Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Como ter 93 Ideias Para Melhorar Seu Blog em 10 Minutos

brainstorm blog ideas

Qual é a parte mais difícil de criar conteúdo de qualidade?

Ter ideias.

Depois de você se estabelecer como autor de qualidade, é difícil manter a regularidade de ideias necessária para manter um blog.

Sem essa consistência, é impossível produzir conteúdos de qualidade dia após dia, semana após semana.

Parece que os profissionais nunca ficam sem ideias para blog. Mas como é que eles têm ideias novas regularmente?

Eles usam um sistema.

Redatores inexperientes confiam em seus cérebros e suas habilidades para ter ideias para fazer um blog. Às vezes isso funciona, mas eventualmente você fica sem ideias para escrever.

Outro erro que blogueiros inexperientes cometem é focar nos temas e ideias sobre os quais eles querem escrever.

Acontece que a maioria dos leitores vêm ao seu site com interesses e problemas muito específicos que eles querem resolver.

Se você não está resolvendo os problemas dos seus leitores, não há razão (na cabeça deles) para eles ficarem no site.

Os melhores escritores mantêm suas mentes cheias de ideias para blog que importam para os leitores deles.

Eles confiam em seus sistemas para manter um fluxo constante de ideias, fornecendo as ferramentas e recursos necessários para criar posts atraentes.

Vamos ver como esse sistema de ideias funciona.

Estratégia 1: Descubra o que os seus leitores querem

Quais são os problemas que seus leitores enfrentam? Em qual assunto eles estão procurando ajuda?

Você já sabe o tema do seu blog, então comece por aí.

Digamos que você tenha um blog de tecnologia.

Seus leitores provavelmente vão querer ver avaliações de várias apps, gadgets e dispositivos. Assim, você simplesmente escolhe um e começa por aí.

Você pode começar com avaliações do Samsung Galaxy vs. iPhone da Apple.

Vá até o Ubersuggest e insira sua palavra-chave.

A partir daí, clique em “Ideias de Palavras-chave” na barra lateral esquerda.

Veja o que você recebe:

Agora você pode analisar os dados associados a cada palavra-chave. Isso inclui:

  • Volume – o número médio de pesquisas mensais no Google
  • CPC – o custo médio por clique para pagar por um anúncio do Google
  • PD – dificuldade com publicidade paga, que é a concorrência estimada na pesquisa paga
  • SD – dificuldade de SEO, que é a concorrência estimada na pesquisa orgânica

Ao pesquisar por palavras-chave para incluir em seu título e conteúdo, concentre-se naquelas com volume alto, alto CPC e baixo SD. Da lista acima, “samsung galaxy vs apple iphone” é a escolha óbvia, pois é a única frase de palavra-chave com mais de 100 pesquisas mensais. Embora isso não seja muito alto, é o melhor do grupo.

Agora, é hora de ter ideias para blog que incluam as palavras-chave escolhidas. Clique em “Ideias de Conteúdo” na barra lateral esquerda para o seguinte:

A coluna da esquerda é uma longa lista de títulos de páginas, relacionados à sua palavra-chave, que já foram publicados. Também há dados para visitas estimadas, backlinks e compartilhamentos sociais.

Seu objetivo é duplo:

  • Transforme títulos que já foram publicados em ideias novas, únicas e criativas
  • Crie conteúdo que supere a concorrência

Por exemplo, o BGR.com tem um artigo intitulado “Galaxy S7 vs. iPhone 6s: As 5 maneiras mais importantes pelas quais a Samsung supera a Apple”

Você pode adotar uma abordagem parecida usando ideias como:

  • Galaxy S7 vs. iPhone 6s: As 10 maneiras mais importantes pelas quais a Samsung supera a Apple
  • Galaxy S7 vs. iPhone 6s: 7 razões pelas quais a Apple sai por cima

Com ferramentas de palavras-chave gratuitas e três minutos, você pode criar muitos tópicos populares que recebem muito tráfego de mecanismos de pesquisa.

Existe uma concorrência significativa no nicho de tecnologia. Sabendo isso, como levantar ideias de conteúdo para blog e atrair mais leitores?

Você pode criar conteúdo que:

  1. Forneça relatórios abrangentes, concorrendo com uma fonte reconhecida, como o Consumer Reports.
  2. Criando conteúdo com um design melhor. Isso pode ser feito com posts interativos, infográficos ou gráficos bem concebidos.
  3. Mostrando a consumidores como obter cupons e descontos ocultos com suas empresas de telefonia.
  4. Oferecendo detalhes aprofundados sobre cada dispositivo, falando de detalhes de engenharia que a maioria das pessoas não conhece.
  5. Oferecendo aos consumidores uma comparação detalhada.
  6. Criando drama na forma de uma história ou experiência com o aparelho.
  7. Entrevistando pessoas-chave, influenciadores, engenheiros ou especialistas sobre os aparelhos.
  8. Fornecendo todos os dados sobre cada dispositivo em um formato simples e fácil de ler.

O foco aqui está em criar conteúdo surpreendente, novo, e em abordar o tema por um ângulo individual.

O que fazer quando o tema não for tão concreto quando um iPhone?

Como você levantaria ideias para fazer um blog sobre serviços de design?

Estratégia 2: Usando o Amazon Look Inside

O Amazon Look Inside é uma forma excelente de encontrar assuntos interessantes para blogs, se você souber como usá-lo. Essa estratégia é incrivelmente simples e fácil de usar.

Digamos que você tenha uma empresa de SEO hoje, em 2017. Você está procurando ideias para blog, mas não sabe o que escrever.

Veja aqui como usar o Amazon Look Inside para criar uma lista de ideias instantaneamente.

Primeiro, vá a Amazon.com. Insira seu termo na caixa de pesquisa. Nesse exemplo, vamos começar usando “SEO” como termo de busca.

seo 1

A seguir, vamos clicar em um livro nos resultados de pesquisa. Procure resultados de pesquisa que tenham o logo da Look Inside.

seo 2

Focar em títulos que tenham uma boa proporção de avaliações positivas significa que você terá uma probabilidade maior de encontrar livros com o tipo certo de informação.

Depois, vamos clicar na capa para pré-visualizar o livro.

seo 3

Finalmente, vamos examinar o índice, coletando o máximo de ideias possível.

seo 4

Esses exemplos nos fornecem muitas informações:

  1. Métodos de SEO antigos que já não funcionam
  2. Como sobreviver às atualizações de busca do Google
  3. Como fazer o Google selecionar as palavras-chave que você quer
  4. Como encontrar palavras-chave que enviam tráfego ao seu site
  5. Como encontrar palavras-chave que geram tráfego para conseguir rankings facilmente
  6. Como se manter à frente das atualizações de pesquisa do Google

Continue examinando índice e você verá que pode obter mais de 70 ideias para blog somente nesse livro.

Você pode repetir esse processo com qualquer tema ou ideia, sempre que quiser procurar assuntos interessantes para blogs.

Tudo o que você precisa fazer é encontrar um livro relevante, ver os temas mencionados no índice, anotá-los e começar a trabalhar. É só criar uma abordagem única para essas ideias ou temas e você poderá criar posts úteis que seus leitores vão desejar.

E tenho mais notícias boas.

Você não precisa ler o livro. De fato, acho que é melhor que você não leia o livro.

Você vai querer abordar essas ideias com sua perspectiva própria. Ler o livro aumenta as chances de cometer plagiarismo por acidente. Se você não leu o livro, não tem como cometer plágio.

Veja porque essa estratégia é tão eficaz.

Ela aproveita trabalho que já foi feito. Os autores na Amazon já completaram a pesquisa para identificar as ideias, objeções, perguntas mais comuns e assuntos que os leitores querem ouvir.

Estratégia 3: Pergunte aos seus leitores o que eles querem saber

Essa estratégia é bem óbvia.

Você cria um questionário. Nele você pergunta aos seus leitores o que eles querem aprender. E então é só enviar. Isso parece muito simples. Mas por quê, então, tantas pessoas erram ao fazer enquetes com seus leitores?

Elas cometem vários pequenos erros.

Elas fazem perguntas demais.

O SurveyMonkey constatou que a extensão média de suas enquetes pagas é de apenas 10 questões.

Mais se for uma pesquisa de mercado, ou menos se for uma enquete para lazer.

A conclusão óbvia aqui é que você não deve sobrecarregar seus leitores. Use o mínimo de perguntas e conteúdo em seu questionário, focando no mais importante.

survey length

Elas usam perguntas sim/não

“Você gosta de conteúdo longo?” Questões sim/não não te dão o contexto necessário para obter significado a partir de uma questão.

Pode haver uma dúzia de razões por trás da resposta do leitor, mas você não vai conseguir descobrir isso com uma resposta sim ou não.

Elas usam questões de múltipla escolha.

Questões de múltipla escolha podem funcionar se você tiver uma ideia geral da direção em que está levando suas perguntas, ou se estiver seguindo um plano.

Se você não tiver certeza sobre as opções que está dando aos leitores, é melhor ou evitar questões de múltipla escolha ou adicionar uma opção “outros” ao final de cada pergunta, dando aos leitores a chance de compartilhar os pensamentos deles.

Elas fazem as perguntas erradas.

“Se você pudesse resolver seu problema, como seria sua solução ideal?”

Consumidores não são muito bons em identificar suas soluções ideais. Eles são bons em identificar seus problemas e as coisas que causam medo, dor, estresse ou ansiedade.

Elas fazem perguntas parciais.

“Quão rápido você é ao escrever?” Essa pergunta já inclui uma conclusão. Isso cria uma expectativa no leitor que prejudica a qualidade das respostas.

survey leading

Elas fazem perguntas duplas

O quão satisfeito ou insatisfeito você está com o conteúdo e o design do nosso site?” Essa pergunta é terrível, porque força os leitores a responderem duas perguntas ao mesmo tempo, e eles não podem fazer isso.

E se eles amarem seu conteúdo mas odiarem seu design?

survey double barreled

Elas usam termos absolutos nas questões

Você sempre lê os artigos do início ao fim?” Questões com termos absolutos põem os leitores em uma posição difícil, especialmente se as respostas esperadas ou fornecidas (ex. múltipla escolha) estiverem todas erradas.

Elas oferecem o incentivo errado (ou não oferecem incentivo quando deveriam)

Ainda é muito comum ver empresas de tecnologia oferecendo iPads em troca de questionários respondidos.

Um incentivo irrelevante atrai pessoas que não estão interessadas no que você tem a oferecer, o que envenena os dados da sua pesquisa.

Jon Morrow pediu a leitores que completassem um questionário, oferecendo a eles a chance de ganhar todos os ebooks que ele já publicou.

Não há sensação de urgência ou prazo.

É uma boa ideia criar um prazo ou um senso de urgência, ou estabelecer algum limite, caso você esteja oferecendo um incentivo ou recompensa.

Isso dá aos leitores uma boa razão para responder a sua enquete agora ao invés de deixar para depois.

Elas criam perguntas inteligentes demais

Qual é a melhor coisa sobre escrever que outras pessoas não percebem?” Perguntas como essa vão longe demais tentando ser inteligentes.

Ao invés de impressionar os leitores, elas acabam criando distração, confusão e abandono. Se o seu objetivo é obter feedback de leitores, perguntas assim provavelmente vão desmotivá-los.

Elas usam linguagem confusa e jargão

Se você tem certeza de que seu público sabe, entende e usa o jargão, use-o. Se não, é melhor deixá-lo de fora.

Seu objetivo com enquetes deve ser o mesmo do seu texto de marketing: falar da mesma forma que o seu público. Se eles usam gíria, você usa gíria. Se eles usam jargão, você usa jargão.

survey jargon

Acredite se puder, esses erros são comuns. Blogueiros muitas vezes se enganam com esses detalhes, e assim as informações que eles recebem acabam não sendo tão úteis quanto poderiam ser.

A boa notícia é que é fácil corrigir isso com alguns ajustes simples. Esses ajustes podem fazer a diferença entre receber muito feedback e ideias dos leitores ou ser ignorado.

Primeiro: faça o número certo de perguntas.

A maioria dos leitores não vão tirar tempo para responder seu questionário. Aqueles que fizerem isso tendem a abandoná-lo se as questões forem mal concebidas.

Faça uma lista com todas as questões que você gostaria de incluir em sua enquete.

Nesse ponto, você não precisa se preocupar com o tamanho ou tipo de enquete que está promovendo. Apenas dedique-se a anotar tudo.

Segundo: filtre sua lista, deixando apenas as questões de que você precisa.

Com enquetes, sua meta deve ser fazer os leitores compartilharem com você o máximo possível de feedback e ideias.

Não é boa ideia usar isso para forçar ou enganar seus leitores para fornecer as respostas que você deseja.

Não é difícil obter as respostas de que você precisa. Você só tem que saber como perguntar.

Lembre-se de evitar os erros que eu mencionei anteriormente.

Terceiro: envie suas pesquisas para as pessoas certas.

Você não quer que todo mundo responda à sua pesquisa. Você está procurando os candidatos mais qualificados possível.

O problema para muitas pessoas é que eles relaxam um pouco esse requisito se não obtiverem o número de respostas que esperam.

Não é uma boa ideia, porque isso tem um efeito negativo sobre a qualidade dos seus dados.

E o pior, você vai ser motivado a tomar decisões ruins baseando-se em dados imprecisos, o que, dependendo da pesquisa, pode ser devastador para o seu negócio.

Aqui está uma lista de coisas que você pode fazer para levar mais pessoas a responderem às suas pesquisas:

Usando pesquisas, você deve atrair um mínimo de 10 a 12 respostas por semana. Não é difícil atrair mais respostas se você continuar divulgando suas pesquisas em seus canais de marketing.

Estratégia 4: Encontre questões no Twitter

O Twitter é um ímã de ideias.

Será que é possível gerar ideias personalizadas no Twitter? Com certeza. Desde que você foque nas ferramentas certas.

Quando se trata de criar ideias, a arma secreta do Twitter é baseada em uma coisa.

Hashtags.

Veja aqui como encontrar ideias no Twitter.

Vá a RiteTag.com e pesquise hashtags.

RiteTag search

A seguir, insira uma hashtag geral que descreva o que você faz, como marketing, tecnologia, serviços financeiros ou contabilidade.

Você não está procurando palavras-chave de cauda longa específicas, você está procurando palavras-chave gerais que descrevam sua indústria, produto ou serviço.

Lembre-se de marcar a aba “All”.

O RiteTag exibe uma lista de palavras-chave e os dados que as acompanham.

RiteTag results

Depois, guarde as palavras-chave que sejam mais apropriadas para o seu tema. Você vai ter que criar uma conta se quiser guardar as palavras-chave pra depois (ela é gratuita).

A seguir, insira uma hashtag genérica na caixa de pesquisa para encontrar mais hashtags que você pode usar:

RiteTag generic

Até agora, em nossa lista, nós encontramos:

#comofazer

#pergunta

#problema

#aprender

#tutorial

#iniciantes

#dicas

#tutoriais

A seguir, vá a Twitter.com e adicione suas palavras-chave na caixa de pesquisa.

bookkeeping howto

Suas palavras-chave gerais e genéricas podem ser usadas em qualquer combinação. Veja os tuítes e conteúdos que aparecem.

bookkeeping howto ideas

Fácil, não é? Você pode obter 25, 50 e até 100 ideias de cada vez se estiver disposto a trabalhar. E só repetir o processo quantas vezes for necessário.

Você pode usar o BuzzSumo para analisar o conteúdo que encontrar no Twitter e assim identificar oportunidades para backlinks, entender o alcance das mídias sociais e encontrar ainda mais assuntos interessantes para blogs.

As ideias que você descobrir no Twitter podem até ser usadas para criar novas ideias em outras ferramentas!

Conclusão

Essas estratégias funcionam em praticamente qualquer indústria ou nicho.

Bons redatores criam suas próprias ideias para blog. Mas excelentes redatores confiam em seus leitores, seu público, para fornecer as ideias a eles.

Encontrar assuntos interessantes para blogs é uma das partes mais difíceis do marketing de conteúdo.

É muito fácil manter a consistência todos os dias, mas somente se você confiar em seu público para te fornecer assuntos interessantes para blogs.

Seus leitores e seu público-alvo têm muitos problemas que você pode ajudar a resolver.

Eles estão dispostos a te fornecer as melhores ideias deles, mas somente se você souber como pedir. Usando um sistema, eu consegui criar 93 ideias para blog em menos de 10 minutos

Se você quiser criar posts de blog de qualidade regularmente, é uma boa ideia ter um sistema.

Seu público não só vai te fornecer ideias para blog, mas também te dizer como vender seus produtos a eles.

O que você faz para encontrar assuntos interessantes para blogs?

Compartilhe