Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Marketing digital para empresas: o que é e como fazer

Marketing digital para empresas

Investir em marketing digital para empresas dá resultado.

Essa é a única conclusão possível após constatar que 97% das empresas consideram a criação de conteúdo como parte importante de suas estratégias.

O número está na pesquisa State of Content Marketing 2022 Global Report, da SEMRush (em inglês), que ouviu 1,5 mil executivos de empresas de diferentes segmentos.

Isso só reforça o que diz um estudo da PR Newswire (também em inglês), segundo o qual, o crescimento estimado para o setor de marketing digital é de 9% até 2026.

Na sua empresa, o marketing digital é prioridade ou você acha que precisa dar mais atenção a esse aspecto?

Neste texto, vou mostrar as melhores estratégias, canais e também o que não fazer para que seus esforços tragam resultados.

Acompanhe!

O que é marketing digital para empresas?

Marketing é a coordenação de ações, estratégias e meios para promover marcas e potencializar vendas, inclusive no meio online.

O marketing digital é mais uma forma de se fazer marketing, assim como no passado (e ainda hoje) certas empresas recorriam ao telemarketing, mala direta e outros canais de promoção.

O que muda, então, no caso do marketing digital?

Uma das mudanças mais radicais é que, por ser digital, o marketing passou a ser inbound, ou seja, de dentro para fora das empresas.

Elas ganharam uma liberdade de ação maior, podendo conduzir suas próprias campanhas sem depender tanto de agentes externos.

Apesar de haver ótimas agências de marketing digital, essa não é mais uma primazia das empresas especializadas.

A liberdade, por sua vez, mudou a relação que as empresas tinham com seus times de marketing e vendas, como veremos a seguir.

Qual a importância do marketing digital para as empresas?

Segundo o Hubspot (conteúdo em inglês), 63% das empresas reforçaram seus orçamentos para o marketing digital no ano passado.

Essa é mais uma das tantas estatísticas que reforçam a importância que essa modalidade de marketing ganhou para negócios de todos os nichos.

Tamanha relevância não se justificaria se a digitalização do marketing não gerasse resultados concretos.

É isso que vamos ver com mais detalhes a partir de agora.

Visibilidade e audiência

Uma pesquisa do Google com a Ipsos MediaCT (em inglês) revela que os anúncios online aumentam o brand awareness (reconhecimento de marca) em 80%.

Poucos canais são tão eficazes para gerar visibilidade imediata para produtos e marcas.

Talvez a TV seja uma concorrente à altura, mas no caso dos anúncios em plataformas digitais, temos uma vantagem considerável: podemos monitorar a audiência.

Outra vantagem que torna os anúncios online mais vantajosos é a segmentação muito mais refinada.

Portanto, se você quer ser visto pelas pessoas certas, não deixe de investir neles.

Comunicação com o público

Lembro bem, quando era criança e a internet ainda não estava tão difundida, de ver meus programas favoritos na TV e ficar com vontade de interagir com os convidados e apresentadores.

Era legal, mas ficava um sentimento de impotência, sabe?

A internet mudou a relação das pessoas com as marcas, artistas e produtores de conteúdo, ao abrir a possibilidade de diálogo direto.

Hoje, em vez de mandar cartas ou ligar, posso simplesmente me comunicar com as empresas via chat ou mesmo pelo WhatsApp.

Isso sem contar as redes sociais e o bom e velho e-mail.

Presença forte na internet

Marketing digital para empresas

Este infográfico (em inglês) publicado pela Serp Watch mostra um dado interessante: a probabilidade de um consumidor buscar por uma marca depois de ver um anúncio na web é 155% maior.

Isso significa que quem investe em marketing digital mais do que dobra suas chances de tornar uma marca ou solução conhecida pelas pessoas.

Isso sem contar as vantagens do conteúdo, como mostra este outro infográfico da Demand Metrics (também em inglês), segundo o qual empresas que publicam em blogs têm quatro vezes mais páginas indexadas do que as que não publicam.

É muita diferença!

Investimento proporcional

Nem preciso encher o texto com estatísticas para deixar claro que, no marketing digital, o capital necessário para investir é muito mais enxuto, se comparado com os outros canais.

Não é necessariamente barato, mas existe uma flexibilidade bem maior.

Neste caso, um orçamento restrito não inviabiliza os investimentos.

Sempre há uma saída quando se trata de marketing digital.

Análise de resultados

Essa é outra característica que só aumenta a importância da digitalização do marketing.

Como vimos, ao passar para o ambiente virtual, o marketing passou a ser feito pelas próprias empresas.

Assim, elas ganharam a capacidade de acompanhar e analisar os resultados de seus esforços, coisa que antes era feita exclusivamente por agências.

Cabe ressaltar que essa liberdade não exclui, em certos casos, a necessidade de contar com especialistas, como veremos mais à frente.

A diferença é que, no digital, eles não são mais os únicos senhores donos de toda a informação.

Retorno em todos os prazos

O Return Over Investiment (ROI) é a métrica padrão para medir o sucesso de uma ação de marketing.

No digital, esse retorno não depende de prazos muito longos para acontecer, já que existem formatos e canais que geram resultados muito rápidos, como os anúncios pagos.

Nas redes sociais, é possível obter retorno em prazos não tão curtos, mas nem tão longos a ponto de exigir uma grande capacidade de investimento.

O marketing de conteúdo, por sua vez, é a melhor alternativa para quem pode investir um pouco mais de tempo e recursos, pensando em resultados duradouros.

Como fazer marketing digital para empresas?

A partir do que vimos, fica claro que cada canal de marketing digital é orientado para certos tipos de objetivo.

Se preciso de resultados imediatos, não vou recorrer ao conteúdo, por exemplo.

Mas se quero fazer da minha marca uma autoridade, então não há outro caminho fora do blogging.

Aliás, é essa variedade de estratégias, formatos e plataformas que continua me encantando no marketing digital.

Confira a seguir quais delas eu considero indispensáveis e alguns bons motivos para você investir nelas.

Blog

Quem tem blog atualizado constantemente gera 55% mais tráfego, de acordo com a Hubspot.

Esse é o canal de marketing digital por excelência para empresas que competem em nichos altamente especializados, como são a maioria das vendas B2B.

Quanto mais informação a venda de uma solução demandar, mais indicada será a publicação regular de blog posts.

Neles, você deverá usar em cada artigo palavras-chave que sirvam para atrair as pessoas que busquem por elas, principalmente no Google.

E se quiser se aprofundar no assunto, fica a dica de leitura do meu guia completo de SEO, aqui no blog.

E-mail marketing

Um estudo publicado no portal Marketing Insider (em inglês) revela que a taxa de abertura dos emails é de 21,8%, com uma taxa média de cliques de 2,78%.

Parece pouco, mas são índices bastante interessantes, até mesmo se compararmos com os anúncios no Facebook, cuja taxa de cliques em anúncios é de 0,89%.

Esse é mais um canal em que você pode apostar sem medo, desde que suas campanhas sejam corretamente configuradas e segmentadas, é claro.

Tráfego Pago

A Worldlead publicou uma pesquisa (em inglês) que parece até óbvia, mas que ajuda a dimensionar o tráfego pago e seus resultados.

Ela revela que pessoas que visitam um site depois de clicar em um anúncio têm 50% mais chances de comprar do que as que chegam por resultados orgânicos.

Talvez isso seja uma razão para eu ver tantas empresas apostarem todas as suas fichas em anúncios.

De fato, eles geram resultados rápidos e muito consistentes e são, por isso, um canal indispensável.

Por outro lado, quando a verba para os anúncios se esgota, os resultados cessam.

O que fazer, nesse caso?

SEO

Todo negócio é movido por vendas, isso ninguém discute.

No entanto, é preciso que essas vendas sejam recorrentes, certo?

Não adianta muito vender bem em uma semana e, na outra, não vender nada.

A maioria das empresas enfrenta esse desafio, sem saber o que fazer para manter um fluxo de negócios consistente.

Para seus gestores, eu sempre respondo que o melhor caminho é a otimização para motores de busca, o SEO.

Basicamente, o que o SEO faz é catapultar às primeiras posições das buscas os conteúdos que são relevantes para as pessoas.

Dessa forma, eles geram tráfego em longo prazo que, dependendo do segmento, pode permanecer nas primeiras posições por anos a fio.

Remarketing

Entenda o marketing digital para empresas

Precisamos conversar sobre o remarketing, esse incompreendido.

É até engraçado ver que, quando falo dele para os meus clientes, a maioria pensa que se trata apenas de oferecer um produto novamente para um comprador que já o conheça.

Pois é por pensar assim que vejo muitos falhando ao explorar essa alternativa.

O remarketing é uma estratégia baseada essencialmente na segmentação, cujo sucesso depende de saber o que levou uma pessoa a não ser convertida, com detalhes.

Claro que esse é um assunto extenso e que pede uma leitura mais aprofundada, que você pode fazer aqui mesmo, em um artigo completo sobre remarketing.

Vídeo Marketing

O estudo The State of Social Video (em inglês), da Animoto, eleva o Vídeo Marketing ao protagonismo que ele merece.

Ele destaca que 64% dos consumidores relataram que assistir a um vídeo de marketing no Facebook influenciou na sua decisão de compra.

Por outro lado, essa é uma modalidade de marketing digital que demanda um investimento maior, já que fazer vídeos requer um certo aparato.

É bom contar com pelo menos um cenário adequado, luzes e microfones para captar bem o áudio.

Inclusive conto como fazer isso em um artigo com 6 dicas infalíveis para fazer vídeos.

Por que muitas empresas fracassam no marketing digital

A democratização do marketing pelos meios digitais fez com que muitas empresas passassem a investir internamente no desenvolvimento de ações e estratégias.

Isso é ótimo, mas por outro lado, faz com que elas se arrisquem mais a errar.

Marketing digital pode até ser simples, mas está longe de ser simplório.

Vejo gestores confundindo esses conceitos e achando que o marketing digital não traz resultados.

Em geral, eles cometem falhas muito parecidas com as três que descrevo a seguir.

Falta de estratégia

“Olá Neil, sou o dono da empresa X. Quero fazer um anúncio do meu serviço hoje para aumentar as minhas vendas”.

Você consegue perceber onde está o erro nessa frase?

Se respondeu falta de direcionamento estratégico, acertou.

Recebo pedidos como esse com relativa frequência e, sempre que isso acontece, procuro alertar para a necessidade de, primeiro, contar com uma estratégia consistente.

Lembre-se: todos querem vender mais, mas para isso, é necessário direcionar corretamente os recursos disponíveis, considerando a concorrência, perfil do cliente e outros fatores.

Sem frequência

Outro erro relativamente comum é investir por um certo tempo e depois sumir.

Eu nunca vi uma empresa que sustentasse suas vendas por longos períodos sem investir periodicamente em marketing.

Exemplos disso são a Apple, Coca-Cola e o próprio Google.

Apesar de gigantes, essas empresas estão o tempo todo anunciando, pois sabem do impacto que isso gera nas vendas.

Inexperiência

Como eu disse antes, a abertura do marketing digital é boa, mas também dá espaço para pessoas sem experiência.

O problema é que o mercado não perdoa quem não faz direito e, quando isso acontece, o preço a se pagar é alto, principalmente pela perda de tempo.

Conte com a ajuda de uma empresa especialista

Fazer do próprio jeito é bom, o que não quer dizer que seja a melhor solução.

Em certos casos, a orientação de uma consultoria de marketing digital é o caminho mais indicado para reduzir os riscos de investir sem conhecimento de causa.

Uma agência também pode ajudar nesse sentido, apontando falhas, propondo alternativas para gerar vendas e otimizar conteúdos.

Seja qual for a sua escolha, tenha certeza de que, ao contar com profissionais, seus resultados tendem a ser melhores.

Conclusão

O marketing digital para empresas oferece diversas possibilidades para investir, inclusive para PMEs.

Você não precisa de orçamentos milionários para começar hoje mesmo uma campanha.

Como vimos, para gerar resultados consistentes, é fundamental compreender o que está sendo feito, especialmente na parte estratégica.

E você, tem sido bem sucedido em suas ações de marketing digital na empresa?

O que é marketing digital para empresas?

O marketing digital é mais uma forma de se fazer marketing, assim como no passado certas empresas recorriam ao telemarketing, mala direta e outros canais de promoção.

Por que o marketing digital é importante para empresas?

Segundo o Hubspot (conteúdo em inglês), 63% das empresas reforçaram seus orçamentos para o marketing digital no ano passado.

Essa é mais uma das tantas estatísticas que reforçam a importância que essa modalidade de marketing ganhou para negócios de todos os nichos.

NP Digital Brasil

Você quer resultados imediatos?

Minha agência pode fazer todo o trabalho pra você. Somos especialistas em:

  • SEO - Colocamos seu site no topo das pesquisas do Google
  • Mídia Paga - Fazemos seu negócio alcançar quem importa no momento certo
  • Data & Conversion Intelligence - Desbloqueamos as conversões do seu site e criamos dashboards para melhores análises

Fale com um especialista

Consultoria com Neil Patel

Compartilhe