Kit de SEO: 21 Planilhas, Templates e Checklists

SEO é difícil.

Toma tempo e é difícil de implementar.

E é por isso que eu tenho um curso gratuito de SEO e até uma ferramenta de SEO para te ajudar.

Mas e se você não tiver tempo de encarar um curso de 21 etapas? Ou se minha ferramenta de SEO não der as instruções passo a passo de que você precisa?

Quais são suas outras opções?

Bom, hoje eu pensei em facilitar sua vida compartilhando 21 das minhas planilhas e templates de marketing de conteúdo para te ajudar a alcançar posições mais altas nos rankings em menos tempo, e, melhor de tudo, com menos esforço.

Conceitos de marketing

Vamos começar pelo básico.

Em marketing, todos nós usamos termos que podem ser um pouco confusos.

Claro, você provavelmente sabe o que é SEO e o que significa, mas e termos como CPC?

Ou outros mais complicados como CAC, BANT, LTV ou até NPS.

Eu criei um glossário de siglas de marketing que explica o significado de cada uma delas.

Assim, quando você estiver lendo qualquer blog ou livro de marketing, você vai saber o que essas siglas e termos menos comuns significam.

SEO local

Se você quiser ranquear para termos locais, não se trata apenas de otimizar para palavras-chave. SEO local abrange muito mais coisas, e muito disso tem a ver com a sua landing page.

Veja um template que explica a anatomia de uma landing page local otimizada.

O mais legal desse template é que ele detalha o percentual de impacto que cada elemento tem no seu SEO.

Pesquisa de palavras-chave

O jeito mais fácil de encontrar palavras-chave é usando ferramentas como o Ubersuggest.

Basta digitar uma palavra-chave…

Você vai ver um relatório assim…

Em seguida, clique em “Ideias de palavras-chave” no menu à esquerda.

Mas conforme você for descendo pela lista com milhares e milhares de palavras-chave, como saber quais têm valor?

Claro, em geral, se uma palavra-chave tem alto “volume”, isso quer dizer que ela é muito buscada, o que é bom. E se ela tem um alto CPC, quer dizer que os anunciantes estão dispostos a gastar mais para anunciar naquela palavra-chave, o que também é bom, porque normalmente significa que essa palavra-chave gera tráfego qualificado, que, por sua vez, gera vendas.

E se uma palavra-chave tem baixa SD (dificuldade de SEO), é ótimo, porque significa que é mais fácil ranquear para ela.

Quando você estiver procurando por palavras-chave, o ideal é buscar aquelas que preencham esses três requisitos.

Mas o simples fato de uma palavra-chave não preencher esses três requisitos não significa que ela não é boa para você e para sua estratégia.

Existem muitas preciosidades escondidas por aí que não se encaixam em todos esses requisitos porque os profissionais de marketing não sabem que elas são lucrativas.

Então, para te ajudar a encontrar as melhores, eu criei uma folha de consulta com 220 palavras-chave lucrativas. Ela lista palavras-chave com intenção de compra para todos os setores.

Agora eu quero que você volte para o Ubersuggest para fazer uma pesquisa de palavras-chave e buscar aquelas que contenham algumas das expressões na minha folha de consulta. Essas são as palavras-chave que você deve ter como alvo.

Sério, gaste apenas 5 ou 10 minutos procurando palavras-chave. Faça pelo menos 10 buscas e você vai encontrar um tesouro.

Conforme você faz a busca de palavras-chave, você vai ver que pode ser meio difícil lembrar de todas as ótimas palavras-chave que você encontra pelo caminho, o que me leva à planilha de planejamento de palavras-chave do Ubersuggest.

Você pode usá-la para controlar as palavras-chave nas quais você quer focar primeiro, segundo, terceiro…

Acredite em mim, vai facilitar bastante a sua vida.

Fatores de SEO

Existem mais de 200 fatores no algoritmo do Google.

Mas convenhamos, você não vai otimizar para todos eles porque é algo que toma tempo demais.

E mesmo que você tenha tempo, por onde começar, e quais ajustar primeiro?

Bom, uma solução simples é entrar aqui e inserir sua URL.

Você vai obter um relatório como esse:

E se você clicar em qualquer uma das caixas de erro, ele vai explicar o que corrigir e em que ordem.

Depois, você pode clicar e ver os detalhes de cada erro de SEO.

E embora eu recomende fortemente que você corrija os erros do relatório acima (é uma ótima maneira de subir nos rankings), eu não quero que você fique jogando o tempo todo na defesa.

Você deve começar a atacar no seu marketing e ter certeza de que está fazendo as coisas certas conforme vai lançando novas páginas ou fazendo mudanças no seu site.

Foi por isso que eu criei uma folha de consulta de fatores de SEO que lista os fatores importantes que você deve ter em mente quando cria novas páginas no seu site.

Ela é ótima para distribuir para os membros da sua equipe e seus redatores de conteúdo (e até para os seus desenvolvedores) para garantir que todo mundo esteja alinhado.

E não se preocupe, ela não lista todos os 200 fatores, porque isso seria meio excessivo… Ela foca nos mais importantes que você precisa dominar desde o primeiro dia.

Mas se sua equipe quiser realmente algo mais detalhado, eu também criei uma checklist de SEO com 20 páginas.

Sempre que minha equipe precisa fazer mudanças mais significativas como um redesign ou mudar a estrutura do nosso site, eu me certifico de que eles analisem essa lista, uma vez que ela ajuda a garantir que nós ao menos mantenhamos nossa posição nos rankings, se não formos subir.

Melhorando seu conteúdo

Marketing de conteúdo é um ingrediente fundamental para um maior tráfego de busca.

Mas hoje em dia tem tanto conteúdo na internet… Como garantir que seu conteúdo vai se destacar e ranquear?

Pense da seguinte forma: existem mais de um bilhão de blogs na internet.

Deixe essa ideia se assentar por um instante.

É um número tão alto que chega a praticamente um 1 blog para cada sete pessoas.

Você realmente acha que as pessoas precisam de mais blogs?

Acho que não, né… Precisamos apenas de bons blogs.

E uma forma de tornar seu conteúdo melhor é usar dados e pesquisa que possam ser integrados no seu conteúdo, uma vez que isso ajuda a gerar mais backlinks.

Por exemplo, veja esse post que eu criei sobre o futuro do marketing de conteúdo. Ele contém várias tabelas e dados.

As pessoas gostaram tanto que ele gerou 414 backlinks a partir de 110 domínios de referência.

PS: Se você estiver se perguntando quantos backlinks tem qualquer conteúdo seu, é só inserir sua URL aqui.

E o melhor foi que eu consegui tudo isso sem enviar um email de contato sequer.

Mas claro que você provavelmente não tem tempo, recursos ou equipe para fazer a pesquisa personalizada que nós fizemos.

Então como criar conteúdo que contenha dados, ótimas ideias e pesquisa que as pessoas gostem? Bom, eu criei um documento com fontes de dados que você pode usar para encontrar com facilidade todas as informações que eu mencionei.

Ele lista sites que contêm dados, tabelas e pesquisas originais que você pode citar ao longo do seu conteúdo para naturalmente obter mais backlinks como eu.

Além disso, se você quiser realmente incrementar seu conteúdo e garantir que ele não só vai gerar tráfego, mas também vendas relevantes, seguem mais alguns templates e planilhas que eu criei para você:

  • WHIPS – o template WHIPS detalha os ciclos pelos quais as pessoas passam antes de efetuar uma compra. Por exemplo, alguém que pode estar “só dando uma olhadinha”, ou seja, alguém que está interessado em comprar, mas talvez não de você. Ou alguém que sabe que tem um problema e está procurando a solução certa. Independente de qual seja a situação do seu cliente em potencial, o template WHIPS explica cada uma delas para que você possa criar o conteúdo adequado às necessidades dele.
  • Cartilha 20/20 – seja você ou um dos seus redatores quem escreve seu conteúdo, sigam a Cartilha 20/20. Ela explica as 20 regras que seu conteúdo precisa seguir se você quiser ser bem-sucedido. Na maioria dos casos, você não vai seguir todas elas, mas seu objetivo é chegar o mais próximo de 20 possível.
  • Template de criação de conteúdo – se você quiser meu método de trabalho para criar posts que sejam sucesso de audiência, siga o template de criação de conteúdo. É um processo de 20 páginas, mas depois de usá-lo algumas vezes, você logo pega o jeito e vê que é fácil de se lembrar. E eu percebi que quando as pessoas o utilizam para escrever seis posts, na sétima vez elas já nem precisam mais olhar, porque elas já sabem o passo-a-passo de cabeça.

Edição de conteúdo

Eu sei que de vez em quando meu conteúdo tem erros de gramática e de ortografia, mas em geral, ele tem um bom desempenho.

Uma das razões é que eu sigo os templates e planilhas que eu mencionei acima.

Mas é também porque eu coloco bastante ênfase na edição.

Sabe, quando você escreve seu conteúdo, deixe ele descansar um dia. Assim, você vai ter tempo de pensar em como melhorá-lo.

E aí, no dia seguinte, você já pode editá-lo.

Não se preocupe, a edição não precisa tomar muito tempo. Eu detalhei algumas das nossas dicas de edição em três planilhas:

  1. 10 Mandamentosessa planilha lista as dez coisas a se buscar quando se está escrevendo. Se seu tempo estiver curto, comece por ela, porque em geral dá pra finalizar a edição em menos de meia hora seguindo esses passos.
  2. Checklist de edição – se você tiver alguém na sua equipe dedicado à edição, peça para que ele complete esse checklist toda vez que for editar algum conteúdo.
  3. Guia de edição passo a passo – para quem realmente quer dominar a arte da edição, aqui vai um guia de 27 páginas que detalha cada passo do processo de edição. Eu vou ser sincero, é um certo exagero, mas é ótimo se você tem alguém totalmente dedicado à edição.

Você pode sentir que o processo de edição é um pouco cansativo, e se for esse o caso, atenha-se apenas à checklist ou aos 10 mandamentos.

Você também pode usar esse calendário editorial pra te ajudar. Ele está em arquivo de Excel, mas você pode carregá-lo usando o Google Planilhas gratuitamente.

Ajustes finos no conteúdo

Quem disser que a edição é a última etapa do marketing de conteúdo está mentindo.

Ir além para fazer ajustes finos é o que pode determinar se o seu conteúdo vai viralizar.

Veja, independente do quão bom profissional de marketing alguém for, essa pessoa vai cometer erros. Mesmo que você cometa poucos, sempre há espaço para melhorar.

Se você já publicou centenas (se não milhares) de posts, não se preocupe. Você ainda pode ajustá-los.

Vamos ajustar seu conteúdo para obter esse tráfego extra.

Cada pouquinho faz diferença, né?

Foi assim que eu aumentei meu tráfego de SEO para 4 milhões de visitas por mês:

  • Fórmula para títulos – como David Ogilvy disse uma vez, você gasta 80 centavos do seu dólar no título. E é verdade, 8 em cada 10 pessoas vão ler apenas seu título, e só duas pessoas vão clicar e ler o resto do texto. Então siga esse arquivo para consulta sobre fórmula para títulos para criar títulos incríveis.
  • Críticas construtivas – adotar a postura de que você sempre pode melhorar vai te ajudar a superar seus concorrentes. No momento em que você achar que sabe tudo, é o momento em que você perde. Essa planilha vai te ensinar como criticar seu próprio conteúdo sem vieses. Eu gosto muito de utilizá-la para criticar os artigos dos meus concorrentes, uma vez que ela me ajuda a entender melhor como superá-los.
  • Folha de consulta de SEO para WordPress – você provavelmente usa o WordPress como eu. E se usa, ajuste seu blog com essa folha de consulta. É um arquivo de Excel, mas você pode usar o Google Planilhas para abri-lo.

Não se esqueça de fazer link building

Link building é um saco. Mas se você não fizer, não vai ter boas posições nos rankings.

Eu gostaria que tivesse outro jeito… Mas não tem. 🙁

Conforme você vai fazendo link building você talvez vá se perguntando “será que esses são os links certos ou errados?”

“Meus links atuais são de qualidade?” “Será que eu preciso desautorizar algum deles?”

Foi por essa razão que eu criei um cartão de pontos de link building. Você pode usar o Google Planilhas para visualizá-lo.

Ela vai te ajudá-lo a manter seus links sob controle, saber quais são bons e quais são ruins e o que você precisa corrigir para diminuir seu risco de receber uma penalidade do Google.

Depois de baixar o cartão de pontos de link building, sugiro que você também baixe essas duas planilhas:

  1. Operadores de busca de link building – essa planilha te ensina a usar parâmetros avançados de busca no Google para encontrar novas oportunidades de link building. Ela é simples, porém bastante eficaz.
  2. Templates de contato – depois de encontrar as oportunidades, você vai precisar enviar emails de contato para convencer os sites a linkarem para você. Esse é o meu template de contato. Ele contém 24 páginas de emails de contato que você pode usar para obter mais links.

Conclusão

Eu sei que eu te dei um monte de templates, planilhas e folhas de consulta, mas você não precisa usar todos eles.

Use os que você precisa e guarde o resto para depois. Vai facilitar sua vida, te ajudando a obter resultados mais rápido e em menos tempo.

E se você estiver se perguntando quanto tempo você deve gastar em cada tarefa, aqui vai a planilha SEO taskmaster.

Ela lista todas as tarefas de SEO que você precisa completar, quanto tempo cada uma delas leva, a importância de cada uma e como priorizá-las, já que você certamente não vai conseguir fazer tudo em um dia só.

E aí, o que você achou de todos esses templates? Você vai usá-los? E o que funcionou para você que eu não abordei aqui?

Compartilhe