Por que Não Fazer Pesquisa de Palavras-chave para Blog (E o que fazer em vez disso)

stop keyword research

Pesquisar a palavra-chave certa para um post de blog costuma ser o primeiro passo a se dar quando se está escrevendo.

Durante anos ouvimos que temos que encontrar as palavras-chave certas se quisermos um bom ranking nos SERPs.

Temos que conseguir as palavras-chave certas se quisermos que nosso conteúdo seja relevante.

Mas isso simplesmente não é mais verdade. Além disso, a gente não tem tempo para ficar pesquisando palavras-chave de cauda longa o dia inteiro.

Tem coisas muito mais importantes nas quais se concentrar quando o assunto é postar em blogs.

Não me entenda mal, uma boa estratégia e pesquisa de palavras-chave não devem ser descartadas.

Esse ainda é um aspecto bastante importante de SEO, para gerar mais tráfego orgânico e inbound.

Mas, para blogs, não deve mais ser o foco principal.

Existem coisas mais importantes em jogo, coisas que realmente vão destacar seu conteúdo de todo o resto.

As desvantagens de focar sua estratégia de conteúdo para blog em pesquisa de palavra-chave são muito maiores do que as vantagens.

A não ser que o seu site tenha uma autoridade de domínio de 90, você não consegue alcançar as melhores palavras-chave.

E, felizmente, você não precisa.

Pesquisa de palavra-chave não é a galinha dos ovos de ouro do tráfego para posts de blog.

Vou te dizer por que você não deveria mais fazer pesquisa de palavras-chave para as postagens do seu blog e o que você deveria fazer em vez disso.

Por que você deveria deixar de lado a pesquisa de palavras-chave para blogs

Existem algumas razões importantes pelas quais produzir conteúdo com base em pesquisa de palavras-chave não deveriam demandar tanto tempo e esforço da sua parte.

A primeira é simplesmente o fato de quase todas as palavras-chave serem altamente competitivas. Você pode levar horas até encontrar uma que não seja — se é que elas ainda existem.

Vou te dar um exemplo.

Se você for a uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave como o Ubersuggest, comece pesquisando um termo que você quer segmentar.

Por exemplo, eu pesquisei “marketing de conteúdo” para receber sugestões relevantes de temas que eu quero posicionar.

Mas ao clicar em “Ideias de Palavras-Chave”, eu percebi uma tendência desanimadora.

Uma palavra-chave, a categoria volume e as restantes, eram no máximo medíocres.

Você não tem chances de posicionar isso. Nem adianta tentar, pois a concorrência é alta demais.

Assim, você continua descendo na lista para encontrar uma versão de cauda longa. Mas todas as palavras-chave medíocres são pouco naturais.

O que significa que as palavras-chave que você precisa posicionar são como “guia de marketing de conteúdo” ou, “guia dicas SEO”.

Mesmo aquelas com baixo volume, são quase impossíveis de se posicionar.

A pesquisa de palavras-chave muitas vezes é uma perda de tempo para blogs.

Encher suas tags HTML e seu conteúdo com palavras-chave, não é o que faz você conseguir uma posição.

O importante, é produzir o melhor conteúdo, com uma gama dinâmica de termos e contexto sobre o tema.

Contexto > palavras-chave.

O Google faz a varredura da sua página e interpreta se o seu assunto é ou não relevante para uma busca, em vez de procurar por palavras-chave para determinar isso.

Não perca seu tempo pesquisando palavras-chave quando a maioria já está saturada pelos sites no topo do ranking.

A segunda razão é que palavras-chave para posts de blog te obrigam a escrever fora da sua zona de conforto.

E quando o assunto é SEO e marketing de conteúdo, um bom conteúdo sempre ganha de palavras-chave.

Não importa o quão maravilhosa seja a palavra-chave que você encontra, se você não tem o melhor conteúdo da Internet, você não vai gerar o máximo de tráfego possível.

As pessoas que sabem do que estão falando são as que escrevem o conteúdo mais revolucionário na Internet.

Elas têm um nicho específico.

Por exemplo, Jon Loomer é um expert quando o assunto é Facebook Ads.

pasted image 0 269

Ele criou um nicho específico no mundo do marketing digital porque ele sabe do que está falando.

E todo o conteúdo dele é voltado para esse nicho.

pasted image 0 251

Ele não se dispersa e começa a escrever sobre determinados assuntos só porque as palavras chave são atraentes.

Por quê? Porque o conteúdo ficaria abaixo dos padrões dele.

Ele escreve sobre o que ele sabe. Aquilo com que ele tem experiência.

É o tipo de conteúdo que tem o melhor desempenho online, e é por isso que as palavras-chave acabam decepcionando.

Elas te forçam a se dispersar em relação ao seu conhecimento de base e produzir conteúdo que não funciona bem.

Então no que focar em vez disso? Pelo que você deve substituir a pesquisa de palavras-chave?

Veja aqui algumas coisas em que se concentrar.

Foque na intenção de quem busca

A intenção de quem busca é tudo quando se trata de conteúdo para SEO e PPC.

Com tudo que fazemos online, devemos sempre nos concentrar em atender às necessidades e desejos do cliente.

O cliente é a vida do nosso negócio e é o que nos mantém funcionando.

Mas muitos posts não levam em consideração essa intenção, e por isso têm resultados medíocres.

Você pode ver isso quase instantaneamente tanto em publicidade PPC quanto em listagens orgânicas.

Em PPC, por exemplo, faça uma busca básica por algo como “melhor crm” e veja o que aparece:

pasted image 0 278

Os resultados são empresas específicas de CRM se autointitulando as melhores.

Avaliada como a melhor. Melhor para pequenos negócios.

Mas pare um pouco e pense sobre essa palavra-chave “melhor crm”.

O que você acha que a pessoa que faz a busca está procurando? Que sinais você pode tirar disso?

Bom, normalmente quando alguém busca pelo termo “melhor”, eles estão procurando comparações, certo?

pasted image 0 226

Eles querem saber qual é o melhor produto. Qual tem as melhores avaliações? Qual deles eles deveriam escolher?

“Melhor” significa um desejo por comparar e avaliar, e não comprar naquele momento um software de CRM que diz ser o nº 1.

Desça para ver os resultados orgânicos para essa listagem e você verá que o Google deduziu corretamente a intenção de quem está buscando:

pasted image 0 206

Isso também é comumente visto em SEO.

Por exemplo, quando você busca por “como fazer SEO para pequenos negócios”, você encontra uma miscelânea de resultados, cada um servindo a intenções diferentes:

pasted image 0 230

Quase todos eles buscam atender de forma diferente às intenções de quem busca.

Isso me mostra que profissionais de marketing têm dificuldade em entender a intenção do usuário, mas também que ela é mais importante do que nunca.

Também me mostra que pode haver diversas formas de intenção para uma única palavra-chave, razão pela qual conteúdo mais extenso tende a derrubar a concorrência.

Por quê? Ele inclui tudo, do início ao fim.

Então, como começar a focar mais na intenção de quem busca?

Bom, uma estratégia que funciona para mim é pensar primeiro no tema e depois fazer uma busca básica no Google.

Digamos que você queira escrever sobre “PPC vs SEO.” Comece usando uma pesquisa no Google para ver como outras empresas definiram a intenção de quem está buscando:

pasted image 0 275

Isso é bem substancial. Mas a intenção dessa palavra-chave também é fácil de compreender.

Alguém simplesmente quer descobrir o que vale o investimento de tempo e dinheiro e, provavelmente, o que dará o melhor retorno sobre esse investimento.

Mas que tal uma palavra-chave de cauda longa difícil, como “SEO é bom para o meu site”:

pasted image 0 208

Agora você tem outra miscelânea de resultados na qual é praticamente impossível determinar a intenção na hora, com base em posts anteriores.

Mas isso também é uma coisa boa!

Se você se deparar com esse cenário, são grandes as chances de você se dar bem no processo.

O que eu quero dizer é que as pessoas ainda não se ligaram em qual é a intenção. Elas ainda não sabem bem o que funciona melhor.

Isso te dá uma grande oportunidade.

Para decifrar a intenção, eu gosto de encontrar palavras específicas que se destacam.

Aqui vão algumas para se levar em conta, bem como a intenção por trás delas:

pasted image 0 200

pasted image 0 263

pasted image 0 256

Essas são algumas das palavras mais comuns que você vai encontrar em termos de busca de cauda longa, bem como as intenções mais comuns por trás delas.

Tente colocar isso em prática da próxima vez que você escolher assuntos para rankear, e entender como seu posicionamento vai impactar sua taxa de cliques e tráfego.

Quando mais alinhado você estiver com a intenção de busca, mais cliques você vai conseguir.

Escreva o melhor conteúdo possível

Antigamente, os blogs funcionavam assim:

Você abria o Ubersuggest, inseria a sua palavra-chave seed e analisava os resultados. O resultado seria mais ou menos o seguinte:

Por exemplo, talvez você tenha uma agência de otimização para motores de busca e queira posicionar o termo “palavras-chave de cauda longa”.

Você nota, que ele tem 2.400 buscas mensais por volume e um score de SD (search diffficulty) 23.

Você repete esse processo até ter uma lista com 50 palavras-chave segmentadas.

A seguir, você escreve 50 posts de blog com 500 palavras cada e coloca a palavra-chave no título, na descrição, nos cabeçalhos e em qual parte mais for possível.

Agora é só colocar os pés pra cima e ver o tráfego chegar, certo?

Errado. Em um mundo onde milhões de posts são postados diariamente, você não deve focar em palavras-chave.

pasted image 0 266

Quando você faz isso, você se tranca numa caixinha e não consegue sair mais.

Você não precisa de palavras-chave. Você precisa mandar ver em conteúdo de qualidade.

Palavras-chave te forçam a se conformar com uma busca de uma forma que se torna prejudicial ao seu post.

Em vez disso, procure focar em escrever sobre assuntos que você conhece e gosta. Escrever textos que realmente mudem a forma que alguém enxerga determinado assunto.

Por exemplo, é exatamente isso que o Brian Dean da Backlinko faz.

pasted image 0 272

Ele posta de forma irregular no blog dele porque todos os posts são monumentais e focados em um único tema: tráfego.

Ele só escreve o que ele sabe em vez de se limitar a dados de palavras-chave para conseguir mais tráfego.

post gigantesco dele sobre SEO revolucionou a maneira como pensamos sobre marketing de conteúdo e link building.

pasted image 0 247

Ele não estava tão preocupado em empregar o termo exato quanto estava em produzir conteúdo que quebrasse paradigmas no mundo do marketing digital.

Sempre seja verdadeiro consigo mesmo — não deixe palavras-chave controlarem sua estratégia de conteúdo.

Obtenha sugestões de assuntos reais a partir do Google

Pesquisa e estratégia de palavras-chave tomam tempo demais.

Encontrar os termos certos com o volume certo no seu nicho é algo supérfluo.

Quer uma maneira mais fácil para encontrar mais rápido os assuntos que pessoas de verdade estão pesquisando?

Deixe que o Google faz o trabalho por você.

Google atualmente compila perguntas frequentes em determinados temas, bem como outras buscas conduzidas por usuários sobre assuntos específicos:

pasted image 0 259

Esses dados são inestimáveis e eu ainda nem acredito que o Google os fornece para a gente.

Isso acaba com a pesquisa de palavra-chave porque te dá ideias de palavras-chave semânticas.

Palavras-chave semânticas são aquelas que dão algum contexto ao seu conteúdo, possibilitando que você apareça em resultados para vários termos com um único post.

Vá até o Google e busque por um assunto sobre o qual você queira escrever.

Por exemplo, eu recentemente quis escrever sobre inteligência artificial e seu impacto no marketing.

Então eu fui até o Google e fiz essa busca para ver outras perspectivas do mercado e obter alguns dados de palavras-chave.

pasted image 0 202

Para conseguir ideias e dados instantâneos sobre palavras-chave contextualizadas, vá até o fim da página dos resultados de busca.

pasted image 0 243

Agora eu tenho uma lista completa de buscas relacionadas à minha consulta original.

É assim que se adiciona contexto ao seu conteúdo. Como se diz ao Google que você está fornecendo a informação certa.

Normalmente, meu próximo passo é usar essa lista para montar um esqueleto básico para um novo post.

Por exemplo, eu poderia estruturá-lo dessa forma:

Cabeçalho: Pesquisa original de palavras-chave para “marketing inteligência artificial”.

Introdução: Quais os impactos da IA no marketing?

Corpo do texto 1: Aplicação da inteligência artificial no marketing

Corpo do texto 2: Marketing de conteúdo e inteligência artificial

Corpo do texto 3: Tendências de software

Conclusão

Percebe como eu usei essas pesquisas relacionadas para estruturar meu conteúdo?

Agora eu tenho a oportunidade de aparecer em vários resultados de buscas diferentes e fornecer ao usuário a experiência completa.

Essas pesquisas relacionadas representam o que as pessoas buscaram depois de buscar pelo termo original.

O que significa que elas também estão interessadas nesses assuntos, então é fundamental incluí-los no seu artigo se você quiser mantê-los por perto.

O Google te oferece dados gratuitos. Você só tem que saber como usá-los.

Além disso, é muito mais fácil do que ficar fuçando por palavras-chave em uma ferramenta específica.

Escreva conteúdo real para pessoas reais que fazem buscas reais.

Repita esse processo para cada termo e você conseguirá ótimos resultados para usar para criar conteúdo longo e guiado que faz o usuário voltar para obter mais informação.

Roube ideias de dados de busca on-site

Quando nada mais funcionar e você ainda sentir que precisa de alguma relevância de palavras-chave nos seus posts, a melhor alternativa para te socorrer são os dados de busca on-site.

Se você não tem busca on-site, você deveria pensar em começar a usá-la.

É uma ótima maneira de ajudar os usuários a encontrar conteúdo mais rapidamente e não tem nenhum ponto negativo.

Se você usa o WordPress, tente adicioná-la rapidamente com um plugin:

pasted image 0 222

A busca on-site pode te dar dados diretos sobe por que as pessoas chegaram até o seu site.

Que tipo de conteúdo elas estão procurando nele? Você tem essa informação?

Se não tem, você pode estar perdendo uma grande oportunidade de atender às necessidades de clientes atuais e atrair mais visitas.

Quando você loga no Google Analytics, você pode facilmente extrair dados a partir da sua busca on-site.

Vá até a seção de relatórios de comportamento em “site” e localize o relatório de termos de busca.

pasted image 0 204

Agora você pode ver todos os termos que as pessoas comumente buscam no seu site.

Se você começar a notar tendências e temas que você não explorou, essa é a oportunidade perfeita para desenvolver novo conteúdo.

Mesmo que você tenha escrito sobre aquele assunto, será que você pode incrementá-lo?

Tem alguma busca relacionada à qual você possa adicionar conteúdo para formar um guia mais extenso?

As opções são infinitas e os dados são fundamentais.

Tente usar essa funcionalidade para adicionar instantaneamente palavras-chave valiosas ao seu conteúdo ou até mesmo incrementar posts já existentes.

Conclusão

Pesquisa de palavra-chave já foi a galinha dos ovos de ouro do conteúdo para blogs.

Antes de fazer qualquer coisa, você tinha que encontrar a palavra-chave certa, não?

Depois de fazer isso, então, você poderia escrever o conteúdo.

Nós ouvimos ao longo de anos os especialistas do mercado dizendo que encontrar as palavras-chave de cauda longa certas é a chave do sucesso.

Quer se manter relevante? Conseguir mais tráfego? Saber como fazer uma pesquisa de palavra-chave é a sua salvação.

Só que não mais.

O simples fato de adicionar uma palavra-chave às suas tags de título, H1 e H2 tags não vai fazer seu crescimento duplicar.

Precisamos começar a focar menos em palavras-chave e mais em escrever conteúdo de verdade para usuários de verdade.

Escrever conteúdo que inspira as pessoas, sobre assuntos que você conhece, em vez de apenas uma tentativa de rankear em primeiro lugar para uma palavra-chave maluca.

Comece a focar na intenção de quem busca para entender o que ele quer. Ele quer uma comparação? Uma avaliação?

Você pode inclusive roubar ideias de temas da sua própria busca on-site e do Google.

Procure focar em escrever o melhor conteúdo possível e os resultados vão vir com o tempo.

Não é uma palavra chave que vai construir ou destruir seu tráfego, e sim sua dedicação em escrever conteúdo melhor.

Qual você acha que é o papel das palavras-chave na criação de conteúdo para blogs?

Compartilhe