Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

O Guia do Marketing sobre Beacon e Como Ele Afeta seu Negócio

A tecnologia Beacon é a nova queridinha do momento.

E tem o potencial de revolucionar completamente o mundo dos negócios e do marketing.

De acordo com um artigo da Business.com, com “o varejo está se tornando digital e as mídias digitais se voltando para o varejo”, essa tecnologia pode mudar as coisas completamente.

E será que isso já aconteceu?

Ainda não totalmente – mas parece bastante promissor.

A chave da versatilidade dessa tecnologia mobile baseada em localização está no seu tamanho e função.

Ela depende de pequenos dispositivos (beacons), normalmente do tamanho de um selo, usando sinais de Bluetooth de Baixa Energia (BLE) para transmitir informações para dispositivos móveis via aplicativos mobile.

Mas o que isso significa para os profissionais de marketing?

Significa que usar essa nova tecnologia pode facilitar seu trabalho e fazer com que seus esforços sejam muito mais frutíferos.

Por quê?

Esses dispositivos minúsculos estão cheios de insights e dados robustos. Eles são basicamente um one-stop-shop.

Além disso, eles removem muitos obstáculos que vêm com o trabalho tradicional de marketing.

O consumidor só precisa baixar um pequeno app e — BOOM!

Você está pronto para lhes entregar informações convenientes, relevantes e altamente específicas em momentos oportunos.

Isso está elevando o marketing personalizado e dinâmico a um novo nível.

Mesmo que a tecnologia ainda não tenha decolado no ritmo inicialmente projetado, está crescendo de forma constante.

E os experts preveem que sua popularidade vai explodir em um futuro não tão distante.

Então eu estou aqui para te mostrar tudo sobre como funciona a tecnologia Beacon, seu crescimento no mercado e seu potencial impacto no mundo dos negócios.

image12

Passo 1: Fique em dia com o hype

A tecnologia Beacon começou a ganhar popularidade em 2013, quando a Apple lançou o iBeacon.

Desde o lançamento alguns anos atrás, o Google criou sua própria versão, específica para sua base de usuários, chamada Eddystone — para se manter em dia com os Joneses, claro.

O varejo é o principal exemplo de um mercado que vem adotando rapidamente a tecnologia beacon.

Mas não para por aí.

A tecnologia Beacon vem aparecendo em praticamente todas as frentes, graças à sua versatilidade.

Ainda que a tecnologia esteja demorando um pouco mais do que o esperado para pegar, a Business Insider Intelligence previu um total de 4.5 milhões de beacons ativos nos EUA em 2018.

Ao comentar sobre a tecnologia Beacon, a Harvard Business Review a denominou como “a peça que faltava no quebra-cabeça das compras mobile”.

E, de acordo com um relatório recente da Markets and Markets, projeta-se que o mercado de serviços baseados em localização (LBS) cresça até um valor de US$77.844 bilhões nos próximos quatro anos.

O Relatório do 1º quadrimestre de 2017 da Proximity.Directory também observou que beacons são a tecnologia de proximidade mais popular no mercado.

Em segundo lugar veio o GPS/Geofencing com 58% e, em terceiro, o Wi-Fi, com 35%.

O relatório também apontou que essa tendência não se aplica exclusivamente a grandes empresas.

Mesmo pequenos negócios “podem aumentar o lucro operacional em 8% com um ROI de 365%” fazendo uso dessa tecnologia.

image4

Então, agora que você sabe que os beacons não vão sair de cena tão cedo, vamos em frente.

Passo 2: Aprenda os básicos

Para valorizar o incrível potencial de marketing dos beacons, é importante entender como eles funcionam.

A comunicação móvel baseada em localização permite que empresas comuniquem a seus clientes informações de forma rápida via aplicativos móveis na área de alcance de um beacon.

Beacons se comunicam com esses aplicativos móveis através de sinais  de BLE, o que, como eu mencionei acima, é uma sigla para “Bluetooth Low Energy.”

Ainda que possa parecer a mesma coisa, BLE é uma variação do Bluetooth padrão e difere em alguns aspectos do Bluetooth tradicional que você e eu conhecemos:

  1. O BLE usa muito menos energia que Bluetooth.
  2. Ele se mantém constantemente em modo de hibernação, a menos que uma conexão seja feita.
  3. Diferentemente do Bluetooth, o BLE não é feito para transportar quantidades altas de dados.

Dê uma olhada nessa tabela aprofundada para maior clareza quanto às diferences:

image3

Para que um beacon possa se comunicar via BLE com um indivíduo, quatro coisas são necessárias:

  1. Os usuários precisam baixar um aplicativo compatível com a tecnologia. Isso costuma vir na forma de um aplicativo de recompensas como o Shopkick. Alguns veem essa necessidade de ação como uma dificuldade em potencial. No entanto, com uma estimativa de 90% de usuários de smartphone inscritos em pelo menos um programa de recompensas, isso pode não ser tão significativo quanto as pessoas tendem a achar.
  2. Eles precisam ter o Bluetooth habilitado.
  3. Os Serviços de Localização devem estar ativados.
  4. Eles devem estar ao alcance do sinal do beacon. Isso permite que a tecnologia notifique um aplicativo móvel a seu alcance com informações e serviços pertinentes.

Passo 3: Entenda os benefícios fundamentais dos beacons

Por mais que os beacons proporcionem uma variedade de benefícios, são 5 os que merecem ser especificamente mencionados aqui.

1. Eles são versáteis.

A primeira geração de beacons era do tamanho de uma maçã.

Agora, os beacons vêm em diversas formas, tamanhos e cores. Alguns são até resistentes à radiação UV e à água, para suportar os elementos externos.

Existe até um fabricante de beacons, BlueCats, que cria beacons em forma de gatos.

Outros permitem que as empresas customizem seus pedidos por tamanho e adicionem seus nomes e/ou logos.

image2

Alguns vêm na forma de um USB, e outros são do tamanho de um selo.

Beacons podem ser feitos para atender às necessidades de praticamente qualquer negócio.

Pense um pouco: um beacon do tamanho de um selo pode ser colocado em praticamente qualquer lugar — como a parede de uma loja, dentro de um carro ou estacionamento ou na entrada de um café de bairro — e usado para praticamente qualquer coisa.

image13

2. Eles são seguros.

Uma coisa que diferencia os beacons de tecnologias similares como Wi-Fi, Identificadores de radiofrequência, GPS, ou NFC é o nível de segurança delas.

Beacons primariamente transmitem sinais de saída, então o risco de segurança associado a eles tende a ser bem menor.

Eles também enviam um código único que pode ser lido apenas por alguns aplicativos móveis.

Esse código precisa ser autenticado com permissão do usuário (isto é, com sua ciência e consentimento), o que significa que você precisa aceitá-lo manualmente.

Tecnicamente, beacons com segurança mais fraca poderiam ser mais suscetíveis a invasões de hackers.

A boa notícia é que a maioria dos fabricantes tomou medidas para impedir que isso aconteça.

Na verdade, o risco se dá menos pelos beacons e mais pelos aplicativos que transmitem esses sinais.

Então, desde que você use aplicativos seguros, você provavelmente não vai ter problemas, e, de uma forma geral, muito menos em termos de segurança do que teria com uma rede pública de Wi-Fi.

1. Eles são precisos e de longo alcance.

Talvez o grande argumento de venda dos beacons seja sua capacidade de localizar, de forma confiável, dispositivos móveis dentro de prédios.

Enquanto o GPS é ótimo para localização em geral, e o Wi-Fi venha com todos os benefícios de torres de celular, eles não são tão precisos quanto a tecnologia beacon quando se trata de detectar consumidores dentro das lojas, em áreas específicas e na frente de produtos específicos.

O GPS precisa ser usado em conjunto com outros serviços baseados em localização (LBS) devido aos seus problemas de linha de visão quando usado em lugares fechados. Funciona muito melhor em ambientes externos.

O Wi-Fi tem um alcance de apenas 46 metros quando usado em ambientes internos e, com tecnologia NFC (near field communication), opera bem apenas num raio de aproximadamente 4 centímetros.

Beacons, ao contrário, podem ter alcances variados e foram projetados especificamente para funcionar bem em ambientes internos e externos.

Eles podem fazer transmissões de 1 a 70 metros e até 450 metros em alguns casos.

De um modo geral, quanto menor o beacon, mais baixo o alcance.

image1

2. Eles são eficientes.

Beacons são conhecidos por sua eficiência.

Proximity.Directory apontou, em um relatório recente, que fabricantes que usam a tecnologia podem cortar custos e aumentar a eficiência monitorando o fluxo de material, bem como tempos de fila e de ciclos.

O relatório também apontou que hospitais podem economizar centenas de milhares de dólares por ano usando a tecnologia beacon.

Beacons são igualmente eficazes esteja o aplicativo parceiro ativo ou não, porque estão sempre ligados e constantemente transmitindo um sinal.

Outras vantagens incluem:

  • É menos caro, em média, do que o Bluetooth tradicional ou aparelhos de identificação por radiofrequência — por volta de 60 a 80%, para ser exato.
  • É mais eletricamente eficiente do que Wi-Fi, GPS, Bluetooth tradicional ou NFC.
  • Não precisa parear.
  • Funciona de forma adequada em ambientes internos, dispensando o uso de dispositivos LBS adicionais.

3. Eles oferecem vários tipos de insights.

Entre outras coisas, beacons podem monitorar temperatura, umidade, peso, trânsito e interações.

Eles são literalmente esponjas de informação.

Fazendo a análise certa, você pode conseguir dados e insights sólidos gerados pelos usuários.

Por exemplo, você pode medir o número de acertos do beacon ao longo de determinado período.

Você também pode criar mapas de calor para medir o número de visitantes e tempo de permanência na área de um beacon específico.

Esses são apenas exemplos básicos de como você, enquanto profissional de marketing, pode usar beacons para conseguir informação segmentada e bastante específica sobre os visitantes em um determinado lugar.

Mas as possibilidade são infinitas.

No fim das contas, tudo se resume a criatividade e aplicação.

image11

Passo 4: Abrace os benefícios mais avançados dos beacons

Agora que você entender os benefícios básicos dos beacons e como eles podem facilitar sua vida, é hora de se aprofundar nos benefícios mais avançados.

Beacons promovem engajamento e transmissão de dados sem esforço.

Uma vez que seus clientes baixaram o aplicativo móvel, você pode lhes enviar mensagens sem maiores problemas.

Isso significa menos trabalho para você e para o cliente.

Muitas pessoas se preocupam com um possível lado negativo da necessidade de baixar um aplicativo.

E é sim uma preocupação legítima, uma vez que se pode argumentar que o consumidor médio valoriza bem mais seu dispositivo móvel do que os benefícios que ele recebe de um aplicativo de varejo.

Para combater isso, você vai precisar de uma estratégia de conteúdo bem planejada, que envolva diversos meios para gerar engajamento através de uma experiência indescritível da qual as pessoas vão querer fazer parte.

Hudson’s Bay Company (HBC) decidiu usar o aplicativo de cupons SnipSnap para enviar mensagens de promoções para clientes dentro da loja.

À primeira vista, pode parecer estranho usar um aplicativo desenvolvido por outra empresa.

Mas, na verdade, é bem genial.

Isso porque:

  • Foi mais barato do que desenvolver e promover o próprio aplicativo.
  • SnipSnap já era conhecido e muito usado. A probabilidade de os consumidores já o terem instalado nos seus celulares era bem maior.
  • Essa decisão os ajudou a obter novos clientes dentro da loja através da tecnologia beacon. Ela foi direcionada a consumidores que já tinham o aplicativo instalado mas ainda não eram clientes.

Então, conforme você avalia suas opções, tenha em mente que pode ser melhor usar um aplicativo já estabelecido do que criar o seu próprio.

Fazendo isso, você vai pular obstáculos desnecessários e melhorar suas taxas de conversão.

image7

Beacons são dinâmicos, altamente personalizados e podem levar a maior engajamento.  

Quando você é capaz de monitorar onde um cliente está, você pode promover produtos e informações específicos no momento certo, o que pode estimular o engajamento de forma significativa.

Isso aumenta a eficácia do seu trabalho de marketing e leva a personalização a um novo nível.

Por exemplo, digamos que você tem um cliente se aproximando da seção de joalheria em uma loja de departamento da sua área.

Com a tecnologia beacon, conteúdo relevante sobre alguns itens à venda pode ser instantaneamente enviado ao smartphone dele através do aplicativo mobile, o que pode ajudar a gerar mais leads e alavancar as vendas.

Beacons dão aos profissionais de marketing a oportunidade de se adaptar ao “novo” comprador.

Talvez uma das maiores dificuldades enfrentadas por profissionais de marketing seja ficar por dentro da “estratégia de compra e comparação mobile”.

Com a quantidade infinita de informação disponível na ponta dos seus dedos, os consumidores estão mais sagazes do que nunca em relação às suas decisões de compra.

Eu não estou, porém, dizendo que isso seja uma coisa ruim.

Muito pelo contrário — é ótimo por várias razões.

Isso não apenas protege os consumidores, que estão sempre bem-informados, mas também viabiliza uma competição saudável.

Esse fenômeno ao mesmo tempo aumenta a qualidade e forma profissionais de marketing mais sagazes, capazes de criar estratégias e táticas mais dinâmicas.

Então, para te ajudar a pensar em utilizações inusitadas para os beacons, eu fiz uma lista com alguns exemplos de como outras empresas os estão usando de forma interessante para aumentar engajamento e vendas.

Passo 5: Estude algumas das maneiras mais criativas através das quais as empresas estão usando beacons

Organizações desde a Major League Baseball até a Hillshire Farms estão todas usando o incrível poder dos beacons para facilitar suas vidas.

Promoções na forma de ofertas e sorteios são os exemplos mais imediatos que vêm à mente quando pensamos em tecnologia beacon.

Mas não para por aí.

Uma empresa que conseguiu resultados incríveis usando uma estratégia diferente foi a NOMI.

Eles mensuraram o número de clientes captados através do patrocínio de um festival de música monitorando os check-ins através de beacons.

Com a ajuda dos insights dos beacons, eles conseguiram colocar 1.300 novos clientes no seu radar com base nos dados fornecidos.

A Prism é outro ótimo exemplo de como beacons podem funcionar.

Eles conseguiram monitorar por quais áreas de uma loja os clientes passavam usando mapas de calor gerados por beacons.

Como resultado, eles reavaliaram suas estratégias de divulgação e colocaram produtos que requeriam uma movimentação mais lenta em áreas de maior movimento para gerar mais vendas.

Quando a Hillshire Brands decidiu usar a tecnologia beacon para o lançamento das salsichas American Craft a resposta superou todas as expectativas.

A agência deles fez uma análise do evento e viu que as intenções de compra aumentaram vinte vezes, e o número dos engajamentos nas lojas chegou a 6.000 só nas primeiras 48 horas.

image10

Os mercados de viagem e hotelaria também estão se rendendo ao poder dos beacons.

Virgin Atlantic usa beacons para lembrar aos passageiros de ter os bilhetes à mão quando estiverem se aproximando da segurança no aeroporto, bem como notificá-los das opções de entretenimento do voo antes do embarque.

Eles inclusive usam dados transmitidos de beacons para monitorar a temperatura das cabines e alertar a equipe para distribuir cobertores quando ficar muito frio.

Concierges nos Starwood Hotels & Resorts usam beacons para receber os hóspedes pelo nome em sua chegada.

Eles também costumam notificar as camareiras quando os hóspedes estão em seus quartos.

A Starwood permite até mesmo que os hóspedes pulem o processo de check-in e possam entrar nos quartos sem chave, apenas via smartphone, o que é possível por causa dos beacons.

O hóspede só precisa baixar um app parceiro e abrir a porta do quarto “tocando ou fazendo gestos com o aparelho uma vez em frente à porta”.

Outra empresa que faz um uso inusitado dos beacons é o aplicativo de encontros Mingleton. Eles usam a tecnologia para compartilhar perfis entre usuários dentro de determinado raio, com uma funcionalidade de “Veja Quem está por Perto”.

As possibilidades são realmente infinitas e se estendem muito além das estratégias de marketing de push tradicionais.

Profissionais de marketing sagazes estão desenvolvendo maneiras criativas e funcionais de usar essa interessante inovação que são os beacons.

image6

Isso pode ajudar com o branding e a melhorar o engajamento de uma base específica de clientes.

Screen Shot 2017 09 01 at 4.37.49 PM

Passo 5: Seja proativo e formule um plano de ação

Não existe momento melhor que o atual para começar a traçar uma estratégia de como você pode usar beacons para promover o seu negócio.

Por mais que a tecnologia não esteja pegando tão rapidamente quanto se planejou no início, o fato é que está sim pegando.

Agora, mais do que nunca, as pessoas têm uma forte preferência por conteúdo dinâmico e altamente personalizado.

Na realidade, o Relatório da Pesquisa de Preferências de Conteúdo de 2016 descobriu que impressionantes 84% dos consumidores confirmaram essa preferência por “conteúdo interativo/visual acessível sob demanda”.

image8

Então seja proativo, antecipe a tecnologia beacon e aproveite as diversas formas pelas quais ela pode facilitar a sua vida.

Para começar, desenvolva uma estratégia bem pensada.

Como é no marketing em geral, você pode dar conta dessa tarefa de duas maneiras.

Você pode improvisar.

Para muitas pessoas, improvisar parece infinitamente mais fácil e uma forma muito mais eficaz de se usar o tempo.

Afinal, tempo é dinheiro, certo?

A verdade é que, quando você simplesmente improvisa, você acaba desorganizado e fazendo as coisas de qualquer jeito.

O resultado?

Você vai desperdiçar tempo e energia valiosos tentando coordenar tudo.

Ou você pode estar preparado.

Profissionais de marketing digital sagazes se parecem bastante com escritores sagazes.

Eles entendem que o planejamento é a chave para uma estratégia frutífera e eficaz.

Por mais que planejar tome tempo e energia que poderiam ser inicialmente gastos com ação, o resultado será mensurável, calculado e estará totalmente sob o seu controle.

Se você se der tempo para planejar suas etapas, você vai ter resultados efetivos que contribuirão para um ROI respeitável.

Aqui vão algumas coisas para se ter em mente quando se trata de implementar estratégias de marketing com beacon:

  1. Pense a longo prazo. Beacons podem ser ferramentas preciosas para se obter informação, métricas e outreach.

Não saia correndo em direção ao seu objetivo. Permita-se ter tempo para traçar uma estratégia e planejar para ganhos a curto e longo prazo.

  1. Pense dentro do contexo. Posicionamento é, talvez, o fator mais importante de todos quando o assunto é tecnologia beacon.

Posicionamento estratégico e mensagens bem-planejadas significam um aumento em relevância, oportunidade e efetividade.

Então não deixe de alinhar todo o processo e pense dentro de um contexto quando for desenvolver sua estratégia de marketing.

  1. Pense como seu público-alvo. Coloque-se no lugar deles. Que tipo de conteúdo você gostaria de receber? Que tipo de mensagem você acharia útil e eficaz?

Passe longe de táticas agressivas ou cautelosas demais.

Senão você vai acabar sendo visto como spam.

Em vez disso, ofereça informações úteis e atraentes.

Dê uma olhada nesse vídeo, no qual eu discuto algumas estratégias rápidas e eficazes que podem ajudar qualquer profissional de marketing a desenvolver um planejamento sólido.

Conclusão

Não há dúvidas de que a tecnologia beacon é capaz de revolucionar a maneira como fazemos negócios e marketing.

E, com base no retorno positivo que empresas como a Hillshire Farms e a Starwood Hotels & Resorts já estão tendo, acho que se pode dizer com segurança que os beacons ainda vão ficar aí por muito tempo.

image9

Eu fiz a minha parte e te dei um passo-a-passo para que você entenda o que é a tecnologia beacon e fique em dia com essa tendência.

Vamos rever:

Passo 1:  Você está em dia com o hype.

Passo 2:  Você conhece o básico.

Passo 3:  Você entende os benefícios.

Passo 4: Você entende os benefícios mais avançados.

Passo 5:  Você está a par das utilizações mais inusitadas que outras empresas estão dando aos beacons.

Passo 6:  Você vai ser proativo e criar uma estratégia.

Então, fica a questão — você vai entrar em ação?

A capacidade de se diversificar e se adaptar a um ambiente em constante evolução é essencial para o seu sucesso como um profissional de marketing digital no mundo dos negócios.

Aprendendo como manejar essa tendência para atender às necessidades da sua situação única, você pode largar na frente – o que significa que você estará à frente dos seus concorrentes.

Você vem usando beacons no seu trabalho de marketing? Se sim, o que está dando certo para você? O que não está?

NP Digital Brasil

Você quer resultados imediatos?

Minha agência pode fazer todo o trabalho pra você. Somos especialistas em:

  • SEO - Colocamos seu site no topo das pesquisas do Google
  • Mídia Paga - Fazemos seu negócio alcançar quem importa no momento certo
  • Data & Conversion Intelligence - Desbloqueamos as conversões do seu site e criamos dashboards para melhores análises

Fale com um especialista

Consultoria com Neil Patel

Compartilhe