Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Marketplace do Facebook: Descubra o Que É e Como Usar Para Vender

ferramenta marketplace no alicativo mobile do facebook

O Marketplace do Facebook chegou discretamente ao Brasil, gerando dúvidas e expectativas nos usuários.

Afinal, como funciona esse canal de vendas e qual será seu impacto no e-commerce brasileiro?

Desde o início de 2018, você já pode comprar, vender e anunciar itens de várias categorias, de roupas a veículos, e até oferecer locações de imóveis e vagas de emprego.

Os classificados atingem cerca de 550 milhões de pessoas que já usam os grupos de compra e venda, segundo dados do Facebook publicados no TechTudo.

No mundo todo, cerca de 800 milhões de usuários já usam o Marketplace do Facebook em 70 países, como informou o próprio Mark Zuckerberg à CNET.

A grande aposta do serviço é usar a geolocalização para indicar itens próximos a você, além da facilidade em publicar e interagir na plataforma.

Os detalhes você vai conhecer ao longo deste artigo, que destrincha as principais funcionalidades da plataforma.

Recomendo que você leia as próximas linhas com atenção, porque alguns dos recursos são especialmente interessantes.

O que é o Marketplace do Facebook?

ícones do facebook dentre eles do marketplace do facebook

Marketplace do Facebook é um shopping online integrado à plataforma que permite a compra e venda de produtos entre usuários da rede social.

Com ele, você pode descobrir produtos à venda em locais próximos e anunciar suas próprias ofertas, trocando mensagens diretas com compradores no Messenger.

Tanto pessoas físicas quanto empresas podem usar esse recurso para descobrir, comprar e vender itens, mas sob condições diferentes.

Para os perfis pessoais, o Marketplace Facebook é gratuito e permite colocar qualquer item à venda, desde que esteja dentro das políticas comerciais e padrões de comunidade da plataforma.

Seu lançamento oficial foi em outubro de 2016, quando o serviço foi anunciado como uma alternativa para quem já utiliza os grupos de venda.

No Brasil, o recurso só foi liberado em janeiro de 2018, quando já funcionava em 47 países.

A novidade foi muito bem-vinda, pois os feeds dos grupos nunca foram muito práticos para encontrar produtos, devido ao fluxo constante de atualizações.

Com o Marketplace do Facebook, é muito mais fácil buscar itens por categoria e localização, além de contar com notificações sobre novos itens em grupos.

Isso porque os próprios itens publicados em grupos da categoria “compra e venda” são automaticamente listados na plataforma.

Para melhorar ainda mais a experiência, a rede social passou a aplicar recursos de inteligência artificial ao seu marketplace, conforme informações coletadas em outubro de 2018 pela TecMundo.

Em comemoração aos dois anos do serviço, o Facebook usou a IA para sugerir automaticamente faixas de preço e categorias de produto aos vendedores, facilitando as vendas online.

Além disso, a rede anunciou que está testando recursos de câmera para reconhecer e recomendar produtos aos usuário.

Assim, será possível encontrar produtos semelhantes a partir de uma foto, como na pesquisa reversa do Google Imagens.

Como acessar o Marketplace do Facebook?

ícone do marketplace dofacebook em tela de smartphone

Para entrar no Marketplace do Facebook, basta acessar o endereço facebook.com/marketplace.

Mesmo sem uma conta na rede social, você conseguirá visualizar os produtos à venda em locais próximos, com os destaques apresentados em “Seleções mais relevantes”.

Logo abaixo, você terá várias ofertas organizadas em categorias como Bebês e crianças, Brinquedos e jogos e Venda de imóveis residenciais.

Se estiver logado na sua conta, você verá primeiramente as atualizações do Marketplace e terá recomendações personalizadas com base em seu histórico de navegação na rede social.

Você também pode acessar o marketplace no computador, diretamente da sua Página inicial, logo abaixo dos ícones do Feed de Notícias, Messenger e Watch.

No app do Facebook, a área de compra e venda pode ser acessada no menu dos três traços horizontais, abaixo das páginas e junto às opções de eventos, amigos e grupos.

Como funciona o Marketplace do Facebook?

O Marketplace do Facebook funciona como um intermediador entre vendedores e compradores, que permite o anúncio de vários tipos de produtos.

No entanto, a plataforma não se responsabiliza pela transação nem pela entrega do item, que devem ser combinadas por mensagem privada entre as duas partes.

Assim, todo o processo de negociação ocorre por meio do Facebook Messenger, sem opções de mediação de pagamento.

Nessa primeira fase de testes, o serviço está focado nas vendas pontuais e informais entre usuários.

Já as empresas podem anunciar seus produtos e lojas da página do Facebook na plataforma, mas precisam recorrer aos parceiros de classificados para inserir suas ofertas no marketplace.

Como comprar no Marketplace do Facebook?

pessoas acessando laptop segurando cartão de crédito

Comprar no Marketplace do Facebook é bastante simples e intuitivo.

Você só precisa clicar ou tocar no item desejado para conferir todas as condições do anúncio e enviar uma mensagem ao vendedor.

Ao abrir o item no computador, você terá a opção de salvar ou compartilhar o anúncio e terá acesso ao perfil, data de entrada no Facebook e localização do vendedor.

Já no aplicativo, você terá as opções extras de ocultar o classificado e até de denunciar o conteúdo e o vendedor em caso de suspeita de fraude.

Outras informações que aparecem no app são os grupos de compra e venda e páginas relacionadas.

Para agilizar a compra, você pode enviar sua oferta logo na primeira mensagem, ou, se preferir, apenas pedir detalhes sobre o produto e verificar sua disponibilidade.

Durante a negociação, você deverá combinar o valor, a forma e prazo de pagamento, local da entrega e outros detalhes diretamente com o anunciante.

Vale lembrar que o Facebook deixa claro que não tem nenhuma responsabilidade sobre esses acordos e transações.

Como vender no Marketplace do Facebook?

carrinho de compras e caixas em cima de teclado de laptop

Se a sua dúvida é como vender no Marketplace Facebook, o processo também é muito simples.

Como pessoa física, você deverá criar um classificado público que ficará visível para todos na plataforma e poderá ser encontrado pelas pesquisas (dentro e fora do Facebook).

Para isso, basta seguir estes passos:

  1. Acesse o marketplace pelo celular ou computador
  2. Clique em “Vender um item” no desktop ou “Vender” no app
  3. Escolha entre as quatro categorias: item para venda (produto), veículo para venda, imóvel para locação ou emprego por contrato.
  4. Selecione a categoria do seu anúncio, título do item, preço e local
  5. Insira uma descrição e até 10 fotos para seu item (no celular, você também pode acrescentar tags)
  6. Clique em avançar e confirme a publicação do seu anúncio.

Antes de criar seu classificado, verifique as Políticas Comerciais para ter certeza de que o item é permitido na plataforma.

Para empresas, o programa de e-commerces no marketplace ainda não chegou ao Brasil, mas é possível se cadastrar em uma lista de interesse.

No programa dos EUA, as empresas conseguem exibir seus inventários na plataforma por meio de parceiros de classificados, como Big Commerce, Shopify e Zentai.

Embora o Facebook não cobre taxas para exibir os produtos, os parceiros podem cobrar pelo serviço de intermediação.

Como anunciar no Marketplace do Facebook?

casal acessando laptop junto de cartão de crédito em mãos

Por enquanto, as empresas brasileiras podem anunciar sua loja e itens no marketplace e alcançar mais pessoas, mesmo que não publiquem diretamente na plataforma.

Para fazer um anúncio, você só precisa acessar a ferramenta Gerenciador de Anúncios do Facebook e configurar a campanha normalmente, como nos posts patrocinados.

Desse modo, seus anúncios serão estendidos do Feed de Notícias para o marketplace, com opções para exibição no Instagram, Audience Network e Messenger através dos posicionamentos automáticos.

Ao criar seu anúncio, você poderá escolher entre os seguintes objetivos:

  • Reconhecimento da marca
  • Alcance
  • Tráfego
  • Visualizações do vídeo
  • Geração de cadastros
  • Mensagens
  • Conversões
  • Vendas do catálogo
  • Tráfego para o estabelecimento.

As especificações para vídeos e imagens do marketplace são as mesmas do Feed de Notícias, e seu anúncio deverá ser aprovado antes da veiculação.

Como tirar um anúncio do Marketplace do Facebook?

homem segurando smartphone e cartão de crédito

Você pode remover um anúncio do Marketplace do Facebook a qualquer momento.

No computador, basta clicar no menu “Venda” na coluna à esquerda, selecionar a opção “Gerenciar” e, em seguida, “Excluir item” no anúncio desejado.

No celular, basta acessar a área “Seus classificados” no perfil do marketplace, tocar nos três pontos para mais opções e selecionar “Excluir classificado”.

Como você poderá notar, existem outras opções além de deletar o seu anúncio definitivamente.

Você também pode marcar o item como vendido e deixá-lo no ar ou marcar como pendente em caso de negociações em andamento.

Nesse caso, você terá como torná-lo disponível novamente se a finalização não der certo com o comprador atual.

Outras ações disponíveis na plataforma são a edição do classificado, compartilhamento do anúncio na linha do tempo e várias modalidades de anúncio pelo Facebook Ads.

Como desativar o Marketplace do Facebook?

aplicativo mobile facebook em smartphone

O marketplace está integrado ao Facebook e não pode ser completamente desativado.

No entanto, você pode excluir e finalizar anúncios, como já aprendemos, e também desativar as notificações da plataforma e grupos de compra e venda.

Para isso, selecione o ícone da seta para baixo, no canto superior direito do Facebook, e vá até “Configurações > Notificações”.

Escolha a opção “No Facebook” e selecione “Marketplace”, onde está a descrição “Escolha se você quer receber notificações sobre itens nos quais você tem interesse e sobre a atividade do seu grupo de compra e venda.”.

Na janela, você poderá ligar e desligar notificações para os seguintes itens:

  • Grupo de compra e venda
  • Status do classificado
  • Itens salvos
  • Itens em destaque
  • Preços reduzidos
  • Recomendações para você
  • Itens similares
  • Lembretes de mensagens.

No celular, é só navegar por “Configurações> Configurações de notificação> Marketplace” e permitir ou não as notificações da plataforma.

Se você for um administrador de contas do Google em uma empresa, você também pode desativar o aplicativo do Marketplace para os usuários desejados.

Para isso, basta acessar o Google Admin Console, selecionar “Apps > Aplicativos do Marketplace” e clicar em “Editar Serviço”.

Então, apenas ative ou desative o app conforme a unidade organizacional desejada e clique em “Modificar” para manter suas configurações atuais.

9 dicas de segurança para o Marketplace do Facebook

segurança no aplicativo facebook

Agora você já sabe como publicar no marketplace Facebook e aproveitar suas funcionalidades.

Mas, devido à liberdade e ausência de fiscalização das transações na plataforma, há uma série de cuidados que você deve tomar para evitar fraudes e situações de risco.

Confira as principais dicas de segurança para usar bem o recurso.

1. Desconfie

À primeira vista, ver o perfil do vendedor exposto no anúncio pode transmitir uma sensação de segurança.

Mas é comum a ocorrência de perfis hackeados e falsos no Facebook, que podem ter altos níveis de complexidade e enganar até os olhares mais atentos.

Por isso, não se deixe levar por curtidas, comentários, fotos e publicações em perfis, como se fossem um atestado de confiabilidade do usuário.

2. Cuide da sua privacidade

laptop com acesso ao facebook e smartphone em página de privacidade do app mobile

No marketplace do Facebook, vale a regra de ouro das compras online e em qualquer outro canal: nunca compartilhe suas informações financeiras, como dados bancários, senhas e documentos.

A recomendação se aplica a vendedores e compradores, pois é essencial para proteger a privacidade dos usuários na plataforma.

Uma dica importante: se estiver vendendo produtos eletrônicos como celulares e computadores, lembre-se de apagar seus arquivos e informações pessoais do dispositivo antes de entregá-lo ao comprador.

3. Pague em dinheiro ou formas de pagamento confiáveis

papéis com gráficos e calculadora acompanhando smartphone acessando o aplicativo mobile facebook

Na hora de combinar o pagamento do item, prefira dinheiro em espécie no ato da entrega ou formas de pagamento eletrônico, como PayPal.

Se preferir pagar por depósito ou transferência bancária, use diretamente o site do banco e evite links de pagamento.

Vale lembrar que todos os tipos de cheques podem ser falsificados, e não há garantia de terceiros nos pagamentos da plataforma.

4. Verifique o item pessoalmente

A única forma de garantir as condições do item vendido é a verificá-lo pessoalmente antes de efetuar o pagamento.

Você também pode solicitar certificados de autenticidade e notas fiscais de compra, no caso de produtos de alto valor como acessórios de luxo, relógios e joias.

Lembre-se: se optar pelo envio via Correios ou transportadora, você não terá como avaliar o objeto, sendo por sua conta e risco.

5. Tome cuidado com veículos

O cuidado deve ser redobrado ao comprar carros pelo marketplace, que precisam ser conferidos e revisados de perto.

É importante desconfiar de preços muito baratos, solicitar o histórico do veículo e realizar uma vistoria prévia com um mecânico de confiança.

Ao vender carros, fique atento aos golpes com cheques sem fundo e falsos custos de seguro.

6. Não compre ou venda itens falsificados

A venda de itens falsificados é ilegal na maioria dos países e expressamente proibida nas regras do Facebook.

Segundo a política do site, serão considerados “piratas” as réplicas de produtos de outras empresas e cópias da marca comercial ou detalhes característicos do item.

Por isso, você deve analisar cuidadosamente os anúncios para verificar sua autenticidade.

7. Marque o encontro em um lugar público

Ao se encontrar com uma pessoa do marketplace, marque em um lugar público de grande circulação.

Algumas sugestões são shoppings, cafés, praças públicas, restaurantes e estações de metrô.

Ao sair para o encontro, lembre-se de avisar amigos e familiares sobre a localização e propósito, além de compartilhar o perfil do comprador ou vendedor.

8. Denuncie anúncios que violam as políticas do Facebook

ilustração sobre denúncias

A inteligência artificial do marketplace está cada vez melhor em detectar e excluir conteúdos proibidos e falsos, mas você também pode fazer sua parte denunciando anúncios impróprios.

Segundo a política comercial do Facebook, é proibido vender os seguintes itens:

  • Drogas ilegais, prescritas ou recreativas
  • Produtos de tabaco e acessórios relacionados
  • Suplementos perigosos para a saúde
  • Armas, munições ou explosivos
  • Animais
  • Produtos ou serviços para o público adulto
  • Bebidas alcoólicas
  • Itens de saúde, como dispositivos médicos e cigarros eletrônicos
  • Serviços de jogos de azar que valem dinheiro real
  • Produtos enganosos, ilusórios ou ofensivos
  • Produtos com posicionamento extremamente sexualizado
  • Assinaturas ou produtos digitais
  • Mídia digital ou dispositivos eletrônicos que transmitem conteúdo não autorizado
  • Moedas falsas, virtuais ou reais
  • Conteúdos sem fins comerciais como notícias e publicações de opinião
  • Produtos que violem direitos de propriedade intelectual de terceiros
  • Anúncios que contenham qualquer tipo de discriminação.

Ao denunciar essas práticas, você ajuda a tornar o marketplace mais seguro para todos os usuários.

9. Denuncie usuários que violam as regras da comunidade

Outra forma de contribuir com a segurança do marketplace é denunciar vendedores e compradores que apresentam práticas abusivas e fora dos padrões da comunidade.

Se você for vítima de uma fraude ou identificar comportamentos abusivos como bullying e assédio, poderá usar o recurso “Denunciar vendedor” para informar o Facebook sobre o ocorrido.

A rede social também recomenda que você entre em contato com a polícia local em caso de crimes como golpes financeiros, ameaças e estelionato.

Lembrando que a denúncia é totalmente privada e será avaliada pelos responsáveis da empresa.

Outras condutas proibidas na rede são os discursos de ódio, violência explícita, nudez, abordagens sexuais, conteúdo cruel e insensível, violação de privacidade e comportamentos criminosos.

Inclusive, você pode preencher um formulário de denúncia especial caso o usuário tenha bloqueado seu perfil e você não consiga denunciá-lo diretamente.

Conclusão

Se você chegou até aqui, deve ter notado que há muito a ser descoberto e explorado no Marketplace do Facebook.

Por enquanto, a rede social não está interferindo nas negociações, mas a tendência é que haja uma regulamentação mais complexa daqui para frente.

Outro ponto é que, aqui no Brasil, a plataforma ainda está totalmente focada no modelo C2C (consumidor para consumidor), sem muito espaço para as empresas.

Mas acredito que não vai demorar muito até que as funcionalidades profissionais cheguem por aqui, incluindo meios de pagamento pelo Messenger e integração de lojas virtuais ao marketplace.

Até lá, vou ficar de olho nas novidades e potencial dessa ferramenta.

E você, o que achou do Marketplace do Facebook?

Já comprou, vendeu ou anunciou algo?

Ajude a levar essa discussão adiante com seu comentário.

Compartilhe