.

Esse cuidado assegura o atendimento à meta dentro em um prazo viável.

É também nesse momento que você registra o comprometimento de cada um com a realização do projeto, já que todos participaram da definição de datas.

Já a planilha pode ser substituída por um software, ferramenta online ou mesmo um aplicativo do tipo Trello ou Asana.

Serve para planejar e acompanhar o desenvolvimento de todas as ações previstas como necessárias para que a meta seja alcançada.

Definição de meta temporal na prática

Veja na tabela abaixo um exemplo resumido de um cronograma de ações, com prazos e responsáveis pelo gerenciamento da tarefa.

A meta hipotética compreende aumentar o número de visitantes ao site da empresa, passando de 10.000/mês para 50.000/mês em um ano.

Ação Prazo Responsável
Definir orçamento de marketing Até 05/02 Depto. de marketing
Avaliar mudanças no desenvolvimento do site Até 10/02 Ana
Contratar consultoria de SEO Até 15/02 Marcos
Planejar novos conteúdos no blog Quinzenalmente Felipe
Produzir 100 artigos para o blog Duas entregas por semana João
Criar fanpage no Facebook Até 20/02 Guilherme
Definir estratégia de links patrocinados Até 20/02 Fabíola
Acompanhar métricas do site Quinzenalmente Eduardo

Exemplos de metas SMART pessoais

Se você tem metas pessoais a atingir, saiba como a ferramenta SMART pode ajudar.

Observe os exemplos abaixo.

1. Emagrecer 10 quilos em 12 meses

  • Específica: estabelece com precisão o total de quilos a emagrecer
  • Mensurável: basta medir seu peso atual e monitorar a evolução até a data estabelecida como prazo para a sua realização
  • Atingível: não estamos falando de nenhuma missão impossível
  • Relevante: no seu ponto de vista, a meta é relevante e você se beneficiará dela
  • Temporal: estabelece o prazo de 12 meses para atingir seu objetivo.

2. Economizar R$ 15 mil para comprar um carro zero até agosto de 2019

  • Específica: determina a quantia necessária para a aquisição
  • Mensurável: conhecendo sua renda mensal e a necessidade de economia no período, você consegue planejar e mensurar o atendimento à meta
  • Atingível: você definiu valor e prazo que considera viáveis
  • Relevante: sua família precisa de um carro novo, então, a meta é relevante para todos
  • Temporal: estabelece agosto de 2019 como prazo de realização da meta.

3. Ser aprovado no próximo vestibular da universidade federal

  • Específica: sim, se considerarmos que você tem em mente um curso específico e uma universidade específica
  • Mensurável: se há um número X de vagas e você conquista uma delas, é porque seu desempenho pode ser mensurado
  • Atingível: com seu esforço e dedicação, a meta pode ser realizada
  • Relevante: para a sua carreira, essa aprovação pode ser fundamental
  • Temporal: como fala no próximo vestibular, a relação temporal está presente.

4. Começar a praticar meditação em até 30 dias

  • Específica: trata de uma ação bastante pontual
  • Mensurável: nesse caso, a mensuração é subjetiva, mas nem por isso inviabiliza a meta, como George Doran originalmente já alertava
  • Atingível: não há nada que impeça a sua realização
  • Relevante: para você, a meditação é relevante porque trará mais qualidade de vida
  • Temporal: o prazo de 30 dias traz o caráter temporal para a meta.

Exemplos de metas SMART empresariais

Vamos repetir o exercício do tópico anterior, agora falando sobre metas empresariais.

Acompanhe nos exemplos abaixo.

1. Contratar 10 novos vendedores em 90 dias

  • Específica: estabelece o total de vendedores que se pretende admitir
  • Mensurável: conhecendo o número atual de vendedores na equipe, é possível mensurar o total de funcionários incorporados no prazo
  • Atingível: é realizável se a empresa fez os cálculos das contratações
  • Relevante: para a empresa, significa mais vendas e maior faturamento
  • Temporal: estabelece 90 dias para a sua realização.

2. Aumentar o tráfego orgânico no site da empresa em 20% em 2019

  • Específica: define o percentual esperado de crescimento
  • Mensurável: há métricas específicas para acompanhar a evolução do tráfego no período
  • Atingível: depende de uma série de ações, mas é plenamente realizável
  • Relevante: para a empresa, significa maior visibilidade na web
  • Temporal: determina que a meta seja atingida em 2019.

3. Ampliar em 15% o número de clientes fixos até o final do ano

  • Específica: estabelece um percentual exato de crescimento desejado
  • Mensurável: ao conhecer a atual carteira de clientes, é fácil mensurar a chegada de novos até o final do ano
  • Atingível: exige um esforço que está ao alcance da empresa
  • Relevante: representa mais receitas e também a estabilidade da empresa no mercado
  • Temporal: não é tão específica ao falar em final do ano, mas pode ser aceito como prazo.

4. Investir 10% menos em publicidade e 5% mais em marketing de conteúdo nos próximos 12 meses

  • Específica: é uma meta duplamente específica
  • Mensurável: se há controle sobre os valores atualmente investidos, a empresa consegue mensurar as alterações
  • Atingível: se atende ao orçamento de marketing da empresa, é uma meta viável
  • Relevante: há expectativa de um melhor retorno sobre o investimento a partir da mudança
  • Temporal: o prazo de 12 meses torna a meta temporal.

Como as metas SMART podem alavancar seus resultados

resultados

A grande sacada das metas SMART está em garantir o foco nos objetivos, sejam eles pessoais ou da empresa.

Ao longo deste artigo, você viu uma série de situações que demonstram exatamente isso.

Um ótimo exemplo é o da clássica meta de aumento nas vendas.

Imagine o gestor reunindo sua equipe e dando um aviso: “Nós precisamos bater nossas metas e vender mais”.

Só que ninguém na empresa sequer sabe quais são as metas. E quando não se sabe o destino, qualquer ponto de chegada serve.

É uma armadilha, como você deve imaginar.

Já se a definição vem acompanhada de embasamento, tudo muda.

Todos ali sabem que a empresa fatura um determinado valor mensal com as vendas e que, a partir do esforço coletivo, é possível aumentar essas receitas em 20% ao longo de 2019.

Pronto: você alcançou aí uma meta específica, mensurável, atingível, relevante e temporal.

O reflexo disso tende a aparecer no dia a dia, conforme as contribuições da ferramenta são colocadas em prática.

Afinal, você compreende onde está e do que precisa para chegar onde deseja.

Conclusão

Este artigo trouxe um guia completo sobre as metas SMART, uma metodologia simples, mas eficaz para definir objetivos realizáveis.

Conforme você entende e domina o conceito, se habilita a utilizar as suas contribuições em diferentes áreas da vida.

E, ao traçar metas de forma clara, mais próximo você fica da realização de seus sonhos.

É resultado que você quer? Então, fuja da subjetividade e pense SMART.

Quais são alguns objetivos que você deseja alcançar daqui para a frente?

Se o artigo ajudou, compartilhe nas suas redes sociais.

Compartilhe