Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Como Aumentar Seus Rankings com a Menção de Marca

google rankings

Em 1984, Robert Cialdini escreveu um livro chamado “Influência: A Psicologia da Persuasão”, que posteriormente, passou a ser conhecido como “As Armas da Persuasão”.

Talvez você até já tenha ouvido falar sobre ele. É um best-seller há bastante tempo, além de ser considerado um clássico.

Eu amo tanto esse livro, que já escrevi vários artigos que explicam os princípios de Cialdini aplicados no marketing.

No livro, Cialdini identificou os seis princípios fundamentais de persuasão. Você provavelmente já ouviu falar deles também.

Esses seis princípios são universais. Depois de aprendê-los, você vai começar a identificá-los em todo lugar.

Se você reparar em um anúncio, CTA ou conteúdo, vai perceber que pelo menos um desses princípios está sendo aplicado.

E há um em particular que se destaca: a prova social.

Vivemos em uma era social. Somos obcecados por redes sociais como Facebook e Instagram.

Estamos sempre de olho no que os nossos amigos estão fazendo ou no que os influenciadores estão aprontando.

Portanto, faz todo sentido que a prova social seja um princípio importante para se entender hoje.

E quer saber? quando você usa a prova social da maneira certa, pode realmente melhorar seu SEO.

Isso mesmo –– a prova social pode ser uma técnica de SEO.

O truque é obter mais menções de marca para melhorar seus rankings. Neste artigo, vou detalhar algumas das estratégias que uso para fazer isso.

Depois de dominar essa técnica, você terá uma ferramenta poderosa à sua disposição, portanto, sugiro que dedique um tempo para aprender isso.

O que é menção de marca e por que preciso dela?

Essa deve ter sido a primeira pergunta que você se fez depois de ler o título deste artigo.

É uma ótima pergunta.

Vou responder mostrando um exemplo que você provavelmente já conhece.

Já ouviu falar de um site chamado Product Hunt?

Centenas de milhares de pessoas utilizam ele para encontrar produtos e serviços novos e interessantes.

Se o seu produto aparecer na página inicial do Product Hunt, você vai ganhar a atenção de muita gente, o que representaria um volume enorme de novas vendas.

Esse é um exemplo de menção de marca.

Quando a empresa nova do Elon Musks, Neuralink, apareceu na primeira página do Product Hunt, foi um boom! Ela chamou muita atenção.

De forma resumida, uma menção à marca acontece quando alguém fala sobre seu produto ou serviço.

Sites de crowdfunding como o Kickstarter e o Indiegogo, também fornecem menções à marca, embora em uma escala mais limitada, uma vez que apenas os projetos do site podem ser destacados.

A menção de marca pode acontecer de muitas maneiras diferentes. Pense nela como uma forma de divulgação da sua empresa.

Alguém pode mencionar sua empresa em um blog post, por exemplo. Esse é um tipo de menção à marca.

E por falar no Cialdini, minha própria empresa recebeu uma menção à marca em um artigo da ConversionXL sobre ele.

Mas isto é o que mais acontece. Se você divulgar seu produto ou serviço, as pessoas naturalmente vão falar sobre ele. Isso, por sua vez, criará um buzz orgânico em torno da sua empresa.

Isso geralmente ocorre em redes sociais ou sites de conteúdo. Pode ser alguém compartilhando seu site ou indicando sua empresa a um amigo.

Como resultado, você receberá vários compartilhamentos e até vendas. É isso que a menção da marca pode fazer por você.

Tudo isso parece incrível, não é? Não seria perfeito se você conseguisse esse tipo de atenção?

Dê uma olhada nisto aqui:

Tá, eu confesso… não parece grande coisa.

Afinal, é só mais um documento chato de patente, não é mesmo?

Mas, na verdade, esta é uma patente que é importante que você conheça. Dê uma olhada nela e você verá que foi registrada pelo Google, Inc.

Ela também é chamada de “Panda”.

Hmm… mas esse não é também o nome de uma parte do principal algoritmo do Google? Neste caso, é seguro afirmar que os dois são a mesma coisa.

Tá, mas qual é a sacada aqui?

A resposta está escondida na própria patente.

Mas não se preocupe, você não vai ter que se embaralhar nesse juridiquês todo para encontrar a parte boa. O Moz já fez isso para você.

Eles destacaram um parágrafo interessante na patente:

O sistema determina uma contagem de links independentes para o grupo (etapa 302). Um link para um grupo de recursos é um link de entrada para um recurso do grupo, ou seja, um link que tenha como destino um recurso do grupo. Links para o grupo podem incluir links explícitos, implícitos ou ambos. Um link explícito, por exemplo, ou hyperlink, é um link incorporado em um recurso de origem que o usuário pode usar para navegar até um recurso de destino. Um link implícito é uma referência a um recurso de destino, que pode ser uma citação a este, por exemplo, incluída em um recurso de origem, mas não como um link explícito. Dessa forma, um recurso no grupo pode ser o destino de um link implícito sem que o usuário precise navegar para o recurso através do link implícito.

Repare no termo “links implícitos”.

Todos nós sabemos o que é um link, mas o que raios é um link implícito?

Se você não faz ideia do que é, não se preocupe. Isso deixa até os profissionais mais experientes do SEO com a pulga atrás da orelha.

Vamos dar uma olhada na definição do Google para um link implícito. Ele diz que é uma referência a uma fonte que não é um link.

Isso só pode significar uma coisa –– é uma menção à marca.

Uma menção à marca se encaixa perfeitamente na definição de um link implícito. Por não ser um link direto, você não pode clicar nele e ir para um site.

Mas se refere explicitamente a uma marca. Portanto, basicamente, é um link que não é um link.

Ficou confuso?

Pense da seguinte forma: uma menção à marca informa às pessoas sobre seu site sem usar um link para ele, mas as pessoas ainda assim ficarão sabendo sobre o seu site e poderão visitá-lo, se quiserem.

Isso é um link implícito.

Por que o Google se importa com os links implícitos?

Tudo o que falamos até agora levanta uma questão: Por que os links implícitos são importantes?

Em suma, eles representam o que pode muito bem ser o futuro do ranking.

Tá, eu sei que essa é uma afirmação ousada, mas acompanhe meu raciocínio.

Durante anos, para se dar bem no Google, era necessário fazer link building, e isso continua sendo verdade. Não existe nenhum site bem-sucedido que não tenha uma boa estratégia de backlinks.

Mas é claro que existem aquelas pessoas (como profissionais de marketing e de SEO) que aprenderam como burlar o sistema.

Eles usam o que o Google chama de esquema de links, para impulsionar o SEO de forma artificial.

Veja este artigo do Moz sobre o assunto:

Bem, esse é um site onde as pessoas podem doar dinheiro para receber um link patrocinado. Embora o site use a palavra “doar”, continua sendo um link pago, obviamente.

Há ainda outros exemplos de esquemas de links, como troca de links, redes privadas de blogs, técnicas de black hat SEO e programas automatizados que criam links para o seu site.

Os esquemas de links são atraentes para SEOs e webmasters por vários motivos. Eles parecem um caminho rápido para se obter um ótimo SEO.

Mas, no fim das contas, esquemas de link não fazem tanta diferença se você não tiver crescimento orgânico.

Vamos ver um site popular como o Business Insider.

O site tem muitos leitores por causa do conteúdo em si, e não por causa de esquemas de links.

Na verdade, os sites que são naturalmente populares, geralmente, têm poucos ou nenhum link artificial.

Por outro lado, um site que depende muito de esquemas de links, pode até parecer popular para um mecanismo de busca, mas entenda que isso não é popularidade de verdade.

Lembra do que eu disse no começo do post sobre os seis princípios do Cialdini?

É por esse motivo que eu mencionei isso. O princípio que destaquei –– prova social –– é importante aos olhos do Google.

O Google quer que apenas os sites mais naturalmente populares apareçam nas SERPs. É por isso que a menção de marca é extremamente necessária.

Se as pessoas estão falando sobre a sua marca, o Google vai considerar essas menções como links implícitos e melhorar o seu SEO.

Mas, chega de falar sobre o porquê da menção de marca ser tão importante. Vamos entender como fazer isso.

Encontre fontes para menção de marca

Cialdini afirma que a prova social é importante por que baseamos nossas decisões parcialmente nas pessoas a nossa volta.

Além disso, a prova social também pode provocar um efeito dominó. O conteúdo viral é um exemplo extremo disso –– as pessoas compartilham e recompatilham um conteúdo e, no final das contas, milhões de pessoas o veem.

Claro, pode ser que sua marca não necessariamente viralize, mas mesmo assim, é uma coisa boa, porque significa que as menções de marca são fáceis de se obter.

Primeiro, você deve identificar de onde vêm as suas menções de marca atuais.

Existem muitas ferramentas que você pode usar para isso e, é uma boa ideia usar duas ou mais para obter o máximo de informação possível.

Estas são algumas das minhas ferramentas favoritas para encontrar menções:

Google Alerts

Este recurso é obrigatório quando o assunto é rastrear qualquer tipo de menção na web, inclusive, funciona perfeitamente para menção de marca.

O Google Alerts existe há muito tempo, mas ainda é uma das melhores ferramentas de alerta disponíveis.

Além de ser fácil de usar, ela é totalmente grátis. Pode não ser a melhor opção para quem busca resultados mais detalhados, mas pelo preço, você não encontrará outra melhor.

Para configurar um alerta, acesse https://google.com/alerts e insira uma palavra-chave ou frase sobre a qual você quer receber alertas.

Neste caso, use o nome da sua marca. Vou usar “Neil Patel”, já que meu nome também é minha marca.

Antes de finalizar, clique em “Mostrar opções”.

Aqui, você poderá modificar a frequência e a origem dos alertas, além de muitas outras coisas.

Ao terminar, clique em “Criar Alerta”.

Prontinho! Agora você vai receber um alerta por email sempre que alguém mencionar sua marca.

Você pode configurar múltiplos alertas, o que é o ideal, se você quiser rastrear suas menções de produto.

SocialMention.com

Uma ótima opção grátis é o SocialMention.com.

Basicamente, funciona como um motor de busca para menções de marca. Ele também oferece a opção de restringir sua busca para um tipo específico de canal:

É uma ferramenta bastante útil, lembrando que é 100% grátis. Se o seu orçamento está apertado, ela é perfeita para você.

Vamos supor que eu queira rastrear as menções de marca do Fitbit. Eu vou digitar “Fitbit” na barra de pesquisa, escolher o canal (nesse caso, vou selecionar “todos”) e clicar em “buscar”.

Ele vai me mostrar todas as menções de marca que a ferramenta encontrar, começando pelas mais recentes.

Também é possível filtrar os resultados por data, fonte e período.

Se você encontrar um link que parece interessante, clique na title tag para acessá-lo.

O link acima direciona a este artigo:

É interessante notar que o artigo não inclui um link para o site ou para as redes sociais da Fibit. Sendo assim, é um exemplo de menção de marca que conta como um link implícito.

Você ficaria surpreso ao saber a frequência com que isso acontece. Embora incluir links para sites de marca seja o ideal, muitas pessoas e blogs esquecem ou simplesmente deixam isso de lado.

Também é importante buscar por menções nas redes sociais.

Você pode fazer isso na barra lateral do Social Mentions. É um recurso super útil.

Você pode ver métricas diferentes, palavras-chave principais e hashtags. Além disso, pode verificar se o produto está sendo mencionado de forma positiva ou negativa.

Se você quiser ver as fontes das menções, basta rolar a tela até o final:

Vamos dar uma olhada nas menções de marca vindas do Reddit.

Um dos links leva a um subreddit chamado /r/fitbit:

É claro que qualquer funcionário da Fitbit adoraria saber disso.

Imagine uma comunidade inteira falando sobre seu produto? Quem não gostaria disso?

Se você fosse funcionário da Fitbit, certamente poderia identificar esse subreddit como uma valiosa fonte de menção de marca.

Você pode usar essa informação para fazer muitas coisas. Pode compartilhar posts ou fazer anúncios pagos no Reddit. Muitas dessas táticas ajudam bastante a melhorar o seu SEO.

Esse é apenas um exemplo de como as menções de marca podem ser úteis para o SEO. (Falarei disso em instantes.)

Mention

Como o próprio nome sugere, o Mention é outro buscador de menções de marca.

Ele oferece ótimos resultados gráficos que ajudam a entender como sua marca está se saindo online:

Com o Mention, você pode configurar alertas que informam quando sua marca é mencionada. É como uma versão mais detalhada do Google Alertas.

Tem uma função em particular que é bastante interessante: a pontuação dos influenciadores. Quando uma pessoa ou empresa menciona sua marca, essa pontuação ajuda a entender a influência dessa pessoa ou empresa.

Você também pode responder às menções na própria interface, o que é bem útil.

Apesar do Mention não ser uma ferramenta gratuita (tem planos a partir de U$ 29 por mês), ele possui muito mais funcionalidades do que o SocialMentions.com.

Como conseguir menções

Bom, depois de identificar as fontes, você precisa obter menções.

Só o fato de você obter menções já vai dar uma boa melhorada no seu SEO, uma vez que elas contam como links implícitos. Também é uma prática recomendada para divulgar sua marca.

Estas são algumas maneiras de conseguir menções de marca do zero:

Guest blogging. Eu falo bastante sobre guest blogging porque é uma prática muito versátil.

Além disso, é o caminho perfeito para conseguir menção de marca e expor sua empresa para um público novo.

Eu criei um processo simples de 4 etapas que explicarei aqui rapidamente.

Primeiramente, encontre sites em que você possa participar fazendo guest blogging. Você pode escolher tanto sites de autoridade geral (como Forbes, Huffington Post, etc), quanto blogs líderes de mercado (os blogs mais populares no seu nicho, por exemplo).

Para criar sua lista, abra o Ubersuggest e digite sua palavra-chave primária.

Clique em “ideias de conteúdo”, na barra lateral esquerda, e você verá uma longa lista de páginas de alta performance relacionadas à sua palavra-chave.

Com base nesses resultados, faça uma lista de 25 a 50 sites que podem estar interessados no tipo de conteúdo que você deseja produzir.

Vamos imaginar que você quer criar um blog post com o título “Como o Marketing de Mídia Social está Mudando em 2020”.

O sexto resultado, postplanner.com, é um bom site para segmentar, já que um de seus conteúdos com melhor desempenho sobre o assunto é: “FINALMENTE! Um Checklist para Marketing de Mídia Social que Realmente Ajuda”. É bem semelhante ao que você deseja lançar.

A partir daí, visite cada site, leia as diretrizes com atenção e siga as regras. Certifique-se de saber exatamente o que o blog deseja.

Terceiro, crie um conteúdo profundo e de valor para o blog post. Os blogs são exigentes, portanto, procure atender e superar suas expectativas.

E, por fim, promova o seu post. Divulgue nas redes sociais, mande emails e faça o que for preciso.

Só essa última etapa, já vai te render uma série de menções à marca.

Campanhas em redes sociais. Usar a campanha certa nas redes sociais pode fazer muita diferença. Veja o exemplo da Dollar Shave Club.

Uma boa estratégia de redes sociais, pode gerar um grande buzz na sua marca e te fazer ganhar menções fora dos sites sociais também.

Essa técnica, é uma das mais gratificantes, mas também uma das mais difíceis. Tudo se resume em conhecer seu público e criar algo que ele vai adorar.

Primeiro, é preciso analisar alguns dados demográficos e psicográficos. Você pode acessar ambos no Google Analytics:

A maioria das plataformas sociais têm suas próprias ferramentas, em que você consegue ver essas métricas. O Facebook, por exemplo, tem o Power Editor:

Quando você tiver uma compreensão clara sobre o seu público, crie uma campanha focada em seus interesses.

Lembre-se de definir objetivos claros para a sua campanha e, claro, escolher a plataforma certa para a campanha certa.

Atendimento ao cliente. Essa é clássica –– é claro que um ótimo serviço de atendimento ao cliente vai estimular as pessoas a falarem sobre sua marca.

Mas você não faz ideia de quantas empresas deixam isso de lado.

Com softwares automatizados e cronogramas frenéticos, acaba sendo fácil deixar escapar um cliente ou outro. Mas não deixe isso acontecer com você.

Se você tem um bom suporte, que consegue auxiliar seus clientes, será muito bem avaliado na internet.

Você também pode monitorar suas menções e avaliações em sites como o Yelp.

Se você receber um feedback positivo, agradeça o cliente. Se tiver feedback negativo, tente corrigir a situação.

É uma tática simples, mas que traz grandes resultados.

Transforme menções em links

Eu sei o que você está pensando agora: “Mas Neil, você disse que o Google está deixando os links para trás!”

Sim, é verdade. Mas ainda não aconteceu.

Atualmente, links de qualidade ainda são importantes – e ainda influenciam seus rankings nas SERPs.

Dessa forma, uma estratégia que você pode usar é transformar menções de marca sem links em backlinks.

O primeiro passo, é encontrar uma menção sem link, usando uma das ferramentas que mostrei.

Em seguida, use o Ubersuggest para verificar o domain score do site:

Depois de entrar no domínio e clicar em “buscar”, você será direcionado à “visão geral do domínio” e verá os seguintes dados:

Se o site tiver uma boa pontuação (qualquer coisa acima de 40), entre em contato com ele e peça educadamente para transformar a menção em um link.

Você deve entrar em contato direto com o dono do site ou, se a menção estiver em um artigo, com o autor do conteúdo.

Aqui, menos é mais. Experimente algo assim:

Olá [Nome do dono do site ou produtor de conteúdo],

Eu vi que você mencionou meu site no [insira aqui o título do artigo ou conteúdo]. Gostaria de te agradecer por isso.

Se não for muito incômodo, você poderia incluir um link para o meu site https://example.com? Isso me ajudaria muito.

Atenciosamente,

[Seu nome]

Simples assim. A maioria dos donos de sites e autores, irá incluir seu link de bom grado.

Lembrando, que você não precisa usar essa técnica para todas as menções de marca que encontrar. Foque em obter mais menções e transformar algumas delas em backlinks.

Conclusão

Bom, eu sei que esse artigo foi longo e bem detalhado, mas espero que você tenha aproveitado ao máximo.

Essa estratégia não é muito complicada, e qualquer pessoa consegue aplicar (inclusive você!).

Além do mais, ela é recompensadora.

Se você seguir as etapas que eu te mostrei aqui, verá seus rankings subirem, além de ganhar mais tráfego e seguidores.

E como eu sempre digo, quando se trata de SEO, essa é uma estratégia de longo prazo. Coloque na cabeça que não existe sucesso instantâneo no mundo do SEO.

Mas realmente vale a pena. As menções de marca são extremamente valiosas e, se você conseguir uma boa quantidade delas, isso vai impulsionar os seus rankings.

Elas também aumentam a percepção da sua marca na internet, ou seja, quanto mais menções positivas, mais pessoas estarão vendo a sua marca de forma positiva.

Recomendo usar essa técnica em conjunto com todas as suas estratégias atuais de SEO. Se você fizer isso, vai colher muito mais resultados do que já está fazendo.

Qual é a sua experiência com menção de marca? Como isso ajudou seu SEO?

Compartilhe