Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

7 Erros Críticos de SEO em Sites de E-commerce

É comum que comerciantes online pensem que basta simplesmente listar centenas ou mesmo milhares de produtos em seus sites de e-commerce para que o tráfego de mecanismos de pesquisa comece a chegar. Mas a realidade é muito diferente.

O fato entristecedor é que otimizar sites de e-commerce para SEO (Otimização Para Mecanismos de Pesquisa) é muito mais difícil do que para blogs ou sites corporativos com 5 páginas. Com várias páginas de produtos constantemente entrando e saindo do site, inúmeros problemas aparecem e dificultam muito o SEO para sites de e-commerce.

Hoje vamos ver 7 erros de SEO comuns em lojas online e sites de e-commerce.

1. Falta de Descrição do Produto

Na minha experiência, esse erro geralmente é cometido por lojas online de presentes (em termos gerais) e de roupas. Infelizmente, a falta de uma descrição em texto do produto encerra as chances da página ser posicionada entre as 10 primeiras para um termo de pesquisa, mesmo no caso de termos pouco frequentes. Assim, lembre-se de adicionar uma descrição ao cartão do item; não mate as oportunidades da sua página.

Lack of Product Description

Essas botas por exemplo. Nada de especial, são botas. Claro que a imagem diz muito, mas os motores de busca não conseguem ver imagens. Assim, lembre-se de adicionar uma descrição do produto.

Uma forma excelente de mensurar quanto conteúdo original você precisa ter é calcular o número de palavras padrão de uma página de produto em branco. Conte todas as palavras que são usadas na navegação, no menu lateral, no rodapé e qualquer texto que esteja presente na página de produto em branco. E aí assegure-se de que seu texto original supere o número padrão de palavras a fim de dar um peso maior ao conteúdo original.

Obviamente, quanto mais conteúdo original você escrever para a descrição de produto, melhor para suas ações de SEO. No entanto, tenha em mente esses princípios:

  • Escreva somente conteúdo descritivo de qualidade, que ajude seus consumidores a tomar decisões de compra.
  • Não copie conteúdo de outros sites. Os motores de busca vão te penalizar por isso.
  • Talvez você queira testar que extensão de descrição ajuda a conversão de compra. Ter conteúdo demais pode ter um efeito negativo.

2. Usar Descrições de Produto dos Fabricantes

Se quiser ser eliminado pelos motores de busca, é só adicionar uma descrição do fabricante. Essa ação vai garantir que seu site seja banido por motores de busca.

O que acontece é que essas descrições são distribuídas para muitas lojas online. E a maioria delas usa o texto em sua forma original. Tudo isso leva a um número enorme de páginas com conteúdo não-original e à eliminação no Google. Para deixar esse erro ainda pior, essas descrições dos fabricantes geralmente não são escritas para vender.

A regra aqui é sempre criar conteúdo único. O Google está ficando cada vez melhor em rebaixar sites nos rankings por causa de conteúdo duplicado ou copiado.

Mas criar conteúdo original para milhares de produtos ou inventários muito variados pode ser uma tarefa difícil. Eu já fiz isso. Você deve considerar colocar uma meta tag NO INDEX nas páginas de produto para as quais não puder escrever conteúdo original.

Se você tiver milhares de páginas de produtos que não alterou, ou que vão sair do seu inventário em alguns dias, certamente deve considerar mantê-las fora dos motores de busca. Você não deve ter milhares de páginas sem conteúdo original e apenas algumas com conteúdo original. O que isso faz é deixar seu site parecendo que tem milhares de páginas simples que foram geradas automaticamente para tentar ganhar tráfego de SEO. E é exatamente isso que você precisa evitar.

É muito melhor manter seu SEO em bom estado do que deixá-lo sofrer por causa de páginas de produto pouco otimizadas ou uma estratégia de conteúdo que parece spam.

3. Falta de Avaliações de Produto

Cerca de 70% dos compradores procuram avaliações de produtos em lojas online ou fóruns antes de fazer uma compra. Isso significa que se seu site não tiver avaliações, você vai perder uma porcentagem muito grande do público. Além disso, é mais fácil para páginas de avaliações chegar ao topo dos resultados de busca do que para páginas de venda.

Lack of Product Reviews

A Amazon.com não só permite que seus usuários comprem produtos, mas também deixem avaliações para livros, gadgets e mais. Assim ela criou uma comunidade de leitores apaixonados que compartilham suas experiências.

O melhor das avaliações de produto de consumidores é:

  • Eles criam conteúdo original para sua loja online, gratuitamente! Nós falamos sobre todos os problemas de não se ter conteúdo original e de como é difícil criá-lo. Avaliações de produto resolvem esse problema!
  • Isso mantém a página de produto “viva”, o que pode te ajudar a trazer os motores de busca a ela com mais frequência. Quanto mais frequentemente você puder atualizar seu site, melhor para seus esforços de SEO em geral.

4. Não Otimizar Páginas de Produtos Segundo as Demandas da Busca

Lembre-se de considerar a demanda e as palavras-chave de busca que as pessoas estão inserindo em motores de busca ao escrever títulos, páginas de título e descrições de produto. Do contrário, você pode acabar criando uma situação em que você divulga uma coisa que ninguém está procurando. Esse é um erro comum de lojas com um grande número de produtos diferentes.

Por exemplo, você pode acidentalmente fazer uma página com a title tag, a H1 heading e a image alt tag com informações otimizadas para a palavra-chave “Lenço Estampa Floral” quando seria muito melhor otimizar para uma frase de palavras-chave mais específica, “Lenço Estampa Floral Chanel”.

Isso dito, aqui estão algumas dicas para te ajudar a otimizar melhor essas páginas de produto:

  • Use números de modelos em title tags e H1 headings.
  • Use nomes de marcas em title tags e H1 headings.
  • Não se esqueça de preencher as informações da image alt tag!
  • Não encha a página de palavras-chave repetindo a frase de palavras-chave diversas vezes.
  • E nunca, nunca use iframes para exibir conteúdo. Confirme se seu conteúdo existe na página de produto onde deve estar.

Para mais dicas de SEO on-page, não deixe de ler nosso artigo A Receita de SEO On-Page SEO Para Eficiência Máxima no Marketing Inbound.

5. Títulos Repetidos

Outro problema comum em grandes lojas online são title tags duplicadas. Verifique se elas são originais e tente evitar conteúdo idêntico. Isso é um princípio básico do SEO, mas nas lojas online, por alguma razão, muitas pessoas deixaram de observar essa regra simples.

É assim que a title tag aparece no código-fonte de uma página. Esse exemplo é da homepage do SEOmoz.org:

SEOmoz title tag

É difícil criar title tags únicas quanto você vende múltiplos itens da mesma marca, ou itens similares de muitas marcas. Inevitavelmente, você vai repetir as mesmas palavras-chave várias vezes. Os motores de busca sabem disso, e portanto você deve se concentrar em criar frases chave únicas.

Muitos compradores online estão pesquisando uma frase chave ao invés de uma única palavra-chave. Uma fórmula que costuma funcionar bem é a receita de title tag “marca-modelo”:

Por exemplo, sua title tag deve ser estruturada assim: Marca – Modelo – Tipo de Item

Alguns exemplos reais são: “Honda Accord Compacto Esportivo” ou “Burton Aftermath Prancha de Snowboard 2013”

Se tiver dúvidas sobre títulos repetidos, use o Ubersuggest para aprender mais.

1º passo: Insira sua URL e clique em “Buscar”

2º passo: Clique em “Auditoria do Site” na barra lateral esquerda

3º passo: Role a página até “Principais Problemas de SEO”

4º passo: Clique em “8 páginas com <title> tags duplicadas” (seu número provavelmente vai ser diferente)

Clicar no número de páginas revela as URLs que usam as mesmas title tags. Aí você pode decidir se isso merece atenção.

6. Falta de URLs “Speaking”

O que é uma URL “speaking”? Aqui está um exemplo:: http://www.readanybook.com/ebook/harry-potter-and-the-prisoner-of-azkaban-65. URLs speaking também são conhecidas como “URLs adaptadas para palavras-chave”.

lack of speaking urls

Vemos o nome do livro logo ali, no endereço do site. Em termos de SEO, é muito importante criar URLs como essa para todos os seus produtos. Nada de identidades anônimas! Deixe seu perfil único para os motores de busca com uma URL única.

Existem apenas três razões pelas quais você deve usar URLs “speaking”:

  1. Semântica: Elas facilitam para o consumidor ou usuário de busca saber o que esperar ao clicar na URL. Se você tiver uma URL muito longa, cheia de números e letras sem sentido, isso pode parecer spam e ser desagradável.
  2. Sorte das Palavras-Chave e Links-Âncora: Há uma chance de a URL ser selecionada por outro site e re-publicada. Palavras-chave importantes vão aparecer na anchor tag se a URL for utilizada como o texto dela. Colocar palavras-chave dentro de textos-âncora que levam ao seu site é o grande fator para chegar ao topo dos rankings dos motores de busca.
  3. Relevância: Ter palavras-chave relevantes na URL costumava ser um fator importante para nomes de domínio. O Google está começando a dar menos prioridade a isso, mas você não vai perder nada ao inserir palavras-chave relevantes em suas URLs para páginas de produto.

7. Muito Conteúdo Duplicado

Páginas para imprimir, arquivos com elementos de organização diferentes, tags e muito mais – tudo isso gera duplicatas e não deve indexado por motores de busca, e sim incluídos em robot.txt. Isso é importante porque seu site pode receber penalidades por causa de páginas duplicadas (especialmente em sites grandes, como são muitas lojas online).

an example of a lot of duplicate content

Esse conteúdo aparece em muitas páginas de uma loja de moda online.

Aqui estão algumas dicas para eliminar conteúdo duplicado:

  • Use o robots.txt para bloquear áreas que criam conteúdo duplicado, como arquivos, tags e até páginas de categorias, em alguns casos.
  • Use a canonical tag para indicar que páginas você quer que sejam indexadas. Por exemplo, se seu carrinho de compras cria novas URLs por causa de avaliações ou comentários (o que significa que você tem mais de uma página com exatamente o mesmo conteúdo, mas uma tem avaliações e comentários que a original não tem), a canonical tag vai dizer aos motores de busca que página eles devem considerar.
  • Você pode adicionar atributos nofollow em links que indicam áreas de conteúdo duplicado. No entanto, você precisa ser extremamente cuidadoso para encontrar cada link que precisa de um nofollow (porque o Google vai encontrá-los).

A Regra Dourada do SEO – Priorize a Usabilidade

Como você sabe, o Google é um motor de busca que se preocupa muito com seus usuários e a experiência deles. Para começar, você precisa deixar sua loja online conveniente e útil para os consumidores, para ganhar o respeito do Google. O que for bom e único para os seus clientes é bom para o Google.

Ter pessoas passando mais tempo em seu site e clicando para voltar para a página de resultados com menos frequência é um grande indicativo de que o Google está enviando-as ao lugar certo.

Finalmente, as pessoas que gostam do seu site e do que ele oferece têm uma probabilidade muito maior de criar links para ele – e como dissemos anteriormente, são os links que te levam ao topo da página de resultados de busca!

Que erros você já identificou na otimização para motores de busca de lojas online? Conte para nós nos comentários abaixo, por favor.

Sobre o Autor: Korah Morrison é um especialista em marketing e um autor do GrammarBase.com que gosta de escrever artigos sobre SEO, mídias sociais e marketing na internet.

Compartilhe