Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Checklist de SEO Para Redesign de Site: Dicas para Evitar Grandes Quedas nos Rankings

Website Redesign SEO Checklist  Tips to Avoid Big Drops in Your Rankings

Se o seu site já não está cumprindo seu potencial, talvez seja a hora de remodelar o design dele. Um estudo de caso constatou que os leads aumentaram 314% após o redesign de um site e da campanha de SEO dele. 

Apesar de às vezes ser caro refazer o design de um site, é uma opção melhor do que perder dinheiro ano após ano com um site pouco eficiente. 

Ao criar um novo design para o seu site, é importante evitar problemas que afetam seriamente o seu SEO. Para te ajudar, aqui está o meu checklist de SEO para redesign de site.

O que é um redesign de site?

Um redesign de site envolve grandes alterações em seu site. Durante o redesign, elementos do seu código de programação, conteúdo, estrutura e visual podem mudar drasticamente, dando uma aparência totalmente nova ao seu site. 

Essa é uma parte natural e importante do desenvolvimento de um site. Até 50% dos consumidores acreditam que o design do site é uma parte importante da marca de uma empresa.

E ainda que você tivesse o melhor site do mundo em 2001, ele seria muito estranho hoje se você não tivesse feito algumas modificações. Veja só como era uma página da Amazon em 2001.

Amazom

As melhores práticas de design mudam, a tecnologia muda, e as expectativas do seu público-alvo mudam. Seu site precisa mudar também para acompanhar tudo isso. 

A acessibilidade também é um fator importante. Ao visitar um site pela primeira vez, 38% das pessoas analisam o layout da página ou os links de navegação. 

Às vezes isso vai significar pequenas alterações para atualizar o site. Mas ocasionalmente, você terá que fazer alterações maiores através de uma remodelagem completa. De qualquer maneira, você precisa se certificar de que está seguindo as melhores práticas atuais para que o SEO do design do seu site não seja afetado.

Benefícios do redesign

Remodelagens de design de sites incluem alguns riscos (especialmente para o SEO), mas quando bem feitas, têm benefícios significativos. Elas podem:

  • melhorar o SEO e o desempenho do site
  • simplificar a experiência do usuário
  • focar novamente sua estratégia de conteúdo
  • renovar o seu site
  • oferecer tempos de carregamento mais curtos
  • oferecer segurança atualizada

O benefício mais óbvio é que, como o seu site funciona como uma fachada de loja moderna, é necessário que ele seja atraente. 

Se uma loja tiver uma placa quebrada, iluminação fraca e um interior feio, será difícil atrair clientes. O mesmo acontece com um site: se ele tiver uma aparência cansada e antiquada, seus visitantes vão se perguntar se o seu negócio também é cansado e antiquado. 

O redesign de site é mais do que aparências.

Ela é uma oportunidade para mudar a estrutura fundamental do seu site e deixá-lo mais fácil de navegar. Você quer começar com a abordagem certa, já que até um redesign com funções básicas pode levar em média dois meses para ficar pronto.

Negócios mudam com o tempo, e na medida em que os sites deles evoluem e crescem naturalmente, a estrutura pode ficar confusa. Você adiciona novas categorias de conteúdo, muda o lugar dos itens na barra de navegação, troca as páginas mães e filhas de lugar, etc. 

Uma regra simples quando se trata de design e UX é que um design complicado raramente é bom. Você precisa de um design o mais simples possível para que visitantes (e bots) possam navegar em seu site e encontrar o que estão procurando. Uma remodelagem de site é uma grande oportunidade para fazer isso.

Esse é o momento ideal para avaliar seu site, decidir suas metas, e criar uma estratégia de redesign que te ajuda a cumpri-las. 

Quando é necessário fazer o redesign de site?

Segundo uma pesquisa de 2020, aqui estão as principais razões para fazer o redesign de um site:

  • taxas de conversão baixas (80,8%)
  • taxas de bounce altas (65%)
  • precisa de melhor experiência do usuário (UX) (61%)
  • não é responsivo em todos os dispositivos (53,8%)
  • site desatualizado (38,5%)
  • não é adaptado para SEO (23,1%)

Pode ser difícil saber quando um redesign de site é necessário. É provável que você tenha que investir um valor alto em seu redesign, e portanto é preciso encontrar o momento certo.

É importante lembrar que a experiência do usuário é absolutamente essencial para o marketing digital. Ela vai aparecer em quase todas as métricas e, no fim das contas, tem um impacto sobre os seus resultados.

A métrica mais amada pela maioria dos proprietários de sites é a taxa de conversão. Ela pode ser um forte indicador de que é hora de fazer o redesign do site.

Taxas de conversão flutuam, mas se a sua está em queda livre, talvez seja a hora de considerar remodelar o site. Elas também são diferentes dependendo da indústria.

Por exemplo, se o seu site é parte das indústrias imobiliárias ou de reformas, suas taxas de conversão serão de cerca de 7%. No entanto, se você atua na indústria de mídia e entretenimento, sua taxa de conversão pode ficar em torno de 18%.

Uma das melhores maneiras de saber se é hora de fazer alterações no seu site é usá-lo pelo ponto de vista dos seus visitantes. Imagine que você está visitando seu site pela primeira vez e pergunte a si mesmo:

  • O branding é apropriado?
  • As páginas carregam rapidamente?
  • Seu site está organizado de forma lógica e fácil de navegar?
  • Suas páginas estão otimizadas para mobile?
  • É difícil encontrar as informações que você procura?
  • Sua jornada do cliente está suficientemente organizada?

Compare seu site com os dos seus concorrentes e veja como você está. Se você descobrir que seu site está bom em alguns aspectos, mas faltam outros detalhes, uma atualização de site pode ser a solução. Mas se houver muitas questões te atrapalhando, provavelmente é hora de fazer um redesign completo do site. 

Algumas considerações sobre SEO antes de começar o redesign de um site

A principal razão para os visitantes saírem de um site são tempos de carregamento longos: 88,6% dos participantes de uma pesquisa de 2020 afirmaram isso. A velocidade da página afeta o SEO direta e indiretamente.

E isso é apenas um dos motivos para ser vigilante com os múltiplos fatores que podem afetar o SEO no redesign de um site. Planejar um redesign não é um trabalho simples. As recompensas são excelentes quando as coisas dão certo, mas se as coisas derem errado, os resultados podem ser um pesadelo.

O primeiro passo é considerar seus objetivos.

O que você quer ganhar com o redesign do seu site? Que metas realistas você pode estabelecer?

Para definir as metas corretamente, você precisa ter valores de referência para o desempenho atual do seu site. Use seu analytics e crie metas SMART.

Depois de criar as metas, comece a pensar em um cronograma. O importante aqui é ser realista. Como você vai ver na checklist de SEO para redesign de site, há muitos passos a considerar. Assim, você precisa garantir que vai ter tempo suficiente para fazer um bom trabalho.

A seguir, você terá que criar a equipe certa para executar sua visão. Você vai precisar de designers, desenvolvedores e gestores de conteúdo talentosos para garantir que tudo dê certo. Mas não subestime um elemento chave: a comunicação.

Sua equipe precisa trabalhar junta, e a comunicação é extremamente importante. 

Checklist de SEO Para Redesign de Site

Esta checklist de SEO para redesign de site vai te ajudar a se manter organizado durante o processo todo e garantir que você não esqueça nada importante. 

1. Audite seu conteúdo atual

É o conteúdo que impulsiona a presença orgânica de muitos sites. Oitenta e dois por cento dos especialistas em marketing utilizam o marketing de conteúdo ativamente, e muitos negócios de sucesso foram construídos a partir dele.

O processo de redesign de um site tem o potencial de elevar seus esforços com marketing de conteúdo. Mas primeiro você tem que ter uma boa ideia de onde está atualmente.

Para começar, use uma ferramenta como o Screaming Frog para obter dados sobre todas as URLs incluídas no seu site.

A seguir, use seu analytics e o Ubersuggest para fazer uma auditoria completa e determinar quais são suas páginas mais importantes, que páginas são irrelevantes ou não mais necessárias, e que páginas devem ser redirecionadas ou combinadas a outras páginas.

Ubbersugest

Siga estes passos e você terá uma ideia clara de que páginas (e palavras-chave) são as mais importantes. Considere seus dados de tráfego, ranqueamento e metas de conversão para ver que outras melhorias podem ser feitas.

2. Atualize as informações de arquitetura

Mais de 60% dos usuários declaram sair de um site quando a navegação é ruim. Apesar de a navegação do site e a arquitetura da informação (IA) serem elementos diferentes, sua arquitetura deve informar como a navegação do seu site é estruturada.

A arquitetura da informação é como você organiza as informações em seu sitemap. A navegação é como você organiza seu site.

Como mencionado, 38% das pessoas examinam o layout e os links de navegação de um site em sua primeira visita.

Vamos usar como exemplo o post “Como escalar o Monte Everest”. 

Se as pessoas tiverem que encontrar o artigo indo de uma página com dicas, para uma página sobre estratégias de escalada, depois outra sobre picos na Ásia, para aí finalmente clicarem em Monte Everest, o artigo será praticamente impossível encontrar o artigo.

Não seria muito mais fácil se o processo pudesse ser simplesmente Picos > Monte Everest > Como escalar o Monte Everest?

A forma como você organiza as informações depende do assunto do seu site, porque as pessoas vêm a ele, e que informações são as mais importantes.

Para atualizar sua AI:

  1. Comece criando um mapa da sua estrutura atual.
  2. Faça uma análise de concorrência para ver como seus concorrentes organizam os sites deles.
  3. Use uma ferramenta como o Hotjar para ver onde os usuários clicam e como eles interagem com o seu site. 
  4. Use cartões ou notas adesivas para escrever as categorias principais do seu site.
  5. A seguir, escreva os subtítulos, segundo os dados que você coletou.
  6. Anote as URLs das páginas que você vai manter e organize-os sob os subtítulos.
  7. Crie um novo sitemap a partir da estrutura que você criou. 

3. Mapeie redirecionamentos de URL cuidadosamente

Em um estudo do SEMrush que analisou 150.000 sites, 42,5% dos sites analisados tinham links internos quebrados.

Mencionei no início deste artigo que os processos de redesign de site e SEO trazem alguns riscos. O maior deles é o potencial para perder muito do trabalho que você já fez para construir seu perfil orgânico.

Um redesign de site vai mudar toda a estrutura do seu site. Algumas páginas serão movidas e outras serão apagadas.

A questão é que pequenas alterações podem fazer uma diferença enorme quando se trata de SEO. Até 60% dos especialistas em marketing declaram que o SEO e o marketing de conteúdo são suas maiores fontes de leads.

Vamos voltar ao nosso artigo “Como escalar o Monte Everest”, que é incrível e está atraindo muito tráfego orgânico. 

O problema é que você publicou este artigo em uma categoria imprecisa, e deu a ele uma estrutura de URL desorganizada. Naturalmente, você quer corrigir isso, e portanto muda a categoria e a URL.

Você nem tocou no conteúdo, mas esta alteração pode ter consequências enormes. Isso acontece porque existem links pela web apontando para a URL original, e agora, quando as pessoas (e bots) clicam neles, chegam a uma página em branco.

A não ser que você use redirecionamentos de URL, vai acabar perdendo não só seu tráfego de referência, mas também as autoridades de página e de domínio que esses backlinks já tinham gerado. 

Basicamente, seu artigo de sucesso tem que começar do zero novamente.

Redirecionamentos podem ficar bem confusos em um site grande, e por isso é importante mapeá-los cuidadosamente. 

Como mapear redirecionamentos de URL: 

  1. Crie uma lista com todas as URLs que você vai manter e todas as que você não vai usar mais.
  2. Crie outra lista com o conteúdo que você vai manter sob URLs novas.
  3. Combine cada URL antiga a uma URL nova.
  4. Combine cada URL que você vai remover a um novo conteúdo sobre um assunto similar.
  5. Dê a lista de novos conteúdos mapeados aos desenvolvedores, para que eles implementem os redirecionamentos. 

4. Otimize o conteúdo que você vai manter

Após fazer a auditoria de conteúdo, você deve ter uma boa ideia de que conteúdo planeja manter. Se você dedicou tempo e esforço à sua auditoria, provavelmente terá identificado pontos a melhorar em algumas das suas melhores páginas.

Um redesign de site é a oportunidade perfeita para atualizar conteúdo antigo e dar nova vida a ele. Esse processo sozinho pode aumentar o tráfego orgânico em até 106%.

A deterioração de conteúdo é um problema real. Novas informações vêm à tona, concorrentes investem em conteúdo, e de repente suas melhores páginas estão perdendo posições nos rankings. 

As taxas de cliques das primeiras posições nos rankings orgânicos caem extremamente rápido:

  • 1º resultado: 34,2%
  • 2º resultado: 17,1%
  • 3º resultado: 11,4%
  • 4º resultado: 8,1%
  • 5º resultado: 7,4%

Cair das primeiras posições pode reduzir o seu tráfego orgânico pela metade imediatamente. Assim, é importante otimizar suas páginas atuais.

O redesign do seu site deve ajudar a experiência do usuário, mas o que mais você pode fazer para melhorar o ranqueamento do seu conteúdo novamente?

  1. Use o Google Search Console ou uma ferramenta de SEO como o Ubersuggest para verificar o desempenho do seu conteúdo. 
  2. Veja que palavras-chave seu conteúdo de melhor performance está posicionando. Para melhorar ainda mais as posições, adicione palavras-chave segmentadas a títulos, aumente a densidade de palavras-chave (sem stuffing) ao longo do texto, e use palavras-chave em imagens de texto alternativo e nome de artigos. 
  3. Mexa em conteúdo que está com desempenho fraco. Faça melhorias reescrevendo ou atualizando o conteúdo com links e estudos recentes, dados e entrevistas com especialistas, e elementos visuais ou vídeo.

5. Otimize a velocidade da página

Você não deve subestimar a importância da velocidade da página. Todo mundo conhece a sensação de esperar eternamente enquanto uma página carrega, e você sabe o que os usuários fazem quando isso acontece: saem da página e procuram a informação em outro lugar.

A tecnologia faz as pessoas esperarem que tudo seja muito mais rápido hoje em dia, e interagir com um site não é exceção. 25% das pessoas saem de um site se a página levar mais do que quatro segundos para carregar, e um atraso de 1 segundo resulta em uma queda de 16% na satisfação do cliente.

Ubbersugest
Ubbersugest

Sites tendem a ficar pesados com o tempo. O processo de redesign do site oferece uma oportunidade para otimizar a velocidade da página ao retirar esses excessos. 

Primeiro você precisa garantir que as imagens sejam otimizadas no tamanho e formato correto. Confira se seus vídeos carregam corretamente, e se a resposta for não, use ferramentas para diminuir o tamanho dos arquivos ou encurtar os vídeos. 

A seguir, reduza o número de requisições HTTP. Você deve também minificar o CSS e o JavaScript e limpar seu HTML.

Você deve considerar isso desde o início do redesign do site, e precisa destacar esse processo como uma prioridade com seu desenvolvedor.

6. Atualize seu sitemap XML

Seu sitemap XML é como a planta do seu site. O Google e outros mecanismos de busca usam o sitemap para entender o propósito do seu conteúdo, e ele é essencial para um bom redesign de site e SEO.

Você pode fazer isso manualmente, adicionando cada URL do seu site atualizado ao mapa, ou usar um plugin de SEO como o Yoast ou o AIOSEO para gerar um automaticamente.

Este passo é simples, mas importante. Se o Google examinar um sitemap XML incorreto, os rastreadores dele podem até ignorar seu site completamente (um fato confirmado por John Mueller, da Google).

7. Teste seu site após completar  o redesign

Em toda a internet, 0,27% de todos os links internos e 1,37% de todos os links externos estão quebrados. Links quebrados são apenas uma das muitas questões que você precisa considerar ao testar seu site após o redesign. 

Remodelar um site inteiro é uma tarefa gigantesca, e portanto, os detalhes não estarão perfeitos imediatamente.

Se você quiser lançar seu novo site imediatamente, sem testar primeiro, essas imperfeições podem ter grandes consequências. 

A tentação para pôr as mãos na massa e lançar o novo site o mais rápido possível é enorme, mas você precisa dedicar tempo aos testes. Revise todas as alterações em seu site de teste (peça ajuda a amigos e familiares) e passe um pente fino no site todo.

Você pode criar tarefas específicas para todos os envolvidos em testar seu site.

  • testar CTAs
  • testar a navegação do site (ela precisa fazer sentido, e todos os links de abas e navegação devem ser clicáveis)
  • verificar os links de navegação lateral
  • revisar formulários, pop-ups e sobreposições de saída, caso incluídos
  • auditoria de links internos e externos
  • atenção especial a conteúdo interativo e páginas de compra
  • peça às pessoas que testem em PCs, tablets e dispositivos móveis (Android e iOS)

Adicione todos os erros que encontrar à uma planilha e revise-os com o desenvolvedor.

Mais uma vez, a ideia é explorar seu site com a visão do seu público-alvo. Se você fizer isso bem, vai corrigir muitos erros antes que eles cheguem ao usuário final.  

Perguntas frequentes sobre redesign de site e SEO

Como redesigns de site afetam o SEO?

Redesigns de site podem ter um impacto enorme sobre o SEO. Quando bem feitos, o UX atualizado pode melhorar o ranqueamento, mas se os redirecionamentos não forem cuidadosamente mapeados, você pode perder autoridade, e consequentemente, muito tráfego orgânico. 

Quanto custa um redesign de SEO?

O custo do redesign de um site vai depender da complexidade. Redesigns básicos custam a partir de $15.000, mas projetos mais complexos podem custar mais de $75.000.

Quais são os erros de SEO mais comuns em redesigns de site?

Alguns dos erros de SEO mais comuns em redesigns de site são esquecer de redirecionar URLs e não manter seu conteúdo mais popular. 

Que ferramentas de SEO preciso ter para um redesign de site?

Ferramentas de SEO são úteis para redesigns de site porque te permitem avaliar sua performance. O Google Analytics é essencial, mas verificadores de rankings como o Ubersuggest também podem ser muito úteis. 

Conclusão: Redesign de site e SEO

Há um momento em que você precisa considerar um redesign de site e SEO. É um momento importante para o seu negócio, e tudo precisa ser feito cuidadosamente.  

Um redesign de site traz muitos riscos em termos de SEO, mas ao mesmo tempo, pode trazer também muitos benefícios. Para maximizar os benefícios e minimizar os riscos, você precisa de uma estratégia clara. E é aí que essa checklist de SEO para redesign de site pode ser útil. 

Cobrimos tudo sobre SEO aqui, mas tenho também mais dicas sobre como fazer um redesign de site com segurança, então confira esse link.

Planejando um redesign de site? Me conte tudo nos comentários abaixo!

Compartilhe