Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

8 Estratégias de SEO para Testar em 2018

seo experiments

Você quer aumentar seus rankings no Google.

E eu não te culpo.

O SEO é uma ótima maneira de aumentar a sua geração de tráfego passivo e construir seu negócio rapidamente.

Na verdade, quanto mais alta a sua posição na SERP, mais cliques irá receber. E isso é uma constante.

pasted image 0 13

Porém, como é o caso com tantas ideias de marketing, conseguir fazer um bom trabalho ao tentar aumentar os seus rankings é algo mais fácil de se falar do que fazer.

Em outras palavras, tentar aumentar os seus rankings é uma coisa. Ter sucesso é outra bem diferente.

Há uma grande diferença entre fazer SEO e fazer o SEO certo.

Afinal de contas, existem inúmeras estratégias de SEO diferentes para tentar aumentar seus rankings.

Algumas funcionam. Outras funcionam melhor. E outras funcionam para um certo negócio mas não para outros.

O negócio de cada um é diferente. Isso significa que suas estratégias de SEO devem se adaptar a essas diferenças.

pasted image 0 5

É claro, não quero deixar para você aquele conselho terrivelmente inútil: Encontre a estratégia de SEO certa e adapte-a.

Em vez disso, vou te ajudar com coisas mais específicas.

Um dos melhores jeitos de determinar quais estratégias de SEO você deve utilizar e quais não deve é experimentar consistentemente.

Isso é um fato nos últimos anos e para 2018.

Mas primeiramente, vamos falar sobre como é um teste de SEO bom e confiável.

Como fazer um teste de SEO de sucesso

Sim. Fazer testes de SEO consistentes pode te ajudar a determinar quais métodos funcionam melhor para o seu negócio e quais não funcionam.

Porém, antes que você mergulhe de cabeça e comece a testar tudo desde meta descrição e title tags até posicionamento de palavras-chave e link building, precisa saber como gerenciar um teste confiável.

Para explicar de outro jeito, você precisa saber como gerenciar um teste científico.

E o melhor jeito para aprender a fazer isso é memorizando (ou ao menos referenciando) o método científico.

Todo e qualquer teste confiável possui seis partes.

  1. Você faz uma pergunta para a qual quer uma resposta.
  2. Você cria uma hipótese. Essa é sua opinião sobre o que irá acontecer.
  3. Você remove as variáveis e faz o experimento.
  4. Você coleta seus dados.
  5. Analisa estes dados.
  6. E informa seus resultados.

pasted image 0 3

Tenha a certeza de não pular qualquer um destes passos quando estiver construindo o seu teste. Ele precisa ser confiável e você com certeza irá precisar ser capaz de fazer alterações com base nos resultados.

Mas você não pode fazer isso se o seu teste for de baixa qualidade.

Realizar testes A/B é o jeito mais comum de fazer experimentos e medir resultados no marketing.

Com os testes A/B, você cria dois cenários ao mesmo tempo que diferem um do outro em apenas um aspecto. Então, descobre qual tem o melhor desempenho.

pasted image 0 21

Isso permite que você determine com precisão se uma página possui um desempenho melhor do que outra.

É um método muito melhor do que tentar medir os resultados desta página nesse mês e da outra página no mês que vem e então comparar as duas.

O problema de se fazer isso é que ocasiões diferentes proporcionam resultados diferentes.

Se você analisa as páginas em momentos diferentes, então a diferença de desempenho pode não ser por uma página ser melhor do que a outra.

A diferença pode ser apenas porque um mês simplesmente recebeu mais tráfego do que o outro.

Entretanto, com testes A/B, você pode fazer suposições práticas e verdadeiras sobre o conteúdo que publica e como ele influencia os seus rankings.

pasted image 0 17

Agora que você está familiarizado com o método científico e testes A/B, está pronto para fazer seus próprios experimentos.

Na verdade, abaixo estão oito que você deve considerar realizar.

Experimento #1: Teste o impacto de links nofollow

Enquanto muitos profissionais de marketing odeiam links nofollow intensamente, eles podem não ser tão ruins quanto você pensa.

Muitos sites e estudos de caso online informam perceber resultados incríveis a partir de links nofollow.

Em alguns casos, eles ajudaram não apenas o tráfego do site mas também os rankings.

Talvez você não tenha a mesma experiência… ou talvez tenha.

Mas uma coisa é garantida. Você não vai saber como os links nofollow estão impactando o seu site a menos que gere alguns e conduza testes para ver o que acontece.

Para descobrir quais sites usam links nofollow, você pode usar a extensão do Chrome NoFollow.

NoFollow Chrome Web Store

Essa extensão irá circular em vermelho quaisquer links nofollow quando estiverem ativos.

Simplesmente visite uma publicação da qual deseja receber um backlink e veja se os hyperlinks dela recebem uma marcação vermelha pontilhada como essa:

Facebook

Se receberem, então você encontrou um ótimo lugar para hospedar o seu link nofollow.

Gere um backlink da publicação e veja o desempenho dos seus rankings. Preste uma atenção extra a qualquer melhoria em como a página específica que recebeu o backlink rankeia.

Além disso, tente se livrar de quaisquer fatores adicionais por algumas semanas, se possível.

Tente evitar a geração de outros backlinks durante a duração do experimento para que você possa obter resultados de alta qualidade com menos variáveis.

Experimento #2: Teste o impacto de sinais sociais

Você provavelmente sabe como a mídia social pode ser poderosa para o seu negócio.

Você provavelmente sabe que a mídia social pode te ajudar a alcançar novos públicos e gerar leads, tráfego e receita.

Mas você sabia que a mídia social também pode ajudar o seu SEO?

Na verdade, sinais sociais são um dos fatores mais importantes em rankings de SEO. Quanto mais sinais sociais consistentes você produzir para o seu site, então, de modo geral, mais altos serão os seus rankings.

pasted image 0 2

Porém, por que o Google se importa tanto com o que você está fazendo nas mídias sociais?

Porque a sua atividade (ou a falta dela) nas mídias sociais ajuda o Google a determinar se você é ativo online além de simplesmente manter o seu site atualizado.

Existe um grande número de sites na Internet que são inativos.

As pessoas frequentemente criam seu site com a melhor das intenções mas então param de usar ele.

O Google quer garantir que você não é uma dessas pessoas. E produzir sinais sociais consistentes é uma ótima maneira de mostrar a ele que você é ativo e atualizado.

Contudo, isso não precisa ser complicado.

Você pode simplesmente fazer algo parecido com o que eu faço em minhas contas sociais após publicar uma postagem no blog. Veja um exemplo de como eu faço:

Neil Patel neilpatel Twitter

E aqui está outro exemplo:

Neil Patel Home

Então, transforme seus sinais sociais em um experimento. Tente aumentar a quantidade de postagens nas mídias sociais durante umas duas semanas e veja como isso afeta os seus rankings.

Você pode se surpreender com o quão influentes suas contas em mídias sociais podem ser.

Experimento #3: Teste a intenção de palavras-chave diferentes

Você já sabe disso, mas algumas palavras-chave possuem uma performance melhor do que outras.

Algumas palavras-chave recebem milhares de buscas todo mês, enquanto outras recebem apenas centenas.

E algumas não recebem tráfego nenhum.

Mas essa não é a única coisa importante ao escolher em quais palavras-chave focar para o seu negócio. Você também precisa pensar na intenção por trás destas palavras-chave.

O quê as pessoas estão realmente buscando quando pesquisam por essas palavras-chave?

Por exemplo, considere alguém que busca por algo assim (“estratégia de marketing para o seu negócio”):

marketing strategy for your business Google Search

Essa pessoa está em uma posição bem diferente de alguém que busca por algo assim (“contratar profissional de marketing digital para o meu negócio”):

hire digital marketer for my business Google Search

E uma pode ser boa para o seu negócio enquanto a outra pode fazer pouco para aumentar o seu ROI geral e lucro total da empresa.

Isso significa que você precisa prestar atenção à intenção por trás das palavras-chave em que foca. Quais possuem públicos de grande valor e quais possuem públicos de baixo valor?

Então, idealmente, você irá focar nas que possuem públicos de alto valor.

Eu recomendo experimentar para descobrir quais palavras-chave são mais lucrativas para o seu negócio e quais não são.

Pergunte a si mesmo o seguinte: Quais palavras-chave estão atraindo clientes? Quais estão atraindo leads? E quais estão atraindo tráfego?

Experimento #4: Teste uma AMP para o seu site

Recentemente, o Google lançou seus sites AMP.

E veio em bom momento. O Google também está planejando lançar a indexação com foco em dispositivos móveis nos últimos meses de 2018.

Isso significa que ele vai priorizar o rankeamento de páginas móveis em vez de versões de desktop do seu site.

Até agora, o Google vem rankeando a versão desktop do seu site, em vez disso. Mas com o aumento recente da utilização e navegação móvel, ele está tentando forçar os negócios a levar a otimização para dispositivos móveis a sério.

E as AMP são uma tentativa de fazer isso.

Você pode usar o Google AMP para criar um site que você otimiza para usuários móveis. E esses sites carregam instantaneamente.

Veja este exemplo do eBay:

pasted image 0

E este é outro exemplo do The Wall Street Journal:

pasted image 0 10

Estes são dois negócios gigantescos que estão apostando no sucesso das AMPs.

Talvez você também queira. Ou talvez não. Mas há apenas um jeito de ter certeza.

Tente criar uma versão AMP do seu site assim como uma página normal. Então veja qual rankeia melhor.

Se a versão AMP ganhar, então você sabe de qual página deve priorizar o design e manutenção.

Do contrário, pode ficar com a sua estratégia atual.

Mas o Google já disse que planeja priorizar páginas da web compatíveis com dispositivos móveis, então esse é um teste que você precisa fazer se ainda não tiver criado um site otimizado para mobile.

As pessoas estão navegando em seus smartphones e o Google quer tornar a busca na Internet fácil para seus usuários.

Após fazer esse experimento, pode descobrir que você rankeia melhor com AMP do que sem.

Experimento #5: Teste o impacto de velocidades de carregamento

Quando foi a última vez que você testou o quão rápido seu site carrega?

Se você é como a maioria dos profissionais de marketing, então não testa a sua velocidade com muita frequência.

Afinal de contas, essa é a responsabilidade do time de desenvolvimento onde você trabalha, certo?

Errado.

A velocidade de carregamento do seu site impacta diretamente em como o Google irá te rankear na SERP, então deveria ser uma grande preocupação para os profissionais de marketing.

pasted image 0 8

Quanto mais rápido, melhor.

Quando mais devagar, pior.

Isso não é válido apenas para SEO, entretanto. Também é válido para pessoas navegando na Internet.

Todos, incluindo você mesmo, odeiam esperar um site carregar.

Quando você está navegando na Internet, você quer respostas ou entretenimento. E a última coisa que você quer fazer é encarar uma página sendo carregada por mais de cinco segundos enquanto espera.

Se quiser testar a velocidade de carregamento do seu site, é bem fácil.

Você pode usar a ferramenta gratuita Pingdom para fazer isso.

Website speed test

Apenas insira sua URL e clique no botão “START TEST” no lado direito da tela.

Eu testei com o Booktrep para ver o seu desempenho. Como você pode ver abaixo, ele recebeu uma pontuação decente de 82.

Website speed test 1

Se o caso for similar ao do seu próprio site, provavelmente você não precisa se preocupar muito com o tempo de carregamento.

Mas se você receber um F, D ou até mesmo C, pode querer considerar diminuir o tamanho dos arquivos no seu site e fazer uma limpeza no código para que o seu site funcione mais tranquilamente.

Afinal de contas, quanto mais rápido e tranquilamente ele funcionar, menor será o número de bounce e maior o aumento de seus rankings.

Mas você definitivamente precisa testar sua velocidade de carregamento para que não esteja deixando passar a oportunidade de alcançar uma boa posição no SERP por uma razão tão fácil de ser evitada.

Experimento #6: Teste o impacto de escrever title tags e meta descrições atraentes

Quanto mais atraentes forem os seus title tags e meta descrições, maior o número de pessoas que irá clicar no seu resultado no Google.

E quanto mais pessoas clicarem em seu resultado no Google, melhor será o seu ranking.

Mas o que exatamente são o title tag e a meta descrição?

Eles possuem essa aparência nos resultados do Google:

digital marketing Google Search 2

Na verdade, você pode pensar nesses conteúdos como copy de vendas.

Você está tentando vender o clique. Está tentando fazer com que as pessoas escolham o seu resultado em vez do resultado dos outros.

Faça-o atraente e faça cada palavra valer a pena.

Como você pode ver abaixo, quanto mais cliques receber para o seu site, maior a posição que irá reivindicar.

pasted image 0 1

Eu sei, eu sei. É fácil subestimar essa parte do SEO.

Parece uma perda de tempo. Você já criou um conteúdo incrível. Não quer também ter que testar a meta descrição e title tag de cada conteúdo.

Mas eu prometo que vai valer a pena.

Faça testes com diferentes meta descrições e title tags para ver quais recebem mais cliques.

Então, tente imitar o que for bom e se livrar do que for ruim.

Esse é o único jeito de você conseguir fazer com que as pessoas cliquem no seu resultado em vez dos outros.

Experimento #7: Teste o impacto de palavras-chave LSI

É mais do que provável que você já inclua toneladas de palavras-chave no seu conteúdo.

Você fez sua pesquisa de palavra-chave e determinou quais delas são as mais importantes para se focar. Sabe quais recebem mais buscas todo mês e até mesmo a intenção por trás dessas palavras-chave.

Porém, ainda assim, talvez você não esteja rankeando.

Por que não?

Bom, o problema pode ser que você não está prestando atenção às palavras-chave LSI.

Você não deve incluir apenas as suas palavras-chave primárias em seu conteúdo e achar que está bom. Deve também incluir palavras-chave LSI, ou suplementares, em seu conteúdo.

Apenas as inclua um pouco menos.

Você pode encontrar algumas palavras-chave LSI ótimas diretamente nas sugestões do Google se começar a digitar a sua palavra-chave primária.

digital marketing Google Search

Você também pode encontrá-las no final da SERP após fazer uma busca.

digital marketing Google Search 1

Para testar como essas palavras-chave podem impactar os seus rankings atuais, pegue uma de suas páginas de site que já esteja rankeando bem.

Então, acesse o conteúdo e insira algumas dessas palavras-chave LSI.

Dê ao Google um tempo para analisar a página novamente e veja como isso afeta os seus rankings.

A página subiu de posição? Continua na mesma?

Você não vai saber a menos que tente. E se realmente ajudar, então você acabou de se deparar com um tesouro do SEO e com uma maneira fácil de aumentar o ranking do seu site.

Experimento #8: Teste o impacto de atualizar conteúdo antigo

E se houvesse um jeito rápido e fácil de aumentar os rankings de conteúdo antigo?

Bom, talvez tenha.

E é tão fácil quanto ir até o seus posts antigos, mudar algumas poucas coisas e então clicar no botão de “atualizar”.

Por que isso é tão importante?

Porque o Google quer mostrar resultados que não sejam apenas relevantes, mas também recentes.

E quando você atualiza seus conteúdos antigos, o Google vê a sua página como tendo sido publicada recentemente em vez de anos atrás.

É uma maneira fácil de aumentar os seus rankings de uma só vez.

Além do mais, ajuda muitas pessoas a pesquisarem por coisas assim (“dicas de marketing digital 2018”):

digital marketing tips 2018 Google Search

Ao menos, essa é a ideia. Mas você só pode saber se funciona se tentar por si mesmo.

O Backlinko faz isso frequentemente com seus posts, atualizando eles para que pareçam mais recentes do que realmente são.

We Analyzed 1 Million Google Search Results Here s What We Learned About SEO

Simplesmente observe como os seus rankings melhoram quando você atualiza seu conteúdo antigo.

Ajuda?

Se sim, então é uma maneira fácil de aumentar seus rankings e beneficiar seu negócio.

Conclusão

Com rankings mais altos surgem mais cliques.

Mas você não recebe apenas mais cliques quando chega na primeira posição. Também recebe mais tráfego, leads e clientes.

E isso significa que o seu negócio prospera.

É o que você quer que aconteça, certo?

Você não insiste em SEO apenas porque é divertido. Faz isso porque ele pode verdadeiramente beneficiar sua empresa, estilo de vida e lucro.

Mas você só pode fazer SEO do jeito certo se testar para ver o que funciona ou não.

Em 2018, tente experimentar com links nofollow, sinais sociais, intenção de palavra-chave, AMPs, velocidades de carregamento, title tags e meta descrições, palavras-chave LSI e atualização de conteúdo antigo.

Para o seu site, alguns desses irão funcionar. E outros não irão. Ou, ao menos, não irão funcionar tão bem.

Porém, somente após testá-los que você estará pronto para repetir, criar estratégias e criar uma fórmula de SEO para acabar com a concorrência em 2018.

Quais experimentos de SEO você vai executar esse ano?

Compartilhe