Como Criar uma Homepage Amigável para SEO

seo homepage

SEO para homepages.

É um conceito simples, certo?

Você provavelmente já está otimizando suas homepages durante a sua pesquisa de palavras-chave.

É um dos aspectos básicos do SEO. Use as palavras-chave, escreva o texto. Tudo certo, muito simples.

Calma lá.

Existe muita discussão em torno do que constitui a otimização efetiva de uma homepage.

Existe até um artigo da Yoast que questiona se o SEO para a homepage existe mesmo. Veja um trecho desse artigo que explica a dificuldade inerente à otimização de homepages.

A lógica é que como muitos sites têm nomes baseados em palavras-chave, conseguir um bom posicionamento pode ser extremamente difícil, caso a sua marca tenha o mesmo nome de um desses sites.

E pensando bem, ter uma marca com um nome assim pode criar um desafio enorme.

Percebe como as coisas podem se complicar?

Não se trata de uma teoria delirante para os especialistas SEO. É um problema real que você pode estar enfrentando no seu negócio agora!

Embora a sua homepage geralmente seja a página com mais autoridade do seu site, se os seus concorrentes forem fortes é possível que você sequer apareça na primeira página das SERPs.

O Yoast sugere que é melhor nem tentar posicionar sua homepage e não se incomodar em definir uma palavra-chave principal.

E eu entendo a lógica deles. De verdade.

Mas vejo a coisa de forma ligeiramente diferente.

E embora eu concorde que provavelmente é inútil tentar se posicionar com apenas uma palavra-chave (dependendo do nível dos concorrentes), isso não significa que você deve jogar a toalha e desistir de otimizar sua homepage.

A abordagem é que precisa ser diferente.

Eu estava lendo um tópico no fórum de Q&A da Moz e encontrei um comentário que discutia o artigo do Yoast.

Este foi o que realmente me chamou atenção:

Acertou em cheio.

Na minha opinião, não otimizar sua homepage pode fazer com que você deixe de atrair bastante tráfego qualificado.

Portanto, você deve ser consciente em relação às suas palavras-chave e tentar se posicionar com determinadas palavras-chave.

A verdade é que você não deve dedicar toda a sua energia no posicionamento de uma palavra-chave – isto é, a palavra-chave da sua marca.

Quando você para pra pensar, o objetivo da sua homepage deve ser informar o Google sobre o tema principal do seu site e o tipo de produto que você está oferecendo.

Agora que você já sabe disso e estabeleceu uma estrutura de lógica, gostaria de falar sobre o essencial para criar uma homepage amigável para SEO.

Como sempre, minhas sugestões são baseadas em pesquisas e na minha experiência pessoal.

Como atrair mais de 100.000 visitantes mensais com SEO

Seus objetivos principais

No meu ponto de vista, você deve ter três objetivos principais ao construir sua homepage.

  1. Explicar ao Google e aos visitantes humanos o que a sua empresa/produto faz.
  2. Facilitar a navegação intuitiva  – Uma estrutura eficiente ajuda os visitantes do seu site encontrarem o que precisam e é um dos aspectos fundamentais do SEO.
  3. Responder às principais dúvidas dos visitantes e reprimir qualquer medo/ceticismo que eles possam ter – Isso é feito principalmente com conteúdo de qualidade e prova social.

O interessante é que atingir esses objetivos é como matar dois coelhos com uma cajadada só.

Pense um pouco.

Ao incluir componentes essenciais, como cabeçalhos otimizados com palavras-chave, navegação intuitiva e conteúdo de qualidade, você agrada tanto os motores de buscas quanto os visitantes humanos.

É uma situação vantajosa para todos.

Como atingir esses objetivos?

Embora existam muitos componentes em uma homepage amigável para SEO, é bem simples quando você realmente vai direto ao assunto.

Existe um post da série Whiteboard Friday da Moz que aborda os componentes principais de uma homepage bem feita.

O post compara o jeito antigo com o jeito novo de construir uma homepage.

Veja uma imagem do quadro branco do Rand Fishkin que nos mostra o panorama geral.

Você pode descartar o “jeito antigo” porque ele não se aplica a esta discussão.

Quero que você preste atenção nos cinco pontos principais de A até E.

Se você incluir todos esses elementos, você terá uma homepage amigável para SEO e bem posicionada nas SERPs.

Gostaria de analisar cada um desses elementos e discuti-los em detalhes, mostrando exemplos relevantes.

Logo e navegação

Não vou me demorar muito nisso porque é bem autoexplicativo.

Obviamente, você tem que incluir seu logo porque isso reforça sua identidade de marca.

Já na navegação, você precisa incluir todas as seções principais do seu site.

Isso permite aos visitantes restringir a busca para encontrar rapidamente o que procuram e deixa o Google entender o tema central tanto do seu site quanto da sua marca.

E não vejo motivo para “ter pena” nessa questão.

Apenas crie uma navegação fácil e visível que use uma sequência lógica.

Já notou como mantenho as coisas extremamente simples na homepage do Quick Sprout?

Acredito que a homepage do Sprout Social segue esta fórmula simples muito bem.

Explicando o que a sua empresa faz

Esse é importante.

Você precisa explicar concisa e claramente o que a sua empresa e o produto que você está oferecendo fazem.

Quando fizer isso, há duas coisas que você tem que ter em mente.

Primeiro, sua oferta precisa estar absolutamente clara para os visitantes.

Eles não podem ter absolutamente nenhum dúvida em relação ao que está incluído na sua oferta.

Veja um ótimo exemplo da Cloud Bakers:

É imediatamente claro que eles estão oferecendo um sistema de nuvem para e-mail, armazenamento de arquivos online, compartilhamento de arquivos, e assim por diante.

Em relação ao Quick Sprout, fiz questão de eliminar qualquer confusão para os visitantes.

A conclusão é que você precisa estabelecer imediatamente o seu argumento único venda (AVU).

Além disso, você precisa incluir uma quantidade razoável de conteúdo rico.

Isso cria uma oportunidade para expandir a sua AVU, esclarecer sua oferta para os visitantes e ajudar o Google a compreender melhor o tema geral do seu site e marca.

Então, o que seria uma “quantidade razoável” de conteúdo rico?

Bom, a Business 2 Community recomenda incluir pelo menos 400 palavras de conteúdo de qualidade na sua homepage.

É um bom número para ter como meta.

No entanto, não acho que você tenha que ser necessariamente tão extenso.

Na verdade, algumas das melhores homepages que já vi utilizavam bem menos palavras.

O mais importante é explicar adequadamente o que é a sua empresa/produto e o que você oferece.

Não tente escrever mais só para atingir uma quantidade de palavras mais alta.

Apenas faça o que é mais sensato.

Incorporando palavras-chave

Uma coisa sobre palavras-chave.

Mencionei antes que você não deve tentar se posicionar com apenas a palavra-chave da sua marca.

Embora nada garanta que você não posicione bem com essa palavra (é perfeitamente possível), você estará se vendendo por pouco se escolher ir por esse caminho.

Na minha opinião, a melhor estratégia é ouvir o conselho do Rand Fishkin:

“Invista em um grupo muito pequeno de palavras-chave.”

Mire em algumas poucas palavras-chave com as quais você queira se posicionar e use-as.

Mas não esqueça de usar palavras que sejam relacionadas com o tema do seu site e marca.

Isso é bom para o Google e fortalece o SEO de toda a sua homepage.

Business 2 Community tem um exemplo ótimo.

“Aproveite as oportunidades naturais para inserir suas palavras-chave. Por exemplo, o site de um construtor de casas poderia substituir o termo ‘novos condomínios’ por um termo mais forte, que apareça em mais resultados de buscas, como ‘novos condomínios residenciais em Toronto,’ e assim por diante.”

Não esqueça de incorporar as palavras-chaves de um jeito natural, que acrescente à sua marca.

E nem preciso falar, mas tenha cuidado para não exagerar e usar palavras-chave demais.

Dã!

Como posso criar um subgrupo de palavras-chave?

Aqui está uma fórmula que funciona para mim.

Use o Ubersuggest para procurar palavras-chave, e siga esses passos:

Passo nº1: Insira a sua palavra-chave principal e clique em “Pesquisar”;

Passo nº2: Clique em “Ideias de Conteúdo”, na barra lateral esquerda;

Passo nº3: Analise os resultados.

A partir daí, você simplesmente pode navegar pelos resultados e escolher outras palavras-chave relevantes para inserir em sua página inicial.

Você encontrará algumas palavras-chave de cauda longa.

Por exemplo, eu poderia segmentar “laptops para jogos” e “laptops à venda”.

Outra coisa que gosto de fazer, é procurar frases-chave adicionais, clicando em “perguntas” acima dos resultados.

Com essa pesquisa, você entende claramente os tipos de perguntas que seu público-alvo está fazendo. Então, você pode criar conteúdo para abordá-las.

Uma última coisa que você deve fazer, é clicar nas palavras-chave que deseja adicionar à sua página inicial. Ele fornecerá uma página de resultados parecida com esta:

Se você quer ranquear para a frase “laptops de viagem”, isso mostra exatamente o que você precisa fazer em relação a backlinks, pontuação de domínio e compartilhamentos sociais. Também há uma coluna para visitas estimadas por posição de mecanismo de pesquisa, que dá uma ideia melhor de quanto tráfego você pode esperar em cada local.

Essa é uma técnica simples, que pode te ajudar a criar um subconjunto viável de palavras-chave.

Cabeçalhos

Cabeçalhos são muito importantes para o SEO.

Obviamente, você pode explorar isso ao máximo na sua homepage.

O ideal é que você use algumas das palavras-chave selecionadas no seu cabeçalho de um jeito espontâneo.

A homepage do site do HubSpot faz isso muito bem.

Mas que tamanho de cabeçalho você deve usar?

Eu recomendo o seguinte.

Use  apenas uma tag H1 perto do topo. Isso deve ser altamente relevante para a sua marca e tema geral.

Daí em diante, você pode usar quantas H2s, H3s e até H4s forem necessárias desde que criem uma hierarquia eficiente e um fluxo lógico.

Usando recursos visuais

Todo mundo sabe que a ampla maioria dos humanos reage melhor a conteúdo visual do que conteúdo completamente textual.

Sendo assim, é claro que você precisa incluir pelo menos algumas imagens na sua homepage.

Mas deixe eu explicar melhor.

O que eu recomendo é que você use as imagens em conjunto com blocos pequenos de texto.

Este exemplo do Quick Sprout é ótimo:

Veja outro do Dollar Shave Club:

A combinação de imagens com textos escritos em uma fonte menor atinge dois objetivos importantes:

  1. Oferece ao visitante um bom visual enquanto simultaneamente transmite informações sobre a sua empresa/produto.
  2. É uma excelente oportunidade para criar mais textos ricos.

Vídeos

Se você quiser avançar para o próximo nível, você pode até mesmo pensar em usar um vídeo.

Venho notando que isso tem se tornado uma prática comum recentemente, e na verdade é uma técnica que eu mesmo tenho usado na homepage do meu site NeilPatel.com.

Assim como o Dollar Shave Club.

E se o seu vídeo agradar aos visitantes (como o vídeo do Dollar Shave Club agradou), isso pode acabar gerando muitos backlinks.

Ou, no mínimo, vai comunicar a sua AVU de forma clara para os visitantes.

Ofereça prova social

Como o Rand aponta no post da Whitboard Friday, prova social/sinais de credibilidade são componentes essenciais de uma homepage.

Seja na forma de depoimentos, avaliações de clientes satisfeitos ou ícones de clientes com quem você trabalhou, a prova social sempre tem um impacto positivo.

Em alguns casos, o impacto pode ser surpreendente.

Deixe-me mostrar alguns exemplos reais de empresas que integraram a prova social perfeitamente em suas homepages.

Primeiro, tem a Cratejoy.

E depois, o Sprout Social.

Na verdade, além de depoimentos, eles conseguiram incluir os ícones das empresas com as quais trabalharam.

Muito bem.

Essa é mais uma maneira de incluir texto rico para agradar os motores de busca, ao mesmo tempo em que prova para leads potenciais que a sua empresa é confiável.

Links

Você talvez esteja pensando sobre links.

Mais especificamente, você provavelmente está pensando em quantos links internos deve incluir (se é que é pra incluir algum).

Afinal, links internos são uma parte integral do SEO.

Eis a minha opinião sobre links.

Acho que é bom incluir alguns links relevantes que façam sentido para a sua homepage.

Em geral, esses links ficam localizados na parte inferior da página e servem de atalhos de navegação para o seus visitantes.

Gosto muito do jeito que o HubSpot fez na homepage deles.

É um menu de rodapé bacana que serve a um objetivo real – ajudar os visitantes a explorar todas as opções disponíveis e saber mais sobre o HubSpot.

Não é spam nem está lá simplesmente para gerar mais “material para SEO”.

Veja outro exemplo do MuleSoft:

Note que essa seção contém mais links para várias páginas do site deles assim como links para os produtos.

A MuleSoft apresenta esses links de um jeito perfeitamente natural que facilita para a compreensão dos visitantes.

Porém, sem desviar da experiência do usuário.

Concluindo, não tem problema usar links e isso deve ajudar a deixar sua homepage ainda mais amigável para SEO.

Mas tem um detalhe.

Não perca o foco do tema da sua marca e do seu site, e não exagere no seu rodapé.

Em outras palavras, não devem poluir a página sem necessidade.

Meta descrição

Não vamos esquecer um detalhe simples mas incrivelmente vital – a meta descrição da sua homepage.

Você precisa incluir o nome da sua empresa pelo menos uma vez, junto de uma explicação concisa mas completa sobre o que é a sua empresa e o que ela oferece.

Além disso, inclua também algumas palavras que capturem a essência do que os seus clientes vão obter comprando seu produto.

Veja esta meta descrição do Quick Sprout como exemplo:

E veja a meta descrição do Crazy Egg:

Note como ambas oferecem uma visão geral e direta sobre o tema do site.

Isso ajuda os motores de buscas a compreenderem melhor o tema de cada site e oferecer aos visitantes uma olhada rápida sobre  o que eles podem esperar caso acessem algum desses sites.

CTA

Por último, mas não menos importante, tem o CTA.

Embora seja um elemento simples da sua homepage, é algo que exige bastante esforço.

Você não deve jamais usar um CTA medíocre que não consiga expressar a ação específica que você quer que seus visitantes realizem.

Então, quais são as características de um ótimo CTA?

  • Tem que ser consciente
  • Tem que ser direto
  • Tem que ser claro
  • Faça testes A/B para determinar a melhor cor, posicionamento, etc.

O Slack faz isso muito bem na homepage deles.

Se possível (e se fizer sentido), sugiro incluir no seu CTA palavras relacionadas ao tema geral do seu site.

Por exemplo, no Quick Sprout, o CTA é “Analisar site.”

Para saber mais sobre como criar bons CTAs, confira este outro post do NeilPatel.com.

Ainda é necessário manter o conteúdo principal acima da dobra?

Com certeza você já ouviu inúmeros especialistas dizerem “mantenha acima da dobra”.

Se você colocar o conteúdo muito embaixo na sua homepage, ele pode passar despercebido por boa parte dos visitantes.

Mas o Rand Fishkin expressa um ponto de vista interessante no post da Whiteboard Friday.

Ele explica que hoje as pessoas tendem a rolar mais a tela do que antes, o que é principalmente um reflexo da popularização dos dispositivos mobile.

Pense nisso.

Quando você usa o seu smartphone ou tablet, você abre uma homepage e olha somente para o topo sem nunca rolar a tela para baixo?

É pouco provável.

Eu sou uma espécie de “rolador compulsivo” e gosto de verificar os sites que me interessam até o fim.

Sinto como se estivesse deixando algo de fora se não olho bem abaixo da dobra.

Penso que o conselho do Rand é ótimo em relação ao posicionamento do conteúdo principal e se você deve ou não coloca-lo abaixo da dobra.

“As pessoas vão rolar a tela. Ofereça uma experiência de página envolvente que atraia o olhar do visitante para baixo.”

Minha fórmula pessoal envolve posicionar os pontos absolutamente essenciais acima da dobra e aborda-los em detalhe mais abaixo da página.

Por exemplo, isto é o que os visitantes do Quick Sprout veem quando rolam a tela para baixo:

Seja claro e simples

Por isso, recomendo que você não exagere na criação da sua homepage.

Seja simples e direto.

Evite criar páginas longas, complicadas ou desnecessariamente complexas.

E embora eu seja um grande defensor do conteúdo longo, essa não é a abordagem mais adequada para a sua homepage.

Na verdade,  a Signal v. Noise conduziu um estudo  sobre design para uma empresa de CRM chamada Highrise.

Eles fizeram alguns testes A/B básicos com dois designs diferentes.

O primeiro era bem “cheio” com bastante elementos.

Por outro lado, o segundo design era muito mais simples e incluía uma imagem de uma mulher sorrindo.

Veja os resultados.

O segundo design trouxe um aumento de 102, 5% no número de cadastros!

O que só prova o poder da simplicidade.

Lembre-se disso quando for estruturar a sua homepage.

Conclusão

Sei que falei muitas coisas nesse post, então vamos recapitular.

Você não deve apostar somente na palavra-chave da sua marca na sua homepage.

Em vez disso, procure utilizar diversas palavras-chave para estabelecer um tema geral para sua marca e seu site.

Faça tudo que estiver ao seu alcance para ajudar aos motores de busca a entender o que a sua empresa e o seu produto fazem, ao mesmo tempo em que apresenta a sua AVU para os visitantes e responde as dúvidas mais comuns.

O melhor jeito de fazer isso é incluir bastante conteúdo rico e seguir as melhores práticas do SEO (por exemplo, usar cabeçalhos, uma boa meta descrição, incluir links relevantes, etc.).

Imagens e vídeos junto de blocos de texto pequenos podem incrementar o visual da sua homepage, informar os visitantes e permitir que você crie ainda mais conteúdo rico.

Outra coisa importante é exibir prova social e um bom CTA.

Manter o conteúdo principal acima da dobra não é necessariamente exigido desde que o seu conteúdo seja bom o bastante para estimular os visitantes a continuar rolando a tela.

E, depois de tudo, você precisa garantir que a estética da sua homepage seja agradável e não entulhada de informação inútil.

Lembre-se disso ao estruturar sua homepage.

Afinal, apresentação é tudo.

Apenas garanta que você está satisfazendo os motores de busca oferecendo conteúdo necessário para que eles possam entender a sua empresa/produto, oferecendo aos visitantes uma grande experiência e respondendo as dúvidas principais.

Na sua opinião, qual é o elemento mais importante de uma homepage amigável para SEO?

Compartilhe