Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

5 Técnicas de Redação para Seus Textos Converterem Mais

copywriting

A redação para sites está em uma posição estranha hoje em dia.

Mesmo que você não esteja muito familiarizado com o meio da redação, provavelmente já observou que existem três níveis diferentes.

O copywriting costumava ser o domínio de redatores lendários da publicidade, como David Ogilvy e Gary Halbert.

O texto era incrível e atemporal. E esse é o nível mais alto da redação.

Hoje, boa parte da redação é terceirizada ou ignorada. Como resultado, o texto nem sempre é espetacular, porque não é escrito por pessoas apaixonadas pelo tema que é abordado.

E no nível médio estão pessoas como eu e você, tentando criar textos incríveis que convertam bem.

Mas existem obstáculos.

Quase todos os dias, eu me pergunto: “Como posso subir do nível médio para o nível superior da redação?”

Aposto que você também já se fez essa pergunta.

Porque eu e você não chegamos nem perto de Ogilvy ou Halbert.

Talvez você fique surpreso em ouvir que eu ainda estudo redação e pesquiso dicas para escrever melhor.

Eu nunca tive uma educação formal – descobri tudo sozinho.

Eu não sei tudo, mas aprendi com muitas pessoas que são bem mais inteligentes do que eu, e aperfeiçoei algumas técnicas de redação que simplesmente funcionam.

E agora quero compartilhar com você algumas dicas para criar o post perfeito.

Não há truques aqui. Nada de “hacks” que prometem fazer sua taxa de conversão subir 5% hoje mesmo.

Nesse artigo, você vai encontrar 5 técnicas de redação comprovadas que eu tenho usado nos últimos dez anos para construir meus negócios e minha marca pessoal.

1. Fique obcecado com os benefícios

Se quiser que seu texto converta muito, você precisa ficar totalmente obcecado com os benefícios.

Eis a verdade sobre o texto: Tentar ser mais esperto do que seu público simplesmente não funciona. Eles já viram isso antes.

Da mesma forma, hoje é mais difícil do que nunca fazer alguém realmente ouvir você.

Todos os dias, cada um dos seus leitores é inundado com publicidade de todos os tipos.

O adulto médio nos E.U.A. vê 300 anúncios por dia!

stop touching it branding for business 10 638.jpgcb1388949455

E a redação é apenas mais uma forma de publicidade.

Assim, porque alguém deve dar atenção ao seu texto, se ele é apenas mais uma propaganda?

Resposta: os benefícios.

O consumidor atual está procurando uma solução. Se seu texto fornecer aquela solução, você poderá atrair a atenção do público.

E seu texto precisa tratar de várias preocupações do consumidor, mas precisa especialmente focar nos benefícios.

Pense nisso: uma solução é um grande benefício. E muitas vezes, uma solução traz vários benefícios.

Em resumo, pensar nos benefícios te prepara para escrever um texto incrível.

Assim, vamos falar de como você pode ficar mais obcecado com os benefícios.

Primeiro, crie uma lista de valores. Pense na grande solução que você oferece aos usuários, e então pense em todos os pequenos benefícios que você também oferece.

Anote tudo isso em uma lista.

A ideia é que, ao escrever cada benefício, você poderá comunicar cada um deles com mais clareza.

Isso parece simples demais, mas ver todos os benefícios listados à sua frente realmente ajuda.

Talvez você tenha dificuldades em colocar os benefícios em palavras. Isso é bom, porque significa que você está pensando antes de escrever.

Segundo: saiba a diferença entre benefícios e funções.

Funções não são benefícios.

Isso é extremamente importante, e por isso vou repetir: Funções não são benefícios.

Funções são unilaterais. Elas apenas descrevem aspectos diferentes do seu produto ou serviço. E sinceramente, elas são meio entediantes.

Você provavelmente já viu várias listas de funções, como essa:

pasted image 0 1504

Claro, isso é útil. Mas não oferece nenhuma razão para investir no serviço.

Porque as funções não focam no leitor. De fato, elas praticamente só focam na empresa, e não falam com o consumidor.

Os benefícios são muito melhores do que as funções, por várias razões.

Para começar, os benefícios realmente te ajudam a vender seu produto.

Os benefícios vendem porque são literalmente totalmente focados no consumidor. Assim, não é surpresa que seus leitores sejam mais atraídos por benefícios do que por funções, certo?

Quando um consumidor vê todos os benefícios que você oferece, ele ou ela começam a pensar nesses benefícios de forma pessoal.

Em outras palavras, seus consumidores vão aplicar os benefícios às suas próprias vidas e visualizar o quanto as coisas vão melhorar com seu produto.

Os benefícios também fazem seu produto parecer mais atraente do que as funções.

Veja só esse gráfico:

pasted image 0 1501

Qual dos dois lados você prefere? Se você é como a maioria das pessoas, escolheu o lado direito?

Porque os benefícios dão aos leitores uma ideia específica e detalhada do que eles podem conquistar.

Nesse exemplo, o texto focado em benefícios te informa que você pode carregar 1.000 músicas no seu bolso.

É fácil para qualquer pessoa entender isso, e você entende instantaneamente porque quer esse dispositivo.

Mas o texto focado em funções não é tão bom. Muitas pessoas nem sabem o tamanho de um gigabyte, e outras já não usam muito o termo MP3.

As funções são o que seu produto tem ou faz. Os benefícios são como seu produto faz o usuário se sentir, como mostra essa imagem.

features vs benefits umbrella example

Você quase sempre deve optar por benefícios ao invés de funções. Benefícios são mais detalhados, persuasivos e engajantes.

2. Conte uma história

Hoje em dia há uma grande falta de histórias na redação.

Não, as histórias não são só para autores de ficção. Elas devem aparecer em cada texto que você criar, grande ou pequeno.

Ao longo de toda a história humana, as histórias foram usadas para criar conexões profundas e criar sentido para o mundo.

Assim, não é nenhuma surpresa que elas sejam tão poderosas.

Basta ver como a narrativa afeta o cérebro!

CsZ0jG0WIAA S2L

Histórias podem gerar uma variedade de emoções potentes nos leitores. Uma boa história pode mudar a forma como alguém vê a vida, e até mesmo a forma como ele vê a si mesmo.

Se você aproveitar o poder das histórias em seu texto, vai poder criar essas fortes conexões emocionais e deixar sua oferta irresistível.

Para entender como fazer isso, vamos verificar exatamente o que compõe uma história.

Em termos simples, uma história é uma transformação.

Todas as melhores histórias envolvem alguma mudança radical em um dos personagens.

Nesse caso, seu leitor é o personagem. (Idealmente, você deve ter uma persona de comprador.)

Estamos lidando com um tipo específico de personagem: um personagem dinâmico.

Personagens dinâmicos mudam ao longo da história.

A mudança acontece quando o personagem (seu leitor) percebe que tem uma oportunidade para ter uma vida melhor (escolhendo você).

Viu do que eu estou falando?

Seus leitores aprendem sobre a mudança que só é possível fazer com você.

Mas não se preocupe. Você não precisa ser um expert em literatura ou um autor experiente para criar uma boa história.

De fato, o texto nem precisa parecer uma “história” tradicional”.

Você pode misturar sua história em seu conteúdo usando pequenos trechos de história aqui e ali. Não é preciso escrever todos os detalhes.

Vou te mostrar o que quero dizer.

Aqui está um excelente uso de uma história em uma landing page:

pasted image 0 1503

Ao ler esse título, você percebe que existe uma forma melhor de assistir filmes. Que isso pode melhorar a sua vida, te ajudando a perder menos tempo com filmes ruins.

Não é uma história completa, mas os efeitos são os mesmos.

Ou que tal esse exemplo:

pasted image 0 1497

Mais uma vez, ao ver o título, você percebe que pode mudar a forma como utiliza o email.

A implicação desse exemplo é que você pode ser mais eficiente com sua caixa de entrada.

Vou mostrar um último exemplo:

pasted image 0 1499

Esse é um uso interessante de história.

Primeiro você lê o título e entende o benefício que pode ter com o Periscope.

Não seria divertido ver a vida a partir da perspectiva de outra pessoa?

Aí você vê o app, que te ajuda a entender exatamente o que o Periscope tem a oferecer.

Aqui, ele está mostrando um balão. Talvez você nunca tenha a oportunidade de fazer um passeio de balão (ou não queira fazer isso). Mas com o Periscope, você pode viver essa experiência no seu smartphone.

Juntos, esses dois elementos (o título e a imagem do app) criam uma história.

Como eu disse anteriormente, não precisa ser complexo.

Você só precisa mostrar aos leitores a mudança que você possibilita.

3. Escreva para o leitor que varre o texto

Você provavelmente lê muito menos conteúdo online do que pensa.

O que quero dizer com isso é que você provavelmente não lê completamente com muita frequência. Se você é como 79% dos usuários, você varre o texto.

É isso mesmo. Até 79% dos seus leitores não estão realmente lendo seu conteúdo.

pasted image 0 1505

Esse fenômeno já foi documentado várias vezes, com uma consistência surpreendente.

De fato, existem tantas pesquisas sobre esse tema que é possível prever com precisão como seus visitantes vão ler seu conteúdo.

A conclusão é que eles não leem muito.

130606 TECH SlatePercentScrolled.jpg.CROP .original original

Assim, nós sabemos que as pessoas varrem conteúdo online, e sabemos como elas fazem isso.

Esse conhecimento tem grandes consequências para a redação. Ele te diz exatamente onde você deve focar.

Podemos aprender algumas coisas importantes com tudo isso.

Primeiro: faça um esforço extra em seus títulos e subtítulos

Os leitores tendem a prestar mais atenção a títulos e subtítulos do que a qualquer outro conteúdo na página.

Isso faz sentido. Títulos e subtítulos se destacam mais.

Agora vou te contar outro fato interessante: é muito comum que leitores que varrem o texto leiam apenas a primeira frase de cada parágrafo.

Com isso em mente, você deve escrever conteúdo para que os leitores tenham uma ideia completa do que você oferece lendo apenas os títulos e subtítulos.

Veja só essa página:

Screen Shot 2017 08 24 at 12.41.24 AM

Apesar de haver vários pequenos parágrafos, você só precisa ler os subtítulos para ter uma ideia de quais são os serviços.

Isso é ideal para quem varre o texto, e também deixa seu conteúdo mais legível em geral.

E então, será que isso significa que você só deve se importar com os títulos? De forma alguma.

Você ainda precisa se esforçar bastante com todos os textos que escreve. Mas dedique ainda mais esforço aos títulos e subtítulos.

Segundo: coloque as frases importantes em negrito.

Às vezes você tem uma ou duas frases que quer que as pessoas lembrem. E nem sempre é possível transformar uma frase em um título ou subtítulo.

A solução é colocar as frases importantes em negrito.

O texto em negrito atrai o olhar. Ele quase funciona como um título, porque pode direcionar a atenção do leitor.

Nesse exemplo, a maioria dos leitores olharia para a imagem, depois para o título, e então para o texto em negrito.

pasted image 0 1502

Terceiro: comece seus títulos e frases principais com palavras de ação

Palavras poderosas tendem a atrair muito a atenção das pessoas.

Claro, a maioria dos leitores não lê. Eles varrem o texto.

Mas se você começar cada frase ou título com uma palavra poderosa, talvez consiga prender a atenção deles.

É por isso que você deve começar seus títulos e frases importantes com palavras de ação ou palavras poderosas.

pasted image 0 1498

Esses tipos de palavras atraem mais a atenção das pessoas, e assim você tem uma probabilidade maior de manter os leitores interessados.

4. Enfrente objeções

A maioria das pessoas que veem seu conteúdo não estarão prontas para converter.

Elas podem estar em qualquer ponto da jornada do comprador.

pasted image 0 1500

A não ser que eles estejam na fase final, seus leitores terão algumas objeções.

Seu trabalho é abordar essas objeções diretamente. Você não quer que seus leitores tenham dúvidas sobre os benefícios que oferece.

O primeiro passo é determinar as objeções específicas que seu público pode ter.

Enviar questionários é uma forma excelente de obter essas informações.

Eu gosto de usar o Qualaroo. O software deles oferece uma forma simples de obter insights sobre os medos dos consumidores.

pasted image 0 1496

Após reunir uma boa quantidade de feedback, você estará pronto para escrever um texto que aborde as principais objeções do público.

Abordar objeções é fornecer soluções para os problemas do consumidor. Você pode também pensar nisso como fornecer respostas às perguntas dele.

Você precisa remover o máximo de dúvidas possível, sendo direto e detalhado sobre os benefícios que você pode oferecer aos leitores.

Aqui está um ótimo exemplo, um texto que aborda várias objeções de forma muito convincente:

pasted image 0 1506

Esse texto não deixa nenhuma dúvida. Ele prova que o serviço é destinado a todos os tipos de especialista de marketing, independente do nível de experiência deles.

Cada parte do seu texto, incluindo seu título, deve fornecer suas soluções para as objeções do leitor.

Aqui está um pequeno vídeo que eu criei para falar sobre isso:

5. Use “você”

Até agora, nesse artigo, eu devo ter usado a palavra “você” ou variações dela cerca de cem vezes.

“Você” é uma palavra poderosa.

Ela fala diretamente com o seu leitor.

Já falamos sobre a linguagem personalizada.

“Você” muitas vezes é considerada uma das melhores palavras poderosas, por bons motivos. Ela elimina barreiras e cria uma conexão imediata com o leitor.

Toda vez que você diz “nós”, está perdendo uma oportunidade de criar essa conexão.

“Nós” e outras palavras similares são egoístas.

A dura verdade é que seus leitores não se importam com seu produto. Não mesmo.

Eles se importam com a forma como seu produto pode ajudá-los a viver melhor.

É por isso que “você” é tão poderoso. É uma palavra que faz o leitor se sentir especial, e faz o texto soar pessoal.

No fim das contas, fazer negócio é focar no consumidor.

Considere esse artigo. É como se eu estivesse conversando com você, certo?

Esse é o poder de “você.”

Claro, escrever textos muito diretos e pessoais fica mais fácil se você se comunicar regularmente com seu público e conhecê-los melhor.

Conclusão

Escrever pode ser assustador. Sem dúvidas.

Eu já falei com milhares de redatores e especialistas em marketing que me perguntaram como aumentar suas taxas de conversão.

Eu sempre falo sobre como escrever bem um texto, porque taxas de conversão excelentes são resultado de textos excelentes.

É aí que entram essas 5 técnicas de redação.

Todas elas são estratégias que eu utilizei pessoalmente em textos de conversão alta. Sempre que crio textos novos, eu uso todas essas técnicas de redação para garantir o máximo de qualidade.

Como escrever bem um texto? Você não precisa ser Shakespeare. É só ter seus leitores em mente.

Integre essas 5 técnicas de redação ao seu processo de escrever. Seu texto vai melhorar, seus consumidores vão ficar mais felizes e sua taxa de conversão vai subir.

Qual dessas técnicas de redação é a sua favorita? Existe alguma outra opção interessante que eu não mencionei?

Compartilhe