Como Criar a Tag H1 Perfeita para SEO

heading tag

Escrevo muito sobre escrever.

Faço isso porque amo marketing de conteúdo. No meu caso, isso envolve escrever artigos extensos, como o que você está lendo agora.

Amo marketing de conteúdo porque promove um nível absurdo de sucesso para empresas do mundo todo.

Quando comecei no segmento de marketing, há cerca de 10 anos, só falavam de SEO técnico e link building.

Hoje em dia? Só falam de conteúdo. Observe a explosão do segmento de marketing de conteúdo:

Não importa se você gerencia uma pequena loja de bairro ou uma corporação de bilhões de dólares. Marketing de conteúdo funciona.

Mas nesse artigo, não vou só rasgar elogios para conteúdo de marketing. Em vez disso, vou me aprofundar em um assunto que não costuma ser comentado – uma pequena fatia do marketing de conteúdo.

É um desses pequenos e poderosos segredos que podem vir a construir ou destruir o seu sucesso com marketing de conteúdo.

Estou falando de h1s.

Verdade seja dita, se você está lendo este artigo, talvez tenha só um pouco de noção de h1s. É uma obsessão dos SEOs desde o nascimento da era das ferramentas de buscas.

E, verdade seja dita, a maior parte dos SEOs, profissionais de marketing e de marketing de conteúdo e programadores sabe um pouco sobre h1s.

Mas aí está o problema. Estamos tão acostumados a ouvir sobre h1s, usar h1s e falar sobre h1s que não paramos para pensar: opa, o que está acontecendo com a h1?

Pouca gente pesquisa sobre a h1. Quis mudar esse quadro por causa de uma experiência pela qual passei há pouco tempo (mais sobre isso depois).

Resumindo: o propósito é fazer com que você leia este artigo hoje para não perder mais tempo nenhum.

Se você aprender como criar h1s perfeitamente, vai dominar o marketing de conteúdo com facilidade, rapidez e mais comando que outras pessoas.

Estou certo que de a h1s é muito subestimado no marketing de conteúdo atualmente.

Você é diferente. Está lendo este artigo, e vamos aprender o método exato para produzir excelentes h1s, para elevar o seu marketing de conteúdo para o próximo nível.

Aprenda como eu gerei 195.013 visitantes por mês com SEO.

O que é uma h1?

Vou partir do princípio de que você ainda não está familiarizado com a h1s.

Tudo bem, vou detalhar para você.

A h1 é uma tag HTML que indica um título em um site.

Vamos nos aprofundar:

  • HTML — É a sigla de Linguagem de Marcação de Hipertexto. A maioria dos sites usa essa linguagem.
  • Tag — Uma tag de HTML é um pedaço de código que conta ao seu navegador como mostrar o seu conteúdo.
  • Título — o HTML tem seis tipos diferentes de tags — h1, h2 e assim por diante. A h1 é a tag mais importante, e a h6, a menos. As tags são formatadas da maior (mais importante) para a menor (menos importante).

Caso queira criar uma h1 em HTML, deve fazer assim:

<h1> Oi, meu nome é Título 1 <h1>

Veja você mesmo. Abra qualquer página – de preferência de um blog de qualidade – e siga essas instruções:

Primeiro, certifique-se de estar numa página da internet.

Entrou em uma? Boa.

A seguir, veja o código-fonte.

Para tal, usei no Chrome (MAC) o atalho de teclado: CMD + Option + u

Você também pode clicar em Visualizar → Programação → Ver código-fonte (no Chrome):

Você verá esta tela:

Faz sentido para você?

Boa sorte ao procurar a tag h1. Essa página tem 76.849 caracteres.

Procurando pela tag h1.

Pressione o atalho CTRL + F para abrir a barra de busca em seu navegador. Mais uma vez, estou usando Chrome, mas grande parte dos navegadores usa esse mesmo atalho.

Quanto aperto CTRL + F, uma pequena barra de busca aparece no canto superior direito do navegador.

Digite “h1”.

Depois, aperte Enter.

O Chrome destaca a h1 na página.

Existe um pouco de código entre o começo e o fim da tag, mas ela está lá.

O texto dentro da tag h1 é “Como manter o seu grupo de Facebook ativo e atrair engajamento”.

Pronto. É bem fácil, mas a h1 tem um grande impacto, como você verá na próxima seção.

Por que h1s são tão importantes?

Antes, escuta só essa história.

Há pouco tempo, os negócios estavam estáveis como sempre. Estava fazendo a minha parte, gerenciando o meu blog e escrevendo os meus artigos.

Meu tráfego é ótimo no geral. Mas decidi chamar outra pessoa para dar um parecer.

Quando fiz isso, descobri algo e mudei a h1 em um dos meus artigos.

Depois de três dias, a página estava atraindo 85% a mais de tráfego orgânico.E também foi da página 3 para a primeira das SERPs, na oitava posição!

Tudo porque modifiquei a h1.

Não sou o único a perceber uma mudança impressionante. Na verdade, o meu aumento no tráfego de busca não foi nada comparado com o desses caras.

Uma loja local de peças para automóveis em Houston, Texas, modificou os títulos e as h1s. O resultado?

Veja na tabela:

Longe de mim falar como um vendedor de beira de estrada com muito caso pra contar, então vou falar a mais pura verdade sobre h1s e SEO.

H1s sempre foi um importante fator de ranqueamento.

Muitas modinhas nasceram e morreram em SEO, mas a h1s nunca perdeu sua importância.

Na pesquisa mais recente de fatores de ranqueamento da Moz, a importância das tags é o terceiro fator mais influente de ranqueamento.

As tags H1s costumam ser o conteúdo mais visível na página.

É provável que esse seja o componente SEO mais importante da h1s. De primeira, nem parece um componente “SEO”.

Por que não? Porque se refere mais ao usuário do que à otimização da página.

Então! E é essa direção que o SEO vem tomando em anos recentes. SEO é mais sobre otimização do usuário do que otimização da ferramenta de busca.

Não ignore a ideia de usuários percebendo h1s. Eles se importam!

As tags h1s são um dos elementos mais potentes de SEO e UX que você possui em seu arsenal.

Agora vamos descobrir como usá-las.

Como criar h1s certeiras?

As tags h1s não são um mistério. Qualquer um que saiba qualquer coisa sobre SEO ou HTML está usando as tags.

80% dos resultados da primeira página do Google usam uma tag h1.

Então por que escrevi este artigo?

Porque grande parte das pessoas está usando de maneira errada!

Até pouco tempo atrás, nem eu percebi o quão errado estava ao escrever h1s.

Depois de seguir adiante e fazer uma descoberta, meu conhecimento de h1s disparou e o tráfego do meu site mudou!

Veja as regras de criação de tags h1. Siga esses passos para emplacar a h1s perfeita, sempre.

Use apenas uma h1.

Cada página precisa de apenas uma tag h1. Não há motivo para usar mais de uma.

Por que não? Se uma é boa, duas ou dezesseis não seriam ainda melhores?

Não. Ferramentas de busca consideram apenas uma h1 quando estão rastreando a página. A presença de mais de uma não vai confundi-las, mas vai diluir o poder de uma h1.

Sua h1 deve descrever o tópico da sua página.

No patamar mais básico, a h1 deve descrever que tipo de conteúdo você está produzindo.

  1. No geral, a tag h1 será parecida com o título da tag.
  2. Normalmente, a tag h1 será o título do post ou artigo.
  3. Quase sempre, a tag h1 antecipa ao leitor o tipo de conteúdo que ele vai ler.

A tag h1 deve conter entre 20 e 70 caracteres.

Não fique preso ao tamanho da tag h1. Não é mais tão importante.

O único motivo pelo qual eu mencionei isso é para lembrar que, se for muito curta, você está desperdiçando espaço valioso. Se for muito grande, você está diluindo o impacto da tag.

Um tamanho médio – de 20 a 70 caracteres – é o ideal. Dá para usar uma sentença comum como h1.

Dê destaque para a sua h1.

A sua h1 deve ser o elemento visual mais importante da página. Deve ser:

  1. Grande.
  2. Forte.
  3. Destacada.
  4. Use qualquer elemento visual, de formatação ou estilo para dar destaque à tag.

Um bom exemplo dessa formatação está no blog Smart Passive Income. A h1 de Pat Flynn é bem forte.

Quando confiro o código-fonte, vejo isto:

Outro ótimo exemplo, dessa vez, de Ramit Sethi.

Consegue adivinhar qual a h1 dele?

Sim, é “Você conhece o seu potencial de ganhos?”

O que eu quero destacar aqui é a experiência do usuário, sobre a qual falo mais na próxima seção.

Crie uma h1s com a experiência satisfatória do usuário em mente.

SEO mudou muito nos últimos anos. A maior mudança, de longe, a influência da experiência do usuário em SEO.

A melhor maneira de considerar SEO e UX lado a lado é com este diagrama Venn.

Essa imagem foi publicada em 2012.

Hoje, alguns anos depois, o círculo do SEO poderia ser menor, dentro de um círculo maior de Design e Usabilidade.

Uma das razões para tal é que as ferramentas de buscas evoluíram tanto que conseguem prever a intenção dos usuários, mesmo enquanto eles estão buscando e navegando.

É bom lembrar que, devido ao aprendizado da máquina, ferramentas de busca estão em constante mudança. Não há mais mudanças drásticas na SERP por conta de mudanças no algoritmo.

Em vez disso, há um ajuste contínuo e discreto de fatores de ranqueamento com base nos hábitos de busca e navegação das ferramentas de busca de milhões de usuários.

Em outras palavras, a maneira como os usuários interagem com a sua página tem muito a ver com a maneira como a sua página irá ranquear.

E a tag h1 é um dos elementos mais importantes da sua página a influenciar essa interação.

Por quê? Porque é destacada, envia uma mensagem. Comunica um sentimento. Faz uma promessa.

Sua tag h1 deve falar com o usuário de maneira extrovertida!

Em 2015, Searchmetrics fez um estudo impressionante sobre fatores de ranqueamento. E descobriram que o maior impacto da tag h1 não era a tag, mas sim a maneira como estava formatada!

Veja uma sentença-chave da pesquisa:

Quando na página, a presença da h1 e h2 fornece uma estrutura de cabeçalho que destaca o texto na página – esses elementos melhoram a experiência do usuário.

Esse é um lado fascinante da ciência da h1s. Não é só a presença da h1 na página que faz a diferença – mesmo que esse seja o ponto de partida.

Em vez disso, é a maneira como a formatação e disposição da h1 aparece para o usuário!

Use uma palavra-chave long-tail direcionada em sua h1.

Acredite, alguns SEOs  não recomendam o uso de palavras-chave na h1.

Por que não?!

Muita palavra-chave para pouco espaço.

Acredito que todos concordamos que o uso excessivo de palavras-chave é algo do passado. Não fazemos mais isso. Perdão. Vida que segue.

Ainda existem SEOs usando palavras-chave em excesso? Talvez. O Google passou a punir esse hábito há muito tempo.

Mas usar palavra-chave numa h1 não é usar em excesso. Pelo contrário, o Google quer que você use palavra-chave na h1.

Por quê? Para que os rastreadores consigam entender melhor o que a página está abordando.

Se você não usa uma palavra-chave forte em sua h1, o Google ainda consegue encontrá-la, indexá-la e ranqueá-la numa boa posição.

Mas por que não agarrar a oportunidade de dar ao Google toda a informação que a ferramenta precisa já no código-fonte do seu site?

Use uma palavra-chave, e uma long-tail.

Vou mostrar um exemplo de como isso funciona usando uma simples palavra-chave: “teste bandit”.

Mesmo que essa não seja uma long-tail, funciona bem para o nosso objetivo, porque é simples, direta, concisa e fácil de usar numa h1.

Esta é uma página do blog Crazy Egg.

O artigo é sobre teste bandit.

O elemento visual destacado da página é “Glossário: Teste Bandit”.

É também a h1.

Estes são os fatos da página:

  • O título: O que é teste bandit? O glossário Crazy Egg.
  • A h1: Glossário: Teste Bandit
  • A palavra-chave: teste bandit

O ranking? Pagina 1 do Google, 5ª posição! E apenas duas semanas depois de publicada!

Esse artigo vai mais pela rota long-tail. A palavra-chave nesse cenário é “Truques para vídeo ads no Facebook”.

Essa palavra-chave está incluída no título do blog e também na h1.

Duas semana depois de publicado, o artigo já está na página 1, posição 5 do Google.

Por isso recomendo o uso de palavras-chave long-tail em sua h1.

  • Não force a barra.
  • Faça parecer natural.
  • Sem excessos!

Mas faça.

Responda à intenção do usuário com a sua h1.

A frase “intenção do usuário” pode parecer confusa para alguns, mas é bem simples.

Ao escrever conteúdo, é bom se perguntar o que o usuário procura ao abrir o meu artigo? Qual a sua intenção?

A sua h1 deve corresponder a essa intenção.

Se alguém está  procurando por “táticas arriscadas de SEO”, vou supor que estão procurando técnicas rápidas para otimizar ferramentas de busca e alavancar o ranking.

Se eu fosse escrever um artigo sobre esse tópico (e eu escrevi!) então o ideal é responder à intenção do leitor na minha h1.

A jornada de intenção funciona assim:

Primeiro, o usuário tem uma ideia. Depois, faz uma busca por ela.

Ele vê esse resultado promissor na SERP.

E então clica! Depois, vê o artigo em meu blog sobre o assunto.

Meu objetivo com essa h1 é prometer ao usuário o que ele está procurando – táticas diretas, mas arriscadas, de SEO para turbinar tráfego.

A sua h1 tem que satisfazer a intenção do usuário.

Marc Purtell explica assim no SEJ:

“Para ter tags h1 excelentes e otimizadas para o Hummingbird, tente entender o que um usuário considera perguntar ao buscar por uma palavra-chave rastreada pela página, e formate essa questão na página com tags h1.”

Vou resumir as regras para criar tags h1 incríveis.

  1. Use apenas uma h1.
  2. Sua h1 deve descrever o tópico da página.
  3. Coloque a sua h1 em destaque.
  4. Crie h1s para que o usuário tenha uma boa experiência.
  5. Use uma palavra-chave long-tail e concentrada em sua h1.
  6. Corresponda à intenção do usuário com a sua h1.

Transforme o seu site em uma semana com uma revisão de h1.

Vou dar dicas de como colocar essas teorias em prática. Como um bônus.

Vou passar um dever de casa que pode alavancar o seu tráfego orgânico em 50%.

Dá para fazer o dever ao longo de dias, sem problema.

Vejo muitas pessoas perdendo muito tempo com “revisão de conteúdos” em seus sites. Não sou contra.

Mas me oponho a perder tempo e dinheiro. E revisão de conteúdo é perca de tempo e dinheiro, na maioria dos casos.

Em vez de fazer uma varredura completa em seu site, sugiro que faça apenas uma revisão das h1.

Uma revisão h1 tem impacto. É rápida, é fácil. E garante resultados absurdos em tempo recorde.

Muitos SEOs e profissionais de marketing estão procurando pela bala de prata do segmento que vai ajudar seus negócios a dispararem nas SERPs.

Olha, não existe bala de prata. Mas o processo que você está prestes a aprender é a coisa mais próxima disso que conheço.

Se você tem um site ou blog de tamanhos pequeno a mediano, siga estas dicas.

Baixe Screaming Frog

Dá para achar o programa nesse site: https://www.screamingfrog.co.uk/.

Clique em “Ferramenta SEO Spider”.

Depois clique em “Baixar”.

Não é preciso adquirir uma licença para usar o software. Se o seu site tem mais de 500 páginas, é melhor adquirir uma.

Abra o Screaming Frog.

Ao baixar o programa, abra.

Digite a sua URL.

Clique em Iniciar e espere pela finalização do processo de rastreamento.

Dependendo do tamanho do site, isso pode levar de alguns minutos a algumas horas.

O Screaming Frog costuma levar menos de um minuto para rastrear 500 páginas.

Clique em h1 na barra de menu.

Aqui, você vai ver uma lista de todos os h1s em seu site.

Veja onde está faltando h1s.

Clique no menu Filtrar.

Selecione “Faltando”

Você verá uma lista de todas as páginas do seu site que estão sem uma tag h1.

Primeiro, você vai criar uma h1 para cada uma dessas páginas.

(A não ser, claro, que você tenha uma justificativa para não fazer isso. Meu blog é uma página de menu para selecionar artigos que adiciono e atualizo regularmente, então escolhi não incluir uma h1).

Crie uma lista das tags h1 que estão faltando.

Clique em “Exportar”.

Ache um bom lugar para salvar o arquivo.

É um arquivo CSV, pode ser aberto no Excel.

Filtre todas as h1s duplicadas.

É só clicar em “duplicados” no menu do filtro.

Mais uma vez, salve essa lista em formato CSV para referências futuras.

Filtre todas as h1s “múltiplas”.

Lembre de salvar a lista.

Agora, retorne ao menu do filtro e selecione “Todas”.

Exporte a lista.

Os seus arquivos CSV já estarão prontos nesse estágio.

Crie novas h1s.

Agora é hora de criar novas tags h1 para cada uma das categorias. Comece pelas que estão faltando, depois siga para as duplicadas, depois as múltiplas, e finalize revisando todas as h1s.

Caso o seu site tenha dezenas de milhares de páginas, talvez você só consiga trabalhar no projeto de tags de alta prioridade – as que estão faltando.

Entretanto, se tiver tempo, atualize todas as suas h1s para alinhá-las com as regras deste artigo.

Acredito que você verá uma enorme diferença de tráfego, ranqueamento e performance.

Conclusão

Se você leu este artigo, já entende mais de h1s do que a maior parte dos humanos no planeta.

Melhor, você sabe exatamente como usar h1s para maximizar impacto SEO.

Lembre-se que as tags h1s ainda são bem importantes para SEO. Elas podem erguer ou derrubar o sucesso do seu site, seu conteúdo, seu tráfego e o seu ranking.

Espero que você esteja disposto a fazer como eu – descobrir o poder das tags h1s, repaginar o seu site e aproveitar o aumento no tráfego tal como eu aproveitei.

Conte sobre a sua experiência! Estou ansioso para saber o que vai acontecer.

Quais são as suas melhores dicas de uso de h1?

Share