Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Marketing digital para médicos: como fazer de maneira eficiente?

Marketing digital para médicos

O potencial do marketing digital para médicos é indiscutível, e as estatísticas estão aí para comprovar isso.

Para começar, 5% das buscas feitas no Google são sobre temas relacionados à saúde (conteúdo em inglês).

Quer outro dado interessante?

De acordo com uma pesquisa da Software Device (também em inglês), 71% dos pacientes usam as avaliações online de outros pacientes como critério para escolher um médico.

Isso significa que existe na internet um público muito interessado em informações que você, médico ou profissional de marketing, pode ser o primeiro a dar.

Neste artigo, vou mostrar como fazer isso.

Acompanhe!

Qual é a importância do marketing digital para médicos?

Embora tenha havido um grande salto nesse sentido, o marketing médico ainda é tratado como um tabu por alguns profissionais.

Para eles, eu sempre respondo que, nesse caso, não se trata de vender, mas de informar.

É por meio da informação que médicos conseguem atrair pacientes e chamar a atenção das pessoas para os cuidados com a saúde.

Dessa forma, o marketing digital para médicos é fundamental para os profissionais, clínicas e hospitais, que se promovem enquanto informam.

E também para pacientes, que assim tomam conhecimento de assuntos que fazem diferença em suas vidas.

O que diz o Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre o marketing médico?

Marketing médico e o Conselho Federal de Medicina

Quando digo que o principal objetivo do marketing na área da medicina é informar, não falo apenas baseado na minha experiência, mas no que diz o próprio Manual de Publicidade Médica do Conselho Federal de Medicina (CFM). 

Em seu artigo 8º, ele deixa claro que:

“O médico pode, utilizando qualquer meio de divulgação leiga, prestar informações, dar entrevistas e publicar artigos versando sobre assuntos médicos de fins estritamente educativos”.

Um dos detalhes que destaco é a alínea “g” do artigo 3º, que proíbe que médicos exponham a figura de pacientes, mesmo com autorização.

Também ressalto o artigo 9º, que prevê uma série de posturas dos médicos no sentido de evitar o sensacionalismo, principalmente em entrevistas.

Por que investir em marketing médico?

Sobram motivos para investir em plataformas digitais de promoção de saúde e serviços médicos.

Eu precisaria de vários artigos como este para explicar cada um deles detalhadamente, então, para ficar apenas nos mais importantes, destaco quatro a seguir.

Maior alcance de pacientes

Novamente, as estatísticas comprovam que o marketing digital tem um alcance e penetração junto ao público maiores do que qualquer outra mídia.

Uma delas chama bastante a atenção: segundo a Inc. (pesquisa em inglês), para 84% das pessoas, as opiniões de outros pacientes online são tão confiáveis quanto as de seus amigos.

Vale destacar que o Brasil é o 2º país em que os potenciais clientes mais fazem buscas no Google, com 92,5% das pessoas recorrendo ao motor de busca quando precisam saber algo.

Maior contato com os pacientes

A relação entre médico e paciente vai muito além de uma simples prestação de serviço.

Isso porque boa parte dos tratamentos requer acompanhamento constante, o que exige contatos frequentes de parte a parte.

Os canais digitais de marketing ajudam muito nesse sentido, funcionando como um meio de comunicação direto.

Bons exemplos disso são as redes sociais, o email marketing e o próprio WhatsApp.

Aumentar a credibilidade

As pesquisas não deixam dúvidas sobre a confiança que as pessoas depositam no que elas leem na internet.

Dessa forma, o marketing médico é um meio de promoção essencial para ganhar credibilidade, atraindo as pessoas que buscam por informações.

Informar e esclarecer

Há quem veja possibilidades limitadas no marketing digital para médicos por causa das práticas vedadas e proibições de ordem ética.

Para os que argumentam dessa forma, uso o já citado artigo 8º como prova de que essas proibições não são nada restritivas, já que ele permite o principal: informar e esclarecer.

E se avaliarmos mais a fundo, veremos que o Manual de Publicidade Médica não faz mais do que estabelecer regras comuns, observáveis em diversos contextos profissionais.

6 ações de marketing digital para médicos

Existem incontáveis maneiras de fazer marketing digital, mas, para médicos, há algumas técnicas e ferramentas que não podem deixar de ser utilizadas.

Destaco nesse caso duas delas: o SEO e as publicações em redes sociais, indispensáveis para gerar tráfego qualificado.

Vale também investir em vídeos no YouTube devido à enorme audiência, que no Brasil ultrapassa 105 milhões de pessoas, muitas delas buscando conteúdo sobre bem-estar.

Mas o marketing digital não fica só nisso.

Veja na sequência outras ações que você pode empregar para ter bons resultados.

1. Monte um site profissional e responsivo

A publicidade médica se baseia muito na credibilidade.

Todos os canais precisam ter um aspecto e funcionalidades que transmitam profissionalismo.

Veja alguns itens que não podem faltar no seu site:

  • Disclaimer alertando para o uso de cookies
  • Formulário de contato
  • Endereço do consultório ou clínica
  • Nome do médico responsável
  • Serviços médicos oferecidos.

Igualmente importante é desenvolver um site que seja responsivo, ou seja, completo em suas funções e que ofereça uma boa experiência de navegação em todos os dispositivos.

Tenha em mente que grande parte das pessoas que vão chegar ao seu site o fazem a partir de seus smartphones. 

Então, é fundamental que as páginas se adaptem aos diferentes tamanhos de telas.

2. Invista em presença digital

Como vimos, o Manual de Publicidade Médica permite conceder entrevistas e aparecer publicamente, desde que com o propósito de informar.

Em termos digitais, isso significa que todo médico pode também investir em SEO off page por meio de guest posts e citações em sites externos.

Isso faz com que o nome do profissional e seu site ganhem destaque nos resultados de busca do Google, melhorando o posicionamento de marca.

Da mesma forma, usar as redes sociais para informar é uma excelente forma de ser visto e lembrado pelo público.

3. Aplique técnicas de SEO

Vale lembrar que SEO é um conjunto de técnicas com as quais um conteúdo se enquadra nos padrões de qualidade do Google para aparecer com destaque.

No caso dos médicos, vale investir principalmente em SEO local, em que os resultados exibem soluções que estejam perto do usuário. 

Para isso, privilegie as palavras chave long tail (cauda longa) em seus conteúdos, como por exemplo: “ortopedista no centro de São Luís” ou “contador perto de mim”.

4. Alimente seu blog constantemente

Investir em conteúdo gera resultados de longo prazo, contudo, esses resultados não são perpétuos.

Para que seu site se mantenha nas primeiras posições usando palavras-chave de seu interesse, é fundamental que seu blog esteja sempre atualizado.

Afinal, na área médica, a concorrência é sempre muito grande, e quem deixa de publicar se arrisca a ficar no ostracismo.

5. Invista em produção de conteúdo

Dicas para fazer marketing médico

A otimização para buscas depende de uma estratégia de marketing de conteúdo, o que  demanda ajudar o usuário em suas dúvidas.

Qualidade é inegociável na produção de conteúdo, criando textos focados na intenção de busca do usuário e sobre os assuntos que eles procuram na internet.

Além das dicas que você já viu, procure se manter sempre a par das últimas tendências nas buscas feitas no Google, usando para isso ferramentas como Google Trends e Ubersuggest (falo mais sobre ela a seguir).

6. Atente-se às regras do CFM

Não menos importante, é preciso estar sempre atento às regras do CFM, previstas no Manual de Publicidade Médica.

Trata-se de um verdadeiro guia, orientando sobre o que pode ser feito e o que não pode para manter o decoro e a ética médica exigidos para a profissão.

Ferramentas que te ajudam a fazer marketing digital para médicos

Além das vantagens que já vimos, o marketing digital tem uma outra, que é a grande variedade de ferramentas que podem ser usadas com o propósito de promover uma marca.

São diversas plataformas e recursos, muitos deles gratuitos, com os quais o médico pode montar uma estratégia, publicar, se fazer notar e medir seus resultados.

Confira a seguir.

Redes sociais

O Brasil é o segundo país em que a população mais consome horas navegando nas redes sociais.

Toda essa audiência está à sua disposição em plataformas como Facebook, Instagram, Twitter e YouTube.

Você pode articular sua estratégia de conteúdo com essas redes, linkando para seus artigos ou adaptando-os para outros formatos.

Canva

O Canva é uma plataforma das mais úteis, principalmente para quem está dando os primeiros passos em marketing digital.

Nela, você encontra fotos e templates em design para fazer publicações em seus canais digitais.

Além de imagens, ele conta com uma grande biblioteca de vídeos, que podem ser customizados para dar vida a conteúdos de grande impacto visual.

Ubersuggest

Uma estratégia de marketing digital nunca será completa se não tomamos as decisões baseados em dados.

Da mesma forma, precisamos avaliar os resultados das ações, de maneira que possamos corrigir eventuais falhas.

Tudo isso e muito mais você pode fazer com a ferramenta de SEO que aperfeiçoei com a minha equipe, a Ubersuggest.

Comece com a pesquisa de palavras-chave e avance fazendo análises detalhadas sobre o seu site, comparando-o com os seus principais concorrentes.

Melhore seus pontos fracos e explore os da concorrência com essa ferramenta completa de analytics e de SEO.

Google Ads

Publicar conteúdo é importante, assim como explorar os anúncios na plataforma Google Ads.

Use-a para encontrar keywords que serão usadas em seus anúncios pagos, de maneira a atrair audiência qualificada.

Você pode explorar os anúncios basicamente em duas modalidades:

  • Rede de pesquisa: em que os anúncios aparecem como resultado das buscas
  • Rede de display: na qual os anúncios aparecem como banners em sites cadastrados no programa Google Adsense.

WordPress

Assim como o Google ainda não tem um concorrente à altura no quesito motor de busca, a principal ferramenta para criação e gerenciamento de blogs é o WordPress.

É fácil, intuitiva e bastante prática para você criar e publicar artigos.

Uma de suas muitas vantagens é agregar os chamados plugins, que consistem em funcionalidades para “turbinar” suas publicações.

Entre os mais populares está o SEO Yoast, uma ferramenta de análise de conteúdo que diz exatamente em que um texto pode ser melhorado para ganhar destaque nas buscas.

Bancos de imagens e vídeos

Conteúdos em blogs não estão completos sem imagens que ilustrem o assunto tratado.

Para isso, vale recorrer aos muitos bancos de imagens, nos quais você encontra fotos e artes de qualidade profissional para enriquecer suas publicações.

Alguns dos mais utilizados são:

  • Freepik
  • Shutterstock
  • iStock
  • Clean PNG
  • PxHere.

Se precisar, você também encontra nesses sites vídeos que podem ser editados para dar ainda mais vida aos seus artigos, potencializando o engajamento.

SEMRush

SEMRush é uma ferramenta que considero indispensável para analisar os resultados de uma estratégia digital.

Ele fornece extensos relatórios e análises de SEO on page, ou seja, o que se faz dentro de um site, e SEO off page, com foco em link building.

Google Analytics

Outra ferramenta de análise de resultados praticamente obrigatória é o Google Analytics, que mede o alcance de publicações e a evolução do tráfego.

Use-a com o Google Search Console para obter insights e otimize sua estratégia de conteúdo a partir das palavras-chave com maior potencial para converter.

Perguntas frequentes sobre marketing médico

Perguntas frequentes sobre marketing digital para médicos

Como fazer marketing para médicos?

O marketing para médicos pode ser feito por meio de técnicas como Otimização para Motores de Busca (SEO), redes sociais e email marketing, entre outros canais. Também podem ser criadas campanhas pagas, sempre observando as limitações previstas no Manual de Publicidade Médica.

O que é permitido no marketing médico?

O Manual de Publicidade Médica permite que o médico use canais digitais para informar e esclarecer. Também permite dar entrevistas, escrever e assinar artigos, desde que de caráter educativo, sempre pautado por fontes cientificamente sólidas.

O que não pode no marketing médico?

É vedado ao médico utilizar imagens de pacientes em suas promoções, mesmo com autorização, assim como é proibido aparecer em anúncios de produtos e equipamentos desenvolvidos para a área médica. Outras proibições estão previstas no artigo 3º do Manual de Publicidade Médica.

Conclusão

O marketing digital para médicos está disponível para todos os profissionais, generalistas ou especialistas, que precisem divulgar seus serviços por meio da informação.

Com ele, você mostra o seu valor ao levar às pessoas conhecimentos úteis e dicas de saúde.

Agora eu quero saber qual a sua opinião sobre o assunto e o que você achou deste artigo.

Deixe um comentário, vou gostar de responder!

Compartilhe