Google Imagens: Guia Completo da Pesquisa Por Imagem no Google

garota tirando uma fotoVocê quer aprender como usar o Google Imagens para melhorar o tráfego no seu blog?

O Google Imagens pode ser uma ferramenta incrível no aumento de tráfego do seu blog. Entenda como aproveitar essa oportunidade e conseguir mais visitas!

As imagens são os heróis ignorados da geração de tráfego. Você pode não saber, mas elas podem fazer maravilhas pelos seus números.

Todos nós sabemos que palavras-chave, SEO e bom conteúdo podem trazer mais tráfego para o blog.

Mas existem muito métodos úteis diferentes para obter conseguir mais visitas. Por que usar tão poucos?

Se você visitar meu blog, vai ver que eu já explorei algumas estratégias subestimadas para aumentar o tráfego. (Sou muito fã de first mover’s advantage – a vantagem de quem adota uma estratégia primeiro.) Já discuti também como obter mais tráfego usando o Google Search Console e até mesmo redirecionamentos 301.

Você não precisa ficar reutilizando as mesmas estratégias. Existem muitas opções interessantes para melhorar sempre.

Hoje quero te mostrar uma coisa nova — uma estratégia de SEO que talvez você nunca tenha imaginado, e muito menos usado!

Estou falando de usar a pesquisa com imagem no Google Imagens para levar mais visitantes ao seu site. Isso mesmo! Google Imagens! Contar com imagens de qualidade e bem colocadas nas buscas pode revolucionar os seus números.

Nesse artigo, eu ensinarei como funciona o Google Imagens. Também vou apresentar todos os recursos que você pode aproveitar nessa ferramenta. Você aprenderá sobre a pesquisa reversa e a pesquisa sem texto.

Além disso, vamos ver quais são as estratégias para turbinar o SEO das imagens e garantir o ranqueamento.

É só continuar lendo para descobrir como usar o Google Imagens ao seu favor!

Como funciona o Google Imagens?

A maior parte do conteúdo online é uma combinação de texto e imagens. O conteúdo em texto definitivamente é essencial para sua página. Mas imagens também são importantes. Muito importantes.

Às vezes é fácil esquecer que imagens também são conteúdos. De fato, as imagens são uma parte essencial de qualquer iniciativa de marketing.

Uma imagem vale mil palavras. E se as pessoas pesquisam conteúdo escrito, faz sentido que elas também procurem conteúdo visual. Principalmente na época atual, onde nos comunicamos através de imagens.

É cada vez mais comum o uso de imagens de reações nas comunicações. Além disso, poucas pessoas ainda procuram informação em texto. O formato favorito, tanto para instruções, quanto para apresentar dados, é o infográfico.

Repare na forma que os gigantes da comunicação conversam com o seu público. O uso das imagens é sempre predominante. Na internet, não é diferente.

É aí que entra a pesquisa do Google Imagens.

O algoritmo é muito parecido com a busca de texto. Ele funciona utilizando principalmente uma palavra-chave. Normalmente, ela estará no nome do arquivo de imagem e nas tags de metadata.

Atualmente, existe também a busca a partir de uma foto ou imagem. Nesse caso, são utilizados os principais pontos e cores para encontrar arquivos semelhantes.

A semântica também é importantíssima para o Google Imagens. Isso é, se o conteúdo da página onde a imagem está condiz com as suas palavras-chave.

O quão eficiente o Google Imagens realmente é?

Naturalmente, você vai querer saber se vale a pena se dedicar ao SEO para o Google Imagens. A forma que você usará para decidir isso certamente serão os números.

Quanto tráfego a pesquisa de imagens do Google recebe? E quanto ela gera?

É difícil ter números precisos sobre isso.

Por que? Nate Smith, antigo Gerente de Produto do Google Imagens, declara: “Essa estatística não é divulgada publicamente.”

Ok. Mas será que isso significa que não temos nenhum dado?

Eu consegui descobrir algumas coisas procurando informações no Quora. Confira:

  • 10,1% de todo o tráfego do Google é para o images.google.com, bem como 55% é para o google.com e 24,7% é para mail.google.com. Isso mostra como as imagens recebem uma grande parcela do tráfego.
  • As visualizações de página diárias do Google Imagens são mais de 1 bilhão! Esse fato foi citado por Benjamin Ling, Diretor de Produtos de Pesquisa do Google. E imagina só: esse número é de sete anos atrás! Se projetarmos esse dado para o crescimento relativo do Google ao longo do tempo, podemos assumir com segurança que o número de visualizações é muito maior hoje.
  • A pesquisa de imagens do Google tinha indexado mais de 1o bilhões de imagens em 2010! Mais uma vez, o número de imagens indexadas provavelmente cresceu muito nos últimos sete anos, certo?

Basicamente, estamos lidando com números enormes.

E não podemos esquecer que resultados de pesquisa comuns muitas vezes trazem resultados de imagens. Muitas buscas têm intenção de imagem e, dessa forma, o Google exibe alguma coisa assim:

pesquisa no google

Você pode ver meu argumento claramente ilustrado aqui. Se sua imagem estiver bem classificada, ela pode aparecer também em buscas de texto.

O site de pesquisa de imagens, Google, é uma mina de ouro de tráfego para o seu site e, até o exato momento, você provavelmente não fez nada para explorar esse potencial.

Vamos mudar isso agora!

Você pode aproveitar o Google Imagens para trazer mais visitantes para o seu site. Vou te mostrar exatamente como fazer isso.

Crescimento de ranking no Google

Quando sua página contém imagens, ela já é considerada muito mais relevante. O internauta de hoje procura sempre conteúdo multimídia. As imagens e vídeos são uma parte essencial da web.

Muitas pessoas utilizam as imagens apenas de forma ilustrativa, complementando o texto. Mas as imagens podem fazer muito mais por você. Elas podem ser o ponto principal da página.

Quando você cria imagens originais e úteis, gera tráfego. Vou explicar melhor por que:

O Google Imagens é capaz de gerar mais tráfego para o seu site

Cada vez mais pessoas utilizam diretamente a busca por imagens para encontrar o que precisam. Infográficos, por exemplo, são uma forma muito popular de apresentar conteúdo.

Pela internet, nos comunicamos predominantemente através de imagens. Grandes sites, como o Facebook, já perceberam isso. Nos últimos anos, as mudanças nas páginas foram focadas em implementar mais recursos visuais. Por exemplo, agora você pode utilizar imagens e GIFs animados diretamente nos comentários.

Da mesma forma, as imagens são essenciais para o seu site. Seus usuários também fazem buscas pelo Google Imagens, e estar bem ranqueado lá te coloca na frente.

Além do tráfego gerado pela busca, não podemos esquecer dos backlinks. Imagens de qualidade são frequentemente compartilhadas e usadas em outros sites. Isso significa mais exposição e mais visitantes para você.

Possibilidade de aparecer nas pesquisas de texto

Além de fazer pesquisa por imagem diretamente, o Google também inclui resultados populares nas pesquisas de texto. Veja o exemplo:

destaque de imagens

Note que apenas cinco imagens são mostradas no campo. Essas são as cinco primeiras colocadas para essa palavra-chave no Google Imagens. Percebe como é importante trabalhar o SEO das fotos?

Você tem aí duas possibilidades de aparecer na primeira página do Google: com o rank normal do texto e com a imagem.

Melhora a experiência de consumo do conteúdo

A utilização de imagens enriquece o seu site, e não apenas de um ponto de vista técnico. É claro, os algoritmos do Google vão considerar a página mais relevante. Além disso, há o aumento do tráfego. Eu vou explicar melhor os aspectos técnicos dessa ferramenta no decorrer desse post.

Entenda que o algoritmo do Google não é tudo.

Do ponto de vista dos seus visitantes, as imagens também são importantes. Elas ajudam a entender o conteúdo e visualizar o assunto. É mais fácil absorver a mensagem.

A experiência de consumo do conteúdo também melhora muito. Páginas que contém imagens são mais divertidas e mais fáceis de ler.

Resumindo, você só tem a ganhar quando cria imagens de qualidade para acompanhar o seu conteúdo. Os benefícios de cuidar tanto da relevância da foto, quanto do SEO, são inúmeros.

Nesse artigo, eu vou explicar com todos os detalhes o que você precisa fazer para isso. Com essas dicas, você vai garantir que as suas imagens se posicionem bem e gerem muito tráfego. Continue lendo para aprender!

Otimizando suas imagens para o Google

Antes de falar sobre como obter mais tráfego com suas imagens, precisamos falar sobre como otimizá-las.

Se você já está familiarizado com SEO básico, provavelmente sabe o que fazer.

Otimizar o SEO das imagens é similar a otimizar o seu site para o Google.

De fato, imagens são ranqueadas de forma muito parecida ao ranqueamento de sites. O uso de palavras-chave, por exemplo, continua sendo essencial.

Assim como com a versão em texto da busca do Google, existem posições diferentes, e algumas são melhores do que as outras.

A primeira imagem é equivalente a aparecer na primeira posição da primeira página dos SERPs.

busca de imagens

No entanto, o Google Imagens traz muito mais resultados por página. Cerca de 4 ou 5 imagens são exibidas em cada linha.

E, na perspectiva da psicologia da percepção visual, as pessoas tendem a responder de formas diferentes a resultados de imagem e resultados de texto.

Veja como cada SERP de imagem é bem longo. Estou falando de centenas de imagens para uma palavra-chave comum!

A página parece nunca acabar.

Ela acaba eventualmente, mas você tem que rolar a página bastante para chegar ao final:

fim da página no google imagens

Isso leva um usuário comum a ver muitas imagens, naturalmente.

Será que isso significa que o SEO de imagens é inútil? Dessa forma, alguém pode encontrar sua imagem mesmo que ela não esteja no topo dos resultados, certo?

Não exatamente.

Há uma boa probabilidade de a sua imagem se perder nos SERPs se não for otimizada. Dificilmente um usuário vai rolar a página de busca até o final. Como eu disse, ela é enorme.

A tendência é que a pessoa encontre o que procurava já nas primeiras imagens. A grande maioria dos usuários não precisa rolar a página nem uma vez quando busca imagens.

O ideal é que sua imagem apareça o quanto antes, a fim de garantir que será visualizada. Mas, então, como exatamente se otimiza uma imagem?

Você precisa utilizar SEO de imagens.

Você pode encontrar no meu blog mais informações sobre otimização de imagens se quiser se aprofundar mais no assunto. A seguir, explicarei o SEO básico que precisa ser aplicado em todas as fotos.

Aplicar essas técnicas garantirá que sua imagem não fique perdida entre inúmeros resultados de busca.

Primeiro: edite os nomes dos seus arquivos.

Esse é um aspecto simples, mas muitas vezes ignorado, do SEO de imagens.

A maioria das câmeras usa um padrão de nomenclatura que não é amigável para usuários (ou para mecanismos de busca). Muitos arquivos de imagem são automaticamente nomeados assim, por exemplo: DSC_0001.jpg.

Você deve renomear seus arquivos para refletir o conteúdo deles.

Por exemplo: essa imagem minha tem o nome “widget-about-2.png.”

sobre Neil Patel

Ela aparece na seção About do Widget e, por isso, eu usei esse nome – o 2 significa que havia uma versão anterior da imagem.

Outra dica para nomear os arquivos é usar nomes específicos sempre que possível. Por exemplo, evite nomes como “blog-post-1.jpg”. Prefira utilizar a palavra-chave do post no nome, ou até mesmo uma descrição mais fiel da imagem. Um bom exemplo é “seo-para-imagens.jpg” para um post como esse.

Segundo: sempre modifique as alt tags das suas imagens

Tags alternativas são seções de metadados que dizem aos mecanismos de busca o que são as suas imagens.

a tag alt

Editar as alt tags traz duas vantagens: você ajuda os mecanismos de busca a indexar e ranquear melhor sua imagem e recebe uma pequena melhoria em seu SEO ao fazer isso.

A descrição de alt tag perfeita é curta e recheada de palavras-chave.

Como o propósito das alt tags é ajudar usuários com deficiência visual, você precisa criar textos que cumpram essa função. É essa tag que será usada para leitores de página, por exemplo.

Se por qualquer motivo o navegador não conseguir carregar a sua imagem, o texto da alt tag será exibido. Esse texto pode ser visto também quando o usuário posiciona o mouse em cima da imagem por algum tempo. Por isso, é essencial focar na descrição do conteúdo.

É necessário criar uma descrição precisa da imagem. Não tente se aproveitar dos mecanismos de busca usando palavras-chave em excesso.

Esse tipo de prática é facilmente detectada e pode afetar negativamente o seu ranqueamento.

Voltando àquela imagem minha:

sobre Neil Patel

Ela aparece logo acima da minha seção About e, por isso, a alt tag diz apenas “About Neil Patel”, assim como o texto na página.

Viu como isso é simples? Não há nada de complicado aqui.

Diretas, concisas e curtas. É assim que todas as suas alt tags devem ser. Procure nunca passar de uma única sentença.

Terceiro: comprima suas imagens

Idealmente, suas imagens devem ser as maiores possíveis, mas ocupar o mínimo de espaço de armazenamento possível.

Isso parece contraditório, mas na verdade é possível, graças à compressão. Em softwares de edição profissionais, é possível ajustar esse valor de acordo.

Se você terceiriza a produção das suas imagens, pode pedir para o designer te enviar duas versões: a em alta resolução – já que é sempre bom ter – e uma versão salva para web.

Além disso, existem opções online que fazem uma ótima compressão. Dessa forma, dá para fazer isso você mesmo.

Ferramentas como o Compressor.io ou o Optimizilla.com vão ajudar a minimizar o espaço ocupado sem perder qualidade na imagem.

http://optimizilla.com/

É importante lembrar que a compressão nunca deve comprometer a qualidade. Se a imagem estiver pixelizada ou perdendo cores, procure ajustar melhor as opções de compressão.

Utilizar arquivos em .png também ajuda a melhorar a qualidade. A compressão .jpg costuma pixelizar.

Você já conhece as principais estratégias para otimizar o SEO de suas imagens. Agora, vamos explorar algumas formas de usar o Google Imagens para gerar tráfego extra.

Crie imagens únicas

Não tenho medo de dizer isso: fotografias de banco de imagens são péssimas!

Ok, nem todas as fotos de banco de imagem são péssimas. Mas se você usa imagens de banco de imagens regularmente, está prejudicando seu site, principalmente se você usa exclusivamente as imagens de banco.

É claro que elas servem muito bem para ilustrar vagamente um conteúdo. Mas as imagens precisam ser mais do que isso.

A maioria das fotografias de banco de imagem não têm muita personalidade, e certamente não refletem a sua marca. É por isso que elas são imagens padrão, afinal.

Imagens originais sempre são melhores que fotografias de banco de imagem.

Duvida? Vamos fazer um teste rápido!

Abaixo estão duas imagens similares. Na sua opinião, qual delas veio de um banco de imagens?

xícara de café

xícara de café

Se você respondeu a segunda imagem, é isso mesmo! A primeira imagem é do Sprudge, e a segunda é uma imagem de uso livre da Pixabay.

Você quase sempre percebe quando um site fez um esforço extra para criar mídias originais como parte da marca dele.

Essa é apenas uma entre várias boas razões para criar suas próprias imagens. Fazendo isso, você cria conteúdos mais relevantes. E isso se estende a muito mais do que fotos.

Criar os seus próprios infográficos, por exemplo, é um ótimo jeito de incentivar outros sites a linkarem a sua imagem. Essa é mais uma oportunidade para gerar tráfego.

Quando usar imagens de bancos?

Vou falar um pouco da exceção. Às vezes você realmente tem que usar fotografias de bancos de imagens. Talvez você não tenha recursos para criar imagens personalizadas.

E isso não é um problema!

Muitas vezes, imagens de bancos comunicam aos leitores aquilo que eles esperam, da forma que estão habituados.

Eu, por exemplo, percebi que meu blog tem um ótimo desempenho quando eu uso uma única fotografia de banco de imagens como tema para cada artigo.

O artigo que você está lendo nesse momento tem uma fotografia de banco de imagem no topo.

E eu faço isso com a maioria dos meus artigos. Dessa forma, garanto uma imagem profissional. A sensação é familiar e acolhedora.

No restante do artigo, no entanto, você encontra imagens originais, principalmente imagens explicativas. Essa é a forma que eu tenho de tornar o conteúdo mais dinâmico para você. Esses detalhes melhoram – e muito – a experiência do leitor.

Dá pra fazer diferentes estratégias funcionarem bem com planejamento. Dosar a quantidade de imagens de bancos é essencial.

Assim, não fique preocupado em sempre usar imagens personalizadas!

Quando usar imagens personalizadas?

Para aproveitar completamente as vantagens de SEO, você deve considerar usar imagens personalizadas.

Por quê? O maior benefício de criar suas próprias imagens se relaciona diretamente ao SEO e backlinks.

Fotos originais só podem ser rastreadas até o seu site.

Por que isso é importante? Se alguém estiver procurando imagens para usar, provavelmente querem incluir o crédito da imagem, na forma de backlink.

exemplo de backlink

Quando você usa uma fotografia de banco de imagens, seu site não é a fonte original. Isso significa que as pessoas podem criar links para o site de pesquisa de imagens do Google, em vez do seu site.

A boa notícia é que a maioria das pessoas não quer usar imagens de banco pela mesma razão que eu mencionei anteriormente: elas são inespecíficas e impessoais.

Assim, se suas imagens forem originais, de alta qualidade e visualmente atraentes, elas terão mais chance de serem selecionadas. Em especial, se trouxerem conteúdos relevantes como infográficos e tutoriais.

Com muitos backlinks gerados por pessoas compartilhando sua imagem, o tráfego do site vai aumentar. E o mais importante é que essas imagens vão aparecer primeiro no resultado do seu site, nos SERPs.

Como bônus, usar imagens personalizadas vai deixar seu site muito mais bonito do que se você usasse apenas fotografias de banco de imagens o tempo todo. Você só tem a ganhar!

Como a colocação no Google Imagens afeta o tráfego?

Muito provavelmente, ao fazer uma pesquisa com o Google Imagens, você encontrará muitas imagens semelhantes ou iguais.

Vou te mostrar o que estou dizendo. Se eu pesquisar “content marketing pyramid”, estes são os resultados exibidos:

primeira colocação no google imagens

A imagem aparece em vários sites, mas o primeiro resultado é da fonte original:

primeira colocação no google imagens

Se alguém encontrar várias versões da mesma imagem, provavelmente vai selecionar o primeiro resultado, por conveniência.

Essa estratégia se relaciona diretamente à forma como a pesquisa de imagens do Google funciona.

Se sua página recebe uma quantidade razoável de tráfego e sua imagem for o primeiro resultado para uma palavra-chave, você provavelmente vai aparecer na primeira posição da busca de imagens.

E isso significa mais destaque e, consequentemente, mais visitantes.

Encontre palavras-chave de imagem relacionadas

Aqui está um hack legal que você pode usar com a pesquisa de imagens do Google Imagens.

Mas, primeiro, vou explicar por que você precisa encontrar várias palavras-chave de imagem.

Assim como qualquer conteúdo escrito, uma imagem também tem uma palavra-chave foco. Ela vai aparecer no nome do arquivo e na alt tag.

explicação da tag alt

Neste exemplo, a palavra-chave é “vintage shoes”. No entanto, a palavra-chave foco não é suficiente.

Utilizando palavras-chave LSI para melhorar o SEO das imagens

As palavras-chave LSI (indexamento semântico latente) também são importantes.

Parece complicado, mas palavras-chave LSI são simplesmente palavras-chave relacionadas à palavra-chave foco.

Nem todo mundo faz as buscas da mesma forma. Nós nos expressamos de maneiras diferentes, logo, é mais do que esperado que apareçam buscas variadas para o mesmo tema.

Por exemplo, se sua palavra-chave foco for “mecânico São Paulo”, você pode usar “conserto motor São Paulo” como palavra-chave LSI.

Palavras-chave LSI dão mais variedade à sua estratégia de palavras-chave.

Veja este gráfico para entender melhor a estrutura de uso das palavras-chave LSI:

exemplo de uso de palavras-chave LSI

Palavras-chave LSI geralmente são mais específicas do que palavras-chave foco. Elas cobrem um tema mais vasto, o que ajuda seus leitores a encontrar conteúdo.

Talvez você já tenha usado palavras-chave LSI para conteúdo escrito. Mas elas podem ser usadas também para imagens.

Mesmo duas palavras-chave muito similares podem mostrar resultados de imagem muito diferentes.

Ao pesquisar “content SEO”, eu vejo isto:

pesquisa de imagens

Mas, ao procurar “content optimization”, vejo imagens diferentes:

pesquisa de imagens

Apesar de as duas palavras-chave serem sinônimas, a pesquisa de imagens do Google tem resultados diferentes para cada uma delas.

Assim, suas palavras-chave LSI podem chegar a um público completamente novo.

Encontrando palavras-chave LSI

Convenientemente, o Google Imagens e é também uma ótima fonte de palavras-chave LSI.

No topo dos SERPs da pesquisa de imagens do Google há uma lista de termos de pesquisa relacionados:

termos relacionados

Isso é um recurso incrível para SEO de imagem.

Essas são palavras que as pessoas realmente estão pesquisando. E você vê muitas opções.

Basta clicar na seta do lado direito para ver mais sugestões do Google Imagens.

ver mais sugestões

São muitas sugestões gratuitas de palavras-chave, e você praticamente não teve trabalho.

E melhor ainda: você pode colocar essas palavras-chave no Keyword Planner do Google para encontrar mais informações sobre cada uma delas.

Essa é uma forma super fácil e completamente gratuita de encontrar palavras-chave LSI.

Encontrando palavras-chave de cauda longa

Você também pode encontrar palavras-chave de cauda longa usando a mesma estratégia.

Palavras-chave de cauda longa funcionam de forma muito parecida com as palavras-chave LSI. Ambas expandem sua palavra-chave foco e geram mais tráfego.

Palavras-chave de cauda longa podem dar bons resultados em alt tags. Você não deve usá-las o tempo todo, mas use-as nas imagens em suas 5-10 páginas mais populares.

palavras-chave de cauda longa

As sugestões do Google Imagens são excelentes para encontrar sugestões para palavras-chave de cauda longa.

Aqui estão algumas das sugestões que a busca de imagens mostra quando você pesquisa aluguel de carro:

sugestões de keyword

Você pode facilmente transformar essas sugestões em palavras-chave de cauda longa: aluguel de carro eventos, aluguel de carro férias, e assim por diante.

Dessa forma, você obtém ainda mais tráfego com apenas alguns segundos de trabalho a mais.

Você vai expor sua marca a novos públicos e ganhar mais um impulso em seu SEO.

Use imagens relevantes

Esse conselho soa óbvio, mas significa mais do que parece.

Quando digo “relevantes”, quero dizer imagens diretamente relacionadas ao assunto principal.

Isso não deve ser difícil, certo? Mas muitas vezes você pode receber milhares de visitas por causa de imagens que não têm nada a ver com o seu site.

Elisa Gabbert escreveu no WordStream que a maioria do tráfego de busca de imagens no site dela vem de pessoas pesquisando “Jeff Bridges.”

Por que? Há apenas uma imagem do ator no blog dela.

cuidado com imagens irrelevantes

E, mesmo assim, essa pesquisa é a maior fonte de tráfego referência para o blog dela a partir da pesquisa de imagens do Google.

Isso é um problema. As pessoas que estão pesquisando “Jeff Bridges” não querem ler o blog dela. Quando encontramos um conteúdo que não é relevante, fecharemos o site imediatamente.

Aplique isso ao seu próprio site.

Por exemplo, digamos que você tenha um blog sobre vendas e tenha acabado de escrever um artigo chamado “O que vendedores podem aprender com Jeff Bridges.” (Como eu disse, é só um exemplo!)

Se você usar uma imagem do Jeff Bridges, pode acabar tendo exatamente o mesmo problema.

A maioria das pessoas que pesquisam fotos de Jeff Bridges não estão interessadas em ler um artigo sobre vendas. Elas provavelmente estão interessadas em notícias de entretenimento ou fofocas de celebridades.

Ou talvez procurem alguma coisa como “Jeff Brides jovem”, “mulher de Jeff Brides”, “Jeff Bridges Homem de Ferro”.

busca de imagens

Após descobrir que seu site é sobre vendas, esses visitantes podem ir embora. Isso não afeta apenas o seu tráfego, mas a imagem do seu site como um todo.

Você precisa atrair visitantes que queiram interagir com o seu conteúdo para crescer. Visitas acidentais não geram engajamento.

Para evitar esse tipo de problema, você precisa usar imagens que se relacionam fortemente com seu assunto.

Para fazer isso, eu recomendo infográficos.

Eu tenho experiência própria com infográficos, porque costumava fazer muitos.

Um infográfico é perfeito para melhorar seu SEO com imagens relacionadas, ao mesmo tempo que adiciona conteúdo cheio de detalhes ao seu site.

Infográficos podem direcionar milhares de visitantes e construir autoridade para você em pouco tempo.

Dito isso, você não precisa fazer um infográfico para cada conteúdo que produzir, mas você deve usar imagens relacionadas ao seu nicho.

Esse processo qualifica o tráfego para você. Garante que as pessoas que encontram suas imagens são pessoas que vão se interessar em visitar o seu site e ver seu conteúdo.

E esse processo também melhora seu SEO de imagens. Todos os aspectos das suas imagens serão ligados ao tema do seu site, e isso vai aumentar seu tráfego organicamente.

Use marcas d’água em suas imagens

Usar marcas d’água é uma prática comum para muitos fotógrafos e artistas – embora não seja entre blogueiros, estranhamente.

A maioria dos blogueiros acha que as marcas d’água servem apenas para efeito de copyright.

Sim, essa é uma grande vantagem, mas não é a maior vantagem para um blog.

Inserir marcas d’água em suas imagens pode gerar ainda mais tráfego do que simplesmente otimizar a imagem e garantir que ela apareça apenas no seu site.

Talvez você tenha notado que a imagem da pirâmide de marketing de conteúdo tem uma marca d’água.

marca d'água

Ela informa de onde veio a imagem, mas usando um link.

Assim, qualquer pessoa usando essa imagem sabe não apenas a quem atribuir os créditos, mas também onde ir para ver conteúdo similar.

Essa imagem específica tem até uma frase que lembra aos leitores sobre atribuir crédito. Você não precisa usar isso, mas não há desvantagens.

Estratégias para inserir sua marca d’água

Fotógrafos costumam inserir uma marca d’água de forma discreta, a fim de que a qualidade da imagem não seja comprometida. No caso de blogueiros, no entanto, a dica é deixar ela bem visível.

A marca d’água deve ser vista como tráfego em potencial. É como um anúncio: se você quer que funcione, precisa colocar em um lugar visível.

Algumas imagens têm detalhes extras na marca d’água, como é o caso deste gráfico:

marca d'água

Ele inclui um URL e um perfil de mídia social.

Essa é uma boa forma de obter tráfego para o seu site e seus perfis sociais. Se alguém visitar suas páginas sociais, muitas vezes também vão visitar seu site.

A marca d’água visível, ao contrário do que muitos acreditam, não precisa ser desagradável aos olhos. Veja a marca d’água desta imagem:

marca d’água

Como você pode notar, ela está integrada ao design da imagem. Ela também inclui a logo do site, o que é um toque interessante.

Se sua marca d’água for pequena demais, as pessoas podem não vê-la.

Algumas marcas d’água são maiores do que outras. Por exemplo, se você vai inserir uma marca d’água em um cabeçalho com seu URL, ela pode ser bem grande.

Mas se você quiser adicionar uma marca d’água a uma imagem menor, não deve fazer ocupar espaço demais com o nome ou o URL do seu negócio.

Talvez você esteja se perguntando se deve usar marcas d’água em todas as suas imagens, ou apenas em algumas delas.

A decisão final é sempre sua. Não existem respostas certas ou erradas aqui.

Tenha em mente que usar marcas d’água em suas imagens vai ajudar as pessoas a encontrarem seu site, independentemente de onde sua imagem aparecer.

Assim, se quiser ter certeza de que vai obter a maior quantidade de tráfego possível, use marcas d’água em todas as suas imagens.

Como trabalhar o SEO de suas imagens

Como vimos, o SEO da imagem não deve ser deixado de lado. Assim como no texto, é essencial otimizar suas imagens para buscas.

As regras de ouro do SEO continuam valendo: relevância e palavras-chave. Para imagens, esses recursos são utilizados nos nomes, legendas e tags.

Os algoritmos de busca do Google Imagens evoluíram muito nos últimos anos. Além das palavras utilizadas com a imagem, existe agora a busca reversa. Cada vez mais, o Google é capaz de compreender o conteúdo em imagens.

Outro recurso é a análise de semântica. O Google procura por termos semelhantes e outros termos esperados em conjunto com as palavras-chaves das imagens.

Por exemplo, considere duas fotos de assados. Uma foto se chama “assado-de-pernil.png” e está em uma página falando sobre relacionamentos. A outra tem o mesmo nome, mas está em uma página de receitas, que contém palavras como “forno” e “temperatura”. A segunda tem bem mais chances de aparecer no topo.

Tudo deve ser levado em consideração da hora de otimizar o SEO das imagens no seu blog.

Ajuste os nomes dos arquivos de imagens

O nome do arquivo da imagem é uma das formas mais importantes para que o Google compreenda o conteúdo. Nunca faça upload de imagens com nomes genéricos, como os automáticos dados pelas câmeras.

Lembre-se que os algoritmos não podem enxergar a imagem em si, dependendo dos nomes e tags para entender o conteúdo.

Evite também nomes pouco descritivos. Por exemplo, substitua “blog-post-1.jpg” por um nome que reflita o conteúdo do post. Se o nome da imagem contiver a sua palavra-chave, melhor ainda!

Descreva as imagens no atributo alt text

A tag “alt” nas imagens foi feita para descrever o conteúdo da mídia. Os navegadores utilizam essa tag para os modos de compatibilidade para deficientes visuais, por exemplo. Se por algum motivo o computador do seu leitor não conseguir carregar a imagem, esse texto é o que ele vai ver.

Então, a tag alt precisa ser uma descrição fiel do conteúdo na imagem. Mantenha esse texto bem curto, com no máximo uma sentença. Quanto menos palavras você usar, melhor.

Se for possível inserir sua palavra-chave na tag alt, ótimo. No entanto, priorize a descrição objetiva do conteúdo.

Inclua uma legenda para suas figuras

Colocar uma legenda nas suas imagens é um jeito simples de detalhar o conteúdo delas para os mecanismos de busca. A legenda deve ser curta e concisa, sem passar de uma sentença ou duas.

Outra prática muito comum é colocar na legenda o backlink para a fonte da imagem. Como falei anteriormente, o ideal é usar imagens originais no seu blog. Dessa forma, outras pessoas que queiram usá-la farão o backlink para o seu site.

Alinhe as imagens com o conteúdo da página

Para garantir os melhores resultados, use sempre imagens relevantes. Um dos mais novos algoritmos para classificação do Google é baseado em semântica.

Isso significa que o Google espera encontrar em uma página diversos termos que estejam relacionados à palavra-chave. Por exemplo, vamos supor que você faça uma busca por “receita de bolo”.

Para classificar as melhores opções, o Google procura por páginas que não tragam apenas as palavras “receita de bolo”. O algoritmo verifica também por palavras relacionadas, como “ingredientes”, “forno” e “temperatura”. O Google Imagens, por sua vez, classifica melhor páginas que contenham fotos de bolos.

A semântica, hoje, é uma das formas mais importantes de classificação para o Google. Então, aproveite esse recurso!

Reduza o tamanho dos arquivos

Outro fator importantíssimo é reduzir o tamanho dos arquivos, mas sem perder a qualidade. O ideal é fazer com queo programa de edição usado armazene as imagens salvas diretamente na web.

Caso você não tenha acesso a um programa de edição profissional, esse artigo trouxe algumas opções online. Sites como o Compressor.io ou o Optimizilla.com realizam esse serviço gratuitamente.

Imagens comprimidas de forma inadequada perdem a qualidade e deixam de ser atrativas. Cuidado para não usar versões com muita pixelização.

Consiga links através de imagens perfeitas

As imagens são uma ferramenta poderosíssima para conseguir backlinks. Quando você produz imagens originais de qualidade, certamente outros blogs as usarão.

Quando um outro site utiliza sua imagem, a etiqueta online manda que você seja linkado nos créditos. Isso pode ser uma incrível fonte de tráfego para o seu site.

Além disso, recursos como a utilização de marcas d’água ajudam a garantir que uma parcela dos visitantes te encontrará. Isso é especialmente verdade para compartilhamentos em redes sociais, onde se perde rapidamente o controle de quantas pessoas usam a imagem.

Para otimizar a construção de backlinks, é necessário pensar com cuidado nas imagens que você produz. A qualidade não é o único fator para aumentar a probabilidade de links.

exemplo de backlink

Confira como garantir que você conseguirá mais backlinks com suas imagens:

Os melhores tipos de imagens para link building

A web, cada vez mais, tem grande enfoque em conteúdo visual. Os vídeos e imagens são os preferidos do público. Logo, não aproveitar essa ferramenta para link building é um erro.

Analisando 100 milhões de artigos, a Buzzsumo e o Okdork chegaram à conclusão que infográficos são o conteúdo mais compartilhado. Esse é um tipo de imagem perfeito para construir backlinks.

De forma geral, as imagens explicativas ou de tutoriais tem um desempenho incrível no link building. Mas esse não é o único tipo de imagem com grande potencial.

Escolha um assunto com mais probabilidade de ser linkado

As imagens que são mais linkadas e compartilhadas, é claro, são as mais interessantes. Mas o que torna uma imagem interessante?

Na minha experiência com a internet, percebi que algumas características chamam muito a atenção. Confira o que torna uma imagem atrativa para o leitor:

  • Novidade – Para ter maior probabilidade de backlinks, é essencial que o conteúdo seja original.
  • Relevância – Os visitantes do seu site esperam encontrar imagens que complementem o assunto tratado
  • Leveza e Diversão – A tendência na internet é se comunicar através do humor. Imagens engraçadas e leves são muito mais compartilhadas.
  • Qualidade – Imagens muito pixelizadas ou mal feitas não são muito valorizadas. Por isso, se você não tiver jeito para produzir elas, é melhor contratar um profissional!

Mantendo essas qualidades em mente, não tem como errar. É importante lembrar que quanto mais a imagem acrescentar ao conteúdo, maior a probabilidade de links. Imagens que contém algum texto, portanto, são ideais.

Cuidado também para não exagerar na quantidade de palavras. Procure um bom equilíbrio entre texto e recursos visuais para acertar na mosca.

Consiga backlinks através do Google Reverse Image Search

É importantíssimo verificar se os sites que usam suas imagens realmente estão fazendo o backlink. Muitas pessoas acabam usando conteúdos de outros blogs sem dar o crédito devido.

Por sorte, é muito fácil resolver esse problema quando se trata de imagens. O Google Imagens tem uma ferramenta essencial para a tarefa: o Reverse Image Search.

Com ele, é possível encontrar todas as páginas que estão usando uma determinada imagem. Ainda nesse artigo, vou explicar com detalhes como usar essa ferramenta.

Se as pessoas estão usando sua imagem, mas não fazendo o backlink, o seu esforço foi em vão. Por isso, verifique regularmente com a busca de imagens reversa. Na maioria das vezes, mandar um e-mail requisitando o link para o administrador do site resolve o problema.

pesquisa reversa de imagem

Além disso, certifique-se de incluir uma marca d’água em todas as suas imagens. Dessa forma, você tem a garantia de que pelo menos parte do tráfego será direcionado para você.

Otimizando suas imagens para melhorar o ranking no Google

Agora que você já sabe todos os pontos mais importantes do SEO, é só começar a otimizar. A seguir, você encontra um checklist de tudo que precisa verificar.

Dessa forma, fica mais fácil verificar se lembrou de colocar todos os dados que precisa.

Image file name

Esse é o nome da sua imagem. Ele deve ter relação com o conteúdo da sua página. De preferência, utilize sua palavra-chave separada por traços.

Outra recomendação é não usar caracteres especiais e acentuação. Isso pode bagunçar o nome dependendo da codificação da página. Não se preocupe: o algoritmo de busca consegue compreender palavras sem acentos.

Nunca use os nomes padrões dados pela câmera, como DCM_031834.jpg. Evite também nomes genéricos demais, como foto1.jpg e imagem-post.jpg.

Alt tags

Alt é uma abreviação para alternativo. A alt tag é uma descrição breve da imagem, como uma alternativa para a exibição da foto.

O navegador lerá esse texto nos modos de compatibilidade. Se a imagem não carregar por qualquer motivo, o conteúdo da alt será exibido em seu lugar.

Essa tag também é como os mecanismos de busca vão enxergar a imagem. É essencial que essa descrição esteja condizente ao que aparece na foto.

Prefira ser conciso e breve nessa tag, limitando-se a uma sentença. Se conseguir incorporar sua palavra-chave na alt, melhor ainda. A prioridade, no entanto, deve ser descrever o conteúdo.

Um exemplo bom de uma alt tag para a imagem acima seria:

Captions

Captions são as legendas. Elas são uma ótima forma de atrelar sua palavra-chave à imagem. Outra grande utilidade da legenda é colocar os créditos da imagem.

Seja breve na legenda, não passando de uma frase ou duas. O ideal mesmo é que ela fique em uma linha única de texto, sem ultrapassar o tamanho da imagem.

O uso da legenda é um ótimo complemento para a alt tag, podendo conter uma descrição maior. Você pode também usar frases chamativas que se relacionem com a imagem usada.

Descriptions

Em especial no WordPress, você encontra o campo de descrição para imagens. Esse dado muitas vezes passa despercebido pelos administradores de site.

Definir uma descrição para suas imagens pode ser um grande diferencial. Quanto mais dados o Google Imagens tiver para interpretar aquele conteúdo, melhor.

A descrição pode ser um pouco mais longa, mas ainda não deve passar de 160 caracteres. Manter esse texto conciso garante que, ao ser exibido em buscas, ele aparecerá na íntegra.

Não esqueça de incorporar a sua palavra-chave na descrição da imagem!

description

Informações que contextualizam as imagens

Lembre-se, a semântica é importantíssima no ranqueamento no Google. Com o Google Imagens não é diferente.

Para que sua imagem apareça primeiro na página de busca, é essencial contextualizar. Isso é, o texto que acompanha a imagem deve ser coerente com as palavras-chaves e dados que você definiu.

Dessa forma, você está garantindo que o Google enxerga sua imagem como relevante. A relevância sempre estará atrelada a um assunto ou palavra-chave. Por isso, o ideal é trabalhar o SEO da página como um todo.

Explorando as ferramentas de busca: Google Image Search

Para utilizar essa ferramenta em todo o seu potencial, é necessário entender como ela funciona. O Google Imagens é, sem dúvida a forma mais popular de encontrar imagens na internet.

Afinal, como pesquisar por imagem no google? Quando você entende isso, fica muito mais fácil entender como ranquear as suas imagens.

Busca por imagens sem digitar o texto

Desde 2011, é possível usar o Google Imagens para fazer buscas através de fotos. O usuário faz upload ou coloca o link de uma foto no buscador. A partir dos principais pontos da imagem, o Google é capaz de encontrar informações sobre ela.

É possível encontrar não só fotos semelhantes, mas também informações e sugestões de palavras-chave. O Google Imagens retorna também informações sobre o local da foto, como artigos da Wikipédia.

Google Reverse Search

Quando você faz uma busca por imagens, também consegue encontrar páginas que usam aquela mesma foto. Isso pode ser útil por diversos motivos, que vou explicar com mais detalhes, a seguir.

exemplo de busca por imagem

Como funciona a pesquisa reversa por imagens?

Através do upload de uma foto, o Google Imagens consegue encontrar conteúdo semelhante. Isso é feito através do comparador de fotos google, que analisa os principais pontos da foto.

O algoritmo é capaz de identificar pontos turísticos famosos, por exemplo. Como tem muitas referências de imagens daquele lugar, existe base para comparação.

Para utilizar a pesquisa reversa, basta acessar o Google Imagens e seguir esses passos simples:

  1. Clique na câmera na barra de pesquisa.
  2. Isso te dará a opção de colar a url de uma foto ou fazer um upload. Você pode também arrastar uma foto para a barra de pesquisas.
  3. Depois de inserir a url ou imagem, é só clicar em pesquisar por imagem.

instruções para busca por imagem

Agora, vou explicar como ler a página de resultados. Vamos usar, como exemplo, uma foto do Cristo Redentor.

No topo da página do Google Imagens, você encontrará os dados da sua foto e as opções de tamanhos na busca. Além disso, encontrará a palavra-chave sugerida.

detalhes da busca de imagens

Nesse caso, como pesquisamos um famoso ponto turístico, encontramos também o link para a Wikipédia ao lado do texto.

As primeiras páginas na busca são os resultados mais relevantes para a palavra-chave sugerida. Logo depois, você encontrará as imagens mais semelhantes que o algoritmo encontrou.

detalhes da busca de imagens

Finalmente, é possível encontrar em quais páginas a imagem que você buscou aparece. Lembre-se disso, pois essa é uma função importantíssima.

detalhes da busca de imagens

Porque fazer a busca reversa?

As pessoas fazem a busca reversa de imagens por inúmeros motivos. Com ela, é possível facilitar o dia a dia. Confira algumas utilidades para a busca reversa:

  • Encontrar o nome de lugares famosos
  • Identificar de que filme é uma captura de tela
  • Encontrar fotos em tamanhos e resoluções diferentes
  • Identificar produtos ou itens desconhecidos
  • Descobrir nomes de quadros
  • Identificar o autor de produções artísticas e fotos
  • Verificar se fotos usadas no Google Notícias realmente correspondem ao evento
  • Identificar golpes online como Catfishing
  • Identificar plantas ou animais desconhecidos

Além de todas essas utilidades, a busca reversa é importantíssima para quem está trabalhando o SEO do site. Como falei anteriormente, usar imagens para conseguir backlinks é uma ótima estratégia.

Com a busca reversa de imagens no Google Imagens, você pode descobrir se existem sites usando seu conteúdo sem dar crédito. Falarei mais disso a seguir.

Encontre sites que usam suas imagens sem créditos

As imagens bonitas são uma ótima fonte de backlinks para o seu site, no entanto, nem todas as pessoas colocam créditos nas imagens.

Você pode usar a busca reversa para garantir que ninguém está usando seu conteúdo sem gerar links para você. Na maioria das vezes, isso não é feito com intenções ruins.

Alguns iniciantes não conhecem as regras de etiqueta do uso de imagens. Entrar em contato com o administrador do site e requisitar o backlink geralmente resolve o problema.

Assim, você estará maximizando o tráfego que recebe das suas imagens.

Pesquisa reversa por imagens usando o smartphone ou tablet

A funcionalidade da pesquisa reversa saiu para desktop primeiro. Por muito tempo, era necessário aplicativos de terceiros para fazer isso pelo celular. Nas versões mais recentes do navegador do Google, o Chrome essa função já está disponível.

Basta tocar e segurar na imagem aberta no navegador. No menu do Google Imagens que aparecerá, selecione a opção “buscar essa imagem no Google”.

Pronto. Agora você tem acesso a todas as facilidades que a busca reversa proporciona, direto do seu smartphone, com o Google Imagens.

Imagens para utilizar sem preocupações autorais

Se você decidiu que não produzirá suas imagens originais, precisa encontrar conteúdo de qualidade para usar. Como já falei, ao usar imagens de outros blogs é necessário dar crédito.

Nem sempre o autor permite o uso de suas imagens. Em outros casos, existem restrições, como a proibição do uso em sites que apresentam anúncios. É importante escolher imagens no Google Imagens livres dessas restrições.

Para não ter problemas, o jeito mais simples é utilizar os bancos de imagens. Se você utiliza muitas imagens, pode ser vantagem contratar um plano com opções profissionais. Alguns exemplos são o Shutterstock e o IStock.

Existem também bancos gratuitos, como o Pixabay e o Freepik, que podem ser uma ótima opção para quem está começando. Os recursos encontrados nesse site podem, inclusive, ser usados para criar a sua própria imagem.

É preciso ter muito cuidado ao usar imagens. Buscar diretamente no Google Imagens pode te levar a usar imagens de baixa qualidade. Além disso, é possível que você baixe uma imagem sem perceber suas regras de uso.

pixabay

Existem algumas outras opções para baixar imagens para o seu blog. Vou explicar melhor sobre elas a seguir:

Imagens Incríveis Utilizando o Flickr

O Flickr é uma plataforma de compartilhamento de fotos, voltada para entusiastas do assunto. Lá você encontra imagens sobre os mais diversos temas.

O maior atrativo do site são as opções de compartilhamento. Isso permite que você use a foto no seu site já com os créditos ao autor.

É importante ficar atento à descrição da foto no Google Imagens, no entanto. Alguns autores não permitem o uso em determinadas situações.

Imagens Incríveis Utilizando o Unplash

O Unplash é um banco de imagens gratuito que oferece imagens dos mais diversos temas. Essas fotos podem ser baixadas e usadas em qualquer tipo de projeto.

Basta digitar a palavra-chave na busca e escolher as imagens mais relevantes para o seu conteúdo. O site oferece também coleções de imagens em diferentes temas. Vendo as galerias, é possível se inspirar e ter uma ideia melhor do que escolher.

Imagens Incríveis Utilizando o Morguefile

Com mais de 350 mil imagens disponíveis, o Morguefile é um banco gratuito para uso comercial. O site conta com a participação de fotógrafos do mundo inteiro.

Um diferencial desse banco são os desafios diários. O site propõe uma hashtag para os fotógrafos que enviam imagens dentro do tema para uma competição. Os visitantes podem sugerir hashtags.

Imagens Incríveis Utilizando o FreeImages.com

O FreeImages.com é um banco de imagens gratuio internacional. O site oferece coleções divididas por temas. É possível procurar imagem no Google também pelas imagens mais recentes.

O site oferece também imagens selecionadas pelos editores. É possível classificar a busca até mesmo por autor ou tipo de câmera.

São inúmeras opções em diversos temas para garantir que você encontrará o que precisa.

Como encontrar imagens engraçadas para whatsapp

O whatsapp pode ser uma ferramenta incrível para a publicidade. E, como já falamos, as imagens engraçadas têm grande potencial de compartilhamento. Atreladas a uma marca d’água do seu site, esse tipo de imagem pode ser um incrível gerador de tráfego.

O ideal é criar suas próprias imagens para que seja possível atrelar a marca d’água. Utilizando os bancos de imagens que citamos, basta adicionar o texto.

Para fazer isso, você pode usar algumas ferramentas disponíveis online. Um exemplo é o Escrever na Foto. Além disso, existem aplicativos e softwares disponíveis.

Outra ótima ideia é criar infográficos através de ferramentas automáticas, como o Piktochart. Esse tipo de site é intuitivo e fácil. O resultado são imagens de whatsapp de qualidade que você pode mandar para todos.

Como encontrar imagens com frases interessantes

Encontrar a imagem perfeita no Google Imagens é apenas metade do caminho. Para ter um conteúdo completo, você precisa usar palavras também.

As estatísticas não mentem. As imagens mais compartilhadas são aquelas que trazem algum tipo de texto com elas. Seja uma frase poética, engraçada ou motivacional, é importante encontrar o texto correto.

Você pode buscar as frases em sites como o Pensador e o Frases do Bem. Quando encontrar o que precisa, é só usar o seu método de preferência para colocar na imagem.

As imagens com frases são extremamente populares nas redes sociais. Elas podem ajudar muito com a divulgação do seu conteúdo.

Conclusão

Quando eu falo em experimentar o SEO para imagens, às vezes meus clientes olham para mim como se eu estivesse louco.

Eles insistem que fatores como palavras-chave e meta descrições são mais importantes.

Em termos gerais, eles estão certos – e eu não quero exagerar a importância das imagens.

Você deve focar em todos os aspectos básicos primeiro.

Imagens são muito importantes, especialmente se você estiver em uma fase avançada de SEO.

As pessoas precisam de imagens por vários motivos. Alguns vão usar imagens em artigos, outros precisam delas para vídeos…

Ou seja, as pessoas estão sempre procurando imagens. É por isso que direcionar tráfego através do Google Imagens é tão simples e eficaz.

Esse é um tipo de busca a que a maioria dos especialistas em marketing e SEO não dão atenção.

Você quer que as pessoas encontrem as suas imagens, certo? Então você já sabe o que fazer!

Antes de concluir, quero dizer mais uma coisa sobre imagens.

Eu sempre falo isso sobre conteúdo escrito, e vou dizer também sobre imagens: Nenhuma quantidade de SEO vai te ajudar se seu conteúdo for de má qualidade.

É cruel, mas é verdade.

Se suas imagens não forem de qualidade, as pessoas não vão querer usá-las, e não vai adiantar saber como colocar uma imagem no Google Imagens.

Mesmo que você tenha uma imagem na primeira posição da primeira página dos SERPs na pesquisa por imagem do Google, isso não garante que as pessoas vão utilizar sua imagem.

O primeiro passo é se esforçar para criar imagens atraentes. A sua principal preocupação deve ser com criar conteúdo relevante. A partir daí, você pode otimizá-lo e ver o seu tráfego orgânico crescer.

Se quiser ver mais dicas incríveis para otimizar o ranqueamento do seu site, leia também esses outros conteúdos no blog:

E você? Qual é a sua experiência com o Google Imagens e o SEO de imagens? Deixe sua opinião nos comentários e aproveite para tirar as suas dúvidas!

Compartilhe