6 Estratégias de SEO White Hat que você Pode Aprender com SEO Black Hat

white hat seo strategies

As pessoas chamam isso de “SEO Black Hat” por um motivo.

Durante anos, experts em SEO desprezaram os chamados estrategistas de black hat. Ainda hoje, profissionais de marketing enxergam o SEO Black Hat como o lado negro do marketing de mecanismos de busca.

Na maioria das vezes, esse estereótipo suspeito corresponde à realidade.

As estratégias de black hat envolvem tudo, desde keyword stuffing (inserção excessiva de palavras-chave) e PBNs (Rede Privada de Blogs), até automação de conteúdo e link building em camadas.

A maioria dessas estratégias gera más impressões por uma boa razão.

Mas tem uma coisa que você precisa ter em mente.

Um SEO black hat é simplesmente uma boa estratégia que deu errado.

Na verdade, o gráfico abaixo mostra como as estratégias de SEO black hat e white hat costumam funcionar e os resultados gerados.

pasted image 0 601

O ponto notável que você deve observar é que as estratégias de SEO black hat realmente funcionam. Elas simplesmente não são tão duradouras quanto as técnicas de white hat. Mas ainda há algo nelas.

Em outras palavras, mesmo que sejam suspeitas, elas podem melhorar o SEO do seu site.

Mas por que isso é importante?

Porque uma estratégia de SEO black hat é simplesmente uma estratégia de SEO white hat exagerada e nada saudável.

Em outras palavras, o SEO black hat pega as estratégias de SEO white hat e as amplia a níveis perigosos.

Como você pode ver na comparação abaixo, é isso que praticamente define uma estratégia de SEO black hat.

pasted image 0 604

Com estratégias de SEO black hat, conteúdo relevante vira conteúdo duplicado, links relevantes se transformam em conteúdo irrelevante e palavras-chave bem colocadas se transformam em keyword stuffing.

E isso mostra algo extremamente importante.

Isso mostra que uma boa estratégia de SEO é parecida com uma estratégia de black hat. Você só precisa ter a moderação necessária.

E isso significa ainda que você, especialista em SEO white hat, pode aprender alguns truques com SEOs black hats.

Afinal, vamos ser honestos: você e SEOs black hat querem as mesmas coisas. Os dois desejam reivindicar seu pedaço de torta de tráfego orgânico que representa 93% das experiências online.

2017 SEO Statistics Inforgraphic RG Web Solutions

E mesmo que os SEOs black hat e white hat pareçam não se entender, a única diferença entre suas estratégias é o quanto o black hat exagera nas táticas honestas que realmente funcionam para SEOs white hat.

Pensando nisso, confira uma lista com seis coisas diferentes que você, o SEO white hat, pode aprender com SEOs black hat.

1. Backlinks e PBNs

Se você sabe algo sobre SEO, já conhece os backlinks.

Por muito tempo, os backlinks têm sido um dos principais indicadores do Google que definem quais sites devem ranquear na primeira ou na última página.

De fato, a força da sua estratégia de link building é o maior fator do processo de tomada de decisão do Google.

pasted image 0 649

E segundo um estudo, quanto mais backlinks uma página tem, melhor tende a ser o seu ranqueamento médio no Google.

pasted image 0 631

Uma vez que ganhar backlinks para as páginas do seu site é uma estratégia que influencia no posicionamento na SERP, os SEOs black hat também aproveitaram essa tática.

Mas eles fazem isso de uma maneira um pouco menos respeitável.

SEOs white hat geralmente dependem de depoimentos honestos, guest blogging e parcerias mútuas para conseguir backlinks.

Mas, para os SEOs black hat, a situação é diferente.

Na verdade, um dos métodos principais de SEO black hat para gerar backlinks é o uso de PBNs (Private Blog Networks).

Os PBNs possuem uma rede de domínios inativos com juice de SEO pré-construído que eles usam para inserir links para seu site.

pasted image 0 648

Isso funciona?

Sim.

Isso funciona por muito tempo?

Bem, isso depende se o Google descobrir o que você está fazendo ou não. Se o Google descobre que um site está usando backlinks de um PBN, ele removerá rapidamente esse site dos rankings.

Porém, felizmente, você pode criar backlinks honestamente quase da mesma maneira.

Você pode contribuir para outras publicações, escrever depoimentos, incluir seu nome em diretórios de terceiros e criar conteúdo viral ou conteúdo com foco no compartilhamento.

Então, ao invés de ser como os PBNs, sua estratégia será mais honesta.

pasted image 0 624

Isso significa que você pode gerar a mesma atenção de um SEO black hat sem o risco da polícia do Google penalizar você.

Afinal, essa é a maior desvantagem do uso de táticas de SEO black hat. Elas funcionam, mas apenas enquanto ninguém sabe o que você está fazendo.

Por esse motivo, fazer link building honestamente é a sua melhor aposta.

2. Pesquisa de palavra-chave e keyword stuffing

Eu poderia apostar que seus amigos que trabalham com SEO já te contaram sobre o poder das pesquisas de palavras-chave.

E eu espero que você tenha ouvido o conselho deles.

Afinal, a pesquisa de palavras-chave é realmente uma ferramenta poderosa no mundo do SEO.

Se você sabe quais palavras as pessoas estão buscando no Google e usa essas palavras-chave exatas como alvo, suas chances de ranquear na posição desejada aumentam.

É claro que os SEOs black hat também sabem disso.

E eles têm usado palavras-chave para tentar ranquear seus sites desde que “palavras-chave” se tornaram algo conhecido.

No entanto, a maneira como eles fazem isso não é apenas irritante, mas sim ineficaz.

Eles fazem keyword stuffing.

Veja abaixo como costuma ser o keyword stuffing quando a palavra-chave é “best laptops,” por exemplo.

pasted image 0 634

E aqui está um exemplo quando a palavra-chave é “Firepit”.

pasted image 0 613

Isso é difícil de ler, não é mesmo?

Mas o fato de ser difícil de ler não é o único motivo pelo qual esses conteúdos não irão ranquear bem no Google.

É também porque o Google já conhece bem a tática de keyword stuffing e faz tudo o que estiver ao seu alcance para destruir os sites que fazem isso.

Afinal, o Google não quer que um site esteja bem posicionado porque tem as palavras certas. Eles querem ranquear quem oferece um conteúdo diferenciado.

Foi isso que provocou o surgimento da busca semântica (mas esse é um assunto para outro dia).

Resumindo, você não deve lotar suas páginas com palavras-chave irritantes e desordenadas, mas sim incluir as palavras-chave corretas.

E para encontrar as palavras-chave certas, você pode usar o Ubersuggest.

Comece inserindo a palavra-chave que você deseja segmentar na caixa de pesquisa. Clique em “pesquisar”.

Agora, clique em “ideias de palavras-chave” na barra lateral esquerda. Você receberá uma lista de sugestões de palavras-chave com base no volume de buscas para cada uma. Outros dados incluem CPC, dificuldade paga e dificuldade de pesquisa.

As palavras-chave com o maior volume vão aparecer no topo. Se você quiser analisar mais palavras-chave, clique em “relacionados” ou “perguntas”, acima dos resultados.

Escolha algumas palavras-chave para segmentar no seu conteúdo. Basta escolher duas ou três.

E então, adicione-as à sua página o suficiente para que o Google saiba sobre o que você está falando. Não enfie-as em todos os lugares que puder como um especialista de black hat.

O Google quer saber sobre o que você está falando, mas não quer que você ranqueie usando táticas de keyword stuffing para chegar ao topo.

Se você fizer keyword stuffing, vai perder.

Se usá-las na quantidade certa, vai ganhar.

3. Criação de conteúdo e automação

E se você tivesse o poder de colocar a criação e publicação de conteúdo no piloto automático?

E se você literalmente não precisasse fazer nada?

E se você pudesse simplesmente sentar e assistir a um robô criar conteúdo que ranqueia bem no Google em seu blog?

Isso seria incrível, certo?

Claro que seria.

E é exatamente por esse motivo que você sabe que isso não funciona. Se funcionasse, todo mundo faria isso.

No entanto, nos primeiros dias do algoritmo do Google, os sites spam usavam robôs para criar e publicar conteúdo.

Os robôs faziam três coisas.

  1. Eles usavam ferramentas de pesquisa de palavras-chave para determinar quais palavras-chave seriam mais importantes.
  2. Eles criavam uma grande quantidade de conteúdo fazendo keyword stuffing.
  3. E, finalmente, o robô publicava esse conteúdo.

Como é de se esperar, no entanto, o conteúdo não era muito útil.

Porém, a razão pela qual SEOs black hat fazem isso foi bem fundamentada.

Afinal, 82% dos profissionais de marketing que publicam no blog todos os dias conquistam clientes em seus sites.

pasted image 0 639

Então, postar e criar conteúdo de maneira consistente é importante?

É claro que sim.

Mas criar um robô para fazer essa tarefa por você não é apenas desagradável. É inútil e pode prejudicar seus rankings rapidamente quando o Google descobrir o que você está fazendo.

Sim, você precisa criar conteúdo. Mas você ou qualquer outra pessoa deve fazer isso e não um robô que pensa apenas no SEO e é ininteligível.

À medida em que as estratégias de SEO black hat se tornam mais conhecidas, o Google muda o mais rápido possível, reformulando seu algoritmo para ignorar essas táticas desonestas.

Essa estratégia de ter um robô para produzir conteúdo pode ter funcionado, mas hoje não funciona mais.

Felizmente para suas tendências de white hat, publicar no blog de maneira honesta e útil ainda funciona.

De fato, o total médio de palavras de um conteúdo posicionado nos 10 melhores resultados do Google é entre 2,000 e 2,400 palavras.

pasted image 0 653

O ponto aqui é que você deve criar posts no seu blog de maneira consistente.

Você não precisa necessariamente escrever textos longos. Mas, no mínimo, deve ter um blog consistente que publica informações úteis e perspicazes (e humanas) para o seu público.

Faça isso e você terá muito mais tráfego, leads e conversões do que conseguiria de qualquer outra forma.

4. Links internos e página no Wikipedia

Não esqueça: o Google é um robô.

Quando nós lemos um conteúdo, é fácil entender rapidamente qual a intenção da página e sobre o que exatamente ela está tentando falar.

E mesmo que o Google esteja melhorando em fazer isso com o passar dos anos, ele ainda tem suas imperfeições.

Portanto, isso significa que você precisa fazer todo o possível para deixar seu conteúdo organizado para o Google.

Em outras palavras, você precisa simplificar as coisas para o Google entender sobre o que é o seu conteúdo e onde você deve ser posicionado na SERP.

Então, você terá uma chance muito maior de se posicionar para as palavras-chave que deseja.

Mas como você deve fazer isso?

Aqui está a resposta em duas palavras: links internos.

Um link interno é quando você insere um link de uma página do seu site em outra página dentro do seu site.

pasted image 0 641

O objetivo é organizar os assuntos de conteúdo para que o Google possa entender facilmente o que cada página está dizendo.

Uma das melhores maneiras de fazer isso é com o pillar content.

Uma pillar page (ou pillar content), é uma página do site que fala com profundidade sobre um determinado tema.

Vamos pegar o tema marketing para SaaS, por exemplo.

Imagine que você possui um negócio onde deseja escrever muitas coisas diferentes sobre marketing para SaaS. Você cria conteúdo sobre coisas como marketing de redes sociais e SEO para empresas SaaS.

Você poderia então criar uma pillar page que fala de maneira abrangente sobre marketing para SaaS. Veja o exemplo abaixo.

pasted image 0 645

Feito isso, agora você tem um recurso enorme que pode usar como referência em seus posts do blog menos abrangentes.

A pillar page deve ter links para todo o conteúdo abaixo dela e todo o conteúdo abaixo dela precisa retornar com um link para a pillar page.

A estratégia funciona exatamente como sugere este diagrama.

pasted image 0 617

É claro, os SEOs black hat também tentam se aproveitar dessa estratégia.

Como eles fazem isso?

Bem, eles enchem de links internos todo conteúdo que criam, assim como você costuma ver em uma página do Wikipedia.

pasted image 0 620

E, embora isso possa ser bom, você também pode exagerar e acabar prejudicando seus esforços de SEO.

Minha recomendação é tentar incluir dois ou três links internos relevantes dentro de cada conteúdo.

Então, use o pillar content e as pillar pages para organizar ainda mais seu conteúdo.

Isso vai ajudar o Google a entender seu site, o que significa que você ranqueará melhor sem parecer uma página do Wikipedia, exagerada e com baixo desempenho.

5. Nome da sua marca

Quando os SEOs white hat definem o nome da marca, eles escolhem o que gostam.

Ou talvez um nome que seja legal ou envie uma determinada mensagem.

Seja qual for o caso, você provavelmente escolheu o nome da sua empresa e o nome de domínio porque pareceu ser legal, fácil de lembrar e está de acordo com o que sua empresa está tentando atingir.

SEOs black hat, por outro lado, muitas vezes escolhem um nome porque ele poderá ajudar nos rankings do Google.

Eles fazem pesquisa de palavras-chave para determinar quais palavras-chave são as mais populares dentro do nicho escolhido e, em seguida, criam o nome da marca correspondendo exatamente a essas palavras-chave.

Por que eles fazem isto?

Se alguém digitar “Melhor profissional de marketing digital” no Google e esse é o nome da marca dos SEOs black hat, então eles têm uma chance muito maior de aparecer no Google.

Afinal, o Google não sabe automaticamente se você está procurando pelo nome de uma marca ou um assunto específico quando busca por essas palavras.

Isso dá aos SEOs black hat uma vantagem desonesta.

Dê uma olhada neste resultado, por exemplo, onde eu digitei, “sell house fast seattle” (vender casa rápido seattle) e esse resultado parecido apareceu.

sell house fast seattle Google Search

Como você pode ver, esta é uma das estratégias de SEO black hat que ainda funcionam.

Na verdade, funciona tão bem que não é mais especificamente uma estratégia de SEO black hat. Muitas empresas renomadas usam essa mesma tática para subir nos rankings.

E também pode não ser uma má ideia para o seu próprio negócio.

Veja por exemplo a semelhança entre eu digitar, “o melhor profissional de marketing digital” e o domínio desse resultado.

the best digital marketer Google Search

Ou veja como o Content Marketing Institute reivindicou a primeira posição no Google pelo menos em parte devido ao nome do domínio que possui.

content marketing Google Search

É claro que você não deve confiar apenas no nome da sua marca para ajudar no SEO.

Você também precisa conquistar backlinks, usar as palavras-chave LSI apropriadas e criar conteúdos diferenciados.

Mas, se mudar o nome da sua marca para algo mais estratégico para SEO pode ajudar nos rankings, então, é uma pequena mudança que pode aumentar automaticamente o tráfego.

6. Link building em camadas 

Quando o Google originalmente começou a atribuir autoridade de domínio para páginas com backlinks de alta qualidade, SEOs black hat perceberam que poderiam aumentar a qualidade de seus backlinks como quisessem.

Isso aumentaria sua própria autoridade de domínio no processo.

Como eles fariam isso?

Bem, a estratégia é chamada de link building em camadas, mais conhecida por tiered link building.

Entenda como funciona.

Sempre que alguém coloca um link para seu site, o Google dá a você uma autoridade de ranking adicional, não apenas com base no fato de ter recebido um backlink, mas também com base na autoridade do backlink.

E gerando mais backlinks e tráfego para a página onde está o backlink original, os SEOs podem aumentar a autoridade dessa página de referência.

E, por sua vez, isso aumenta a autoridade do site de referência.

No passado, os SEOs black hat costumavam usar essa estratégia de link building em camadas para construir sua autoridade de domínio.

pasted image 0 657

Afinal, quanto mais autoridade tiverem os seus backlinks, mais autoridade seu site terá.

É uma maneira sutil de tornar seus índices de ranqueamento ainda mais fortes.

É claro que essa estratégia também já se mudou para o ambiente onde vivem os SEOs white hat.

As estratégias são um pouco diferentes, mas os resultados são parecidos.

SEOs black hat costumavam usar PBNs e depoimentos falsos para aumentar a autoridade de um backlink.

No entanto, SEOs white hat como você podem fazer o mesmo usando o link building de segunda camada.

Mas o que são links de segunda camada?

Eles são os links que viajam de uma página para uma página com um backlink para o seu site.

Dê uma olhada neste exemplo de link no meu próprio blog.

The Definitive Guide to Running an SEO Website Audit

Este link vai para a página abaixo, que tem um link para uma página do Google.

Your Google Algorithm Cheat Sheet Panda Penguin and Hummingbird Moz

Abaixo, está a página do Google.

pasted image 0 593

Você poderia dizer que o Google recebeu um backlink de segunda camada do meu próprio blog.

E, como o link de segunda camada aumenta a autoridade do backlink original, também aumenta indiretamente a autoridade da página do Google.

As melhores maneiras de gerar links de segunda camada são publicando em redes sociais e fazendo guest blog.

É uma estratégia de black hat que se tornou white hat e você pode usá-la para construir sua autoridade de domínio.

Conclusão

A diferença entre o SEO Black Hat e o SEO white hat está, em grande parte, na forma como cada um constrói suas autoridades de domínio.

Um faz de maneira honesta. O outro é desonesto.

Mas as estratégias continuam sendo praticamente as mesmas.

Na verdade, você pode usar backlinks em vez de PBNs, pesquisa de palavras-chave em vez de fazer keyword stuffing, criação de conteúdo em vez de automação, links internos sem exagero, o nome da sua marca e links de segunda camada para ajudar sua própria estratégia de SEO.

Você também não precisa abrir mão da sua dignidade para fazer isso.

No final, as estratégias de SEO black hat só são eficazes porque são baseadas nas táticas de white hat.

E já que você está fazendo do jeito certo, vai ganhar no longo prazo.

Quais estratégias de SEO você aprendeu com SEOs black hat? 

Compartilhe