Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Como se tornar um formador de opinião e uma marca

como se tornar um formador de opinião

Eu recebo emails como esse abaixo (quase todos os dias) de pessoas que trabalham em empresas e querem saber como se tornarem formadores de opinião.

“Lucas, eu adoro os seus posts e como você está sempre ajudando os outros. Mas não administro uma empresa nem vou abrir um negócio. Eu gosto de ser funcionário. O que eu posso fazer para me tornar um formador de opinião no meu espaço? Por onde devo começar?”

Essas pessoas geralmente já conquistaram muito sucesso em seus setores. 

São profissionais. 

Mas ainda não construíram uma plataforma para publicar mensagens como líderes de opinião.

Eu não posso responder a cada pedido individualmente, mas posso explicar o processo para se tornar um líder de opinião nesse post, para que todos possam começar em qualquer momento de suas carreiras.

Hoje, quero te guiar pelo processo de criar sua plataforma de marca, do início ao fim. Além disso, vou incluir alguns recursos incríveis para ajudar a elevá-la.

Quando concluirmos, você estará totalmente informado sobre como se tornar um formador de opinião!

Mas antes de tudo, um alerta: Essa missão não é tão fácil, e exige bastante tempo para ser implementada corretamente. 

Apesar da possibilidade de ter resultados enormes, se você não dedicar tempo e esforço para fazer isso corretamente, esse plano não vai dar certo.

Ainda assim, quer saber mais? 

Vamos lá então!


passo: selecione seu nicho e aprofunde seu conhecimento

Saber como se tornar um formador de opinião não é só sobre ganhar reconhecimento e autoridade, ou selecionar e adotar as tendências mais recentes.

Você precisa começar selecionando um nicho e persistindo nele. 

Para muitos que estão tentando se estabelecer como formadores de opinião, faz sentido começar com o nicho que você conhece melhor. 

Por exemplo, se você tem uma agência de marketing digital, pode se posicionar como expert em marketing online.

Outra alternativa é escolher um nicho pelo qual você é apaixonado. Pode ser moda, fotografia, ou mesmo o café perfeito, como no caso do formador de opinião Alejandro Cadena, CEO e cofundador da Caravela Coffee.

Independente do setor que você escolher, há apenas um requisito essencial: você precisa saber do que está falando. 

Se você fingir, outros fãs no mesmo nicho vão identificar isso rapidamente, e aí você vai perder toda a sua credibilidade.

Mas há mais trabalho a fazer.

Se tornar um formador de opinião significa expandir seu conhecimento continuamente. Isso significa ler livros, fazer cursos, e acompanhar as novidades no seu nicho.

Para aumentar o seu conhecimento, aconselho participar de conferências ou webinários, interaja online com formadores de opinião e negócios já estabelecidos e entreviste especialistas renomados. 

Além disso, leia os blogs de liderança de outros formadores de opinião para ver como esses experts se posicionam e se apresentam.

2º passo: estabeleça sua marca pessoal

Como você pode firmar sua reputação como formador de opinião? 

Estabelecendo sua marca pessoal. 

Sim, é fácil assim!

Registre um nome de domínio

Escolher um nome de domínio pode ser trabalhoso, mas você pode facilitar esse processo.

Quando você quer criar um blog como formador de opinião, você é a sua própria marca. 

Se seu nome ainda estiver disponível (como lucascarlson.net), registre-o agora mesmo.

Agora, cadastre-se no Mailchimp

Faça isso imediatamente. 

Você precisa começar por lá se ainda não tiver uma newsletter.

Lembre-se: seu grande objetivo é se manter em contato direto com sua base de seguidores regularmente, considerando todo o trabalho que você vai começar agora.

A seguir, você vai começar a trabalhar na sua landing page. 

Por que? 

Porque ela vai ser a porta de entrada para a sua marca pessoal, e está comprovado que landing pages aumentam as conversões.

Sua landing page deve ser uma página simples que coleta e-mails para a sua lista. Ela deve incluir uma frase que defina claramente os benefícios que as pessoas vão receber ao se cadastrarem (os atrativos da sua lista).

Por último, mas muito importante, temos a sua bio.

Criar uma bio de autor excelente é o truque para aproveitar ao máximo seus posts no Medium, no LinkedIn, no Quora e em blogs de outros autores.

Aqui está um modelo de bio gratuito que você pode utilizar. 

“Esses posts do Medium são apenas a ponta do iceberg. Se você gostou deste post, assine a newsletter de Lucas Carlson para ter acesso instantâneo a mais conteúdos gratuitos.”

Como você pode transformar uma boa bio de autor em uma ótima bio de autor? 

Oferecendo alguma coisa gratuita e irresistível. 

Se você está começando agora, talvez ainda não tenha um incentivo gratuito para oferecer em troca do cadastro. 

Mas é bem fácil criar um. 

Você pode, por exemplo, criar uma checklist, transformar um artigo popular em um PDF com infográficos, ou criar uma lista de dicas. 

Só não se esqueça de oferecer um valor real!

3º passo: faça guest posts

Bem, agora você já tem uma lista de emails, um nome de domínio, uma landing page e uma bio. Quando você vai começar a fazer posts de blog?

Aposto que você acha que agora vou te dizer para se cadastrar no WordPress.

Mas ainda não.

Começar um blog como se fosse uma ilha deserta é um dos piores erros que você pode cometer. 

Digo isso porque você ainda não tem um público envolvido. 

Imagine que você está criando uma banda de rock.

O que todas as bandas fazem para atrair atenção? Temos duas opções:

  1. Eventos “microfone aberto”;
  2. Tocar na abertura para bandas mais populares.

E então, onde você deve começar a publicar posts de blog? O equivalente atual ao primeiro é publicar no Medium, no LinkedIn e no Quora.

O Medium e o Quora podem ser melhores se você está escrevendo sobre temas mais técnicos. 

Se você escreve sobre negócios, o LinkedIn e o Medium podem fazer mais sentido. 

E o que equivale a tocar na abertura para bandas mais populares? ]

Bom, publicar posts como blogueiro convidado. Se você ainda não sabe muito sobre guest posts, comece pela Cheat Sheet gratuita para blogueiros convidados. Depois, leia Como encontrar os melhores lugares para guest posts e o Grande Guia do Blogueiro Convidado.

Eu usei exatamente esses recursos para descobrir como escrever para Inc., Business Insider, VentureBeat, InformationWeek e muitos outros.

4º passo: crie conteúdo de alto valor

Se você é como muitos outros profissionais, sente que tem muito a oferecer simplesmente dizendo que pensa. 

Talvez você até queira escrever sobre qualquer coisa que te vier à mente em seu blog. Como um diário dos seus pensamentos.

Esse é o segundo erro mais comum entre blogueiros iniciantes (logo depois de “publicar em seu próprio blog”!)..

Vamos lá.

Qual foi a última vez que você leu os pensamentos pessoais de alguém sobre alguma coisa? 

Nunca

Profissionais estão ocupados demais para ler os monólogos internos de colegas e amigos, que dirá de estranhos.

Se você quer que as pessoas leiam o que você escreve, dê a elas um bom motivo. Escreva alguma coisa que vai melhorar dramaticamente a vida dos leitores, que os ajude.

Ao invés de escrever “Meus Pensamentos sobre Vendas Corporativas”, experimente escrever “12 Formas de Dobrar suas Vendas Corporativas Esse Ano”.

Em outras palavras, assegure-se de que o seu conteúdo é sobre o seu público, e não sobre você.

Ofereça um valor tangível direto. Isso começa pelo título.

 Depois, no post, entregue o máximo possível de valor. Se você precisa de um exemplo de um post de blog focado no valor, veja o título e a primeira frase deste post.

Precisa de ajuda para criar? Neil Patel te ensina Como Criar Títulos que Geram Cliques.

Um outro método, mais empírico, para aprender a escrever bons títulos e estudar que tipo de conteúdo você deve escrever é examinar blogs de grande sucesso para encontrar inspiração. 

Por exemplo, eu passei horas estudando os posts e títulos de blogs como:

Um terceiro truque é copiar e colar o formato de títulos comprovados. 

Você pode comprar livros de referência na Amazon, cheio de fórmulas de títulos.

Estude como esses títulos funcionam e combine-os à sua pesquisa.

5º passo: use as mídias sociais para construir relacionamentos

Qual é a sua grande meta? 

Se você quer aprender como se transformar em um formador de opinião, seu objetivo deve ser construir relacionamentos profundos e autênticos com o seu público e transformar seus leitores em fãs de verdade.

O blog é apenas uma das táticas dentro dessa estratégia. As redes sociais e a sua newsletter são outras. 

Você sabe como usar as redes sociais de forma eficaz?

 Sabe o que dizer em seus e-mails semanais ou quinzenais?

Muitas pessoas entendem as redes sociais e as listas de email de uma forma totalmente errada. 

Elas usam as redes somente como ferramentas de autopromoção.

 Recentemente eu comecei a seguir alguém no Twitter. Esse cara publicava um link para um dos seus posts de blog a cada 40 minutos! 

Você pode imaginar o que aconteceu: 80 minutos foi o tempo necessário para deixar de seguir esse sujeito.

Vamos voltar à metáfora da banda.

A banda terminou de tocar e está fazendo uma festa após o show. As redes sociais são como um grande coquetel (obrigado por essa grande metáfora, Gary Vaynerchuk).

As pessoas só querem socializar e te conhecer de forma pessoal.

Você também pode pensar nas redes sociais como revistas com artigos curtos. 

Ofereça bastante utilidade prática (e adicione um ou outro anúncio, ninguém vai se incomodar) e sempre vai dar certo

Aproveite para conhecer o Buffer, o Hootsuite e o MeetEdgar

O app Buffer Daily em particular é incrivelmente útil para criar conteúdos incríveis para compartilhar com a sua rede!

Se as redes sociais são um grande coquetel, sua lista de e-mails é uma pequena recepção privada.

 Newsletters são mais íntimas e permitem que o seu público te conheça melhor.

Crie newsletters pessoais. Conte aos seus assinantes sobre você, seu passado, sua história e porque você pensa como pensa. Dê a eles a sua história, a visão dos bastidores. 

Como se fosse uma entrevista com o diretor. 

Só não se esqueça de deixar sua newsletter valiosa.

 Todos os emails que você envia devem focar em como ele pode ajudar seus leitores, e não você. Títulos como “Estou tão ansioso para te contar sobre o meu novo lançamento” não funcionam. 

Dedique uma boa atenção e cuidado às linhas de assunto dos seus e-mails da mesma forma que faz aos seus posts de blog. 

Trate cada email como uma carta para um amigo próximo. 

Inclua apenas um link por email, para minimizar as confusões e garantir que o seu call to action seja claro. 

E sim, mande as pessoas para os seus guest posts e publicações no medium.

É isso que as pessoas querem ver quando assinam sua newsletter!

6º passo: faça networking com outros formadores de opinião

Se você chegou até aqui, já está anos-luz à frente da maioria dos blogueiros. 

As pessoas estão lendo o que você escreve, porque você envia e-mails regulares informando-as sobre os seus posts.

Mais leitores significa mais compartilhamentos, o que leva a mais leitores, o que por sua vez leva a novos assinantes. 

É um ciclo virtuoso fantástico!

E o oposto do que blogueiros iniciantes fazem quando escrevem mil posts para ninguém e aí se perguntam o que deu errado.

Mas talvez ter dois mil assinantes na sua lista não seja suficiente para a sua ambição. 

Talvez você queira ter dezenas ou centenas de milhares de pessoas em sua lista.

Tipicamente, você pode alcançar esse objetivo construindo relacionamentos próximos com outros blogueiros que já têm grandes quantidades de assinantes.

Como? 

Fazendo alguns favores a eles.

Favores como fazer guest posts, já que eles estão sempre procurando conteúdos relevantes para compartilhar com seus assinantes.

Ou você pode entrevistar esses blogueiros em seu podcast e ajudá-los a aumentar ainda mais as plataformas deles. 

Ou divulgar alguma coisa nova que eles lançaram recentemente.

Qualquer que seja a sua opção, lembre-se de manter a integridade da sua newsletter intacta. 

O que acontece muitas vezes é uma situação em que todo mundo ganha, já que seus leitores querem te ver entrevistando pessoas inteligentes e compartilhando novos livros e serviços que você achou interessantes.

Se você adicionar valor suficiente às vidas de outros blogueiros populares, eles ficarão muito mais interessados em te apresentar aos públicos deles. 

Acredite: grandes plataformas chegaram a ter aquele tamanho trocando favores com outras plataformas.   

7º passo: fale em eventos

Pesquisas mostram que 5% dos formadores de opinião recebem convites para falar em eventos, e provavelmente aproveitam essas oportunidades.

Falar à frente de um grande público com os mesmos interesses é uma oportunidade de ouro para compartilhar suas ideias e construir sua reputação.

Essa é uma forma eficaz de compartilhar sua experiência com um público maior e encontrar mais seguidores.

E é também uma ferramenta de networking valiosa.

Pense nisso.

Um evento no seu nicho permite que você conviva com outros formadores de opinião e negócios de alto nível no seu setor. 

E pode também levar a oportunidades de colaboração com outros nomes em seu nicho, para construir ainda mais autoridade.

Antes do evento, os organizadores provavelmente vão compartilhar press releases, te mencionar no site e produzir outros materiais de marketing, todos eles incluindo o seu nome como palestrante.

Isso significa um monte de publicidade para você, e pode haver mais!

Dá para aproveitar esse momento para ganhar impulso. 

Depois do evento, você pode publicar seus próprios press releases sobre ele, escrever sobre a sua experiência em posts de blog, destacar alguns momentos nas mídias sociais e, ainda, criar vídeos para o YouTube.

8º passo: lance um podcast

Algumas pessoas preferem conteúdo em áudio ao invés de conteúdo escrito. Para alcançar esse público, considere criar seu próprio podcast.

Não estou dizendo que você vai se tornar uma referência nesse formato.

Mas um podcast permite que você destaque sua expertise, ofereça insights e apresente outros especialistas em seu nicho.

Com um podcast, você pode também aumentar sua influência na medida em que seu público cresce, o que vai te ajudar a se estabelecer ainda mais como formador de opinião.

E os benefícios não param por aí.

Um podcast permite que você crie uma conexão profunda com o seu público. Ele é sua plataforma para contar histórias e engajar ouvintes.

E você pode ser quem quiser, desde que seja autêntico e se mantenha alinhado com a sua identidade de marca.

No entanto, o mais importante é que você está compartilhando sua paixão com um público ávido que te procura porque quer aprender mais.

Quando estiver mais estabelecido, você vai poder participar de outros podcasts como convidado. 

Vai ser a sua vez de dizer a outras pessoas como elas podem se tornar formadoras de opinião nos nichos delas! 

Basicamente, você vai compartilhar seus conhecimentos com outros que querem ser figuras de autoridade em seus respectivos nichos, e ao mesmo tempo, ganhar credibilidade para si mesmo.

9º passo: torne-se um mentor

Há muitas razões para um formador de opinião considerar se tornar um mentor. 

No entanto, vamos focar apenas em duas razões: construir sua reputação e expandir as suas redes.

Como formador de opinião, ser mentor de outras pessoas em seu nicho vai melhorar sua reputação e permitir que você demonstre suas habilidades de liderança.  

Por sua vez, isso aumenta sua influência e sua autoridade em seu nicho.

Expandir suas redes agindo como mentor de iniciantes e talentos emergentes também te ajuda a ver tendências emergentes e construir perspectivas novas em seu nicho.

Ainda, a mentoria te permite construir conexões valiosas e colaborações que vão elevar ainda mais a sua reputação.  

FAQ

O que é formação de opiniões?

A formação de opiniões se refere a alguém que é uma autoridade em seu nicho.
Essas pessoas geralmente são inovadoras em seus nichos e oferecem insights e influências valiosas sobre seus temas.

Conclusão

Bom, acredito que é assim que você se torna um formador de opinião em sua indústria.

Talvez isso seja muito mais trabalho do que você esperava. 

Eu disse no início do artigo que seria difícil.

Mas não se preocupe. 

Se você persistir, vai encontrar seu ritmo. Se você seguir uma programação regular, vai ver que algumas horas semanais de esforço serão suficientes para começar.

Quando já tiver uma plataforma estabelecida, você poderá usá-la de inúmeras formas. 

Eventualmente, as pessoas vão começar a te perguntar como se tornar um formador de opinião e por onde elas devem começar. 

E aí você poderá mostrar a elas esse artigo, ao invés de passar 20 horas escrevendo seu próprio artigo.

Chegou a hora de fazer o trabalho real!

Você já pensou em se tornar um formador de opinião em sua indústria? Que passos você está tomando nesse sentido?

Sobre o autor: Lucas Carlson angariou 10 milhões de dólares em capital de risco e vendeu seus negócios de sucesso a uma empresa Fortune 150.

NP Digital Brasil

Você quer resultados imediatos?

Minha agência pode fazer todo o trabalho pra você. Somos especialistas em:

  • SEO - Colocamos seu site no topo das pesquisas do Google
  • Mídia Paga - Fazemos seu negócio alcançar quem importa no momento certo
  • Data & Conversion Intelligence - Desbloqueamos as conversões do seu site e criamos dashboards para melhores análises

Fale com um especialista

Consultoria com Neil Patel

Compartilhe