Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

O Que é Uma Rede de Retail Media?

Retail Media

O mercado de marketing e publicidade não para.

Com o rápido desenvolvimento da tecnologia, tem se tornado mais conveniente para as pessoas fazer suas compras e outras transações online.

Com as interações digitais eclipsando as atividades presenciais, essa mudança no estilo de vida das pessoas significa uma coisa para os negócios — eles precisam se adaptar rapidamente. Deixar de fazer isso só vai fazê-los perder clientes.

É aí que entram as redes de retail media.

O que é uma Rede de Retail Media?

Com cada vez mais gente comprando online, retail media faz todo sentido.

Mas o que é exatamente uma rede de retail media?

Uma rede de retail media é criada quando varejistas montam uma plataforma de anúncio em seus sites, apps ou outras plataformas digitais dentro da sua rede. Isso permite que a loja e outras marcas anunciem para clientes em sites como CVS ou Walgreens. É uma forma de anúncio em loja em formato digital.

Veja um exemplo na página inicial da CVS. Repare na tag “patrocinado” na parte inferior direita — não é só um produto do catálogo, é um anúncio de uma empresa de máscaras bem no site da CVS.

Exemplo de Rede de Retail Media

Anúncios de redes de retail media podem ser exibidos em diversas páginas, incluindo:

  • Página inicial
  • Página de categorias
  • Página de busca
  • Página de detalhes do produto

Isso permite que os anunciantes cheguem até compradores nos vários estágios de sua jornada. 

A razão pela qual a retail media funciona tão bem é que os compradores são mais receptivos a anúncios durante uma compra do que quando estão desempenhando algum outro tipo de atividade.

Prós e Contras da Retail Media

A Retail Media está mudando a forma como compradores e marcas interagem. Mas essa nova forma de publicidade é ou não uma coisa boa? 

Bom, vamos dar uma olhada nos prós e contras da retail media para descobrir.

Prós da Retail Media

Vamos começar analisando as vantagens da retail media e detalhando-as de acordo com as partes envolvidas. 

Para Varejistas

A vantagem mais significativa da retail media para os varejistas é que ela cria uma nova fonte de receita. Publicidade é um negócio grande, e uma rede de retail media permite que os varejistas entrem nesse mercado de US$ 560 bilhões.

As margens de lucro para bens de consumo embalados (consumer packaged goods – CPG) sofreram um tremor nos últimos anos. A receita gerada pela retail media foi uma luz no fim do túnel para os varejistas que buscavam aumentar seus lucros.

Varejistas que usam a retail media passaram a dominar o cenário, graças à ascensão do e-commerce. Isso abriu um novo mundo de possibilidades de como eles podem gerar receita. 

Para Consumidores

Os compradores também se beneficiam da retail media de algumas maneiras.

O primeiro benefício é que ela oferece um controle de preço melhor para os consumidores. Com a geração de renda para os varejistas a partir de anúncios, eles não vão ter tanta urgência de aumentar os preços. Esse aumento poderia gerar uma diminuição do tráfego, o que acabaria causando uma menor receita vinda dos anúncios..

Segundo, a retail media beneficia os compradores por oferecer uma melhor experiência do cliente (CX). Anúncios podem ser um saco, claro. Mas, se feitos bem, eles podem ajudar os consumidores a tomar melhores decisões de compra. Eles também podem lembrar os compradores de produtos relacionados que eles possam querer.

Para Anunciantes

Uma das maiores vantagens da retail media para anunciantes é que ela dá a eles acesso a dados primários.

Dados primários são aqueles coletados e de propriedade do dono do site, que, nesse caso, é o varejista. Eles são limpos e mais confiáveis do que dados terciários coletados por outros métodos, como cookies.

A melhor parte dos dados primários é que eles são coletados bem no momento da venda, te dando melhores informações sobre o comportamento dos compradores..  

E por que isso é tão importante?

Uma palavra: personalização.

A personalização tem um papel importantíssimo no desenvolvimento e na execução de campanhas de publicidade que geram conversão. Para fazer isso, você tem que ter dados precisos. 

Outra razão pela qual os dados primários se tornaram tão valiosos é a iminente morte dos cookies.  

Para Marcas

Para marcas que anunciam em redes de retail media, a vantagem mais significativa é que é mais fácil relacionar o gasto com anúncios às vendas. Pelo fato de as vendas ocorrerem mais próximas aos anúncios, fica mais fácil atribuir uma venda a um anúncio e uma ação específicos. Isso é fundamental para decisões estratégicas como alocação de recursos.

Outra vantagem para marcas é que esses anúncios aumentam a visibilidade, o que ajuda a gerar vendas..

Mesmo estando bem no início, a retail media já mostra ser uma forma poderosa de publicidade, criada para mudar o futuro das experiências de compra online.

Contras da Retail Media

Com tantas coisas boas sobre a retail media, será que ela teria alguma desvantagem?

Uma das maiores desvantagens da retail media é que ela dá mais poder a marcas que já são grandes. Isso cria um desnível para marcas menores que não têm o tráfego, orçamento e infraestrutura necessários para criar suas próprias redes de retail media.

Outra desvantagem da retail media é que se trata de uma área nova, que requer uma infraestrutura que a maioria dos varejistas não têm. Por isso ela requer uma curva de aprendizado para todos os lados envolvidos.

Explicando a Ascensão da Retail Media 

Muitas marcas já estavam surfando a onda da transformação digital antes das redes de retail medias surgirem. Elas investiram em aplicativos para mobile através dos quais os clientes podiam comprar os produtos e recebê-los em casa. 

Quando começou a pandemia, esses sites e aplicativos foram fundamentais para gerar receitas para os varejistas. As pesquisas mostram que 80% das pessoas atualmente fazem mais da metade das suas compras online. O mesmo estudo revela que 60% dos participantes disseram que continuariam comprando online mesmo depois da pandemia. 

E o que isso tem a ver com redes de retail media?

Tudo.

Essa mudança no tráfego para sites e apps de varejistas deu origem a um novo formato de publicidade. 

Esse novo formato de publicidade vem da forma de redes de retail media.

Resumidamente, isso significa que as marcas anunciam nos sites e aplicativos dos varejistas. Elas podem ser marcas que vendem diretamente na loja ou que querem alcançar o público dessa loja.

Aproveitar o tráfego já quente para criar redes de retail media vale muito a pena. Isso porque essas redes beneficiam todos os envolvidos, desde o varejista até as marcas anunciantes e os compradores.

Marcas com Redes de Retail Media

Ficou interessado em saber quais marcas têm suas próprias redes de retail media e como elas fazem?

Vamos dar uma olhada em marcas que aderiram à tendência logo no início e estão tendo ótimos resultados com sua retail media.

CVS

Conhecida originalmente como Consumer Value Store (Loja de Valor para o Consumidor), a CVS se tornou um bastião do cenário de varejo americano. 

Marcas com Redes de Retail Media

A CVS foi uma das primeiras marcas a lançar sua própria rede de retail media, chamada CVS Media Exchange (CMX).

A CMX permite que as marcas posicionem seus produtos em canais informados pelos primeiros dados da CVS. Isso inclui anúncios segmentados tanto dentro quanto fora do site. Em se tratando de dados de clientes, a CVS tem uma vantagem em relação à maioria das redes de anúncios, graças a:

  • Praticamente 10.000 estabelecimentos ao redor do país
  • Décadas de dados dos consumidores através de seus programas de fidelidade
  • Plataformas online de alto tráfego

Com esse banco de dados gigante à sua disposição, os anunciantes estão melhor equipados para criar anúncios personalizados e posicioná-los de forma estratégica para maior visibilidade.

Walgreens

A Walgreens não é nenhuma novata na execução de campanhas de publicidade digitais para outras marcas. 

Walgreens

Então não é nenhuma surpresa que a Walgreens tenha decidido formalizar as coisas e lançar uma rede de retail media chamada Walgreens Advertising Group (Wag).

A Wag oferece posicionamento de anúncios em sua loja online, lojas físicas e outras plataformas digitais, como redes sociais e Google.

Amazon

A gigante do varejo e e-commerce Amazon é outra marca que já dominou a retail media e tem sua própria rede.

Ela se chama Amazon Advertising.

Amazon Advertising

Graças à sua ampla presença digital, a Amazon pode oferecer mais às marcas em termos do tipo de campanha que elas querem veicular. Isso também dá a elas acesso a um dos maiores bancos de dados de clientes do mundo, bem como um público gigante. (mais de 200 milhões só nos EUA).

A Amazon Advertising tem um funcionamento bem parecido com o Google Ads. Marcas que querem ser encontradas têm que dar lances para palavras-chaves e pagar toda vez que seu anúncio for clicado. 

Anunciantes em Retail Media

Já que a maioria dos varejistas não têm a infraestrutura e o know-how para ter suas próprias redes de retail media, o que eles podem fazer? 

A maioria procura ajuda externa. Veja alguns dos principais anunciantes em retail media advertisers que vêm ajudando a fortalecer a tendência:

Criteo

A Criteo é uma das principais plataformas de anúncio em retail media atualmente. Eles facilitam para compradores de mídia comprarem retail media com facilidade, graças à sua plataforma de serviços ponta a ponta. 

Criteo

A plataforma dá às marcas e varejistas total controle sobre suas campanhas e fácil acesso a dados e métricas. APIs robustas também permitem que você use a ferramenta de marketing da sua preferência.

Uma coisa da qual a Criteo se gaba é a transparência da plataforma. Para varejistas, isso faz com que seja mais fácil aumentar sua rede de retail media, enquanto as marcas têm mais flexibilidade para escolher os varejistas com quem elas querem trabalhar. 

Promote IQ

Outra anunciante em retail media que permite que as marcas anunciem seus produtos em sites de varejistas é a Promote IQ.

Promote IQ

Comprada pela Microsoft em 2019, a Promote IQ dá aos varejistas total controle sobre a experiência final do usuário. Isso ajuda a fazer com que os anúncios se mesclem de forma sutil com o site.

A Promote IQ afirma conseguir fazer com que os varejistas gerem 5x sua receita dispensando intermediários e trabalhando direto com as marcas através da plataforma deles. A Promote IQ também oferece funcionalidades de automação para otimizar suas campanhas e aumentar sua efetividade. 

As marcas ganham mais visibilidade e conversões graças à poderosa plataforma de dados e métricas da Promote IQ. Isso as ajuda a criar anúncios hipersegmentados que fazem mais sentido para os compradores, aumentando as conversões. 

Elevaate

Outra plataforma dando o que falar no universo da retail media é a Elevaate.

Elevaate

A Elevaate entende as dificuldades pelas quais os varejistas passam ao tentar criar sua própria rede de retail media. É por isso que eles desenvolveram uma plataforma que é tão fácil de usar quanto é eficaz para geração de receita. Com a Elevaate, os varejistas podem maximizar seus lucros com sua localização digital sem comprometer a experiência dos consumidores.

A Elevaate promete uma maior visibilidade e um maior retorno sobre o gasto com publicidade (ROAS) ao oferecer uma segmentação precisa.

Como Criar uma Rede de Retail Media para a Sua Marca

Então como criar uma rede de retail media para aumentar as vendas da sua marca? Se a sua marca recebe muito tráfego, pode ser uma boa usar uma das ferramentas acima, como a Criteo ou a Elevaate.  

Afinal, elas já têm a infraestrutura necessária para fazer a sua rede rodar rapidamente. O que significa que você vai ter mais tempo para dedicar ao seu negócio.

Com a maioria delas, o processo é simplesmente se inscrever para fazer parte do programa. Uma vez aprovado, você faz o upload do seu feed de produtos e a rede de anúncios faz o resto.

Conclusão

O mundo está mudando rápido.

Para que os negócios consigam ter sucesso no futuro, eles precisam se adaptar às constantes mudanças no cenário e no comportamento dos consumidores.

É por isso que você deve considerar a possibilidade de surfar a onda da retail media se você ainda não fez isso — seja criando seus próprios anúncios ou em sites grandes como o da CVS e da Walgreens.

Isso não só vai te dar uma vantagem em relação aos seus concorrentes, mas também vai te ajudar a penetrar em públicos que você não consegue alcançar sozinho. Também vai te ajudar a maximizar seu orçamento de marketing, garantindo um melhor ROAS.

Você já usou retail media para a sua marca? Como foi sua experiência?

Compartilhe