Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

30 Dicas de Como Escrever Artigos Atraentes e que se Vendem

writing

Você recentemente criou seu próprio blog ou um novo negócio? Mesmo que só esteja de passeio em círculos empresariais, você provavelmente já ouviu falar sobre marketing de conteúdo.

Um dos principais aspectos do marketing de conteúdo é criação de conteúdo. E como em todas as investidas de negócio, você quer que o conteúdo que você criou venda ou crie vendas.

Muitos não-escritores pensam que criação de conteúdo é simplesmente sentar e escrever um texto de 500 palavras sobre um tópico — mas não é simples assim.

Escrever artigos que vendem tomam muitos passos estratégicos. De fato, eu tenho 30 passos estratégicos que ajudarão você a escrever artigos que gerem resultados em páginas de busca e impulsionarão conversões.

  1. Escolha um tópico interessante e atual.
  2. Encontre suas palavras chave.
  3. Leia o que os seus competidores dizem.
  4. Pesquise seu tópico.
  5. Crie um título cativante.
  6. Tenha uma isca.
  7. Crie seu próprio trabalho.
  8. Cheque os fatos.
  9. Seja atraente e relacionável.
  10. Ofereça uma solução para um problema.
  11. Escreva com autoridade.
  12. Procure por um ângulo único.
  13. Conte uma história.
  14. Adicione imagens, estatísticas e links de qualidade.
  15. Otimize para mecanismos de busca.
  16. Reduza o desnecessário.
  17. Tenha um editor.
  18. Varie seu estilo.
  19. Esteja sempre procurando por ideias.
  20. Desenvolva sua própria voz.
  21. Foque.
  22. Iguale profundidade e tamanho.
  23. Adicione valor, não propaganda exagerada.
  24. MISE.
  25. Faça-o compartilhável.
  26. Saiba quando compartilhar.
  27. Adicione uma assinatura de email ou um brinde gratuito.
  28. Adicione uma chamada.
  29. Adicione valor para seus leitores.
  30. Desenvolva uma estratégia de marketing de conteúdo.

Nossa. Essa é uma lista longa. Vamos mergulhar nisso e examinar cada um desses passos um por um. 

1. Escolha um tópico atual, relevante e interessante

O aspecto mais importante em escrever um artigo sólido é o tópico. Você pode fazer todo o resto certo e mesmo assim não vender nada se não há mercado e se ninguém liga para o seu tópico.

Não importa o quão bem o artigo está escrito e pesquisado, a probabilidade é de que ninguém está afim de ler sobre encadernação do século 18. (Ok, talvez tenham algumas pessoas, já que o Google tem 404.000 resultados.)

Se você não atrair imediatamente a atenção delas, você já as perdeu. A maioria das pessoas, 8 entre 10, mais precisamente, somente leem o título. Se elas perderem o interesse, vão embora.

ImportantHeadline

Qualquer tópico sobre o qual você decidir escrever deve ser atual, relevante e interessante. E essas coisas não são as mesmas.

  • Atual: Quando um artigo é atual, ele tem relevância informativa. Isso significa que é aplicável às conversas recentes.
  • Relevante: Quando um tópico é relevante, isso significa que será de valor para o seu público. Se seu público inclui pessoas que estão interessadas em encadernamento do século 18, não escreva sobre encanamento. Eles não lerão e não compartilharão.
  • Interessante: Seu artigo deve ser interessante. Preciso dizer mais? Para fazer um tópico interessante, você precisa adicionar informações inéditas ou uma opinião única. Não repita as mesmas velhas informações.

2. Encontre suas palavras-chave

Se você trabalhou online nos últimos cinco anos, você possivelmente já escutou tudo sobre palavras-chave. Palavras-chave são como as pessoas encontram os artigos em que elas estão interessadas.

Quando você realiza uma busca no Google (mesmo que seja somente para descobrir quando é o aniversário da Taylor Swift) você está usando palavras-chave.

O Google pega suas palavras-chave e procura por toda a Internet por artigos que contenham essas palavras.

Quando a busca é finalizada, o Google resulta em artigos, vídeos, músicas, fotos e informação para você.

O aniversário da Taylor Swift é em dezembro, caso tenha ficado curioso.

Do outro lado das coisas, profissionais do marketing de conteúdo, publicitários e escritores encontram seu público preenchendo seu conteúdo com palavras chave relevantes.

Usar palavras chave também é conhecido como otimização para mecanismos de busca ou SEO.

Há várias formas de descobrir que palavras chave usar, incluindo usar uma ferramenta chamada Buzzsumo.

Hoje, as estratégias eficientes de marketing de conteúdo usam palavras-chave de cauda longa para adequar seu conteúdo.

long tail keywords

Palavras-chave de cauda longa são simples frases que contém mais de uma ou duas palavras e podem ser usadas para adequar o conteúdo para que cheguem aos usuários que estão procurando por aquela informação.

Quando pensar em palavras-chave, lembre-se que cada artigo e cada tópico irá ter palavras-chave únicas. Usar termos genéricos como “feliz” ou “gato” dificilmente fará com que seu conteúdo venda.

O uso apropriado de palavras chave-únicas pode ajudar seus artigos a rankear mais alto nos resultados de busca do Google. Quanto mais uma palavra-chave é usada no geral, mais difícil se torna rankear nos resultados de busca.

Por exemplo, se você escrever um artigo sobre infartos, dificilmente seu artigo irá rankear mais alto que a página sobre infartos no website da American Heart Association.

Quanto mais específico seu tópico e as palavras-chave, maiores as chances de você rankear no Google e criar um artigo que venda.

3. Leia o que seus competidores dizem

Se você não sabe sobre o que as pessoas estão falando, como pode escrever algo que as interesse? Se você começou seu blog por diversão e para escrever sobre o que você quer escrever, vá em frente.

Porém, se você iniciou seu blog ou negócio para fazer dinheiro, precisa estar atento ao que os seus competidores estão dizendo. A forma mais fácil de fazer isso é colocar as palavras-chave no Google e ver o que aparece.

Seus competidores são aqueles que rankeiam nos 10 primeiros resultados do Google. Você precisa saber tudo sobre eles.

BestLength

Saber quem eles são é importante, mas vamos dar um passo à frente. Você precisa ler os artigos que eles escreveram e analisá-los.

  • Que palavras chave usam?
  • Que imagens usam?
  • Que links eles incluem?
  • Quantos compartilhamentos eles tem?
    • E em quais redes sociais?
  • Quantas palavras os artigos contém?
  • As pessoas estão comentando?

Assim que você identificar esses aspectos, estará mais perto de começar a escrever. Está quase lá.

4. Pesquise seu tópico

Apesar de você provavelmente ser um expert no tópico sobre o qual pretende escrever, ainda é preciso fazer umas pesquisas. Sua pesquisa não somente te ajudará a entender melhor o seu tópico, ela também te ajudará a saber o que todo mundo está falando sobre ele.

A pesquisa também irá auxiliar você a recolher suas ideias antes de embarcar no processo de escrita, assim como parecer um expert no tópico.

Artigos confiáveis, e aqueles com assinatura, são mais compartilhados.

Byline

Sua pesquisa também vai te apoiar com a identificação das fontes de material, outros escritores do seu nicho e artigos para relacionar para que seu público possa continuar lendo sobre o tópico.

Lembre-se que ótimo conteúdo deve agregar valor para seus leitores.

5. Crie um título cativante

Seu título deve honestamente ser a parte mais importante do seu artigo. E está tudo bem se escrever seu título te ocupou o mesmo tempo gasto para escrever o artigo.

Um ótimo título deve capturar a atenção do público, fazer com que queiram clicar no artigo, conter palavras-chave, e ser preciso.

Usar um título que é um colírio para os olhos mas não tem nada relacionado com seu artigo é uma boa forma de perder a fidelidade dos seus leitores — e rápido.

Como com a maioria das coisas, foram feitas pesquisas para descobrir o que faz um ótimo título de artigo. O comprimento médio dos títulos com melhor performance no Google foi de 50.7 caracteres.

AverageTitleLength

Só que isso não significa que todo artigo que você escrever precisa ter 50 caracteres, é somente para você saber o que é longo demais ou curto demais.

Seu título deve fornecer as informações, mas não entregar toda a história. Consiga a atenção deles e os traga para o artigo.

6. Tenha uma isca

Em adicional ao ótimo título, você precisa de uma isca. Se o título é o que faz com o que os leitores cliquem no artigo, a isca é o que faz com que eles realmente leiam seu artigo.

Pense nessa isca como sua primeira impressão. Escreva uma primeira frase ruim e todos os seus leitores se foram.

Isso não significa que você não vai conseguir compartilhamentos, mas você levou tempo para criar o conteúdo, então quer que os visitantes o leiam e gostem.

ShareNotRead

Honestamente, um ótimo título e isca podem te conseguir mais compartilhamentos, pois muitos visitantes que clicam no seu artigo irão compartilhar sem ler eles de fato.

Para aqueles visitantes que não leem seu conteúdo, tudo que eles saberão são seu título e isca. Faça-os bem e você com certeza garantirá compartilhamentos.

7. Crie seu próprio trabalho

Só porque há uma tendência de compartilhar sem ler não significa que você pode ser um escritor preguiçoso.

Copiar, reescrever e parafrasear constituem plágio. Plágio é ruim. Isso é um tópico bem preto e branco.

Vou deixar bem simples: crie seu próprio trabalho.

Isso não significa que você deve criar algo sem base. Há muito a se aprender de recursos exteriores, pesquisa e com o que seus competidores estão fazendo.

Mas olhe por onde anda. Não copie o trabalho de outra pessoa.

Até mesmo plágio acidental ainda é plágio.

É completamente não científico, mas bom conteúdo vai ser lido. Ramit Sethi criou um ótimo gráfico para mostrar a importância de bom conteúdo.

GoodContent

Bom conteúdo é também conteúdo original.

Direi mais uma vez: crie seu próprio trabalho.

8. Cheque os fatos

Você sabia que 67% de todas as estatísticas são inventadas? Sim, essa também.

MadeUpStatistics

No meu site, eu me certifico de apresentar informações precisas e citar fontes para corroborar os fatos.

Checar seus fatos é simples. Você só precisa adotar uma atitude de questionamento. Tudo desde estatísticas até ortografia, e até mesmo nomes de negócios devem ser questionados.

Checar seus fatos garante que você esteja publicando informações precisas. Cada vez que você publica informações equivocadas, perde a confiança do seu público.

Se você errar seus fatos muitas vezes, os leitores não somente irão parar de compartilhar seus artigos — eles provavelmente pararão de visitar seu site.

9. Seja atraente e relacionável

Escrever tem sido frequentemente considerado um estilo formal de comunicação. Há livros e mais livros de regras sobre como escrever e a forma correta de se fazer isso.

Mesmo que o português seja (provavelmente) sua língua nativa, você provavelmente passou muitos anos na escola aprendendo ortografia e gramática.

Com o tempo, a linguagem muda. Com a vinda da internet e blogs online, escrever se tornou algo informal rapidamente.

Quando escrever para o seu blog, está tudo bem escrever de forma atraente e pessoal. Você quer que seu público se relacione com você, não que fique entediado com sua escrita pedante e academicista.

Bom conteúdo online usa gírias, tem tom informal, fala direto com o leitor, e usa palavras como “eu” ou “nós.”

SelfReference

Postagens que usam palavras mais auto referenciais estão mais suscetíveis a serem compartilhadas. Usar palavras como “eu” e “nós” lembra aos leitores que há um humano por trás desse conteúdo. Boa escrita é relacionável.

Se você quer seu público lendo e compartilhando seu conteúdo, tenha certeza de que eles possam se relacionar com ele. Não tenha medo de mostrar um pouco da sua personalidade.

10. Ofereça uma solução para um problema

Por que você usa o Google? É porque provavelmente assim você encontrará a solução para um problema ou a resposta para uma pergunta que você tem.

Usamos o Google para aprender a mudar nossos limpadores de pára-brisas, fazer a torta de cereja perfeita e praticamento todo o resto.

Além de vídeos de gatinhos, a internet é o lugar para encontrar soluções e respostas. Quando você cria conteúdo, pense nos problemas que seus leitores estão enfrentando.

Como você pode ajudá-los?

Caso seu conteúdo resolva um problema de seus leitores, eles provavelmente irão compartilhar, comprar seu produto, e se tornarão clientes fiéis.

Se você acha que estou me estendendo, pense em quantos artigos você leu sobre lifehacks.

11. Escreva com autoridade

Escreva com autoridade e seus artigos vão vender. Sacou o que fiz aqui?

Experts usam certezas, linguagem assertiva e palavras de ação. Depois de ler tudo o que seus competidores estão escrevendo, ter feito pesquisa e encontrado suas palavras-chave, você já deve ser um expert em seu tópico.

Autoridade não somente atrai atenção, mas também faz com que ganhe respeito. Contas no Twitter que usam palavras que denotam autoridade em suas biografias como “fundador” ou “expert” tendem a ter mais seguidores do que contas que não usam.

Traduzindo essa informação, podemos dizer que linguagem autoritária na escrita irá trazer também o respeito dos leitores.

Outro aspecto de boa escrita é usar voz ativa. A voz ativa, em contraste com a passiva, cria uma escrita mais interessante e dinâmica. Veja um exemplo:

Voz passiva: Neil comeu cinco maçãs em seu lanche.

Voz ativa: Cinco maçãs foram comidas por Neil no seu lanche.

Qual soa melhor?

Lembre-se que usar voz ativa em toda sua escrita ajuda a manter a atenção do leitor.

12. Procure por um ângulo único

Ao invés de regurgitar e reescrever o conteúdo que você leu enquanto pesquisava seu artigo, crie algo novo.

Você tem uma compreensão única do assunto sobre o qual está escrevendo, então compartilhe essa perspectiva.

Boa escrita tem um ângulo ou uma opinião. Não estou dizendo que você precisa ser controverso, mas os artigos mais compartilhados são aqueles que desafiam uma crença já conservada.

Escreva com um ângulo único e você pode se surpreender com quantas pessoas compartilharão seu artigo só para dizer que eles acham estar errado.

13. Conte uma história

A duração do nosso período de atenção continua a ficar cada vez mais curto. Novas informações estão constantemente sendo jogadas em nós, então a única informação que nos chama atenção é aquela mais barulhenta e interessante.

Uma história captura a atenção do leitor.

Story

Quando há uma história para captar o interesse, os leitores estão mais suscetíveis a terminar de ler. Com uma história, leitores gastam 520% mais tempo na página, em média.

Quando leitores leem uma história, eles precisam saber o fim.

14. Adicione imagens, estatísticas e links de qualidade

Imagens, estatísticas e links ajudam a construir interesse e credibilidade.

Nos artigos de melhor performance em uma busca no Google, cada um tinha em média 9,96 links.

AverageLinks

Só adicionar links não necessariamente fará seu artigo vender mais, porém cria credibilidade que, em troca, lhe fará ganhar respeito dos seus leitores.

Quando adicionar links, não adicione qualquer coisa. Pense criticamente sobre que informações adicionais podem ser de interesse para os seus leitores e inclua esses links. Também é importante enquanto construir sua credibilidade incluir somente links para fontes de boa reputação.

Assim como copiar as escritas de alguém, copiar e colar a página de outra pessoa sem creditar é roubar.

Imagens estão sob proteção da lei de propriedade intelectual — mesmo imagens digitais. Usar as imagens ou fotos de alguém sem permissão pode acabar resultando em um processo.

Sobre as estatísticas, faça questão de checar seus fatos e citar fontes de boa reputação.

15. Otimize para mecanismos de busca

Para aqueles que sabem pouco sobre otimização de mecanismos de busca ou só escutaram sobre recentemente em reuniões, provavelmente parecerá elusivo e complicado.

Não é.

Otimização de mecanismos de busca é basicamente adicionar as palavras-chave certas para que os leitores possam encontrar os artigos e informações que estão precisando quando realizarem uma busca no Google.

Mesmo que você tenha a otimização perfeita, se ninguém se interessa pelo seu tópico, seu artigo não vai te ajudar a vender.

Há um elemento de otimização que costuma ser esquecido: esses artigos serão lidos por pessoas, não somente algoritmos. Faça questão de não se focar somente nas palavras-chave, mas também em uma boa escrita.

Tenha certeza que você não está somente focado em palavras-chave, mas também em boa escrita.

Essa tabela periódica de otimização para mecanismos de busca especifica a otimização nos elementos e fatores de sucesso, o que facilita a compreensão.

2017 SEO Periodic Table 1920x1080 800x450

Escrever artigos com otimização de mecanismos de busca na cabeça significa usar as palavras chave corretas.

Quanto mais interesse seu artigo gerar, mais compartilhamentos vai juntar, quanto mais comentários ele atrair, mais alto irá rankear em buscas do Google. Isso é otimização para mecanismos de busca.

É simples assim.

Não se esqueça da boa escrita. Boa escrita vende.

16. Reduza o desnecessário

Durante o processo de edição, livre-se de todo o material ocupando espaço. Delete todas as palavras desnecessárias. Condense frases. Reduza informações alheias.

Tendo dito isto, já houveram muitos, muitos debates sobre o tamanho correto de conteúdo. Não há resposta.

Conteúdo deve ser o quão longo ele necessitar para explicar o tópico.

Mesmo que o conteúdo possa ser de qualquer comprimento, pesquisas mostram que artigos mais longos conseguem mais compartilhamentos.

LongerMoreShares

Essa correlação pode não significar muito, mas acredito que seja devido ao respeito ganho por artigos mais longos.

Artigos mais compridos talvez sejam mais compartilhados porque esse comprimento os faz parecer mais confiáveis. Seja lá qual for a razão, artigos mais longos costumam ser mais compartilhados que artigos mais curtos.

17. Tenha um editor

Não importa o quão bom escritor você é, sempre deve usar um editor.

Se você não quer a ajuda de editor corigindo erros de gramatca e ortografia vao passar. Nos não pode ser próprio editor.

Erros acontecerão.

Se você não tiver a ajuda de um editor, há algumas coisas que você pode fazer para encontrar esses erros.

  • Deixe o conteúdo de lado por uns dias, e então edite.
  • Leia em voz alta.
  • Leia em sentido inverso, palavra por palavra, e então frase por frase.

Editar conteúdo traz uma mudança para o seu raciocínio. Ao invés de ler o conteúdo por lazer, você deve pegar cada palavra que lê e questioná-la.

Um editor vai te ajudar a encontrar erros de gramática, ortografia e estilo.

Se você chegar a usar um editor (ou algum amigo nerd da gramática), não leve as edições deles para o lado pessoal. Algumas edições terão relação com estilo pessoal, mas outras vão ser mais preto e branco.

18. Varie seu estilo

Variações de estilo mantém o conteúdo fresco e o leitor interessado. Se você observar o que já leu desse artigo, vai notar que eu adiciono imagens, uso listagens de texto e faço perguntas, tudo para variar o estilo e manter o leitor interessado.

Fazer listagens de texto é um ótimo jeito de impedir um texto de ficar denso demais, e facilita para os leitores passar os olhos e rapidamente encontrar a informação que estão procurando.

A maioria dos leitores vai passar os olhos pelo seu conteúdo — vamos falar sobre isso mais tarde — então dividi-lo em listagens de texto e com uma mistura de frases curtas e longas faz dele melhor de se ler.

Você também deve ter formas de interagir com seus leitores. Você pode fazer perguntas, desafiar suas hipóteses, pedir seus compartilhamentos ou pedir seus comentários.

Pesquisas mostram que postagens de Facebook que contém uma pergunta conseguem mais interação e comentários do que postagens comuns.

AskQuestions

Esse princípio se mostra verdadeiro para artigos. Fazer perguntas ajudarão seus artigos a ganhar mais interação com os leitores (comentários e compartilhamentos) e vender seus produtos ou serviços.

O que você acha?

19. Esteja sempre procurando por ideias 

Se você começou um blog e quer escrever artigos que ajudem você a vender mais, você precisa estar sempre procurando por ideias.

Você nunca sabe quando algo que você pensa pode ser uma boa ideia ou provocar sua imaginação.

Se você vai precisar de muito conteúdo, é uma boa ideia manter uma planilha de artigos interessantes e uma planilha de ideias para artigos.

Lembre-se, esses artigos interessantes não são para se copiar. Eles são somente para você usar como link e se inspirar.

Com essas planilhas no bolso, você não somente produzirá mais conteúdo, mas também terá uma forma de lutar contra bloqueios criativos.

Qualquer hora que você se sentar para escrever um artigo, já terá uma ideia e algumas pesquisas para corroborar prontinhas.

20. Desenvolva sua própria voz

Mesmo que seu conteúdo seja importante, sua voz também é. Uma voz singular, agradável vai atrair e reter leitores tanto quanto um ótimo conteúdo.

Pense na minha voz — você consegue reconhecer, certo?

Eu uso frases curtas e que vão direto ao ponto. Eu escrevo com linguagem direta. Escrevo parágrafos curtos e fáceis de ler.

Mesmo que meu nome não aparecesse, minha voz se destacaria para meus leitores.

Se você quer capturar e manter seus leitores, precisa de um tom singular.

Parte da sua voz e tom é adicionar detalhes pessoais, o que pode incluir emoções.

Eu costumo compartilhar pequenas histórias e memórias com meus leitores que os ajudem a entender os tópicos que estou apresentando, assim como conto um pouco sobre mim pessoalmente.

E francamente, artigos neutros costumam ter menos interações. Então você pode adicionar sua opinião e sua perspectiva única sobre o tópico.

Emotion

Mais emoção é igual a mais interação. Postagens negativas parecem conseguir até mais comentários que postagens positivas.

Nem todo artigo deve ser divisivo, mas para ganhar compartilhamentos e fazer com que as pessoas falem mais é preciso escrever algo controverso.

21. Foque

É fácil ficar divagando ao escrever longos artigos. Mas não faça isso.

Cada artigo deve ter um ponto. E somente um.

Pegue esse artigo como exemplo. Essa postagem tem um ponto somente: estou te ensinando como escrever artigos que vendem. Toda palavra ajuda a ilustrar esse ponto.

Quando cada artigo tem um ponto, seu tamanho irá variar. E isso é bom.

LongOrShort

Postagens que não são nem extremamente longas ou extremamente curtas conseguem mais curtidas que postagens de tamanho médio. Postagens mais longas também conseguem mais compartilhamentos.

Não tenha medo de postar um artigo de 300 palavras em um dia e outro de 2,500 palavras no outro. Variação é ótima!

22. Iguale profundidade e tamanho

Variação nos tamanhos dos seus conteúdos é bom, mas isso não significa que você precisa adequar seu conteúdo para caber na contagem de palavras que você quer.

Deixe o tema ditar o tamanho do conteúdo.

Se você pode explicar em 500 palavras, não há motivo para escrever 2,500 palavras.

Sete minutos. Esse é o tempo ideal de leitura de um artigo que a Medium descobriu manter a atenção dos leitores.

7minutes

Isso não significa que todo artigo deva levar sete minutos para ser lido, mas mostra que capturar e segurar a atenção dos leitores por mais de sete minutos não é tarefa fácil.

Desde que você esteja correspondendo o tamanho do seu conteúdo com a profundidade do tema, estará criando um ótimo artigo.

Leitores não gastam tempo em conteúdo que não pensam ser interessante, então é importante não gastar o tempo deles com material longo demais.

23. Adicione valor, não propaganda exagerada

Títulos de isca de clique irão te ajudar a conseguir mais cliques, porém não ajudam a conseguir leitores e clientes fiéis.

Por outro lado, dê aos seus leitores valor e conseguirá fidelidade. Você terá leitores que não somente clicarão no seu artigo, mas que continuarão voltando procurando mais.

Há algumas formas de agregar valor para seus leitores. Você pode fornecer informações para resolver seus problemas e os direcionar para pesquisas que adicionam mais evidências.

Evitando propaganda exagerada, faça questão de contar a verdade. Atenha-se aos fatos e será fácil agregar valor para os leitores.

24. MISE

Matenha Isso Simples, Estúpido. É um mantra que se aplica para muitos aspectos da vida.

Quando escrever artigos que vendem, você precisa escrever claramente. Mantenha fácil de se ler e escanear.

Escrita clara, fácil de se ler detém de frases simples, palavras diretas e uma ideia por frase.

Se você não tem certeza de como tornar sua escrita fácil de se ler, pode pedir para um avaliador de nível de escrita dar uma olhada.

A maior parte dos testes de nível de leitura basearão a nota no índice de legibilidade de Flesch-Kincaid e te darão um nível escolar. Quanto menor o nível de leitura, mais simples é o conteúdo.

Conteúdo simples é fácil de se ler e atrairá mais leitores.

A maioria dos jornais objetiva fazer seu conteúdo legível para um aluno comum da sétima série.

Seu conteúdo também deve ser escaneável e dinâmico. Grande parte dos leitores não irão ler seu artigo palavra por palavra, eles irão dar uma olhada para encontrar a informação que procuram o mais rápido possível.

ScanReaders

Esse gráfico mostra que muitos leitores que clicam no seu artigo nem lerão o suficiente do conteúdo para precisar descer a página. Colocar as informações mais importantes no primeiro parágrafo é essencial.

Para o resto dos seus leitores, eles provavelmente irão ler somente metade do artigo antes de pularem para outra coisa.

Você pode ver no gráfico que há uma queda acentuada de leitores depois que chegam pela metade do artigo.

Quando escrever artigos que vendem, você tenta prover para seus leitores as informações que necessitam para resolver um problema.

Deixe as informações facilmente acessíveis e facilmente escaneáveis, e você estará mais suscetível a ter artigos que vendem.

25. Faça-o compartilhável

Caso seu artigo não seja compartilhável, ninguém falará sobre ele e não irá vender.

Uma tendência recente é prover os leitores com “frases de impacto“, ou pequenas citações que são pontos principais do artigo que incluem um botão de “tuíte isso”.

Leitores clicam no botão, e a citação é tuitada em seus perfis com um link para o artigo.

O genial desse sistema é que faz o conteúdo fácil de escanear para informação, fácil de compartilhar e bom para vender.

Faça-o compartilhável, e as pessoas estarão mais suscetíveis a fazer isso.

Lembre-se, não há tamanho particular que um artigo deve ter para ser compartilhável. Desde que adicione valor para o leitor e seja fácil de escanear, estará mais suscetível a ser compartilhado.

Pesquisas mostram que a contagem média de palavras dos artigos de melhor performance no Google era de 1,149 palavras. AverageWordCount

Adicionando botões de compartilhamento e funcionalidades que facilitam o compartilhamento do conteúdo fará com que os leitores provavelmente falem sobre seu conteúdo com os amigos.

A maior parte dos blogs agora incluem botões de redes sociais para que seu conteúdo possa ser rapidamente e facilmente compartilhado na rede social do leitor.

26. Saiba quando compartilhar

Saber quando postar seus artigos online é também um aspecto importante para determinar sucesso.

Humanos vivem na base de padrões e cronogramas, e isso significa que há horários do dia e semana que estão inundados de conteúdo e há dias que não.

Quando você postar um artigo, mande um email ou o compartilhe em redes sociais. Isso pode fazer toda a diferença em relação a quantas pessoas alcançará e quantas também compartilharão.

Pesquisas descobriram que artigos estão mais suscetíveis a serem compartilhados nos fins de semana.

MostSharedDay

Há menos conteúdo no fim de semana, pessoas tem mais tempo para ler e, portanto, estão mais propensas a compartilhar.

Se você está gerenciando um blog ou a conta de rede social de uma empresa, você provavelmente terá acesso às informações da página. Esses números podem te dar uma percepção sobre quando os leitores estão interagindo e compartilhando seu conteúdo.

A melhor hora de compartilhar vai variar de público para público, então conhecer seu próprio negócio é essencial.

27. Adicione uma assinatura de email ou brinde gratuito

Quem não gosta de coisas de graça? Ofereça ao seus leitores algo gratuito em troca de seus endereços de email, e você pode se surpreender com quantas pessoas se inscreverão.

Uma vez que você tenha os endereços de email de seus leitores, terá a habilidade de alcançá-los e mandar mais conteúdo em que eles possam estar interessados.

Se você não tem certeza de como adicionar uma assinatura de email ou implementar um sorteio de brindes gratuitos, cheque o meu site. Eu incluo assinaturas de email e sorteios em quase cada página dele.

Seu brinde gratuito pode ser algo simples, como um pequeno e-book ou uma lista de itens a fazer.

Conteúdo gratuito em troca de emails é uma situação em que todos saem ganhando.

28. Adicione uma chamada

Uma chamada ou CTA é o que diz aos seus leitores o que você gostaria que eles fizessem.

Você gostaria que eles compartilhassem a postagem? Deixassem um comentário? Se inscrevessem para um evento? Diga á eles!

JustAsk

Pesquisas mostram que postagens do Facebook que incluem a palavra “curtir” receberam mais curtidas em média do que postagens que não incluíam “curtir.”

Pode ser simples assim? Sim.

Uma chamada ajuda a direcionar os leitores os deixando saber como eles podem te ajudar. Quando um leitor ama seu conteúdo e vê um pedido seu, ele vai querer dar uma “ajudinha” e cumprir com seu pedido.

Sério, tudo que você precisa fazer é pedir.

Aliás, se você olhar bem de perto, tem uma chamada bem no fim desse artigo. E uma no fim de todo artigo em meu site.

29. Adicione valor para os seus leitores

Por todo esse artigo, eu recomendei que você adicionasse valor para os seus leitores para criar artigos que vendem. Vou falar ainda mais vez: adicione valor.

Quando você adiciona valor para um leitor, eles ficam mais propensos a se tornarem clientes fiéis.

Nós já discutimos algumas formas de adicionar valor, mas há mais duas: use gírias e termos populares com linguagem simples.

Se você está criando conteúdo para um nicho da indústria, alguns termos populares e gírias da indústria vão fazendo parte do conteúdo, e está tudo bem.

Mas você precisa equilibrar com linguagem simples.

Seu conteúdo deve ser acessível para todos, não só para aqueles que fazem parte da sua indústria.

Por exemplo, alguns termos populares que usei nesse artigo são:

  • Otimização para mecanismos de busca
  • Palavras-chave
  • CTA

Esses termos populares são jargões do marketing de conteúdo, mas quando eu os usei, apresentei uma explicação.

Pesquisas mostram que páginas do Facebook que usam termos populares da indústria ganham menos curtidas que páginas que não usam.

NoBuzzwords

Conteúdo deve ser elaborado para o público ao qual você está escrevendo, mas você precisa que esse conteúdo também seja legível para pessoas de fora.

30. Desenvolva uma estratégia de marketing de conteúdo

Essa dica não é exatamente sobre escrever o artigo, mas é uma boa dica para encerrar.

Se você quer criar artigos que vendem, vai precisar de uma estratégia de marketing de conteúdo.

Uma estratégia de marketing de conteúdo te ajuda a saber sobre o que escrever e onde compartilhar esse conteúdo.

Sem esse conhecimento, escrever e compartilhar artigos vai ser como gritar em um cânion e esperar que alguém esteja perto o suficiente para escutar.

Você estará atirando no escuro, o que desperdiçará seu tempo e esforço.

Conclusão

Conteúdo é rei. Se você começou um negócio, criou um novo produto ou está somente escrevendo para um blog, precisa de conteúdo.

E você não precisa somente de conteúdo — precisa de um ótimo conteúdo que venda.

Com esses 30 passos estratégicos, com certeza você escreverá um ótimo conteúdo que ajudará seu negócio a crescer e fazer vendas.

Quais truques funcionaram para você quando criou artigos que vendem? 

Compartilhe